Base de dados : LILACS
Pesquisa : D01.210.450.150.450 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 9 [refinar]
Mostrando: 1 .. 9   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 9 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-680785
Autor: Pimentel, Luciano A; Maia, Lisanka A; Carvalho, Fabricio K. de L; Pfister, James A; Cook, Daniel; Medeiros, Rosane M. T; Riet-Correa, Franklin.
Título: Aversão alimentar condicionada para o controle da intoxicação por Ipomoea carnea subsp. fistulosa em caprinos / Conditioned food aversion for the control of poisoning by Ipomoea carnea subsp. fistulosa
Fonte: Pesqui. vet. bras = Braz. j. vet. res;33(6):719-723, June 2013. tab.
Idioma: pt.
Resumo: A aversão alimentar condicionada é uma técnica que pode ser utilizada em animais para evitar a ingestão de plantas tóxicas. O presente estudo teve como objetivo testar a eficiência e durabilidade da aversão alimentar condicionada em caprinos para evitar o consumo de Ipomoea carnea subsp. fistulosa. Foram utilizados 14 caprinos jovens da raça Moxotó, que foram adaptados ao consumo da planta. Inicialmente foi administrada I. carnea subsp. fistulosa dessecada e triturada misturada à ração concentrada por 30 dias e, posteriormente, foi fornecida a planta verde por mais 10 dias. Para constatação da adaptação ao consumo da planta os caprinos foram colocados a pastar em um piquete de 510 m² onde tinha sido plantada I. carnea subsp. fistulosa em uma área de 30m² (10 plantas/m²). No 42º dia de experimento, após a constatação do consumo espontâneo os animais receberam a planta verde individualmente na baia por alguns minutos, e todos os animais que consumiam qualquer quantidade da planta foram tratados com uma solução de LiCl na dose 175mg por kg de peso vivo. Este procedimento repetiu-se por mais dois dias. Posteriormente, os caprinos foram divididos em dois grupos: Grupo 1 com seis animais, quatro deles avertidos e dois não avertidos (facilitadores); e o Grupo 2, com oito caprinos, todos avertidos. Para constatar a eficiência e duração da aversão e a influência de animais facilitadores na durabilidade da aversão, os caprinos foram colocados a pastar, em dias alternados, três dias por semana, durante duas horas, no piquete plantado com I. carnea subsp. fistulosa. Por 12 meses os animais foram monitorados durante o pastejo, identificando-se o consumo e a preferência dos animais pelas plantas presentes no piquete. No Grupo 1 tanto os caprinos avertidos quanto os não avertidos iniciaram a ingerir a planta em 1-6 semanas e gradualmente foram aumentando a planta consumida, mas nunca a ingeriram exclusivamente. Nenhum caprino do Grupo 2 iniciou a ingestão da planta durante os 12 meses de experimento. Após esse período a área do piquete destinada ao plantio de I. carnea subsp. fistulosa foi ampliada para 80m² e os animais foram novamente introduzidos, com tempo de pastejo na área aumentado para quatro horas durante cinco dias na semana. Nesta fase todos os caprinos do Grupo 1 ingeriram a planta em grande quantidade. Os caprinos do Grupo 2 iniciaram gradualmente a ingerir a planta e a aversão se extinguiu, em todos os animais, após dois meses. A concentração de swainsonina em I. carnea subsp. fistulosa foi de 0,052±0,05% (média±SD). Conclui-se que a aversão alimentar condicionada é eficiente para evitar a ingestão de I. carnea subsp. fistulosa. No entanto, a duração da mesma depende, entre outras coisas, da quantidade de planta presente na área de pastoreio e do tempo de exposição e se extingue rapidamente por facilitação social.

Conditioned food aversion is a technique that can be used to train livestock to avoid ingestion of poisonous plants. This study tested the efficacy and durability of conditioned food aversion to eliminate goat's consumption of Ipomoea carnea subsp. fistulosa. We used 14 young Moxotó goats, which were initially adapted to the consumption of the plant by offering dried I. carnea subsp. fistulosa with their concentrate diet for 30 days, and then subsequently providing green plant for another 10 days. To confirm the spontaneous consumption of the plant, the goats were allow to graze in a paddock of 510m² where I. carnea subsp. fistulosa had been planted in an area of 30m² (10 plants/m²). On day 42, 12 goats were offered fresh green plant individually in a pen for a few minutes, and after the consumption of any amount of the plant they were treated orally with a solution of LiCl at a dose 175mg per kg of body weight. This procedure was repeated for two more consecutive days. Thereafter, the goats were divided into two groups: Group 1 with four averted and two non-averted goats; and Group 2 with eight averted goats. To verify the efficacy and duration of aversion, both groups were introduced into the paddock with I. carnea subsp. fistulosa three days a week for two hours daily. In Group 1, with two non-averted and four averted goats, all animals started to ingest the plant after 1-6 weeks of grazing. They continually increased their consumption of the plant, but never consumed the plant exclusively. None of the goats of Group 2 goats started eating the plant during the 12 months of observation. After this period the area of the paddock planted with I. carnea subsp. fistulosa was expanded to 80 m² and grazing time was increased to four hours per day for five days a week. At this stage all the goats in Group 1 ingested the plant in large quantities. The goats from Group 2 gradually started to eat the plant and aversion was extinguished in all animals after two months. Swainsonine concentration of I. carnea subsp. fistulosa was 0.052±0.05% (mean ±SD). It was concluded that conditioned food aversion was effective in reducing goat consumption of I. carnea subsp. fistulosa, but the duration of aversion depends on the time of grazing and amount of plant available. However, the aversion was quickly extinguished by social facilitation when averted animals grazed with non-averted animals.
Descritores: Convolvulaceae/toxicidade
Envenenamento/diagnóstico
Envenenamento/veterinária
Plantas Tóxicas/toxicidade
-Cloreto de Lítio/toxicidade
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  2 / 9 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-649508
Autor: Pimentel, Luciano A; Maia, Lisanka A; Campos, Édipo M; Dantas, Antônio F M; Medeiros, Rosane M T; Pfister, James A; Cook, Daniel; Riet-Correa, Franklin.
Título: Aversão alimentar condicionada no controle de surtos de intoxicações por Ipomoea carnea subsp. fistulosa e Turbina cordata em caprinos / Conditioned food aversion to control outbreaks of poisoning by Ipomoea carnea subsp. fistulosa and Turbina cordata in goats
Fonte: Pesqui. vet. bras = Braz. j. vet. res;32(8):707-714, ago. 2012. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: A aversão alimentar condicionada é uma técnica que pode ser utilizada em animais para evitar a ingestão de plantas tóxicas. A técnica foi utilizada em uma fazenda para controlar a intoxicação por Turbina cordata e em outra para Ipomoea carnea subsp. fistulosa. Os caprinos eram presos à noite, e na manhã do dia seguinte lhes era ofertada a planta verde, recém-colhida, por dez minutos. Os caprinos que ingerissem qualquer quantidade da planta eram identificados, pesados e tratados com LiCl na dose de 175mg/kg peso vivo através de sonda esofágica. No rebanho da fazenda na que havia T. cordata a técnica foi aplicada a cada dois meses durante o período em que a planta é encontrada. Durante todo o experimento, de dezembro de 2009 a abril de 2011 não ocorreu nenhum novo caso de intoxicação no rebanho e diminuiu gradualmente o número de animais avertidos e a quantidade de planta que ingeriam os mesmos durante o processo de aversão. Na fazenda na que ocorria intoxicação por I. carnea a maioria de rebanho foi avertido em dezembro de 2010, 15-20 dias antes do início das chuvas, e os animais não ingeriram a planta espontaneamente no campo até setembro-outubro de 2011, durante o período da seca, quando havia extrema carência de forragem e iniciaram a ingerir a planta no campo. Posteriormente, apesar de três tratamentos aversivos com 21 dias de intervalo, os animais continuaram a ingerir a planta e ocorreram casos clínicos. A técnica de aversão alimentar condicionada demonstrou ser eficiente e viável para o controle da intoxicação por T. cordata. Para a intoxicação por I. carnea a técnica impediu a ingestão da planta somente durante a época de chuvas, mas não durante a seca, quando há pouca disponibilidade de forragem. A diferença nos resultados com as duas plantas é, aparentemente, resultante das condições epidemiológicas diferentes nas que ocorrem as intoxicações. T. cordata desaparece durante a maior parte do período de seca. A planta rebrota e fica verde durante o fim de seca, quando diminui a oferta de forragem, por curto espaço de tempo, permanecendo verde durante a época de chuvas. I. carnea, por crescer próximas as fontes de água, em áreas húmidas, permanece verde durante todo o período da seca, quando é maior a escassez de forragem, favorecendo desta forma a ingestão da planta pelos animais.

Conditioned food aversion is used to train livestock to avoid the ingestion of toxic plants. This technique was used to control Turbina cordata poisoning in goats in one farm, and to control Ipomoea carnea subsp. fistulosa poisoning in another farm. The goats were penned at night and the next morning the green plants were offered for 10 minutes. Goats that ingested any amount of the plant were treated through a gastric tube with 175mg of LiCl/kg body weight. In the flock in which the poisoning by T. cordata was occurring, the goats were averted every two months during the period that the plant was found in the pastures. During the experiment, from December 2009 to April 2011, new cases of poisoning were not observed, and there was a progressive decrease in the number of goats that ingested the plant and were averted. In the farm where I. carnea poisoning was occurring, most of the goats were averted in December 2010, 15-20 days before the first rains. The goats of this flock did not ingest the plant spontaneously in the field until September-October 2011, when, due to the dry season, there was a severe forage shortage, and the goats started to ingest the plant in the field. Later, despite three aversive treatments with 21 days intervals, the goats continued to ingest the plant and some animals became poisoned. In conclusion, conditioned food aversion was effective in to control intoxication by T. cordata. The technique was also effective in conditioning goats to avoid consuming I. carnea during the rainy season, but not during the dry season, with low forage availability in the field. The differences in these results seem to be due to the epidemiology of both poisonings: T. cordata is senescent and unavailable during most of the dry period, and green biomass is typically available either at the very end of the dry season, for a short period of time, and during the rainy season when there is no shortage of forage. In contrast, I. carnea grows in wet areas near water sources, and stays green during the dry period when there is a lack of other forage.
Descritores: Cloreto de Lítio/administração & dosagem
Comportamento Alimentar
Comportamento Alimentar
Ipomoea/toxicidade
Ovinos/imunologia
-Convolvulaceae/toxicidade
Intoxicação por Plantas/veterinária
Swainsonina/toxicidade
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  3 / 9 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Chile
Texto completo
Id: lil-626738
Autor: Sun, Jia-Long; Zou, Xiao; Liu, Ai-Ying; Xiao, Tang-Fu.
Título: Elevated yield of Monacolin K in Monascus purpureus by fungal elicitor and mutagenesis of UV and LiCl
Fonte: Biol. Res;44(4):377-382, 2011. ilus, tab.
Idioma: en.
Resumo: In China, Monascus spp., a traditional fungus used in fermentation, is used as a natural food additive. Monascus spp. can produce a secondary metabolite, monacolin K namely, which is proven to be a cholesterol-lowering and hypotensive agent. Hence, recently, many researchers have begun focusing on how to increase the production of monacolin K by Monascus purpureus. In the present study, we investigated the effect of the fungal elicitor and the mutagenesis of UV & LiCl on the amount of monacolin K produced by Monascus purpureus. The fugal elicitor, Sporobolomyces huaxiensis, was isolated from tea leaves and its filtrate was added into the culture filtrate of Monascus purpureus during growth to induct the production of monacolin K. The results showed that the highest amount of monacolin K produced by the liquid fermentation was 446.92 mg/mL, which was produced after the fungal elicitor was added to the culture filtrate of Monascus purpureus on the day 4; this amount was approximately 6 times greater than that of the control culture filtrate, whereas the highest amount of monacolin K produced by the mutated strain was 3 times greater than the control culture after the irradiation of UV light in the presence of 1.0 % LiCl in the medium.
Descritores: Basidiomycota/fisiologia
Lovastatina/biossíntese
Mutação
Monascus/metabolismo
-China
Meios de Cultura
Cloreto de Lítio
Monascus/genética
Monascus/efeitos da radiação
Raios Ultravioleta
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  4 / 9 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Tucci, Paulo José Ferreira
Texto completo
Id: lil-622515
Autor: Bocalini, Danilo Sales; Santos, Leonardo dos; Antonio, Ednei Luiz; Santos, Alexandra Alberta dos; Davel, Ana Paula; Rossoni, Luciana V.; Vassalo, Dalto Valentim; Tucci, Paulo José Ferreira.
Título: Remodelamento miocárdico após grandes infartos converte potenciação pós-pausa em decaimento da força em ratos / Myocardial remodeling after large infarcts in rat converts post rest-potentiation in force decay / Miocárdio remodelado después de grandes infartos en ratas convierte potenciación post-pausa en disminucion de la fuerza
Fonte: Arq. bras. cardiol;98(3):243-251, mar. 2012. tab.
Idioma: pt.
Resumo: FUNDAMENTO: A Contração Pós-Repouso (CPR) do músculo cardíaco fornece informações indiretas sobre a manipulação de cálcio intracelular. OBJETIVO: Nosso objetivo foi estudar o comportamento da CPR e seus mecanismos subjacentes em camundongos com infarto do miocárdio. MÉTODOS: Seis semanas após a oclusão coronariana, a contratilidade dos Músculos Papilares (MP) obtidos a partir de camundongos submetidos à cirurgia sham (C, n = 17), com infarto moderado (MMI, n = 10) e grande infarto (LMI, n = 14), foi avaliada após intervalos de repouso de 10 a 60 segundos antes e depois da incubação com cloreto de lítio (Li+) em substituição ao cloreto de sódio ou rianodina (Ry). A expressão proteica de SR Ca(2+)-ATPase (SERCA2), trocador Na+/Ca2+ (NCX), fosfolambam (PLB) e fosfo-Ser (16)-PLB foi analisada por Western blotting. RESULTADOS: Os camundongos MMI apresentaram potenciação de CPR reduzida em comparação aos camundongos C. Em oposição à potenciação normal para camundongos C, foram observadas degradações de força pós-repouso nos músculos de camundongos LMI. Além disso, a Ry bloqueou a degradação ou potenciação de PRC observada em camundongos LMI e C; o Li+ inibiu o NCX e converteu a degradação em potenciação de CPR em camundongos LMI. Embora os camundongos MMI e LMI tenham apresentado diminuição no SERCA2 (72 ± 7% e 47 ± 9% de camundongos controle, respectivamente) e expressão protéica de fosfo-Ser16-PLB (75 ± 5% e 46 ± 11%, respectivamente), a superexpressão do NCX (175 ± 20%) só foi observada nos músculos de camundongos LMI. CONCLUSÃO: Nossos resultados mostraram, pela primeira vez, que a remodelação miocárdica pós-IAM em camundongos pode mudar a potenciação regular para degradação pós-repouso, afetando as proteínas de manipulação de Ca(2+) em miócitos.

BACKGROUND: Post-rest contraction (PRC) of cardiac muscle provides indirect information about the intracellular calcium handling. OBJECTIVE: Our aim was to study the behavior of PRC, and its underlying mechanisms, in rats with myocardial infarction. METHODS: Six weeks after coronary occlusion, the contractility of papillary muscles (PM) obtained from sham-operated (C, n=17), moderate infarcted (MMI, n=10) and large infarcted (LMI, n=14) rats was evaluated, following rest intervals of 10 to 60 seconds before and after incubation with lithium chloride (Li+) substituting sodium chloride or ryanodine (Ry). Protein expression of SR Ca(2+)-ATPase (SERCA2), Na+/Ca2+ exchanger (NCX), phospholamban (PLB) and phospho-Ser(16)-PLB were analyzed by Western blotting. RESULTS: MMI exhibited reduced PRC potentiation when compared to C. Opposing the normal potentiation for C, post-rest decays of force were observed in LMI muscles. In addition, Ry blocked PRC decay or potentiation observed in LMI and C; Li+ inhibited NCX and converted PRC decay to potentiation in LMI. Although MMI and LMI presented decreased SERCA2 (72±7% and 47±9% of Control, respectively) and phospho-Ser16-PLB (75±5% and 46±11%, respectively) protein expression, overexpression of NCX (175±20%) was only observed in LMI muscles. CONCLUSION: Our results showed, for the first time ever, that myocardial remodeling after MI in rats may change the regular potentiation to post-rest decay by affecting myocyte Ca(2+) handling proteins.

FUNDAMENTO: La Contracción pos pausa (CPP) del músculo cardíaco provee informaciones indirectas sobre la manejo del calcio intracelular. OBJETIVO: Nuestro objetivo fue estudiar el comportamiento de la CPP y sus mecanismos subyacentes en Ratas con infarto de miocardio. MÉTODOS: Seis semanas después de la oclusión coronaria, la contractilidad de los Músculos Papilares (MP) obtenidos a partir de Ratas sometidos a falsa cirurgia (C, n = 17), con infarto moderado (MMI, n = 10) y gran infarto (LMI, n = 14), fue evaluada después de pausas de estímulos de 10 a 60 segundos antes y después de la incubación con cloruro de litio (Li+) en substitución del cloruro de sodio o rianodina (Ry). La expresión proteica de SR Ca(2+)-ATPasa (SERCA2), intercambiador Na+/Ca2+ (NCX), fosfolamban (PLB) y fosfo-Ser (16)-PLB fue analizada por Western blotting. RESULTADOS: Los Ratas MMI presentaron potenciación de CPP reducida en comparación a los Ratas C. En oposición a la potenciación normal para Ratas C, fueron observadas decaimientos de fuerza post-reposo en los músculos de Ratas LMI. Además de eso, la Ry bloqueó la decaimiento o potenciación de PRC observada en Ratas LMI y C; el Li+ inhibió el NCX y convirtió la decaimiento en potenciación de CPP en Ratas LMI. Aunque los Ratas MMI y LMI hayan presentado disminución en el SERCA2 (72 ± 7% y 47 ± 9% de Ratas control, respectivamente) y expresión proteica de fosfo-Ser16-PLB (75 ± 5% y 46 ± 11%, respectivamente), la superexpresión del NCX (175 ± 20%) sólo fue observada en los músculos de Ratas LMI. CONCLUSIÓN: Nuestros resultados mostraron, por primera vez, que el remodelado miocárdico post-IAM en Ratas puede cambiar la potenciación regular para decaimiento post-reposo, afectando las proteínas de manejo del Ca(2+) en miocitos.
Descritores: Proteínas de Ligação ao Cálcio/metabolismo
Cálcio/metabolismo
Contração Miocárdica/efeitos dos fármacos
Infarto do Miocárdio/metabolismo
ATPases Transportadoras de Cálcio do Retículo Sarcoplasmático/metabolismo
Trocador de Sódio e Cálcio/metabolismo
Remodelação Ventricular/fisiologia
-Modelos Animais de Doenças
Cloreto de Lítio/farmacologia
Contração Miocárdica/fisiologia
Infarto do Miocárdio/classificação
Miócitos Cardíacos/metabolismo
Músculos Papilares/metabolismo
Distribuição Aleatória
Ratos Wistar
Rianodina/farmacologia
Limites: Animais
Ratos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 9 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-493775
Autor: Lima, Thiago Zaqueu; Blanco, Miriam Marcela; Santos Júnior, Jair Guilherme dos; Coelho, Carolina Tesone; Mello, Luiz Eugênio.
Título: Staying at the crossroads: assessment of the potential of serum lithium monitoring in predicting an ideal lithium dose / Em uma encruzilhada: potencial do nível plasmático de lítio como preditor da dose ideal
Fonte: Rev. bras. psiquiatr;30(3):215-221, set. 2008. graf, tab.
Idioma: en.
Resumo: OBJECTIVE: Lithium has been successfully employed to treat bipolar disorder for decades, and recently, was shown to attenuate the symptoms of other pathologies such as Alzheimer's disease, Down's syndrome, ischemic processes, and glutamate-mediated excitotoxicity. However, lithium's narrow therapeutic range limits its broader use. Therefore, the development of methods to better predict its dose becomes essential to an ideal therapy. METHOD: the performance of adult Wistar rats was evaluated at the open field and elevated plus maze after a six weeks treatment with chow supplemented with 0.255 percent, or 0.383 percent of lithium chloride, or normal feed. Thereafter, blood samples were collected to measure the serum lithium concentration. RESULTS: Animals fed with 0.255 percent lithium chloride supplemented chow presented a higher rearing frequency at the open field, and higher frequency of arms entrance at the elevated plus maze than animals fed with a 50 percent higher lithium dose presented. Nevertheless, both groups presented similar lithium plasmatic concentration. DISCUSSION: different behaviors induced by both lithium doses suggest that these animals had different lithium distribution in their brains that was not detected by lithium serum measurement. CONCLUSION: serum lithium concentration measurements do not seem to provide sufficient precision to support its use as predictive of behaviors.

OBJETIVO: Além de ser usado há décadas para tratar distúrbio bipolar, o lítio, mais recentemente, demonstrou-se eficaz para Alzheimer, síndrome de Down, processos isquêmicos e excitotoxicidade mediada por glutamato. Contudo, a estreita janela terapêutica do lítio limita seu uso. Portanto, o estabelecimento de métodos preditivos de dose torna-se importante. MÉTODO: O desempenho de ratos Wistar adultos foi avaliado no campo aberto e labirinto em cruz elevado após seis semanas de tratamento com uma ração suplementada com 0,255 por cento ou 0,383 por cento de cloreto de lítio ou ração normal. Coletou-se amostras de sangue para dosagem plasmática do lítio. RESULTADOS: Os animais alimentados com a ração com 0,255 por cento de cloreto de lítio fizeram mais rearing no campo aberto e tiveram uma maior freqüência de entradas nos braços do labirinto elevado que os animais que ingeriram a dose mais alta. Apesar disso, verificou-se níveis plasmáticos de lítio semelhantes em ambos os grupos. DISCUSSÃO: A variação nos comportamentos destarte a presença de níveis plasmáticos semelhantes sugere que as diferentes doses produziram diferentes concentrações cerebrais não detectadas pela medida plasmática. CONCLUSÃO: Medidas da concentração plasmática de lítio não permitem prever de forma completa seus efeitos comportamentais.
Descritores: Antimaníacos/administração & dosagem
Transtorno Bipolar/tratamento farmacológico
Encéfalo/metabolismo
Cloreto de Lítio/administração & dosagem
Aprendizagem em Labirinto/efeitos dos fármacos
-Análise de Variância
Antimaníacos/sangue
Transtorno Bipolar/sangue
Cloreto de Lítio/sangue
Ratos Wistar
Limites: Animais
Feminino
Masculino
Ratos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 9 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-198131
Autor: Motta, Thelma; Cordas, T. A.
Título: Linhas gerais do tratamento farmacológico das doenças afetivas no idoso / An overview on pharmacological treatment of affective disorders in the aged
Fonte: J. bras. psiquiatr;40(9):443-9, out. 1991. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Os autores salientam a importância do diagnóstico de depressäo na populaçäo idosa e as peculiaridades do seu tratamento com as diferentes drogas antidepressivas, principalmente, em relaçäo à farmacocinética e efeitos colaterais das mesmas
Descritores: Idoso
Amoxapina/uso terapêutico
Antidepressivos/efeitos adversos
Antidepressivos/farmacocinética
Bupropiona/uso terapêutico
Cloreto de Lítio/uso terapêutico
Depressão/tratamento farmacológico
Fluoxetina/uso terapêutico
Inibidores da Monoaminoxidase/uso terapêutico
Transtornos do Humor/tratamento farmacológico
Tioridazina/uso terapêutico
Zimeldina/uso terapêutico
Limites: Humanos
Idoso
Responsável: BR14.1 - Biblioteca Central


  7 / 9 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-198068
Autor: Cremonesi, E.
Título: Interaçöes de drogas e anestesia: parte II: problemas relacionados com diversos grupos farmacológicos / Drug interactions and anesthesia: part II: problems related to some therapeutic classes
Fonte: Rev. bras. anestesiol;33(6):469-80, nov.-dez 1983. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Säo analisados vários aspectos das interaçöes da anestesia com anticonvulsivantes, antidepressivos tricíclicos, inibidores da MAO, sais lítio, L DOPA e antineoplásicos. Também säo revistos os principais aspectos clínicos das doenças nas quais essas drogas säo utilizadas, bem como seus efeitos tóxicos e a conduta anestésica nos doentes em uso desses medicamentos
Descritores: Anestesia
Anticonvulsivantes
Antidepressivos Tricíclicos
Antineoplásicos
Interações Medicamentosas
Levodopa
Cloreto de Lítio
Inibidores da Monoaminoxidase
Limites: Humanos
Responsável: BR14.1 - Biblioteca Central


  8 / 9 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-161098
Autor: Garcia Aseff, S; Fuentes, L. B; Maria, A. O. M; Guzman, J. A; Mohamed, F; Muñoz, E; Ribes, A; Dominguez, S; Scardapane, L; Villegas, O.
Título: Estudio bioquímico-histológico de los efectos de litio en algunos organos de vizcacha (Lagostomus maximus maximus) / Biochemical-histological study of the effects of lithium in some organs of vizcacha (Lagostomus maximus maximus)
Fonte: Acta physiol. pharmacol. ther. latinoam;45(2):87-95, 1995. ilus, tab.
Idioma: es.
Resumo: Considerando que la vizcacha (lagostomus maximus maximus) es un roedor muy sensible al Litio (Li), planificamos un estudio bioquímico-histológico inyectando cloruro de Li 1 mEq/Kg/día vía intraperitoneal durante un mes a vizcachas adultas de ambos sexos agrupadas en tres lotes. En el lote I se comprobó por técnicas de microscopía óptica un evidente dano renal, gonodal, hipofisario y adrenal; por métodos bioquímicos se comprobó que el Li disminuyó significativamente los niveles séricos de LH en hembra, el contenido de testosterona y estradiol no fue modificado. En machos el Li sérico resultó significativamente mayor (p<0.01, Prueba de t) que en hembras. El dano fue mayor en machos. en el Lote II se estudió a 30 días de la última administración el grado de recuperación tisular del dano comprobado en el Lote I. Se verificó una recuperación total en hipófisis, parcial en testículo, nula en rinón y se incrementó el dano en adrenal y ovario. Con respecto al efecto seletivo sobre la zona glomerulosa adrenal del Li sería producido via hipófisis. En conclusión el efecto selectivo de Li en adrenal y gónadas en este roedor es una contribución para alertar sobre la posible producción de estos efectos en humanos
Descritores: Glândulas Suprarrenais/efeitos dos fármacos
Cloreto de Lítio/farmacologia
Gônadas
Hormônio Luteinizante/sangue
-Glândulas Suprarrenais/patologia
Cloreto de Lítio/sangue
Córtex Renal/patologia
Hipófise/patologia
Gônadas/patologia
Roedores
Fatores Sexuais
Limites: Animais
Masculino
Feminino
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 9 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Teixeira, N. A
Id: lil-148824
Autor: Faria, M. S; Teixeira, N. A.
Título: Reversal of learned helplessness by chronic lithium treatment at a prophylactic level
Fonte: Braz. j. med. biol. res = Rev. bras. pesqui. méd. biol;26(11):1201-12, Nov. 1993. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: 1. The effect of chronic lithium (Li) administration in a learned helplessness (LH) model was investigated. Female Wistar rats (190-210 g) received either tap water ad libitum (N = 56) or 20 mM LiCl (N = 63) in the drinking water or were water restricted (35 per cent based on lower liquid intake of rats receiving lithium, N = 40) for 30 days. On the 28th day, each of these groups was divided into three subgroups which received escapable (ES), inescapable (IS) or no shock (NS) treatment in shuttle boxes. All groups were submitted to the escape test on the 29th day and sacrificed on the 30th day, when blood samples were taken for measurement of serum lithium, sodium and potassium concentrations. 2. The NS group had lower serum Li levels (0.36 +/- 0.06, N = 15) than the ES (0.46 +/- 0.07, N = 15) or IS group (0.44 +/- 0.09, N = 25). The Li-pretreated group subjected to IS had a more effective escape performance than the IS group under water restriction and showed the same behaviour as animals not submitted to shocks. 3. We conclude that chronic treatment with Li at a serum level of 0.44 +/- 0.09 mEq/l prevents learned helplessness in rats. These results corroborate the validity of the use of this model for the assessment of the capacity of Li to protect against some depressive episodes
Descritores: Cloreto de Lítio/administração & dosagem
Desamparo Aprendido
-Depressão/prevenção & controle
Lítio/sangue
Lítio/farmacocinética
Análise Multivariada
Potássio/sangue
Ratos Wistar
Sódio/sangue
Fatores de Tempo
Limites: Animais
Feminino
Ratos
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde