Base de dados : LILACS
Pesquisa : D01.362.635.625 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 137 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 14 ir para página                         

  1 / 137 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Carmona, Maria José Carvalho
Texto completo
Id: lil-773479
Autor: Vale, Arthur Halley Barbosa do; Videira, Rogério Luiz da Rocha; Gomez, David Souza; Carmona, Maria José Carvalho; Tsuchie, Sara Yume; Flório, Cláudia; Vane, Matheus Fachini; Posso, Irimar de Paula.
Título: Effect of nitrous oxide on fentanyl consumption in burned patients undergoing dressing change / Efeito do óxido nitroso sobre o consumo de fentanil em pacientes queimados submetidos à troca de curativo
Fonte: Rev. bras. anestesiol;66(1):7-11, Jan.-Feb. 2016. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: BACKGROUND AND OBJECTIVES: Thermal injuries and injured areas management are important causes of pain in burned patients, requiring that these patients are constantly undergoing general anesthesia for dressing change. Nitrous oxide (N2O) has analgesic and sedative properties; it is easy to use and widely available. Thus, the aim of this study was to evaluate the analgesic effect of N2O combined with fentanyl in burned patients during dressing change. METHOD: After approval by the institutional Ethics Committee, 15 adult burned patients requiring daily dressing change were evaluated. Patient analgesia was controlled with fentanyl 0.0005% administered by intravenous pump infusion on-demand. Randomly, in one of the days a mixture of 65% N2O in oxygen (O2) was associated via mask, with a flow of 10 L/min (N2O group) and on the other day only O2 under the same flow (control group). RESULTS: No significant pain reduction was seen in N2O group compared to control group. VAS score before dressing change was 4.07 and 3.4, respectively, in N2O and control groups. Regarding pain at the end of the dressing, patients in N2O group reported pain severity of 2.8; while the control group reported 2.87. There was no significant difference in fentanyl consumption in both groups. CONCLUSIONS: The association of N2O was not effective in reducing opioid consumption during dressing changes.

JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Os ferimentos térmicos e a manipulação das áreas lesadas são causas importantes de dor em pacientes vítimas de queimaduras, necessitando que estes pacientes sejam constantemente submetidos a anestesias gerais para a troca do curativo. O óxido nitroso (N2O) tem propriedades analgésicas e sedativas, sendo capaz de fácil utilização e de ampla disponibilidade. Com isto, objetivou-se avaliar o efeito analgésico da administração de N2O associado ao fentanil em pacientes queimados, durante a troca de curativo. MÉTODO: Após aprovação pela comissão de ética institucional, foram avaliados 15 pacientes adultos, vítimas de queimaduras com necessidade de troca diária de curativo. A analgesia do paciente foi controlada pelo uso de fentanil 0,0005% administrado por bomba de infusão sob demanda, intravenosa. De maneira aleatória, em um dos dias foi associada mistura de N2O a 65% em oxigênio (O2) sob máscara com fluxo de 10 L/min (grupo N2O) e no outro dia apenas O2 sob o mesmo fluxo (grupo controle). RESULTADOS: Não se observou diminuição significativa da dor no grupo N2O em relação ao grupo controle. A dor na EAV antes da troca do curativo foi de 4,07 e 3,4; respectivamente nos grupos N2O e controle. Quanto à dor ao término da troca de curativo, os pacientes do grupo N2O referiram dor intensidade 2,8; enquanto no grupo controle foi de 2,87. Não houve diferença significativa de consumo de fentanil em ambos os grupos. CONCLUSÕES: A associação de N2O não foi eficaz na redução no consumo de opióides durante a troca de curativos.
Descritores: Bandagens
Queimaduras/terapia
Fentanila/administração & dosagem
Óxido Nitroso/administração & dosagem
-Oxigênio/administração & dosagem
Dor/etiologia
Dor/tratamento farmacológico
Queimaduras/complicações
Método Simples-Cego
Analgesia Controlada pelo Paciente/métodos
Resultado do Tratamento
Analgésicos Opioides
Pessoa de Meia-Idade
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Adulto
Adulto Jovem
Tipo de Publ: Ensaio Clínico Controlado Aleatório
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 137 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Chile
Texto completo
Id: biblio-1058196
Autor: Fernández-Cantalejo Padial, J; Heras, E; Hernández, B; Jiménez, AB; Martínez, A; López-Herce, J; Mencía, S.
Título: Resultados tras implantación de un protocolo de sedoanalgesia para procedimientos en ámbito hospitalario / Results after implementation of a sedoanalgesia protocol for procedures in hospital environment
Fonte: Rev. chil. pediatr;90(6):649-656, dic. 2019. tab, graf.
Idioma: es.
Resumo: INTRODUCCIÓN: Se analiza la efectividad y seguridad de un protocolo específico de sedoanalgesia para procedimien tos, y evalúa la satisfacción del personal sanitario con cada procedimiento. PACIENTES Y MÉTODO: Estudio prospectivo de un protocolo de sedoanalgesia para procedimientos en ámbito hospitalario en menores de 18 años, con una estrategia individualizada según la situación basal del paciente, el tipo de procedimiento y la experiencia del pediatra responsable de la sedación. Se registraron las variables: diagnóstico que motiva el procedimiento, tipo de procedimiento, datos antropométri cos, alergias, medicación, estado ASA y enfermedad de base, tiempo de ayuno, auscultación pul monar, temperatura, saturación de oxígeno, frecuencia respiratoria, frecuencia cardiaca, tensión arterial, lugar de sedación, tipo de fármaco, dosis, tipo de vía, escala de sedación Ramsay, duración de la sedación, tipo y tratamiento de efectos adversos, presencia de familiares durante todo el pro cedimiento y satisfacción del paciente. RESULTADOS: Se realizaron 279 sedaciones. Los fármacos más usados fueron óxido nitroso (62,7%) y midazolam (16,5%); las vías de administración más utili zadas fueron la inhalada (62,4%) y la intravenosa (15,8%). La satisfacción fue alta para el pediatra (92,5%), el enfermero (94,3%), los familiares (96,8%) y los pacientes (93,6%), con una buena correlación entre ellos, y fue significativamente menor al usar midazolam y las vías nasal y bucal. La tasa de efectos adversos fue del 3,2%, y ninguno fue grave. CONCLUSIONES: La implementación de un protocolo específico de sedoanalgesia para procedimientos en el ámbito hospitalario consigue una alta efectividad y seguridad, además de un alto nivel de satisfacción, tanto en familiares como en personal sanitario.

INTRODUCTION: We analyze the effectiveness and safety of a specific analgosedation protocol for procedures, and eva luate the satisfaction of the health personnel with each procedure. PATIENTS AND METHOD: Prospective study of an analgosedation protocol for hospital procedures in children under 18 years of age, with an individualized strategy based on the patient's baseline situation, the type of procedure and the experience of the pediatrician responsible for the sedation. The following variables were recorded: diagnosis motivating the procedure, type of procedure, anthropometric data, allergies, medication, ASA status and baseline disease, fasting time, lung auscultation, temperature, oxygen saturation, res piratory rate, heart rate, blood pressure, sedation location, type of drug, dose, route of administra tion, Ramsay sedation scale, duration of sedation, type and treatment of adverse effects, presence of family members throughout the procedure, and patient satisfaction. RESULTS: 279 sedations were performed. The most commonly used drugs were nitrous oxide (62.7%) and midazolam (16.5%); the most commonly used routes of administration were the inhaled one (62.4%) and the intravenous one (15.8%). The satisfaction was high for the pediatrician (92.5%), the nurse (94.3%), the family (96.8%), and patients (93.6%), with a good correlation between them, and it was significantly lower when using midazolam and the nasal and oral routes. The adverse effects rate was 3.2%, and none was severe. CONCLUSIONS: The implementation of a specific analgosedation protocol for procedures in the hospital environment achieves high levels of effectiveness and safety, as well as a high level of satisfaction, both in family members and in health personnel.
Descritores: Protocolos Clínicos
Satisfação do Paciente
Pediatras/psicologia
Analgesia/métodos
Anestesia/métodos
Satisfação no Emprego
-Midazolam
Família/psicologia
Estudos Prospectivos
Analgésicos não Entorpecentes
Dor Processual/prevenção & controle
Analgesia/efeitos adversos
Analgesia/psicologia
Hipnóticos e Sedativos
Anestesia/efeitos adversos
Anestesia/psicologia
Óxido Nitroso
Recursos Humanos de Enfermagem no Hospital/psicologia
Limites: Humanos
Lactente
Pré-Escolar
Criança
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  3 / 137 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1057469
Autor: Santos, Christiano dos Santos e; Grayson, Bernadette E.
Título: Methylenetetrahydrofolate Reductase deficiency and anesthesia: importance of a detailed preoperative evaluation / Deficiência de metiltetrahidrofolato redutase e anestesia: importância de uma avaliação pré-operatória detalhada
Fonte: Rev. bras. anestesiol;69(6):637-638, nov.-Dec. 2019.
Idioma: en.
Descritores: Anestésicos Inalatórios/efeitos adversos
Metilenotetra-Hidrofolato Redutase (NADPH2)/deficiência
Homocistinúria/diagnóstico
Anestesia
Espasticidade Muscular/diagnóstico
Óxido Nitroso/efeitos adversos
-Transtornos Psicóticos/diagnóstico
Transtornos Psicóticos/genética
5-Metiltetra-Hidrofolato-Homocisteína S-Metiltransferase/antagonistas & inibidores
Cuidados Pré-Operatórios
Hiper-Homocisteinemia/complicações
Metilenotetra-Hidrofolato Redutase (NADPH2)/genética
Homocisteína S-Metiltransferase/metabolismo
Homocistinúria/genética
Espasticidade Muscular/genética
Mutação
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Carta
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 137 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1116971
Autor: Souza, Rafael Celestino Colombo de; Costa, Paulo Sucasas; Costa, Luciane Rezende.
Título: Precauções e Recomendações sobre Sedação Odontológica durante a Pandemia de COVID-19 / Dental Sedation Precautions and Recommendations during the COVID-19 Pandemic
Fonte: Rev. bras. odontol;77(1):1-3, jan. 2020.
Idioma: en.
Descritores: Sedação Consciente
Infecções por Coronavirus
Sedação Profunda
Pandemias
Anestesia Dentária
Óxido Nitroso
Limites: Humanos
Responsável: BR485.1 - Biblioteca Mário Badan


  5 / 137 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-601769
Autor: Brearley, Francis Q; Fine, Paul V. A; Perreijn, Kristel.
Título: Does nitrogen availability have greater control over the formation of tropical heath forests than water stress?A hypothesis based on nitrogen isotope ratios / Tem a disponibilidade de nitrogênio maior controle sobre a formação de florestas tropicais de campinara do que o estresse hídrico?uma hipótese fundamentada nas razões isotópicas do nitrogênio
Fonte: Acta amaz;41(4):589-592, 2011. ilus, tab.
Idioma: en.
Resumo: Global scale analyses of soil and foliage δ15N have found positive relationships between δ15N and ecosystem N loss (suggesting an open N cycle) and a negative relationship between δ15N and water availability. We show here that soils and leaves from tropical heath forests are depleted in 15N relative to 'typical' forests suggesting that they have a tight N cycle and are therefore limited by N rather than by, often suggested, water availability.

Análises de δ15N solo e foliar, em escala global, encontraram relações positivas entre δ15N e a perda de N do ecossistema (sugerindo um ciclo aberto de N), e uma relação negativa entre o δ15N e a disponibilidade de água. Mostramosneste trabalho que os solos e a vegetação de florestas de campinarana são empobrecidas em 15N em relação a florestas 'típicas', sugerindo que elas têm um ciclo fechado de N e são, desta forma, limitadas pelo N, ao invés da disponibilidade de água, como frequentemente sugerido.
Descritores: Acidez do Solo
Óxido Nitroso
Responsável: BR6.1 - BCS - Biblioteca de Ciências da Saúde


  6 / 137 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-725231
Autor: Cavalcante, Lícia Bezerra; Sanabe, Mariane Emi; Marega, Tatiane; Gonçalves, João Roberto; Abreu-e-Lima, Fábio César Braga de.
Título: Sedação consciente: um recurso coadjuvante no atendimento odontológico de crianças não cooperativas / Conscious sedation: a backup resource for providing dental care to uncooperative children
Fonte: Arq. odontol;47(1):45-50, Jan.-Mar. 2011. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Na prática clínica, existem muitas crianças imaturas e ansiosas ou pacientes com comportamento físico e/ou metal que não cooperam durante o tratamento odontológico. Como alternativa para o manejo desses pacientes utiliza-se a sedação consciente através da pré-medicação ou sedação com o óxido nitroso/ oxigênio. Essas técnicas, quando empregadas de maneira adequada, são válidas e seguras, obtendo-se ótimos resultados principalmente com crianças. Desta forma, o objetivo deste estudo é relatar os tipos de sedação conscientes mais utilizados em odontopediatria, como uma alternativa no tratamento odontológico de crianças com comportamento difícil.(AU)

In clinical practice, there are immature and anxious children or patients with physical and/or mental behavior who do not cooperate when dental care is being provided. Conscious sedation with premedication or sedation with nitrous oxide is used as an alternative for the management of these patients. When these techniques are used correctly they are considered valid and safe, and excellent results are commonly obtained, especially with children. Thus, the objective of this study is to report the types of conscious sedation most often used in pediatric dentistry as alternative sedation methods for providing dental treatment to children with difficult behavior.(AU)
Descritores: Hidrato de Cloral
Sedação Consciente
Ansiedade ao Tratamento Odontológico
Óxido Nitroso
-Revisão
Assistência Odontológica para Crianças
Relações Dentista-Paciente
Responsável: BR365.1 - BIB - Biblioteca


  7 / 137 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Carvalho, Werther Brunow de
Id: lil-218904
Autor: Carvalho, Werther Brunow de.
Título: Analgesia e sedaçäo em pediatria / Analgesia and sedation in pediatrics
Fonte: Rev. paul. pediatr;14(2):53-65, jun. 1996. ilus, tab.
Idioma: pt.
Descritores: Inibidores de Ciclo-Oxigenase/farmacologia
Analgesia/efeitos adversos
Anti-Inflamatórios/farmacologia
Analgésicos Opioides/farmacologia
Anestésicos Intravenosos/farmacologia
Sedação Consciente/efeitos adversos
Unidades de Terapia Intensiva Pediátrica
-Pentobarbital/farmacologia
Flumazenil/farmacologia
Ketamina/farmacologia
Lorazepam/farmacologia
Acetaminofen/farmacologia
Meperidina/farmacologia
Morfina/farmacologia
Anestésicos Locais/farmacologia
Óxido Nitroso/farmacologia
Limites: Humanos
Lactente
Pré-Escolar
Criança
Recém-Nascido
Responsável: BR584.1 - Biblioteca Central BSCAN


  8 / 137 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-989350
Autor: Biteli, E. G. F; Nunes, N; Lopes, P. C. F; Silva, P. E. S; Ido, C. K; Silva, H. R. A; Horr, M; Carneiro, R. L; Bompadre, T. F. V.
Título: Blood gas analysis in pigs submitted to different concentrations of nitrous oxide or oxygen, under different ventilatory modalities / Estudo hemogasométrico em suínos submetidos a diferentes concentrações de óxido nitroso ou oxigênio, sob diferentes modalidades ventilatórias
Fonte: Arq. bras. med. vet. zootec. (Online);71(1):35-43, jan.-fev. 2019. tab.
Idioma: en.
Projeto: Foundation for Research Support of the State of São Paulo.
Resumo: The effects of different concentrations of oxygen and nitrous oxide on blood gas parameters in pigs maintained under spontaneous or pressure-controlled ventilation, with or without positive end-expiratory pressure (PEEP), were compared. Forty-eight pigs were randomly divided into six groups, submitted to different concentrations of compressed air or N2O, associated with different fractions of inspired oxygen (FiO2). The group subject to 30% of compressed air (GA30) showed the closest proximity to the physiological range of partial pressure (PaO2) expected for the species. For oxygen saturation (SaO2), the values obtained were below the lower physiological limit in the group administered 30% N2O (GN30). Use of PEEP positively interfered in PaCO2 independent of FiO2, however, its effectiveness can be compromised when complemented by N2O-based anesthesia. For SaO2, only GN30 showed values lower than adequate for maintaining tissue oxygenation. The pH, base deficit and bicarbonate in arterial blood were influenced by FiO2 and N2O. In conclusion, the use of compressed air maintains blood gas parameters at their most stable, especially GA30 and PEEP, which seemed to positively influence the experimental groups, with some interference from FiO2 and N2O.(AU)

Compararam-se os efeitos de diferentes concentrações do óxido nitroso ou oxigênio sobre variáveis hemogasométricas, em suínos mantidos em ventilação espontânea ou controlada à pressão, associada ou não à pressão expiratória final positiva (PEEP). Foram utilizados 48 porcos, distribuídos em seis grupos. Administraram-se diferentes concentrações de ar comprimido ou N2O, associadas a diversas frações de oxigênio inspirado (FiO2). O grupo sujeito a 30% de ar comprimido (GA30) mostrou maior proximidade do intervalo fisiológico da pressão parcial de oxigênio (PaO2). Para a saturação de oxigênio (SaO2), observaram-se valores aquém do limite inferior fisiológico no grupo administrado com 30% de N2O (GN30). A utilização da PEEP é capaz de interferir positivamente na PaCO2, independentemente da FiO2, porém tem a efetividade comprometida quando há complemento da anestesia com o N2O. Para a SaO2, apenas o GN30 esboçou valores inferiores aos adequados para manutenção da oxigenação tecidual. O pH, o déficit base e o bicarbonato no sangue arterial foram influenciados pela FiO2 e pelo N2O. Concluiu-se que o uso do ar comprimido mantém os parâmetros hemogasométricos mais estáveis, com destaque para o GA30 e a PEEP, o que parece influenciar positivamente os grupos experimentais, mas com interferência da FiO2 e do N2O.(AU)
Descritores: Oxigênio/sangue
Suínos/sangue
Gasometria/veterinária
Óxido Nitroso/sangue
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  9 / 137 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-306848
Autor: Udelsmann, Artur; Silva, Waston V; Conceiçäo, Virgínia Maia da; Pereira, Rosa Inês Costa.
Título: Dor a injeçäo venosa de propofol em crianças: efeitos da adiçäo de lidocaína e da inalaçäo de oxido nitroso / Pain after propofol intravenous injection in children: effects of combined lidocaine and inhalation nitrous oxide
Fonte: Rev. bras. anestesiol;51(5):394-400, set.-out. 2001. tab, graf.
Idioma: en; pt.
Resumo: Justificativa e Objetivos: O meio hospitalar tem inúmeros fatores de apreensäo e medo para crianças. Entre eles injeçöes venosas säo um dos mais importantes, principlamente de dolorosas. Propofol tem sido largamente utilizado para a induçäo da anestesia, mas tem o incoveniente de causar dor à injeçäo. O objetivo deste estudo foi comparar dois métodos de analgesia para a injeçäo venosa de propofol em crianças. Método: Sessenta e nove crianças admitidas ao centro cirúrgico para procedimentos de rotina sob anestesia geral, previamente com uma via venosa instalada no dorso de uma da mäos, foram aleatoriamente divididas em quatro grupos. No grupo 1, as crianças inalaram previamente, durante 2 minutos, O2 e a induçäo foi feita somente com propofol. No grupo 2, inalaram O2 e a cada 90 mg de propofol foram acrescentados 10 mg de lidocaína na forma de soluçäo a 1 por cento. No grupo 3, as crianças inalaram N2O 66 por cento e O2 33 por cento e a induçäo foi feita com propofol diluído com lidocaina. A dor à induçäo foi avaliada, assim como a freqüência cardíaca antes e após a injeçäo. Resultados: O grupo 4 foi o único no qual näo se observou alteraçäo da freqüência cardíaca antes e após a injeçäo. Resultados: O grupo 4 foi o único no qual näo se observou alteraçäo da freqüência cardíaca após a injeçäo de propofol. No grupo 1, as crianças apresentaram mais dor e no grupo 4 tiveram menos. No grupo 2, a analgesia näo foi suficiente e no grupo 3 houve somente uma tendência estatística à analgesia. Conclusöes: Nas condiçöes deste estudo, a inalaçäo prévia de N2O antes de injeçäo venosa de propofol associado à lidocaína mostrou ser o método de analgesia mais eficaz para a induçäo da anestesia geral com propofol em crianças
Descritores: Propofol
Analgesia
Anestésicos Inalatórios/administração & dosagem
Combinação de Medicamentos
Injeções Intravenosas
Lidocaína/administração & dosagem
Medição da Dor
Óxido Nitroso/administração & dosagem
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Lactente
Pré-Escolar
Criança
Adolescente
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR14.1 - Biblioteca Central


  10 / 137 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: biblio-872684
Autor: Andrade, Simone Caixeta de; Santos, Benvinda Rosalina Santos.
Título: Mitos e verdades sobre o óxido nitroso / Truth and myths about nitrous oxide
Fonte: Rev. ABO nac;12(5):306-308, out.-nov. 2004. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Qual profissional que no dia-a-dia de clínica não se confrontou com um paciente com um extenso tratamento odontológico a ser realizado e ao perguntar o porquê de não procurar os serviços de um profissional, ouve-se não uma queixa relacionada aos problemas financeiros, mas uma queixa sobre o profundo medo que é experimentado ao adentrar no consultório odontológico. Nem sempre as técnicas de manejo comportamental conseguem minimizar a sensação de temor perante o cirurgião-dentista, especialmente quando o paciente é uma criança ou adulto que apresenta traumas relacionados a um tratamento odontológico e/ou médico. Diante de tal fato, encontra-se na utilização do óxido nitros%xigênio um aliado. É feita uma revisão da literatura sobre com o objetivo de familiarizar o cirurgião-dentista sobre a técnica de controle da ansiedade...
Descritores: Analgesia
Anestesia Dentária
Ansiedade ao Tratamento Odontológico
Óxido Nitroso/administração & dosagem
Responsável: BR97.1 - Serviço de Documentação Odontológica



página 1 de 14 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde