Base de dados : LILACS
Pesquisa : C25.723.415 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 450 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 45 ir para página                         

  1 / 450 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Id: lil-47541
Autor: Pineda, Emilio Víctor.
Título: Toxicologia alimentaria: plaguicidas / Foot toxicology: pesticides.
Fonte: s.l; Instituto Argentino de Racionalización de Materiales; 1982. 66 p. tab. (HPV-FOS-016).
Idioma: es.
Conferência: Apresentado em: Curso de Protección de Alimentos para Profesionales de la Municipalidad de la Ciudad de Buenos Aires, 2, Buenos Aires, 15 mayo-10 jul.1980.
Símbolo: HPV-FOS-016.
Descritores: Resíduos de Praguicidas
Doenças Transmitidas por Alimentos
-Análise de Alimentos
Legislação de Medicamentos
Responsável: BR1.1 - BIREME
BR1.1/813.00; PE8.1; CEPIS; 0403, O57. 019844 / CENSA / OPS/OMS-CO / OPS/OMS-HN


  2 / 450 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-29765
Autor: Gelli, Dilma Scala.
Título: Agentes biológicos de doenças transmitidas por alimentos / Biological agents of diseases transmitted by foods
Fonte: In: Paraná. Secretaria da Saúde e do Bem Estar Social; Fundaçäo de Saúde Caetano Munhoz da Rocha. Curso de atualizaçäo em microbiologia de alimentos: anais. s.l, Paraná. Secretaria da Saúde e do Bem Estar Social, 1986. p.206-206.
Idioma: pt.
Conferência: Apresentado em: Curso de Atualizaçäo em Microbiologia de Alimentos, Curitiba, 18 nov.-6 dez. 1985.
Descritores: Doenças Transmitidas por Alimentos
Responsável: BR1.1 - BIREME
BR1.1/202.14; BR599.1; 377:579.67(063), P223c, MT. 10001006938


  3 / 450 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Solari, Claude André
Id: lil-29763
Autor: Solari, Claude André.
Título: Agentes microbianos de doenças transmitidas por alimentos: enterobacterias patogênicas e enterotoxinas / Microbial agents of diseases transmitted by foods: pathogenic enterobacteriaceae and enterotoxins
Fonte: In: Paraná. Secretaria da Saúde e do Bem Estar Social; Fundaçäo de Saúde Caetano Munhoz da Rocha. Curso de atualizaçäo em microbiologia de alimentos: anais. s.l, Paraná. Secretaria da Saúde e do Bem Estar Social, 1986. p.191-191, ilus.
Idioma: pt.
Conferência: Apresentado em: Curso de Atualizaçäo em Microbiologia de Alimentos, Curitiba, 18 nov.-6 dez. 1985.
Descritores: Enterobacteriaceae
Enterotoxinas
Doenças Transmitidas por Alimentos/microbiologia
-Contaminação de Alimentos
Responsável: BR1.1 - BIREME
BR1.1/202.12; BR599.1; 377:579.67(063), P223c, MT. 10001006938


  4 / 450 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-29761
Autor: Camargo, Natal Jatai de.
Título: Doenças transmitidas por alimentos / Diseases transmitted by foods
Fonte: In: Paraná. Secretaria da Saúde e do Bem Estar Social; Fundaçäo de Saúde Caetano Munhoz da Rocha. Curso de atualizaçäo em microbiologia de alimentos: anais. s.l, Paraná. Secretaria da Saúde e do Bem Estar Social, 1986. p.154-154, ilus.
Idioma: pt.
Conferência: Apresentado em: Curso de Atualizaçäo em Microbiologia de Alimentos, Curitiba, 18 nov.-6 dez. 1985.
Descritores: Doenças Transmitidas por Alimentos
Monitoramento Epidemiológico
-Brasil
Responsável: BR1.1 - BIREME
BR1.1/202.11; BR599.1. 10002002380, AG; 377:579.67(063), P223c, MT. 10001006938


  5 / 450 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1009399
Autor: Nespolo, Natália Maramarque; Saba, Rachel Zoccal; Rossatelli, Dalila Aparecida; Fairbrother, John Morris; Rossi Júnior, Oswaldo Durival.
Título: Ocorrência de Escherichia coli O157: H7 e O26 sorbitol negativas em matadouro frigorífico de bovino e suscetibilidade a antimicrobianos / Occurrence of Escherichia coli O157: H7 and O26 sorbitol negative in a cattle slaughterhouse and susceptibility to antimicrobials
Fonte: Arq. Inst. Biol;81(3):209-217, July-Sept. 2014. tab, graf.
Idioma: pt.
Projeto: Capes.
Resumo: A carne bovina pode ser um meio de transmissão de Escherichia coli O157:H7 e de não-O157 para os humanos, que a ingerem mal cozida, sendo responsáveis por causarem doenças severas, como a síndrome hemolítico urêmica. A resistência bacteriana se tornou preocupante em relação à eficácia nos tratamentos das doenças, e tendo em vista tais aspectos este estudo teve os objetivos de verificar a ocorrência de E. coli O157:H7 e não-O157 em etapas do abate bovino, asssim como de avaliar a suscetibilidade dessas bactérias frente à ação de antimicrobianos. Foram colhidas em abatedouro bovino 21 amostras de superfície de mãos dos manipuladores, 21 de facas e 300 provenientes de 50 animais em seis pontos no fluxograma de abate. O isolamento foi realizado utilizando o ágar CT-SMAC e a caracterização dos sorotipos pela PCR. Houve uma ocorrência maior de E. coli O157:H7 (12,0%) nos animais, e menor ocorrência de E. coli O26 (8,0%) e de O113 (2,0%). E. coli O26 esteve presente em 9,52% das facas. A presença de E. coli não-O157 sorbitol negativa foi um fato inesperado devido ao método de isolamento utilizado. Todos os isolados de E. coli O157:H7 mostraram-se sensíveis à tetraciclina, cefepime, cefoxitina, ciprofloxacina e sulfazotrim, e 78,85% deles foram resistentes à cefalotina e 34,61% à ampicilina. Todas E. coli O26 foram sensíveis ao cefepime, cefoxitina e sulfazotrim, e 88,23% resistentes à tetraciclina e cefalotina e 82,35% à ampicilina. A multirresistência aos antibimicrobianos foi observada em todos os sorotipos, devendo, portanto, haver critérios no uso de antimicrobianos nos tratamentos para não se tornar um problema de saúde pública.(AU)

Cattle beef could be a way of transmitting Escherichia coli O157: H7 and non-O157 to humans if they consume undercooked meat, being responsible for causing severe diseases such as hemolytic uremic syndrome. Bacterial resistance has become worrying concerning the efficacy in the treatment of diseases, and because of these aspects, the objective of this study was to verify the occurrence of E. coli O157: H7 and non-O157 in the stages of cattle slaughter and to evaluate the susceptibility of these bacteria against antimicrobial action. We collected from a cattle slaughterhouse 21 samples from manipulators' hands, 21 from knives and 300 from 50 animals in six points of the flowchart. The isolation was performed using the CT-SMAC agar and characterization of serotypes by PCR. There was higher occurrence of E. coli O157: H7 (12.0%) in animals and lower prevalence of E. coli O26 (8.0%) and O113 (2.0%). E. coli O26 was present in 9.52% of the knives. The presence of E. coli non-O157 sorbitol negative was an unexpected fact due to the method of isolation. All E. coli O157: H7 isolates were sensitive to tetracycline, cefepime, cefoxitin, ciprofloxacin and sulphazotrim, and 78.85% of them were resistant to cephalothin and 34.61% to ampicillin. All E. coli O26 were sensitive to cefepime, cefoxitin and sulphazotrim, and 88.23% were resistant to tetracycline and cephalothin and 82.35% to ampicillin. The antimicrobial multiresistance was observed in both serotypes. It should be, therefore, a criteria for using antimicrobial in treatments to avoid become a public health concern.(AU)
Descritores: Indústria da Carne
Escherichia coli
Carne
Anti-Infecciosos
-Refrigeração
Bovinos
Farmacorresistência Bacteriana
Doenças Transmitidas por Alimentos
Limites: Seres Humanos
Animais
Responsável: BR1942.1 - NID - Biblioteca - Núcleo de Informação e Documentação


  6 / 450 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-995687
Autor: Rossi, Gabriel Augusto Marques; Aguilar, Carlos Eduardo Gamero; Silva, Higor Oliveira; Vidal, Ana Maria Centola.
Título: Bacillus cereus group: genetic aspects related to food safety and dairy processing / Grupo do Bacillus cereus: aspectos genéticos relacionados à segurança alimentar e ao processamento de derivados lácteos
Fonte: Arq. Inst. Biol;85:e0232017, 2018.
Idioma: en.
Projeto: FAPESP.
Resumo: Bacillus cereus group includes not pathogenic and high pathogenic species. They are considered as a risk to public health due to foodborne diseases and as an important cause of economic losses to industries due to production of spoilage enzymes. Some researches have been performed in order to assess the possible factors that contribute to put public health into risk because of consumption of food contaminated with viable cells or toxins which have complex mechanisms of production. The control of these bacteria in food is difficult because they are resistant to several processes used in industries. Thus, in this way, this review focused on highlighting the risk due to toxins production by bacteria from B. cereus group in food and the consequences for food safety and dairy industries.(AU)

Diversas espécies fazem parte do grupo de Bacillus cereus, desde algumas apatogênicas até outras com alta patogenicidade. Consistem em risco à saúde pública decorrentes de toxinfecções alimentares, além de causarem importantes perdas econômicas para as indústrias em virtude da produção de enzimas deteriorantes. O controle da contaminação em alimentos por esses micro-organismos é difícil, visto que são resistentes a vários tratamentos utilizados pelas indústrias. Assim, diante do exposto, esta revisão objetivou fornecer informações em relação aos aspectos genéticos desse grupo de bactérias e seus mecanismos de produção de toxinas, além de ressaltar a importância e as novas estratégias de controle para as companhias alimentícias e de laticínios.(AU)
Descritores: Bacillus cereus/patogenicidade
-Bactérias
Genoma
Inocuidade dos Alimentos
Doenças Transmitidas por Alimentos
Responsável: BR1942.1 - NID - Biblioteca - Núcleo de Informação e Documentação


  7 / 450 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Rall, Vera Lúcia Mores
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-981797
Autor: Queiroz, Murilo Mariz; Rossi, Bruna Fernanda; Castilho, Ivana Giovannetti; Rall, Vera Lucia Mores.
Título: Hygienic-sanitary quality of Minas fresh cheese sold in the city of Botucatu, São Paulo / Avaliação higiênico-sanitária de queijos Minas frescal comercializados na cidade de Botucatu, São Paulo
Fonte: Arq. Inst. Biol;84:e0292016, 2017. tab.
Idioma: en.
Projeto: FAPESP.
Resumo: The Minas fresh cheese is a fresh and moist cheese and, therefore, has a short shelf-life. The use of raw milk as the main feedstock, the absence of ripening and the facility of contamination are factors that can compromise the product's microbiological quality. The aim of this study was to describe the hygienic-sanitary quality of 50 Minas fresh cheeses marketed in Botucatu city, São Paulo, Brazil, close to their production date, and another 50 units from the same lot exactly on the expiration date, according to the Brazilian Sanitary Surveillance Agency (ANVISA). We also searched for enterotoxins genes in Staphylococcus aureus and its in vitro expression. In 36% of the first analyzed samples, the count of coliforms at 45ºC was above the limit and, as for the second analysis, 44%. Regarding coagulase positive staphylococci, 10 (20%) samples showed concentration above the permitted by law next to the production date and 14% on the expiration date. Salmonella was only observed in one sample analyzed near the date of production, while L. monocytogenes only in one sample analyzed on the expiration day. We isolated three enterotoxigenic strains of S. aureus that produced Staphylococcal Enterotoxin B (SEB) and Staphylococcal Enterotoxin C (SEC) in vitro, highlighting the importance of proper storage of this product due to its potential to cause intoxication. Overall, the quality of Minas fresh cheese is still unsatisfactory, leading to risks to consumers' health.(AU)

O queijo Minas frescal é muito apreciado no Brasil. Por ser fresco e úmido, seu tempo de prateleira é curto. A utilização de leite cru como matéria prima, a não maturação do queijo e a facilidade de contaminação durante seu processamento são fatores que comprometem a qualidade microbiológica do produto. Este trabalho verificou a qualidade higiênico-sanitária de 50 queijos Minas frescal comercializados na cidade de Botucatu, São Paulo, Brasil, em datas próximas a sua fabricação e na data de expiração da validade, utilizando os parâmetros propostos pela RDC nº 12 da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). Cepas de S. aureus foram submetidas à pesquisa de genes codificadores de produção de enterotoxinas clássicas e, também, sua produção in vitro. Encontraram-se coliformes a 45ºC, acima do permitido por legislação, em 36% das amostras durante a primeira análise e, na segunda, em 44%. Quanto à contagem de estafilococos coagulase positiva, 10% não atendiam ao padrão exigido por lei na data de produção, e 14%, na data de expiração da validade. Salmonella foi apenas observada em uma amostra próxima à data de produção, enquanto L. monocytogenes somente em uma amostra na data de expiração da validade. Observou-se produção de Staphylococcal Enterotoxin B (SEB)e Staphylococcal Enterotoxin C (SEC) in vitro por três cepas de S. aureus. Ressalta-se, em decorrência disso, a importância de armazenar corretamente esse alimento, por seu potencial de causar intoxicação. Concluiu-se que a qualidade higiênico-sanitária desses queijos Minas frescais foi insatisfatória, implicando riscos para a saúde do consumidor.(AU)
Descritores: Salmonella
Vigilância Sanitária
Qualidade dos Alimentos
Queijo
-Laticínios
Doenças Transmitidas por Alimentos
Responsável: BR1942.1 - NID - Biblioteca - Núcleo de Informação e Documentação


  8 / 450 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-895371
Autor: Silva, Valdir C; Oliveira, Luciana A. de; Lacerda, Maira dos S. C; Pimentel, Luciano A; Santos, Wiles S; Macêdo, Juliana Targino S. A. e; Riet-Correa, Franklin; Pedroso, Pedro M. O.
Título: Experimental poisoning by cassava wastewater in sheep / Intoxicação experimental por manipueira em ovinos
Fonte: Pesqui. vet. bras = Braz. j. vet. res;37(11):1241-1246, Nov. 2017. tab, ilus.
Idioma: en.
Projeto: CNPq.
Resumo: The processing of Manihot esculenta (cassava) tubers yield different by-products, including cassava wastewater, which is the liquid pressed out of the tuber after it has been mechanically crushed. Cyanide poisoning after ingestion of cassava wastewater has been reported in ruminants and pigs in Northeastern Brazil. With the aim of studying its toxicity, cassava wastewater was administered orally to six sheep at doses of 0.99, 0.75, 0.70, 0.63, and 0.5 mg of hydrocyanic acid kg-1 body weight, which corresponded to 14.2, 10.6, 9.8, 8.89, and 7.1 mL of wastewater kg-1. On the second day, the sheep received a volume of wastewater which corresponded to 0.46, 0.34, 0.31, 0.28, and 0.23 mg of HCN kg-1. A sheep used as control received 9.9 mL of water kg-1 BW. Sheep that received from 0.75 to 0.99 mg kg-1 of HCN on the first day exhibited severe clinical signs of poisoning, and the sheep that received 0.63 and 0.5 mg kg-1 exhibited mild clinical signs. All sheep were successfully treated with sodium thiosulfate. On the second day, only the sheep that received 0.46 mg kg-1 and 0.34 mg kg-1 exhibited mild clinical signs and recovered spontaneously. The concentration of HCN in the wastewater was 71.69±2.19 μg mL-1 immediately after production, 30.56±2.45 μg mL-1 after 24 hours, and 24.25±1.28 μg mL-1 after 48 hours. The picric acid paper test was strongly positive 5 minutes after production; moderately positive 24 hours after production, and negative 48 hours after production. We conclude that cassava wastewater is highly toxic to sheep if ingested immediately after production, but rapidly loses toxicity in 24-48 hours.(AU)

O processamento dos tubérculos de Manihot esculenta (mandioca) produzem diferentes subprodutos, incluindo a manipueira, líquido que escorre das raízes da mandioca depois de ter sido mecanicamente prensada. A intoxicação por cianeto após a ingestão de manipueira tem sido relatada em ruminantes e suínos no Nordeste do Brasil. Com o objetivo de estudar sua toxicidade, administrou-se manipueira por via oral a seis ovelhas em doses de 0,99, 0,75, 0,70, 0,63 e 0,5 mg de peso corporal de ácido cianídrico kg-1, correspondendo a 14,2, 10,6, 9,8, 8,89 e 7,1 mL de manipueira kg-1 de peso corporal. No segundo dia, as ovelhas receberam um volume de manipueira que correspondeu a 0,46, 0,34, 0,31, 0,28 e 0,23 mg de HCN kg-1. Uma ovelha usada como controle recebeu 9,9 mL de água kg-1 de peso corporal. Ovelhas que receberam doses de 0,75 a 0,99 mg kg-1 de HCN no primeiro dia exibiram sinais clínicos graves de intoxicação e as ovelhas que receberam 0,63 e 0,5 mg kg-1 exibiram sinais clínicos leves. Todas as ovelhas foram tratadas com sucesso com tiossulfato de sódio. No segundo dia, apenas as ovelhas que receberam 0,46 mg kg-1 e 0,34 mg kg-1 apresentaram sinais clínicos leves e se recuperaram espontaneamente. A concentração de HCN na manipueira foi de 71,69 ± 2,19 μg mL-1 imediatamente após a produção, 30,56 ± 2,45 μg mL-1 após 24 horas e 24,25 ± 1,28 μg mL-1 após 48 horas. O teste de papel picrosódico foi fortemente positivo 5 minutos após a produção; moderadamente positivo 24 horas após a produção e negativo 48 horas após a produção. Concluímos que a manipueira é altamente tóxica para ovinos se ingeridas imediatamente após a produção, mas rapidamente perdem toxicidade em 24-48 horas.(AU)
Descritores: Manihot/toxicidade
Carneiro Doméstico
Doenças Transmitidas por Alimentos/veterinária
-Cianeto de Hidrogênio/toxicidade
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  9 / 450 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Id: biblio-964396
Autor: Perú. Ministerio de Salud; .Dirección General de Epidemiología.
Título: Guía técnica para la investigación y control de brotes de enfermedad transmitida por alimentos / Technical guidelines for investigation and control of outbreaks of foodborne disease.
Fonte: Lima; Perú. Ministerio de Salud; 20140000. 41 p. ilus..
Idioma: es.
Resumo: La publicación desarrolla un proceso articulado y de respuesta inmediata frente a los brotes de enfermedades transmitidas por alimentos para identificar las causas y limitar su propagación, a fin de proteger la salud de la población, así como los procedimientos básicos para su investigación epidemiológica.
Descritores: Doenças Transmitidas por Alimentos
-Surtos de Doenças
Monitoramento Epidemiológico
Responsável: PE18.1 - Biblioteca Central


  10 / 450 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1046170
Autor: Ribeiro, Isabelle Geoffroy.
Título: Listeriose na gestação: revisão integrativa / Listeriosis in pregnancy: integrative review.
Fonte: Rio de Janeiro; s.n; 2011. viii, 170 p. ilus.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: A listeriose é uma doença de origem alimentar provocada pelo consumo de alimentos contaminados pela bactéria Listeria monocytogenes. Essa doença apresenta altas taxas de mortalidade em humanos variando entre 20 ­ 40%, sendo as gestantes até 20 vezes mais acometidas pela L. monocytogenes do que o restante da população. Nos últimos anos, foram registrados diversos surtos de listeriose envolvendo gestantes. O presente estudo é uma revisão integrativa da literatura, cujo objetivo foi buscar e avaliar evidências disponíveis na literatura sobre o conhecimento científico produzido relacionado à listeriose na gestação. Para a realização do estudo foram selecionados 46 artigos nas bases de dados LILACS, MEDLINE e GOOGLE SCHOLAR. A análise das publicações selecionadas demonstrou que a maioria dos casos de listeriose na gestação estavam relacionadas ao consumo de alimentos como o queijo do tipo soft cheese e o leite nãopasteurizado. Em relação aos sorotipos da L. monocytogenes envolvidos o 4b seguido do 1/2a foram os mais freqüentes. Os países que mais evidenciaram os casos de listeriose durante a gestação foram os Estados Unidos e a Espanha. Esta revisão demonstrou o nível do conhecimento produzido nesta temática e apontou evidências fracas, com pouco aprofundamento do tema. Portanto, é de extrema importância à educação das gestantes durante o pré-natal para a redução dos casos de listeriose em mulheres grávidas e a adoção de medidas sanitárias para o controle da contaminação de alimentos, principalmente os derivados do leite, permitindo, dessa forma, a comercialização de alimentos com qualidade, inócuos e seguros. (AU)
Descritores: Gestantes
Bactérias Gram-Positivas
Listeria
Listeriose
Listeria monocytogenes
-Doenças Transmitidas por Alimentos
Limites: Seres Humanos
Feminino
Responsável: BR15.1 - Biblioteca de Ciências Biomédicas
BR15.1



página 1 de 45 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde