Base de dados : LILACS
Pesquisa : C25.775.100.250 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 2950 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 295 ir para página                         

  1 / 2950 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Id: lil-490494
Autor: Brasil. Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Secretaria Nacional de Assistência Social.
Título: Relatório do I Encontro Nacional sobre População em Situação de Rua / Report of the First National Meeting on Population Situation in the Street.
Fonte: Brasília; Brasil. Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome; 2006. 98 p. ilus.
Idioma: pt.
Conferência: Apresentado em: Encontro Nacional sobre População em Situação de Rua, Apresentado em: 1, 2005.
Descritores: Grupos de Risco
Planejamento Social
Política Pública
Pessoas em Situação de Rua
-Alcoolismo
Brasil
Desemprego
Organizações
Pobreza
Responsável: BR67.1 - CIR - Biblioteca - Centro de Informação e Referência
BR67.1; 309.181, 46. 48329/2007


  2 / 2950 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Castel, Saulo
Andrade, Arthur Guerra de
Id: lil-80563
Autor: Castel, Saulo; Bettarello, Sérgio Vieira; Andrade, Arthur Guerra de.
Título: Estruturaçäo do atendimento de farmacodependentes no GREA: Grupo Interdisciplinar de Estudos de Alcoolismo e Farmacodependências do Instituto de Psiquiatria do HC-FMUSP / Structuration of drug addicts care in GREA: Grupo Interdisciplinar de Estudos de Alcoolismo e Farmacodependências of Instituto de Psiquiatria of HC-FMUSP
Fonte: In: Escola Paulista de Medicina. Departamento de Psicobiologia. Centro de Pesquisa em Psicobiologia Clínica, coord. Encontro de centros brasileiros de tratamento de dependência de drogas. s.l, s.n, 1989. p.165-165.
Idioma: pt.
Conferência: Apresentado em: Encontro de Centros Brasileiros de Tratamento de Dependência de Drogas, Säo Paulo, 11-12 nov. 1988.
Descritores: Transtornos Relacionados ao Uso de Substâncias/terapia
Alcoolismo/terapia
-Assistência Ambulatorial
Limites: Seres Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME
BR1.1/1458.09; BR59.2; 613.83, C73e. 4060; BR599.1; 613.83(063), A849e, , MT, , . 10001017035/613.83(063), A849e, e.2, AG, , . 10001017045


  3 / 2950 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-80562
Autor: Mundin, Walter Eduardo; Bizzoto, Antonieta Guimaräes; Lodi, Maria Inês Hélio; Pinheiro, Raquel Martins; Duarte, Tereza Cristina Torsani.
Título: Escuta e Ato: Centro Mineiro de Toxicomania / Listening and Act: Toxicomania Mining Center
Fonte: In: Escola Paulista de Medicina. Departamento de Psicobiologia. Centro de Pesquisa em Psicobiologia Clínica, coord. Encontro de centros brasileiros de tratamento de dependência de drogas. s.l, s.n, 1989. p.135-135.
Idioma: pt.
Conferência: Apresentado em: Encontro de Centros Brasileiros de Tratamento de Dependência de Drogas, Säo Paulo, 11-12 nov. 1988.
Descritores: Transtornos Relacionados ao Uso de Substâncias/terapia
Alcoolismo/terapia
-Psicoterapia
Assistência Ambulatorial
Equipe de Assistência ao Paciente
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Adulto
Meia-Idade
Responsável: BR1.1 - BIREME
BR1.1/1458.08; BR59.2; 613.83, C73e. 4060; BR599.1; 613.83(063), A849e, , MT, , . 10001017035/613.83(063), A849e, e.2, AG, , . 10001017045


  4 / 2950 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-80555
Autor: Campana, Angelo A. M; Woitowitz, Arnaldo B; Galperim, Bruno; Luz Júnior, Ernani; Gambarini, Maria Angélica; Ramos, Sérgio de Paula; Barros, Sérgio G. S. de.
Título: Unidade de dependência química: Hospital Mäe de Deus; relatório / Chemical dependence unity: Hospital Mäe de Deus; report
Fonte: In: Escola Paulista de Medicina. Departamento de Psicobiologia. Centro de Pesquisa em Psicobiologia Clínica, coord. Encontro de centros brasileiros de tratamento de dependência de drogas. s.l, s.n, 1989. p.16-16, tab.
Idioma: pt.
Conferência: Apresentado em: Encontro de Centros Brasileiros de Tratamento de Dependência de Drogas, Säo Paulo, 11-12 nov. 1988.
Descritores: Transtornos Relacionados ao Uso de Substâncias/terapia
Alcoolismo/terapia
-Assistência Médica
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Responsável: BR1.1 - BIREME
BR1.1/1458.01; BR59.2; 613.83, C73e. 4060; BR599.1; 613.83(063), A849e, , MT, , . 10001017035/613.83(063), A849e, e.2, AG, , . 10001017045


  5 / 2950 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-427260
Autor: Alonso Castillo, Maria Magdalena; Musayon Oblitas, Flor Yesenia; David, Helena Maria Scherlowski Leal; Gómez Meza, Marco Vinicio.
Título: Consumo de drogas y violencia laboral en mujeres que trabajan, un estudio multicéntrico: México, Perú, Brasil / Drug consumption and occupational violence in working women, a multicenter study: Mexico, Peru, Brazil
Fonte: Rev. latinoam. enferm;14(2):155-162, mar.-abr. 2006. tab.
Idioma: es.
Projeto: OEA", "_d": "Comisión Interamericana para el Control de Drogas. I Programa Internacional de Investigación.
Resumo: Los propósitos del estudio fueron: 1) Determinar la proporción de consumo de drogas de las mujeres que trabajan; 2) Identificar algunos factores de riesgo personales y laborales que puedan predecir el consumo de drogas; 3) Identificar la presencia de violencia laboral y su relación con el consumo de drogas; 4) Identificar diferencias y similitudes de consumo de drogas y violencia laboral en las mujeres de las tres comunidades de México (Monterrey), Perú (Lima) y Brasil (Rio de Janeiro). El estudio fue multicéntrico, descriptivo, correlacional y comparativo, con una muestra de 903 mujeres. En los resultados se observa que la proporción de consumo de alcohol en México fue del 11 por ciento, en Perú del 53 por ciento y en Brasil del 45 por ciento. El consumo de drogas ilícitas en México fue del 5 por ciento y en Perú del 6 por ciento. La presencia de violencia laboral fue del 16 por ciento en las mexicanas, 24 por ciento en las peruanas y 39 por ciento en las brasileñas
Descritores: Alcoolismo
Consumo de Bebidas Alcoólicas/efeitos adversos
Drogas Ilícitas
Fatores de Risco
Local de Trabalho
Transtornos Relacionados ao Uso de Substâncias
Violência
-Brasil
México
Peru
Limites: Feminino
Seres Humanos
Responsável: BR26.1 - Biblioteca Central


  6 / 2950 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-427415
Autor: Pillon, Sandra Cristina; O'brien, Beverley; Chavez, Ketty Aracely Piedra.
Título: The relationship between drugs use and risk behaviors in brazilian university students
Fonte: Rev. latinoam. enferm;13(2,n.esp):1169-1176, nov.-dez. 2005. tab.
Idioma: en.
Projeto: OAS", "_d": "Inter-American Drug Abuse Control Commission. I International Research Program.
Resumo: O objetivo desse artigo é descrever a relação existente entre o uso de drogas e comportamentos de risco entre universitários do primeiro ano de graduação da Universidade de São Paulo-Ribeirão Preto. O Youth Risk Behavior Survey (YRBS) é um questionário anônimo que foi utilizado para a coleta de dados. A amostra foi composta por 200 (100 por cento) alunos de primeiro ano. Destes, (50 por cento) eram homens e (50 por cento) mulheres, com idade entre 18 e 26 anos. Os resultados mostraram a presença do uso recreacional de substâncias psicoativas, com as mulheres bebendo dentro dos limites de baixo risco e os homens mais pesadamente. Para o uso de drogas ilícitas, os resultados foram em menor proporção para ambos os sexos. Os homens dirigem mais sob efeito do álcool que as mulheres e estiveram mais envolvidos em brigas com amigos e polícia do que as mulheres. Em relação aos comportamentos sexuais, os homens tiveram relações em maior número, com um número maior de parceiras e com menor proteção e sob efeito de álcool. Este estudo conclui que o gênero está associado com o uso recreacional de drogas, bem como outros comportamentos de riscos entre estudantes universitários.
Descritores: Alcoolismo
Assunção de Riscos
Educação Superior
Estudantes
Transtornos Relacionados ao Uso de Substâncias/prevenção & controle
Universidades
Limites: Masculino
Feminino
Adolescente
Adulto
Seres Humanos
Responsável: BR26.1 - Biblioteca Central


  7 / 2950 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-427413
Autor: Castillo, Maria Magdalena Alonso; Caufield, Catherine; Gómez Meza, Marco Vinicio.
Título: Consumo de drogas y violencia laboral en mujeres trabajadoras de Monterrey, N. L., México / Drug consumption and occupational violence in working women of Monterrey, N. L., Mexico
Fonte: Rev. latinoam. enferm;13(2,n.esp):1155-1163, nov.-dez. 2005. tab.
Idioma: es.
Projeto: OEA", "_d": "Comisión Interamericana para el Control de Drogas. I Programa Internacional de Investigación.
Resumo: O propósito do estudo foi explorar o consumo de drogas e violência ocupacional em uma amostra de 669 mulheres maiores de idade, que trabalham e moram em treze Areas Geo-Estatísticas Básicas de Monterrey, Nuevo León, México. Foi adotado um desenho descritivo e correlacional com abordagem qualitativa. Resultados revelaram que 37,1 por cento das mulheres consumiram álcool, 29,1 por cento tabaco, 0.4 por cento maconha, 0,1 por cento inaláveis e, entre as drogas médicas, 5 por cento consumiu tranqüilizantes e 1,0 por cento outras sustâncias (barbitúricos, antidepressivos, Tylenol/Codeína). O teste qui-quadrado não encontrou diferença significativa dos fatores sócio-demográficos e ocupacionais com o consumo de drogas (p>.05), exceto com a forma de trabalho (c2=18.08, gl=4, p=.001). No entanto, o índice de violência mostrou associação positiva com o consumo de drogas (p<.05). Foram encontrados 126 casos de violência, dos quais 34 narraram sua experiência. A percepção do consumo de drogas e violência identificou-se em 2 categorias: A Conceptualização da Violência Ocupacional e a Relação entre a Violência e o Consumo de Drogas.
Descritores: Alcoolismo
Drogas Ilícitas
Local de Trabalho
Mulheres Trabalhadoras
Transtornos Relacionados ao Uso de Substâncias
Limites: Feminino
Adolescente
Adulto
Meia-Idade
Seres Humanos
Responsável: BR26.1 - Biblioteca Central


  8 / 2950 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-427412
Autor: David, Helena Maria Scherlowski Leal; Caufield, Catherine.
Título: Mudando o foco: um estudo exploratório sobre uso de drogas e violência no trabalho entre mulheres das classes populares da cidade do Rio de Janeiro, Brasil / Changing the focus: an exploratory study of drug use and worplace violence among women of popular classes in Rio de Janeiro, Brazil
Fonte: Rev. latinoam. enferm;13(2,n.esp):1148-1154, nov.-dez. 2005.
Idioma: pt.
Projeto: OEA", "_d": "Comissão Interamericana para o Controle de Abuso de Drogas. I Programa Internacional de Pesquisa.
Resumo: Este é um estudo exploratório para o mapeamento de fatores envolvidos na relação entre uso de drogas lícitas e ilícitas e violência no trabalho, em um grupo de mulheres das classes populares da cidade do Rio de Janeiro. Para este estudo foi utilizada uma abordagem quantitativa descritiva e analítica, e também abordagem qualitativa a partir de entrevistas aprofundadas com mulheres que sofrem ou haviam sofrido situações de violência no trabalho, utilizando a metodologia do Discurso do Sujeito Coletivo. Os resultados evidenciam situações sócio-demográficas e de trabalho que podem ser consideradas como possíveis fatores de risco para o consumo de drogas e violência no trabalho. A análise qualitativa mostrou a forma como este grupo de mulheres vê o fenômeno do uso de drogas e da violência no trabalho, ampliando a compreensão sobre estas questões e fornecendo subsídios conceituais e metodológicos para estudos adicionais sobre o tema.
Descritores: Alcoolismo
Ambiente de Trabalho
Drogas Ilícitas
Transtornos Relacionados ao Uso de Substâncias
Violência
Limites: Feminino
Adolescente
Adulto
Meia-Idade
Seres Humanos
Responsável: BR26.1 - Biblioteca Central


  9 / 2950 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Chile
Texto completo
Id: lil-743765
Autor: Jaramillo, Priscilla C; Fuentes, Katterina; Cortés, Carla; Cisternas, Carlos; Salazar, Luis A.
Título: Análisis de la interacción entre el polimorfismo Rs671 del gen ALDH2 y consumo de alcohol en individuos chilenos / Interaction between Rs671 polymorphism of the ALDH2 gene and alcohol consumption in Chilean individuals
Fonte: Int. j. morphol;33(1):68-72, Mar. 2015. ilus.
Idioma: es.
Projeto: Universidad Santo Tomás.
Resumo: El alcoholismo es un importante problema de salud pública. En los últimos años ha causado interés el metabolismo del alcohol, puesto que ha sido considerado un posible determinante biológico en la conducta de consumo. Variados estudios se han orientado a la búsqueda y comprensión de la influencia de polimorfismos, en genes que codifican para los principales sistemas enzimáticos que intervienen en el metabolismo hepático. El polimorfismo rs671 del gen que codifica la enzima ALDH2 ha sido asociado a un menor consumo de alcohol debido a la acumulación de acetaldehído en sangre. Diversos estudios indican que este polimorfismo es frecuente en países asiáticos y se considera un factor protector en los individuos que lo portan. Se incluyeron 207 individuos adultos no relacionados, a los cuales se les aplicó un cuestionario sobre consumo de alcohol. El polimorfismo rs671 fue analizado por la reacción de la polimerasa en cadena (PCR) seguida de restricción enzimática. Además, se determinaron los biomarcadores clásicos indirectos de consumo de alcohol, mediante técnicas enzimáticas y hematológicas. La frecuencia del genotipo homocigoto mutado AA para el polimorfismo rs671 fue 3,0% en sujetos consumidores de alcohol y 2,8% en el grupo no consumidor. La distribución de genotipos y las frecuencias alélicas para esta variante fueron semejantes entre los sujetos estudiados (p>0,05). Estos hallazgos sugieren que la variante rs671 del gen ALDH2 no está asociada al oconsumo de alcohol en los individuos estudiados.

Alcoholism is an important public health problem. In recent years, alcohol metabolism caused interest, since it has been considered a possible biological determinant of alcohol consumption behavior. Several studies have focused on finding and understanding the influence of polymorphisms affecting genes that encode for enzymatic systems involved in the hepatic metabolism. The rs671 polymorphism of the gene encoding ALDH2 has been associated with lower alcohol consumption by leading to acetaldehyde accumulation in blood. This genetic variant is frequently found in Asian population and has been considered as protector factor of alcoholism in these individuals. In the present study, 207 unrelated-adult individuals were included. Alcohol consumption was recorded using a structured questionnaire. The rs671 polymorphism was analyzed using polymerase chain reaction followed by enzymatic digestion. Furthermore, classical biomarkers for alcohol consumption were assessed using enzymatic and hematological techniques. The frequency of homozygote genotype for the A allele (AA) was 3 and 2.8% in those subjects defined as alcohol drinkers and non-alcohol drinkers respectively. The genotypes distribution and allelic frequencies were similar among the studied subject (p>0.05). These data suggest that rs671 ALDH2 gene polymorphism is not associated to alcohol consumption in the studied population.
Descritores: Polimorfismo de Nucleotídeo Único
Alcoolismo/genética
Aldeído Desidrogenase/genética
-Polimorfismo Genético
Marcadores Genéticos
Chile
Reação em Cadeia da Polimerase
Inquéritos e Questionários
Alcoolismo/enzimologia
Alcoolismo/psicologia
Aldeído Desidrogenase/metabolismo
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Meia-Idade
Idoso
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  10 / 2950 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Id: biblio-997320
Autor: Galetti, Karyna Genovese; Batista, Diego Costa Prado Dias; Mesquita, Maria dos Anjos; Sass, Nelson; Fleming, Michele; Oslakovic, Érika; Magri, Raquel.
Título: Alcoolismo gestacional e seus efeitos neonatais / Gestational alcoholism and its neonatal effects.
Fonte: Natal; s.n; 2018.
Idioma: pt.
Conferência: Apresentado em: Congresso Brasileiro de Perinatologia, 24, Natal, set. 26-29, 2018.
Descritores: Alcoolismo
-Gravidez
Transtornos do Espectro Alcoólico Fetal
Limites: Seres Humanos
Feminino
Gravidez
Tipo de Publ: Estudo Observacional
Responsável: BR45.1 - Biblioteca
BR45.1



página 1 de 295 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde