Base de dados : LILACS
Pesquisa : C24.580 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 221 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 23 ir para página                         

  1 / 221 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1055775
Autor: Silva-Junior, Renê Ferreira da; Alves, Elaine Cristina Santos; Santos, Kamilla de Oliveira; Santos, Silvânia Paiva dos; Barbosa, Henrique Andrade; Siqueira, Leila das Graças; Torres, Jaqueline D' Paula Ribeiro Vieira; Silva, Carla Silvana Oliveira e.
Título: Personalidade hardiness e fatores associados em profissionais da saúde atuantes em serviços que atendem pacientes críticos / Hardy personality and associated factors in health professionals active in services that treat critical patients
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;25(1):199-209, jan. 2020. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo Objetivou-se identificar os fatores associados à personalidade hardiness em profissionais de saúde atuantes em serviços hospitalares que atendem a pacientes críticos. Estudo epidemiológico, transversal e analítico, realizado com 469 profissionais de saúde. Como instrumento, utilizou-se a Escala Hardiness (EH) associada a um questionário para investigar as condições sociodemográficas, ocupacionais e de saúde. Foi realizada a análise descritiva e bivariada por meio do teste qui-quadrado e modelo múltiplo através de regressão logística múltipla, utilizando o teste Hosmer Lemeshow e PseudoR2, estimando razão das chances (odds ratio). A classificação dos escores totais na EH evidenciou preponderância de moderado hardiness (48,4%). A chance de alto hardiness entre profissionais com estilo de vida fantástico regular ou ruim reduziu em 74% quando comparado aos considerados muito bons e excelentes. Também esteve aumentada entre os profissionais que não tiveram licença/afastamento, que apresentavam alta satisfação por compaixão no trabalho, baixo estresse e baixo burnout. A personalidade hardiness influência direta e indiretamente a saúde e o bem-estar do profissional de saúde atuante em serviços hospitalares que atendem a pacientes críticos.

Abstract This study aimed to identify factors associated with the hardy personality in health professionals working in hospital services that treat critically ill patients. This is an epidemiological, cross-sectional, and analytical study conducted with 469 health professionals. We used the Hardiness Scale (HS), coupled with a questionnaire to investigate sociodemographic, occupational, and health conditions. A descriptive and bivariate analysis was performed using the chi-square test and the multiple model through multiple logistic regression, using the Hosmer-Lemeshow and PseudoR2 tests, estimating odds ratios. The classification of total scores in HS showed prevailing moderate hardiness (48.4%). Professionals with a fair or poor fantastic lifestyle (FL) were 74% less likely to show high hardiness than those with very good and excellent FL. Also, professionals who were not on leave, who had high satisfaction with compassion at work, low stress, and low burnout were more likely to show high hardiness. The hardy personality, directly and indirectly, influences the health and well-being of health professionals working in hospital services that treat critically ill patients.
Descritores: Personalidade
Recursos Humanos em Hospital/psicologia
Adaptação Psicológica
Cuidados Críticos
Resiliência Psicológica
Estresse Ocupacional/psicologia
-Estudos Epidemiológicos
Estudos Transversais
Pessoa de Meia-Idade
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 221 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1055793
Autor: Arroyo-Laguna, Juan.
Título: Redistribution of salary or professional recognition? The difficult construction of a profession, the Peruvian nursing / Redistribuição de salário ou reconhecimento profissional? A difícil construção de uma profissão, a enfermagem peruana
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;25(1):223-232, jan. 2020.
Idioma: en.
Resumo: Abstract The study presents the current profile of Peruvian nursing, its professional construction and its dilemmas, emphasizing its socio-cultural features. To this end, an extensive literature was reviewed, interviewing nurses in key positions and analyzing secondary source data. This study keeps its distance from other studies on health care professions as a workforce, to analyze the low social legitimacy of the nursing profession despite being the great operator of health care services in Peru. This resulting psychological overload, additionally to the work overload is reflected in job dissatisfaction, stress, burnout, intention of changing careers, and a strong desire to migrate. As a result, Peruvian nursing has opted for three alternatives: a) resilience, which means to adapt to this unfavorable situation; b) abandoning the profession, or leaving the country; and c) reaction, which gathers all manifestations of the profession against abandonment, informality, and mediocrity. In conclusion, the biggest challenge of professions given low social value is the recognition and not only the salary redistribution. This significant challenge for Peruvian nursing does not mainly relate to legal professionalization, but professionalism, which must result in greater legitimacy and autonomy.

Resumo O estudo apresenta o perfil atual da enfermagem peruana, sua construção profissional e seus dilemas, enfatizando suas características socioculturais. Para tanto, foi realizada extensa revisão de literatura, entrevistas com profissionais de enfermagem em posições-chave e análise de dados de fontes secundárias. O estudo distancia-se dos estudos das profissões da saúde como força de trabalho, a fim de analisar a baixa legitimidade social da profissão de enfermagem, apesar de ser a grande operadora de serviços no Peru. Isso produz uma sobrecarga psicológica, que se soma à sobrecarga de trabalho e se reflete em insatisfação no trabalho, estresse, burnout, desejo de mudar de carreira ou migrar. Diante disso, a enfermagem peruana optou por três saídas: a) resiliência, que representa adaptação; b) abandono, ou saída do país ou profissão; e c) a reação, que agrupa todas as manifestações contra o abandono à informalização e à mediocrização. Conclui-se que as profissões de baixo valor social têm como desafio central o reconhecimento profissional e não apenas a redistribuição salarial. Esse desafio central da enfermagem peruana não está centralmente ligado à sua profissionalização legal, mas ao seu profissionalismo, que trará maior legitimidade e autonomia.
Descritores: Salários e Benefícios/estatística & dados numéricos
Economia da Enfermagem
Processo de Enfermagem
-Peru
Emprego
Estresse Ocupacional
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 221 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1147595
Autor: Cáceres-Rivera, Diana Isabel.
Título: Enfermería, pandemia y fatiga por compasión: una reflexión general sobre el 2020 / Nursing, Pandemic, and Compassion Fatigue: A General Reflection on 2020 / Enfermagem, pandemia e fadiga por compaixão: uma reflexão geral sobre 2020
Fonte: Rev. cienc. cuidad;18(1):116-123, 2021.
Idioma: es.
Resumo: La actual pandemia por COVID-19 ha significado para los profesio-nales de la enfermería un escenario en el que se ha hecho evidente el impacto que el ejercicio profesional puede tener sobre su cali-dad de vida. Justo cuando el 2020 fue escogido por la Organización Mundial de Salud como el año de la enfermería, se ha evidenciado un panorama poco favorecedor para el ejercicio del cuidado, en el que no sólo se han visto afectados pacientes, familias, sistemas de salud, sino también los propios profesionales que prestan atención a pacientes diagnosticados con el nuevo virus. En el presente artículo de reflexión se realizó un análisis de uno de los efectos de las con-diciones actuales de trabajo de los profesionales de enfermería: la fatiga por compasión, la cual constituye una afectación de la calidad de vida; también se presentan las recomendaciones actuales disponi-bles, para hacer frente a este fenómeno en Colombia

The current COVID-19 pandemic has meant for nursing professio-nals a scenario in which the impact that professional practice can have on their quality of life has become evident. Just when 2020 was chosen by the WHO (World Health Organization) as the year of nursing, an unflattering panorama has been evidenced for the exercise of care in which not only patients, families, health systems have been affected, but also the professionals who care for patients diagnosed with the new virus. In this reflection article, an analysis of one of the effects of the current working conditions of nursing professionals was carried out: compassion fatigue, which constitutes an impairment of the quality of life, as well as the current recommendations available to make faced with this phenomenon in Colombia

A atual pandemia pela COVID-19 tem significado para os enfermeiros profissionais um senário que evidenciou o impacto do exercício profissional pode ter sobre a qualidade de vida. Justo quando o 2020 foi escolhido pela Organização Mundial da Saúde como o ano da enfermagem, tem se evidenciado um panorama pouco favorecedor para o exercício de prestar cuidados, onde não só os pacientes, famílias e sistemas de saúde têm sido os afetados, como também os profissionais que prestam atenção aos diagnosticados com o novo vírus. No presente artigo de reflexão realizou-se uma análise dos efeitos das condições atuais de trabalho dos profissionais de enfermagem: a fadiga por compaixão, constituindo uma afetação da qualidade de vida; tam-bém se apresentam as recomendações atuais disponíveis, para fazer frente a esse fenômeno em Colômbia.
Descritores: Esgotamento Profissional
Estresse Ocupacional
-Pandemias
Satisfação no Emprego
Enfermeiras Clínicas
Cuidados de Enfermagem
Responsável: CO648.1


  4 / 221 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1146918
Autor: Agulho, Daniela Luzia Zagoto; Blaz, Bruna Soares Vasques; Cardoso, Joana Darc Chaves; Oliveira, Adriana Delmondes de; Silva, Kátia Moreira da; Cunha, Carla Rafaela Teixeira.
Título: Aplicação da técnica de vinheta na pesquisa em enfermagem com idosos / Application of the vignette technique in nursing research with the elderly / Aplicación de la técnica de viñeta en la investigación en enfermería con ancianos
Fonte: Rev. Pesqui. (Univ. Fed. Estado Rio J., Online);13:103-108, jan.-dez. 2021. il, tab.
Idioma: en; pt.
Resumo: Objetivo: descrever a elaboração, validação e aplicação de vinhetas em pesquisas sobre percepção de risco de quedas de idosos. Método: estudo metodológico de elaboração de instrumento de coleta de dados e validação por um comitê de 15 juízes do Brasil e Portugal. Resultados: o processo de validação de conteúdo do instrumento com as 20 vinhetas resultou em um IVC de 0,90. Destas optou-se por excluir 08 (oito) que apresentaram cálculo individual, com valores abaixo de 0,90. Foram aplicadas aos idosos, 12 vinhetas cujo IVC individual variou de 0,96 a 1,0. Conclusão: a técnica de vinheta foi adequada para avaliar a percepção de risco de quedas de idosos residentes da comunidade

Objective: to describe the design, validation and application of vignettes in research on the perception of risk of falls in the elderly. Method: methodological study of the preparation of an instrument for data collection and validation by a committee of 15 judges from Brazil and Portugal. Results: the instrument validation process with the 20 vignettes resulted in an IVC of 0.90. Of these, we opted to exclude 08 (eight) who presented individual calculations, with values below 0.90. Twelve vignettes were applied to the elderly, whose individual IVC ranged from 0.96 to 1.0. Conclusion: the technique of vignette was adequate to evaluate the perception of risk of falls of elderly residents of the community

Objetivo: describir la elaboración, validación y aplicación de viñetas en investigaciones sobre percepción de riesgo de caídas de ancianos. Metodo: estudio metodológico de preparación del instrumento de recolección de datos y validación por un panel de 15 jueces de Brasil y Portugal. Resultados: el proceso de validación de contenido del instrumento con las 20 viñetas resultó en un IVC de 0,90. De estas se optó por excluir 08 (ocho) que presentaron cálculo individual, con valores por debajo de 0,90. Se aplicaron a los ancianos, 12 viñetas cuyo IVC individual varía de 0,96 a 1,0. Conclusión: la técnica de viñeta fue adecuada para evaluar la percepción de riesgo de caídas de ancianos residentes de la comunidad
Descritores: Administração de Serviços de Saúde
Esgotamento Profissional
Estresse Ocupacional
-Gestão em Saúde
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR1208.1 - BSEN - Biblioteca Setorial de Enfermagem e Nutrição


  5 / 221 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1146276
Autor: Coimbra, Marli Aparecida Reis; Ferreira, Lúcia Aparecida; Araújo, Ana Paula Alves.
Título: Impactos do estresse na exposição ocupacional de bombeiros: revisão integrativa / Impacts of stress on occupational exposure of firefighters: an integrative review / Impactos del estrés en la exposición ocupacional de los bomberos: una revisión integradora
Fonte: Rev. enferm. UERJ;28:e52825, jan.-dez. 2020.
Idioma: en; pt.
Resumo: Objetivo: identificar os impactos na saúde mental de bombeiros relacionados ao estresse da exposição ocupacional. Método: trata-se de uma revisão integrativa da literatura nas bases de dados CINAHL (EBSCO), PsycINFO, MEDLINE®, LILACS, Web of Science, Scopus e SCIELO. Para a estratégia de busca utilizou-se os descritores: "Occupational Stress", "Firefighters", "Occupational Exposure". Como critérios de inclusão estabeleceu-se: artigos originais; entre os anos de 2009 e 2019; disponíveis completos; estudos transversais; nos idiomas português, inglês e/ou espanhol; e cuja população de estudo incluíssem bombeiros. Resultados: nessa revisão foram analisados 11 artigos. Evidenciou-se que a exposição de bombeiros impactou o desencadeamento de sintomas de depressão e transtorno de estresse pós-traumático. Conclusão: as evidências deste estudo demonstraram que a exposição ocupacional de bombeiros interfere no seu padrão de saúde mental causando estresse por meio do sofrimento psíquico. Este estudo alerta para a necessidade de intervenção e promoção à saúde do bombeiro.

Objective: to identify mental health impacts of occupational exposure-related stress among firefighters. Method: this integrative literature review searched the CINAHL (EBSCO), PsycINFO, MEDLINE®, LILACS, Web of Science, Scopus and SCIELO databases, suing the descriptors: "Occupational Stress", "Firefighters", "Occupational Exposure". The inclusion criteria were: original articles; between the years 2009 and 2019; full text available; cross-sectional studies; in Portuguese, English and/or Spanish; and whose study population included firefighters. Results: 11 articles were analyzed. Firefighters' exposure was found to impact the triggering of depressive symptoms and post-traumatic stress disorder. Conclusion: the evidence in this study demonstrated that firefighters' occupational exposure interferes with their mental health patterns, causing stress through psychological suffering. This study warns of the need for intervention and promotion of firefighters' health.

Objetivo: identificar los impactos en la salud mental del estrés relacionado con la exposición ocupacional entre los bomberos. Método: esta revisión integradora de la literatura buscó en las bases de datos CINAHL (EBSCO), PsycINFO, MEDLINE®, LILACS, Web of Science, Scopus y SCIELO, demandando los descriptores: "Estrés ocupacional", "Bomberos", "Exposición ocupacional". Los criterios de inclusión fueron: artículos originales; entre los años 2009 y 2019; Texto completo disponible; estudios transversales; en portugués, inglés y / o español; y cuya población de estudio incluyó bomberos. Resultados: se analizaron 11 artículos. Se descubrió que la exposición de los bomberos afecta la activación de síntomas depresivos y el trastorno de estrés postraumático. Conclusión: la evidencia de este estudio demostró que la exposición ocupacional de los bomberos interfiere con sus patrones de salud mental, provocando estrés a través del sufrimiento psicológico. Este estudio advierte de la necesidad de intervención y promoción de la salud de los bomberos.
Descritores: Estresse Psicológico
Bombeiros/psicologia
Estresse Ocupacional
-Transtornos de Estresse Pós-Traumáticos
Condições de Trabalho
Riscos Ocupacionais
Fatores Desencadeantes
Saúde do Trabalhador
Depressão
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR1366.1 - Biblioteca Biomédica B - CB/B (Odontologia e Enfermagem)


  6 / 221 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1140798
Autor: Salazar Melara, Mario Andrés; Portillo Segovia, Oscar Rolando.
Título: Situación del estrés laboral de los docentes que hacen uso de los servicios de salud en la Clínica Magisterial de Ilopango en el periodo de julio a diciembre 2015 / Situation of work stress of teachers who use the health services at the Ilopango Magisterial Clinic in the period from July to December 2015.
Fonte: San Salvador; s.n; 2016. 89 p.
Idioma: es.
Tese: Apresentada a Universidad de El Salvador para obtenção do grau de Maestría.
Resumo: Propósito: Los resultados de la situación del estrés laboral en los docentes que han sido evaluados evidencien el estrés al que constantemente se encuentran los docentes del magisterio nacional y sea un referente para la toma de decisiones estratégicas por parte de las instituciones de educación y salud con enfoque en los ambientes laborales, personales, familiares y sociales. Material y método: la presente investigación realizada fue un estudio de tipo descriptivo, de corte transversal con enfoque cuanti-cualitativo, en la que se evaluaron a 131 docentes del sistema nacional de educación. Resultados: La situación de estrés laboral identificada en los docentes entrevistados deja en evidencia que la gran mayoría de los docentes presenta un grado de estrés laboral el cual es producido por diversas variables como son: los estresores institucionales y administrativos, lo cuales evidencia que la organización laboral, falta de reconocimiento al buen trabajo, salario inadecuado. Los estresores relacionados con los alumnos y padres de familia como son el alumnado difícil, la responsabilidad de los estudiantes y los conflictos relacionados con los padres. Y los estresores relacionados con los superiores y compañeros, esto genera una situación que va desde leve, moderado, mucho y severo estrés de los docentes del magisterio. El conocimiento sobre el estrés laboral que perciben los docentes lo asocian con deterioro de la salud y carga laboral, mencionando que la causa de esto es los procesos administrativos y el proceso enseñanza-aprendizaje. Conclusiones: Existe un conocimiento sobre la situación de estrés asociado a procesos administrativos y como esto afecta en la salud de los docentes. Recomendaciones: Realizar estrategias con un enfoque integral e interinstitucional para poder fortalecer la salud mental de los docentes y así poder controlar el estrés laboral y por ende mejorar la calidad de la educación de nuestra población.
Descritores: Estresse Ocupacional
-Saúde Pública
Responsável: SV2 - Departamento de Gobernanza y Gestión del Conocimiento


  7 / 221 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-600109
Autor: Silva, Jorge Luiz Lima da.
Título: Estresse e transtornos mentais comuns em trabalhadores de enfermagem / Stress and common mental disorders among nursing workers / Estrés y trastornos mentales comunes en trabajadores de enfermería
Fonte: Rev. eletrônica enferm;10(4):1174-1175, 2008.
Idioma: pt.
Resumo: O estresse é referido em estudos científicos como fator relevante no processo de determinação de agravos à saúde, incluindo os trabalhadores da saúde. O trabalho da equipe de enfermagem a coloca sob tensão e à mercê de riscos, dentre os quais os psicossociais e emocionais. Este estudo objetivou analisar a exposição ao estresse no trabalho, tendo como desfecho a ocorrência de transtornos mentais comuns (TMC) entre profissionais de enfermagem. Trata-se de um estudo seccional realizado com 1182 trabalhadores de um hospital federal localizado no Município do Rio de Janeiro. A variável independente ¾ estresse no trabalho ¾ foi investigada através da escala resumida Job Stress Scale, adaptada para o português por Alves e colaboradores. O Modelo Demanda-Controle de Karasek e Theorell foi utilizado para avaliar as dimensões psicossociais estudadas. A variável dependente TMC foi avaliada de acordo com a versão reduzida do Self Reporting Questionnaire. A prevalência de TMC encontrada foi 23,6%, sendo 20,9% entre os trabalhadores permanentes e 26,4% entre temporários (p= 0,027). As maiores prevalências de TMC foram observadas no sexo feminino, entre os mais jovens, de maior escolaridade e sem filhos. Profissionais com trabalho de alta exigência (alta demanda e baixo controle) apresentaram 3,6 vezes (IC 95%: 1,95-6,61) mais TMC do que aqueles com trabalho de baixa exigência (baixa demanda e alto controle). Em relação as variáveis laborais, as maiores prevalências observadas foram para profissionais com turno misto, alta carga horária e esforço físico acima da média encontrada. Na análise estratificada das categorias de estresse e do grau de demanda e controle no trabalhado, foi observado nítido gradiente tipo dose resposta. Foi constatada associação entre a exposição às dimensões de estresse e suspeição de TMC, após o controle do confundimento introduzido pelas variáveis, sexo, idade, carga horária, turno, grau de esforço físico no trabalho e vínculo empregatício. Os resultados apontam para a necessidade de medidas de intervenção na organização do trabalho, com o intuito de diminuir o estresse no trabalho promovendo a saúde mental.

Stress is referred in scientific studies as a significant factor in the determining health problems process, including health workers. The nursing team work, it's putted under stress and at the mercy of risks, among which the psychological and emotional. This study has had as an objective to examine the exposure to stress at work, with the outcome of the occurrence of common mental disorders (CMD) among professionals in nursing. This is a divided study carried out among 1.182 employees from a federal hospital located in the municipality of Rio de Janeiro. The independent variable ¾ stress at work ¾ has been investigated by the graduation summarized job stress scale, adapted to Portuguese by Alves and cols. The Model Demand?Control by Karasek and Theorell was used to assess the psychosocial dimensions studied. The dependent variable CMD was evaluated according to the reduced version of the Self Reporting Questionnaire. The CMD prevalence found was 23, 6% and 20,9% among the permanent workers and 26,4% between temporary (p = 0027). The CMD greatest prevalence was observed in females, among the young, more schooling and without children. Professionals working with high demand (high demand and low control) had 3,6 (95% CI: 1,95-6,61) CMD more times than those with low labor requirement (low demand and high control). At the variables labor, the great prevalence's were observed by professionals with mixed round, big load hourly and physical effort above average. In stratified analysis from stress category and demand and control degree at work, was observed clear dose response gradient type. It was observed association between the CMD and exposition to demand and control dimensions, after the control of confounders introduced by variables, sex, age, working hours, shift, level of physical exertion at work and employment. The results point to the need for measures to intervene in the organization of work in order to reduce stress at work promoting mental health.

El estrés es referido en estudios científicos como factor relevante en el proceso de determinación de agravios a la salud, incluyendo los trabajadores de la salud. El trabajo del equipo de enfermería a puede provocar tensión y exposición a riesgos, de entre los cuales los psicosociales y emocionales. Este estudio objetivó analizar la exposición al estrés en el trabajo, teniendo como desenlace la ocurrencia de trastornos mentales comunes (TMC) entre profesionales de enfermería. Se trata de un estudio seccional realizado con 1182 trabajadores de un hospital federal localizado en el Municipio de Río de Janeiro. La variable independiente fue investigada a través de ¾ estrés en el trabajo ¾ la escala resumida Job Stress Scale, adaptada para el portugués por Alves y colaboradores. El Modelo Demanda-Control de Karasek y Theorell fue utilizado para evaluar las dimensiones psicosociales estudiadas. La variable dependiente TMC fue evaluada de acuerdo con la versión reducida del Self Reporting Questionnaire. La prevalencia de TMC encontrada fue 23,6%, siendo 20,9% entre los trabajadores permanentes y 26,4% entre temporales (p = 0,027). Las mayores prevalencias de TMC fueron observadas en el sexo femenino, entre los más jóvenes, de mayor escolaridad y sin hijos. Profesionales con trabajo de alta exigencia (alta demanda y bajo control) presentaron 3,6 veces (IC 95%: 1,95-6,61) más TMC que aquellos con trabajo de baja exigencia (baja demanda y alto control). En relación las variables laborales, las mayores prevalencias observadas fueron para profesionales con turno mixto, alta carga horaria y esfuerzo físico por encima de la media encontrada. En el análisis estratificado de las categorías de estrés y del grado de demanda y control del trabajo, fue observado nítido gradiente tipo dosis respuesta. Fue constatada asociación entre la exposición a las dimensiones de estrés y TMC, después del control del confundimento introducido por las variables, sexo, edad, carga horaria, turno, grado de esfuerzo físico en el trabajo y vínculo laboral. Los resultados apuntan la necesidad de medidas de intervención en la organización del trabajo, con el objetivo de disminuir el estrés en el trabajo promoviendo la salud mental.
Descritores: Estresse Ocupacional
Transtornos Mentais
Equipe de Enfermagem
-Saúde do Trabalhador
Limites: Humanos
Responsável: BR584.1 - Biblioteca Central BSCAN


  8 / 221 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1123446
Autor: Santana, Lucas Carvalho; Ferreira, Lúcia Aparecia; Coimbra, Marli Aparecida Reis; Rezende, Marina Pereira; Dutra, Cíntia Machado.
Título: Aspecto psicossocial do ambiente de trabalho de profissionais de enfermagem segundo o modelo demanda-controle / Psychosocial aspect of nursing personnel's work environment according to the demand-control model / Aspecto psicosocial del ambiente de trabajo del personal de enfermería según el modelo demanda control
Fonte: Rev. enferm. UERJ;28:e50740, jan.-dez. 2020.
Idioma: en; pt.
Resumo: Objetivo: avaliar o aspecto psicossocial do ambiente de trabalho de profissionais de enfermagem de um hospital universitário. Método: estudo transversal, exploratório e quantitativo realizado com 124 profissionais de enfermagem de um hospital universitário do interior de Minas Gerais, A coleta de dados foi realizada entre os meses de julho e setembro de 2018 e utilizouse a Job Stress Scale (JSS). O presente estudo foi aprovado pelo CEP/UFTM. Resultados: os profissionais foram alocados nos quadrantes do modelo Demanda-Controle e identificou-se a seguinte prevalência: 30,6% na situação de alta exigência; 28,2% na de baixa exigência; 21,8% de trabalho ativo e 19,4% na situação de trabalho passivo. Conclusão: a avaliação do aspecto psicossocial do ambiente de trabalho evidenciou maiores taxas de indivíduos em situação de trabalho de alta exigência entre profissionais de enfermagem atuantes nas enfermarias (41,9%) e no setor de bloco cirúrgico (33,3%).

Objective: to evaluate the psychosocial aspect of the work environment of nursing personnel at a university hospital. Method: in this exploratory, quantitative, cross-sectional study of 124 nursing professionals at a university hospital in Minas Gerais state, data were collected between July and September 2018. The Job Stress Scale (JSS) was used. The study was approved by the research ethics committee of the Universidade Federal do Triângulo Mineiro. Results: participants were allocated to quadrants of the Demand-Control model, and the following prevalences were identified: 30.6% in high-stress situations; 28.2% in lowstress; 21.8% in active work; and 19.4% in passive work. Conclusion: assessment of the psychosocial aspect of the work environment found higher rates of individuals in high-stress jobs among nursing personnel on the wards (41.9%) and in the surgical sector (33.3%).

Objetivo: evaluar el aspecto psicosocial del entorno laboral del personal de enfermería de un hospital universitario. Método: en este estudio exploratorio, cuantitativo y transversal de 124 profesionales de enfermería de un hospital universitario del estado de Minas Gerais, se recolectaron datos entre julio y septiembre de 2018. Se utilizó la Job Stress Scale (JSS). El estudio fue aprobado por el comité de ética en investigación de la Universidade Federal do Triângulo Mineiro. Resultados: los participantes fueron asignados a cuadrantes del modelo Demanda-Control, y se identificaron las siguientes prevalencias: 30,6% en situaciones de alto estrés; 28,2% en bajo estrés; 21,8% en trabajo activo; y el 19,4% en trabajo pasivo. Conclusión: la evaluación del aspecto psicosocial del ambiente de trabajo encontró tasas más altas de individuos en trabajos de alto estrés entre el personal de enfermería en las salas (41,9%) y en el sector quirúrgico (33,3%).
Descritores: Ambiente de Trabalho
Saúde do Trabalhador
Estresse Ocupacional/psicologia
Profissionais de Enfermagem/psicologia
-Brasil/epidemiologia
Estudos Transversais
Coleta de Dados
Técnicos de Enfermagem/psicologia
Estresse Ocupacional/epidemiologia
Hospitais Universitários
Enfermeiras e Enfermeiros/psicologia
Assistentes de Enfermagem/psicologia
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Responsável: BR1366.1 - Biblioteca Biomédica B - CB/B (Odontologia e Enfermagem)


  9 / 221 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1056957
Autor: Ferreira, Geovana da Silva; Fajardo, Ananyr Porto; Mello, Eliana Dable de.
Título: Possibilidades de abordagem do tema do suicídio na Estratégia Saúde da Família / Possibilities of addressing suicide in the Family Health Strategy
Fonte: Physis (Rio J.);29(4):e290413, 2019.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo O artigo apresenta um estudo que teve como objetivo geral conhecer como os profissionais de uma unidade de Estratégia Saúde da Família (ESF) lidam com as demandas relacionadas ao tema do suicídio. Trata-se de uma pesquisa qualitativa com abordagem interpretativa, mediante grupo focal narrativo, realizado com profissionais de uma unidade de ESF, no município de Porto Alegre/RS. Foram identificadas as dificuldades que ocorrem no trabalho com o tema do suicídio, e os efeitos psíquicos que elas provocam nos trabalhadores. As dificuldades em relação ao trabalho incluem: as vulnerabilidades sociais do território, o tabu do suicídio, as dificuldades de manejo dessas demandas pelos profissionais e a insuficiência da rede de serviços. Os efeitos psíquicos identificados nos trabalhadores foram: sentimento de impotência, culpa e frustração, bem como estresse e sensação de sobrecarga de trabalho. As principais conclusões incluem a potencialidade do trabalho em ESF para a prevenção do suicídio, a necessidade de fortalecimento da rede de serviços e a importância da qualificação e do apoio permanentes aos profissionais, buscando ofertar os recursos necessários ao enfrentamento das dificuldades relacionadas ao trabalho com essa temática.

Abstract The paper introduces a study aimed at knowing how health providers from a Family Health Strategy (FHS) service address suicide-related demands. This qualitative research with an interpretative approach was developed through a narrative focus group with health workers of a service located in Porto Alegre, Brazil. The staff's difficulties when working with the suicide topic and the resulting emotional effects were identified. Social vulnerabilities of the territory, suicide as a taboo, the workers' management of suicide-related demands, and the health network inadequacy hamper the work. Feelings of helplessness, guilt and frustration, as well as work-associated stress and overload, were emotional effects identified in the staff. It was concluded that the FHS work has potential for suicide prevention, being critical to strengthen the services network and provide continuing qualification and support to the professionals, aiming to offer the necessary resources to face the difficulties related to working with this topic.
Descritores: Suicídio
Pessoal de Saúde/educação
Pessoal de Saúde/psicologia
Estratégia Saúde da Família
Assistência à Saúde Mental
Angústia Psicológica
-Condições de Trabalho
Brasil
Atitude do Pessoal de Saúde
Saúde Mental
Grupos Focais/métodos
Vulnerabilidade Social
Pesquisa Qualitativa
Estresse Ocupacional
Necessidades e Demandas de Serviços de Saúde
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR433.1 - CB/C - Biblioteca Biomédica C


  10 / 221 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: biblio-1125338
Autor: Guimarães, Ana Paula Dias; Oliveira, Helian; Silva, Jandira Maciel da.
Título: Violência relacionada ao trabalho e apropriação da saúde do trabalhador: sofrimento anunciado no Sistema Único de Assistência Social / Work-related violence and appropriation of workers' health: suffering announced in the Unified Social Care System
Fonte: Physis (Rio J.);30(2):e300224, 2020.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo O estudo teve como objetivo pesquisar a violência no trabalho vivenciada no Sistema Único de Assistência Social (SUAS) e suas repercussões na saúde psíquica do trabalhador. Trata-se de estudo descritivo, qualitativo e com referencial metodológico na fenomenologia. Após a coleta dos dados, através de entrevistas semiestruturada com os trabalhadores do SUAS, a análise seguiu as seguintes etapas: leitura global dos dados; divisão dos dados em unidade de significação; organização e enunciação dos dados brutos na linguagem do referencial teórico - saúde mental e trabalho - e a síntese dos resultados. Relatos sobre a violência que emerge do local, da organização e das relações de trabalho, assim como a violência indireta, a institucional e a patrimonial, demonstraram repercussões na saúde dos trabalhadores entrevistados. Possibilidades que foram confirmadas pela perda de sentido do trabalho que realizam, sofrimentos psíquicos, comprometimento da qualidade do trabalho ofertado, além das licenças médicas, rotatividade e absenteísmo. Recomendam-se intervenções sistematizadas do poder público no sentido de modificar e melhorar as condições de trabalho e de saúde para os trabalhadores no SUAS.

Abstract The study aimed to research the violence at work experienced in the Unified Social Care System (SUAS) and its repercussions on the psychic health of the worker. This is a descriptive, qualitative study with a methodological framework in phenomenology. After data collection, through semi-structured interviews with SUAS workers, the analysis followed the following steps: global data reading; dividing the data into units of meaning; organization and enunciation of raw data in the language of the theoretical framework - mental health and work and synthesis of results. Reports about the violence that emerges from the place, organization and work relationships, as well as the indirect, institutional and patrimonial violence, showed repercussions on the health of the interviewed workers. Possibilities that were confirmed by the loss of sense of the work they do, psychological suffering, compromised quality of the work offered, in addition to medical leave, turnover and absenteeism. Systematic interventions by the government are recommended in order to modify and improve working and health conditions for workers at SUAS.
Descritores: Condições de Trabalho
Saúde Mental
Saúde do Trabalhador
Violência no Trabalho
Angústia Psicológica
-Serviço Social/organização & administração
Trabalho
Ambiente de Trabalho
Recursos Humanos
Estresse Ocupacional
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR433.1 - CB/C - Biblioteca Biomédica C



página 1 de 23 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde