Base de dados : LILACS
Pesquisa : C22.510 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 13 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 2 ir para página        

  1 / 13 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1048074
Autor: Azevedo, Marcos da Silva; Côrte, Flávio Desessards De La; Pozzobon, Ricardo; Dau, Stefano Leite; Gallio, Miguel.
Título: Objective evaluation versus subjective evaluation of flexion tests in the pelvic limb of horses / Avaliação objetiva versus avaliação subjetiva dos testes de flexão no membro pélvico de cavalos
Fonte: Braz. J. Vet. Res. Anim. Sci. (Online);56(4):e157248, Dezembro 03, 2019. ilus, tab.
Idioma: en.
Resumo: The agreement between subjective and objective evaluation methods was studied to identify claudication in the pelvic limbs of horses before and after flexion tests were performed. Twenty-nine horses were equipped with a wireless system of inertial sensors and evaluated during seven times while trotting. Videos were recorded to be evaluated by three veterinarians, with different levels of experience, to evaluate the agreement between the two different methods and between the evaluators. The evaluators and the objective evaluation had a low rate of agreement, with the exception of moderate agreement between the objective evaluation and evaluator 1 to identify lameness after the left total flexion and moderate agreement in evaluating the response to the tests, between objective evaluation and evaluator 2, after right distal flexion. This shows that there was a low agreement among the evaluators and between them and the objective evaluation for identifying lameness, measuring the degree of lameness and the response to the flexion tests.(AU)

A concordância entre métodos de avaliação subjetiva e objetiva foi estudada para identificar claudicação nos membros pélvicos antes e após a realização dos testes de flexão. Vinte e nove cavalos foram equipados com um sistema de sensores inerciais sem fio e avaliados durante sete momentos enquanto troteavam. Vídeos foram gravados para serem avaliados por três veterinários com diferentes níveis de experiência, a fim de avaliar a concordância entre os dois métodos diferentes e entre os avaliadores. Os avaliadores e a avaliação objetiva tiveram uma baixa taxa de concordância, com exceção de uma moderada concordância entre avaliação objetiva e avaliador 1 para identificar claudicação após o teste de flexão total esquerdo e uma moderada concordância na avaliação da resposta aos testes, entre avaliação objetiva e avaliador 2, após o teste de flexão distal direito. Isso demonstra que houve uma baixa concordância entre os avaliadores e entre estes e a avaliação objetiva para identificação da claudicação, mensuração do grau de claudicação e resposta aos testes de flexão.(AU)
Descritores: AMERICAN HEART ASSOCIATIONACETOIN
Cavalos/anatomia & histologia
Coxeadura Animal/diagnóstico
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  2 / 13 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Brass, K. E
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-876511
Autor: Dau, S. L; Azevedo, M. S; De La Corte, F. D; Brass, K. E; Gallio, M; Ceni, F; Lubini, B. B.
Título: Response of three digital anesthetic technics in horses with forelimb hoof lameness / Resposta de três técnicas anestésicas digitais em equinos com claudicação dos membros anteriores ligada ao casco
Fonte: Arq. bras. med. vet. zootec. (Online);69(4):793-801, jul.-ago. 2017. graf, tab.
Idioma: en.
Resumo: The presented study aimed to assess objectively the response of distal interphalangeal joint (DIJ), navicular bursa (NB) and deep digital flexor tendon sheath (DDFTS) anesthesia in horses with forelimb hoof lameness; and evaluate if the presence of radiographic abnormalities on navicular bone could interfere on blocks' results. Fifteen horses with lameness improvement above 70% after palmar digital nerve (PDN) block were selected for this study. Blocks were assessed separately on five consecutive trials at seven different time-points. The fifth trial was performed to evaluate the influence of exercise on preexisting lameness. Most of horses (73.33%) presented pain related to the podotrochlear apparatus based on clinical and lameness exam and blocks' responses. NB and DIJ anesthesia differed on the frequency of horses with lameness improvement above 70% only at 10min (p=0.03), and both differed from DDFTS block until 30'(p<0.05). The blocks' response was variable along the time and the highest means for NB, DIJ and DDFTS were observed at 5-10 minutes ('), 15-20' and 10-15' respectively.Exercise had low interference on lameness intensity since no improvement above 50% was observed and an increase on lameness intensity over time was identified in seven horses. Variable grades of navicular bone radiographic lesions were observed in 14 horses, although these lesions had no interference on blocks' response (p>0.05). The NB and DIJ blocks had similar responses and both were superior to DDFTS anesthesia, coincident with a major prevalence of podotroclear apparatus abnormalities in this equine population.(AU)

O presente estudo avaliou, de forma objetiva, as respostas do bloqueio da articulação interfalangeana distal (AID), da bursa do navicular (BN) e da bainha do tendão flexor digital profundo (BTFDP) em equinos com claudicação ligada ao casco nos membros torácicos; além de analisar a influência das alterações radiográficas do osso navicular no resultado dos bloqueios. Quinze cavalos, que apresentaram uma melhora da claudicação acima de 70% após o bloqueio do nervo digital palmar, foram selecionados para este estudo. Os bloqueios foram avaliados separadamente em cinco turnos consecutivos e em sete tempos diferentes. O quinto turno foi utilizado para analisar a influência do exercício sobre a claudicação preexistente. A maioria dos cavalos (73,33%) apresentou dor relacionada à porção palmar do casco, com base nos achados do exame clínico em movimento e nas respostas dos bloqueios. As anestesias da BN e da AID apresentaram diferença quanto à frequência de cavalos com melhora da claudicação acima de 70% apenas aos 10min (p=0.03), e ambos diferiram do bloqueio da BTFDP até os 30min (p<0.05). A resposta dos bloqueios foi variada ao longo do tempo, e as maiores médias de melhora da claudicação para os bloqueios BN, AID e BTFDP foram observadas aos 5-10min, 15-20min e 10-15min, respectivamente. O exercício teve pequena interferência na intensidade da claudicação, uma vez que nenhuma melhora acima de 50% foi observada e sete cavalos aumentaram a intensidade da claudicação ao longo do tempo. A presença de diferentes graus de lesão radiográfica do osso navicular foi observada em 14 cavalos, porém essas lesões não interferiram na resposta dos bloqueios (p>0,05). Os bloqueios da BN e da AID apresentaram respostas semelhantes, e ambos foram superiores ao bloqueio da BTFDP, coincidindo com uma marcada prevalência de doença do aparato podotroclear nesta população de equinos.(AU)
Descritores: Anestésicos Locais/análise
Articulações dos Dedos/patologia
Cavalos
Coxeadura Animal/tratamento farmacológico
-Casco e Garras/patologia
Osteoartrite/veterinária
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  3 / 13 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-841995
Autor: Silveira, Caroline S; Damboriarena, Pedro A; Morais, Raissa M; Trost, Maria Elisa; Pozzobon, Ricardo; Anjos, Bruno L.
Título: Lesões podais em ovinos da Mesorregião Sudoeste do Rio Grande do Sul / Foot lesions of sheep from southwestern Rio Grande do Sul
Fonte: Pesqui. vet. bras = Braz. j. vet. res;36(10):971-978, out. 2016. tab, ilus.
Idioma: pt.
Resumo: Lesões podais em ovinos são causas importantes de perdas econômicas por quedas na produtividade, na reprodução, por gastos com tratamentos ineficientes e com o descarte de animais afetados. Dessa forma, os objetivos foram descrever as principais características das lesões podais observadas em ovinos da Mesorregião Sudoeste do Rio Grande do Sul, seus aspectos epidemiológicos e a importância da ocorrência desses distúrbios para a criação de ovinos nessa região. Foram coletados dados epidemiológicos e clinicopatológicos de rebanhos ovinos da região entre abril de 2014 e abril de 2015 através de visitas técnicas em propriedades rurais. Foram avaliados rebanhos ovinos em 27 propriedades rurais localizadas em diferentes municípios, dos quais 21 registraram a ocorrência de lesões podais com relato de perdas econômicas significativas. Aproximadamente 1.700 ovinos, em média 10% dos rebanhos, apresentavam diferentes graus de claudicação decorrente de lesões podais que variavam de brandas a severas. Verificou-se que diversos fatores como clima e manejo foram favoráveis para o desenvolvimento das lesões podais e essas podem estar associadas a diferentes distúrbios e agentes etiológicos. No entanto, embora essas condições sejam importantes, o controle e a prevenção tem se mostrado ineficientes. Observou-se ainda que a pododermatite infecciosa dos ovinos (Footrot), parece ser a principal doença podal na região e atualmente pode ser considerada uma doença negligenciada.(AU)

Foot lesions in sheep are important causes of economic loss due to fall in productivity, reproduction, by spending on ineffective treatment and elimination of affected animals. The purpose of this study was described the main features of foot lesions of sheep from southwestern Rio Grande do Sul, as well as epidemiological aspects and the importance of occurrence of these lesions for sheep farming in the region. Epidemiological and clinic-pathological information of sheep herds from the region between April 2014 and April 2015, by means of visits to farms. In the study were evaluated 27 sheep flocks on farms located in different municipalities. In 21 farms was reported occurrence of foot lesions in sheep having caused significant economic losses. About 1700 sheep, 10% of herds, showed different degree of lameness caused by foot lesions ranging from mild to severe. It was found that several factors, such as climate and breeding were favorable for the development of foot injuries which may be associated with different disorders and etiologic agents. Although these injuries are important, the control and prevention has proved ineffective. Also was observed that infectious pododermatitis (Footrot) may be the main foot disease of sheep in the region, and can be considered a neglected disease.(AU)
Descritores: Abscesso/veterinária
Dermatite Digital/diagnóstico
Casco e Garras/lesões
Coxeadura Animal/diagnóstico
Ovinos/lesões
-Ferimentos e Lesões/diagnóstico
Ferimentos e Lesões/veterinária
Limites: Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 13 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Brass, K. E
Texto completo
Id: lil-768134
Autor: Azevedo, M. S; Côrte, F. D. D. L; Brass, K. E; Gallio, M; Dau, S. L; Pozzobon, R; Lopes, M. A. F; Lopes, L. F. D.
Título: Impact or push-off lameness presentation is not altered by the type of track surface where horses are trotted / Claudicação de impacto ou elevação não é alterada pelo tipo de superfície onde os cavalos são troteados
Fonte: Arq. bras. med. vet. zootec;67(6):1475-1482, nov.-dez. 2015. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: CAPES.
Resumo: This study aimed to evaluate the influence of the track surface on which horses are examined, regarding the phase of lameness presentation. Ten horses with lameness in at least one limb were evaluated with wireless inertial sensors on three track surfaces (concrete, loose sand and grass). Six crossover track sequences were established. The variables vector sum, maximum and minimum height of the head and pelvis, variation coefficient of the maximum and minimum height of the head and pelvis were analyzed using ANOVA, followed by Tukey test to compare means between track surface and sequence, at 5% significance level. The lameness phase (impact or pushoff) was analyzed considering the proportion of affected animals. There were no differences on vector sum, maximum and minimum height or variation coefficient of head and pelvis. Difference was observed on the number of strides registered on sand compared to grass and concrete (p <0.0001) for fore and hindlimbs. Impact lameness on forelimbs was presented by a larger number of animals on the concrete surface; pushoff lameness was more evident on the grass surface. In the hindlimbs, impact lameness was more evident on the grass surface, while pushoff lameness was in greater number of animals on concrete surfaces. The track sequence on which horses were trotted during evaluation does not seem to be a factor, but the number of lame horses and the phase of lameness manifestation can vary between track surfaces, as some horses showed impact lameness on soft ground and elevation lameness on hard ground.

Este estudo teve como objetivo avaliar a influência do tipo de superfície em que os cavalos são examinados em relação à fase de apresentação da claudicação. Dez cavalos com claudicação em pelo menos um dos membros foram avaliados com sensores inerciais sem fio em três tipos de superfície (concreto, areia e grama). Seis sequências de cruzamento de tipo de superfície foram estabelecidas. As variáveis soma vetorial, altura máxima e mínima da cabeça e da pélvis, o coeficiente de variação da altura máxima e mínima da cabeça e da pélvis foram analisadas utilizando uma Análise de Variância, seguida do teste de Tukey para comparação das médias entre tipos de superfície e sequências, a um nível de significância de 5%. A fase da claudicação (impacto ou elevação) foi analisada considerando a proporção de animais afetados. Não houve diferença na soma vetorial, altura máxima ou mínima e coeficiente de variação da altura máxima e mínima da cabeça e pélvis. Foi observada diferença no número de passos registrados na areia em comparação com grama e concreto (p <0,0001) para membros torácicos e pélvicos. Claudicação de impacto nos membros torácicos foi apresentada em um número maior de animais na superfície de concreto, já claudicação de elevação foi mais evidente na superfície de grama. Em membros pélvicos, a claudicação de impacto foi mais evidente na superfície de grama, enquanto claudicação de elevação esteve em maior número de animais na superfície de concreto. A sequência de superfícies em que os cavalos foram troteados durante a avaliação não foi um fator importante na manifestação da claudicação, mas o número de cavalos claudicantes e a fase de manifestação da claudicação podem variar entre as superfícies, visto que alguns cavalos mostraram claudicação de impacto em solo macio e claudicação de elevação em solo duro.
Descritores: Cavalos/anatomia & histologia
Cavalos/lesões
Coxeadura Animal/diagnóstico
Locomoção
-Solos Arenosos
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  5 / 13 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-654389
Autor: Albernaz, Raquel M; Basile, Roberta C; Dias, Deborah P. M; Gomide, Lina M. W; Milaré, Anelise S; Bernardi, Nara S; Queiroz Neto, Antonio; Lacerda Neto, José C.
Título: Corrective shoeing in horses: analysis of the adaptation period to the new condition imposed / Ferrageamento corretivo em equinos: análise do período de adaptação à nova condição imposta
Fonte: Pesqui. vet. bras = Braz. j. vet. res;32(10):1001-1004, out. 2012. ilus, tab.
Idioma: en.
Resumo: Corrective shoeing is a method commonly used to alter the locomotion pattern in animals or as therapy for various disorders of the locomotive system of horses. However, to date, there have been no scientific studies discussing the period during which animals adapt to this type of intervention. The goal of this study was to evaluate the horseshoe adaptation period with the toe or heel elevated by six degrees at 0, 48, and 96 hours after each type of shoeing. For this analysis, the horses were recorded while walking on a treadmill. Stride length and gait qualitative analyzes were performed using Dvideow software. The level of significance adopted was 5%. In the present study, there was no significant difference between the evaluation times; elevating the toe or heel by six degrees do not generates discomfort during locomotion, therefore, horses are able to return to a regular exercise or training routine immediately after shoeing.

O ferrageamento corretivo é um método comumente ma Dvideow. O nível de significância adotado foi de 5%. No utilizado para alterar o padrão do andamento dos animais, presente estudo, não houve diferença significativa entre os assim como na terapêutica de diversas afecções do siste-dias avaliados, a elevação em seis graus da pinça ou talões ma locomotor dos equinos. No entanto, não existem, até não gerou desconforto durante a passada, portanto, os ani o momento, estudos científicos que revelem o período de mais podem retornar às atividades regulares de exercício e adaptação do andamento dos animais a este tipo de in-treinamento imediatamente após o ferrageamento. tervenção.O objetivo deste estudo foi avaliar o período de adaptação à ferraduras com elevação em seis graus da pinça ou talões em equinos caminhando em esteira rolante. O período de adaptação à ferradura foi avaliado nos tempos 0, 48 e 96 horas após cada tipo de ferrageamento proposto. Os animais foram gravados caminhando em esteira rolante. O comprimento da passada e a análise qualitativa do andamento foram realizados com o auxílio do programa Dvideow. O nível de significância adotado foi de 5%. No presente estudo, não houve diferença significativa entre os dias avaliados, a elevação em seis graus da pinça ou talões não gerou desconforto durante a passada, portanto, os animais podem retornar às atividades regulares de exercício e treinamento imediatamente após o ferrageamento.
Descritores: Cavalos/anatomia & histologia
Condicionamento Físico Animal/métodos
Coxeadura Animal/fisiopatologia
Locomoção/fisiologia
-Terapia por Exercício/veterinária
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  6 / 13 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-648243
Autor: Giraldo Botero, Lucas; Vásquez Salinas, Laura; Delgado Arango, Andrés.
Título: Quiste subcondral a nivel de la articulación interfalángicaproximal en una potranca criolla colombiana: reporte de caso / Subchondral cyst in the proximal interphalangeal joint in a paso fino colombian horse: a case report / Cisto subcondral na articulação proximal interfalângicaem um potro crioulo colombiano: relato de caso
Fonte: Ces med. vet. zootec;6(2):109-117, jul.-dic. 2011. ilus, tab, graf.
Idioma: es.
Resumo: Se reporta el caso de una paciente equina, evaluada por Especial•Vet práctica privada, la cual presentaba alexamen clínico ortopédico un grado de claudicación II/V en ambos miembros posteriores (según clasificaciónde la AAEP), la cual no presento mejoría después de realizar un tratamiento médico de tipo parenteral confenilbutazona. Posteriormente se realizó un nuevo examen clínico ortopédico en el cual se realizó bloqueoanestésico perineural abaxial en ambos miembros posteriores encontrando una mejoría del 90% con respectoal grado de claudicación inicial. Se realizó evaluación radiológica digital, con las siguientes proyecciones:dorso plantar y lateromedial en las cuales se evidenció un área radiolúcida circunscrita a nivel del terciodistal de la primera falange, con comunicación a la articulación interfalángica proximal en ambos miembros posteriores, seguidamente se realizó evaluación ultrasonográfica en la cual se observa un área anecóica y lafalta de continuidad de la superficie ósea a nivel de la articulación interfalángica proximal de ambos miembrosposteriores. Estableciendo de esta forma como diagnóstico definitivo quiste subcondral a nivel del tercio distalde la primera falange, con comunicación a la articulación interfalángica proximal. Se realizó infiltración conacetato de triamcinolona, betametasona y ácido hialurónico a nivel intrarticular; antibioterapia de maneraprofiláctica al procedimiento, descanso en pesebrera por 4 semanas y reincorporación al ejercicio de maneraprogresiva, suministro de complementos condroprotectores de manera enteral (Flexequin® 40 gr/día VO yCortaflex® 20 ml/día VO). Al momento de la publicación de este artículo, la paciente no presenta ningún gradode claudicación y se encuentra realizando un trabajo físico y atlético normal.

We report the case of an equine patient, assessed by Especial Vet private practice, whose orthopedic clinicalexamination showed a degree of lameness II / V in both hind limbs (according to AAEP classification), whichdemonstrated no improvement after medical treatment with parenteral phenylbutazone. Subsequently a neworthopedic clinical examination was performed in which an abaxial, perineural anesthetic block was applied to both hind legs, which produced 90% improvement compared to the initial degree of lameness. Digital radiographicevaluation was performed with the following results: dorsal-plantar and lateral-medial images which showeda circumscribed, radiolucent area at the level of the distal third of the first phalanx, with communication to theproximal interphalangeal joint on both hind limbs. Following, an ultrasound evaluation was carried out in whichthere was an anechoic area and lack of continuity of the bone surface at the proximal interphalangeal joint of bothhind limbs. These findings established a definitive diagnosis of a subchondral bone cyst at the distal third of the firstphalanx, with communication to the proximal interphalangeal joint. Intra-articular infiltration was performed with triamcinolone acetonide, betamethasone and hyaluronic acid; antibiotics as prophylaxis, rest in a stable for 4 weekswith a gradual return to exercise, and provision of enteral, chondroprotective supplements (p.o. Flexequin ® 40 gr/day and p.o. Cortaflex ® 20ml/day). At the time of publication of this article, the patient does not present any degreeof lameness and is performing normal athletic and physical activity.

Relatamos um caso de um paciente eqüino, avaliado pela prática privada Especial Vet, cujo exame clínicoortopédico mostrou um grau de claudicação II / V em ambos os membros posteriores (de acordo com aclassificação do AAEP), o qual não demonstrou melhora após o tratamento médico com fenilbutazona parenteral.Após a aplicação de um bloqueio anestésico perineural abaxial em ambas as pernas traseiras, foi realizadoum novo exame clínico ortopédico, mostrando uma melhora de 90% em comparação com o grau inicial declaudicação. Realizou-se também uma avaliação radiográfica digital obtendo-se os seguintes resultados: imagensdorso-plantar e latero-medial que mostrou uma área radiolúcida circunscrita ao nível do terço distal da primeirafalange, com comunicação para a articulação interfalângica proximal em ambos os membros posteriores. E após,a realização de um ultra-som, verificou-se que houve uma área anecóica e falta de continuidade da superfície óssea ao nível da articulação interfalângica proximal dos dois membros posteriores. Desta forma estabeleceu umdiagnóstico definitivo de um cisto ósseo subcondral no terço distal da primeira falange, com comunicação para aarticulação interfalângica proximal. Uma infiltração intra-articular foi realizada com acetato de triamcinolona,betametasona e ácido hialurônico; antibióticos como profilaxia, um descanso em estábulo durante 4 semanas, com um retorno gradual aos exercícios, e administração de suplementos condroprotetores de maneira enteral(Flexequin® 40 gr/día VO e Cortaflex® 20 ml/día VO). No momento da publicação deste artigo, o paciente nãoapresenta qualquer grau de claudicação e está realizando atividades atléticas e físicas normais.
Descritores: Coxeadura Animal/terapia
Diagnóstico Clínico/veterinária
Fenilbutazona/uso terapêutico
Coxeadura Animal
Cistos Ósseos/veterinária
Terapêutica/instrumentação
Terapêutica/veterinária
Limites: Animais
Responsável: CO83.1 - Biblioteca Fundadores


  7 / 13 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-616474
Autor: Cruz Amaya, Jorge Mario; Montoya Flórez, Luis Mauricio.
Título: Intoxicación con fenilbutazona en un equino: reporte de un caso / Toxicity with phenylbutazone in a horse: a case report
Fonte: Ces med. vet. zootec;6(1), ene.-jun. 2011. ilus.
Idioma: es.
Resumo: Se describe el caso de un equino que desarrolló graves lesiones digestivas después de recibir dosis altasde fenilbutazona (FBZ) para tratar una claudicación. Al momento de la consulta tenía 9 días de evolución.Desde su llegada al hospital, se observó cojera grave de las cuatro extremidades, deshidratación y diarreafétida. Luego del examen físico, la anamnesis y las ayudas diagnósticas se propuso un dictamen de laminitis traumática, gastritis ulcerativa y colitis por intoxicación con antiinflamatorios no esteroides (AINES). Lacondición empeoró a pesar de la terapia y cuando se presentaron signos neurológicos se sugirió la eutanasia.Durante la necropsia se observaron lesiones graves en el tracto gastrointestinal, cascos y encéfalo. El objetivo de este artículo es describir la sintomatología, terapia y evolución de un paciente intoxicado con aines.

It is described a clinic case of an equine that developed severe digestive lesions after taking high dosage ofphenylbutazone to treat a lameness. At the moment of checking, it had nine days of evolution. Since its arrivingto the hospital, it was seen an intense lameness of the four limbs, dehydration and fetid diarrhea. After the physicexam, the interrogatory and the diagnostic aids it was proposed a diagnosis of traumatic laminitis, ulcerative gastritis and colitis by intoxication with Non-steroidal anti-inflamatory drug (NSAIDs). The condition became worse despite the therapy and when the neurological signs were presented. It was suggested the euthanasia. During the necropsy, it was seen severe lesions in the gastrointestinal tract, hooves and brain. The objective of this article is to describe la symptomatology, therapy and evolution of the intoxicated patient with NSAIDs.

Descreve-se o caso de um cavalo que desenvolveu lesões digestivas graves após receber altas doses defenilbutazona (FBZ) para tratar uma claudicação. No momento da consulta havia 9 dias de evolução. Desdesua chegada ao hospital, observou-se manqueira grave nas quatro extremidades, desidratação e diarréia fétida. Após o exame físico, a anamnese e os meios diagnósticos concluiu-se se tratar de laminite traumática, gastriteulcerativa e colite por intoxicaçãocom anti-inflamatórios não esteróides (AINES). A condição piorou apesardo tratamento e, quando apresentou sinais neurológicos, sugeriu-se a eutanásia. Na necrópsia observaram-selesões graves no trato gastrointestinal, cascos e enféfalo. O objetivo deste trabalho é descrever os sintomas, otratamento e a evolução de um paciente intoxicado com AINES.
Descritores: Claudicação Intermitente/veterinária
Coxeadura Animal/complicações
Envenenamento/veterinária
Fenilbutazona/toxicidade
/veterinária
TOXICIDAD DE MEDICAMENTOS/veterinária
-Administração de Caso
Registros Médicos
Limites: Animais
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: CO83.1 - Biblioteca Fundadores


  8 / 13 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
ALVES, ANA LIZ GARCIA
Thomassian, Armen
Id: lil-490924
Autor: Alves, Ana Liz Garcia; Fonseca, Brunna Patricia Almeida da; Thomassian, Armen; Nicoletti, José Luiz de Mello; Hussni, Carlos Alberto; Silveira, Andressa Batista da.
Título: Lombalgia em eqüinos / Back pain in horses
Fonte: Braz. j. vet. res. anim. sci;44(3):191-199, 2007.
Idioma: pt.
Resumo: As lombalgias, sejam elas de origem primária ou secundária, são uma causa importante para a queda de desempenho atlético em eqüinos, mas o tamanho e a biomecânica complexa dificultam o diagnóstico e tratamento desta enfermidade. Sendo assim, o conhecimento da anatomia desta região é de grande importância para a semiologia toracolombar. O diagnóstico das lombalgias se faz por meio do exame físico e dos exames complementares, representados pelos métodos de diagnóstico por imagem, tais como a radiografia, a ultra-sonografia e a termografia. As principais afecções causadoras das lombalgias nos eqüinos são o contato entre processos espinhosos, a desmite supraespinhosa, a osteoartrite dos processos articulares e lesões dos corpos e discos vertebrais. Os principais tratamentos utilizados para estas lesões são os antiinflamatórios não esteroidais, infiltrações locais, acupuntura, fisioterapia, manejo do treinamento e cirurgia.

Back pain, whether they have a primary or secondary origin, is a important cause to the drop of the equine performance , but the size and the complex biomechanics make it difficult to diagnosis and treat the injury. As it is, the knowledge of this anatomic site is of great importance to the thoracolumbar examination. The diagnosis of back pain is done through physical examination and complementary exams, represented by the image methods of diagnosis, such as radiography, ultrasonography and thermography. The most important lesions that cause the back pain in an equine are impingement of the dorsal spinous processes, desmopathy of the supraespinous ligament, osteoarthritis of the articular processes and lesions of the vertebral discs and body. The most common treatments to back pain are the non-steroidal anti-inflammatory drugs, local injections, acupuncture, physiotherapy, training management and surgery.
Descritores: Dor Lombar/diagnóstico
Dor Lombar/prevenção & controle
Equidae
Osteoartrite/diagnóstico
Osteoartrite/prevenção & controle
Vértebras Torácicas/lesões
Vértebras Torácicas
Vértebras Torácicas
-Coxeadura Animal/diagnóstico
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  9 / 13 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Barbieri, Cláudio Henrique
Texto completo
Id: lil-473508
Autor: Gasparini, Andréa Licre Pessina; Barbieri, Cláudio Henrique; Mazzer, Nilton.
Título: Correlação entre diferentes métodos de avaliação funcional da marcha de ratos com lesão por esmagamento do nervo isquiático / Correlation between different methods of gait functional evaluation in rats with ischiatic nerve crushing injuries
Fonte: Acta ortop. bras;15(5):285-289, 2007. ilus, graf.
Idioma: en; pt.
Resumo: Foi realizado um estudo da correlação entre diferentes métodos de avaliação funcional do nervo ciático de ratos após lesão por esmagamento. Foram empregados no estudo 25 ratos da linhagem Wistar, de peso médio em torno de 250 g, submetidos a esmagamento controlado do nervo e avaliados por dois métodos convencionais para obtenção do índice funcional do ciático (IFC), baseados respectivamente na medida manual e computadorizada de parâmetros das impressões das pegadas dos animais, e por um novo método desenvolvido pelos autores, baseado na filmagem das pegadas e medida dos mesmos parâmetros, no 1º, 7º, 14º e 21º dias de pós-operatório, sendo feita a comparação com os valores obtidos no pré-operatório e entre os diferentes métodos nos vários períodos. Os resultados mostraram que o método da medida dos parâmetros pela filmagem das pegadas permite melhor visualização da pata acometida pela lesão do nervo e que este método se correlaciona com positivamente com os convencionais, já a partir da primeira semana de pós-operatório, desde que seja empregada a mesma fórmula para o cálculo do IFC.

A study of the correlation between different methods of functional evaluation of the sciatic nerve of rats after a crushing injury was carried out. Twenty five Wistar rats weighing 250 g in average were submitted to a controlled crushing injury of the nerve and evaluated by two conventional methods for obtaining the sciatic functional index (SFI), based on manual and computer-based measurement of parameters on animals' footprints, and by a new method developed by the authors, based on walking track movie recording and the measurement of the same parameters, on the 1st, 7th, 14th and 21st postoperative days, a comparison being established with the values obtained preoperatively and between the different methods in all periods. The results showed that the method of recording the walking track allows for a better visualization of the injured paw and that this method positively correlates with the conventional methods, as early as the first postoperative week on, provided that the same SFI formula is used.
Descritores: Síndrome de Esmagamento
Coxeadura Animal
Regeneração Nervosa
Nervo Isquiático/fisiologia
Nervo Isquiático/lesões
Síndrome de Esmagamento/etiologia
-Fenômenos Biomecânicos
Ratos Wistar
Limites: Animais
Masculino
Ratos
Responsável: BR734.1 - Biblioteca Central Cesar Lattes - BCCL


  10 / 13 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-461146
Autor: Buquera, L. E. C; Padilha Filho, J. G; Canola, J. C; Talieri, I. C; Furlani, J. M.
Título: Estabilização extra-articular do joelho com fáscia lata autógena em cães de raças de grande porte / Autogen fascia lata on extra-articular stifle stabilization in large breed dogs joint
Fonte: Arq. bras. med. vet. zootec;59(3):685-694, jun. 2007. ilus, tab.
Idioma: pt.
Resumo: Avaliou-se a sutura fabelar lateral (SFL) com fáscia lata autógena para estabilização dos joelhos de cães de raças de grande porte, acometidos por ruptura do ligamento cruzado cranial (RLCCr). Os animais foram submetidos à avaliação clínica e radiográfica no pré-operatório e aos 60, 180 e, em alguns casos, 360 dias de pós-operatório. A partir do 60º dia, os cães apresentavam-se apoiando o membro normalmente ou com claudicação com apoio contínuo do membro. No 360º dia, quatro joelhos apresentavam-se estáveis, e o restante demonstrava instabilidade leve. No 360º dia, dos seis membros avaliados, três não haviam recuperado a medida da coxa aferida no pré-operatório. Os escores de doença articular degenerativa (DAD) para os períodos de 180 e 360 dias foram significativamente maiores que os atribuídos no pré-operatório. A SFL com fáscia lata foi adequada para o tratamento de RLCCr em cães de raças de grande porte, quando consideradas a estabilidade do joelho e a deambulação, e não impediu ou retardou a evolução da DAD.

The lateral fabellar suture (LFS) performed with autogenous fascia lata to stabilize the stifles of large breed dogs with cranial cruciate ligament rupture (CrCLR) was evaluated. The dogs were submitted to clinic and radiographic evaluation in the preoperative period and on the 60th, 180th and in some cases 360th day of the postoperative period. After the 60th day, almost every dog presented normal gait or lameness with continuous gait. On the 360th day, four stifles presented themselves as stable and the remainder presented mild instability. On the 360th day, three out of six limbs evaluated did not recover the thigh perimeter of the preoperative period. Stifle degenerative joint disease (DJD) scores on the 180th and 360th day of the postoperative period were significantly higher than those in the preoperative period. LFS is suitable to treat CrCLR on large breed dogs if consider stifle stability and gait, and that did not prevent or delay progression of DJD.
Descritores: Joelho de Quadrúpedes/anatomia & histologia
Joelho de Quadrúpedes/cirurgia
Joelho de Quadrúpedes/lesões
Coxeadura Animal
Ligamento Cruzado Posterior/lesões
Limites: Animais
Cães
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice



página 1 de 2 ir para página        
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde