Base de dados : LILACS
Pesquisa : C22.795 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 75 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 8 ir para página                    

  1 / 75 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Id: biblio-1181686
Autor: Perú. Ministerio de Salud. Dirección Técnica de Salud Ambiental. Dirección de Protección de Alimentos y Zoonosis.
Título: Manual de control de roedores / Manual control of rodents.
Fonte: Lima; Perú. Ministerio de Salud. Dirección Técnica de Salud Ambiental. Dirección de Protección de Alimentos y Zoonosis; 1990. 41 p. ilus.
Idioma: es.
Resumo: La presente publicación describe las pautas que orientan técnicamente las acciones de control y un programa integrado en cada ámbito regional y local
Descritores: Controle de Roedores
Doenças dos Roedores
Vírus de RNA
-Peru
Limites: Ratos
Tipo de Publ: Manual de Referência
Responsável: PE18.1 - Biblioteca Central
[{"text": "PE18.1", "_a": "MS/DIGESA 0077"}]


  2 / 75 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-736366
Autor: Rocha, Elierson José Gomes da; Basano, Sérgio de Almeida; Souza, Márcia Maria de; Honda, Eduardo Resende; Castro, Márcio Botelho de; Colodel, Edson Moleta; Silva, Jéssica Carolinne Damasceno e; Barros, Lauro Prado; Rodrigues, Elisa Sousa; Camargo, Luís Marcelo Aranha.
Título: Study of the prevalence of capillaria hepatica in humans and rodents in an urban area of the city of Porto Velho, Rondônia, Brazil / Estudo da prevalência da Capillaria hepatica em humanos e roedores em área urbana da cidade de Porto Velho, Rondônia, Brasil
Fonte: Rev. Inst. Med. Trop. Säo Paulo;57(1):39-46, Jan-Feb/2015. tab.
Idioma: en.
Resumo: Introduction: Hepatic capillariosis, caused by Capillaria hepatica (Calodium hepaticum) (Bancroft, 1893), Travassos, 1915 (Nematoda, Trichinelloidea, Capillariidae), is a common zoonosis in rodents but is rare in humans. Seventy-two cases in humans have been reported worldwide since the first case was described by MACARTHUR in 192417,27. This study aimed to determine the prevalence of Capillaria hepatica in humans and rodents in an urban area of Porto Velho, the capital of Rondônia, in Brazil. Methods: After conducting a census of the area, 490 residents were randomly selected, and, after signing a term of consent, provided blood samples that were screened for anti-Capillaria hepatica antibodies. Simultaneously, rats were captured to assess the prevalence of this parasite in rodents by histopathological examination in liver sections. Results: A prevalence of 1.8% was found among residents who had specific antibodies at a dilution of 1:150, indicating exposure to parasite eggs; 0.8% of the subjects also had positive titers at a dilution of 1:400, indicating true infection. The prevalence in rats was 2%. Conclusions: The prevalence of infection with this parasite among humans and rats was low. While the prevalence encountered among humans was within the limits reported in the literature, the prevalence among rodents was much lower.

Introdução: Capilaríase hepática é causada pela Capillaria hepatica (syn. Calodium hepaticum) (Bancroft, 1893), Travassos, 1915 (Nematoda, Trichinelloidea, Capillariidae), sendo uma zoonose comum entre roedores, porém rara em humanos. Setenta e dois casos humanos foram relatados na literatura mundial desde o primeiro caso descrito por MACARTHUR em 192417,27. O objetivo desse estudo é determinar a prevalência da Capillaria hepatica em humanos e roedores de área urbana da cidade de Porto Velho, capital de Rondônia, Brasil. Método: Após realizar um censo da área, 490 moradores foram aleatoriamente selecionados e assinaram termo de consentimento, foram colhidas amostras de sangue para testar anticorpos anti-Capillaria hepatica. Simultaneamente, ratos foram capturados para determinação da prevalência deste parasita através do exame histopatológico em cortes de fígado. Resultados: Foi encontrada entre humanos prevalência de 1,8% de positividade para anticorpos específicos em diluição de 1:150, indicando exposição aos ovos do parasito; 0,8% desses também deram testes positivos quando seus soros sofreram diluição de 1:400, indicando infecção verdadeira. Nos ratos, a prevalência foi de 2%. Conclusão: A prevalência encontrada para o parasito entre homens e roedores foi baixa. Enquanto a prevalência encontrada entre humanos esteve dentro dos limites encontrados na literatura, a prevalência entre roedores foi bem menor.
Descritores: Capillaria/imunologia
Reservatórios de Doenças
Infecções por Enoplida/epidemiologia
Hepatopatias Parasitárias/epidemiologia
Doenças dos Roedores/parasitologia
-Brasil/epidemiologia
Infecções por Enoplida/diagnóstico
Hepatopatias Parasitárias/diagnóstico
Hepatopatias Parasitárias/parasitologia
Prevalência
Doenças dos Roedores/epidemiologia
Limites: Humanos
Animais
Ratos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 75 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Lima, Walter dos Santos
Texto completo
Id: lil-795077
Autor: Dracz, Ruth Massote; Ribeiro, Vinicius Marques Antunes; Pereira, Cintia Aparecida de Jesus; Lima, Walter dos Santos.
Título: Occurrence of Fasciola hepatica (Linnaeus, 1758) in capybara (Hydrochoerus hydrochaeris) (Linnaeus, 1766) in Minas Gerais, Brazil / Ocorrência de Fasciola hepatica (Linnaeus, 1758) em capivara (Hydrochoerus hydrochaeris) (Linnaeus, 1766) em Minas Gerais, Brasil
Fonte: Rev. bras. parasitol. vet;25(3):364-367, July-Sept. 2016. tab.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Fasciola hepatica is a parasite that affects the hepatic ducts of several species of domestic and wild vertebrates, causing huge economic losses to livestock rearing worldwide. Reports on occurrences of F. hepatica in capybaras are an important epidemiological aspect of this disease, since these rodents can be a source of contamination for other animals and humans. In the present study, conducted in a rural area of the municipality of Confins, Minas Gerais, fresh feces from capybaras were collected from the ground near a lagoon at the edge of the Ribeirão da Mata river. These were examined using the technique of four metal sieves. F. hepatica eggs were recovered. This trematode species was confirmed by observing morphological characteristics and measuring the eggs recovered from the capybara feces, and through experimental infection of Lymnaea columella (Say, 1817) by miracidia from these eggs and subsequent infection of C57/BL06 mice with metacercariae originating from these infected mollusks. The data suggest the occurrence of natural cycle of F. hepatica in this region and provide a warning that expansion of the geographical distribution of this parasite by means of this rodent is possible. It is therefore important to adopting measures for epidemiological control of this helminthiasis.

Resumo Fasciola hepatica é um parasito que acomete os ductos hepáticos de diversas espécies de vertebrados domésticos e silvestres, causando grandes perdas econômicas na pecuária global. Relatos sobre a ocorrência de F. hepatica em capivaras constituem um importante aspecto epidemiológico dessa parasitose, visto que esses roedores podem ser fonte de contaminação para outros animais e humanos. No presente estudo realizado em área rural do município de Confins, Minas Gerais, foram coletadas no solo, próximo à lagoa marginal do rio Ribeirão da Mata, fezes frescas de capivaras. Essas foram examinadas pela técnica de quatro tamises metálicos. Foram recuperados ovos de F. hepatica. A confirmação da espécie desse trematódeo foi realizada por observação de características morfológica e mensuração dos ovos recuperados das capivaras, infecção experimental de moluscos Lymnaea columella (Say, 1817) por miracídios oriundos desses ovos e pela infecção de camundongos C57/BL06 com metacercárias oriundas desses moluscos infectados. Os dados obtidos sugerem a ocorrência do ciclo natural de F. hepatica na região, alertando que a expansão da distribuição geográfica deste parasito por esse roedor é possível. Portanto, é importante a adoção de medidas para o controle epidemiológico desta helmintíase.
Descritores: Doenças dos Roedores/parasitologia
Roedores/parasitologia
Fasciola hepatica/isolamento & purificação
Fasciolíase/veterinária
-Brasil
Fasciola hepatica/classificação
Fasciolíase/parasitologia
Fezes/parasitologia
Lymnaea
Camundongos Endogâmicos C57BL/parasitologia
Limites: Animais
Camundongos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 75 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Aguiar, Daniel Moura de
Yoshinari, Natalino Hajime
Matushima, Eliana Reiko
Labruna, Marcelo Bahia
Texto completo
Id: lil-795082
Autor: Melo, Andréia Lima Tomé; Aguiar, Daniel Moura de; Spolidorio, Mariana Granziera; Yoshinari, Natalino Hajime; Matushima, Eliana Reiko; Labruna, Marcelo Bahia; Horta, Mauricio Claudio.
Título: Serological evidence of exposure to tick-borne agents in opossums (Didelphis spp. ) in the state of São Paulo, Brazil / Evidência sorológica de exposição a agentes transmitidos por carrapatos em gambás (Didelphis spp. ) no estado de São Paulo, Brasil
Fonte: Rev. bras. parasitol. vet;25(3):348-352, July-Sept. 2016. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract This work involved a serological investigation of tick-borne pathogens in opossums in eight municipalities of the state of São Paulo, Brazil. Serum samples from 109 opossums (91 Didelphis aurita and 18 Didelphis albiventris) were tested to detect antibodies to Rickettsia rickettsii (Taiaçu strain, 1:64 cut-off) and Ehrlichia canis (São Paulo strain, 1:40 cut-off), by indirect immunofluorescence assay (IFA); and against Borrelia burgdorferi (strain G39/40) by enzyme-linked immunosorbent assay (ELISA). The presence of antibodies to anti-R. rickettsii, anti-E. canis and anti-B. burgdorferi was detected in 32 (29.35%), 16 (14.67%) and 30 (27.52%) opossums, respectively. Opossum endpoint titers ranged from 64 to 1,024 for R. rickettsii, from 40 to 160 for E. canis, and from 400 to >51,200 for B. burgdorferi. These serological results suggest that opossums have been exposed to Rickettsia spp., Ehrlichia spp., and B. burgdorferi-related agents in the state of São Paulo. Our study underscores the need for further research about these agents in this study area, in view of the occurrence of Spotted Fever and Baggio-Yoshinari Syndrome disease in humans in the state of São Paulo, Brazil.

Resumo O presente estudo investigou evidência sorológica de agentes transmitidos por carrapatos em gambás em oito municípios do Estado de São Paulo, Brasil. Amostras de soro de 109 gambás (91 Didelphis aurita e 18 Didelphis albiventris) foram testadas para detecção de anticorpos contra Rickettsia rickettsii (cepa Taiaçu, ponto de corte 1:64) Ehrlichia canis (cepa São Paulo, ponto de corte 1:40), pela reação de imunofluorescência indireta (RIFI); e contra Borrelia burgdorferi (cepa G39/40) pelo teste imunoenzimático (ELISA). A presença de anticorpos anti-R. rickettsii, anti-E. canis e anti-B. burgdorferi foi detectada em 32 (29,35%), 16 (14,67%) e 30 (27,52%) gambás, respectivamente. Os títulos finais variaram de 64 a 1.024 para R. rickettsii, de 40 a 160 para E. canis, e de 400 a >51.200 para B. burgdorferi. Esses resultados sugerem que os gambás foram expostos a agentes relacionados à Rickettsia spp., Ehrlichia spp., e B. burgdorferi no Estado de São Paulo. Neste estudo salienta a necessidade de novas pesquisas sobre esses agentes nessas áreas de trabalho, devido à ocorrência da Febre Maculosa e da Síndrome Baggio-Yoshinari em humanos no Estado de São Paulo, Brasil.
Descritores: Doenças dos Roedores/microbiologia
Doenças dos Roedores/epidemiologia
Didelphis/microbiologia
Anticorpos Antibacterianos/sangue
-Doenças dos Roedores/diagnóstico
Carrapatos
Infecções Bacterianas/diagnóstico
Infecções Bacterianas/epidemiologia
Brasil
Didelphis/imunologia
Didelphis/sangue
Limites: Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 75 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-830056
Autor: Muniz-Pereira, Luís Cláudio; Gonçalves, Paula Araujo; Guimarães, Erick Vaz; Fonseca, Fábio de Oliveira; Santos, José Augusto Albuquerque dos; Maldonado-Júnior, Arnaldo; Moraes Neto, Antonio Henrique Almeida de.
Título: New morphological data of Litomosoides chagasfilhoi (Nematoda: Filarioidea) parasitizing Nectomys squamipes in Rio de Janeiro, Brazil / Novos dados morfológicos de Litomosoides chagasfilhoi (Nematoda: Filarioidea): parasitando Nectomys squamipes no Rio de Janeiro, Brasil
Fonte: Rev. bras. parasitol. vet;25(4):470-475, Sept.-Dec. 2016. graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Litomosoides chagasfilhoi, originally described by Moraes Neto, Lanfredi & De Souza (1997) parasitizing the abdominal cavity of the wild rodent, Akodon cursor (Winge, 1887), was found in the abdominal cavity of Nectomys squamipes (Brants, 1827), from the municipality of Rio Bonito, Rio de Janeiro State, Brazil. This study led to addition of new morphological data and a new geographical distribution for this filarioid in Brazil. Several characters were detailed and emended to previous records of L. chagasfilhoi in N. squamipes, and confirming the original description in A. cursor: buccal capsule longer than wide with walls thinner than the lumen, right spicule slightly sclerotized, with membranous distal extremity slender, with a small tongue-like terminal portion, left spicule with handle longer than the blade, whose edges form large membranous wings folded longitudinally.

Resumo Litomosoides chagasfilhoi, originalmente descrito por Moraes Neto, Lanfredi & De Souza (1997) parasitando a cavidade abdominal do roedor silvestre Akodon cursor (Winge, 1887), foi encontrado na cavidade abdominal de Nectomys squamipes (Brants, 1827), no município de Rio Bonito, Estado do Rio de Janeiro, Brasil. Este estudo propiciou a adição de novos dados morfológicos e uma nova distribuição geográfica deste filarídeo no Brasil. Vários caracteres foram detalhados e adicionados ao registro anterior de L. chagasfilhoi em N. squamipes, e confirmando a descrição original em A. cursor: cápsula bucal mais alta do que larga com paredes mais finas que o lúmen, espículo direito ligeiramente esclerotizado, com extremidade distal membranosa mais estreita, com uma pequena porção terminal em forma de língua, espículo esquerdo com cabo mais longo do que a lâmina, cujas bordas formam grandes asas membranosas dobradas longitudinalmente.
Descritores: Doenças dos Roedores/parasitologia
Sigmodontinae/parasitologia
Filarioidea/anatomia & histologia
-Roedores
Brasil
Filarioidea/ultraestrutura
Limites: Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 75 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Alves, Leucio Câmara
Texto completo
Id: biblio-1042451
Autor: Lima, Victor Fernando Santana; Ramos, Rafael Antonio Nascimento; Lepold, Raphael; Borges, João Carlos Gomes; Ferreira, Carlos Diógenes; Rinaldi, Laura; Cringoli, Giuseppe; Alves, Leucio Câmara.
Título: Gastrointestinal parasites in feral cats and rodents from the Fernando de Noronha Archipelago, Brazil / Parasitos gastrointestinais em gatos ferais e roedores do Arquipélago de Fernando de Noronha, Brasil
Fonte: Rev. bras. parasitol. vet;26(4):521-524, Oct.-Dec. 2017. tab.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Gastrointestinal parasites are important pathogens affecting animals, some of them are of medical and veterinary concern. Although the dynamic of parasitic infections is a complex phenomenon that has been studied under experimental conditions, it shows several gaps in knowledge, especially in insular regions where a confined population of animals and parasites co-exists. In this study was assessed the parasitism by endoparasite gastrointestinal in feral cats (n = 37) and rodents (n = 30) from the Fernando de Noronha Archipelago; in addition, the risk of human infection and ecological implications of these findings were discussed. Out of all samples analysed, 100% scored positive for the presence of gastrointestinal parasites in both feral cats and rodents. A total 17 genera and/or species of endoparasite gastrointestinal were identified, Ancylostoma sp., Strongyloides sp., Trichuris campanula and Toxocara cati were the parasites more frequently in feral cats. In rodents Eimeria sp., Strongyloides sp. and Trichuris muris were parasites more frequently herein detected. Human population living in this area are at risk of parasite infections due to the population of rodents and feral cats in the archipelago.

Resumo Parasitas gastrointestinais são importantes agentes patogênicos que afetam os animais, sendo alguns destes de interesse médico e veterinário. Embora a dinâmica das infecções parasitárias seja um fenômeno complexo que tem sido estudado sob condições experimentais, existem várias lacunas no conhecimento, especificamente em regiões insulares onde existem populações confinadas de animais e parasitas. Neste estudo foi avaliado o parasitismo por endoparasitas gastrointestinais em gatos ferais (n = 37) e roedores (n = 30) do Arquipélago de Fernando de Noronha. Além disso, discutiu-se o risco de infecção humana e implicações ecológicas desses achados. De todas as amostras analisadas, 100% obtiveram resultados positivos para a presença de parasitos gastrointestinais tanto em gatos ferais quanto em roedores. Um total de 17 gêneros e/ou espécies de endoparasitos gastrointestinais foram identificados, Ancylostoma sp., Strongyloides sp., Trichuris campanula e Toxocara cati foram os parasitos mais frequentes em gatos ferais. Em roedores Eimeria sp., Strongyloides sp. e Trichuris muris foram os mais detectados. A população humana que vive nesta área corre o risco de infecções parasitárias, devido à população de roedores e gatos ferais no arquipélago.
Descritores: Doenças dos Roedores/parasitologia
Roedores/parasitologia
Doenças do Gato/parasitologia
Gatos/parasitologia
Trato Gastrointestinal/parasitologia
Enteropatias Parasitárias/veterinária
-Brasil
Animais Selvagens
Limites: Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 75 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-977933
Autor: Cardoso, Thiago dos Santos; Braga, Caryne Aparecida de Carvalho; Macabu, Carla Elizabeth; Simões, Raquel de Oliveira; Costa-Neto, Sócrates Fraga da; Maldonado Júnior, Arnaldo; Gentile, Rosana; Luque, José Luis.
Título: Helminth metacommunity structure of wild rodents in a preserved area of the Atlantic Forest, Southeast Brazil / Estrutura da metacomunidade de helmintos de roedores silvestres em uma área preservada da Floresta Atlântica, sudeste do Brasil
Fonte: Rev. bras. parasitol. vet;27(4):495-504, Oct.-Dec. 2018. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: CNPq.
Resumo: Abstract The helminth fauna and metacommunity structure of eight sympatric sigmodontine rodents were investigated at the Serra dos Órgãos National Park, an Atlantic Forest reserve located in the State of Rio de Janeiro, southeast Brazil. Rodents of the species Abrawayaomys ruschii, Akodon montensis, Blarinomys breviceps , Delomys dorsalis, Oligoryzomys flavescens, Oligoryzomys nigripes, Oxymycterus quaestor and Thaptomys nigrita were found infected with helminths. Akodon montensis presented the highest total helminth species richness, with six different species of helminths. The nematode Stilestrongylus lanfrediae was the most abundant and prevalent helminth species observed. The host-parasite network analysis showed little interactions among host species. Akodon montensis seems to act as a keystone-species in the rodent community. This species shared the nematodes Stilestrongylus aculeata with A. ruschii and Protospirura numidica criceticola with T. nigrita, and the cestode Rodentolepis akodontis with D. dorsalis. The congeners host species O. flavescens and O. nigripes shared the nematodes Guerrerostrongylus zetta and S. lanfrediae. The rodents B. breviceps and O. quaestor did not share any helminths with other hosts. The helminth metacommunity showed a random pattern on both infracommunity and component community levels, indicating different responses by each helminth species to the environmental gradient.

Resumo Foram investigadas a helmintofauna e suas estruturas da metacomunidade em oito roedores sigmodontíneos simpátricos ao longo do Parque Nacional da Serra dos Órgãos, uma reserva de Mata Atlântica no estado do Rio de Janeiro, Brasil. Roedores das espécies Abrawayaomys ruschii, Akodon montensis, Blarinomys breviceps, Delomys dorsalis, Oligoryzomys flavescens, Oligoryzomys nigripes, Oxymycterus quaestor e Thaptomys nigrita foram infectados por helmintos. Akodon montensis apresentou a maior riqueza total de espécies de helmintos, com seis espécies. O nematoide Stilestrongylus lanfrediae foi a espécie de helminto com maior abundância e prevalência. A análise de rede parasito-hospedeiro mostrou poucas interações entre as espécies hospedeiras e A. montensis atuou como uma espécie-chave na comunidade de roedores. Esta espécie compartilhou os nematoides Stilestrongylus aculeata com A. ruschii e Protospirura numidica criceticola com T. nigrita, e o cestoide Rodentolepis akodontis com D. dorsalis. As espécies congêneres O. flavescens e O. nigripes compartilharam os nematoides Guerrerostrongylus zetta e S. lanfrediae. Os roedores B. breviceps e O. quaestor não compartilharam helmintos com outros hospedeiros. A metacomunidade de helmintos mostrou um padrão aleatório em ambos os níveis, comunidade componente e infracomunidade, indicando diferentes respostas de cada espécie de helminto ao gradiente ambiental.
Descritores: Doenças dos Roedores/parasitologia
Roedores/parasitologia
Helmintíase Animal/parasitologia
Helmintos/classificação
-Brasil/epidemiologia
Florestas
Prevalência
Helmintíase Animal/epidemiologia
Helmintos/isolamento & purificação
Limites: Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 75 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-990802
Autor: Yáñez-Meza, Andrea; Landaeta-Aqueveque, Carlos; Quiroga, Nicol; Botto-Mahan, Carezza.
Título: Helminthic infection in three native rodent species from a semiarid Mediterranean ecosystem / Infecção por helmintos em três espécies de roedores nativos em um ecossistema mediterrâneo
Fonte: Rev. bras. parasitol. vet;28(1):119-125, Jan.-Mar. 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: CONICYT-FONDECYT; . CONICYT Fellowship.
Resumo: Abstract Helminth parasites are still not a well-known component of animal biodiversity. In this study, we describe and compare the endoparasite assemblages of three native rodent species from a semiarid Mediterranean ecosystem. A total of eight species of gastrointestinal helminth parasites were detected. The endoparasitic communities of the rodents Phyllotis darwini (5 species), Octodon degus (4 species), and Abrothrix olivaceus (3 species) were described in terms of their prevalence and mean abundance. In addition, endoparasite records by rodent species were submitted to rarefaction analyses to verify sampling robustness and used to compare richness and similarity among rodent species. O. degus presented the highest prevalence and parasitic load, but was of low diversity, while P. darwini presented the highest diversity, but had a low prevalence rate. Conversely, A. olivaceus presented the lowest prevalence and diversity. This study contributes to the existing knowledge of the endoparasitic fauna of rodent species from semiarid Mediterranean zones.

Resumo Os helmintos parasitas não são um componente ainda bem conhecido da biodiversidade animal. Neste trabalho, descreveu-se e comparou-se as redes de endoparasitas de três espécies de roedores nativos de um ecossistema mediterrâneo semiárido. No estudo foram detectadas um total de oito de espécies de helmintos gastrointestinais parasitas. As comunidades endoparasíticas dos roedores Phyllotis darwini (5 espécies), Octodon degus (4 espécies) e Abrothrix olivaceus (3 espécies) foram descritas por meio da sua prevalência e abundância média. Além disso, os registros de endoparasitas achados nas diferentes espécies de roedores foram submetidos a uma análise de rarefação para verificar a robustez da amostragem, e utilizados para comparar a riqueza e a similaridade entre espécies de roedores. Octodon degus apresentou a maior prevalência e carga parasitária, menor diversidade, enquanto P. darwini apresentou a maior diversidade, mas uma baixa prevalência. Porém, A. olivaceus apresentou a menor prevalência e diversidade de parásitas. Este estudo representa uma contribuição ao conhecimento da fauna endoparasitária das espécies de roedores próprias das zonas semi-áridas do Mediterrâneo chileno.
Descritores: Doenças dos Roedores/parasitologia
Arvicolinae/parasitologia
Octodon/parasitologia
Gastroenteropatias/veterinária
Helmintíase Animal/parasitologia
-Estações do Ano
Chile
Ecossistema
Gastroenteropatias/parasitologia
Limites: Animais
Masculino
Feminino
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 75 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1058013
Autor: Jarosová, Júlia; Antolová, Daniela; Zalesny, Grzegorz; Halán, Milos.
Título: Oxyurid nematodes of pet rodents in Slovakia - a neglected zoonotic threat / Nematódeos oxiurídeos de roedores de estimação na Eslováquia - uma ameaça zoonótica negligenciada
Fonte: Rev. bras. parasitol. vet;29(1):e014319, 2020. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: ERDF.
Resumo: Abstract The role of rodents as reservoirs of helminths of public health importance is not well known. The zoonotic potential of Syphacia spp. has been confirmed; therefore, the study aimed to estimate the occurrence of oxyurid nematodes in small rodents from pet shops and breeding clubs in Slovakia. Fecal samples of 586 pet rodents kept in 133 cages were collected between 2016 and 2018 and examined by Faust´s flotation method. Four species of oxyurid nematodes, Syphacia muris, S. obvelata, Aspiculuris tetraptera and Paraspidodera uncinata were detected. A. tetraptera was found in the faecal samples of all rodent species included in this survey. The number of positive boxes varied from 5.4% in hamsters to 70.0% with mice. The prevalence of Syphacia muris was highest in Mongolian gerbils where up to 75.0% boxes were positive; S. obvelata was found in 26.7% of boxes with mice, 25.0% of boxes with Mongolian gerbils and 3.2% of boxes with rats. The high prevalence of Syphacia spp. in all animal species points out the infection risk for humans. Animals offered for sale are often in close contact with human beings; therefore they should be regularly tested for parasites and then effectively dewormed.

Resumo O papel dos roedores como reservatórios de helmintos de importância para a saúde pública não é bem conhecido. O potencial zoonótico de Syphacia spp. foi confirmado; portanto, o estudo teve como objetivo estimar a ocorrência de nematóides oxiurídeos em pequenos roedores de pet shops e clubes de reprodução na Eslováquia. Amostras fecais de 586 roedores mantidos em 133 gaiolas foram coletadas entre 2016 e 2018 e examinadas pelo método de flotação de Faust. Foram detectadas quatro espécies de nematódeos oxiurídeos, Syphacia muris, S. obvelata, Aspiculuris tetraptera e Paraspidodera uncinata, A. tetraptera foi encontrado nas amostras fecais de todas as espécies de roedores incluídas nesta pesquisa. O número de gaiolas positivas variou de 5,4% em hamsters a 70,0% em camundongos. A prevalência de Syphacia muris foi maior nos gerbilos da Mongólia, onde até 75,0% das gaiolas foram positivas; S. obvelata foi encontrada em 26,7% das gaiolas com camundongos, 25,0% das gaiolas com gerbilos da Mongólia e 3,2% das gaiolas com ratos. A alta prevalência de Syphacia spp. em todas as espécies animais aponta o risco de infecção para os seres humanos. Animais oferecidos para venda estão frequentemente em contato próximo com seres humanos; portanto, eles devem ser regularmente testados quanto a parasitas e, então, efetivamente desparasitados.
Descritores: Oxiuríase/veterinária
Oxyuroidea/isolamento & purificação
Doenças dos Roedores/parasitologia
Fezes/parasitologia
Animais de Estimação/parasitologia
Doenças Negligenciadas/veterinária
-Oxiuríase/diagnóstico
Oxiuríase/epidemiologia
Oxyuroidea/classificação
Ratos/parasitologia
Doenças dos Roedores/diagnóstico
Doenças dos Roedores/epidemiologia
Prevalência
Gerbillinae/parasitologia
Cricetinae/parasitologia
Eslováquia/epidemiologia
Animais de Estimação/classificação
Doenças Negligenciadas/diagnóstico
Doenças Negligenciadas/epidemiologia
Cobaias/parasitologia
Camundongos/parasitologia
Limites: Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 75 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Carrieri, Maria Luiza
Chamelet, Esther Luiza Bocato
Id: lil-41322
Autor: Summa, Maria Eugênia L; Carrieri, Maria Luiza; Favoretto, Silvana Regina; Chamelet, Esther Luiza Bocato.
Título: Rabies in the State of Säo Paulo: the rodents question
Fonte: Rev. Inst. Med. Trop. Säo Paulo;29:53-8, jan.-fev. 1987. tab.
Idioma: en.
Resumo: Compulsaram-se dados epidemiológicos a respeito de agressäo por roedores no período de 1976 a 1985, nos registros do Instituto Pasteur de Säo Paulo (Brasil). Observou-se que de 367 379 pessoas agredidas, 22 250 foram vítimas de roedores. Os roedores mais implicados nesses acidentes foram os urbanos, sendo que a captura foi um fator limitante para o envio de amostras ao laboratório. O diagnóstico laboratorial realizado em 1083 amostras de roedores näo revelou nenhum caso positivo no período, embora a raiva estivesse presente em outras espécies animais. Conclui-se que, sendo a raiva rara entre os roedores, é necessário que se realizem provas de identificaçäo do vírus quando houver suspeita de caso positivo; e que, näo existindo casos relatados de óbitos humanos por raiva relacionados a roedores, existe a possibilidade de reduçäo dos tratamentos anti-rábico pós-exposiçäo a estes animais
Descritores: Raiva/veterinária
Doenças dos Roedores/transmissão
-Raiva/prevenção & controle
Raiva/transmissão
Roedores
Brasil
Limites: Gatos
Cães
Cobaias
Cricetinae
Camundongos
Coelhos
Ratos
Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 8 ir para página                    
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde