Base de dados : LILACS
Pesquisa : C23.550.505 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 1138 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 114 ir para página                         

  1 / 1138 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1147903
Autor: Sierra, Sebastián; Zapata, Felipe; Méndez, Manuela; Portillo, Sebastián; Restrepo, Camilo.
Título: Colecistectomía subtotal: una alternativa en el manejo de la colecistectomía difícil / Subtotal cholecystectomy: an alternative in the management of difficult cholecystectomy
Fonte: Rev. colomb. cir;35(4):593-600, 2020. fig, tab.
Idioma: es.
Resumo: Introducción. Alrededor de un 10 % de las laparoscopias se convierten a cirugía abierta por dificultades en obtener una visión crítica durante la colecistectomía en colecistitis severas. La colecistectomía subtotal es una posibilidad terapéutica disponible, que disminuye la tasa de conversión en cirugía laparoscópica y mantiene bajas tasas de morbilidad y mortalidad. Métodos. Estudio descriptivo, retrospectivo, de pacientes sometidos a colecistectomía subtotal en la Clínica CES (Medellín, Colombia) entre enero y diciembre de 2015. Se identificaron variables demográficas, detalles de la cirugía, morbilidad y mortalidad. Resultados. De un total de 710 colecistectomías en dicho periodo, a 17 (2,4 %) se les realizó colecistectomía sub-total. Quince (88 %) de ellas fueron por laparoscopia y dos requirieron conversión. La distribución en cuanto a sexo fue similar (10 mujeres / 7 hombres) y la edad promedio fue de 51 años. El tiempo quirúrgico promedio fue de 119 minutos. En 14 (82 %) pacientes se dejó drenaje subhepático. Dos pacientes presentaron fístula biliar y un paciente reingresó por un hematoma; no se presentaron otras complicaciones. La estancia hospitalaria promedio fue de 5,2 días. Discusión. La colecistectomía subtotal es una alternativa en pacientes con colecistectomía difícil y en nuestra experiencia presenta una alta tasa de éxito

Introduction. About 10% of laparoscopies are converted to open surgery due to difficulties in obtaining critical vision during cholecystectomy in severe cholecystitis. Subtotal cholecystectomy is an available therapeutic possibi-lity, which decreases the conversion rate in laparoscopic surgery and maintains low morbidity and mortality rates.Methods. Descriptive, retrospective study of patients who underwent subtotal cholecystectomy between January and December 2015. Demographic variables, details of surgery, morbidity and mortality were identified.Results. Of a total of 710 cholecystectomies in that period, 17 (2.4%) underwent subtotal cholecystectomy. Fifteen (88%) of them were by laparoscopy and two required conversion. The gender distribution was similar (10 women/7 men) and the average age was 51 years. The average surgical time was 119 minutes. Subhepatic drainage was left in 14 (82%) patients. Two patients had a biliary fistula and one patient was readmitted for a hematoma; there were no other complications. The average hospital stay was 5.2 days.Discussion. Subtotal cholecystectomy is an alternative in patients with difficult cholecystectomy and in our experience, it has a high success rate
Descritores: Colecistite Aguda
-Colecistectomia Laparoscópica
Conversão para Cirurgia Aberta
Complicações Intraoperatórias
Limites: Humanos
Responsável: CO113


  2 / 1138 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-889330
Autor: Schweiger, Cláudia; Manica, Denise; Becker, Carolina Fischer; Abreu, Larissa Santos Perez; Manzini, Michelle; Sekine, Leo; Kuhl, Gabriel.
Título: Tracheostomy in children: a ten-year experience from a tertiary center in southern Brazil / Traqueostomia em crianças: uma experiência de dez anos em um centro terciário do sul do Brasil
Fonte: Braz. j. otorhinolaryngol. (Impr.);83(6):627-632, Nov.-Dec. 2017. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Introduction: Children may require tracheostomy due to many different health conditions. Over the last 40 years, indications of tracheostomy have endorsed substantial modifications. Objective: To evaluate pediatric patients warranted tracheostomy at our Hospital, in regard to their indications, associated comorbidities, complications and decannulation rates. Methods: Retrospective study concerning patients under 18 years of age undergoing tracheostomy in a tertiary health care center, from January 2006 to November 2015. Results: 123 children required a tracheostomy after ENT evaluation during the study period. A proportion of 63% was male, and 56% was under one year of age. Glossoptosis was the most common indication (30%), followed by subglottic stenosis (16%) and pharyngomalacia (11%). The mortality rate was 31%. By the end of this review, 35 children (28.4%) had been decannulated, and the fewer the number of comorbidities, the greater the decannulation rate (0.77 ± 0.84 vs. 1.7 ± 1.00 comorbidities; p < 0.001). Conclusion: Tracheostomy in children is a relatively frequent procedure at our hospital. The most common indications are glossoptosis and subglottic stenosis. A high mortality rate was found, potentially substantiated by the high number of critical care patients with chronic neurological conditions in this cohort. Our decannulation rate is slightly below other series, probably because of the greater amount of patients with comorbidities.

Resumo Introdução: As crianças podem necessitar de traqueostomia devido a diferentes problemas de saúde. Ao longo dos últimos 40 anos, as indicações de traqueostomia passaram por mudanças substanciais. Objetivo: Avaliar pacientes pediátricos com traqueostomia no nosso hospital, no que diz respeito às suas indicações, comorbidades associadas, complicações e taxas de decanulação. Método: Estudo retrospectivo de pacientes com menos de 18 anos submetidos a traqueostomia em um centro de saúde terciário, de janeiro de 2006 a novembro de 2015. Resultados: 123 crianças precisaram de uma traqueostomia após avaliação otorrinolaringológica durante o período do estudo. Do total, 63% eram do sexo masculino e 56% menores de um ano. Glossoptose foi a indicação mais comum (30%), seguida por estenose subglótica (16%) e faringomalácia (11%). A taxa de mortalidade foi de 31%. Até o fim deste artigo, 35 crianças (28,4%) haviam sido decanuladas e quanto menor o número de comorbidades, maior foi a taxa de decanulação (0,77 ± 0,84 vs. 1,7 ± 1,00 comorbidades; p < 0,001). Conclusão: A traqueostomia em crianças é um procedimento relativamente frequente em nosso hospital. As indicações mais comuns são glossoptose e estenose subglótica. Uma alta taxa de mortalidade foi encontrada, potencialmente comprovada pelo elevado número de pacientes críticos com condições neurológicas crônicas nessa coorte. Nossa taxa de decanulação está ligeiramente abaixo de outras séries, provavelmente por causa da maior quantidade de pacientes com comorbidades.
Descritores: Traqueostomia/estatística & dados numéricos
-Complicações Pós-Operatórias/epidemiologia
Brasil/epidemiologia
Traqueostomia/efeitos adversos
Comorbidade
Laringoestenose/cirurgia
Estudos Retrospectivos
Resultado do Tratamento
Distribuição por Idade
Remoção de Dispositivo/estatística & dados numéricos
Centros de Atenção Terciária
Glossoptose/cirurgia
Complicações Intraoperatórias/epidemiologia
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Recém-Nascido
Lactente
Pré-Escolar
Criança
Adolescente
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 1138 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-755137
Autor: Berrío Valencia, Marta Inés.
Título: Perioperative anaphylaxis / Anafilaxia perioperatória / Anafilaxia perioperatoria
Fonte: Rev. bras. anestesiol;65(4):292-297, July-Aug. 2015. tab.
Idioma: en.
Resumo: BACKGROUND AND OBJECTIVE:

Anaphylaxis remains one of the potential causes of perioperative death, being generally unanticipated and quickly progress to a life threatening situation. A narrative review of perioperative anaphylaxis is performed.

CONTENT:

The diagnostic tests are primarily to avoid further major events. The mainstays of treatment are adrenaline and intravenous fluids.

CONCLUSION:

The anesthesiologist should be familiar with the proper diagnosis, management and monitoring of perioperative anaphylaxis.

.

ANTECEDENTES E OBJETIVO:

A anafilaxia continua sendo uma das causas potenciais de morte perioperatória, pois geralmente não é prevista e evolui rapidamente para uma situação ameaçadora da vida. Uma revisão da anafilaxia perioperatória é feita.

CONTEÚDO:

O exames diagnósticos são importantes principalmente para evitar eventos posteriores. Os pilares do tratamento são a adrenalina e os líquidos intravenosos.

CONCLUSÃO:

O anestesiologista deve estar familiarizado com o diagnóstico oportuno, manejo e monitoramento da anafilaxia perioperatória.

.

ANTECEDENTES Y OBJETIVO:

La anafilaxia sigue siendo una de las causas potenciales de muerte perioperatoria por ser generalmente no anticipada, y progresar rápidamente a una situación amenazante de la vida. Se realiza una revisión de la anafilaxia perioperatoria.

CONTENIDO:

Las pruebas diagnósticas son importantes principalmente para evitar eventos posteriores. Los pilares del tratamiento son la adrenalina y los líquidos intravenosos.

CONCLUSIÓN:

El anestesista debe estar familiarizado con el diagnóstico oportuno, manejo y seguimiento de la anafilaxia perioperatoria.

.
Descritores: Hipersensibilidade Imediata/epidemiologia
Anafilaxia/epidemiologia
Complicações Intraoperatórias/epidemiologia
-Epinefrina/administração & dosagem
Hipersensibilidade a Drogas/diagnóstico
Hipersensibilidade a Drogas/etiologia
Hipersensibilidade a Drogas/epidemiologia
Hidratação/métodos
Hipersensibilidade Imediata/diagnóstico
Hipersensibilidade Imediata/etiologia
Anafilaxia/diagnóstico
Anafilaxia/etiologia
Complicações Intraoperatórias/diagnóstico
Anestesiologia/métodos
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 1138 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-763141
Autor: Rodrigues, Leticia Bôa-Hora; Batista, Ana; Monteiro, Fátima; Duarte, João Silva.
Título: ST-segment elevation during general anesthesia for non-cardiac surgery: a case of takotsubo / Supradesnivelamento do segmento ST durante anestesia geral para cirurgia não cardíaca: um caso de takotsubo
Fonte: Rev. bras. anestesiol;65(5):403-406, Sept.-Oct. 2015.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACTBACKGROUND AND OBJECTIVES: Takotsubo cardiomyopathy, also known as broken heart syndrome is a stress-induced cardiomyopathy, which can be interpreted as an acute coronary syndrome as it progresses with suggestive electrocardiographic changes. The purpose of this article is to show the importance of proper monitoring during surgery, as well as the presence of an interdisciplinary team to diagnose the syndrome.CASE REPORT: Male patient, 66 years old, with diagnosis of gastric carcinoma, scheduled for diagnostic laparoscopy and possible gastrectomy. In the intraoperative period during laparoscopy, the patient always remained hemodynamically stable, but after conversion to open surgery he presented with ST segment elevation in DII. ECG during surgery was performed and confirmed ST-segment elevation in the inferior wall. The cardiology team was contacted and indicated the emergency catheterization. As the surgery had not yet begun irreversible steps, we opted for the laparotomy closure, and the patient was immediately taken to the hemodynamic room where catheterization was performed showing no coronary injury. The patient was taken to the hospital room where an echocardiogram was performed and showed slight to moderate systolic dysfunction, with akinesia of the mid-apical segments, suggestive of apical ballooning of the left ventricle. Faced with such echocardiographic finding and in the absence of coronary injury, the patient was diagnosed with intraoperative Takotsubo syndrome.CONCLUSION: Because the patient was properly monitored, the early detection of ST-segment elevation was possible. The presence of an interdisciplinary team favored the syndrome early diagnosis, so the patient was again submitted to safely intervention, with the necessary security measures taken for an uneventful new surgical intervention.

RESUMOJUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A cardiomiopatia de takotsubo, também conhecida como síndrome do coração partido, é uma cardiomiopatia induzida por estresse que pode ser interpretada como uma síndrome coronária aguda, pois cursa com alterações eletrocardiográficas sugestivas. O objetivo do presente artigo é mostrar a importância de uma monitoração adequada no intraoperatório, assim como a presença de uma equipe interdisciplinar para o diagnóstico da síndrome.RELATO DE CASO: Doente masculino, 66 anos, com o diagnóstico de carcinoma gástrico, proposto para laparoscopia diagnóstica e possível gastrectomia. No intraoperatório durante a laparoscopia manteve sempre estabilidade hemodinâmica, porém após a conversão para cirurgia aberta apresentou elevação do segmento ST em DII e foi feito um ECG no intraoperatório que confirmou supradesnivelamento do segmento ST em parede inferior. Foi contactada a equipe de cardiologia, que indicou cateterismo de urgência. Como a cirurgia ainda não havia iniciado passos irreversíveis, optou-se pelo encerramento da laparotomia e o doente foi levado imediatamente para a sala de hemodinâmica. Foi feito cateterismo que não evidenciou lesão nas coronárias. O doente foi levado para o internamento, onde foi feito um ecocardiograma que mostrava disfunção sistólica ligeira a moderada, com acinésia dos segmentos médio-apicais, imagem sugestiva de balonamento apical do ventrículo esquerdo. Diante de tal achado ecocardiográfico e na ausência de lesões coronárias, foi diagnosticada síndrome de takotsubo intraoperatória.CONCLUSÃO: Devido ao fato de o doente estar monitorado de uma forma adequada foi possível a detecção precoce do supradesnivelamento do segmento ST. A presença de uma equipe interdisciplinar favoreceu o diagnóstico precoce da síndrome. Dessa forma o doente foi novamente intervencionado de forma segura e foram tomadas as devidas medidas de segurança, para que a nova intervenção cirúrgica transcorresse sem intercorrências.
Descritores: Eletrocardiografia
Cardiomiopatia de Takotsubo/diagnóstico
Complicações Intraoperatórias/diagnóstico
-Ecocardiografia
Monitorização Intraoperatória
Laparoscopia
Anestesia Geral
Limites: Humanos
Masculino
Idoso
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 1138 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-794806
Autor: Bernardis, Ricardo Caio Gracco de; Siaulys, Monica Maria; Vieira, Joaquim Edson; Mathias, Lígia Andrade Silva Telles.
Título: Perioperative warming with a thermal gown prevents maternal temperature loss during elective cesarean section. A randomized clinical trial / O aquecimento no perioperatório com avental cirúrgico térmico impede a perda de temperatura materna durante a cesariana eletiva. Estudo clínico randômico
Fonte: Rev. bras. anestesiol;66(5):451-455, Sept.-Oct. 2016. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Background and objectives: Decrease in body temperature is common during general and regional anesthesia. Forced-air warming intraoperative during cesarean section under spinal anesthesia seems not able to prevent it. The hypothesis considers that active warming before the intraoperative period avoids temperature loss during cesarean. Methods: Forty healthy pregnant patients undergoing elective cesarean section with spinal anesthesia received active warming from a thermal gown in the preoperative care unit 30 min before spinal anesthesia and during surgery (Go, n = 20), or no active warming at any time (Ct, n = 20). After induction of spinal anesthesia, the thermal gown was replaced over the chest and upper limbs and maintained throughout study. Room temperature, hemoglobin saturation, heart rate, arterial pressure, and tympanic body temperature were registered 30 min before (baseline) spinal anesthesia, right after it (time zero) and every 15 min thereafter. Results: There was no difference for temperature at baseline, but they were significant throughout the study (p < 0.0001; repeated measure ANCOVA). Tympanic temperature baseline was 36.6 ± 0.3 °C, measured 36.5 ± 0.3 °C at time zero and reached 36.1 ± 0.2 °C for gown group, while control group had baseline temperature of 36.4 ± 0.4 °C, measured 36.3 ± 0.3 °C at time zero and reached 35.4 ± 0.4 °C (F = 32.53; 95% CI 0.45-0.86; p < 0.001). Hemodynamics did not differ throughout the study for both groups of patients. Conclusion: Active warming 30 min before spinal anesthesia and during surgery prevented a fall in body temperature in full-term pregnant women during elective cesarean delivery.

Resumo Justificativa e objetivos: A redução da temperatura corporal é comum durante a anestesia tanto geral quanto regional. O sistema de ar forçado aquecido no intraoperatório durante a cesariana sob anestesia peridural não parece conseguir impedi-la. A hipótese considera que o aquecimento ativo antes do período intraoperatório evita a perda de temperatura durante a cesariana. Métodos: Quarenta pacientes grávidas, saudáveis, submetidas à cesariana eletiva com anestesia espinal receberam aquecimento ativo de um avental térmico na unidade de cuidados pré-operatórios 30 minutos antes da anestesia e durante a cirurgia (Go, n = 20) ou nenhum aquecimento ativo a qualquer momento (Ct, n = 20). Após a indução da anestesia espinhal, o avental térmico foi colocado sobre o tórax e os membros superiores e mantido durante o estudo. Temperatura ambiente, saturação de hemoglobina, frequência cardíaca, pressão arterial e temperatura corporal timpânica foram registradas 30 minutos antes (fase basal) da anestesia espinhal, logo após a anestesia (tempo zero) e a cada 15 minutos subsequentemente. Resultados: Não houve diferença de temperatura na fase basal, mas as diferenças foram significativas ao longo do estudo (p < 0,0001; Ancova de medida repetida). A temperatura timpânica na fase basal foi de 36,6 ± 0,3 °C, mediu 36,5 ± 0,3 °C no tempo zero e atingiu 36,1 ± 0,2 °C no grupo avental, enquanto a temperatura basal do grupo controle foi de 36,4 ± 0,4 °C, mediu 36,3 ± 0,3 °C no tempo zero e atingiu 35,4 ± 0,4 °C (F = 32,53; IC de 95% 0,45-0,86, p < 0,001). A hemodinâmica não diferiu ao longo do estudo em ambos os grupos de pacientes. Conclusão: O aquecimento ativo 30 minutos antes da anestesia espinhal e durante a cirurgia evitou a queda da temperatura corporal em mulheres grávidas a termo durante a cesariana eletiva.
Descritores: Temperatura Corporal
Cesárea/métodos
Reaquecimento/instrumentação
Reaquecimento/métodos
Hipotermia/prevenção & controle
Complicações Intraoperatórias/prevenção & controle
-Membrana Timpânica
Procedimentos Cirúrgicos Eletivos
Anestesia Epidural
Anestesia Obstétrica
Raquianestesia
Limites: Humanos
Feminino
Gravidez
Adulto
Tipo de Publ: Ensaio Clínico Controlado Aleatório
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 1138 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-794801
Autor: Simsek, Esen; Karaman, Yucel; Gonullu, Mustafa; Tekgul, Zeki; Cakmak, Meltem.
Título: The effect of passive exposure to tobacco smoke on perioperative respiratory complications and the duration of recovery / O efeito da exposição passiva à fumaça de tabaco em complicações respiratórias no perioperatório e a duração da recuperação
Fonte: Rev. bras. anestesiol;66(5):492-498, Sept.-Oct. 2016. tab.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Background: The incidence of perioperative respiratory complications and postoperative care unit recovery time investigated in patients with passive tobacco smoke exposure according to the degree of exposure. Methods: Total 270 patients ranging in age from 18 to 60 years with the ASA physical status I or II exposed and not exposed to passive tobacco smoke received general anesthesia for various elective surgical operations evaluated for the study. Patients divided into two groups as exposed and non-exposed to passive tobacco smoke, those exposed to passive smoke are also divided into two groups according to the degree of exposure. Patients taken to the postoperative care unit (PACU) at the end of the operation and monitorized until Modified Aldrete's Scores became 9 and more. Respiratory complications evaluated and recorded in intraoperative and postoperative period. Results: A total of 251 patients were enrolled; 63 (25.1%) patients had airway complications, 11 (4.4%) had complications intraoperatively and 52 (20.7%) patients had complications postoperatively. There has been found significant relation with passive tobacco smoke exposure and high incidences of perioperative and postoperative respiratory complications. The risk of cough, desaturation and hypersecretion complications were found to be increased depending on the degree of exposure. There was significant relation between the degree of passive smoke exposure and the duration of PACU stay. Conclusion: Passive tobacco smoke exposed general anesthesia receiving patients also regarding to the degree of exposure having high rates of perioperative respiratory complications and prolongation of PACU stays when compared with unexposed patients.

Resumo Justificativa: A incidência de complicações respiratórias no perioperatório e o tempo em sala de recuperação pós-anestesia no pós-operatório em pacientes com exposição passiva à fumaça de tabaco foram avaliados de acordo com o grau de exposição. Métodos: Foram avaliados 270 pacientes entre 18-60 anos, estado físico ASA I ou II, passivamente expostos e não expostos à fumaça de tabaco, submetidos à anestesia geral para vários procedimentos cirúrgicos eletivos. Os pacientes foram divididos em dois grupos: passivamente expostos e não expostos à fumaça de tabaco. Aqueles com exposição passiva à fumaça também foram divididos em dois grupos de acordo com o grau de exposição. Os pacientes enviados à sala de recuperação pós-anestesia (SRPA) no fim da cirurgia foram monitorados até atingir 9 ou mais no escore modificado de Aldrete. As complicações respiratórias foram avaliadas e registradas nos períodos intraoperatório e pós-operatório. Resultados: Foram incluídos 251 pacientes, dos quais 63 (25,1%) apresentaram complicações respiratórias, 11 (4,4%) complicações no intraoperatório e 52 (20,7%) complicações no pós-operatório. Houve relação significativa entre a exposição passiva à fumaça de tabaco e a alta incidência de complicações respiratórias no perioperatório e pós-operatório. O risco de complicação como tosse, dessaturação e hipersecreção aumentou de acordo com o grau de exposição. Houve relação significativa entre o grau de exposição passiva à fumaça e o tempo de permanência em SRPA. Conclusão: Os pacientes com exposição passiva à fumaça de tabaco apresentaram altas taxas de complicações respiratórias no perioperatório e prolongamento da permanência em SRPA, em comparação com os pacientes não expostos.
Descritores: Complicações Pós-Operatórias/epidemiologia
Transtornos Respiratórios/epidemiologia
Poluição por Fumaça de Tabaco/efeitos adversos
Período de Recuperação da Anestesia
Complicações Intraoperatórias/epidemiologia
-Complicações Pós-Operatórias/induzido quimicamente
Transtornos Respiratórios/induzido quimicamente
Incidência
Estudos Prospectivos
Complicações Intraoperatórias/induzido quimicamente
Pessoa de Meia-Idade
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Adulto
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 1138 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-794809
Autor: Basaran, Betül; Basaran, Ahmet; Kozanhan, Betül; Özmen, Sadık; Basaran, Mustafa.
Título: Simple handling of venous air embolism during abdominal myomectomy / Manejo simples de embolia gasosa durante miomectomia abdominal
Fonte: Rev. bras. anestesiol;66(5):549-550, Sept.-Oct. 2016.
Idioma: en.
Resumo: Abstract We report a case of venous air embolism during abdominal myomectomy. Although true incidence of venous air embolism is not known, in literature most of reported cases are belongs to sitting position craniotomies. Many of those are subclinical, and diagnostic methods have varying degrees of sensitivity and specificity. At time of suspicion, prevention of any subsequent air emboli is the cornerstone of treatment.

Resumo Relatamos um caso de embolia gasosa durante miomectomia abdominal. Embora a incidência exata de embolia gasosa não seja conhecida, a maioria dos casos relatados na literatura se refere à posição sentada em craniotomias. Muitos casos são subclínicos e os métodos diagnósticos têm diferentes graus de sensibilidade e especificidade. No momento da suspeita, a prevenção de qualquer êmbolo de ar subsequente é a chave fundamental do tratamento.
Descritores: Embolia Aérea/etiologia
Embolia Aérea/terapia
Miomectomia Uterina/métodos
Complicações Intraoperatórias/terapia
Limites: Humanos
Feminino
Adulto
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 1138 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-782894
Autor: Souza, Rodrigo de Lima e; Apgaua, Bruno Tavares; Milhomens, João Daniel; Albuquerque, Francisco Tadeu Motta; Carneiro, Luiz Antônio; Mendes, Márcio Henrique; Garcia, Tiago Carvalho; Paiva, Clerisson; Ladeia, Felipe; Jeunon, Deiler Célio.
Título: Severe fat embolism in perioperative abdominal liposuction and fat grafting / Embolia gordurosa grave no peroperatório de lipoaspiração abdominal e lipoenxertia
Fonte: Rev. bras. anestesiol;66(3):324-328, May.-June 2016. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT BACKGROUND AND OBJECTIVES: Fat embolism syndrome may occur in patients suffering from multiple trauma (long bone fractures) or plastic surgery (liposuction), compromising the circulatory, respiratory and/or central nervous systems. This report shows the evolution of severe fat embolism syndrome after liposuction and fat grafting. CASE REPORT: SSS, 42 years old, ASA 1, no risk factors for thrombosis, candidate for abdominal liposuction and breast implant prosthesis. Subjected to balanced general anesthesia with basic monitoring and controlled ventilation. After 45 min of procedure, there was a sudden and gradual decrease of capnometry, severe hypoxemia and hypotension. The patient was immediately monitored for MAP and central catheter, treated with vasopressors, inotropes, and crystalloid infusion, stabilizing her condition. Arterial blood sample showed pH = 7.21; PCO2 = 51 mmHg; PO2 = 52 mmHg; BE = -8; HCO3 = 18 mEq L-1, and lactate = 6.0 mmol L-1. Transthoracic echocardiogram showed PASP = 55 mmHg, hypocontractile VD and LVEF = 60%. Diagnosis of pulmonary embolism. After 24 h of intensive treatment, the patient developed anisocoria and coma (Glasgow coma scale = 3). A brain CT was performed which showed severe cerebral hemispheric ischemia with signs of fat emboli in right middle cerebral artery; transesophageal echocardiography showed a patent foramen ovale. Finally, after 72 h of evolution, the patient progressed to brain death. CONCLUSION: Fat embolism syndrome usually occurs in young people. Treatment is based mainly on the infusion of fluids and vasoactive drugs, mechanical ventilation, and triggering factor correction (early fixation of fractures or suspension of liposuction). The multiorgânico involvement indicates a worse prognosis.

RESUMO JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A Síndrome da Embolia Gordurosa (SEG) pode acontecer em pacientes vítimas de politrauma (fratura de ossos longos) ou operações plásticas (lipoaspiração), comprometendo circulação, respiração e/ou sistema nervoso central. O presente relato mostra evolução de SEG grave após lipoaspiração e lipoenxertia. RELATO DO CASO: SSS, 42 anos, ASA 1, sem fatores de risco para trombose, candidata a lipoaspiração abdominal e implante de prótese mamária. Submetida à anestesia geral balanceada com monitorização básica e ventilação controlada. Após 45 minutos de procedimento, houve queda súbita e progressiva da capnometria, hipoxemia e hipotensão grave. Imediatamente foi monitorizada com PAM e cateter central, tratada com vasopressores, inotrópicos e infusão de cristaloides, obtendo estabilização do quadro. Amostra sanguínea arterial mostrou pH = 7,21; PCO2 = 51 mmHg; PO2 = 52 mmHg; BE = -8; HCO3 = 18 mEQ/l e lactato = 6,0 mmol/l. Ecocardiograma transtorácico mostrou PSAP = 55 mmHg, VD hipocontrátil e FEVE = 60%. Diagnóstico de embolia pulmonar. Após24 h de tratamento intensivo, a paciente evoluiu com anisocoria e coma com escala de glasgow 3. Realizada TC de encéfalo que evidenciou isquemia cerebral grave, hemisférica, com sinais de êmbolos de gordura em A. cerebral média D; o ecocardiograma transesofágico mostrou forame oval patente. Finalmente, após 72 h de evolução, a paciente evoluiu para morte encefálica. CONCLUSÃO: A SEG ocorre geralmente em jovens. O tratamento baseia-se principalmente na infusão de líquidos e drogas vasoativas, ventilação mecânica e correção do fator desencadeante (fixação precoce de fraturas ou suspensão da lipoaspiração). O comprometimento multiorgânico indica pior prognóstico.
Descritores: Lipectomia/efeitos adversos
Isquemia Encefálica/complicações
Tecido Adiposo/cirurgia
Embolia Gordurosa/complicações
Abdome/cirurgia
-Respiração Artificial
Síndrome
Índice de Gravidade de Doença
Morte Encefálica/fisiopatologia
Morte Encefálica/diagnóstico por imagem
Tomografia Computadorizada por Raios X
Isquemia Encefálica/fisiopatologia
Isquemia Encefálica/diagnóstico por imagem
Evolução Fatal
Ecocardiografia Transesofagiana
Artéria Cerebral Média/fisiopatologia
Artéria Cerebral Média/diagnóstico por imagem
Embolia Gordurosa/diagnóstico por imagem
Forame Oval Patente/complicações
Forame Oval Patente/fisiopatologia
Forame Oval Patente/diagnóstico por imagem
Período Perioperatório
Complicações Intraoperatórias/fisiopatologia
Complicações Intraoperatórias/diagnóstico por imagem
Anestesia Geral
Limites: Humanos
Feminino
Adulto
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 1138 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Carmona, Maria José Carvalho
Texto completo
Id: lil-777414
Autor: Vane, Matheus Fachini; Nuzzi, Rafael Ximenes do Prado; Aranha, Gustavo Fabio; Luz, Vinicius Fernando da; Malbouisson, Luiz Marcelo Sá; Gonzalez, Maria Margarita Castro; Auler, José Otávio Costa; Carmona, Maria José Carvalho.
Título: Perioperative cardiac arrest: an evolutionary analysis of the intra-operative cardiac arrest incidence in tertiary centers in Brazil / Parada cardíaca perioperatória: uma análise evolutiva da incidência de parada cardíaca intraoperatória em centros terciários no Brasil
Fonte: Rev. bras. anestesiol;66(2):176-182, Mar.-Apr. 2016. tab.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT BACKGROUND: Great changes in medicine have taken place over the last 25 years worldwide. These changes in technologies, patient risks, patient profile, and laws regulating the medicine have impacted the incidence of cardiac arrest. It has been postulated that the incidence of intraoperative cardiac arrest has decreased over the years, especially in developed countries. The authors hypothesized that, as in the rest of the world, the incidence of intraoperative cardiac arrest is decreasing in Brazil, a developing country. OBJECTIVES: The aim of this study was to search the literature to evaluate the publications that relate the incidence of intraoperative cardiac arrest in Brazil and analyze the trend in the incidence of intraoperative cardiac arrest. CONTENTS: There were 4 articles that met our inclusion criteria, resulting in 204,072 patients undergoing regional or general anesthesia in two tertiary and academic hospitals, totalizing 627 cases of intraoperative cardiac arrest. The mean intraoperative cardiac arrest incidence for the 25 years period was 30.72:10,000 anesthesias. There was a decrease from 39:10,000 anesthesias to 13:10,000 anesthesias in the analyzed period, with the related lethality from 48.3% to 30.8%. Also, the main causes of anesthesia-related cause of mortality changed from machine malfunction and drug overdose to hypovolemia and respiratory causes. CONCLUSIONS: There was a clear reduction in the incidence of intraoperative cardiac arrest in the last 25 years in Brazil. This reduction is seen worldwide and might be a result of multiple factors, including new laws regulating the medicine in Brazil, incorporation of technologies, better human development level of the country, and better patient care.

RESUMO JUSTIFICATIVA: Nos últimos 25 anos ocorreram grandes mudanças na medicina em todo o mundo. Essas mudanças de tecnologias, riscos do paciente, perfil do paciente e leis que regulam medicamentos tiveram impacto na incidência de parada cardíaca (PC). Postula-se que a incidência de parada cardíaca intraoperatória (PCI) tem diminuído ao longo dos anos, especialmente em países desenvolvidos. A nossa hipótese foi que, como no resto do mundo, a incidência de PCI está diminuindo no Brasil, um país em desenvolvimento. OBJETIVOS: O objetivo deste estudo foi pesquisar e avaliar na literatura as publicações que relacionam a incidência de PCI no Brasil e analisar a tendência na incidência de PCI. CONTEÚDO: Descobrimos quatro artigos que atenderam aos critérios de inclusão, que resultaram em 204.072 pacientes submetidos à anestesia regional ou geral em dois hospitais terciários e acadêmicos e 627 casos de PCI. A média de incidência de PCI para o período de 25 anos foi de 30,72:10.000 anestesias. Houve uma diminuição de 39:10.000 anestesias para 13:10.000 anestesias no período analisado, com letalidade relacionada de 48,3% para 30,8%. Além disso, as principais causas de mortalidade relacionadas à anestesia mudaram de mau funcionamento de máquinas e overdose de medicamentos para hipovolemia e causas respiratórias. CONCLUSÕES: Houve uma clara redução na incidência de PCI nos últimos 25 anos no Brasil. Essa redução é observada em todo o mundo e pode ser o resultado de vários fatores, incluindo novas leis que regulam medicamentos no Brasil, incorporação de tecnologias, melhor nível de desenvolvimento humano do país e melhor assistência ao paciente.
Descritores: Parada Cardíaca/epidemiologia
Complicações Intraoperatórias/epidemiologia
Anestesia/efeitos adversos
-Brasil/epidemiologia
Incidência
Centros de Atenção Terciária
Anestesia/métodos
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 1138 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1118030
Autor: Amaral, Ernani Aloysio; Silva, Marcelo Aparecido Medeiros; Soares, Luísa Victória Lustosa; Nunes, Francis José de Jesus; Avelar, Mariana Lívia Sevirino; Prates, Ísis Caldeira; Almeida, João Paulo; Almeida, Iago Felipe de.
Título: Jejum Pré-Operatório: Consensos e Controvérsias / Preoperative fasting: consensuses and controversie
Fonte: Rev. méd. Minas Gerais;30:e-3012, 2020.
Idioma: pt.
Resumo: Introdução: A prática do jejum pré-operatório se consolidou no século XX e prosseguiu praticamente inalterada até os anos 80, onde passou a ser reestruturada. Diante disso, o presente artigo tem o intuito de realizar uma revisão sobre o jejum pré operatório orientado na literatura comparando-o com o que é encontrado dentro da realidade brasileira. Metodologia: Trata-se de um estudo de revisão da literatura, de natureza exploratória, realizada por meio de pesquisa de artigos científicos, dissertações e teses disponíveis nas bases de dados online. Resultados: a American Society of Anesthesiologists desenvolveu a Task "Force on Preoperative Fasting" que estabelece para líquidos claros um jejum mínimo de 2 horas e para dieta leve de 6 horas. No Brasil, um estudo com 3.175 pacientes revelou que 46% deles jejuaram por um período superior a 12 horas. Discussão: Além de não aumentar a possibilidade de danos, observa-se que a redução do tempo de jejum pré-operatório está associada a benefícios no processo de recuperação do paciente. Dentre as causas para o jejum prolongado nas instituições de saúde do Brasil estão o atraso nas operações, a transferência de horário e de período ou o seu adiamento para o próximo dia. Conclusão: o aprimoramento do jejum pré-operatório é necessário, tendo como estratégia a melhor comunicação entre equipes médicas e de enfermagem e o paciente atendido nas instituições hospitalares. (AU)

Background: The practice of preoperative fasting was consolidated in the twentieth century and remained unchanged until the 1980s, when it was questioned. Therefore, the present article aims to review the preoperative fasting oriented in the literature comparing it with what is found in Brazilian reality. Methods: This is an exploratory literature review study, conducted through research of scientific articles, dissertations and theses available in online databases. Results: The American Society of Anesthesiologists has developed the Task Force on Preoperative Fasting, which establishes for clear liquids a minimum fasting of 2 hours and 6 hours for a light diet. In Brazil, a study with 3,175 patients revealed that 46% of them fasted for more than 12 hours. Discussion: In addition to not increasing the possibility of damage, it is observed that the reduction of preoperative fasting time is associated with benefits in patient's recovery process. Causes of prolonged fasting in Brazilian health institutions include delayed operations, changes on time and period, or postponement to the next day. Conclusions: the improvement of preoperative fasting is necessary, having as strategy a better communication between medical and nursing teams and the patients treated at hospitals. (AU)
Descritores: Jejum
Período Pré-Operatório
-Relações Médico-Paciente
Complicações Pós-Operatórias/prevenção & controle
Fatores de Tempo
Complicações Intraoperatórias/prevenção & controle
Relações Enfermeiro-Paciente
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR1561.1 - Biblioteca Virtual AMMG



página 1 de 114 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde