Base de dados : LILACS
Pesquisa : D01.045.250 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 17 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 2 ir para página        

  1 / 17 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1022495
Autor: Zhao, Hu; Zhang, Xueqin.
Título: Enhanced apoptosis and inhibition of gastric cancer cell invasion following treatment with LDH@Au loaded Doxorubicin
Fonte: Electron. j. biotechnol;32:13-18, Mar. 2018. ilus, graf.
Idioma: en.
Resumo: Background: The suppression of cancer cell growth and invasion has become a challenging clinical issue. In this study, we used nanotechnology to create a new drug delivery system to enhance the efficacy of existing drugs. We developed layered double hydroxide by combing Au nanosol (LDH@Au) and characterized the compound to prove its function as a drug delivery agent. The anti-cancer drug Doxorubicin was loaded into the new drug carrier to assess its quality. We used a combination of apoptosis assays, cell cycle assays, tissue distribution studies, cell endocytosis, transwell invasion assays, and immunoblotting to evaluate the characteristics of LDH@Au as a drug delivery system. Results: Our results show that the LDH@Au-Dox treatment significantly increased cancer cell apoptosis and inhibited cell invasion compared to the control Dox group. Additionally, our data indicate that LDH@Au-Dox has a better target efficiency at the tumor site and improved the following: cellular uptake, anti-angiogenesis action, changes in the cell cycle, and increased caspase pathway activation. Conclusions: Our findings suggest the nano drug is a promising anti-cancer agent and has potential clinical applications.
Descritores: Neoplasias Gástricas/tratamento farmacológico
Doxorrubicina/administração & dosagem
Apoptose/efeitos dos fármacos
Nanopartículas/administração & dosagem
Antibióticos Antineoplásicos/administração & dosagem
-Doxorrubicina/farmacologia
Ciclo Celular/efeitos dos fármacos
Western Blotting
Sistemas de Liberação de Medicamentos
Nanotecnologia
Linhagem Celular Tumoral
Microscopia Eletrônica de Transmissão
Proliferação de Células/efeitos dos fármacos
Endocitose/efeitos dos fármacos
Hidróxidos
Antibióticos Antineoplásicos/farmacologia
Invasividade Neoplásica/prevenção & controle
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  2 / 17 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Almeida, Ney Salgado de
Id: biblio-851575
Autor: Almeida, Marcelo Sanmartin de; Chevitarese, Orlando; Almeida, Ney Salgado de; Almeida, Patrícia Barros Aragão de.
Título: Influência dos veículos aquoso e oleoso na difusão do hidróxido de bário através da dentina: estudo in vitro / Influence of aqueous and oily vehicles in diffusion of barium hydroxide through dentin: in vitro study
Fonte: JBC j. bras. clin. estet. odontol;5(26):162-6, mar.-abr. 2001. ilus, tab.
Idioma: pt.
Resumo: Dez dentes humanos unirradiculares foram limpos e modelados com a técnica telescópica e irrigados com solução de NaOCl a 5,25 por cento. A Smear Layer foi removida com irrigação de ácido cítrico a 10 por cento. Em seguida os dentes foram divididos em dois grupos (grupo A e grupo B), cada um com 5 espécimes. No grupo A os condutos foram preenchidos com hidróxido de bário e óleo de oliva (L & C). No grupo B os condutos foram preenchidos com uma pasta de hidróxido de bário e soro fisiológico. Os dentes foram armazenados em água destilada e deionizada, em estufa a 37ºC durante os 28 dias. Depois foram analisados pela sonda EDX (Espectometria por Dispersão de Partículas) acoplada ao MEV (Microscópio Eletrônico de Varredura) e quantificado o percentual de difusão do hidróxido de bário através da dentina. O grupo B apresentou maior difusão de hidróxido de bário que o grupo A (P = 0,02)
Descritores: Dentina/metabolismo
Hidróxidos/farmacocinética
-Bário
Técnicas In Vitro
Responsável: BR501.1 - Biblioteca de Ciências da Saúde / Sede Botânico


  3 / 17 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-706969
Autor: Camargo, Caio Lamunier de Abreu; Belda Junior, Walter; Fagundes, Luiz Jorge; Romiti, Ricardo.
Título: A prospective, open, comparative study of 5% potassium hydroxide solution versus cryotherapy in the treatment of genital warts in men
Fonte: An. bras. dermatol;89(2):236-240, Mar-Apr/2014. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: BACKGROUND: Genital warts are caused by human papillomavirus infection and represent one of the most common sexually transmitted diseases. Many infections are transient but the virus may recur, persist, or become latent. To date, there is no effective antiviral treatment to eliminate HPV infection and most therapies are aimed at the destruction of visible lesions. Potassium hydroxide is a strong alkali that has been shown to be safe and effective for the treatment of genital warts and molluscum contagiosum. Cryotherapy is considered one of the most established treatments for genital warts. No comparative trials have been reported to date on the use of potassium hydroxide for genital warts. OBJECTIVE: A prospective, open-label, randomized clinical trial was conducted to compare topical potassium hydroxide versus cryotherapy in the treatment of genital warts affecting immunocompetent, sexually active men. METHODS: Over a period of 10 months, 48 patients were enrolled. They were randomly divided into two groups and selected on an alternative basis for either potassium hydroxide therapy or cryotherapy. While response to therapy did not differ substantially between both treatment modalities, side effects such as local pain and post-treatment hypopigmentation were considerably more prevalent in the groups treated using cryotherapy. Result: In our study, potassium hydroxide therapy proved to be at least as effective as cryotherapy and offered the benefit of a better safety profile. CONCLUSION: Topical 5% potassium hydroxide presents an effective, safe, and low-cost treatment modality for genital warts in men and should be included in the spectrum of therapies for genital warts. .
Descritores: Condiloma Acuminado/terapia
Crioterapia/métodos
Fármacos Dermatológicos/administração & dosagem
Doenças dos Genitais Masculinos/terapia
Hidróxidos/administração & dosagem
Compostos de Potássio/administração & dosagem
-Administração Tópica
Distribuição de Qui-Quadrado
Relação Dose-Resposta a Droga
Fármacos Dermatológicos/uso terapêutico
Seguimentos
Hidróxidos/uso terapêutico
Estudos Prospectivos
Compostos de Potássio/uso terapêutico
Reprodutibilidade dos Testes
Resultado do Tratamento
Limites: Adolescente
Adulto
Idoso
Humanos
Masculino
Pessoa de Meia-Idade
Adulto Jovem
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Ensaio Clínico Controlado Aleatório
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 17 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Mattar, Rosiane
Texto completo
Id: lil-624752
Autor: Campos, Ana Aurélia Salles; Leite, Alessandra Plácido Lima; Lisboa, Clarissa Verena Ferraz; Andrade, Camila Cerqueira; Bezerra, Antônio Fernando; Mattar, Rosiane; Souza, Eduardo de.
Título: Estudo comparativo entre o teste do pH e do KOH versus escore de Nugent para diagnóstico da vaginose bacteriana em gestantes / Comparative study between the pH test and of the KOH versus Nugent score for diagnosis of bacterial vaginosis in pregnant women
Fonte: Rev. bras. ginecol. obstet;34(5):209-214, maio 2012. tab.
Idioma: pt.
Projeto: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas.
Resumo: OBJETIVO: Aquilatar a prevalência da vaginose bacteriana e comparar a acurácia dos testes do pH e do KOH com o gradiente de Nugent, método padrão-ouro, no diagnóstico da vaginose bacteriana (VB) em gestantes assintomáticas e sintomáticas de baixo risco. MÉTODOS: Foi realizado um estudo de corte transversal em 321 grávidas, com idade gestacional entre 14ª e 26ª semanas, 218 assintomáticas e 103 com queixa de secreção vaginal sugestiva de vaginose bacteriana. Todas as gestantes foram avaliadas pelos critérios de Nugent e submetidas à pHmetria vaginal e ao teste do KOH a 10%. O coeficiente de Kappa foi utilizado para avaliar os métodos quanto à concordância diagnóstica. RESULTADO: A maioria das gestantes era adolescente (média etária 21,0±5,6 anos), nulípara e parda. A prevalência da vaginose bacteriana foi de 33,3% pelo método de pH e KOH e de 35,5% pelo Nugent. Entre as grávidas assintomáticas, foi observada ótima concordância dos métodos, com 72,5% delas apresentando resultados negativos para ambos os métodos, o que resultou em um elevado coeficiente de Kappa (k=0,82). No grupo de gestantes sintomáticas, houve 49,5% de positividade para ambos os métodos diagnósticos, demonstrando ótima concordância (k=0,74). CONCLUSÃO: A prevalência da vaginose bacteriana foi elevada tanto pelo método de pH e KOH quanto pelo Nugent. O método do pH e KOH é tão capaz em diagnosticar a vaginose bacteriana quanto os critérios de Nugent.

PURPOSE: To assess the prevalence of bacterial vaginosis and to compare the accuracy of testing pH and KOH with the Nugent gradient, the gold standard for the diagnosis of bacterial vaginosis (BV) in asymptomatic and symptomatic pregnant women at low risk. METHODS: We conducted a cross-sectional study on 321 pregnant women with gestational age between 14 and 26 weeks, 218 of them asymptomatic and 103 with vaginal complaints suggestive of bacterial vaginosis. All women were assessed by the criteria of Nugent and subjected to the measurement of vaginal pH and to the 10% KOH test. The Kappa coefficient was used to evaluate the methods in terms of diagnostic agreement. RESULTS: Most patients were adolescents (mean age 21.0±5.6 years), nulliparous and mulattos. The prevalence of bacterial vaginosis was 33.3% as estimated by the pH and KOH method and 35.5% by the Nugent method. Excellent agreement of the methods was found among asymptomatic pregnant women, with 72.5% of them showing negative results to both tests, which resulted in a high Kappa coefficient (k=0.82). The group of symptomatic women showed 49.5% positivity to both diagnostic methods, with excellent agreement (k=0.74). CONCLUSION: The prevalence of bacterial vaginosis determined by both the pH and KOH method and the Nugent score was high. The pH and KOH method can diagnose bacterial vaginosis as accurately as the Nugent criterion.
Descritores: Complicações Infecciosas na Gravidez/diagnóstico
Vaginose Bacteriana/diagnóstico
-Estudos Transversais
Concentração de Íons de Hidrogênio
Hidróxidos
Compostos de Potássio
Prevalência
Complicações Infecciosas na Gravidez/epidemiologia
Complicações Infecciosas na Gravidez/metabolismo
Reprodutibilidade dos Testes
Vaginose Bacteriana/epidemiologia
Vaginose Bacteriana/metabolismo
Limites: Adolescente
Criança
Feminino
Humanos
Gravidez
Adulto Jovem
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 17 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Chile
Texto completo
Id: lil-591936
Autor: Krzywonos, Magorzata; Eberhard, Thomas.
Título: High density process to cultivate Lactobacillus plantarum biomass using wheat stillage and sugar beet molasses
Fonte: Electron. j. biotechnol;14(2):6-6, Mar. 2011. ilus, tab.
Idioma: en.
Resumo: Background: Owing to the growing interest in biofuels, the concept of a biorefinery where biomass is converted to a variety of useful products is gaining ground. We here present how distillery waste is combined with a by-product from a sugar production, molasses, to form a medium for the growth of Lactobacillus plantarum with yields and biomass densities comparable with conventional industrial media. Such approach enables a cost-effective utilization of the problematic wastewater from ethanol and a by-product from sugar production. It is the first approach that attempts to find low-cost media for the production of Lactobacillus plantarum biomass. Results: This study suggests that sieved wheat stillage enriched by adding 1.77 g/l yeast extract and 10 percent molasses (v/v), with NH4OH used for pH adjustment, may be used as a media for large-scale cultivation of L. plantarum. Such composition of the medium permits a high density of lactic acid bacteria (1.6 x 10(10) cfu/ml) to be achieved. Conclusions: The use of a fermentation medium consisting of distillery wastewater and molasses to obtain value-added products (such as LAB biomass and lactic acid) is a possible step for classical ethanol production to move towards a biorefinery model production in which all by and waste products are utilized to increase produced values and reduce waste production. This enables a cost-effective utilization of the problematic wastewater from ethanol and sugar production.
Descritores: Hidróxidos/metabolismo
Lactobacillus plantarum/metabolismo
Melaço
Triticum/metabolismo
-Biomassa
Técnicas de Cultura
Destilação
Etanol
Fermentação
Concentração de Íons de Hidrogênio
Resíduos Industriais
Ácido Láctico
Leveduras/metabolismo
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  6 / 17 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Lamounier, Joel Alves
Texto completo
Texto completo
Id: lil-575426
Autor: Lamounier, Joel Alves; Sampaio, Maristela; Bracarense, Breno; Pereira, Márcia Pagano; Chamone, Bruno Cunha; Campos, Cicero Teixeira; Rochas, Felipe; Hortmann, Herbert Coelho; Rodrigues, Leonardo Martins da Costa; Muniz, Lidiane Grace; Pimenta, Luciana Carla Araújo; Santos, Luciana Marisa dos.
Título: Eficácia terapêutica do hidróxido de ferro III polimaltosado na anemia ferropriva em crianças menores de seis anos em Carrancas, Minas Gerais / Eficacy of ferrous III polimaltosado on iron deficiency anemia threatment in children age six years in Carrancas, State of Minas Gerais
Fonte: Rev. méd. Minas Gerais;14(1):26-31, jan.-mar. 2004. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Avaliar a eficácia e tolerabilidade da terapêutica com hidróxido de ferro III polimaltosado na anemia ferropriva em crianças. Método: Foram avaliadas 400 crianças menores de 6 anos de idade, residentes no Município de Carrancas, MG. Pelo teste rápido de hemoglobina (Hemocue) amostras de sangue foram colhidas por punção digital, sendo o ponto de corte de 11,0 q/dL para anemia recomendado pela OMS, sendo este valor acrescido de 0,6, para ajustes de altitude e variabilidade do aparelho. Para confirmação do diagnóstico de anemia ferropriva foi realizado eritrograma para determinar o nível de hemoglobina, considerando anemia os valores 11g/dL com hipocromia e microcitose à hematoscopia e dosagem da ferritina sérica (valores 10 mg/dl). Nas crianças anêmicas, exames parasitológicos de fezes foram realizados para avaliar parasitose intestinal. Resultados: Cento e noventa e sete (49%) crianças tinham valores de hemoglobina abaixo do ponto de corte, sendo consideradas anêmicas. O diagnóstico de anemia ferropriva somente foi confirmado em 50, considerando-se os critérios estabelecidos acima. O tratamento foi feito com hidróxido de ferro III polimaltosado na dose de 4md/Kg/peso/dia, por via oral, durante 90 dias. Ao final deste período, foi possível avaliação de 40 crianças quanto à eficácia e tolerância. Os níveis médios de hemoglobina antes do tratamento elevaram de 9,6 ± 1,0g/dL para 11.0 ± 1,4g/dL ao final do tratamento, diferença estatisticamente significativa p < 0,001. O exame parasitológico de fezes foi positivo em 35 das 38 crianças, sendo as parasitoses mais comuns ascaridíase e giardíase. Índice de 66% de erradicação dos parasitas após o tratamento específico com mebendazol e metronidazol. Conclusão: Encontrou-se elevada prevalência de anemia em crianças, com boa resposta e tolerância à terapêutica instituída.

To know the prevalence of anaemia and iron deficiency in children in the city of Carrancas, Minas Gerais, Brazil. Method: Cross-sectional study with 400 children, with age from 6 months to 6 years. Hematological parameter used for screening was 11.0g/dL cut-off point for hemoglobin, measured by HemoCue, with a blood obtained by digital punction as recommended by WHO. Children with hemoglobin lower than this value had venous blood collected to determine hemoglobin, hematocrit, red blood cells count, and determination of plasmatic ferritin concentration. Results: Children with hemoglobin levels lower than 11.6g/dL were considered anemic according to HemoCue evaluation. However, only 50 children were confirmed as anemic due to iron deficiency. They were treated with ferrous polymaltose in oral doses of 4mg/kg of weight, dayly, during 90 days. Mean hemoglobin levels increased from 9,6 ± 1,0g/dL before treatment to 11,0 ± 1,4g/dL at the end of 90 days of treatment. Such difference was statistically significant (p<0,001). Intestinal parasites most prevalent were Ascaris and Giardia, which were treated adequately with mebendazol and metronidazol. Conclusion: A high prevalence of iron deficiency anemia in children under six years was observed years. Therefore, it is an important public health matter in Carrancas. Treatment was effective in increasing the hemoglobin levels to normal values and was well tolerated by children.
Descritores: Anemia Ferropriva
Hidróxidos/uso terapêutico
-Anemia Ferropriva
Brasil
Fezes/parasitologia
Hematócrito
Hemoglobinas/análise
Limites: Humanos
Recém-Nascido
Lactente
Pré-Escolar
Criança
Responsável: BR21.1 - Biblioteca J Baeta Vianna- Campus Saúde UFMG


  7 / 17 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-478468
Autor: Donato, Hugo; Rapetti, María C; Morán, Lorena; Cavo, Marcela.
Título: Hidróxido férrico polimaltosado contra sulfato ferroso en el tratamietno de la anemia ferropénica: estudio prospectivo aleatorizado / Iron polymaltose versus ferrous sulfate for the treatment of iron deficiency anemia: a prospective randomized study
Fonte: Arch. argent. pediatr;105(6):491-497, dic.2007. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Introducción. Con el objetivo de clarificar la controversia sobre la eficacia del hidróxido férrico polimaltosado en relación al sulfato ferroso, se comparó prospectivamente la eficacia y la tolerabilidad deambos.Población, material y métodos. Niños de 6-48 meses,con hemoglobina <11,0 g/dl, volumen corpuscularmedio <72 fl y saturación de transferrina ≤15%o ferritina <16 ng/ml fueron estratificados por gruposetarios y aleatorizados para recibir hidróxidoférrico polimaltosado o sulfato ferroso (5 mg/kg/día)durante 90 días. Se analizaron hemoglobina, hematócrito,volumen corpuscular medio, ferremia, saturacióny ferritina. La tolerabilidad se evaluó comobuena, regular o mala, según el porcentaje de dosisque efectivamente recibía el niño.Resultados. Se incluyeron 59 pacientes (23 con hidróxidoférrico polimaltosado, 36 con sulfato ferroso).Hemoglobina y hematócrito mostraron valores significativamente más elevados en el grupo sulfatoferroso que en el hidróxido férrico polimaltosado desde el día 30 hasta el final (p <0,05). Ferremia,saturación y ferritina al día 90 fueron significativamente mayores en el grupo sulfato ferroso (p <0,05).La diferencia inicial-final fue significativamente mayor en el grupo sulfato ferroso para todas lasvariables. Un mayor porcentaje de pacientes delgrupo sulfato ferroso alcanzó valores normales parahemoglobina, hematócrito, volumen corpuscularmedio, ferremia y saturación (p <0,05). Sólo un paciente del grupo sulfato ferroso (por mala tolerancia)y uno del grupo hidróxido férrico polimaltosado(por caída de hemoglobina >1 g/dl) debieronsuspender tratamiento.Conclusiones. El sulfato ferroso es de elección pues produce incrementos más precoces y de mayor intensidad para todos los parámetros, permite la normalización de valores en mayor cantidad depacientes y presenta similar tolerabilidad y grado de adhesión al tratamiento que el hidróxido férricopolimaltosado.

Introduction. The usefulness of iron polymaltose (IP) for the treatment of iron deficiency anemia is still controversial. The aim of this prospective, randomized study was to compare efficacy and tolerability of IP and ferrous sulfate (FS). Patients, materials y methods. Children aged 6-48 months, with hemoglobin <11.0 g/dl, mean corpuscular volume <72 fl and transferrin saturation ≤15% or ferritin <16 ng/ml were stratified in age groups and randomized to receive IP or FS (5 mg/kg per day) throughout 90 days. Hemoglobin, hematocrit, mean corpuscular volume, serum iron, transferrin saturation, and ferritin were determined. Tolerability to oral administration was classified as good,intermediate or poor, according to the percentage of the total daily iron dose received. Results. Fifty-nine patients (23 IP, 36 FS) were included. Hemoglobin and hematocrit showed significantly higher values in group FS than in group IP from day 30 to the end of the study (p <0.05). Serum iron, saturation and ferritin at day 90 were significantly higher in group FS (p <0.05). The difference between initial and final values was significantly higher in group FS for every determination. Normal values for hemoglobin, hematocrit, mean corpuscular volume, serum iron and saturation were achieved by significantly more patients in group FS (p <0.05). Only one patient in group FS (due to poor tolerance) and another in group IP (due to hemoglobin fall >1 g/dl) had to discontinue treatment. Conclusions. The first choice for treatment is FS, since it is more effective, with similar safety, tolerability and compliance profiles than IP.
Descritores: Anemia Ferropriva
Sulfato Ferroso
Hidróxidos
Deficiência de Ferro
-Estudos Prospectivos
Distribuição Aleatória
Limites: Lactente
Criança
Responsável: AR94.1 - Centro de Información Pediatrica


  8 / 17 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-466499
Autor: Maniglia-Ferreira, Cláudio; Valverde, Guilherme Bõnecker; Silva Júnior, João Batista Araújo; Paula, Regina Célia Monteiro de; Feitosa, Judith Pessoa Andrade; Souza-Filho, Francisco José de.
Título: Clinical relevance of trans 1.4-polyisoprene aging degradation on the longevity of root canal treatment
Fonte: Braz. dent. j;18(2):97-101, 2007. graf.
Idioma: en.
Resumo: This in vivo study investigated the time of degradation of root filling material (trans 1,4-polyisoprene) retrieved from endodontically treated teeth and correlated the occurrence of degradation with the longevity of endodontics. Thirty-six root-filled teeth with different filling times (2 to 30 years) and with and without periapical lesions were selected. All teeth presented clinical indication for root canal retreatment. The association among filling time, presence of periapical lesion and root filling material degradation was investigated. Root filling samples were retrieved from the root canals using a Hedströ m file without solvent. The trans 1,4-polyisoprene was isolated by root filling solubilization in chloroform followed by filtration and centrifugation. GPC and FT-IR were the analytical techniques utilized. Degradation of trans 1,4-polyisoprene occurred with time, as a slow process. It is an oxidative process, and production of carboxyl and hydroxyl groups in the residual polymer were observed. Statistically significant decrease of molar mass was observed after 5 (p=0.0001) and 15 (p=0.01) years in teeth with and without periapical lesion, respectively. Bacteria participated in polymer degradation. Gutta-percha aging was proven an important factor for the long-term success of endodontic treatment. The findings of the present study showed that, after 15 years, polymer weight loss may decrease the capacity of the filling mass to seal the root canal space and prevent re-infection, thus compromising significantly the longevity of root canal therapy.

Este estudo in vivo avaliou a degradação do material obturador e a influência deste fator na longevidade do tratamento endodôntico. Foram selecionados 36 pacientes (3-30 anos) com canais tratados endodonticamente, com e sem lesões periapicais, e indicação de retratamento endodôntico. Foi investigada a associação entre o tempo de tratamento, presença de lesão periapical e a degradação do material obturador. O material obturador foi removido com uma lima Hedströ em sem uso de solvente. O polímero trans 1,4- poliisopreno foi isolado do material obturador através de solubilização em clorofórmio, seguido de filtragem e centrifugação. GPC e FT-IR foram os métodos analíticos utilizados. A degradação do trans 1,4- poliisopreno foi observada com o tempo, sendo um processo lento e oxidativo, com formação de grupos carboxílicos e hidroxilas no polímero residual. Após 5 (p=0,0001) e 15 (p=0,01) anos, em dentes com e sem lesões periapicais, respectivamente, houve decréscimos significantes na massa molar do material obturador. A infecção bacteriana participa no processo de degradação do polímero. O envelhecimento da guta-percha é um fator que influencia o sucesso a longo prazo do tratamento endodôntico. Após 15 anos, a longevidade do tratamento pode ser significantemente afetada pela redução da capacidade de selamento causada pela perda de massa molar do polímero, permitindo a reinfecção do sistema de canais radiculares.
Descritores: Hemiterpenos/química
Látex/química
Materiais Restauradores do Canal Radicular/química
-Bactérias/isolamento & purificação
Centrifugação
Fenômenos Químicos
Cromatografia em Gel
Carbono/análise
Clorofórmio/química
Cavidade Pulpar/microbiologia
Filtração
Guta-Percha/química
Hemiterpenos/análise
Hidróxidos/análise
Látex/análise
Oxirredução
Oxigênio/análise
Periodontite Periapical/microbiologia
Periodontite Periapical/terapia
Retratamento
Obturação do Canal Radicular
Materiais Restauradores do Canal Radicular/análise
Solubilidade
Espectroscopia de Infravermelho com Transformada de Fourier
Solventes/química
Fatores de Tempo
Resultado do Tratamento
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 17 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-432320
Autor: Cardoso, Lucelena Patricio.
Título: Estudo da remoção de compostos orgânicos derivados da produção de poliéster presentes em efluentes industriais, por meio de sorção em hidróxidos duplos lamelares do sistema Mg-Al-CO3 / Study of the sorption of organic anions derived from industrial production of polyester.
Fonte: Ribeirão Preto; s.n; 2002. 107 p. ilus, tab.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: Hidróxidos Duplos Lamelares (HDLs) ou compostos lamelares do tipo da hidrotalcita podem ser representados genericamente através da fórmula: , na qual: M2+ representa um cátion divalente; M3+ representa um cátion trivalente; Am- representa o ânion intercalado com carga m-. Os HDLs dos sistemas Mg-Al, são conhecidos por apresentarem uma propriedade denominada “efeito memória”, que consiste na regeneração da estrutura lamelar, após a calcinação do HDL e contato do material calcinado com solução aquosa contendo um ânion. A sorção, em HDLs, de ânions orgânicos tais como tereftalato, benzoato e 4-metil-benzoato, provenientes de resíduos industriais poderá resultar em uma nova alternativa para o tratamento de efluentes, pois a capacidade de regeneração dos HDLs através de ciclos de calcinação/sorção pode vir a tornar o processo economicamente viável. Os principais objetivos deste trabalho foram: o estudo da sorção dos ânions orgânicos derivados do processo industrial de produção de poliéster, em HDLs do sistema Mg-Al-CO3, no material original e no mesmo após calcinação. Para complementar este estudo foram investigados a cinética do processo de sorção dos ânions com a regeneração da estrutura lamelar do HDL e a capacidade de reciclagem do material após repetidos ciclos de calcinação/sorção. Os estudos de sorção para os ânions tereftalato, benzoato e 4-metil-benzoato, demonstraram que o material calcinado apresenta uma maior capacidade de remoção dos ânions em solução. Através dos estudos da cinética do processo de sorção, nota-se que apesar do sistema alcançar o equilíbrio lentamente, a regeneração do material é um processo rápido, ocorrendo após cerca de 15 minutos de contato do mesmo com a solução do ânion orgânico. Os estudos de reciclagem realizados para os três ânions investigados, mostraram que o HDL inicialmente contendo carbonato apresenta boa capacidade de remoção dos ânions orgânicos em solução. O material apresentou maior capacidade de sorção para os ânions tereftalato e 4-metil-benzoato. Além disso, a capacidade de reciclagem do material foi comprovada, pois os ânions orgânicos foram removidos da solução e posteriormente decompostos por calcinação, sendo que mesmo após o quinto e último ciclo de calcinação/sorção, o material continuava a remover os ânions presentes na solução, com um decréscimo na capacidade sorção do material durante os ciclos, que foi diferente para cada caso, sendo pequeno no caso do tereftalato.
Descritores: Hidróxidos
Efluentes Industriais
Remoção
Compostos Orgânicos
Poliésteres
Responsável: BR67.1 - CIR - Biblioteca - Centro de Informação e Referência
BR67.1


  10 / 17 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-350275
Autor: Sarpa, Marcia.
Título: Avaliação da toxicidade pré-natal do trifenil hidróxido de estanho (TPTH) em camundongos / Evaluation of the prenatal toxicology of the terphenil tin hidroxides (TPTH) in mice.
Fonte: Rio de Janeiro; s.n; 2003. xix, 88 p. tab, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Escola Nacional de Saúde Pública para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: O grupo de compostos organoestanhosos inclui uma variedade de químicos amplamente empregados na agricultura e na indústria em geral. Os triorganoestanhosos são biologicamente mais ativos e são largamente usados como biocidas. Compostos trifenil de estanho em adição com compostos tributil de estnho são usados como algicidas, moluscicidas e como preservativo da madeira. O objetivo deste estudo foi avaliar o potencial embriofeto-tóxico do trifenil hidróxido de estanho (TPTH) em camundongos. Camundongos Swiss Webster (FIOCRUZ) foram acasalados, sendo considerado dia ´0` de gravidez as 24 horas que se seguiram à confirmação do cruzamento pela presença do plug vaginal. As fêmeas grávidas foram tratadas com doses de 0; 3,75; 7,5; 15 e 30 mg TPTH/kg de peso corpóreo/dia por entubação gástrica nos dias 6-17 de gravidez. O grupo controle recebeu apenas o veículo (óleo de milho). No dia 18, as fêmeas foram submetidas à cesariana sendo registrado o número de fetos vivos, mortos e reabsorções. Os fetos foram pesados, sendo ½ de cada ninhada fixada em Bouin para análise de vísceras e a ½ restante diafanizada e corada (alizarina red S) para avaliação de esqueleto. Morreram 01 mãe tratada com 3,75 mg/kg, 01 com 15mg/kg e 02 com 30mg/kg. Drástica redução de peso materno foi notada a partir de 15mg/kg, mas a análise do ganho de peso durante todo o período de gravidez (dia 0-18), descontado o peso do útero, indicou que o TPTH causou consistentemente toxicidade materna a partir de 7,5mg/kg. Um aumento de reabsorções foi notado nas doses de 15 e 30mg TPTH/kg. Não houve alteração do número de sítios de implantação. A partir de 15mg/kg, o TPTH causou evidente redução do peso corpóreo fetal. Sinais de malformações viscerais, tais como alterações de timo, testículos e útero, foram evidentes a partir de 7,5mg/kg. Sinais de retardo de ossificação (pobremente calcificado, osso não calcificado e esponjoso) e uma alta incidência de malformações de esqueleto foram observadas a partir da dose de 3,75 mg TPTH/kg. Estes achados indicam que o TPTH foi tóxico para a mãe a partir da dose de 7,5mg/kg e embriofeto-tóxico a partir da dose 3,75 mg TPTH/kg; apontando para uma certa seletividade dos efeitos adversos sobre o desenvolvimento embriofetal.
Descritores: Hidróxidos/toxicidade
Camundongos
Compostos de Terfenil
Compostos de Estanho
Responsável: BR526.1 - Biblioteca de Saúde Pública
BR526.1; R615.3, S246a



página 1 de 2 ir para página        
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde