Base de dados : LILACS
Pesquisa : D02.092.570.665.535 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 7 [refinar]
Mostrando: 1 .. 7   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 7 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-771515
Autor: Alves Carnauba, Renata; Moreton Sussaio, Marília; Baptistella Leme da Fonseca, Ana Beatriz; Dantas Massunaga, Nayara; dos Santos Souza, Neiva; Naves, Andreia; Paschoal, Valéria; Fojo Seixas Chaves, Daniela.
Título: Agua alcalinizante y con alto contenido de magnesio: los posibles efectos beneficiosos para la salud / Alkaline water and with high level of magnesium: possible benefits for health
Fonte: Actual. nutr;16(3):83-89, sep. 2015. ilus, tab.
Idioma: es.
Resumo: Introducción: el consumo de dietas con un potencial alcalinizante ha sido asociado con varios efectos beneciosos sobre la salud. El potencial alcalinizante de un alimento en particular puede evaluarse mediante el cálculo del PRAL, una fórmula que tiene en cuenta el contenido de sulfato, fosfato, cloruro, sodio, calcio, potasio y magnesio de los alimentos. Objetivos: revisar la literatura para vericar el efecto del magnesio y alimentos/agua con potencial alcalinizante para la salud. También evaluar la capacidad de un filtro comercial para hacer el agua más alcalinizante y aumentar su contenido de magnesio. Materiales y métodos: se utilizaron cuatro filtros y el PRAL se calculó para todas las muestras; los valores se expresaron como media ± desviación estándar. Resultados: se encontró un aumento en el pH (IC 95%: 2,702 a -2,548; p<0,0001) y una reducción en el valor de PRAL (IC 95%: 1,418 a 2,081; p<0,0001). El magnesio fue el mayor predictor de un valor de PRAL alcalinizante dado que hubo un incremento estadísticamente significativo (IC 95%: 54,00 a -39,16; p<0,0001) en el contenido de magnesio después del proceso de filtración independiente de la fuente de agua. Conclusiones: la mayoría de los estudios sugiere que el consumo de alimentos alcalinizantes se asocia con una reducción de la resorción ósea y la inhibición de la actividad de los osteoclastos. El consumo de magnesio se relaciona con un menor riesgo de enfermedad cardiovascular, diabetes tipo II y determinados tipos de demencia como la enfermedad de Alzheimer.

Introduction: the intake of alkalizing potential diets has been associated with various bene¬cial effects on health. The alkalizing potential of a particular food can be evaluated by the PRAL calculation, a formula considering the content of sulfate, Phosphate, chloride, sodium, calcium, potassium and magnesium in food. Objectives: to check the scientific literature to verify the effect of magnesium and food/water with alkalizing potential for health. The capacity of a commercial filter to make water more alkalizing and increase the content of magnesium was also evaluated. Materials and methods: four filters were used and PRAL was calculated for all samples, and the values were reported as mean ± standard deviation. Results: an increase in pH was observed (CI 95%: -2,702 to -2,548; p<0,0001) and a reduction in the PRAL value (CI 95%: 1,418 to 2,081; p<0,0001). Magnesium was the major predictor of an alkalizing PRAL value, since there was a statistically significant increase (CI 95%: -54,00 to -39,16; p<0,0001) in the content of magnesium after the independent filtration process of water source. Conclusions: most of the studies suggest that the consumption of alkalizing water is associated with a reduction in bone resorption and inhibition of osteoclast activity. The consumption of magnesium is associated with a less risk of cardiovascular disease, type II diabetes and certain types of dementia such as Alzheimer.
Descritores: Alcalinizantes/análise
Magnésio
Águas Minerais
Compostos de Pralidoxima
Água
Limites: Humanos
Responsável: AR605.1 - Biblioteca


  2 / 7 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-404067
Autor: Corrêa, Cristiana L; Zambrone, Flávio A. D; Cazarin, Karen C. C.
Título: Intoxicação por chumbinho: um desafio para o diagnóstico clínico e para o tratamento / Chumbinho poisoning: challenge to clinical diagnosis and treatment
Fonte: Rev. bras. toxicol;17(2):71-78, dez. 2004. ilus, tab.
Idioma: pt.
Resumo: As intoxicações por chumbinho, principalmente pela população adulta e em tentativas de suicídio, são consideradas importante causa de morbi/mortalidade no Brasil, e estão relacionadas ao comércio ilegal de praguicidas inibidores da colinesterase, com o propósito de uso domissanitário, como raticida, desviando-se do uso agrícola autorizado no país. Do ponto de vista toxicológico, existem variações no quadro clínico e diferenças significantes na forma de tratamento quando se considera os inseticidas carbamatos e os organofosforados, tornando-se motivo de extrema preocupação pois, em grande parte dos casos emergenciais, o diagnóstico clínico é de difícil reconhecimento. Isso se torna um desafio no caso do chumbinho, uma vez que, na maioria das vezes, não se conhece exatamente o ingrediente ativo presente na sua formulação. Sendo assim, o propósito do presente artigo foi realizar uma abordagem crítica e atualizada sobre a problemática de uso irregular do chumbinho, incluindo a descrição de dados epidemiológicos e aspectos de avaliação clínica e das formas de tratamento mais adequadas nos casos de intoxicação por este produto
Descritores: Atropina
Carbamatos
Inibidores da Colinesterase
Inseticidas Organofosforados
Compostos de Pralidoxima
Rodenticidas
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR275.1 - Biblioteca


  3 / 7 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-310094
Autor: Maskin, B; Casanova, M; Diz, O; Devani, C; Aguilar, L.
Título: Intoxicación aguda por insecticidas organofosforados / Acute intoxication by organo phosphate insecticides
Fonte: Med. intensiva;7(2):42-46, 1990. ilus, tab.
Idioma: es.
Descritores: Inseticidas Organofosforados
Envenenamento
-Atropina
Unidades de Terapia Intensiva
Envenenamento
Compostos de Pralidoxima
Estudos Retrospectivos
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Responsável: AR144.1 - CIBCHACO - Centro de Información Biomedica del Chaco


  4 / 7 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Calore, Edenilson E
Puga, Flávio Rodrigues
Texto completo
Id: lil-174436
Autor: Cavaliere, Maria J; Calore, Edenilson E; Perez, Nilda M; Puga, Flávio Rodrigues.
Título: Miotoxicidade por organofosforados / Organophosphate myotoxicity
Fonte: Rev. saúde pública = J. public health;30(3):267-72, jun. 1996. ilus, tab.
Idioma: pt.
Resumo: Os organosfosforados säo um grupo de compostos químicos amplamente utilizados em agropecuária como inseticidas, ocasionando intoxicaçöes acidentais em animais e humanos, e mesmo sendo utilizados em tentativas de suicídio. A toxidade desses produtos decorre sobretudo de insuficiência cárdio-respiratória por comprometimento do sistema nervoso autônomo. Sabe-se que alguns destes compostos induzem em animais de experimentaçäo e em humanos, uma miopatia caracterizada por degeneraçäo de células musculares, comprometendo sobretudo a musculatura respiratória. Baseado no fato de que este comprometimento contribui para a piora da funçäo respiratória, propöe-se um protocolo de avaliaçäo rotineira de miotoxicidade por compostos organofosforados, através de uma bateria mínima e suficiente de colaboraçöes e reaçöes histoquímicas para quantificaçäo da necrose muscular. Utilizaram-se como modelo experimental, grupos de ratos albinos (Wistar) intoxicados com o organofosforado paraoxon, com e sem antídotos (atropina ou pralidoxima). Verificou-se nos grupos tratados com paraoxon e paraoxon mais atropina, necrose de fibras musculares no diafragma, que atingia em determinadas áreas até 15 por cento das fibras. No grupo tratado com paraoxon mais pralidoxima, a necrose foi mínima, evidenciando o papel mioprotetor deste último antídoto
Descritores: Inseticidas Organofosforados/toxicidade
Fibras Musculares Esqueléticas/patologia
-Atropina/uso terapêutico
Colinesterases/sangue
Fosfatase Ácida
Fibras Musculares Esqueléticas/efeitos dos fármacos
Músculos Respiratórios
Compostos de Pralidoxima/uso terapêutico
Técnicas Histológicas
Limites: Ratos
Animais
Responsável: BR67.1 - CIR - Biblioteca - Centro de Informação e Referência


  5 / 7 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Lepera, José Salvador
Id: lil-64264
Autor: Oliveira, Georgino Honorato de; Salgado, Paulo Eduardo de Toledo; Lepera, José Salvador; Larini, Lourival.
Título: Avaliaçäo experimental do efeito do metilsulfometilato de alfa-piridilaldoxima (P2S) na intoxicaçäo aguda pelo carbaril / Evaluation of the experimental effect of methylsulfometylate of alpha-pyridine-2-aldoxime (P2S) in acute poisoning by carboryl
Fonte: Rev. ciênc. farm;8/9:1-9, 1986/87. tab, ilus.
Idioma: pt; en.
Resumo: Os autores procuraram verificar o efeito da pralidoxima (sulfometilato de delta piridilaldoxima) na intoxicaçäo aguda provocada pelo carbaril (l-naftil-N-metilcarbamato). Para tanto foi determinada a DL50 aguda do carbaril, administrado em ratos pela via intraperitoneal, bem como a determinaçäo, nas condiçöes experimentais, dos valores numéricos da DL50 aguda do carbaril em funçäo da administraçäo prévia de 20 mg-Kg-1 (i.P.) de pralidoxima. a avaliaçäo quantal através das análises estatísticas demonstrou que a administraçäo simultânea de carbaril e pralidoxima, bem como a administraçäo do inseticida 120 minutos após a administraçäo prévia da oxima, näo apresentaram nenhuma alteraçäo em relaçäo à administraçäo isolada do carbaril. Por outro, um máximo de alteraçäo na relaçäo quantal ocorreu quando a diferença de tempo entre a administraçäo da oxima e do inseticida foi de 60 minutos. Os resultados obtidos indicam, além da ineficácia da oxima nas intoxicaçöes provocadas pelo carbaril, a provável formaçäo in vivo de un novo composto, cujo concentraçäo no sangue é funçäo direta da toxicocinética da oxima e do carbaril
Descritores: Carbaril/envenenamento
Compostos de Pralidoxima/uso terapêutico
-Dose Letal Mediana
Limites: Ratos
Animais
Masculino
Responsável: BR33.1 - Divisão Técnica de Biblioteca e Documentação


  6 / 7 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Midio, Antonio Flávio
Id: lil-28300
Autor: Santos, Silvia de Oliveira; Midio, Antonio Flávio.
Título: Riscos no tratamento de intoxicaçöes por inseticidas organofosforados e carbamatos pela pralidoxima / Risks in the treatment of organophosphorous and carbamate insecticides poisonings with pralidoxime
Fonte: Rev. bras. saúde ocup;13(50):47-54, abr.-jun. 1985. tab.
Idioma: pt.
Resumo: A utilizaçäo da pralidoxima (Contrathion) nos casos de intoxicaçöes por organofosforados näo isenta o paciente de riscos de agravamento no quadro clínico. Isso se deve ao fato de que esse antidoto näo poderá ser considerado "inócuo" e sua administraçäo somente deverá ser instituída após o diagnóstico clínico e laboratorial da intoxicaçäo. Por outro lado, nos casos de intoxicaçöes por inseticidas carbamatos, seu uso é totalmente contra-indicado e o agravamento das intoxicaçöes é bastante comum
Descritores: Inseticidas Organofosforados/envenenamento
Inseticidas/envenenamento
Compostos de Pralidoxima/uso terapêutico
-Química
Compostos de Pralidoxima/efeitos adversos
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 7 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-28174
Autor: Vukusic, Antonio; Gil, Rodrigo; Valdés, Sergio.
Título: Tratamiento de la intoxicación aguda por parathion con dosis masiva de atropina / Treatment of acute intoxication due to parathion with massive doses of atropine
Fonte: Rev. méd. Chile;113(7):678-83, jul. 1985.
Idioma: es.
Descritores: Atropina/uso terapêutico
Paration/envenenamento
Compostos de Pralidoxima/uso terapêutico
-Doença Aguda
Atropina/administração & dosagem
Colinesterases/metabolismo
Frequência Cardíaca/efeitos dos fármacos
Cloreto de Obidoxima/uso terapêutico
Limites: Adulto
Humanos
Masculino
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde