Base de dados : LILACS
Pesquisa : D01.475.557.500 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 83 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 9 ir para página                      

  1 / 83 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1050574
Autor: Campos, Camila Cláudia.
Título: Limpeza periuretral na realização do cateterismo urinário de demora: ensaio clínico randomizado / Periurethral cleansing in indwelling urinary catheterization: randomized controlled trial.
Fonte: Belo Horizonte; s.n; 2019. 96 p. ilus, tab.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Federal de Minas Gerais. Escola de Enfermagem para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: O cateterismo urinário de demora é um procedimento amplamente utilizado em pacientes internados e está relacionado com altas taxas de bacteriúria assintomática e infecção do trato urinário. Para evitar essas doenças, a limpeza da região periuretral antes da inserção do cateter é uma importante conduta, com fins de reduzir a entrada de microrganismos dessa região através da uretra. Guias de prática clínica recomendam que o cateterismo urinário de demora deva ser realizado com técnica asséptica, porém não há consenso sobre qual solução é mais eficaz para sua realização, com vistas à redução das infecções do trato urinário e da bacteriúria assintomática. O objetivo é de avaliar o efeito da limpeza periuretral nas incidências de bacteriúria assintomática e de infecção do trato urinário com o uso de três soluções (água, sabão e gluconato de clorexidina aquosa 2%; gluconato de clorexidina degermante 2%, água bi-destilada e gluconato de clorexidina aquosa 2%; e povidona-iodo 10% degermante, água bi-destilda e povidona-iodo aquoso 1%) em pacientes adultos internados em hospital terciário submetidos ao cateterismo urinário de demora. Trata-se de uma pesquisa realizada em duas etapas: revisão sistemática da literatura e ensaio clínico randomizado sem mascaramento do pesquisador. Foi realizado em um hospital de grande porte de Belo Horizonte ­ Minas Gerais. A população foi constituída por pacientes internados e que foram elegíveis para serem submetidos ao cateterismo urinário de demora. A amostra foi de 28 pacientes, sendo alocados aleatoriamente nos grupos: sabão (n=11) e grupo antisséptico (n=17). Uroculturas foram coletadas no momento da inserção e 24h após. A incidência global de bacteriúria assintomática foi de 7,14%, no grupo sabão foi de 9,1% e no grupo antissépticos foi de 5,9%. Não houve nenhum caso de infecção do trato urinário. A regressão logística mostrou que não há diferenças estatisticamente significativas nas incidências de bacteriúria assintomática quando realizada a limpeza com sabão ou antisséptico (clorexidina ou povidona-iodo). A redução do risco relativo mostrou uma redução de 36% de adquirir bacteriúria assintomática.(AU)

Indwelling urinary catheterization is a procedure that is used in inpatients and is related to high rates of asymptomatic bacteriuria and urinary tract infection. To prevent these diseases, cleaning the periurethral region prior to catheter insertion is an important approach, reducing the entry of microorganisms from this region through the urethra. Clinical practice guidelines recommend that indwelling urinary catheterization should be performed with aseptic technique, but there is no consensus on which solution is most effective for reducing urinary tract infections. The objective is to evaluate the effect of periurethral cleansing on the incidence of asymptomatic bacteria and urinary tract infections with the use of three solutions (water, soap and 2% aqueous chlorhexidine gluconate; chlorhexidine gluconate 2%, distilled water and 2% aqueous chlorhexidine; and 10% povidone-iodine, distilled water and 1% aqueous povidone-iodine) in adult patients admitted to a tertiary hospital submitted to the indwelling urinary catheterization. This is a two-step research: systematic literature review and randomized clinical trial without researcher's masking. It was performed in a large hospital in Belo Horizonte - MG. The population was composed by inpatients who were eligible to undergo indwelling urinary catheterization. A sample of 28 patients was randomly allocated into groups: soap (n = 11) and antiseptic group (n = 17). Urine cultures were collected at insertion and 24h after. The overall incidence of asymptomatic bacteriuria was 7.14%, on soap group was 9.1% and on antiseptic group was 5.9%. There were no cases of urinary tract infection. Logistic regression showed no statistically significantly differences in the incidence of asymptomatic bacteriuria when cleaned with soap or antiseptic (chlorhexidine or povidone-iodine). A relative risk reduction showed a 36% reduction from acquiring asymptomatic bacteriuria.(AU)
Descritores: Infecções Urinárias/tratamento farmacológico
Cateterismo Urinário/métodos
Assepsia/métodos
-Povidona-Iodo
Clorexidina
Ensaio Clínico Controlado Aleatório
Dissertação Acadêmica
Limites: Humanos
Adulto
Tipo de Publ: Ensaio Clínico
Responsável: BR21.1 - Biblioteca J Baeta Vianna- Campus Saúde UFMG
BR21.1; T-WJ141, CALI


  2 / 83 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-911465
Autor: de Oliveira, Adriana Cristina; Gama, Camila Sarmento.
Título: O que usar no preparo cirúrgico da pele: povidona-iodo ou clorexidina? / What to use in preoperative skin preparation: povidone-iodine or chlorhexidine? / ¿Qué usar en la preparación quirúrgica de la piel: povidona-iodo o clorhexidina?
Fonte: Rev. SOBECC;23(3):155-159, jul.-set. 2018.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: Discorrer sobre a eficácia do gluconato de clorexidina e do povidona-iodo em soluções aquosas ou alcoólicas na redução de infecções do sítio cirúrgico e na contagem bacteriana da pele, no preparo pré-operatório do paciente. Método: Estudo de reflexão acerca do melhor antisséptico a ser usado no preparo cirúrgico da pele. Resultados: Verificou-se que tanto a clorexidina quanto o povidona-iodo são igualmente seguros e efetivos e que os manuais de boas práticas internacionais têm recomendado a sua utilização em soluções alcoólicas. Observou-se uma tendência na indicação da clorexidina alcoólica e a emergência de estudos que têm avaliado o uso sequencial ou concomitante da clorexidina e do povidona-iodo com resultados favoráveis a essa prática. Conclusão: Há uma tendência mundial mais favorável ao uso da clorexidina alcoólica em detrimento ao povidona-iodo. Contudo, a decisão pelo melhor agente antisséptico deve considerar cada caso clínico, (contra) indicações e situação

Objective: To discuss the efficacy of chlorhexidine gluconate and povidone-iodine in aqueous or alcoholic solutions in reducing surgical site infections and skin bacterial counts in the preoperative preparation of the patient. Method: Reflective study about the best antiseptic to use in preoperative skin preparation. Results: We found that chlorhexidine and povidone-iodine are equally safe and effective and that international guidelines for good practices have recommended their use in alcoholic solutions. We observed a trend in recommending alcoholic chlorhexidine and an emergence of studies that have evaluated the sequential or concurrent use of chlorhexidine and povidone-iodine with favorable results for this practice. Conclusion: There is a global trend that favors the use of alcoholic chlorhexidine over povidone-iodine. However, the decision about the best antiseptic agent to useshould be based on each clinical case, (contra)indications, and situation

Objetivo: Discutir sobre la eficacia del gluconato de clorhexidina y del povidona-yodo en soluciones acuosas o alcohólicas en la reducción de infecciones del sitio quirúrgico y en el recuento bacteriano de la piel en la preparación preoperatoria del paciente. Método: Estudio de reflexión acerca del mejor antiséptico a utilizarse en la preparación quirúrgica de la piel. Resultados: Se ha comprobado que tanto la clorhexidina como el povidona yodo son igualmente seguros y efectivos y que los manuales de buenas prácticas internacionales han recomendado su utilización en soluciones alcohólicas. Se observó una tendencia en la indicación de la clorhexidina alcohólica y la emergencia de estudios que han evaluado el uso secuencial o concomitante de la clorhexidina y del povidona-yodo con resultados favorables a esa práctica. Conclusión: Hay una tendencia mundial más favorable al uso de la clorhexidina alcohólica en detrimento del povidona-yodo. Sin embargo, la decisión por el mejor agente antiséptico debe considerar cada caso clínico, (contra) indicaciones y situación.
Descritores: Povidona-Iodo
Clorexidina
Anti-Infecciosos Locais
-Infecção da Ferida Cirúrgica
Cuidados Pré-Operatórios
Carga Bacteriana
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR2499


  3 / 83 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-838188
Autor: Alarcon Martínez, Tugba; Bozkaya, Davut; Yurdakök, Murat.
Título: Administración oral accidental de povidona yodada a un neonato: a propósito de un caso / Accidental oral administration of povidone iodine in a newborn: Case report
Fonte: Arch. argent. pediatr;114(2):e84-e86, abr. 2016.
Idioma: en; es.
Resumo: Las soluciones yodadas se utilizan ampliamente como antiséptico para el tratamiento y la prevención de infecciones en las heridas. La povidona yodada, una de las soluciones yodadas de aplicación tópica que más se encuentra en los botiquines de emergencia, podría producir anomalías graves, como disfunción tiroidea. La intoxicación por povidona yodada es poco frecuente; entre los efectos notificados previamente se incluyen complicaciones del uso tópico durante procedimientos quirúrgicos. Se describe el caso de un neonato que recibió povidona yodada por vía oral accidentalmente, sin signos ni síntomas de toxicidad después de la ingesta.

Iodine solutions are widely used as antiseptic for treating and preventing wound infections. Povidone iodine, one of the most common topical iodine solutions in emergency kits, can lead to several abnormalities as thyroid dysfunction. Povidone iodine poisoning is unusual and previously reported effects are mainly complications of topical usage during surgical procedures. Here we present the case of a newborn that was accidentally given oral povidone iodine, showing no signs or symptoms of toxicity after ingestion.
Descritores: Povidona-Iodo/administração & dosagem
Povidona-Iodo/envenenamento
Acidentes
Administração Oral
Anti-Infecciosos Locais/administração & dosagem
Anti-Infecciosos Locais/envenenamento
Limites: Humanos
Feminino
Recém-Nascido
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: AR94.1 - Centro de Información Pediatrica


  4 / 83 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1047867
Autor: Campos, Camila Cláudia; Costa, Ana Luiza Rabelo William; Santos, Ana Luiza Vieira Loiola; Alcoforado, Carla Lucia Goulart Constant; Bessa, Grasiele Demetrio; Ercole, Flavia Falci.
Título: Eficácia da água versus antisséptico para limpeza periuretral na realização do cateterismo urinário de demora: revisão sistemática / Water effect versus antiseptic for periurethral cleaning in the performance of indwelling urinary catheterization: a systematic review / Eficacia del agua vs. el antisptico para la limpieza periuretral en el cateterismo urinario: revisión sistemática
Fonte: REME rev. min. enferm;23:e-1263, jan.2019.
Idioma: pt.
Resumo: As infecções do trato urinário relacionadas ao cateterismo urinário de demora estão entre as mais frequentes em hospitais. Existem várias recomendações para a prevenção de infecções, porém ainda se questiona a necessidade de utilizar antissépticos para a limpeza periuretral. Objetivo: este estudo objetivou analisar as evidências, na literatura, acerca do tema. Método: foi realizada revisão sistemática utilizando-se as bases de dados Biblioteca Virtual em Saúde, Medline, Embase, Web of Science e Cumulative Index to Nursing & Allied Health Literature. Foram incluídos ensaios clínicos que avaliaram as taxas de infecção do trato urinário/bacteriúria e que utilizaram soluções antissépticas e água na limpeza periuretral. Resultados: de 211 estudos, três foram considerados metodologicamente adequados de acordo com a Escala de Jadad. Todos os estudos mostraram que não há diferenças significativas nas taxas de ITU/ bacteriúria quando comparado o uso de água com antisséptico (clorexidina ou povidona-iodo). Conclusão: concluiu-se que o uso de água na limpeza periuretral parece não aumentar o risco de adquirir infecção/bacteriúria.(AU)

Urinary tract infections related to indwelling urinary catheterization are among the most frequent in hospitals. There are many recommendations for the prevention of infections, but the need to use antiseptics for periurethral cleaning is still questioned. Objective: This study aimed to analyze the evidence on the theme in the literature. Method: A systematic review was performed using the following databases: Biblioteca Virtual em Saúde, Medline, Embase, Web of Science and Cumulative Index to Nursing & Allied Health Literature. Clinical trials were included which assessed the infection rates of the urinary tract/bacteriuria and which used antiseptic solutions and water in the periurethral cleaning. Results: Of 211 studies, three were considered as methodologically adequate according to the Jadad Scale. All of the studies showed that there is no significant difference in the rates of UTI/bacteriuria when compared to the use of water with antiseptic (chlorhexidine or povidone-iodine). Conclusion: It was concluded that the use of water in the periurethral cleaning seems not to augment the risk of acquiring infections/bacteriuria.(AU)

Las infecciones del tracto urinario relacionadas con el cateterismo urinario permanente se encuentran entre las infecciones hospitalarias más comunes. Existen recomendaciones para la prevención de infecciones, pero aún se cuestiona la necesidad de usar antisépticos para la limpieza periuretral. Objetivo: analizar la evidencia en la literatura sobre el tema. Método: se realizó una revisión sistemática utilizando las bases de datos de la Biblioteca Virtual de Salud, Medline, Embase, Web of Science y Cumulative Index to Nursing & Allied Health Literature. Se incluyeron ensayos clínicos que evaluaron las tasas de infección urinaria / bacteriuria y el uso de soluciones antisépticas y agua para la limpieza periuretral. Resultados: de 211 estudios, tres se consideraron metodológicamente adecuados según la escala de Jadad. Todos los estudios mostraron que no hay diferencias significativas en las tasas de infección urinaria / bacteriuria en comparación con el uso de agua antiséptica (clorhexidina o povidona yodada). Conclusión: el uso de agua para la limpieza periuretral no parece aumentar el riesgo de contraer infección / bacteriuria.(AU)
Descritores: Infecções Urinárias
Cateterismo Urinário
Anti-Infecciosos Urinários
-Povidona-Iodo
Água
Clorexidina
Tipo de Publ: Revisão Sistemática
Responsável: BR21.2 - BVS Enfermería


  5 / 83 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-966584
Autor: Assis, Franscinely Aparecida de; Rodrigues, Filipe Almendagna; Pasqual, Moacir; Assis, Gleice Aparecida de; Luz, José Magno Queiroz; Janoni, Fabio; Costa, Irton de Jesus Silva; Costa, Bárbara Nogueira Souza; Soares, Joyce Dória Rodrigues.
Título: Antioxidants in the control of microorganism contamination and phenol oxidation in Eugenia pyriformis / Antioxidantes no controle da contaminação microbiana e da oxidação fenólica em Eugenia pyriformis
Fonte: Biosci. j. (Online);34(1):49-58, jan./feb. 2018.
Idioma: en.
Resumo: Uvaia (Eugenia pyriformis) is a fruit tree of the Myrtaceae family. It has recalcitrant seeds of limited longevity, making seed propagation difficult. Micropropagation is an alternative method to obtain a large quantity of progeny plants in a short period of time, by using any part of the plant as explant. The high concentration of phenols associated with the chemical composition of the Myrtaceae, and the presence of microorganisms in the plant material or culture media, can make in vitro propagation difficult and/or impossible. The objective was to evaluate various concentrations of antioxidants affecting the control of microbial contamination and phenol oxidation in vitro in uvaia. A completely randomized design was used, with a 3 (antioxidants PVP, L-cysteine, and ascorbic acid) × 3 (antioxidant concentrations 100, 200, and 300 mg L-1) × 2 (activated charcoal at 0 and 2 g L-1) factorial arrangement + 2 additional variables (absence of antioxidants and activated charcoal; absence of antioxidants with 2 g L-1 activated charcoal), with three repetitions comprising four plants each. The percentage of bacterial and fungal contaminations, along with the number of oxidized explants, was evaluated after 7, 14 and 21 days of in vitro cultivation. It was concluded that, where bacterial and fungal contaminations were concerned, in vitro cultivation of uvaia can be performed without the use of antioxidants. PVP or ascorbic acid must, however be used in the process, at a concentration of 300 mg L-1, along with 2 g L-1 of activated charcoal. This helps to minimize phenol oxidation.

A uvaia Eugenia pyriformis é uma frutífera da família das mirtáceas cujas sementes apresentam longevidade curta e aspecto recalcitrante, fato que dificulta a propagação seminífera. A micropropagação surge como alternativa para obtenção de grande quantidade de mudas em curto período de tempo, por meio da utilização de qualquer parte da planta como explante. A elevada concentração de fenóis associados à composição química das mirtáceas e a presença de microrganismos no material vegetal ou no meio de cultura podem dificultar e/ou impossibilitar a propagação in vitro. Objetivou-se avaliar tipos e concentrações de antioxidantes no controle da contaminação microbiana e da oxidação fenólica in vitro de E. pyriformis. Utilizou-se o delineamento inteiramente casualizado em esquema fatorial 3 (antioxidantes ­ PVP, L-cisteína e ácido ascórbico) x 3 (concentrações - 100, 200 e 300 mg L-1) x 2 (carvão ativado ­ 0 e 2 g L-1) + 2 adicionais (ausência de antioxidantes e de carvão ativado; ausência de antioxidantes com 2 g L-1 de carvão ativado), com três repetições constituídas por quatro plantas. Após sete, 14 e 21 dias do cultivo in vitro foram avaliadas a porcentagem de contaminação bacteriana, fúngica e de explantes oxidados. Conclui-se que o cultivo in vitro de E. pyriformis, em relação as contaminações bacterianas e fúngicas, pode ser efetuado sem a utilização de agentes antioxidantes. Entretanto, para reduzir a oxidação fenólica deve ser utilizado o PVP ou ácido ascórbico, ambos na concentração de 300 mg L-1, associados a 2 g L-1 de carvão ativado.
Descritores: Povidona-Iodo
Ácido Ascórbico
Carvão Vegetal
Myrtaceae
Eugenia
Antioxidantes
Responsável: BR396.1 - Biblioteca Central


  6 / 83 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Araujo, Celso Fernando Ribeiro
Texto completo
Id: lil-196408
Autor: Greca, Fernando Hintz; Repka, Joäo Carlos; Souza Filho, Zacarias Alves de; Araújo, Celso Fernando Ribeiro; Strobel, Rodrigo; Pacheco, Alderson Luiz; Cabrera, Pablo Fabian Aviles.
Título: Avaliaçäo da eficácia de diferentes modalidades de preparo interoperatório do cólon associado ou näo ao emprego da antibioticoprofilaxia: estudo experimental em ratos / Evaluation of the efficacy of different kinds of transoperatory colon washout associating or not the prophylactics with antibiotics: experimental study in rats
Fonte: Acta cir. bras;12(2):130-134, Apr.-Jun. 1997. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: A limpeza mecânica do cólon e a antibioticoterapia profilática foram os procedimentos responsáveis pela significante diminuiçäo da morbidade e mortalidade na cirurgia colorretal. O objetivo do presente estudo foi avaliar, do ponto de vista bacteriológico, a eficácia de alguns métodos de preparo mecânico do cólon associado ou näo ao emprego da antibioticoprofilaxia. Foram estudados 64 ratos, machos, Wistar, com peso corporal entre 250-350 g. Os animais foram divididos em grupos e submetidos a limpeza transoperatória do cólon utilizando-se diferentes tipos de soluçäo (água de torneira, soluçäo salina isotônica (SSI) e soluçäo de polivinilpirrolidona (PVPI) a 5 por cento). Cada grupo foi subdividido em dois subgrupos, que receberam ou näo antibioticoprofilaxia (cefoxitina sódica, 30 mg/Kg, via intraperitoneal) 1 hora antes da intervençäo cirúrgica. Os resultados foram comparados com um grupo controle no qual näo foi realizado qualquer tipo de procedimento. Näo se verificou diferenta significativa entre os diferentes tipos de preparo mecânico do cólon. Concluímos que houve uma diminuiçäo da flora bacteriana do cólon com o preparo mecânico, todavia a diminuiçäo foi mais acentuada quando se fez uso da antibioticoprofilaxia.
Descritores: Monitorização Intraoperatória
Colo/cirurgia
Cuidados Intraoperatórios
-Povidona-Iodo/uso terapêutico
Cefoxitina/uso terapêutico
Resultado do Tratamento
Ratos Wistar
Anti-Infecciosos Locais/uso terapêutico
Contagem de Colônia Microbiana
Estatísticas não Paramétricas
Soluções Isotônicas/uso terapêutico
Limites: Animais
Masculino
Ratos
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 83 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-905729
Autor: Escobar, Maximiliano; Salvatierra, Pablo; Ruiz, Andrés,; Villalobos, Tomás; Escobar, Carlos; Vallejo, Luis; Rojas A, Matías.
Título: Utilidad del uso de povidona yodada asociada a quimioprofilaxis en biopsia prostática transrectal / Efficacy of prophylactic povidone-iodine rectal cleansing in transrectal prostate biopsy
Fonte: Rev. chil. urol;82(1):32-37, 2017. tab.
Idioma: es.
Resumo: Introducción: La infección prostática y/o sistémica asociada a la Biopsia Prostática Transrectal (BPTR), es conocida y temida, por ser una complicación grave y potencialmente mortal. En el presente trabajo se analiza el impacto del uso de enema de Povidona Yodada Rectal en asociación a Quimioprofilaxis en la tasa de Infecciones Prostáticas y/o Sepsis secundaria.(AU)
Descritores: Quimioprevenção
-Povidona-Iodo
Doenças Prostáticas
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: CL10.1 - Biblioteca Biomédica


  8 / 83 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-870818
Autor: Andrade Neto, José Dias.
Título: Perfil de segurança do uso de polivinilpirrolidona-iodo tópico como agente de pleurodese no tratamento do derrame pleural neoplásico / Safety profile of the use of iodopovidone for pleurodesis as treatment of malignant pleural effusion.
Fonte: São Paulo; s.n; 2014. ilus, tab, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: INTRODUÇÃO: O polivinilpirrolidona-iodo (PVP-I) tópico vem sendo descrito como um agente esclerosante para pleurodese de fácil obtenção, baixo custo e com boa eficácia. Apesar disso, sua segurança ainda não foi estudada de maneira sistemática e alguns autores apresentam restrições ao seu uso por relatos de determinados eventos adversos. OBJETIVOS: descrever a ocorrência de eventos adversos sérios e comuns à pleurodese com PVP-I tópico. Avaliar se existe relação de dose-dependência na ocorrência dos eventos adversos; a efetividade clínica e a qualidade de vida dos pacientes. MÉTODOS: ensaio clínico envolvendo pacientes submetidos a pleurodese com PVP-I tópico, randomizados em dois grupos: grupo 1 com PVP-I tópico a 1% e grupo 2 com PVP-I tópico a 2%. A análise de segurança foi baseada na ocorrência de eventos adversos, graduados de acordo com o Common Terminology Criteria for Adverse Events. Foram realizadas avaliações clínicas e exames complementares no pré-operatório e em vários momentos do seguimento pós-operatório. Os dados clínicos avaliados foram dor, dispnéia, temperatura, pressão arterial, freqüência cardíaca, saturação de oxigênio e acuidade visual. Exames complementares envolveram hemograma, função renal, hepática e tireoidiana, eletrocardiograma e radiografia de tórax. A efetividade clínica foi determinada pela necessidade de procedimentos adicionais após a pleurodese e a qualidade de vida através de questionário específico. RESULTADOS: foram avaliados 60 pacientes, 30 em cada grupo. Predominou o sexo feminino, em 55 pacientes. A média de idade foi de 55,9 ± 11,7 anos. A etiologia mais comum do derrame pleural foi neoplasia de mama em 43 pacientes, seguida por neoplasia pulmonar e de ovário. Foram encontrados 47 eventos adversos sérios relacionados ao procedimento distribuídos em 34 pacientes nos primeiros 30 dias de avaliação. Foram eles: dor, em onze pacientes, hipertensão em dez, empiema em um, hiponatremia em oito pacientes, elevação da...

BACKGROUND: Iodopovidone has been described as a sclerosing agent easily obtained, inexpensive and with good results. Despite this, its safety has not been systematically evaluated and some authors have restrictions to its use because of reports of some adverse events related. OBJECTIVE: To describe the occurrence of common and serious adverse events after iodopovidone pleurodesis. Second endpoints were to describe dose-dependent relation to adverse events, procedure efficacy and patient's quality of life. METHODS: clinical trial including patients with recurrent malignant pleural effusion, undergone to pleurodesis, randomized into two groups: group 1 received 1% iodopovidone and group 2 received 2% Iodopovidone. We sought adverse events systematically with clinical and complementary evaluations since before pleurodesis and on several times postoperative. Clinical evaluation involved pain analog scale, dyspnea scale, oxygen saturation, heart frequency, arterial blood pressure, body temperature and visual acuity. Complementary evaluation was done by electrocardiogram, chest x-ray and laboratory tests (hemogram, renal function, liver function and thyroid function). All adverse events were graduated according to the Common Terminology Criteria for Adverse Events (CTCAEV). Efficacy was considered when the patients did not need further pleural procedure after pleurodesis and quality of life analysis was determined by questionnaire. RESULTS: Sixty patients were enrolled, thirty in each group, 55 females and 5 males. Mean age was 55,9 ± 11,7. The mainly etiology of malignant pleural effusion was breast cancer, in 43 patients, followed by lung cancer and ovarian tumor. We found 47 serious adverse events, possibly related to iodopovidone pleurodesis that occurred in 34 patients on 30 days follow-up. Most frequent clinical adverse events of these were pain, eleven patients, hypertension, ten and empyema in one patients. Serious metabolic events founded were...
Descritores: Efeitos Colaterais e Reações Adversas Relacionados a Medicamentos
Derrame Pleural
Pleurodese
Povidona-Iodo
Qualidade de Vida
Resultado do Tratamento
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Responsável: BR66.1 - Divisão de Biblioteca e Documentação
BR66.1


  9 / 83 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-835280
Autor: Campos, Camila Cláudia; Alcoforado, Carla Lúcia Goulart Constant; Franco, Lúcia Maciel de Castro; Carvalho, Rafael Lima Rodrigues de; Ercole, Flávia Falci.
Título: Incidência de infecção do trato urinário relacionada ao cateterismo vesical de demora: um estudo de coorte / Incidence of catheter-related urinary tract infecions: a cohort study / Incidencia de infección del tracto urinario relacionada con cateterismo vesical de demora: estudio de cohorte
Fonte: REME rev. min. enferm;20:[1-7], 2016. ilus, tab.
Idioma: en; pt.
Resumo: Estudo de coorte não concorrente com informações de 301 de pacientes internados em centros de terapia intensiva de dois hospitais públicos de Belo Horizonte. O objetivo foi analisar os aspectos epidemiológicos das infecções do trato urinário em pacientes submetidos ao cateterismo vesical de demora, estimar a taxa de incidência nos dois hospitais, identificar possíveis fatores de risco relacionados à infecção e aos microrganismos causadores. A amostra constituiu-se de todos os pacientes internados nas duas unidades e que foram submetidos ao cateterismo vesical de demora no período de seis meses. Dos 301 pacientes, 23 desenvolveram infecção, sendo 56,52% do sexo masculino e com idade superior a 60 anos. A incidência global de infecção do trato urinário foi de 6,70 infecções/1.000 cateteres-dia. O hospital que utilizou água e sabão para a higiene periuretral apresentou maior incidência do que o hospital que utilizou antisséptico (14,01 e 3,05 infecções/1.000 cateteres-dia, respectivamente). O fator de risco identificado foi a higienização periuretral com água e sabão. Os microrganismos mais prevalentes nas uroculturas foram Pseudomonas aeruginosa (17,39%) Candida sp. (13,04%), Escherichia coli (13,04%), e Proteus mirabilis (8,70%). O resultado encontrado neste estudo contradiz os achados da literatura e reforça a necessidade de estudos primários que identifiquem a solução mais eficaz para a realização da limpeza periuretral com vistas à redução da infecção do trato urinário relacionada ao cateterismo vesical de demora.

This is a non-concurrent cohort study that uses data from 301 patients admitted to the intensive care unit of two public hospitals in Belo Horizonte.It aimed at analysing epidemiological aspects of urinary tract infections amongst patients with indwelling bladder catheterization, evaluatingthe incidence rate of the infection in the two hospitals and identifying possible risk factors related to the infection. Sample consisted of patientsthat underwent indwelling catheterization for a period of six months. Of the 301 patients, 23 developed infection: 56.52% were male and aged60 years and over. The overall incidence of urinary tract infection was 6.70 infections/1000 catheter-days. The hospital using water and soap forperiurethral cleaning presented higher incidence of urinary infection than the hospital using antiseptic (14.01 and 3.05 infections/1000 catheterdays, respectively). Risk factor identified was periurethral cleaning with soap and water. The most prevalent microorganisms in urine cultures were Pseudomonas aeruginosa (17.39%), Candida sp. (13.04%), Escherichia coli (13.04%), and Proteus mirabilis (8.70%). This study results contradict theliterature which demonstrates the need for primary research aimed at identifying the most effective solution for periurethral cleaning in order toreduce catheter-related urinary tract infections.

Estudio de cohorte no concurrente con información de 301 pacientes internados en centros de terapia intensiva de dos hospitales públicos de BeloHorizonte. El objetivo fue analizar la epidemiología de las infecciones del tracto urinario en pacientes sometidos a cateterismo vesical permanente,estimar la tasa de incidencia en cada hospital, identificar posibles factores de riesgo relacionados con las infecciones del tracto urinario e identificarlos microorganismos causantes de la infección. La muestra estuvo constituida por todos los pacientes de las unidades sometidos a cateterismovesical permanente en un período de seis meses. De los 301 pacientes, 23 desarrollaron la infección, siendo 56,52% del sexo masculino y edad superiora 60 años. La incidencia global de infección del tracto urinario fue de 6,70 infecciones/1.000 catéteres/día. El hospital que utilizó agua y jabón para lalimpieza periuretral presentó mayor incidencia que el hospital que utilizó antiséptico (14,01 y 3,05infecciones/1.000 catéteres/día, respectivamente).El factor de riesgo identificado fue la utilización de la técnica de limpieza con agua y jabón. Los microorganismos más prevalentes en los urocultivos fueron Pseudomonas aeruginosa (17,39%) Candida sp. (13,04%), Escherichia coli (13,04%), and Proteus mirabilis (8,70%). El resultado encontradocontradice los de la literatura y refuerza la necesidad de estudios primarios que identifiquen la solución más eficaz para la limpieza periuretral conel fin de reducir la infección del tracto urinario relacionada con el cateterismo vesical permanente.
Descritores: Cuidados de Enfermagem
Povidona-Iodo
Cateterismo Urinário
Infecções Urinárias
-Anti-Infecciosos Urinários
Limites: Humanos
Responsável: BR21.1 - Biblioteca J Baeta Vianna- Campus Saúde UFMG


  10 / 83 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-750055
Autor: Moreira Zelaya, Mario A. de.
Título: Efectos tóxicos y manejo de las lesiones provocadas por el pez león (Pteroisvolitans, P. miles) / Toxic effects and management and injuries caused by the lion fish(Pteroisvolitan, P. miles)
Fonte: Rev. fac. cienc. méd. (Impr.);9(2):9-17, jul.-dic. 2012. ilus, mapas.
Idioma: es.
Resumo: El Pez León (Pterois volitans y Pteroismiles), especie registrada como invasora en el Atlántico occidental; se ha constituido en un poderoso depredador gracias a que no tiene un antagonista natural en la segunda barrera coralina más grande del mundo, poniendo en riesgo a las especies marinas endémicas de la zona, así com o a nadadores, buzos recreativos, comerciales y pescadores que entran en contacto con el pez. El pinchazo del pez león es venenoso, tiene aproximadamente 17 espinas dorsales,pélvicas y anal, cada uno contiene un tubo que se conecta al extremo de una glándula venenosa que segrega 3 a 10mg de veneno por espina. El mecanismo de intoxicación se produce cuando la persona pisa o toca al pez, ejerciendo presión sobre las espinas y al penetrar la piel las glándulas venenosas liberan el veneno. La toxina inoculada puede causar dolor intenso, fiebre, parálisis respiratoria humana e insuficiencia circulatoria. La toxicidad del veneno es debida a antigénicos de proteínas de alto peso molecular. El tratamiento se basa en la termolabilidad de dichas proteínas, bloquear la respuesta inflamatoria sistémica y las posibles complicaciones. Con esta revisión bibliográfica se pretende ampliar sobre los efectos tóxicos y el manejo de las lesiones provocadas por el pez león, a fin de informar a la comunidad médica hondureña de los problemas de salud causada...
Descritores: Espécies Introduzidas
Peixes Venenosos/classificação
Toxicidade
-Mergulho/lesões
Povidona-Iodo/uso terapêutico
Limites: Humanos
Animais
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: HN1.1 - Biblioteca Médica Nacional



página 1 de 9 ir para página                      
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde