Base de dados : LILACS
Pesquisa : D01.875 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 33 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 4 ir para página            

  1 / 33 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-951917
Autor: laham, Shaza Anwar Al.
Título: The curative effects of methylsulfonylmethane against glycerol-induced acute renal failure in rats
Fonte: Braz. J. Pharm. Sci. (Online);54(1):e17442, 2018. graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract The present study was performed to explore the curative effect of Methylsulfonylmethane (MSM) in an experimental model of myoglobinuric acute renal failure (ARF). In this experimental model, Rats were injected with 50% glycerol (10 mL/kg, im) followed by an hour later and daily in the next six days by MSM (400 mg/kg) or saline. Kidney's function (urea and creatinine), and reduced glutathione were analyzed. A renal failure produced by glycerol injection, with a significant increase of blood urea and serum creatinine was observed. Rats that received MSM in addition to glycerol had significantly lower blood urea and serum creatinine levels compared to those receiving glycerol alone. However, glutathione has markedly increased after MSM treatment. The effect is probably due to the antioxidant activity of MSM. This may provide therapeutic opportunities for treating humans, myoglobinuric ARF.
Descritores: Compostos de Enxofre/efeitos adversos
Mecanismos Defensivos e Curativos
Insuficiência Renal/induzido quimicamente
Glicerol/agonistas
-Glicerol
Mioglobinúria
Limites: Animais
Masculino
Feminino
Ratos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 33 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-986769
Autor: Leal, Mônica Barbosa; Góes, Joelmir da Silva; Dellovo, Andrea Gomes; São Mateus, Carla Rocha; Macedo, Guilherme de Oliveira.
Título: Effect of Polyethylene Terephthalate Tongue Scraper on Oral Levels of Volatile Sulfur Compounds: a randomized clinical trial / Efeito do raspador de língua de polietilenotereftalato nos níveis orais de compostos sulfurados voláteis: um ensaio clínico randomizado
Fonte: Braz. dent. sci;22(1):31-38, 2019. tab, ilus.
Idioma: en.
Resumo: Objective: To evaluate the effect of Polyethylene Terephthalate (PET) tongue scraper on the volatile sulfur compound (VSC) levels. Material and Methods: A randomized, controlled, parallel design was used in this study. Out of the 48 volunteers from Dentistry Department of the Federal University of Sergipe, 40 subjects who met the inclusion criteria were randomly divided into 4 groups (n=10): G1 (control), rinsing of distilled water solution (WS); G2, WS and tongue coating removal (TCR) with toothbrush; G3, WS and TCR with a commercial tongue scraper; and G4, WS and TCR with PET tongue scraper. PET bottles were cut with a rectangular shape (1.0 cm wide x 20 cm long) to obtain PET tongue scraper. The VSC measurements were performed before (T0) and immediately after (T1) each therapy by portable sulfide monitor. Data (ppb) were submitted to Wilcoxon test (α=0.05). The differences between T0 and T1 were calculated and percentage values were assigned. Data (percentage) were submitted to ANOVA and Tukey test (α=0.05). Results: All 40 selected subjects completed the study. All groups reduced significantly the VSC levels after therapy (P<0.01). ANOVA indicated a significant difference among groups (P<0.001). The Tukey test showed that G1 (reduction of 21%) was similar to G2 (31%); G2 was similar to G3 (42%) and different from G4 (52%); G3 and G4 were similar. Conclusion: PET tongue scraper was similar to commercial tongue scraper and provided higher reductions of VSC levels than the toothbrush. (AU)

Objetivo: Avaliar o efeito do raspador de língua de polietilenotereftalato (PET) nos níveis de compostos sulfurados voláteis (CSVs). Material e Métodos: Um desenho paralelo, controlado e randomizado foi empregado neste estudo. Dos 48 voluntários do Departamento de Odontologia da Universidade Federal de Sergipe, 40 atenderam ao critério de inclusão e foram distribuídos aleatoriamente em 4 grupos (n=10): G1 (controle), bochecho com solução de água destilada (SA); G2, SA e remoção da saburra lingual (RSL) com escova dental; G3, SA e RSL com um raspador de língua comercial; e G4, SA e RSL com raspador de língua PET. Garrafas PET foram recortadas com uma forma retangular (1,0 cm de largura x 20 cm de comprimento) para obtenção dos raspadores de língua PET. As mensurações de CSVs foram realizadas antes (T0) e imediatamente após (T1) cada terapia usando um monitor portátil de enxofre. Os dados (ppb) foram submetidos ao teste de Wilcoxon (α=0,05). As diferenças entre T0 e T1 foram calculadas e transformadas em valores percentuais de redução. Os dados (percentuais) foram submetidos à ANOVA e ao teste de Tukey (α=0,05). Resultados: Todos os 40 indivíduos selecionados completaram o estudo. Em todos os grupos houve redução significante dos níveis de CSVs após terapia (P<0,01). ANOVA indicou uma diferença significante entre grupos (PP<0,001). O teste de Tukey mostrou que G1 (redução de 21%) foi semelhante a G2 (31%); G2 foi semelhante a G3 (42%) e diferente de G4 (52%); G3 e G4 foram semelhantes. Conclusão: O raspador de língua PET foi semelhante ao raspador de língua comercial e proporcionou maiores reduções de CSVs do que a escova dental. (AU)
Descritores: Compostos de Enxofre
Língua
Polietilenotereftalatos
Halitose
Responsável: BR243.1 - Serviço Técnico de Biblioteca e Documentação


  3 / 33 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-913038
Autor: Borsari, Vanderlei.
Título: Emissão de amônia de veículo automotor leve e sua importância para a Saúde Ambiental / Ammonia emission from light duty vehicle and its importance for the environmental health.
Fonte: São Paulo; s.n; 2015. 148 p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo, Faculdade de Saúde Pública, Departamento de Saúde Ambiental para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Introdução - A amônia (NH3) é um poluente atmosférico cuja emissão é em parte provocada por atividades antrópicas. A geração de energia através da queima de combustíveis é uma dessas atividades, dentro da qual, o setor de transporte e principalmente os veículos automotores rodoviários são uma fonte considerável das emissões de poluentes. Além de afetar diretamente a saúde humana, a amônia participa de reações na atmosfera que geram como poluente secundário, material particulado fino. Objetivo - Verificar, em veículo com motor de ignição por centelha (ciclo Otto), os valores da emissão de amônia, utilizando os combustíveis gasool 22 (gasolina contendo 22 por cento em volume de etanol anidro), etanol hidratado carburante (EHC) e gás natural veicular (GNV), com e sem a presença de elemento catalítico (catalisador). Métodos - O veículo foi ensaiado em dinamômetro de chassis, seguindo ciclo de condução e amostragem dos poluentes conforme Norma ABNT NBR 6601, para medição da emissão de escapamento, pela Norma ABNT NBR 7024, para medição de autonomia; e seguindo os ciclos de condução congestionamento (NYCC) e agressivo (US-06), adotados pela Agência de proteção ambiental dos EUA (USEPA). Além dos métodos de análise dos gases prescritos nessas Normas, foi utilizado o método FTIR (Fourier Transform InfraRed) para medição de NH3 e de N2O. Resultados - As emissões de amônia encontradas foram: média de 1,06 ± 0,03 mg/km, 1,34 ± 0,42 mg/km e 1,22 ± 0,59 mg/km antes do catalisador; e de 4,16 ± 0,65 mg/km, 3,80 ± 1,60 mg/km e 3,88 ± 0,06 mg/km nas medições após o catalisador, respectivamente para os combustíveis GNV, EHC e gasool 22. Os valores médios de emissão de amônia obtidos nos ensaios com a utilização de gasool 22 com teores de enxofre de 50 ppm e 350 ppm foram respectivamente de 3,26 ± 0,51 mg/km e 3,88 ± 0,06 mg/km. Os valores médios de emissão de amônia para os ciclos FTP-75, NYCC e US-06, foram respectivamente: 4,16 ± 0,65 mg/km, 17,30 ± 3,72 mg/km e 24,91 ± 2,71 mg/km para o combustível GNV; 3,80 ± 1,60 mg/km, 11,46 ± 1,04 mg/km e 5,47 ± 0,44 mg/km para o combustível EHC; e 3,26 ± 0,51 mg/km, 9,51 ± 1,32 mg/km e 15,82 ± 2,29 mg/km para o combustível gasool 22. Conclusão - De forma geral a emissão média de amônia medida antes do catalisador foi menor do que a medição efetuada após o catalisador para todos os combustíveis. Não foi detectada diferença significativa entre os valores de emissão de amônia feitos com dois teores diferentes de concentração de enxofre no gasool 22. Em linhas gerais a emissão de amônia mostrou-se dependente da forma de condução do veículo, apresentando valores superiores de emissão em relação ao ciclo de condução urbana (FTP-75), quando o veículo foi ensaiado seguindo os ciclos de condução NYCC e US- 06. Em princípio a emissão veicular de amônia pode ser importante na formação de material particulado fino em ambiente urbano, no qual é provável que as fontes tradicionais de emissão de amônia, como as atividades agrícolas, não sejam significativas.

Introduction - Ammonia (NH3) is an air pollutant whose emission is partly caused by human activities. Energy generation by burning fuels is one of those activities. In this area, the transportation sector has in on-road motor vehicles the major source of pollutant emissions. In addition to directly affect the human health, ammonia participates in atmospheric reactions that generate, as secondary pollutant, fine particulate matter. Objective - Verify in a vehicle with spark-ignition engine (Otto cycle), the values of ammonia emissions using the fuels gasohol 22, hydrous ethanol fuel (EHC) and compressed natural gas (CNG), with and without the presence of catalytic element (catalyst). Methods - The vehicle was tested on chassis dynamometer, following driving cycle and sampling of pollutants prescribed by ABNT NBR 6601 standard, for measuring exhaust emissions, and by ABNT NBR 7024, for measuring autonomy; and following the congestion (NYCC) and aggressive (US-06) driving cycles, adopted by the Environmental Protection Agency of USA (USEPA). In addition to the methods of gas analysis prescribed in these standards, the FTIR (Fourier Transform InfraRed) method was used for the measurement of NH3 and N2O. Results - Ammonia emissions were: average 1.06 ± 0.03 mg/km, 1.34 ± 0.42 mg/km and 1.22 ± 0.59 mg/km before the catalyst; and 4.16 ± 0.65 mg/km, 3.80 ± 1.60 mg/km and 3.88 ± 0.06 mg/km in measurements after the catalyst, respectively for the CNG, gasohol 22 and EHC fuels. Average values of ammonia emissions from tests with the use of gasohol 22 with sulfur content of 50 ppm and 350 ppm were respectively 3.26 ± 0.51 mg/km and 3.88 ± 0.06 mg/km. The average values of ammonia emissions for the FTP-75, NYCC and US-06 cycles, respectively, were: 4.16 ± 0.65 mg/km, 17.30 ± 3.72 mg/km and 24.91 ± 2.71 mg/km for the CNG fuel; 3.80 ± 1.60 mg/km, 11.46 ± 1.04 mg/km and 5.47 ± 0.44 mg/km for EHC fuel; and 3.26 ± 0.51 mg/km, 9.51 ± 1.32 mg/km and 15.82 ± 2.29 mg/km for the gasohol 22 fuel. Conclusion - In general, the average ammonia emissions measured before the catalyst was lower than the measurements made after the catalyst, for all fuels. There was no significant difference between the emission of ammonia made with two different levels of sulfur concentration in gasohol 22. Broadly the ammonia emission was dependent on the manner of driving of the vehicle, with higher emission values, compared to the urban driving cycle (FTP-75), when the vehicle was tested following the driving cycles NYCC and US-06. In principle vehicular emission of ammonia may be important in the formation of fine particulate matter in an urban environment in which it is likely that traditional sources of ammonia emissions, such as agricultural activities, are not significant.
Descritores: Amônia/análise
Saúde Ambiental
Veículos Automotores
Emissões de Veículos/toxicidade
-Condução de Veículo
Gases de Efeito Estufa/análise
Ciclo do Nitrogênio
Material Particulado
Compostos de Enxofre/análise
Responsável: BR67.1 - CIR - Biblioteca - Centro de Informação e Referência


  4 / 33 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Amorim, Rivadavio Fernandes Batista de
Texto completo
Id: biblio-893655
Autor: Falcão, Denise Pinheiro; Miranda, Priscila Carvalho; Almeida, Tayana Filgueira Galdino; Scalco, Monique Gomes da Silva; Fregni, Felipe; Amorim, Rivadávio Fernandes Batista de.
Título: Assessment of the accuracy of portable monitors for halitosis evaluation in subjects without malodor complaint. Are they reliable for clinical practice?
Fonte: J. appl. oral sci;25(5):559-565, Sept.-Oct. 2017. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Halitosis is defined as a foul odor emanated from the oral cavity, with great impact in quality of life and social restraints. Recently, the use of Breath Alert™ in research increased significantly. Halimeter™, another portable device, is often used in clinical practice. Nevertheless, not many studies have verified the accuracy and compared the results of both devices simultaneously. Objective: To verify the accuracy of Breath Alert™ and Halimeter™ in patients without chief complaint of halitosis, using the organoleptic test (OT) as "gold standard." The second aim was to verify whether their concomitant use could enhance the diagnostic accuracy of halitosis. Material and Methods: A cross-sectional analytical study was performed. The quality of expired air of 34 subjects without chief complaint of halitosis was assessed. Two experienced examiners carried out the OT. Afterward, a third blinded examiner performed Halimeter™ (HT) and Breath Alert™ (BA) tests. Results: The OT identified halitosis in 21 subjects (62%). The area under the ROC curve (95% confidence interval) was 0.67 (0.48-0.85) and 0.54 (0.34-0.75) for HT and BA, respectively. The accuracy for HT and BA was 59% and 47%, respectively. The combined usage of HT and BA provided 11 positive results, being 9 subjects (43%) out of the total of 21 positive cases. Conclusions: Halimeter™ and Breath Alert™ were not able to diagnose halitosis in non-complainer subjects at the same level as the organoleptic examination, since their accuracy were low. Our results suggest that such portable devices are not reliable tools to assess halitosis and may neglect or misdiagnose a considerable number of patients in clinical practice.
Descritores: Equipamentos para Diagnóstico/normas
Halitose/diagnóstico
-Testes Respiratórios/instrumentação
Estudos Transversais
Variações Dependentes do Observador
Padrões de Referência
Reprodutibilidade dos Testes
Sensação
Sensibilidade e Especificidade
Compostos de Enxofre/análise
Fatores de Tempo
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Meia-Idade
Idoso
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Estudos de Avaliação
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 33 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: biblio-874661
Autor: Lima, Patricia Oliveira de; Calil, Caroline Morini; Marcondes, Fernanda Klein.
Título: Relação entre estresse e compostos sulfurados voláteis: participação do sulfeto de hidrogênio / Relationship between stress and volatile sulfur compounds: participation of hydrogen sulfide
Fonte: Perionews;6(2):171-179, mar.-abr. 2012. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Halitose é definida como um odor ofensivo emanado da cavidade oral, narinas ou faringe. Este odor origina-se a partir da metabolização de substratos contendo enxofre que são transformados em compostos sulfurados voláteis (CSV). Embora as principais causas de mau hálito tenham origem na cavidade oral, o estresse também tem sido associado à sua ocorrência. O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito do estresse agudo sobre a produção de CSV, em indivíduos saudáveis. Os CSV e as concentrações salivares de cortisol e alfa-amilase (marcadores salivares de estresse) foram mensurados, antes e após a situação estressora, consistindo na aplicação do Video Recorded Stroop Color Word Test (VRSCWT). Após o VRSCWT houve aumento significativo na concentração salivar de cortisol e alfa-amilase, em relação às concentrações observadas antes da aplicação deste teste, confirmando seu efeito estressor. O VRSCWT também promoveu aumento nas concentrações bucais de CSV mensurados pelo Halimeter. Na mensuração realizada por meio do cromatógrafo Oral Chroma foi observado aumento na concentração bucal de sulfeto de hidrogênio (H2S), seguindo o mesmo padrão observado para os CSV totais, sem alteração nas concentrações de metilmercaptana e dimetilsulfeto, em relação aos valores determinados antes do VRSCWT. Estes resultados confirmaram a influência do estresse agudo sobre a produção de CSV e evidenciam que o H2S parece ser o principal composto produzido em situações que envolvem alterações emocionais
Descritores: Ansiedade/complicações
Halitose
Halitose/psicologia
Saúde Bucal
Saúde Pública
Estresse Psicológico
Compostos de Enxofre
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR510.1 - Biblioteca Central


  6 / 33 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: biblio-874511
Autor: Guaitolini, Roberto Luiz; Soares, Léo Guimarães; Weyne, Sérgio de Carvalho; Tinoco, Eduardo Muniz Barreto; Falabella, Márcio Eduardo Vieira; Silva, Denise Gomes.
Título: Avaliação clínica de um dentifrício à base de dióxido de cloro na redução dos compostos sulfurados voláteis / Clinical assessment of a toothpaste based chlorine dioxide in the reduction of volatile sulfur compounds
Fonte: Perionews;5(6):643-648, nov.-dez. 2011. ilus, graf.
Idioma: pt.
Resumo: A halitose é, na maioria das vezes, um problema originado na cavidade oral e tem como principal contribuinte os compostos sulfurados voláteis (CSV), que são formados a partir da quebra de aminoácidos por bactérias orais. 0 objetivo desse estudo foi avaliar a capacidade de um novo dentifrício contendo dióxido de cloro em reduzir os níveis de CSV. Esse estudo consistiu de uma avaliação duplo-cega, randomizada, placebo-controlada e cruzada, de dez voluntários saudáveis, onde a halitose foi induzida através do bochecho de cis-teína e três dentifrícios foram utilizados na forma de solução para bochecho, um teste à base de dióxido de cloro, placebo e digluconato de clorexidina a 0,12%. Para a aferição dos níveis de CSV foi utilizado um halímetro. No período pós-bochecho, a taxa de redução do dentifrício teste foi superior ao placebo e inferior à clorexidina. Já nos períodos após uma, duas e três horas, a taxa de redução do dentifrício teste foi similar à clorexidina, sendo ambas superiores estatisticamente ao placebo, concluindo-se que o dentifrício teste foi capaz de reduzir os níveis de CSV quando comparado ao placebo, se comportando de forma similar à solução de clorexidina a 0,12% após uma, duas e três horas ao bochecho
Descritores: Dióxido de Cloro
Dentifrícios
Halitose
Halitose/prevenção & controle
Halitose/terapia
Higiene Bucal
Compostos de Enxofre
Limites: Seres Humanos
Responsável: BR510.1 - Biblioteca Central


  7 / 33 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: biblio-873384
Autor: Benatti, Bruno Braga; Carvalho, Marcelo Diniz; Nogueira-Filho, Getúlio da Rocha; Sallum, Enílson Antônio; Sallum, Antônio Wilson; Nociti Jr, Francisco Humberto.
Título: Estudo da relação entre estresse e a formação de compostos sulfurados voláteis (CSV) durante a periodontite experimental induzida em ratos: um estudo piloto / The relationship of stress and volatile sulphur compounds (VSC) during experimental periodontitis in rats: a pilot study
Fonte: Periodontia;15(1):14-16, jan.-mar. 2005. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Os compostos sulfurados voláteis têm sido relacionados com a doença periodontal e também a situações envolvendo estresse. Entretanto, a influência da periodontite associada ao estresse na formação de CSV, ainda não foi claramente estabelecida. Sendo assim, o objetivo deste estudo foi investigar uma possível relação entre o estresse e os CSV durante a periodontite induzida em ratos. Foram utilizados 20 ratos Wistar machos, que, após anestesia, receberam uma ligadura de algodão na região dento-gengival dos molares inferiores. Os animais foram divididos em 2 grupos aleatoriamente: A-estresse (isolamento/imobilização - 2h/dia/40dias) e B - controle. Os níveis de CSV foram monitorados duas vezes ao dia (antes e depois da imobilização) por um monitor de compostos sulfurosos. A análise intergrupos mostrou um aumento na formação de CSV (p<0.001) no grupo A(25+2.4ppb) quando comparado com o grupo B(12+1.5ppb). Já a análise intragrupo demonstrou que após o período experimental, os CSV aumentaram significativamente (p<0.05) quando comparados ao baseline no grupo A(14+3.4 para 25+2.4ppb), enquanto no grupo B houve uma redução também significante (18+3.1 para 12+1.5ppb, p<0.05). Dentro dos limites deste estudo, a análise dos resultados sugere uma possível relação entre o estresse e o aumento n a formação de CSV associada a periodontite em ratos.
Descritores: Estresse Fisiológico
Periodontite
Compostos de Enxofre
Limites: Ratos
Animais
Responsável: BR243.1 - Serviço Técnico de Biblioteca e Documentação


  8 / 33 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: biblio-873066
Autor: Conceição, Maurício Duarte da; Marocchio, Luciana Sassa; Fagundes, Rosiene Lima.
Título: Uma nova técnica de limpeza da língua / A new tongue cleaning technique
Fonte: Rev. Assoc. Paul. Cir. Dent;59(6):465-469, nov.-dez. 2005. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: O protocolo deste artigo é descrever uma nova técnica mecânica de limpeza da língua, que possibilita uma limpeza mais confortável pó causar menos anciã e apresentar-se mais eficiente por se destinar aos diferentes graus de formação de saburra lingual, inclusive os mais severos. Para sua correta execução foi desenvolvido um dispositivo para a limpeza da língua com ôdesignö específico para atender aos pressupostos de uma limpeza ideal e eficiente.
Descritores: Halitose
Higiene Bucal
Compostos de Enxofre
Língua
Responsável: BR97.1 - Serviço de Documentação Odontológica


  9 / 33 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-866987
Autor: Soares, Léo Guimarães.
Título: Efeito do tratamento periodontal full-mouth e convencional na redução da halitose / Effect of periodontal treatment full-mouth and conventional in the reduction of halitosis.
Fonte: Rio de Janeiro; s.n; 2013. 90 p. ilus, graf, tab.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Faculdade de Odontologia para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: A halitose se caracterizada pela emanação de um odor desagradável onde cerca de 90% de se origina dentro da cavidade oral. Estudos têm demonstrado uma relação direta entre a doença periodontal e o odor ofensivo do hálito. O presente estudo teve como objetivo avaliar a frequência e distribuição de halitose em um grupo de pacientes com doença periodontal em um estudo transversal observacional (n=112) e, em um estudo intervencionista, avaliar o efeito do tratamento periodontal full-mouth e convencional na redução da halitose em um grupo de pacientes com doença periodontal. Os pacientes responderam a uma anamnese, tiveram seu hálito mensurado pelo halímetro e teste organoléptico, além de realizados Índice de placa visível, Índice de sangramento gengival, Índice de saburra lingual e exame periodontal completo. No estudo 2, os pacientes foram submetidos a seis distintas formas de tratamento: terapia periodontal em sessão única, terapia convencional em quadrantes e, um grupo controle, com somente instrução de higiene oral. Todas as modalidades subdivididas: com e sem raspagem lingual diária. No primeiro estudo os resultados mostraram que, tanto para teste organoléptico quanto para o halímetro, houve maior grau de halitose nos grupos de idades mais avançadas, nos que relataram sangramento gengival e escovação menos que três vezes ao dia. Ainda no teste organoléptico a escovação de língua gerou diferença estatística. Não houve diferença estatística entre as medidas de halitose entre teste organoléptico e halímetro. Foram encontrados aproximadamente 75% de pacientes periodontais com halitose. No segundo estudo os resultados mostraram superioridade conforme análise do halímetro para 30, 60 e 90 dias para os grupos de raspagem em sessão única contra raspagem por quadrantes. Sendo todos os grupos superiores ao controle. Não houve diferença na abordagem com ou sem a raspagem de língua. De acordo com o teste ...

Halitosis is characterized by the emission of an unpleasant odor about 90% originates in the oral cavity. Studies have shown a direct relationship between periodontal disease and the offensive odor of breath. The present study aimed to determine the prevalence of halitosis in patients with periodontal disease in an observational cross-sectional study (n = 112) and, in an intervention study, the patients have had six distinct forms of treatment (n = 90) to verify the efficacy of full- vs. partial-mouth disinfection in the control of halitosis. Patients answered an interview, they have had their breath collected by halimeter, they have evaluated by organoleptic test, and visible plaque index, gingival bleeding index, index of tongue coating and periodontal examination. In the second step, patients have been submitted to six different forms of treatment: periodontal therapy in one session, conventional therapy in quadrants, and the control group, with only oral hygiene instruction. All types split: with and without tongue scraping daily. The first study results shown for both organoleptic test as halimeter, a greater degree of halitosis in the older age groups, we have reported that gum bleeding and brushing less than three times per day. Still in organoleptic test brushing of tongue generated statistical difference. There was no statistical difference between the measures between halitosis and organoleptic test halimeter. There was about 75% og periodontal patients with halitosis. In the second study the results shown the superiority analysis as halimeter for 30, 60 and 90 days for groups of scraping in single session against scraping by quadrants. Being all groups superior from control. There was no difference in approach with or without tongue scraping. According to the organoleptic test, there was no difference between the four types of periodontal treatment compared to the control groups. The same ...
Descritores: Doenças Periodontais/complicações
Doenças Periodontais/diagnóstico
Doenças Periodontais/terapia
Halitose/diagnóstico
Halitose/etiologia
Halitose/microbiologia
Halitose/terapia
-Estudos Transversais
Boca
Índice Periodontal
Compostos de Enxofre
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Meia-Idade
Idoso
Responsável: BR1366.1 - Biblioteca Biomédica B - CB/B (Odontologia e Enfermagem)
BR1366.1; 616.314, S676, TO707


  10 / 33 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: biblio-853443
Autor: Silveira, Elcia Maria Varize; Gomes, Sabrina Carvalho; Oppermann, Rui Vicente; Rösing, Cassiano Kuchenbecker.
Título: Estudo das correlações entre diferentes recursos diagnósticos do hálito em pacientes portadores de periodontite crônica sob tratamento da gengivite / Study of the correlations between different diagnosis methods of halitosis
Fonte: Periodontia;16(02):83-88, junho 2006. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Diferentes recursos de diagnóstico do hálito têm sido propostos na literatura tanto para pesquisa como para uso clínico, sendo que o padrão ouro é a medição organoléptica. Estudar possíveis correlações entre os métodos poderia contribuir para a definição do potencial de uso de cada um ou da associação dos mesmos. O presente estudo objetivou correlacionar diferentes sistemas de medição do hálito. Participaram do estudo 27 pacientes com periodontite crônica. Medições do hálito foram realizadas antes e após o tratamento da gengivite, através dos seguintes recursos: determinação da presença de compostos sulfurados voláteis (CSV) por um monitor portátil, auto-percepção através da Escala Visual Analógica (EVA) e determinação organoléptica (ORL) através da escala de Rosenberg (ROSENBERG et al., 1991a). Correlações de Pearson foram realizadas entre ORL-CSV, ORL-EVA e CSV-EVA. Foram observadas correlações significativas entre ORL-CSV (r = 0,521), ORL-EVA (r = 0,358) e CSV-EVA (r = 0,254). Pode-se concluir que em pacientes periodontais sob tratamento da gengivite, a auto-percepção dos pacientes e a medição de CSV estão correlacionadas ao padrão ouro (medição organoléptica). Entretanto, o coeficiente de correlação observado entre a percepção do paciente e as medidas de CSV foi pequeno, indicando que medições organolépticas se fazem necessárias para a análise do hálito.
Descritores: Gengivite
Halitose
Compostos de Enxofre
Limites: Adulto
Meia-Idade
Seres Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR243.1 - Serviço Técnico de Biblioteca e Documentação



página 1 de 4 ir para página            
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde