Base de dados : LILACS
Pesquisa : D02.092.471.683.152.110 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 40 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 4 ir para página            

  1 / 40 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-962204
Autor: Paumgartten, Francisco José Roma; Pereira, Sabrina Schaaf Teixeira Costa; Oliveira, Ana Cecilia Amado Xavier de.
Título: Safety and efficacy of fenproporex for obesity treatment: a systematic review / Segurança e eficácia do fenproporex para tratamento da obesidade: revisão sistemática
Fonte: Rev. saúde pública (Online);50:25, 2016. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.
Resumo: ABSTRACT OBJECTIVE To evaluate clinical evidence on the safety and efficacy of fenproporex for treating obesity. METHODS MEDLINE, LILACS and Cochrane Controlled Trials Register were searched as well as references cited by articles and relevant documents. Two authors independently assessed the studies for inclusion and regarding risk of bias, collected data, and accuracy. Eligible studies were all those placebo-controlled that provided data on the efficacy and safety of Fenproporex to treat obesity. RESULTS Only four controlled studies met the inclusion criteria. One randomized, placebo-controlled trial on Fenproporex was found on electronic databases. Three placebo-controlled studies (in non-indexed journals) were identified by hand-searching. Patients with cardiovascular and other comorbidities were excluded in all studies. Trials lasted from 40 to 364 days and doses ranged from 20 to 33.6 mg/d. All controlled studies found that weight loss among Fenproporex-treated patients was greater than that produced by the placebo, but drug effect was modest. Fenproporex produced additional weight reductions of 4.7 kg (one year), 3.8 kg (six months) and 1.55 kg (two months) in average, in relation to diet and exercise only (three trials). Insomnia, irritability, and anxiety were the most frequently reported side effects in the four studies. CONCLUSIONS There is a paucity of randomized, placebo-controlled trials on Fenproporex and those identified here present major methodological flaws. These studies suggest that Fenproporex is modestly effective in promoting weight loss. Nonetheless, they failed to provide evidence that it reduces obesity-associated morbidity and mortality. Data from these studies are insufficient to determine the risk-benefit profile of Fenproporex. Abuse potential and amphetamine-like adverse effects are causes for concern.

RESUMO OBJETIVO Avaliar a evidência clínica de segurança e eficácia do Fenproporex para tratamento da obesidade. MÉTODOS Pesquisamos publicações em qualquer idioma nas bases Medline, Lilacs Cochrane Controlled Trials Register e também referências citadas por artigos e documentos relevantes. Dois autores avaliaram independentemente os estudos para inclusão e quanto ao risco de viés, dados coletados e precisão. Foram elegíveis estudos controlados com placebo que forneceram dados sobre a eficácia e segurança do Fenproporex para tratar a obesidade. RESULTADOS Apenas quatro estudos controlados preencheram critérios de inclusão. Um estudo placebo-controlado aleatorizado do Fenproporex foi encontrado nas bases eletrônicas. Três estudos controlados (em periódicos não indexados) foram identificados por buscas manuais. Pacientes com comorbidades (cardiovasculares ou outras) foram excluídos em todos os estudos. A duração dos estudos foi de 40 a 364 dias, com doses de 20 a 33,6 mg/d. Todos os estudos controlados encontraram maior perda de peso entre pacientes tratados com Fenproporex, comparados aos que receberam placebo, mas o efeito foi modesto. O Fenproporex causou reduções adicionais de peso de 4,7 kg (após um ano), 3,8 kg (após seis meses) e 1,55 kg (após dois meses), em média, em relação à dieta e exercício apenas (três ensaios). Insônia, irritabilidade e ansiedade foram os eventos colaterais mais frequentes nos quatro estudos. CONCLUSÕES Ensaios clínicos placebo-controlado aleatorizado do Fenproporex são escassos e os estudos controlados identificados apresentam importantes falhas metodológicas. Esses estudos sugerem que o Fenproporex é modestamente eficaz em promover perda de peso. Entretanto, eles não fornecem evidências de que o Fenproporex atenua a morbidade e mortalidade associada à obesidade. Esses estudos são insuficientes para avaliar o perfil risco-benefício do Fenproporex. Potencial de abuso e efeitos adversos do tipo anfetamínico são motivos de preocupação.
Descritores: Fármacos Antiobesidade/efeitos adversos
Anfetamina/efeitos adversos
Anfetaminas/efeitos adversos
Obesidade/tratamento farmacológico
-Placebos
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Revisão
Revisão Sistemática
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 40 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-658452
Autor: Giorelli, Andre S; Santos, Pâmela Passos dos; Carnaval, Thiago; Gomes, Marleide da Mota.
Título: Sonolência excessiva diurna: aspectos clínicos, diagnósticos e terapêuticos / Excessive daytime sleepiness: clinical, diagnostic and therapeutic aspects
Fonte: Rev. bras. neurol;48(3):17-24, jul.-set. 2012. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: A sonolência excessiva diurna (SED) é uma queixa prevalente e com grande impacto na qualidade de vida e na produtividade laborativa, além de trazer potenciais riscos de acidentes individuais e populacionais. Pacientes com doenças neurológicas, psiquiátricas, clínicas, além das próprias doenças do sono, com frequência se queixam de SED, cansaço e fadiga. O reconhecimento e o pronto tratamento desses sintomas e suas causas é importante. A abordagem pode ser farmacológica, não-farmacológica ou ambas. O acompanhamento deve ser criterioso e deve estimular a aderência, para que as melhorias na SED sejam de longo prazo.

Excessive daytime sleepiness (EDS) is a common and prevalent complaint with a great impact in quality of life and labor productivity, thus increasing potential life-threatening situations for the patient itself and the population. Patients with neurological, psychiatric, clinical disorders besides primary sleep disorders often complain of EDS, tiredness and fatigue. The recognition and prompt treatment of these symptoms and their causes are important. The approach can be pharmacological, non-pharmacological or both. Monitoring must be careful and should encourage adherence for improvements in EDS are long term.
Descritores: Distúrbios do Sono por Sonolência Excessiva/diagnóstico
Distúrbios do Sono por Sonolência Excessiva/etiologia
Distúrbios do Sono por Sonolência Excessiva/tratamento farmacológico
-Inquéritos e Questionários/estatística & dados numéricos
Polissonografia/métodos
Transtornos do Sono do Ritmo Circadiano
Fadiga/psicologia
Anfetamina/uso terapêutico
Metilfenidato/uso terapêutico
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR14.1 - Biblioteca Central


  3 / 40 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-91266
Autor: Castillo, Aitor.
Título: Teoría dopaminérgica de la esquizofrenia una revisión crítica / Dopaminergic theory of the schizophrenia. A critical review
Fonte: Rev. neuropsiquiatr;44(2):101-17, jun. 1981.
Idioma: es.
Resumo: Se hace una revisión de la literatura acerca de la llamada hipótesis dopaminérgica de la esquizofrenia. Las evidencias a favor y en contra de los mecanismos dopaminérgicos en la esquizofrenia son analizadas separadamente en dos hipótesis potencialmente relacionadas, la del bloqueo de la dopamina y la de la sobreactividad de las acciones dopaminérgicas. En adición se discuten otras hipótesis alternativas derivadas de las anteriores. Se concluye en que aparentemente no existe, a pesar de las cuidadosas investigaciones descritas, un agente etiológico que en forma individual pueda causar la esquizofrenia
Descritores: Psicofarmacologia
Esquizofrenia/etiologia
Antipsicóticos/uso terapêutico
Antipsicóticos/farmacologia
Dopamina/biossíntese
Dopamina/fisiologia
-Prolactina
Transtornos Relacionados ao Uso de Substâncias/complicações
Ácido gama-Aminobutírico
Anfetamina/uso terapêutico
Anfetamina/farmacologia
Monoaminoxidase/genética
Ácido Homovanílico
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: PE1.1 - Oficina Universitária de Biblioteca


  4 / 40 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1011509
Autor: Haas, Gelline M; Momo, Ana Clara; Dias, Thaís M; Ayodele, Tosin A; Schwarzbold, Marcelo L.
Título: Sociodemographic, psychiatric, and personality correlates of non-prescribed use of amphetamine medications for academic performance among medical students
Fonte: Braz. J. Psychiatry (São Paulo, 1999, Impr.);41(4):363-364, July-Aug. 2019. tab.
Idioma: en.
Descritores: Estudantes de Medicina/psicologia
Uso Indevido de Medicamentos sob Prescrição/psicologia
Anfetamina/uso terapêutico
Estimulantes do Sistema Nervoso Central/uso terapêutico
-Personalidade
Fatores Socioeconômicos
Brasil
Estudos Transversais
Autorrelato
Desempenho Acadêmico/psicologia
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Carta
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 40 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-959225
Autor: Herrmann, Ana P; Andrejew, Roberta; Benvenutti, Radharani; Gama, Clarissa S; Elisabetsky, Elaine.
Título: Effects of N-acetylcysteine on amphetamine-induced sensitization in mice
Fonte: Rev. bras. psiquiatr;40(2):169-173, Apr.-June 2018. graf.
Idioma: en.
Projeto: FIPE-HCPA.
Resumo: Objective: N-acetylcysteine (NAC) is beneficial in psychiatric conditions, including schizophrenia. Patients with schizophrenia exhibit mesolimbic dopamine hyperfunction consequent to an endogenous sensitization process. This sensitization can be modeled in rodents by repeated exposure to psychostimulants, provoking an enduring amplified response at subsequent exposure. The aim of this study was to investigate the effects of NAC on amphetamine sensitization in mice. Methods: D-amphetamine was administered to C57BL/6 mice three times a week for 3 weeks; the dose was increased weekly from 1 to 3 mg/kg. NAC (60 mg/kg) or saline was administered intraperitoneally before saline or amphetamine during the second and third weeks. After a 4-week washout period, latent inhibition (LI) and the locomotor response to amphetamine 2 mg/kg were assessed. Results: Sensitization disrupted LI and amplified the locomotor response; NAC disrupted LI in control mice. In sensitized animals, NAC attenuated the enhanced locomotion but failed to prevent LI disruption. Conclusion: NAC warrants consideration as a candidate for early intervention in ultra-high risk subjects due to its safety profile and the relevance of its mechanism of action. Supplementing this proposition, we report that NAC attenuates sensitization-induced locomotor enhancement in mice. The finding that NAC disrupted LI incites a cautionary note and requires clarification.
Descritores: Acetilcisteína/farmacologia
Esquizofrenia/tratamento farmacológico
Comportamento Animal/efeitos dos fármacos
Estimulantes do Sistema Nervoso Central/farmacologia
Atividade Motora/efeitos dos fármacos
-Acetilcisteína/administração & dosagem
Modelos Animais de Doenças
Anfetamina/administração & dosagem
Estimulantes do Sistema Nervoso Central/administração & dosagem
Camundongos Endogâmicos C57BL
Limites: Animais
Masculino
Ratos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 40 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-979840
Autor: Santos, Andreia Moreira da Silva; Rodrigues, Bráulio Brandão; Venancio, Juliana Cardoso; Bragança e Silva, Gustavo; Ferreira, Glenda Caroline Oliveira; Fernandes, Thaís Maia.
Título: Uso de drogas por caminhoneiros que trafegam na rodovia BR-153 / Use of drugs by truck drivers traveling on highways
Fonte: Rev. méd. Minas Gerais;27:[1-4], jan.-dez. 2017.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivos: Abordar o perfil dos caminhoneiros que trafegam na BR153, o uso de drogas e as principais substâncias psicoativas consumidas por caminhoneiros e relacionar o consumo dessas substâncias aos aspectos de qualidade de vida e sócio demográficos dos motoristas de caminhão. Métodos: Foram abordados 161 motoristas de caminhão nas proximidades da cidade de Anápolis-Goiás na BR-153. Para avaliar os dados sócio demográficos assim como o uso de drogas entre os caminhoneiros, foi utilizado questionário semi - estruturado, Teste de Triagem do Envolvimento com Álcool, Cigarro e Outras Drogas (ASSIST) modificado. A análise dos dados foi conduzida pelo programa estatístico SPSS-22. Resultados: A maioria dos caminhoneiros abordados era do sexo masculino (99,4%), autodeclarados brancos (60,9%), do estado de Goiás (43,8%) e percorreram em média 639 km/dia. Sobre o uso de anfetaminas (rebite), 32,9% admitiram terem feito uso dessa droga nos últimos três meses. Sobre a aquisição dessa substância, 38,3% relataram não encontrar dificuldades para adquirir a anfetamina e os postos de gasolina foi o local mais citado de acordo com os participantes. Conclusão: O uso de drogas por caminhoneiros se mostrou bem presente na rodovia BR-153, e isso reflete a falta de fiscalização e conscientização destes profissionais. Além disso, os postos de gasolina, que usualmente são os locais de descanso para essa categoria, se configuram como um dos principais centros para agravar as condições de saúde dos mesmos. (AU)

Objectives: To approach truck drivers profile in a highways near Anápolis- Goiás, drug use and the main psychoactive substances used by truckers and relate the consumption of these substances to the social and demographic aspects of truck drivers. Methods: 161 truck drivers were assessed. To approach the social and demographic data as well as drug consumption among truck drivers a semi - structured questionnaire, Involvement Screening Test with Alcohol, Cigarette and Other Drugs (ASSIST) modified was used. Data analysis was conducted using SPSS22. Results: Most covered truck drivers were male (99.4%), self-declared white (60.9%), from the state of Goiás (43.8%) and traveled an average of 639 km (400 miles) / day. On the use of amphetamines, 32.9% admitted having used this drug in the last three months. On the acquisition of that substance, 38.3% reported not find it difficult to acquire amphetamine. The gas stations were the site over quoted according to participants. Conclusion: The use of drugs by truck drivers proved very present in Goiás highways, and this reflects the lack of oversight and awareness of these professionals. In addition, the gas stations, which usually are the rest local for this category are characterized as one of the main centers for serious health conditions. (AU)
Descritores: Veículos Automotores
Anfetamina
-Qualidade de Vida
Qualidade de Vida/psicologia
Drogas Ilícitas
Drogas Ilícitas/provisão & distribuição
Transtornos Relacionados ao Uso de Substâncias
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Responsável: BR1561.1 - Biblioteca Virtual AMMG


  7 / 40 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-885107
Autor: Sanchez, Clovis.
Título: Avaliação da presença de cocaína e anfetamina em amostras de sangue post mortem e de indivíduos vivos, utilizando técnica de microextração em fase líquida (HF-LPME) / Amphetamine, cocaine and tetrahydrocannabinol evaluation in blood samples of living people and post mortem blood samples using microextraction technique in liquid phase (HF-LPME).
Fonte: São Paulo; s.n; 2018. 107 p. graf, tab.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Ciências Farmacêuticas para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Estima-se atualmente que mais de 5% da população mundial vem fazendo uso recreativo de algum tipo de substância psicoativa, sendo que o direito a esse uso é tema recorrente da sociedade contemporânea. Por apresentar riscos associados à saúde e a segurança das populações, o uso abusivo dessas substâncias tem instigado a toxicologia social na busca de respostas, com as quais se possa caracterizar, analisar e gerenciar esses riscos. Drogas de grande consumo no Brasil são a anfetamina, cocaína e Cannabis sativa. Esta tese desenvolveu uma nova metodologia para detectar e quantificar anfetamina, cocaína e tetrahidrocanabinol em sangue total, com uso de microextração em fase líquida via fibra de polipropileno (HF-LPME), seguida de cromatografia gasosa acoplada a espectrometria de massa (GC-MS). Trata-se de uma técnica que apresenta vantagens sobre as tradicionais, uma vez que demanda quantidades menores de solvente orgânico, diminuindo riscos e custos de processo. Também propôs um estudo com a aplicação dos métodos em 69 amostras de sangue de vivos e de post mortem, as quais foram obtidas por convênio com a superintendência da polícia técnica científica de São Paulo (SPTC/SP). Os métodos desenvolvidos foram validados de acordo com diretrizes internacionais de interesse forense. Como resultado da validação, os métodos desenvolvidos se mostraram precisos e exatos para anfetamina e cocaína. O limite de detecção da cocaína foi de 5 ng . mL-1 e o limite de quantificação de 10 ng . mL-1. Quanto a anfetamina, os limites de detecção e de quantificação foram de 5 ng . mL-1. A técnica de HF-LPME não foi aplicável ao tetraidrocanabinol (Δ9-THC). Como resultado da análise das amostras, 40% delas apresentaram resultados positivos para cocaína. Desses positivos, 35% foram oriundos das matrizes de sangue de vivos e 64% oriundos de sangue post mortem. Nenhuma delas apresentou resultado quantificável para anfetamina

It is currently estimated that more than 5% of the world's population has been doing recreational use of some kind of psychoactive substances and the legal right to such use is a recurring theme debated by contemporary society. Due to the risks associated with populations health and safety, the abusive use of these substances has been instigating by social toxicology to search for answers to characterize, analyze and manage these risks. Drugs of great consumption in Brazil are, amphetamine cocaine and marijuana. This thesis proposes to develop a new methodology to detect and quantify psychoactive drugs in whole blood with the use of liquid phase microextraction by polypropylene fiber (HFLPME), followed by gas chromatography coupled to mass spectrometry (GC-MS). It is a technique that presents advantages compared with traditional ones, because of the smaller amounts demands of organic solvent, reducing risks and process costs. It also proposes a study with 69 blood samples taken from living persons and post mortem blood samples, which were obtained by agreement with the Superintendency of São Paulo Scientific Technical Police (SPTC / SP). The methods developed were validated according to international guidelines of forensic interest. As a result of the validation, the methods developed were precise and accurate for amphetamine and cocaine. The limit of cocaine detection was 5 ng . mL-1 and the limit of quantification was 10 ng . mL-1. As for amphetamine, the limits of detection and quantification were 5 ng . mL-1. The HF-LPME technique was not applicable to tetrahydrocannabinol (Δ9-THC). As a result of the sample analysis, 40% of them presented positive results for cocaine. Of these, 35% were from blood samples taken from living persons and 64% from the post mortem blood samples. None of the samples presented quantifiable results for amphetamine
Descritores: Anfetamina/análise
Cocaína/análise
Microextração em Fase Líquida/métodos
-Autopsia/estatística & dados numéricos
Dronabinol/análise
Toxicologia Forense
Cromatografia Gasosa-Espectrometria de Massas/métodos
Microextração em Fase Líquida/métodos
Detecção do Abuso de Substâncias/estatística & dados numéricos
Transtornos Relacionados ao Uso de Substâncias
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR40.1 - DBD - Divisão de Biblioteca e Documentacão do Conjunto das Químicas
BR40.1; T 615.9, S211a. 30100022440-F


  8 / 40 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-870778
Autor: Sinagawa, Daniele Mayumi.
Título: Uso de substâncias psicoativas por motoristas profissionais no Estado de São Paulo / Psychoactive substances use by profesional drivers in São Paulo State.
Fonte: São Paulo; s.n; 2015. [100] p. tab, graf, ilus.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: No mundo os acidentes de trânsito são responsáveis pela morte de aproximadamente 1,2 milhão de pessoas por ano. No Brasil, em 2014, foram mais de 44 mil óbitos no trânsito. O uso de substâncias psicoativas na direção é considerado um importante fator contribuinte para a ocorrência destes acidentes. Além do álcool, as drogas ilícitas mais utilizadas em nosso país são a anfetamina, a cocaína e a cannabis. As anfetaminas e a cocaína são utilizadas por motoristas de caminhão, que consomem para se manterem acordados por muitas horas e estão propensos a dormir ao volante. Portanto, há necessidade de conhecer o problema para que as autoridades competentes possam implementar políticas públicas relacionadas ao uso de drogas por motoristas e assim, minimizar os acidentes de trânsito no Brasil. Objetivo: Avaliar a prevalência do uso de substâncias psicoativas (anfetaminas, cocaína e cannabis) entre motoristas de caminhão que trafegavam em rodovias do Estado de São Paulo, através de análises toxicológicas em urina e correlacionar com dados sociodemográficos e ocupacionais. Métodos: Trata-se de estudo observacional do tipo transversal e a coleta dos dados foi realizada entre os anos de 2008 e 2012. Participaram do estudo 1.316 motoristas que, após assinarem o termo de consentimento livre e esclarecido e responderem a um questionário sobre dados sociodemográficos e ocupacionais, forneceram uma amostra de urina. Essas amostras foram analisadas por imunoensaio e por cromatografia em fase gasosa acoplada à espectrometria de massas. Resultados: Das amostras coletadas, 7,8% (n=103) apresentaram resultados positivos para uma ou mais drogas pesquisadas e/ou seus metabólitos, dos quais 3,4% foram resultados positivos para anfetamina, 2,8% para cocaína e 1,1% para cannabis. O 0,5% restante correspondeu aos casos com mais de uma droga. Com exceção do ano de 2008, as três drogas pesquisadas foram encontradas em todos os anos da pesquisa. Os resultados das análises...

Traffic accidents are responsible for approximately 1.2 million deaths per year worldwide. In Brazil, there were more than 44,000 traffic-related deaths in 2014. The use of psychoactive substances while driving is considered a major contributing factor to the occurrence of these accidents. In addition to alcohol, the most used illicit drugs in our country are amphetamines, cocaine and cannabis. Amphetamines and cocaine are commonly used by truck drivers to stay awake for several hours because they are likely to sleep while driving. Therefore, it is necessary to understand better this problem in order to help authorities implement public policies related to drug use by drivers and thus minimize traffic accidents in Brazil. Objective: To evaluate the prevalence of psychoactive substance (amphetamines, cocaine and cannabis) use among truck drivers in the highways of the State of Sao Paulo by toxicological analysis in urine and to correlate it with sociodemographic and occupational data. Methods: This is an observational cross-sectional study in which data collection was carried out between 2008 and 2012. This study included 1,316 drivers who provided a urine sample after signing a consent form and answering to a questionnaire with sociodemographic and occupational data. The urine samples were analyzed by immunoassay and gas chromatography-mass spectrometry. Results: Of the total samples collected, 7.8% (n = 103) were positive for one or more tested drugs and/or its metabolites, with 3.4% positive for amphetamine, 2.8% for cocaine and 1.1% for cannabis. The remaining 0.5% corresponded to cases with more than one drug. The three drugs were found during most of the study period, except in 2008. Toxicological findings were distributed differently according to some variables: age, employment period and marital status were associated with drug use, while the employment type, ethnicity and education were not. Travel length and night rest period were also...
Descritores: Acidentes de Trânsito
Anfetamina
Cannabis
Cocaína
Drogas Ilícitas
Limites: Humanos
Masculino
Adulto
Responsável: BR66.1 - Divisão de Biblioteca e Documentação
BR66.1


  9 / 40 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Id: biblio-870724
Autor: Dany, Hans Christian.
Título: Speed: uma sociedade movida a droga / Speed: a drug company moved.
Fonte: Rio de Janeiro; Nautilus; 2010. 222 p.
Idioma: pt.
Descritores: Anfetamina/história
Transtorno do Deficit de Atenção com Hiperatividade/diagnóstico
Responsável: BR73.1 - Biblioteca
BR73.1; WM275, D198s. 3820


  10 / 40 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: lil-686775
Autor: Oliveira, Lúcio Garcia de; Endo, Ligia Goes; Sinagawa, Daniele Mayumi; Yonamine, Maurício; Munoz, Daniel Romero; Leyton, Vilma.
Título: A continuidade do uso de anfetaminas por motoristas de caminhão no Estado de São Paulo, Brasil, a despeito da proibição de sua produção, prescrição e uso / Persistent amphetamine consumption by truck drivers in São Paulo State, Brazil, despite the ban on production, prescription, and use / El uso continuado de anfetaminas por parte de los conductores de camión en el estado de São Paulo, Brasil, a pesar de la prohibición de su producción, prescripción y uso
Fonte: Cad. saúde pública = Rep. public health;29(9):1903-1909, Set. 2013. tab.
Idioma: pt.
Projeto: FAPESP. Auxílio Pesquisa Programa Jovem Pesquisador; . SEST-SENAT; . LIM-40-HCFMUSP.
Resumo: O uso de anfetaminas por motoristas de caminhão com fins ocupacionais é amplamente reconhecido, entretanto, no mês de outubro de 2011, sua produção e uso foram proibidos através de uma resolução da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). O objetivo deste estudo foi identificar o uso de anfetaminas entre motoristas de caminhão após a implementação da referida resolução. Uma amostra de conveniência de 427 motoristas de caminhão foi abordada em rodovias do Estado de São Paulo, Brasil, durante o ano de 2012. Os participantes foram solicitados a responder um instrumento de pesquisa estruturado, assim como fornecer uma amostra de urina para avaliar o uso recente de anfetaminas através de análise toxicológica. Entre os motoristas avaliados, 7% fizeram uso recente de alguma substância ilícita, dos quais 2,7% usaram anfetaminas. Aparte a periculosidade associada ao uso de anfetaminas, assim como a despeito da resolução que o regulamenta, esse uso continua entre os motoristas de caminhão. Assim, sugere-se que as autoridades competentes fiscalizem a posse, assim como o uso de anfetaminas no contexto do trânsito.

Amphetamine use by truck drivers for occupational purposes is widely known. The production and consumption of amphetamines was banned by the Brazilian National Health Surveillance Agency (ANVISA) in October 2011. This study analyzes persistent amphetamine use by truck drivers since the ban was implemented. A convenience sample of 427 truck drivers was taken along highways in São Paulo State in 2012. Participants were asked to answer a structured questionnaire and provide a urine sample to screen for recent amphetamine consumption through toxicological analysis. Among the interviewed drivers, 7% had used some illicit drug recently and 2.7% had used amphetamines. Amphetamines are still consumed by truck drivers despite the risks and the recent ban. The authorities should thus monitor the possession and use of amphetamines by drivers in order to effectively enforce the ban.

El uso de anfetaminas con fines profesionales entre los conductores de camiones es ampliamente reconocido, sin embargo, en octubre de 2011, su producción y uso fueron prohibidos por una resolución de la Agencia Nacional de Vigilancia Sanitaria (ANVISA). El objetivo de este estudio fue identificar el uso de anfetaminas entre conductores de camión después de la implementación de esa resolución. Una muestra de conveniencia compuesta por 427 conductores de camiones fue abordada en las carreteras del estado de São Paulo, Brasil, en el año 2012. A los participantes se les pidió rellenar una encuesta estructurada, así como dar una muestra de orina para determinar el consumo reciente de anfetaminas, a través de análisis toxicológico. Entre los conductores evaluados, el 7% consumió recientemente algún estupefaciente, de los cuales un 2,7% había consumido anfetaminas. Aparte de los peligros asociados al uso de anfetaminas, y de la resolución que lo regula, ese uso sigue vigente entre los conductores de camión. Por lo tanto, se sugiere que las autoridades competentes supervisen la posesión, así como el consumo de anfetaminas, en el tráfico rodado.
Descritores: Transtornos Relacionados ao Uso de Anfetaminas/diagnóstico
Anfetamina/urina
Condução de Veículo/estatística & dados numéricos
Detecção do Abuso de Substâncias/métodos
-Transtornos Relacionados ao Uso de Anfetaminas/urina
Anfetamina/administração & dosagem
Condução de Veículo/legislação & jurisprudência
Brasil
Fatores Socioeconômicos
Inquéritos e Questionários
Drogas Ilícitas/urina
Limites: Adulto
Humanos
Masculino
Pessoa de Meia-Idade
Adulto Jovem
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 4 ir para página            
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde