Base de dados : LILACS
Pesquisa : D02.145.074.722.822.887 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 3 [refinar]
Mostrando: 1 .. 3   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 3 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-884392
Autor: Melo, Thais Gomes; Santoni, Natália Bolzachini; Finkelstein, Beny José; Veiga, Daniela Luciano Pastor da; Nascimento, Marcos Henrique Santana; Rosito, Fabio César Arruda.
Título: Índice de hospitalização e custos associados à doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) entre estados que padronizaram versus que não padronizaram o tiotrópio ­ dados do mundo real / Hospitalization rates and costs associated with chronic obstructive pulmonary disease among states standardized versus not standardized tiotropium ­ real-world data
Fonte: J. bras. econ. saúde (Impr.) = Braz. j. health econ.;10(1):29-35, Abr. 2018.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: Avaliar, por meio de dados do mundo real (DATASUS) e análises estatísticas, o impacto da inclusão do tiotrópio no tratamento da doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC), comparando o índice de hospitalização e custos associados à internação nos estados que possuem o tiotrópio padronizado em suas diretrizes de tratamento comparados aos estados que não o incluem. Método: Estudo retrospectivo histórico realizado entre 2013 e 2015, a partir de dados obtidos do DATASUS, portais de compras públicas estaduais e Secretarias de Saúde Estaduais. Todos os índices foram normalizados pelo número da população, de acordo com os dados atualizados do IBGE. Foi utilizado o teste Z para avaliar a significância estatística dos resultados. Resultados: A análise combinada do grupo com tiotrópio apresentou 52,4% menos hospitalizações em comparação ao grupo sem tiotrópio (90,0/100.000 versus 43,3/100.000, respectivamente, p < 0,01). O gasto total para o sistema único de saúde com hospitalização por DPOC foi de R$ 2,3 milhões e R$ 4,8 milhões para o grupo com tiotrópio vs. grupo sem tiotrópio, respectivamente (p = 0,0003). Houve diferença significativa entre os grupos quanto ao número total e gastos totais de internação por DPOC, nos estados nos quais o tiotrópio estava padronizado e nos estados sem o tiotrópio padronizado. Conclusão: A análise dos resultados sugere redução significativa no número de internações por DPOC e seus respectivos gastos nos estados nos quais o tiotrópio está padronizado.

Objective: To evaluate the impact of the inclusion of tiotropium in the treatment of chronic obstructive pulmonary disease (COPD) using real world data (DATASUS) and statistical analyzes, comparing hospitalization rates and costs associated with hospitalization in states where tiotropium is reimbursed in their treatment guidelines compared to states where tiotropium is not included. Method: A retrospective historical study conducted between 2013 and 2015, based on data obtained from DATASUS, state public purchasing portals and State Health Secretariats. All indexes were normalized by the number of the population, according to the IBGE updated data. The Z tests were used to evaluate the statistical significance of the results. Results: The combined analysis of the tiotropium reimbursed group presented 52.4% fewer hospitalizations compared to the tiotropium non-reimbursed group (90.0/100,000 versus 43.3/100,000, respectively). The total expenditure for the public healthcare system with hospitalization for COPD was R$ 2.3 million and R$ 4.8 million for the tiotropium group vs. the non-tiotropium group, respectively. Statistical analysis, both in total number and total costs of hospitalization for COPD, showed a statistically significant difference in the states in which tiotropium was reimbursed vs non-reimbursed. Conclusion: Analysis of the results suggests a significant reduction in the number of hospitalizations due to COPD in the states in which tiotropium is reimbursed, as well as a reduction in the total expenditure related to hospitalizations associated with COPD.
Descritores: Hospitalização
Pneumopatias
Brometo de Tiotrópio
Limites: Seres Humanos
Responsável: BR1925.9 - Doctor Press Editora Científica


  2 / 3 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Atallah, Alvaro Nagib
Texto completo
Id: biblio-875617
Autor: Lemos Jr, Hernani Pinto; Atallah, Álvaro Nagib; Lemos, André Luis Alves.
Título: Efficacy and safety of tiotropium bromide in chronic obstructive pulmonary disease: a systematic review of randomized clinical trials / Eficácia e segurança do brometo de tiotrópio na doença pulmonar obstrutiva crônica. Revisão sistemática de ensaios clínicos randomizados
Fonte: Rev. Soc. Bras. Clín. Méd;15(2):137-143, 20170000. ilus, tab.
Idioma: en.
Resumo: Chronic obstructive pulmonary disease (COPD) is among the most prevalent pulmonary diseases. This study aimed at assessing the efficacy and safety of anticholinergic tiotropium bromide (TB) in Chronic obstructive pulmonary disease patients. This is a systematic review of randomized clinical trials performed in the Brazilian Cochrane Center. Electronic database searched: Cochrane library, Medline, LILACS, Pubmed. There were no language, date or other restrictions. Participants: Patients with Chronic obstructive pulmonary disease. Intervention: tiotropium bromide. Comparison: Other bronchodilators or placebo. Outcomes: Mortality, Chronic obstructive pulmonary disease exacerbation, hospitalizations, adverse effects. Results: 14 studies were included in this systematic review. Mortality was lower in the tiotropium bromide group when compared with the salmeterol group [statistical significance: relative risk (RR) 0.16, confidence interval 95% (CI) 0.03 to 0.89, number needed to treat (NNT) of 100]. There was not a statistical difference in the mortality outcome in the comparison between tiotropium bromide and placebo groups (RR 0.88, CI 0.74 to 1.06). Chronic obstructive pulmonary disease exacerbation decreases significantly in the tiotropium bromide group when compared to placebo (statistical significance: RR 0.85, CI 0.77 to 0.93, NNT 25), but in comparison to the salmeterol group there was no statistical difference (RR 0.93, CI 0.80 to 1.08). The number of hospitalizations was lower in the tiotropium bromide group than in the placebo group (statistical significance:RR 0.77, CI 0.59 to 0.99, NNT 50). The results indicate that tiotropium bromide is an effective once-daily bronchodilator. Tiotropium bromide was associated with consistent health benefits, including reduced chronic obstructive pulmonary disease exacerbations, hospitalizations and even mortality when compared with salmeterol.(AU)

A doença pulmonar obstrutiva crônica está entre as doenças pulmonares mais prevalentes. O objetivo deste estudo foi verificar a eficácia e segurança do brometo de tiotrópio em pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica. Trata-se de revisão sistemática de ensaios clínicos randomizados realizada no Centro Cochrane do Brasil. A estratégia de busca eletrônica foi realizada nos nas bases LILACS, MEDLINE, Biblioteca Cochrane, PubMed. Não houve restrições à linguagem e nem à data. Participaram pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica. A intervenção foi o uso de brometo de tiotrópio comparado a outros broncodilatadores ou placebo. Os desfechos analisados foram mortalidade, exacerbações da doença pulmonar obstrutiva crônica, hospitalização e efeitos adversos. A mortalidade foi menor no grupo brometo de tiotrópio quando comparado com o grupo salmeterol (significância estatística: risco relativo de 0,16; intervalo de confiança de 95% de 0,03-0,89, número necessário para tratar de 100). Não houve diferença estatística no desfecho mortalidade na comparação entre os grupos brometo de tiotrópio e placebo (risco relativo de 0,88; intervalo de confiança de 95% de 0,74-1,06). As exacerbações da doença pulmonar obstrutiva crônica diminuíram significantemente no grupo brometo de tiotrópio quando comparado ao placebo (significância estatística: risco relativo de 0,85; intervalo de confiança de 95% de 0,77-0,93; número necessário para tratar de 25), porém, quando comparado ao salmeterol não obteve significância estatística (risco relativo de 0,93; intervalo de confiança de 95% 0,80-1,08). O número de hospitalizações foi menor no grupo brometo de tiotrópio do que no grupo placebo (significância estatística: risco relativo de 0,77; intervalo de confiança de 95% 0,59-0,99; número necessário para tratar de 50). Os resultados indicam que o brometo de tiotrópio é um broncodilatador eficaz em dose única diária. O brometo de tiotrópio traz benefícios à saúde com resultados consistentes, incluindo redução de exacerbações da doença pulmonar obstrutiva crônica, internações e até mesmo a mortalidade quando comparados com salmeterol.(AU)
Descritores: Broncodilatadores/uso terapêutico
Antagonistas Colinérgicos/administração & dosagem
Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica/tratamento farmacológico
Brometo de Tiotrópio/uso terapêutico
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR1610.9 - Regional São Paulo


  3 / 3 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-797942
Autor: Berton, Danilo Cortozi; Santos, Álvaro Huber dos; Bohn Jr, Ivo; Lima, Rodrigo Quevedo de; Breda, Vanderléia; Teixeira, Paulo José Zimermann.
Título: Effects of indacaterol versus tiotropium on exercise tolerance in patients with moderate COPD: a pilot randomized crossover study / Efeitos do indacaterol versus tiotrópio na tolerância ao exercício em pacientes com DPOC moderada: estudo cruzado randomizado piloto
Fonte: J. bras. pneumol;42(5):367-373, Sept.-Oct. 2016. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Objective: To compare a once-daily long-acting β2 agonist (indacaterol 150 µg) with a once-daily long-acting anticholinergic (tiotropium 5 µg) in terms of their effects on exercise endurance (limit of tolerance, Tlim) in patients with moderate COPD. Secondary endpoints were their effects on lung hyperinflation, exercise-related dyspnea, and daily-life dyspnea. Methods: This was a randomized, single-blind, crossover pilot study involving 20 patients (mean age, 60.9 ± 10.0 years; mean FEV1, 69 ± 7% of predicted). Spirometric parameters, Transition Dyspnea Index scores, Tlim, and exertional dyspnea were compared after three weeks of each treatment (with a one-week washout period between treatments). Results: Nineteen patients completed the study (one having been excluded because of COPD exacerbation). Improvement in Tlim from baseline tended to be greater after treatment with tiotropium than after treatment with indacaterol (96 ± 163 s vs. 8 ± 82 s; p = 0.06). Tlim significantly improved from baseline after treatment with tiotropium (having increased from 396 ± 319 s to 493 ± 347 s; p = 0.010) but not after treatment with indacaterol (having increased from 393 ± 246 to 401 ± 254 s; p = 0.678). There were no differences between the two treatments regarding improvements in Borg dyspnea scores and lung hyperinflation at "isotime" and peak exercise. There were also no significant differences between treatments regarding Transition Dyspnea Index scores (1.5 ± 2.1 vs. 0.9 ± 2.3; p = 0.39). Conclusions: In patients with moderate COPD, tiotropium tends to improve Tlim in comparison with indacaterol. No significant differences were observed between the two treatments regarding their effects on lung hyperinflation, exercise-related dyspnea, and daily-life dyspnea. Future studies, including a larger number of patients, are required in order to confirm our findings and explore mechanistic explanations. (ClinicalTrials.gov identifier: ...

RESUMO Objetivo: Comparar um β2-agonista de longa duração administrado uma vez por dia (indacaterol 150 µg) a um anticolinérgico de longa duração administrado uma vez por dia (tiotrópio 5 µg) quanto a seus efeitos na resistência ao exercício (limite de tolerância, Tlim) em pacientes com DPOC moderada. Os desfechos secundários foram seus efeitos na hiperinsuflação pulmonar, na dispneia causada pelo exercício e na dispneia na vida diária. Métodos: Estudo piloto randomizado cruzado e simples cego com 20 pacientes (média de idade: 60,9 ± 10,0 anos; média do VEF1: 69 ± 7% do previsto). Parâmetros espirométricos, pontuação no Transition Dyspnea Index, Tlim e dispneia aos esforços foram comparados após três semanas de cada tratamento (com uma semana de intervalo entre os tratamentos). Resultados: Dezenove pacientes completaram o estudo - um foi excluído por causa de exacerbação da DPOC. A melhora no Tlim tendeu a ser maior com tiotrópio do que com indacaterol (96 ± 163 s vs. 8 ± 82 s; p = 0,06). Em comparação com os valores basais, o Tlim melhorou significativamente com tiotrópio (aumentando de 396 ± 319 s para 493 ± 347 s; p = 0,010), mas não com indacaterol (aumentando de 393 ± 246 para 401 ± 254 s; p = 0,678). Não houve diferença entre os tratamentos quanto à melhora na pontuação na escala de dispneia de Borg e na insuflação pulmonar no "isotempo" e no pico do exercício. Também não houve diferenças significativas entre os tratamentos quanto à pontuação no Transition Dyspnea Index (1,5 ± 2,1 vs. 0,9 ± 2,3; p = 0,39). Conclusões: Em pacientes com DPOC moderada, o tiotrópio tende a melhorar o Tlim em comparação com o indacaterol. Não houve diferenças significativas entre os tratamentos quanto a seus efeitos na insuflação pulmonar, na dispneia durante o exercício e na dispneia na vida diária. São necessários mais estudos, com um número maior de pacientes, para confirmar nossos achados e explorar explicações mecanicistas. (ClinicalTrials.gov ...
Descritores: Broncodilatadores/farmacologia
Tolerância ao Exercício/efeitos da radiação
Indanos/farmacologia
Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica/tratamento farmacológico
Quinolonas/farmacologia
Brometo de Tiotrópio/farmacologia
-Atividades Cotidianas
Broncodilatadores/administração & dosagem
Estudos Cross-Over
Dispneia/tratamento farmacológico
Dispneia/fisiopatologia
Teste de Esforço/efeitos dos fármacos
Volume Expiratório Forçado/efeitos dos fármacos
Indanos/administração & dosagem
Projetos Piloto
Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica/fisiopatologia
Quinolonas/administração & dosagem
Método Simples-Cego
Brometo de Tiotrópio/administração & dosagem
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Meia-Idade
Idoso
Tipo de Publ: Ensaio Clínico
Ensaio Clínico Controlado Aleatório
Ensaio Clínico Fase IV
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde