Base de dados : LILACS
Pesquisa : D02.065.277.194 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 7 [refinar]
Mostrando: 1 .. 7   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 7 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1145916
Autor: Maia, Pollyana Conceição Romão.
Título: Investigação do comportamento de tolerância ao N, N- dietilmetilbenzamida (DEET) em populações de Aedes aegypti (Diptera: Culicidae) / Investigation of tolerance behavior to N, N-diethylmethylbenzamide (DEET) in populations of Aedes aegypti (Diptera: Culicidae).
Fonte: São Paulo; s.n; 2020. 79 p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: Aedes aegypti é um mosquito de grande interesse para saúde pública, pois é o vetor de arbovírus, como dengue, chikungunya e Zika. Para o controle desse vetor, são utilizados o controle biológico, mecânico e o controle químico, com utilização de inseticidas e repelentes. Os repelentes são considerados uma das melhores formas de se evitar as picadas das fêmeas, sendo os mais comercializados aqueles que possuem N,N-dietilmetilbenzamida (DEET) na fórmula, além de serem um dos mais estudados atualmente. Entretanto a resitência a alguns inseticidas como o piretroide, pode levar à alteração na atividade locomotora dos mosquitos. Deste modo, o presente trabalho tem como objetivo avaliar aspectos relacionados à tolerância ao DEET e à resistência a xenobióticos em cepas Ae. aegypti de campo (Laranjeiras) e de laboratório (Rockefeller). Foram realizados testes de repelência com Ae. aegypti para a resposta ao odor humano. Em cada teste, foram utilizadas 50 fêmeas, totalizando 700 fêmeas da população Laranjeiras e 1500 fêmeas para a população Rockefeller. As fêmeas foram colocadas em gaiolas de teste por cerca de duas horas, a fim de se adaptarem ao ambiente. Posteriormente, foi realizado o teste de repelência, que consistiu na exposição do mosquito a 0,5 mL de DEET (10% em etanol), este foi aplicado uniformemente pelo antebraço humano. Para diagnosticar a presença da mutação kdr na população de Laranjeiras foram analisadas 32 fêmeas dessa população. Para avaliar a atividade locomotora das fêmeas de Ae. aegypti Rockefeller e de Laranjeiras, foi utilizado o Drosophila Activity Monitor - Trikinetics. No período de setembro a novembro de 2019, foram instaladas 290 ovitrampas no município de Laranjeiras - SE, tendo sido verificado um total de 80,3% de palhetas com presença de ovos de Aedes, contabilizando 15.940 ovos. Após a realização dos bioensaios, foi possivel observar maior sensibilidade ao DEET nas fêmeas provinientes do campo. Além disso, também foi possivel observar a presença da mutação kdr e uma maior atividade locomotora nessa população. Dessa forma, nossos resultados sugerem que mosquitos resistentes podem ser mais suceptíveis ao DEET.

Aedes aegypti is a mosquito of great interest for public health, as it is the vector of arboviruses, such as dengue, chikungunya and Zika. Biological, mechanical and chemical control, with the use of insecticides and repellents, are used against this vector. Repellents are considered one of the best ways to avoid female bites, being those that have N, N-diethylmethylbenzamide (DEET) in the formula the most commercialized, as well as the most studied today. However, resistance to some insecticides such as pyrethroid, can lead to changes in the locomotor activity of mosquitoes. Thus, this study aims to evaluate aspects related to DEET tolerance and resistance to xenobiotics in field Ae. aegypti (Laranjeiras) and laboratory (Rockefeller) strains. Repellency tests were performed with Ae. aegypti for the response to human odor. In each test, 50 females were used, totaling 700 females from the Laranjeiras population and 1500 females from the Rockefeller population. The females were placed in test cages for about two hours in order to adapt to the environment. Subsequently, the repellency test was performed, which consisted of exposing the mosquito to 0.5 mL of DEET (10% in ethanol), which was applied evenly to the human forearm. To diagnose the presence of the kdr mutation in the population of Laranjeiras, 32 females from that population were analyzed. To evaluate the locomotor activity of Ae. aegypti Rockefeller and Laranjeiras females,, the Drosophila Activity Monitor - Trikinetics was used. In the period from September to November 2019, 290 ovitraps were installed in the municipality of Laranjeiras - SE, with a total of 80.3% of reeds with the presence of Aedes eggs, accounting for 15,940 eggs. After conducting the bioassays, it was possible to observe greater sensitivity to DEET in females from the field. In addition, it was also possible to observe the presence of the kdr mutation and greater locomotor activity in this population. Thus, our results suggest that resistant mosquitoes may be more susceptible to DEET.
Descritores: Resistência a Inseticidas
Aedes
DEET
Repelentes de Insetos
Responsável: BR67.1 - CIR - Biblioteca - Centro de Informação e Referência


  2 / 7 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Silva, Andréa Caetano da
Borges, Ligia Miranda Ferreira
Texto completo
Id: lil-604630
Autor: Soares, Sara Fernandes; Braga, Raquel de Sousa; Ferreira, Lorena Lopes; Louly, Carla Cristina Braz; Sousa, Lorena Alessandra Dias de; Silva, Andrea Caetano da; Borges, Lígia Miranda Ferreira.
Título: Repellent activity of DEET against Amblyomma cajennense (Acari: Ixodidae) nymphs submitted to different laboratory bioassays / Atividade repelente do DEET contra ninfas de Amblyomma cajennense (Acari: Ixodidae) em bioensaio laboratorial
Fonte: Rev. bras. parasitol. vet;19(1):12-16, jan.-mar. 2010. graf, tab.
Idioma: en.
Resumo: This study was developed to evaluate the repellent activity of N,N-diethyl-3-methylbenzamide (DEET) against Amblyomma cajennense nymphs. Two repellent bioassays were compared and the effective concentration and repellent time were calculated. The fingertip test was accomplished to evaluate in vivo four concentrations of the compound (0.200; 0.100; 0.050 and 0.025 mg.cm-2) and the filter-paper bioassay to evaluate in vitro the two highest concentrations. The compound provided repellence higher than 90 percent in all concentrations and at least 95 percent repellency in the highest concentration over 5 hours. The effective concentration against 50 percent of tested nymphs (EC50) was 0.006 mg.cm-2 and the EC99 was 0.036 mg.cm-2. Those concentrations were lower than the ones obtained against other tick species, denoting the effectiveness of DEET against A. cajennense. The repellency time against 50 percent of the ticks (RT50) was 4.8 hours and the RT90 was 2.7 hours. Both bioassays were adequate to evaluate A. cajennense repellency and provided similar results; however the in vivo test is more appropriate to estimate the effective concentration and repellency time.

Este estudo foi conduzido com o objetivo de avaliar a atividade repelente do N,N-diethyl-3-methylbenzamide (DEET) sobre ninfas de Amblyomma cajennense. Dois bioensaios para a avaliação de repelência foram comparados e cálculos da concentração eficaz e do tempo de repelência foram realizados. Foram empregados o bioensaio da ponta do dedo, para avaliação in vivo de quatro concentações do químico (0,200; 0,100; 0,050 e 0,025 mg.cm-2) e o bioensaio do papel filtro, para a avaliação in vitro das duas concentrações mais altas. O composto conferiu mais de 90 por cento de repelência em todas as concentrações utilizadas e 95 por cento de repelência por mais de cinco horas na maior concentração. A concentração do composto efetiva contra 50 por cento das ninfas testadas (CE50) foi de 0,006 mg.cm-2 e a CE99 foi de 0,036 mg.cm-2. Estas concentrações são mais baixas do que as observadas em outras espécies de carrapatos, denotando a efetividade do princípio contra A. cajennense. O tempo de repelência de 50 por cento dos carrapatos (TR50) foi de 4,8 horas e o TR90 de 2,7 horas. Os dois bioensaios avaliados permitiram a observação de percentuais de repelência igualmente altos e se mostraram adequados para tal avaliação, sendo que o teste in vivo é mais indicado para cálculo da concentração eficaz e da duração da repelência.
Descritores: DEET
Repelentes de Insetos/farmacologia
Ixodidae/efeitos dos fármacos
-Técnicas de Laboratório Clínico
Ixodidae/crescimento & desenvolvimento
Ninfa/efeitos dos fármacos
Limites: Animais
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 7 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-598131
Autor: Lavin, Karina; Pueyo, Silvia T.
Título: Actualización: repelentes naturales y sintéticos / Update: natural and synthetic repellents
Fonte: Dermatol. pediatr. latinoam. (Impr.);7(1):46-51, ene.-abr. 2009. tab.
Idioma: es.
Resumo: Las picaduras de mosquitos constituyen un riesgo frecuente al que se adiciona la posible transmisión de enfermedades. Para evitarlas contamos con barreras físicas, ropas, mosquiteros y repelentes. La elección del repelente a usar debe desprenderse de una meticulosa evaluación entre los beneficios y los riesgos generados por cada producto. El DEET (n,n-dietil,m,toluamida o su nueva denominación n,n-dietil-3-metilbenzamida) es, hasta el momento, el repelente más usado, mejor estudiado y efectivo, pero existen otros productos más nuevos. En este artículo se describen los repelentes naturales y sintéticos más utilizados que se encuentran disponibles en el mercado y se intenta orientar para una adecuada elección de los mismos en situaciones especiales como el embarazo, la lactancia y la niñez.

Mosquitoe bites are a common risk in which we have to take into account the transmission of many diseases. To prevent both risks we count with physical barriers, clothes, nets and repellents. The election of the repellent should be the result of a very meticulous evaluation of the risks and benefits of each product. The DEET (n,n-dietil,m,toluamida or the new name for the same product: n,n-dietil-3-metilbenzamida) is up to date the most used, best studied and effective repellent, but there are many other new options. In this article we describe the different natural and synthetic repellents on the market and try to help on the adequate election in special situations such as pregnancy, nursing and childhood.
Descritores: Cymbopogon
DEET
Permetrina/administração & dosagem
Repelentes de Insetos/administração & dosagem
Repelentes de Insetos/uso terapêutico
-Mordeduras e Picadas de Insetos/prevenção & controle
Fitoterapia
Preparações de Plantas/administração & dosagem
Limites: Humanos
Responsável: AR338.1 - Biblioteca


  4 / 7 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-511871
Autor: Stefani, Germana Pimentel; Pastorino, Antonio Carlos; Castro, Ana Paula B M; Jacob, Cristina Miuki A; Fomin, Angela Bueno F.
Título: Repelentes de insetos: recomendações para uso em crianças: [revisão] / Insect repellents: recommendations for use in children: [revision]
Fonte: Rev. paul. pediatr;27(1):81-89, mar. 2009. tab.
Idioma: pt.
Resumo: OBJETIVO: Apresentar uma revisão bibliográfica sobre o uso de repelentes de insetos em crianças, com ênfase especial na proteção contra mosquitos. FONTES DE DADOS: Realizou-se uma pesquisa bibliográfica nas bases de dados Pubmed e Lilacs, cujos artigos incluíam produtos comercialmente disponíveis no Brasil. Foram selecionados artigos publicados nos últimos dez anos em língua inglesa ou portuguesa, referentes a crianças, obtidos com as seguintes palavras-chave: "insect repellents", "children", "mosquitoes", "N,N-dietil-metatoluamida (DEET)". SÍNTESE DOS DADOS: Entre os repelentes tópicos, DEET, icaridina e óleo natural de eucalipto-limão apresentam, em concentrações adequadas, perfil de segurança favorável e são eficazes na prevenção de picadas de mosquitos em crianças e adultos. Em geral, são indicados para crianças acima de dois anos de idade. Medidas físicas são fundamentais para proteger lactentes jovens, especialmente menores de seis meses, com destaque para o uso de telas com permetrina. CONCLUSÕES: Os mosquitos são vetores de doenças infectoparasitárias que acometem, anualmente, milhões de pessoas no mundo e causam milhares de mortes. O combate aos mosquitos inclui medidas ambientais e de proteção individual. O uso de repelentes tópicos para proteção individual da criança exige cuidados específicos e conhecimento quanto ao produto ideal para cada idade, especialmente quando consideradas sua eficácia e segurança.

OBJECTIVE: To present a literature review about the use of insect repellents on children, highlighting the protection against mosquitoes. DATA SOURCES: Pubmed and Lilacs databases were searched for articles in English and Portuguese published in the last ten years with the following key-words: "insect repellents", "children", "mosquitoes", "N,N-dietil-metatoluamida (DEET)". DATA SYNTHESIS: Concerning topical repellents, DEET, icaridine and natural oil of lemon eucalyptus are effective to prevent mosquito bites in children and adults and have favorable safety profile when used in appropriate concentration. They are generally recommended for children older than two years-old. Physical barriers are essential for infant protection, especially if they are six months old or less, with special interest in the permethrin-treated nets. CONCLUSIONS: Mosquitoes are vectors of a variety of infectious and parasitic diseases which annually affect millions of people and cause thousands of deaths worldwide. The combat to mosquitoes includes individual and environmental measures. Topic repellents for children's individual protection demand specific handling attention and knowledge about the ideal product for each age, especially regarding their efficacy and safety.
Descritores: Culicidae
DEET
Controle de Mosquitos
Repelentes de Insetos/uso terapêutico
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 7 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-430845
Autor: Sfara, Valeria; Zerba, Eduardo N; Alzogaray, Raúl A.
Título: Toxicity of pyrethroids and repellency of diethyltoluamide in two deltamethrin-resistant colonies of Triatoma infestans Klug, 1834 (Hemiptera: Reduviidae)
Fonte: Mem. Inst. Oswaldo Cruz;101(1):89-94, Feb. 2006. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: The aim of the currrent investigation was to evaluate (a) the toxicity of three pyrethroids (deltamethrin, lambda-cyhalothrin, and tetramethrin); (b) the effect of these insecticides on the locomotor activity; and (c) the repellent effect of N,N-diethyl-m-toluamide (DEET) on two deltamethrin-resistant strains of Triatoma infestans from Argentina (El Chorro and La Toma), and one susceptible strain. The resistance ratios (RRs) obtained for the La Toma strain were: > 10,769, 50.7, and > 5.2 for deltamethrin, lambda-cyhalothrin, and tetramethrin respectively. The RRs for the El Chorro strain were: > 10,769, 85.8, and > 5.2 for deltamethrin, lambda-cyhalothrin, and tetramethrin respectively. The hyperactivity usually caused by the three pyrethroids was in both the deltamethrin-resistant strains compared to the susceptible reference strain. No differences were observed in the repellent effect of DEET between the three groups. These results indicate that the deltamethrin-resistant insects have a cross resistance to lambda-cyhalothrin and tetramethrin, and are also resistant to the first symptom of pyrethroid poisoning (hyperactivity). However, the sensorial process related to DEET repellency does not appear to be altered.
Descritores: DEET
Repelentes de Insetos/farmacologia
Inseticidas/toxicidade
Atividade Motora/efeitos dos fármacos
Piretrinas/toxicidade
Triatoma/efeitos dos fármacos
-Ninfa/efeitos dos fármacos
Limites: Animais
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 7 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-385262
Autor: Miot, Hélio Amante; Batistella, Rafaelle Fernandes; Batista, Khristiani de Almeida; Volpato, Dimas Eduardo Carneiro; Augusto, Leonardo Silveira Teixeira; Madeira, Newton Goulart; Haddad Júnior, Vidal; Miot, Luciane Donida Bartoli.
Título: Comparative study of the topical effectiveness of the andiroba oil (Carapa guianensis) and DEET 50 percent as repellent for Aedes sp
Fonte: Rev. Inst. Med. Trop. Säo Paulo;46(5):253-256, Sept.-Oct. 2004. ilus, graf.
Idioma: en.
Resumo: O DEET (N, N-dietil-3-metilbenzamida) é hoje o repelente mais efetivo disponível, porém, seu uso pode apresentar importantes efeitos colaterais tópicos e sistêmicos. Alguns compostos botânicos, como a Andiroba (Carapa guianensis), têm demonstrado propriedades repelentes a um baixo custo e baixa toxicidade. Quatro voluntários hígidos submeteram seus antebraços recobertos com óleo de Andiroba a 100%, DEET 50% (controle positivo), óleo de soja refinado, óleo de Andiroba 15% e na ausência de produtos (controles negativos), diretamente a picadas de fêmeas saudáveis de Aedes sp. Foram aferidos os tempos da primeira e terceira picadas. Os resultados mostraram que a mediana da primeira picada nos antebraços sem produto foi 17.5s e a terceira picada, 40.0s. No óleo de soja, as picadas ocorreram em 60.0s e 101.5s. No óleo de Andiroba 100%, em 56.0s e 142.5s. Com Andiroba 15%, em 63.0s e 97.5s. Usando DEET 50% não houve picadas após 3600s na maioria dos experimentos (p < 0.001 Wilcoxon). O óleo de Andiroba 100% comparado ao óleo de soja, antebraço sem produto e óleo de Andiroba 15%, mostrou discreta superioridade (p < 0.001 Wilcoxon). Concluímos que o óleo puro de Andiroba apresenta efeito repelente discreto contra picada de Aedes sp., sendo significativamente inferior ao DEET 50%.
Descritores: Aedes
DEET
Mordeduras e Picadas de Insetos
Repelentes de Insetos
Meliaceae
Óleos Vegetais
Limites: Humanos
Animais
Masculino
Feminino
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 7 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-245332
Autor: Fanta Núñez, Enrique.
Título: Repelentes contra insectos / Insect repellents
Fonte: Pediatr. día;14(4):237-9, sept.-oct. 1998. tab.
Idioma: es.
Resumo: Casi todos necesitamos en alguna oportunidad un repelente contra insectos, ya sea en un asado al aire libre o en un paseo por bosques o playas. Sin embargo, existe preocupación por la seguridad del empleo de dietiltoluamida (DEET) que es usado en casi todos los productos porque se han comunicado reacciones adversas y la gente tiene miedo de aplicarlos en sus niños. ¿Cuáles son efectivo e inocuos?. Los autores revisan los principales estudios en relación a los repelentes de insectos y proponen recomendaciones para un uso óptimo
Descritores: Repelentes de Insetos/classificação
-DEET/efeitos adversos
DEET/farmacologia
Controle de Insetos
Repelentes de Insetos/uso terapêutico
Limites: Humanos
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde