Base de dados : LILACS
Pesquisa : D02.092 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 43 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 5 ir para página              

  1 / 43 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-787616
Autor: Yılmaz Çakirgöz, Mensure; Demirel, İsmail; Duran, Esra; Özer, Ayşe Belin; Hancı, Volkan; Türkmen, Ülkü Aygen; Aydın, Ahmet; Ersoy, Ayşın; Büyükyıldırım, Aslıhan.
Título: Effect of gabapentin pretreatment on myoclonus after etomidate: a randomized, double-blind, placebo-controlled study / Efeito do pré-tratamento com gabapentina sobre a mioclonia após etomidato: um estudo randômico, duplo-cego e controlado por placebo
Fonte: Rev. bras. anestesiol;66(4):356-362tab.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Aim: To evaluate the effects of three different doses of gabapentin pretreatment on the incidence and severity of myoclonic movements linked to etomidate injection. Method: One hundered patients, between 18 and 60 years of age and risk category American Society of Anesthesiologists I-II, with planned elective surgery under general anesthetic were included in the study. The patients were randomly divided into four groups and 2 h before the operation were given oral capsules of placebo (Group P, n = 25), 400 mg gabapentin (Group G400, n = 25), 800 mg gabapentin (Group G800, n = 25) or 1200 mg gabapentin (Group G1200, n = 25). Side effects before the operation were recorded. After preoxygenation for anesthesia induction 0.3 mg kg−1 etomidate was administered for 10 s. A single anesthetist with no knowledge of the study medication evaluated sedation and myoclonic movements on a scale between 0 and 3. Two minutes after induction, 2 µg kg−1 fentanyl and 0.8 mg kg−1 rocuronium were administered for tracheal intubation. Results: Demographic data were similar. Incidence and severity of myoclonus in Group G1200 and Group G800 were significantly lower than in Group P; sedation incidence and level were appreciably higher compared to Group P and Group G400. While there was no difference in the incidence of myoclonus between Group P and Group G400, the severity of myoclonus in Group G400 was lower than in the placebo group. In the two-hour period before induction other than sedation none of the side effects related to gabapentin were observed in any patient. Conclusion: Pretreatment with 800 mg and 1200 mg gabapentin 2 h before the operation increased the level of sedation and reduced the incidence and severity of myoclonic movements due to etomidate.

Resumo Objetivo: Avaliar os efeitos de três doses diferentes de gabapentina como pré-tratamento sobre a incidência e a gravidade dos movimentos mioclônicos associados à injeção de etomidato. Método: Cem pacientes, entre 18-60 anos, estado físico ASA I-II, programados para cirurgia eletiva sob anestesia geral, foram incluídos no estudo. Os pacientes foram randomicamente divididos em quatro grupos e duas horas antes da operação receberam cápsulas orais de placebo (Grupo P, n = 25), 400 mg de gabapentina (Grupo G400, n = 25), 800 mg de gabapentina (Grupo G800, n = 25) e 1.200 mg de gabapentina (Grupo G1.200, n = 25). Os efeitos colaterais antes da cirurgia foram registados. Após pré-oxigenação para a indução da anestesia, etomidate (0,3 mg.kg−1) foi administrado por 10 segundos. Um único anestesista, cego para a medicação do estudo, avaliou a sedação e os movimentos mioclônicos com uma escala de 0 a 3. Dois minutos após a indução, fentanil (2 µgr.kg−1) e rocurônio (0,8 mg.kg−1) foram administrados para a intubação traqueal. Resultados: Os dados demográficos foram semelhantes. A incidência e a gravidade da mioclonia nos grupos G1.200 e G800 foram significativamente menores do que no Grupo P; a incidência e o nível de sedação foram consideravelmente maiores comparados com o Grupo P e o Grupo G400. Enquanto não houve diferença na incidência de mioclonia entre os grupos P e G400, a gravidade da mioclonia no Grupo G400 foi menor do que no grupo placebo. No período de duas horas antes da indução, nenhum dos efeitos colaterais relacionados à gabapentina, exceto sedação, foi observado em qualquer paciente. Conclusão: O pré-tratamento com 800 mg e 1.200 mg de gabapentina duas horas antes da operação aumentou o nível de sedação e reduziu a incidência e a gravidade dos movimentos mioclônicos associados ao etomidato.
Descritores: Ácidos Cicloexanocarboxílicos/farmacologia
Etomidato/efeitos adversos
Ácido gama-Aminobutírico/farmacologia
Aminas/farmacologia
Mioclonia/induzido quimicamente
Mioclonia/prevenção & controle
-Índice de Gravidade de Doença
Método Duplo-Cego
Anestésicos Intravenosos/efeitos adversos
Relação Dose-Resposta a Droga
Gabapentina
Pessoa de Meia-Idade
Anticonvulsivantes/farmacologia
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Adulto
Adulto Jovem
Tipo de Publ: Ensaio Clínico Controlado Aleatório
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 43 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-773493
Autor: Xavier, Tatiana Vaz Horta; Oliveira, Thiago Robis de; Mendes, Tereza Cristina Bandeira Silva.
Título: Treatment of patients with painful blind eye using stellate ganglion block / Tratamento de pacientes portadores de olho cego doloroso por meio de bloqueio de gânglio estrelado
Fonte: Rev. bras. anestesiol;66(1):75-77, Jan.-Feb. 2016.
Idioma: pt.
Resumo: BACKGROUND AND OBJECTIVES: management of pain in painful blind eyes is still a challenge. Corticosteroids and hypotensive agents, as well as evisceration and enucleation, are some of the strategies employed so far that are not always effective and, depending on the strategy, cause a deep emotional shock to the patient. Given these issues, the aim of this case report is to demonstrate a new and viable option for the management of such pain by treating the painful blind eye with the stellate ganglion block technique, a procedure that has never been described in the literature for this purpose. CASE REPORT: six patients with painful blind eye, all caused by glaucoma, were treated; in these patients, VAS (visual analogue scale for pain assessment, in which 0 is the absence of pain and 10 is the worst pain ever experienced) ranged from 7 to 10. We opted for weekly sessions of stellate ganglion block with 4 mL of bupivacaine (0.5%) without vasoconstrictor and clonidine 1 mcg/kg. Four patients had excellent results at VAS, ranging between 0 and 3, and two remained asymptomatic (VAS = 0), without the need for additional medication. The other two used gabapentin 300 mg every 12 h. CONCLUSION: currently, there are several therapeutic options for the treatment of painful blind eye, among which stand out the retrobulbar blocks with chlorpromazine, alcohol and phenol. However, an effective strategy with low rate of serious complications, which is non-mutilating and improves the quality of life of the patient, is essential. Then, stellate ganglion block arises as a demonstrably viable and promising option to meet this demand.

JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: o manejo da dor em olhos cegos dolorosos ainda é um desafio. Corticosteroides e hipotensores, bem como evisceração e enucleação, são algumas das estratégias até então empregadas, nem sempre eficazes e que, a depender da estratégia, causam um profundo abalo emocional no paciente. Dadas essas questões, o objetivo deste relato de caso é demonstrar uma nova e viável opção para o manejo desse tipo de dor por meio do tratamento do olho cego doloroso com bloqueios de gânglio cervicotorácico, técnica nunca descrita na literatura para esse fim. RELATO DE CASO: foram tratados seis pacientes portadores de olho cego doloroso, todos por glaucoma, nos quais a EVA (escala visual analógica para avaliação da dor em que 0 é ausência de dor e 10 é a maior dor já experimentada) variava de 7 a 10. Optou-se por sessões semanais de bloqueio de gânglio cervicotorácico com 4 mL de bupivacaína (0,5%) sem vasoconstritor e clonidina 1 mcg/Kg. Quatro pacientes apresentaram excelente resultado EVA, com variação entre 0 e 3, e dois permaneceram assintomáticos (EVA = 0), sem necessidade de medicação suplementar. Os outros dois usaram gabapentina 300 mg de 12 em 12 horas. CONCLUSÃO: atualmente, várias são as opções terapêuticas para o tratamento do olho cego doloroso, entre as quais se destacam os bloqueios retrobulbares com clorpromazina, álcool e fenol. No entanto, uma estratégia eficaz, com pequeno índice de complicações graves, não mutilante e que melhore a qualidade de vida do paciente é imprescindível. O bloqueio do gânglio cervicotorácico surge, pois, como uma opção comprovadamente viável e promissora para atender a essa demanda.
Descritores: Bloqueio Nervoso Autônomo/métodos
Glaucoma/complicações
Dor Ocular/tratamento farmacológico
Anestésicos Locais/administração & dosagem
-Qualidade de Vida
Gânglio Estrelado
Medição da Dor
Bupivacaína/administração & dosagem
Cegueira/etiologia
Resultado do Tratamento
Ácidos Cicloexanocarboxílicos/uso terapêutico
Dor Ocular/etiologia
Gabapentina
Ácido gama-Aminobutírico/uso terapêutico
Aminas/uso terapêutico
Analgésicos/uso terapêutico
Limites: Humanos
Feminino
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 43 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-843129
Autor: Orozco-Mosqueda, M. del Carmen; Valencia-Cantero, Eduardo; López-Albarrán, Pablo; Martínez-Pacheco, Mauro; Velázquez-Becerra, Crisanto.
Título: La bacteria Arthrobacter agilis UMCV2 y diversas aminas inhiben el crecimiento in vitro de hongos destructores de madera / Bacterium Arthrobacter agilis UMCV2 and diverse amines inhibit in vitro growth of wood-decay fungi
Fonte: Rev. argent. microbiol;47(3):219-228, set. 2015. ilus, tab.
Idioma: es.
Resumo: El reino Fungi está representado por innumerable cantidad de organismos entre los cuales se encuentran hongos patógenos que deterioran los principales componentes estructurales de la madera, como celulosa, hemicelulosa y lignina. El objetivo de nuestro trabajo fue caracterizar la actividad antifúngica y la producción de diversas aminas de Arthrobacter agilis UMCV2 con acción antagónica sobre hongos xilófagos. Para ello, se aislaron 4 organismos fúngicos (designados en conjunto UMTM) a partir de madera en descomposición en un bosque de pino encino de la comunidad de Cuanajo, Michoacán, México. Dos de ellos presentaron una clara actividad enzimática de celulasas, xilanasas y enzimas accesorias óxido-reductoras, y fueron identificados como pertenecientes a 2 géneros agresivos para la madera: Hypocrea (aislado UMTM3) y Fusarium (aislado UMTM13). In vitro, las aminas evaluadas mostraron tener efecto inhibitorio sobre el crecimiento de los UMTM y la dimetilhexadecilamina; uno de estos compuestos mostró un fuerte potencial para ser utilizado como tratamiento preventivo contra el ataque de hongos destructores de madera.

The kingdom Fungi is represented by a large number of organisms, including pathogens that deteriorate the main structural components of wood, such as cellulose, hemicellulose and lignin. The aim of our work was to characterize the antifungal activity in Arthrobacter agilis UMCV2 and diverse amines against wood-decaying fungi. Four fungal organisms (designated as UMTM) were isolated from decaying wood samples obtained from a forest in Cuanajo-Michoacán, México. Two of them showed a clear enzymatic activity of cellulases, xylanases and oxido-reducing enzymes and were identified as Hypocrea (UMTM3 isolate) and Fusarium (UMTM13 isolate). In vitro, the amines showed inhibitory effect against UMTM growth and one of the amines, dimethylhexadecylamine (DMA16), exhibited strong potential as wood preventive treatment, against the attack of decaying fungi.
Descritores: Arthrobacter/isolamento & purificação
Madeira/microbiologia
Hypocrea/efeitos dos fármacos
Fusarium/efeitos dos fármacos
Aminas/uso terapêutico
-Arthrobacter/metabolismo
Hypocrea/isolamento & purificação
Fusarium/isolamento & purificação
Tipo de Publ: Estudo de Avaliação
Estudo Observacional
Responsável: AR635.1 - FCVyS - Servicio de Información y Documentación


  4 / 43 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1048007
Autor: Zambrano-Achig, Paula; Franco, Juan Víctor Ariel; Montesinos-Guevara, Camila; Simancas-Racines, Daniel.
Título: Intervenciones para el tratamiento de la enfermedad aguda de montaña / Interventions for the treatment of the disease sharp mountain
Fonte: Rev. Hosp. Ital. B. Aires (2004);39(2):63-63, jun. 2019.
Idioma: es.
Descritores: Doença da Altitude/terapia
Aminas/uso terapêutico
-Pressão Atmosférica
Dexametasona/uso terapêutico
Literatura de Revisão como Assunto
Ensaios Clínicos Controlados Aleatórios como Assunto
Metanálise como Assunto
Doença Aguda
Ácidos Cicloexanocarboxílicos/uso terapêutico
Gabapentina
Revisões Sistemáticas como Assunto
Ácido gama-Aminobutírico/uso terapêutico
Glucocorticoides/uso terapêutico
Hipertensão Pulmonar/terapia
Magnésio/uso terapêutico
Acetazolamida/uso terapêutico
Anticonvulsivantes/uso terapêutico
Limites: Humanos
Adolescente
Adulto
Tipo de Publ: Comentário
Responsável: AR2.1 - Biblioteca Central


  5 / 43 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Bugno, Adriana
Id: lil-500676
Autor: Santa Bárbara, Maria Cristina; Almodóvar, Adriana B; Miyamaru, Lígia L; Bugno, Adriana; Santos, Leda M. A. dos; Saito, Thais Y.
Título: Avaliação da segurança dos xampus de uso infantis utilizados no comércio de São Paulo / Safety assessment of children shampoos commercialized in the São Paulo city
Fonte: Rev. Inst. Adolfo Lutz;66(3):225-229, set.-dez. 2007. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Os xampus infantis são formulações a base de formulações tensoativas mais suaves e contêm detergentes anfóteros que buscam o benefício de não irritar os olhos. O objetivo deste trabalho foi de verificar a qualidade de xampus infantis quanto aos parâmetros físico-químicos, microbiológicos e toxicológicos. Foram avaliadas 15 amostras de diferentes marcas comercializadas na cidade de São Paulo. As amostras apresentaram-se em conformidade com a Legislação vigente quanto à segurança de seu uso. O teor de princípio ativo (entre 3 e 5%), as aminas livres e o pH estavam de acordo com as formulações apresentadas; e no ensaio microbiológico o resultado foi satisfatório. Quanto à irritação ocular, 6,7% das amostras apresentaram índices de moderada irritação; 93,3% foram levemente irritantes quando foi aplicado o produto puro, conforme estabelecido no protocolo de Draize. Quando produto foi diluído a 50%, 20% das amostras apresentaram-se levemente irritantes, enquanto os demais demonstraram resultados satisfatórios. As amostras não apresentaram irritação ocular quando foram aplicadas diluídas a 10%. Os resultados obtidos mostraram que as diferentes marcas de xampus estudados estão dentro da qualidade esperada para o produto. Sugere-se que seja incluída no rótulo a advertência sobre o cuidado para evitar que o produto puro entre em contato com os olhos.
Descritores: Aminas
Técnicas Microbiológicas
Preparações para Cabelo
Tensoativos
Limites: Criança
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação


  6 / 43 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-837980
Autor: Brasileiro, Lízie Emanuelle Eulalio; Barreto, Dayanna Patrícia de Carvalho; Nunes, Emerson Arcoverde.
Título: Psychotropics in different causes of itch: systematic review with controlled studies
Fonte: An. bras. dermatol;91(6):791-798, Nov.-Dec. 2016. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Among the wide range of symptoms neglected or resistant to conventional treatments in clinical practice, itch is emerging gradually as a theme to be studied. Itch complaints and the negative effects in the quality of life are observed in several medical fields. Although the partially obscure pathophysiology, some researchers decided to check and test the use of psychotropic drugs in resistant itch to conventional topical treatments and antihistamines. The objective of this study was to evaluate scientific evidence in psychotropic use in the treatment of itch of various causes. This is a systematic review of scientific literature. The following databases were used: PubMed, Web of Science, Scopus and Scielo. Randomized controlled trials that should focus on treatment with psychotropic drugs of pruritus of various causes were the inclusion criteria. All articles were analyzed by the authors, and the consensus was reached in cases of disagreement. Fifteen articles were included after analysis and selection in databases, with the majority of clinical trials focusing on psychopharmacological treatment of itch on account of chronic kidney disease. Clinical trials with psychotropic drugs mostly indicated significant improvement in the itching. In most trials of chronic kidney disease as basal disease for itch, greater effectiveness was observed with the use of psychotropic drugs compared with placebo or other antipruritic. However, the small amount of controlled trials conducted precludes the generalization that psychiatric drugs are effective for itch of various causes.
Descritores: Prurido/tratamento farmacológico
Psicotrópicos/uso terapêutico
-Prurido/etiologia
Ensaios Clínicos Controlados Aleatórios como Assunto
Reprodutibilidade dos Testes
Resultado do Tratamento
Ácidos Cicloexanocarboxílicos/uso terapêutico
Doxepina/uso terapêutico
Ácido gama-Aminobutírico/uso terapêutico
Aminas/uso terapêutico
Nefropatias/complicações
Antipruriginosos/uso terapêutico
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 43 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Martelli, Antonio Carlos Ceribelli
Texto completo
Id: biblio-1038248
Autor: Wachholz, Patrick Alexander; Masuda, Paula Yoshiko; Pinto, Ana Cecília Versiani Duarte; Martelli, Antônio Carlos Ceribelli.
Título: Impact of drug therapy on brachioradial pruritus
Fonte: An. bras. dermatol;92(2):281-282, Mar.-Apr. 2017. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract: Few studies have described therapeutic options in brachioradial pruritus. We describe a cross-sectional study of brachioradial pruritus patients treated in an outpatient unit. We reviewed medical records and interviewed brachioradial pruritus patients without indication for decompressive surgery, in order to access the perceptions of intensity of pruritus prior to treatment and response to therapy. We found that antidepressants and anticonvulsants were the most frequently prescribed drugs. Best reductions in pruritus were associated with its highest intensities prior to treatment, and with longer periods of therapy.
Descritores: Prurido/tratamento farmacológico
Ácidos Cicloexanocarboxílicos/uso terapêutico
Doxepina/uso terapêutico
Aminas/uso terapêutico
Amitriptilina/uso terapêutico
Antidepressivos Tricíclicos/uso terapêutico
-Antipsicóticos/uso terapêutico
Estudos Transversais
Quimioterapia Combinada
Antidepressivos Tricíclicos/classificação
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Pessoa de Meia-Idade
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 43 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Sinhoreti, Mário Alexandre Coelho
Texto completo
Id: biblio-888710
Autor: Grohmann, Caio Vinícius Signorelli; Soares, Eveline Freitas; Souza-Junior, Eduardo José Carvalho; Brandt, William Cunha; Puppin-Rontani, Regina Maria; Geraldeli, Saulo; Sinhoreti, Mário Alexandre Coelho.
Título: Influence of Different Concentration and Ratio of a Photoinitiator System on the Properties of Experimental Resin Composites
Fonte: Braz. dent. j;28(6):726-730, Nov.-Dec. 2017. tab.
Idioma: en.
Resumo: Abstract The aim in this study was to evaluate the influence of different ratio of camphorquinone/tertiary amine concentration on the flexural strength (FS), elastic modulus (EM), degree of conversion (DC), yellowing (YL), water sorption (WS) and water solubility (WSL) of experimental composites. Thus, acrylate blends were prepared with different camphorquinone (CQ) and amine (DABE) concentrations and ratios by weight: (CQ/DABE%): 0.4/0.4% (C1), 0.4/0.8% (C2), 0.6/0.6% (C3), 0.6/1.2% (C4), 0.8/0.8% (C5), 0.8/1.6% (C6), 1.0/1.0% (C7), 1.0/2.0% (C8), 1.5/1.5% (C9), 1.5/3.0% (C10). For the FS and EM, rectangular specimens (7x2x1 mm, n=10) were photo-activated by single-peak LED for 20 s and tested at Instron (0.5 mm/min). Then, the same specimens were evaluated by FTIR for DC measurement. For YL, disks (5x2 mm, n=10) were prepared, light-cured for 20 s and evaluated in spectrophotometer using the b aspect of the CIEL*a*b* system. For WS and WSL, the volume of the samples was calculated (mm³). For WS and WSL, composites disks (5x0.5 mm, n=5) were prepared. After desiccation, the specimens were stored in distilled water for 7 days and again desiccated, in order to measure the WS and WSL. Data were submitted to one-way ANOVA and Tukey's test (5%). The groups C8, C9 and C10 showed higher DC, EM and YL means, compared to other composites. Therefore, the FS and WS values were similar among all groups. Also, C1, C2 and C3 presented higher WSL in 7 days, compared to other composites. In general, higher concentrations of camphorquinone promoted higher physical-mechanical properties; however, inducing higher yellowing effect for the experimental composites

Resumo O objetivo foi avaliar a influência da concentração e proporção de canforoquinona (CQ)/amina terciária (DABE) na resistência à flexão (RF), módulo flexural (MF), grau de conversão (GC), amarelamento (AM), sorpção (SA) e solubilidade em água (SL) de compósitos experimentais. Blendas acrilatas foram preparadas com diferentes concentrações e proporções de CQ/DABE em peso, como segue: (CQ/DABE%): 0,4/0,4% (C1); 0,4/0,8% (C2); 0,6/0,6% (C3); 0,6/1,2% (C4); 0,8/0,8% (C5); 0,8/1,6% (C6); 1,0/1,0% (C7); 1,0/2,0% (C8); 1,5/1,5% (C9); 1,5/3,0% (C10). Para RF e MF, espécimes retangulares (7x2x1 mm, n=10) foram fotoativados com LED de pico único (Radii Cal) por 20 s e testados em máquina Instron (0,5 mm/min). Após, o GC dos mesmos espécimes (fragmentos) foi mensurado por FTIR. Para AM, discos de compósito (5x2 mm, n=10) foram preparados, fotoativados por 20 s e imediatamente avaliados em espectrofotômetro, considerando o aspecto b do sistema CIEL*a*b*. Para SA e SL, discos de compósito (5x0,5 mm, n=5) foram preparados e seus volumes calculados (mm³). Após desidratação, as amostras foram pesadas e armazenadas em água destilada por 7 dias, pesadas e novamente desidratadas e pesadas, para se calcular o SA e SL. Os dados foram submetidos a one-way ANOVA e teste de Tukey (5%). Os grupos C8, C9 e C10 mostraram maior GC, MF e AM, comparado aos outros grupos. No entanto, RF e SA foram similares entre todos os grupos. Ainda, C1, C2 e C3 apresentaram maior SL em 7 dias comparado aos outros grupos. Em geral, maiores concentrações de CQ promoveram melhores propriedades físico-mecânicas; no entanto, levaram ao maior amarelamento dos compósitos.
Descritores: Resinas Compostas
Luz
-Aminas/química
Cânfora/análogos & derivados
Cânfora/química
Cor
Solubilidade
Água/química
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 43 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-888705
Autor: Bittencourt, Bruna Fortes; Dominguez, John Alexis; Pinheiro, Luís Antonio; Farago, Paulo Vitor; Santos, Elizabete Brasil dos; Campos, Leticia Antonelo; Gomes, João Carlos; Gomes, Osnara Maria Mongruel.
Título: Effect of the Bis-Dimethylamino Benzydrol Coinitiator on the Mechanical and Biological Properties of a Composite
Fonte: Braz. dent. j;28(6):744-748, Nov.-Dec. 2017. tab.
Idioma: en.
Resumo: Abstract To examine the effect of the alternative coinitiator 4,4'bis dimethylamino benzydrol (BZN) in degree of conversion (DC), mechanical and biological properties of experimental composites. The coinitiator BZN was used in three concentrations (0.2, 0.5 and 1.2%), and the coinitiator DMAEMA was used as control at the same concentrations as above. The molar concentration of camphorquinone (CQ) and coinitiators was kept constant (1:1). The composites were manipulated and submitted to microhardness test (VHN), flexural and compressive strength (in MPa), elastic modulus (GPa), DC (FT-IR) and in vitro cytotoxicity (against 3T3 fibroblastic cells) of the experimental resins. Data were subjected to two-way ANOVA and Tukey post-test (α=0.05). The experimental composite resin with BZN showed higher DC values compared to control DMAEMA groups. For the mechanical properties, microhardness values were higher in BZN groups; flexural strength and elastic modulus were similar between all the groups. Compressive strength for groups BZN0.5 and DMAEMA0.5 were not statistically different, being the lowest values attributed to group BZN0.2. The experimental resins with BZN and DMAEMA were considered nontoxic against 3T3 fibroblasts. The inclusion of the coinitiator BZN in experimental composites was considered nontoxic against 3T3 fibroblast cells, without compromising DC and mechanical properties.

Resumo Analisar o efeito do co-iniciador alternativo 4,4'bisdimetilaminobenzidrol (BZN) no grau de conversão (GC) e nas propriedades mecânicas e biológicas de resinas compostas experimentais. O co-iniciador BZN foi utilizado em três concentrações (0,2, 0,5 e 1,2), e o co-iniciador DMAEMA como controle, nas mesmas concentrações acima. A concentração molar entre canforoquinona (CQ) e os co-iniciadores foi mantida constante (1:1). As resinas compostas foram manipuladas e submetidas aos testes de microdureza (VHN), resistência à compressão e flexural (em MPa), módulo de elasticidade (em GPa), GC (em %, por meio de espectroscopia micro-Raman e FTIR com KBr), citotoxicidade in vitro (frente às células fibroblásticas 3T3) das resinas experimentais. Os resultados foram submetidos ao teste ANOVA 1 fator e pós-teste de Tukey (α=0,05). As resinas compostas experimentais com o BZN apresentaram GC e propriedades mecânicas satisfatórias, além de serem consideradas atóxicas a fibroblastos 3T3. A inclusão do co-iniciador BZN à resina composta foi considerada não tóxica frente a células fibroblásticas 3T3 e sem comprometer o grau de conversão e as propriedades mecânicas da mesma.
Descritores: Aminas/química
Resinas Compostas
Teste de Materiais
-Células 3T3
Limites: Animais
Camundongos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 43 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-868246
Autor: Carvalho, Aline Martins de.
Título: Consumo de carnes e aminas heterocíclicas como fatores de risco para câncer / Meat and heterocyclic amines intake as risk factors for cancer.
Fonte: São Paulo; s.n; 2016. 115 p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública. Departamento de Nutrição para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Introdução. O alto consumo de carne, principalmente vermelha e processada, tem sido relacionado com aumento de risco de doenças crônicas, especialmente o câncer. Uma das explicações possíveis são os métodos de preparo culinário a altas temperaturas, que acarretam na formação aminas heterocíclicas. Estes compostos são detoxificados no nosso organismo, passando por um processo, no qual podem ser geradas espécies reativas, relacionadas ao estresse oxidativo e ao dano ao DNA. Entretanto, os indivíduos apresentam respostas diferentes à mesma exposição dietética, podendo ter diferentes níveis de risco ou benefício com a mesma ingestão de alimentos. O código genético individual pode ser uma das causas dessa variação interpessoal. Objetivo. Investigar a relação entre o consumo de carnes e aminas heterocíclicas com estresse oxidativo e dano no DNA, considerando polimorfismos genéticos, fatores demográficos e de estilo de vida em residentes do Município de São Paulo. Métodos. Foram utilizados dados dietéticos, genéticos, bioquímicos e estilo de vida de um estudo transversal com amostra probabilística de múltiplo estágio chamado Inquérito de Saúde de São Paulo (ISACapital). Os dados de carne e aminas heterocíclicas foram obtidos a partir de um recordatório alimentar de 24 horas e questionário sobre métodos de cocção e graus de cozimento das carnes. A extração do DNA ocorreu pelo método por sal e utilizou-se a técnica PCR em tempo real para determinação dos seguintes polimorfismos de nucleotídeo único: CYP1A1 (rs1048943), CYP1A2 (rs762551, rs35694136), CYP1B1 (rs1056836, rs10012), NAT2 (rs1208, rs1041983, rs1799929, rs1801280, rs1799931, rs1799930, rs1801279), NAT1 (rs4986782, rs5030839, rs56379106, rs56318881, rs6586714), SULT1A1 (rs928286), UGT1A9 (rs3832043), SOD2 (rs4880), CAT (rs7943316), GSTA1 (rs3957357), GSTP1 (rs1695), e deleção dos genes GSTM1 e GSTT1. Foram utilizados os biomarcadores malonaldeído (MDA) no plasma para estimar o estresse oxidativo e o 8-OHdG no plasma para estimar dano ao DNA. As associações foram examinadas por meio de modelos de regressão múltipla linear e logística ajustadas por sexo, idade, IMC, consumo de frutas e calorias, atividade física e fumo. Resultados. O consumo médio de aminas heterocíclicas foi de 437ng/dia e a carne de boi foi a que mais contribuiu para o consumo de aminas. Participantes que consumiram carne de boi grelhada muito bem passada apresentaram maiores concentrações de MDA do que os demais. Encontrou-se associação positiva entre consumo de aminas heterocíclicas com estresse oxidativo e dano ao DNA, isto é, indivíduos que consumiram maiores teores de aminas heterocíclicas apresentaram maiores chances de ter elevados concentrações de MDA (OR=1,17; P=0,04) e maiores concentrações de 8-OHdG (=1,62; P=0,04). Observou-se também que esta associação pode ser modificada pelas características genéticas individuais, sendo que polimorfismos nos genes das enzimas de detoxificação NAT2 e CYP1B1 interagiram com o consumo de aminas, diminuindo o estresse oxidativo. Conclusão. Verificou-se que o alto consumo de aminas heterocíclicas contribuiu para maiores níveis de estresse oxidativo e dano ao DNA independente de fatores demográficos e de estilo de vida, aumentando o risco de doenças crônicas. Observou-se também que esta relação pode ser alterada na presença de polimorfismos genéticos individuais

Introduction. The excessive meat intake, especially red and processed meat, has been linked to chronic diseases, especially cancer. One of the reasons for that is the cooking process at high temperatures that can form heterocyclic amines (HCA). During HCA metabolism, reactive species can be formed, which can cause oxidative stress and DNA damage. However, people can show different answers to the same food intake, increasing or decreasing the risk of diseases. The DNA code can be one of the causes of this between-person variations. Objective. To investigate the association between meat/heterocyclic amine intake with oxidative stress and DNA damage, considering polymorphism, demographic and life style factors among population of São Paulo city. Methods. Information on food intake, genetics, biochemical, and lifestyle was obtained from a representative, multistage probability-based cross-sectional study titled Health Survey for Sao Paulo (ISA-Capital). Meat and heterocyclic amine intake was estimated by a 24-hour dietary recall complemented by a detailed questionnaire with preferences of cooking methods and level of doneness for meats. The salt method was used for DNA extraction and real time PCR to identify the following single nucleotide polymorphisms: CYP1A1 (rs1048943), CYP1A2 (rs762551, rs35694136), CYP1B1 (rs1056836, rs10012), NAT2 (rs1208, rs1041983, rs1799929, rs1801280, rs1799931, rs1799930, rs1801279), NAT1 (rs4986782, rs5030839, rs56379106, rs56318881, rs6586714), SULT1A1 (rs928286), UGT1A9 (rs3832043), SOD2 (rs4880), CAT (rs7943316), GSTA1 (rs3957357), GSTP1 (rs1695), GSTM1 and GSTT1 (null or not). We used malondialdehyde (MDA) concentration in plasma to estimated oxidative stress, and 8-OHdG concentration in plasma to estimate DNA damage. Analyses were performed using multivariate logistic and linear regressions adjusted for smoking, sex, age, body mass index, energy intake, fruit intake, smoking and physical activity. Results. Mean HCA intake was 437ng/day and beef was the meat that contributed more to HCA. Participants who consumed grilled beef very well-done presented more MDA concentration than other participants. We found significant association between heterocyclic amine intake with oxidative stress and DNA damage. Participants who consumed high levels of heterocyclic amines showed higher odds to show high MDA concentration (OR=1.17; P=0.04) and high 8-OHdG concentration (=1.62; P=0.04). These associations could be modified by individual genetic characteristics. Polymorphisms in genes that codify NAT2 and CYP1B1 detoxification enzymes interacted with HCA intake, decreasing oxidative stress. Conclusions. The high heterocyclic amine intake contributed to increase oxidative stress independently of lifestyle and demographic factors, increasing risk of chronic diseases. These relationships can be modified by genetic polymorphisms
Descritores: Aminas/química
Adutos de DNA
Consumo de Alimentos
Carne/estatística & dados numéricos
Estresse Oxidativo/fisiologia
-Estudos Transversais
Dados Demográficos
Compostos Heterocíclicos/química
Estilo de Vida
Polimorfismo Genético
Fatores de Risco
Responsável: BR67.1 - CIR - Biblioteca - Centro de Informação e Referência



página 1 de 5 ir para página              
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde