Base de dados : LILACS
Pesquisa : C23.888.821.061 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 11 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 2 ir para página        

  1 / 11 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-565441
Autor: León Barúa, Raúl.
Título: 44 años de avances en Etiopatogenia, Diagnóstico y Tratamiento del Síndrome Flatulencia / Forty-four years of advances in pathogenesis, diagnosis and treatment of Flatulence Syndrome
Fonte: Rev. gastroenterol. Perú;30(2):148-152, abr.-jun. 2010.
Idioma: es.
Resumo: En el presente artículo, el autor recuerda trabajos de investigación realizados, desde hace cuarenticuatro años, para aclarar la etiopatogenia y mejorar el diagnóstico y tratamiento del síndrome flatulencia.

In the present paper, the author reminds investigations performed, since forty-four years ago, to clarify the ethiopathogenesis and to improve the diagnosis and treatment of the flatulence syndrome.
Descritores: Aerofagia
Flatulência/diagnóstico
Flatulência/etiologia
Flatulência/terapia
Patogênese Homeopática
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: PE1.1 - Oficina Universitária de Biblioteca


  2 / 11 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-533766
Autor: León Barúa, Raúl.
Título: Fermentación colónica excesiva como factor determinante del síndrome flatulencial / Excessive colónica fermentation as determining factor of the flatulencial syndrome
Fonte: Rev. gastroenterol. Perú;26(Supl):72-76, 2006.
Idioma: es.
Descritores: Aerofagia
Fermentação
Flatulência/diagnóstico
Flatulência/patologia
Flatulência/terapia
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: PE1.1 - Oficina Universitária de Biblioteca


  3 / 11 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Alves, A. L. G
Texto completo
Id: biblio-969624
Autor: Alonso, J. M; Watanabe, M. J; Rodrigues, C. A; Alves, A. L. G; Ramos, C. M; Rosa, G. S; Hussni, C. A.
Título: Encarceramento do intestino delgado em forame epiploico em equinos com hábito de aerofagia: relato de caso / Entrapment of the small intestine in the epiploic foramen in crib-biting horses: case report
Fonte: Arq. bras. med. vet. zootec. (Online);70(6):1685-1690, nov.-dez. 2018.
Idioma: pt.
Resumo: São relatados quatro casos de encarceramento de forame epiploico (EFE), entre os casos: três machos e uma fêmea; dois da raça Quarto de Milha, um SRD e um Brasileiro de Hipismo; idade média de 11 anos; altura média de cernelha de 160,5cm; massa corporal média de 465kg. Todos os animais possuíam o hábito de aerofagia. A presença de refluxo enterogástrico e intestino delgado distendido à palpação transretal foi variável na dependência do segmento intestinal aprisionado. À laparotomia exploratória constataram-se: dois casos de aprisionamento jejunoileal; um de jejuno; e o outro de íleo. Todos os animais apresentaram EFE da esquerda para a direita, representando o sentido horário. Apenas o animal que apresentava o íleo aprisionado sobreviveu; os demais foram submetidos à eutanásia no período transoperatório devido à extensa isquemia intestinal e às lesões vasculares decorrentes da manobra de redução. A aerofagia é o fator de risco que apresenta maior correlação positiva com o EFE, fato corroborado pelos casos apresentados. Apesar de ser descrito um bom prognóstico para o EFE na literatura, foi obtido um desfecho ruim entre os casos atendidos, e salienta-se que a extensão da lesão e o sangramento da veia porta no transoperatório contribuíram para esse resultado.(AU)

Four cases of epiploic foramen entrapment (EFE) are reported. Among the cases, three males and one female, two Quarter Horses, one mixed breed and one Brazilian Equestrian, aged between 3 to 20 years, mean 11 years. The average height was 160.5cm and 465kg. All horses had a previous record of crib-biting habit. The presence of enterogastric reflux and small intestine distended loops in transrectal palpation was variable in dependence of the trapped segment. In surgical exploration were identified two cases of jejunum and ileum entrapped, one of the ileum and one of jejunum. All animals showed EFE from left to right. The horse that had trapped the ileum has survived. The others were euthanized due to the extent of injury or rupture of large vessels during surgical reduction. Although there are many notes of possible risk factors for EFE occurrence, cribbing is the risk factor that has the highest positive correlation with EFE. This appointment was confirmed by the cases presented. Despite being described a good prognosis for the EFE, a bad outcome was achieved among the cases, and stresses that the extent of the injury and bleeding from the portal vein contributed to this outcome.(AU)
Descritores: Colo/anormalidades
Aerofagia/veterinária
Cavalos/anormalidades
-Laparotomia/veterinária
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  4 / 11 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-762881
Autor: SILVA, Ana Cristina Viana da; APRILE, Lilian Rose Otoboni; DANTAS, Roberto Oliveira.
Título: EFFECT OF GUM CHEWING ON AIR SWALLOWING, SALIVA SWALLOWING AND BELCHING / Efeito da goma de mascar na deglutição de ar, deglutição de saliva e na eructação
Fonte: Arq. gastroenterol;52(3):190-194, July-Sep. 2015. tab, ilus.
Idioma: en.
Resumo: BackgroundEructation is a physiologic event which allows gastric venting of swallowed air and most of the time is not perceived as a symptom. This is called gastric belching. Supragastric belching occurs when swallowed air does not reach the stomach and returns by mouth a short time after swallowing. This situation may cause discomfort, life limitations and problems in daily life.ObjectiveOur objective in this investigation was to evaluate if gum chewing increases the frequency of gastric and/or supragastric belches.MethodsEsophageal transit of liquid and gas was evaluated by impedance measurement in 16 patients with complaint of troublesome belching and in 15 controls. The Rome III criteria were used in the diagnosis of troublesome belching. The esophageal transit of liquid and gas was measured at 5 cm, 10 cm, 15 cm and 20 cm from the lower esophageal sphincter. The subjects were evaluated for 1 hour which was divided into three 20-minute periods: (1) while sitting for a 20-minute base period; (2) after the ingestion of yogurt (200 mL, 190 kcal), in which the subjects were evaluated while chewing or not chewing gum; (3) final 20-minute period in which the subjects then inverted the task of chewing or not chewing gum. In gastric belch, the air flowed from the stomach through the esophagus in oral direction and in supragastric belch the air entered the esophagus rapidly from proximal and was expulsed almost immediately in oral direction. Air swallows were characterized by an increase of at least 50% of basal impedance and saliva swallow by a decrease of at least 50% of basal impedance, that progress from proximal to distal esophagus.ResultsIn base period, air swallowing was more frequent in patients than in controls and saliva swallowing was more frequent in controls than in patients. There was no difference between the medians of controls and patients in the number of gastric belches and supragastric belches. In six patients, supragastric belches were seen at least once during the 20-minute base period. None of the controls had supragastric belches. In the control group, the ingestion of yogurt caused no significant alteration in the number of air swallows, saliva swallows, gastric belches and supragastric belches. In the patient group, there was an increase in the number of air swallows. If the subjects were chewing gum during this 20-minute period, there was an increase in the number of saliva swallows in both groups, without alterations of the number of air swallow, gastric belches and supragastric belches. There was no alteration in the number of the saliva swallows, air swallows, gastric belches and supragastric belches in both groups for subjects who did not chew gum in the 20-40 minute period after yogurt ingestion. When the subjects were chewing the gum, there was an increase in saliva swallows in the control and patients groups and in air swallows in the patients group.ConclusionGum chewing causes an increase in saliva swallowing in both patients with excessive belching and in controls, and an increase in air swallowing in patients with excessive belching 20 minutes after yogurt ingestion. Gum chewing did not increase or decrease the frequency of gastric or supragastric belches.

ContextoEructação é um evento fisiológico que permite a eliminação de gás presente no estômago, geralmente não percebida como sintoma, situação identificada como eructação gástrica. Eructação supragástrica ocorre quando o ar deglutido não vai ao estômago, mas retorna do esôfago imediatamente após ser deglutido; situação que causa desconforto e limitações ao paciente.ObjetivoO objetivo desta investigação foi avaliar se goma de mascar aumenta a frequência de eructação gástrica e/ou supragástrica.MétodosO trânsito de líquido e gás foi avaliado por impedância in 16 pacientes com queixas de eructação excessiva e 15 controles. O diagnóstico de eructação excessiva foi feito tendo em consideração os critérios descritos no Roma III. O trânsito pelo esôfago foi medido por sensores de impedância localizados a 5 cm, 10 cm, 15 cm e 20 cm do esfíncter inferior do esôfago. Os indivíduos foram avaliados sentados em uma cadeira durante um período basal de 20 minutos, outro período de 20 minutos após a ingestão de iogurte (200 mL, 190 kcal), mastigando ou não goma de mascar, e em outro período por mais 20 minutos no qual invertiam o fato de mastigarem ou não goma de mascar. Na eructação gástrica o ar vinha do estômago em direção proximal, e na eructação supragástrica o ar entrou no esôfago e foi imediatamente eliminado em direção proximal. A deglutição de ar foi caracterizada pelo aumento em pelo menos 50% do valor da impedância e a deglutição de saliva pela diminuição em pelo menos 50% do valor da impedância, que progredia da parte proximal do esôfago para a parte distal.ResultadosNo período basal a deglutição de ar foi mais frequente nos pacientes do que nos controles, e a deglutição de saliva mais frequente nos controles do que nos pacientes. Não houve diferenças na mediana entre os resultados de controles e pacientes no número de eructações gástricas e supragástricas. Em seis pacientes ocorreram eructações supragástricas, o que não aconteceu em nenhum controle. Entre os controles a ingestão de iogurte não alterou a frequência de deglutição de ar, deglutição de saliva, eructações gástricas e eructações supragástricas. No grupo de pacientes houve aumento da deglutição de ar. Mastigar a goma durante este período causou aumento da deglutição de saliva, nos dois grupos, sem alterações na frequência de deglutição de ar, eructação gástrica e eructação supragástrica. No período entre 20 e 40 minutos após a ingestão do iogurte, se a pessoa não mascava a goma, não havia mudança na frequência de deglutição de saliva, deglutição de ar, eructações gástricas e eructações supragástricas. Quando a pessoa mascava a goma, houve aumento da deglutição de saliva nos dois grupos e de deglutição de ar no grupo de pacientes.ConclusãoGoma de mascar causa aumento da deglutição de saliva em pacientes com eructações excessivas e controles, e aumento da deglutição de ar em pacientes 20 minutos após a ingestão de iogurte. Goma de mascar não aumenta ou diminui a frequência de eructação gástrica ou eructação supragástrica.
Descritores: Aerofagia/etiologia
Goma de Mascar/efeitos adversos
Eructação/etiologia
Saliva
-Estudos de Casos e Controles
Deglutição
Esôfago/fisiopatologia
Mastigação
Limites: Adulto
Feminino
Humanos
Masculino
Pessoa de Meia-Idade
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 11 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: lil-761146
Autor: Jesus, Lisieux Eyer de; Cestari, Ana Beatriz C S S; Silva Filho, Orli Carvalho da; Fernandes, Marcia Antunes; Firme, Livia Honorato.
Título: Aerofagia patológica: uma causa rara de distensão abdominal crônica / Pathologic aerophagia: a rare cause of chronic abdominal distension
Fonte: Rev. paul. pediatr;33(3):371-375, jul.-set. 2015. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo:Descrever o caso de uma adolescente com aerofagia patológica, uma doença rara causada pela deglutição excessiva e inapropriada de ar, e revisar o tratamento e os diagnósticos diferenciais.Descrição do caso:Menina de 11 anos portadora de retardo mental e cegueira, apresentava problemas comportamentais associados a retardo do desenvolvimento, foi consultada por distensão abdominal persistente por oito meses. Sua história pregressa incluía uma fundoplicatura à Nissen. Tomografia e radiografias abdominais mostravam distensão difusa do trato digestivo por ar, incluindo cólon e delgado. Doença de Hirschsprung foi excluída. A distensão persistiu mesmo após o controle da constipação e era mínima de manhã e máxima à noite. Ruídos audíveis e repetitivos de deglutição de ar foram observados e auscultados. A criança foi tratada farmacologicamente com o diagnóstico de aerofagia patológica associado a distúrbio obsessivo compulsivo, sem sucesso. A paciente foi submetida a gastrostomia descompressiva endoscopia e manteve nutrição oral.Comentários:A aerofagia patológica é uma doença rara e autolimitada em crianças, mas pode ser um problema grave e persistente naquelas com problemas neuropsiquiátricos, nas quais pode causar complicações sérias. Os tratamentos comportamentais e farmacológicos têm pouco sucesso nesse grupo. Casos graves podem precisar de tratamento cirúrgico, principalmente gastrostomia descompressiva.

Objective:To describe an adolescent with pathologic aerophagia, a rare condition caused by excessive and inappropriate swallowing of air and to review its treatment and differential diagnoses.Case description:An 11-year-old mentally impaired blind girl presenting serious behavior problems and severe developmental delay with abdominal distension from the last 8 months. Her past history included a Nissen fundoplication. Abdominal CT and abdominal radiographs showed diffuse gas distension of the small bowel and colon. Hirschsprung's disease was excluded. The distention was minimal at the moment the child awoke and maximal at evening, and persisted after control of constipation. Audible repetitive and frequent movements of air swallowing were observed. The diagnosis of pathologic aerophagia associated to obsessive-compulsive disorder and developmental delay was made, but pharmacological treatment was unsuccessful. The patient was submitted to an endoscopic gastrostomy, permanently opened and elevated relative to the stomach. The distention was resolved, while maintaining oral nutrition.Comments:Pathologic aerophagia is a rare self-limiting condition in normal children exposed to high levels of stress and may be a persisting problem in children with psychiatric or neurologic disease. In this last group, the disease may cause serious complications. Pharmacological and behavioral treatments are ill-defined. Severe cases may demand surgical strategies, mainly decompressive gastrostomy.
Descritores: Aerofagia/diagnóstico
Aerofagia/terapia
Esvaziamento Gástrico
Limites: Humanos
Feminino
Criança
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 11 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-718784
Autor: Steiner, Denis; Alberton, Luiz Romulo; Martins, Wiliam Del Conte.
Título: Aerofagia em equinos: revisão de literatura / Aerofagia en equinos: revisión de literatura / Windsucking in horses: a literature review
Fonte: Arq. ciênc. vet. zool. UNIPAR;16(2):185-190, jul-dez. 2013.
Idioma: pt.
Resumo: São observados em diversos cavalos, alojados em baias, tendência a executarem uma variedade de atividades aparentemente sem função e comportamentos repetitivos, denominados estereotipias. Destes, a aerofagia é um vício geralmente adquirido, relativamente comum em equinos, sem distinção de raça e sexo, no qual o animal, apoiando os dentes incisivos em um objeto fixo, realiza um movimento de arqueamento e flexão do pescoço, conseguindo engolir certa quantidade de ar. Na aerofagia com o tempo ocorre desgaste excessivo dos dentes incisivos, perda de peso, hipertrofia dos músculos ventrais do pescoço, especialmente do músculo esternocefálico, cólicas por ulceração gástrica, encarceiramento do forame epiplóico e meteorismos ocasionais além da desvalorização do animal. Projetar adequadamente as baias optando por evitar superfícies de apoio, uso de eletrochoque, utilização de colar eletrônico para adestramento de cães, uso de colar de pescoço para evitar o movimento de deglutição, colocar o animal em companhia de outros em piquetes, aumentar o número de exercícios e fornecer maior quantidade de feno ou gramíneas verdes, são métodos que ajudam na prevenção dos episódios. Diante do insucesso de técnicas conservativas, três procedimentos cirúrgicos são descritos para o controle da aerofagia. São descritas também diversas modalidades terapêuticas, que podem reduzir a incidência dos episódios, embora melhores resultados resultem de cuidados profiláticos, antes dos vícios se estabelecerem.(AU)

In several horses housed in stalls, a tendency to perform a variety of apparently functionless activities and repetitive behaviors called stereotypies can be observed. Among these, windsucking is an addiction usually acquired that is relatively common in horses, regardless of breed or gender, in which the animal, holding its incisor teeth onto a fixed object, performs the movement of bending and flexing the neck, managing to swallow a certain amount of air. With time, windsucking causes excessive wear of the incisor teeth, weight loss, hypertrophy of the ventral neck muscles, especially the esternocephalic muscle, cramps due to gastric ulceration, trapping of the epiploic foramen and occasional meteorisms, as well as devaluating the animal. Properly designing the stalls, opting to avoid supporting surfaces, the use of electroshock, the use of electronic collar for dog training, the use of neck collar to prevent swallowing movements, placing the animal with others in paddocks, increasing the number of exercises and providing greater amount of hay or green grass are methods that help preventing these episodes. Given the failure of conservative techniques, three surgical procedures are described for the control of windsucking. Several therapeutic modalities are also described, which can reduce the incidence of the episodes, although better results arise from prophylactic care, before these addictions are established.(AU)

Se ha observado en varios caballos alojados en establos, tendencia a ejecutaren variedad de actividades aparentemente sin función y comportamientos repetitivos, llamados estereotipos. De éstos, la aerofagia es un vicio generalmente adquirido, relativamente común en equinos, independientemente de la raza y sexo, en que el animal apoyando los dientes incisivos en un objeto fijo, realiza un movimiento de arqueamiento y flexión del cuello, consiguiendo tragar cierta cantidad de aire. En aerofagia, con el tiempo, ocurre desgaste excesivo de los dientes incisivos, pérdida de peso, hipertrofia de los músculos del cuello ventral, especialmente del músculo externo cefálico, cólicos por ulceración gástrica, encarcelamiento del foramen epiploico y meteorismos ocasionales, además de la desvalorización del animal. Proyectar adecuadamente los establos, optando por evitar superficies de apoyo, uso de electroshock, uso de collar electrónico para adiestramiento de perros, uso de collar cervical para evitar el movimiento de deglución, poner el animal en compañía de otros en potreros, aumentar el número de ejercicios y proporcionar una mayor cantidad de heno o gramíneas verdes, son métodos que ayudan en la prevención de los episodios. Dado el fracaso de las técnicas conservadoras, tres procedimientos quirúrgicos se describen para el control de aerofagia. También se describen varias modalidades terapéuticas que pueden reducir la incidencia de episodios, aunque los mejores resultados surgen de la atención profiláctica y antes que se establezcan los vicios.(AU)
Descritores: Aerofagia/classificação
Aerofagia/história
Cavalos/anatomia & histologia
-Estereotipagem
Limites: Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 11 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-604454
Autor: Park, Kelly; Behlau, Mara.
Título: Sinais e sintomas da disfunção autônoma em indivíduos disfônicos / Signs and symptoms of autonomic dysfunction in dysphonic individuals
Fonte: J. Soc. Bras. Fonoaudiol;23(2):164-169, 2011. ilus, tab.
Idioma: pt.
Resumo: OBJETIVO: Verificar a ocorrência de sinais e sintomas da disfunção do sistema nervoso autônomo em indivíduos com disfonia comportamental e compará-la com resultados obtidos por indivíduos sem queixa vocal. MÉTODOS: Participaram 128 indivíduos adultos, com idades entre 14 e 74 anos, que foram divididos em dois grupos: disfonia comportamental (61 sujeitos) e sem queixa vocal (67 sujeitos). Foi aplicado o Protocolo de Disfunção Autônoma contendo 46 questões, sendo 22 relacionadas ao sistema nervoso autônomo e sem relação direta com a voz, 16 relacionadas tanto ao sistema nervoso autônomo quanto à voz, seis questões não-relevantes e duas questões de confiabilidade. RESULTADOS: Nas questões relacionadas à voz, como pigarros constantes, necessidade de engolir frequentemente, cansaço ao falar e dor de garganta, houve maior ocorrência de alterações neurovegetativas no grupo com disfonia comportamental. Nas questões sem relação direta com a voz, os indivíduos disfônicos apresentaram maior ocorrência de três dos 22 sintomas: gases, zumbido e engole ar enquanto fala. Os dois grupos apresentaram resultados semelhantes nas questões consideradas não relevantes ao sistema nervoso autônomo. As questões de confiabilidade necessitaram de reformulação. CONCLUSÃO: Indivíduos com disfonia comportamental apresentam maior ocorrência de sintomas neurovegetativos, principalmente daqueles que possuem relação direta com a voz. Tais resultados indicam maior labilidade do sistema nervoso autônomo nesses indivíduos.

PURPOSE: To verify the occurrence of signs and symptoms of autonomic nervous system dysfunction in individuals with behavioral dysphonia, and to compare it with the results obtained by individuals without vocal complaints. METHODS: Participants were 128 adult individuals with ages between 14 and 74 years, divided into two groups: behavioral dysphonia (61 subjects) and without vocal complaints (67 subjects). It was administered the Protocol of Autonomic Dysfunction, containing 46 questions: 22 related to the autonomic nervous system and had no direct relationship with voice, 16 related to both autonomic nervous system and voice, six non-relevant questions, and two reliability questions. RESULTS: There was a higher occurrence of reported neurovegetative signs in the group with behavioral dysphonia, in questions related to voice, such as frequent throat clearing, frequent swallowing need, fatigability when speaking, and sore throat. In questions not directly related to voice, dysphonic individuals presented greater occurrence of three out of 22 symptoms: gas, tinnitus and aerophagia. Both groups presented similar results in questions non-relevant to the autonomic nervous system. Reliability questions needed reformulation. CONCLUSION: Individuals with behavioral dysphonia present higher occurrence of neurovegetative signs and symptoms, particularly those with direct relationship with voice, indicating greater lability of the autonomic nervous system in these subjects.
Descritores: Doenças do Sistema Nervoso Autônomo/fisiopatologia
Disfonia/fisiopatologia
-Aerofagia/epidemiologia
Estudos de Casos e Controles
Protocolos Clínicos
Disfonia/psicologia
Gases
Zumbido/epidemiologia
Limites: Adolescente
Adulto
Idoso
Feminino
Humanos
Masculino
Pessoa de Meia-Idade
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 11 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-391105
Autor: Franco, Pedro Diniz de Araujo; Franco, Carlos Diniz de Araujo.
Título: Coração e distensão abdominal gasosa / Heart and abdominal gaseous distension
Fonte: An. Acad. Nac. Med;162(1):5-8, jan.-jun. 2002. ilus, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Os autores revisam suas publicações sobre a distensão abdominal gasosa em relação ao aparelho cardiovascular. Discutem os trabalhos perante a literatura, constatam que quatro grupos de pacientes podem ser estabelecidos em relação ao tema: a) pacientes híigidos, podem apresentar a pseudoangina aerofágica; b) pacientes com determinadas doenças digestivas, pioram com a distensão gasosa; c) pacientes com insuficiência coronariana, podem ter agravados os sintomas e exames com a distensão; d) pacientes com determinadas doenças digestivas e insuficiência coronariana, ainda mais padecem com a distensão abdominal. Discutem os mecanismos implicados, a importância da ansiedade no aparecimento da distensão gástrica, criando-se verdadeiro círculo vicioso se medidas terapêuticas não são estabelecidas. Concluem mostrando que o assunto merece novos estudos
Descritores: Aerofagia
Coração
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Adulto
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR9.1 - Biblioteca de Ciências da Saúde Profa. Susana Schimidt


  9 / 11 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-211967
Autor: Valenzuela Escobar, Jorge.
Título: Dispepsia, gastritis e infección por helicobacter pylori: ¿tres nombres distintos para una misma entidad? / Dispepsia, gastritis and infection by helicobacter pylori: ¿3 different names for the same entity?
Fonte: Rev. Méd. Clín. Condes;8(3):97-100, dic. 1997.
Idioma: es.
Descritores: Dispepsia/diagnóstico
Gastrite/diagnóstico
Infecções por Helicobacter/complicações
Helicobacter pylori/patogenicidade
-Aerofagia/diagnóstico
Diagnóstico Diferencial
Dispepsia/tratamento farmacológico
Gastrite/etiologia
Limites: Humanos
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  10 / 11 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-18946
Autor: Duarte, M. A; Carvalho, A. S; Penna, F. J; Lanna, J. C; Tavares, E. C.
Título: Sindrome de Chilaidite na infancia (interposicao hepato-diafragmatica do colo) - Relato de cinco casos. / Chilaidite syndrome in infancy (hepatodiaphragmatic interposition of the colon) - Report of 5 cases
Fonte: Pediatria (Säo Paulo);5(6):379-82, 1983.
Idioma: pt.
Resumo: Os autores relatam cinco casos de interposicao do colo entre o figado e o diafragma (Sindrome de Chilaidite) em criancas. A distensao das alcas do colo por gas, devido a aerofagia e diarreia, foi um achado comum. O estudo radiologico do abdome em posicao vertical foi sempre necessario para o diagnostico definitivo. O diagnostico diferencial foi feito com pneumotorax, pneumoperitonio e abscesso subfrenico principalmente. O tratamento foi expectante em quatro pacientes e cirurgico em um
Descritores: Colo
Diafragma
Fígado
-Aerofagia
Anormalidades Congênitas
Diarreia
Limites: Lactente
Pré-Escolar
Criança
Humanos
Masculino
Feminino
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 2 ir para página        
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde