Base de dados : LILACS
Pesquisa : D01.029.260.877.800 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 21 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 3 ir para página          

  1 / 21 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Cabral, Maulori Curié
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-878455
Autor: Castro, George Meredite Cunha de; Benevides, Norma Maria Barros; Cabral, Maulori Curié; Miranda, Rafael de Souza; Gomes Filho, Enéas; Rocha, Maria Valderez Ponte; Araújo, Márjory Lima Holanda.
Título: Optimized acid hydrolysis of the polysaccharides from the seaweed Solieria filiformis (Kützing) P.W. Gabrielson for bioethanol production / Hidrólise ácida otimizada dos polissacarídeos da macroalga Solieria filiformis (Kützing) P.W. Gabrielson para produção de bioetanol
Fonte: Acta sci., Biol. sci;39(4):423-430, Oct. - Dec. 2017. ilus, tab.
Idioma: en.
Resumo: The seaweeds are bio-resource rich in sulfated and neutral polysaccharides. The tropical seaweed species used in this study (Solieria filiformis), after dried, shows 65.8% (w/w) carbohydrate, 9.6% (w/w) protein, 1.7% (w/w) lipid, 7.0% (w/w) moisture and 15.9% (w/w) ash. The dried seaweed was easily hydrolyzed under mild conditions (0.5 M sulfuric acid, 20 min.), generating fermentable monosaccharides with a maximum hydrolysis efficiency of 63.21%. Galactose and glucose present in the hydrolyzed were simultaneously fermented by Saccharomyces cerevisiae when the yeast was acclimated to galactose and cultivated in broth containing only galactose. The kinetic parameters of the fermentation of the seaweed hydrolyzed were Y(P/S) = 0.48 ± 0.02 g.g−1, PP = 0.27 ± 0.04 g.L−1.h−1, η = 94.1%, representing a 41% increase in bioethanol productivity. Therefore, S. filiformis was a promising renewable resource of polysaccharides easily hydrolyzed, generating a broth rich in fermentable monosaccharides for ethanol production.

As algas marinhas são recursos naturais ricos em polissacarídeos sulfatados e neutros. A espécie de macroalga tropical utilizada neste estudo (Solieria filiformis) apresentou teores de carboidratos de 65,8% (m/m), proteínas de 9,6% (m/m), lipídios de 1,7% (m/m), umidade de 7,0% (m/m) e 15,9 % (m/m) de cinzas. A macroalga seca foi facilmente hidrolisada em condições brandas, na presença de ácido sulfúrico 0,5 M, por 20 min, produzindo monossacarídeos fermentáveis com uma eficiência de hidrólise máxima de 63,21%. A galactose e a glicose presentes no hidrolisado foram fermentadas simultaneamente por Saccharomyces cerevisiae, após aclimatação da levedura cultivada em meio contendo apenas galactose como fonte de carbono. Os parâmetros cinéticos da fermentação do hidrolisado algáceo pela levedura aclimatada a galactose foram Y(P/S) = 0,48 ± 0,02 g.g-1, PP = 0,27 ± 0,04 g.L- 1.h-1, η = 94,1%. Portanto, a macroalga S. filiformis se mostrou um recurso renovável promissor como fonte de polissacarídeos facilmente hidrolisados, gerando um meio nutritivo rico em glucose e galactose para a produção de etanol.
Descritores: Carragenina
Celulose
Fermentação
Galactose
Alga Marinha
Ácidos Sulfúricos
Responsável: BR513.1 - Biblioteca Central


  2 / 21 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-790193
Autor: Mancini, Evelyn Andrea; Pini Prato, Giovan Paolo.
Título: Procedimiento de descontaminación del biofilm para el tratamiento del absceso periodontal agudo y la periimplantitis / The biofilm decontamination approach for the treatment of periodontal abscess and peri-implantitis
Fonte: Rev. Asoc. Odontol. Argent;104(2):79-85, jun. 2016. ilus.
Idioma: es.
Resumo: Objetivo: mostrar el efecto de un nuevo procedimiento de descontaminación del biofilm sobre los abscesos periodontales agudos y la periimplantitis. Casos clínicos: un absceso periodontal agudo y una periimplantitis fueron tratados mediante un material de descontaminación de los tejidos bucales. Este consiste en un concentrado acuoso con una mezcla de ácidos hidroxibencensulfónicos e hidroxymetho-xybencénicos y ácido sulfúrico, que se coloca en las bolsas periodontales y alrededor de los implantes. En ninguno de los casos se utilizaron antibióticos locales ni sistémicos. Todos los casos tratados cicatrizaron rápidamente, sin complicaciones. Los pacientes sintieron una leve molestia durante la aplicación del material, que desapareció completamente en pocos segundos. Conclusión: el procedimiento de desecación del biofilm parecería ser una técnica promisoria para el tratamiento de los abscesos periodontales agudos ylas periimplantitis, con la ventaja adicional de que se evita el uso de antibióticos locales y sistémicos.
Descritores: Abscesso Periodontal/tratamento farmacológico
Biofilmes
Descontaminação/métodos
Peri-Implantite/tratamento farmacológico
-Administração Tópica
Ácidos Sulfônicos/uso terapêutico
Ácidos Sulfúricos/uso terapêutico
Bolsa Periodontal/tratamento farmacológico
Hidroxibenzoatos/uso terapêutico
Limites: Humanos
Feminino
Pessoa de Meia-Idade
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: AR29.1 - Biblioteca


  3 / 21 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Rosa, Adalberto Luiz
Texto completo
Id: lil-595640
Autor: Bueno, Renan de Barros e Lima; Adachi, Patricia; Castro-Raucci, Larissa Moreira Spinola de; Rosa, Adalberto Luiz; Nanci, Antonio; Oliveira, Paulo Tambasco de.
Título: Oxidative nanopatterning of titanium surfaces promotes production and extracellular accumulation of osteopontin
Fonte: Braz. dent. j;22(3):179-184, 2011. ilus.
Idioma: en.
Resumo: The bone-biomaterial interface has been characterized by layers of afibrillar extracellular matrix (ECM) enriched in non collagenous proteins, including osteopontin (OPN), a multifunctional protein that in bone controls cell adhesion and ECM mineralization. Physical and chemical aspects of biomaterial surfaces have been demonstrated to affect cell-ECM-substrate interactions. The present paper described the ability of oxidative nanopatterning of titanium (Ti) surfaces to control extracellular OPN deposition in vitro. Ti discs were chemically treated by a mixture of H2SO4/H2O2 for either 30 min [Nano(30') Ti] or 4 h [Nano(4h) Ti]. Non-etched Ti discs were used as control. Primary osteogenic cells derived from newborn rat calvarial bone were plated on control and etched Ti and grown under osteogenic conditions up to 7 days. High resolution scanning electron microscopy revealed that treated Ti discs exhibited a nanoporous surface and that areas of larger nanopits were noticed only for Nano(4h) Ti. Large extracellular OPN accumulation were detectable only for Nano(4h) Ti, which was associated with OPN-positive cells with typical aspects of migrating cells. At day 3, quantitative results in terms of areas of OPN labeling were as follows: Nano(4h) Ti > Nano(30') Ti > Control Ti. In conclusion, chemically nanostructured Ti surfaces may support the enhancement of endogenous extracellular OPN deposition by osteogenic cells in vitro depending on the etching time, a finding that should be taken into consideration in strategies to biofunctionalize implant surfaces with molecules with cell adhesion capacity.

A interface osso-implante é caracterizada pela presença de uma camada de matriz extracellular (MEC) afibrilar rica em proteínas não-colágenas, incluindo osteopontina (OPN), cujas funções no tecido ósseo estão relacionadas à adesão celular e ao controle do processo de mineralização da MEC (crescimento de cristais). Aspectos físicos e químicos das superfícies de biomateriais podem afetar as interações célula-MEC-substrato. O objetivo do presente estudo foi demonstrar a capacidade de aspectos nanotopográficos de superfície de titânio (Ti) de controlar a deposição extracelular de OPN in vitro. Discos de Ti foram tratados quimicamente por solução de H2SO4/H2O2 durante 30 min [Nano(30') Ti] ou 4 h [Nano(4h) Ti]. Superfícies de Ti não tratadas foram usadas como controle. Células osteogênicas primárias derivadas de calvárias de ratos recém-nascidos foram plaqueadas sobre os discos de Ti e cultivadas em condições osteogênicas por até 7 dias. Microscopia eletrônica de varredura de alta resolução revelou que os discos de Ti tratados quimicamente exibiam superfície nanoporosa, com áreas de nanoporos maiores para Nano(4h) Ti. Apenas para esse grupo detectavam-se acúmulos extensos de OPN extracelular, os quais se distribuíam em áreas adjacentes a células OPN-positivas, com aspectos morfológicos típicos de células em migração. Em conclusão, a nanoestruturação química de superfície de Ti pode favorecer o aumento da deposição extracelular de OPN endógena por células osteogênicas in vitro, dependendo do tempo de condicionamento utilizado, o que deve ser considerado no desenvolvimento de estratégias para funcionalizar superfícies de implantes com moléculas com reconhecido efeito no processo de adesão celular.
Descritores: Materiais Biocompatíveis/química
Materiais Dentários/química
Proteínas da Matriz Extracelular/farmacocinética
Nanopartículas/química
Osteopontina/farmacocinética
Titânio/química
-Adsorção
Animais Recém-Nascidos
Condicionamento Ácido do Dente/métodos
Células Cultivadas
Adesão Celular/fisiologia
Movimento Celular/fisiologia
Peróxido de Hidrogênio/química
Teste de Materiais
Microscopia Eletrônica de Varredura
Nanotecnologia
Oxirredução
Osteoblastos/metabolismo
Osteoblastos/fisiologia
Osteogênese/fisiologia
Ratos Wistar
Propriedades de Superfície
Ácidos Sulfúricos/química
Fatores de Tempo
Limites: Animais
Ratos
Tipo de Publ: Research Support, N.I.H., Extramural
Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 21 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-578953
Autor: Diógenes, F. E. P; Oliveira, A. K; Coelho, M. F. B; Maia, S. S. S; Azevedo, R. A. B.
Título: Pré-tratamento com ácido sulfúrico na germinação de sementes de Ziziphus joazeiro Mart: Rhamnaceae / Pretreatment with sulfuric acid on Ziziphus joazeiro Mart: Rhamnaceae seed germination
Fonte: Rev. bras. plantas med;12(2):188-194, abr.-jun. 2010. ilus, tab.
Idioma: pt.
Resumo: Ziziphus joazeiro Mart. é uma arvore brasileira endêmica da Caatinga e tem diversos usos no Nordeste. As sementes apresentam dormência tegumentar e o presente trabalho teve por objetivo avaliar tratamentos pré-germinativos com ácido sulfúrico concentrado para superar a dormência. O delineamento experimental utilizado foi o inteiramente casualizado, com 9 tratamentos, sendo 0, 30, 60, 90, 120, 150, 180, 210 e 240 minutos de imersão em ácido sulfúrico concentrado P.A. com três repetições de 50 sementes, em dois experimentos. No experimento 1 foram usadas sementes recém coletadas e a avaliação foi feita durante 140 dias. No experimento 2 foram usadas sementes armazenadas por 5 meses e a avaliação feita durante 100 dias. Ziziphus joazeiro apresenta dormência imposta pelo endocarpo que envolve as sementes, e é necessário o uso de ácido sulfúrico durante 180 minutos para sementes recém-coletadas e por 240 ou 270 minutos, para sementes armazenadas por 5 meses para se atingir 80 por cento de emergência. O tempo de armazenamento das sementes pode influenciar a resposta germinativa, com emergência mais rápida após o armazenamento por 5 meses.

Ziziphus joazeiro Mart. is a Brazilian tree endemic to Caatinga and has been largely used in the Northeast of Brazil. Its seeds present tegument dormancy and this work aimed to evaluate pre-germinative treatments with concentrated sulfuric acid to break dormancy. Experimental design was completely randomized, with 9 treatments, i.e. 0, 30, 60, 90, 120, 150, 180, 210, and 240 min of immersion in concentrated sulfuric acid A.R. with three replicates of 50 seeds, in two experiments. In experiment 1, newly collected seeds were evaluated for 140 days. In experiment 2, 5-month stored seeds were evaluated for 100 days. Ziziphus joazeiro presents dormancy imposed by the endocarp that involves the seeds, and sulfuric acid should be used for 180 min on newly collected seeds and for 240 or 270 min on 5-month stored seeds in order to reach 80 percent emergence. Seed storage time may influence the germinative response, with faster emergence after 5-month storage.
Descritores: Germinação
Epiderme Vegetal
Fenômenos Químicos/métodos
Ácidos Sulfúricos
Tratamento Térmico/métodos
Ziziphus/embriologia
-Etnobotânica
Sementes/crescimento & desenvolvimento
Tipo de Publ: Estudo de Avaliação
Responsável: BR40.1 - DBD - Divisão de Biblioteca e Documentacão do Conjunto das Químicas


  5 / 21 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-578927
Autor: Braga, L. F; Sousa, M. P; Braga, J. F; Delachiave, M. E. A.
Título: Escarificação ácida, temperatura e luz no processo germinativo de sementes de Senna alata (L.) Roxb / Acid scarification, temperature and light on the germination process of Senna alata (L.) Roxb. seeds
Fonte: Rev. bras. plantas med;12(1):1-7, jan.-mar. 2010. ilus, tab.
Idioma: pt.
Resumo: O objetivo deste trabalho foi determinar o tempo ótimo de escarificação das sementes de Senna alata em ácido sulfúrico e verificar o efeito da temperatura, em condição de luz e escuro, na germinação de sementes dessa espécie. As sementes foram imersas em ácido sulfúrico concentrado por períodos de 0, 15, 30 e 60 minutos, e o teste de germinação realizado em BOD a 25ºC, utilizando quatro repetições de 50 sementes em cada período de tempo, sendo o delineamento estatístico inteiramente casualizado com 4 tratamentos. No segundo experimento, para verificar o efeito da temperatura e da condição de luz mais adequada a germinação, utilizou-se temperaturas de 10 a 45ºC, com intervalos de 5ºC, em condição de luz fluorescente branca ou escuro contínuo (gerbox preto). Utilizou-se o delineamento experimental inteiramente casualizado, disposto em esquema fatorial 8x2, com 4 repetições, de 50 sementes cada. Em todos os testes as avaliações da porcentagem e índice de velocidade de germinação foram feitas diariamente, durante 10 dias, onde as sementes foram consideradas germinadas quando apresentaram 2 mm de raiz. Os dados foram submetidos à análise de variância e as médias comparadas pelo teste de Tukey a 5 por cento de probabilidade. A escarificação do tegumento com ácido sulfúrico durante 60 minutos, foi ideal para as sementes de Senna alata, por proporcionar maiores valores na porcentagem e velocidade de germinação. A germinação ocorre entre 15 e 40ºC, sendo consideradas fotoblásticas neutras entre 20 e 40ºC e fotoblásticas negativas preferenciais a 15ºC. O melhor desempenho germinativo foi obtido nas temperaturas de 25, 30 e 35ºC, onde ocorreram maior porcentagem e velocidade de germinação.

The aim of this study was to establish the optimum scarification time for Senna alata seeds in sulfuric acid, as well as to verify the effect of temperature on seed germination for this species under conditions of light and darkness. Seeds were immersed in concentrated sulfuric acid for periods of 0, 15, 30 and 60 minutes, and the germination test was carried out in a BOD chamber at 25ºC, using four replicates of 50 seeds for each time period. Experimental design was completely randomized with 4 treatments. In the second experiment, temperatures from 10 to 45ºC, with 5ºC intervals, were used under conditions of fluorescent white light or continuous darkness (black "gerbox") in order to verify the temperature effect and the most suitable light condition for germination. Experimental design was completely randomized, in an 8x2 factorial arrangement, with 4 replicates of 50 seeds each. In all tests, germination percentage and speed index were daily evaluated for 10 days. Seeds were considered germinated when the radicle length was 2 mm. Data were subjected to analysis of variance and means were compared by Tukey's test at 5 percent significance. The tegument scarification with sulfuric acid for 60 minutes was optimal for Senna alata seeds since it led to higher values of germination percentage and speed. Germination occurs between 15 and 40ºC, and seeds are considered neutral photoblastic between 20 and 40ºC and negative photoblastic especially at 15ºC. The best germination performance was observed at 25, 30 and 35ºC, at which germination percentage and speed were higher.
Descritores: Germinação
Temperatura Alta
Estimulação Luminosa
Sementes/crescimento & desenvolvimento
Senna (Planta)/crescimento & desenvolvimento
-Fenômenos Químicos/métodos
Medição de Velocidade/métodos
Reações Químicas/análise
Ácidos Sulfúricos
Tipo de Publ: Estudo de Avaliação
Responsável: BR40.1 - DBD - Divisão de Biblioteca e Documentacão do Conjunto das Químicas


  6 / 21 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Chile
Texto completo
Id: lil-577105
Autor: Vargas Betancur, Gabriel J; Pereira Júnior, Nei.
Título: Sugar cane bagasse as feedstock for second generation ethanol production: part I: diluted acid pretreatment optimization
Fonte: Electron. j. biotechnol;13(3):10-11, May 2010. ilus, tab.
Idioma: en.
Resumo: Tons of sugar cane bagasse are produced in Brazil as waste of the sugar and ethanol industries. This lignocellulosic material is a potential source for second-generation ethanol production. Diluted acid hydrolysis is one of the most efficient pretreatments for hemicellulosic solubilization. The hydrolysate obtained is rich in xylose, which can be converted to ethanol by Pichia stipitis. This work used a statistical approach and the severity factor to investigate the effects of factors associated with the diluted acid hydrolysis process (acid concentration, solid:liquid ratio and time of exposure) on various response variables (xylose concentration, hydrolysis yield, inhibitor concentration and hydrolysate fermentability). The severity factor had a strong influence on the generation of inhibitors. The statistical analysis was useful for determining the effects of the individual factors and their interactions on the response variables. An acid concentration of 1.09 percent (vv), an S:L ratio of 1:2.8 (g:ml), and an exposure time of 27 min were established and validated as the optimum pretreatment conditions for the generation of hydrolysates with high xylose concentration and low contents of inhibitors. In such conditions, hydrolysate with 50 g/l of xylose was obtained.
Descritores: Celulose
Etanol
Hidrólise
Saccharum
Xilose
-Ácidos Sulfúricos/análise
Fermentação
Análise Estatística
Fatores de Tempo
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  7 / 21 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Carvalho, Paulo Sérgio Perri de
Rosa, Adalberto Luiz
Texto completo
Id: lil-552348
Autor: Carvalho, Daniel Rey de; Carvalho, Paulo Sérgio Perri de; Magro Filho, Osvaldo; Mello, José Daniel Biasoli de; Beloti, Márcio Mateus; Rosa, Adalberto Luiz.
Título: Characterization and in vitro cytocompatibility of an acid-etched titanium surface
Fonte: Braz. dent. j;21(1):3-11, Jan. 2010. ilus, tab.
Idioma: en.
Resumo: The aims of this study were to characterize the microstructure of a commercially pure titanium (cpTi) surface etched with HCl/H2SO4 (AE-cpTi) and to investigate its in vitro cytocompatibility compared to turned cpTi (T-cpTi). T-cpTi showed a grooved surface and AE-cpTi revealed a surface characterized by the presence of micropits. Surface parameters indicated that the AE-cpTi surface is more isotropic and present a greater area compared to T-cpTi. The oxide film thickness was similar between both surfaces; however, AE-cpTi presented more Ti and O and less C. Osteoblastic cell proliferation, alkaline phosphatase activity, and bone-like nodule formation were greater on T-cpTi than on AE-cpTi. These results show that acid etching treatment produced a surface with different topographical and chemical features compared to the turned one, and such surface modification affected negatively the in vitro cytocompatibility of cpTi as demonstrated by decreasing culture growth and expression of osteoblastic phenotype.

O objetivo deste estudo foi caracterizar a microestrutura de uma superfície de titânio comercialmente puro (cpTi) condicionada com HCl/H2SO4 (acid etched) (AE-cpTi) e investigar sua citocompatibilidade in vitro, comparada à do cpTi usinado (turned) (T-cpTi). O T-cpTi apresentou uma superfície com sulcos e o AE-cpTi exibiu uma superfície caracterizada pela presença de micro-vales. Os parâmetros de superfície indicaram que a superfície AE-cpTi é mais isotrópica e apresenta uma área maior quando comparada à superfície T-cpTi. A espessura da camada de óxido foi similar para as duas superfícies; no entanto, a AE-cpTi apresentou maiores quantidades de Ti e O e menor, de C. A proliferação de células osteoblásticas, a atividade de fosfatase alcalina e a formação de matriz mineralizada foram maiores na superfície T-cpTi que na AE-cpTi. Esses resultados mostram que o condicionamento ácido produziu uma superfície com características topográficas e químicas diferentes quando comparadas às da superfície usinada. Além disso, observou-se que essas modificações de superfície afetaram de forma negativa a citocompatibilidade in vitro do cpTi como demonstrado pela inibição da proliferação celular e da expressão do fenótipo osteoblástico.
Descritores: Condicionamento Ácido do Dente
Materiais Biocompatíveis/farmacologia
Materiais Dentários/farmacologia
Osteoblastos/efeitos dos fármacos
Titânio/farmacologia
-Fosfatase Alcalina/análise
Processo Alveolar/citologia
Materiais Biocompatíveis/química
Biomarcadores/análise
Células Cultivadas
Carbono/química
Adesão Celular/efeitos dos fármacos
Divisão Celular/efeitos dos fármacos
Proliferação de Células/efeitos dos fármacos
Sobrevivência Celular/efeitos dos fármacos
Materiais Dentários/química
Ácido Clorídrico/química
Interferometria
Teste de Materiais
Microscopia Eletrônica de Varredura
Osteogênese/efeitos dos fármacos
Fenótipo
Espectroscopia Fotoeletrônica
Propriedades de Superfície
Ácidos Sulfúricos/química
Titânio/química
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 21 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-417435
Autor: Santiago, Adriana Soares; Santos, Euler Araújo; Sader, Márcia Soares; Santiago, Marcelo Felippe; Soares, Gloria de Almeida.
Título: Response of osteoblastic cells to titanium submitted to three different surface treatments / Resposta de células osteoblásticas ao titânio submetido a três diferentes tratamentos de superfície
Fonte: Braz. oral res;19(3):203-208, July-Sept. 2005. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: No complexo processo de formação óssea na interface implante-osso, as propriedades de superfície são um importante fator modulador da função osteoblástica. No presente estudo, foram preparadas amostras de titânio comercialmente puro (cp Ti) com diferentes propriedades de superfície por meio de ataque químico com solução à base de ácido sulfúrico/clorídrico (tratamento A); ataque químico seguido de oxidação anódica com ácido fosfórico (tratamento B); e ataque químico seguido de oxidação térmica e imersão em fluoreto de sódio (tratamento C). As chapas foram caracterizadas por meio de microscopia eletrônica de varredura (MEV), perfilometria e ângulo de contato. O comportamento de células osteoblásticas de camundongo foi acompanhado por três semanas. As células cultivadas sobre os diferentes substratos de titânio apresentaram um modelo de comportamento similar durante as etapas de adesão e espalhamento. No entanto, a proliferação e a diferenciação celulares foram maiores nas amostras submetidas aos tratamentos A e C, que se apresentaram menos rugosas e com energia livre de superfície com menores componentes polares.
Descritores: Materiais Dentários/química
Osteoblastos/fisiologia
Titânio/química
-Materiais Biocompatíveis/química
Diferenciação Celular
Proliferação de Células
Sobrevivência Celular
Ácido Clorídrico/farmacologia
Oxirredução
Osteoblastos/efeitos dos fármacos
Ácidos Fosfóricos/farmacologia
Fluoreto de Sódio/farmacologia
Ácidos Sulfúricos/farmacologia
Propriedades de Superfície/efeitos dos fármacos
Titânio/farmacologia
Limites: Camundongos
Animais
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 21 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-343833
Autor: Bemvenuti, C. E; Rosa-Filho, J. S; Elliott, M.
Título: Changes in soft-bottom macrobenthic assemblages after a sulphuric acid spill in the Rio Grande Harbor (RS, Brazil)
Fonte: Braz. j. biol;63(2):183-194, May 2003. ilus, tab, graf, mapas.
Idioma: en.
Resumo: The structure of macrobenthic assemblages in Rio Grande Harbor was analyzed during and after a sulphuric acid spill in August 1988. Five stations were sampled four times between September 1988 and March 1999. At each station, three samples were taken using a van Veen grab (0.078 m2. A total of 22 taxa were collected including Crustacea (9 spp.), Polychaeta (7 spp.), Mollusca (3 spp.), Phoronida (1 sp.), Nemertinea (1 sp.), and Plathyelminthea (1 sp.). The macrobenthic assemblages suffered different impacts depending on station location and time: 1) immediate impact, i.e., during acid discharge, as at the station nearest (250 m) the acid spill source; 2) impact some time after the discharge, as at the station 500 m downstream from the acid spill source; and 3) absence of direct impact on the remaining sampling points, on the discharge area outer limit. The macrobenthic assemblage recovered six months after the sulphuric acid spill
Descritores: Monitoramento Ambiental
Invertebrados
Ácidos Sulfúricos
Poluição Química da Água
-Brasil
Densidade Demográfica
Limites: Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 21 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Coelho, Paulo Marcos Zech
Texto completo
Id: lil-319931
Autor: Penido, Marcus Luiz de Oliveira; Nelson, David Lee; Vieira, Leda Quércia; Coelho, Paulo Marcos Zech.
Título: Schistosomicidal activity of alkylaminooctanethiosulfuric acids
Fonte: Mem. Inst. Oswaldo Cruz;89(4):595-602, Oct.-Dec. 1994.
Idioma: en.
Resumo: The schistosomicidal activity of a new series of alkylaminooctanethiosulfuric acids was studied in white Swiss mice infected with the L.E. strain of Schistosoma mansoni (Belo Horizonte, MG, Brazil). In a preliminary screening of six compounds, two derivatives - 2-[(1-methylpropyl)amino]-1-octanethiosulfuric acid and 2-[(1-methylethyl)-amino]-1-octanethiosulfuric acid - given orally in doses of 300 mg/kg/day for five consecutive days, caused interruption of the oviposition and the hepatic shift of more than 90 of the worms. Both compounds caused a significant reduction in worm burden and, interestingly, the female schistosomes were more susceptible. With the therapeutic schedule of two doses of 800 mg/kg over a 20 day interval, the death of almost all the females and about 50 of the males was observed. Female worms recovered from treated mice showed scattered vitteline glands. Results of in vitro experiments against different developmental stages of the parasite revealed the induction of paralysis and damage to the tegument membrane. The drugs presented no toxic effects on the animals.
Descritores: Ácidos Sulfúricos/metabolismo
Esquistossomose mansoni
Esquistossomicidas
-Ácidos Sulfúricos/administração & dosagem
Schistosoma mansoni
Esquistossomicidas
Limites: Animais
Masculino
Feminino
Camundongos
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 3 ir para página          
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde