Base de dados : LILACS
Pesquisa : D02.241.081.251.165 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 5 [refinar]
Mostrando: 1 .. 5   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 5 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-516520
Autor: Vidal, Flavia.
Título: Suspensión de la comercialización de carisoprodol en España / Suspension of the marketing of carisoprodol in Spain
Fonte: Evid. actual. práct. ambul;11(1):26-26, ene.-feb. 2008.
Idioma: es.
Descritores: Fármacos Neuromusculares/efeitos da radiação
Carisoprodol/efeitos adversos
Carisoprodol/provisão & distribução
Carisoprodol/toxicidade
Efeitos Colaterais e Reações Adversas Relacionados a Medicamentos
Comercialização de Medicamentos
Transtornos Relacionados ao Uso de Substâncias
-Vigilância Sanitária
Preparações Farmacêuticas/provisão & distribução
Espanha
Responsável: AR2.1 - Biblioteca Central


  2 / 5 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Puertas, Eduardo Barros
Texto completo
Id: lil-432605
Autor: Garcia Filho, Reynaldo Jesus; Korukian, Marcos; Santos, Francisco Prado Eugênio dos; Viola, Dan Carai Maia; Puertas, Eduardo Barros.
Título: Ensaio clínico randomizado, duplo-cego, comparativo entre a associação de cafeína, carisoprodol, diclofenaco sódico e paracetamol e a ciclobenzaprina, para avaliação da eficácia e segurança no tratamento de pacientes com lombalgia e lombociatalgia agudas / A randomized, double-blind clinical trial, comparing the combination of caffeine, carisoprodol, sodium diclofenac and paracetamol versus cyclobenzaprine, to evaluate efficacy and safety in the treatment of patients with acute low back pain and lumboischialgia
Fonte: Acta ortop. bras;14(1):11-16, 2006. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: OBJETIVO: Testar eficácia e segurança da associação de diclofenaco, paracetamol, carisoprodol e cafeína, no tratamento da lombalgia e lombociatalgia agudas, comparadas à eficácia e segurança da ciclobenzaprina. DESENHO DO ESTUDO: Ensaio clínico unicêntrico, randomizado, duplo-cego, comparativo. MÉTODO: As medicações foram administradas 3 vezes ao dia por um período de 7 dias. GRUPO ESTUDADO: 108 pacientes com diagnóstico de lombalgia e lombociatalgia agudas nos últimos 7 dias foram randomizados, sendo 54 em cada grupo. DESFECHO: Os critérios de eficácia primários selecionados para o estudo foram escala visual analógica para dor e questionário de Roland Morris, cujos resultados de antes e depois do tratamento foram comparados. Os secundários foram avaliação global do tratamento pelo paciente e pelo investigador e uso da medicação analgésica de resgate. Os critérios de segurança foram análise de tolerabilidade, interrupção da medicação por evento adverso e exames laboratoriais. RESULTADO: Não houve diferença estatística entre os grupos, em relação à eficácia, em nenhum dos desfechos analisados. Ambas as medicações mostraram-se seguras e toleráveis no tratamento da lombalgia e da lombociatalgia agudas. A análise estatística rigorosa mostrou diferença nos dois grupos apenas no que se refere aos eventos adversos, sendo mais freqüentes no grupo que foi tratado com a ciclobenzaprina.
Descritores: Acetaminofen/administração & dosagem
Cafeína/administração & dosagem
Carisoprodol/administração & dosagem
Diclofenaco/administração & dosagem
Dor Lombar/tratamento farmacológico
Dor Lombar
-Ensaios Clínicos como Assunto
Estudo Comparativo
Método Duplo-Cego
Ensaios Clínicos Controlados Aleatórios como Assunto
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Responsável: BR734.1 - Biblioteca Central Cesar Lattes - BCCL


  3 / 5 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-390136
Autor: Krymchantowski, Abouch Valenty.
Título: Cefaléias do tipo tensional / Tensionðtype headaches
Fonte: Rev. bras. neurol;39(4):23-29, out.-dez. 2003. ilus, tab.
Idioma: pt.
Resumo: O termo cefaléia do tipo tensional (CTT) define as cefaléias primárias anteriormente denominadas de cefaléias tensionais, cefaléias de contração muscular, psicogênicas, psicomiogênicas, de estresse, essencial e de tensão. Essas denominações revelavam-se ambíguas e controversas incluindo simultaneamente aspectos clínicos e propostas de fisiopatologia, não sendo universalmente aceitas e dificultando a realização de estudos aceitos pela comunidade científica. Com a classificação internacional de cefaléias de 1988, as cefaléias do tipo tensional puderam ser melhor definidas e hoje, com a classificação de 2003, seus critérios diagnósticos estão mais claros e próximos da realidade observada na apresentação desses pacientes. As CTTs constituem-se no tipo mais prevalente de cefaléias primárias. Os seus mecanismos são controversos e sua fisiopatologia complexa e pouco esclarecida parecendo envolver processos centrais de disfunção antinocieptiva e periféricos de comprometimento muscular. Apresenta-se nas formas episódicas freqüentes e infrequentes, crônica e provável. O seu tratamento divide-se em preventivo e agudo. O tratamento preventivo inclui o uso de antidepressivos tricíclicos associados ou não ao uso de relaxantes musculares de ação central. O tratamento das crises utiliza analgésicos e/ ou antiinflamatórios não esteróides e/ ou cafeína e/ ou relaxantes musculares e deve ser limitado a duas vezes por semana uma vez que essa dor pode transformar-se em cefaléia crônica diária. Abordagens acessórias como terapia cognitivo-comportamental, técnicas de relaxamento, biofeedback e a melhora geral das condições de vida também são preconizadas. Há importante associação, na forma crônica, com distúrbios emocionais e do sono e o prognóstico é bom quando o paciente é corretamente tratado
Descritores: Terapia Cognitivo-Comportamental
Diagnóstico Diferencial
Relaxamento
Cefaleia do Tipo Tensional
-Amitriptilina
Carisoprodol
Clomipramina
Doxepina
Fluoxetina
Classificação Internacional de Doenças
Nortriptilina
Limites: Humanos
Responsável: BR14.1 - Biblioteca Central


  4 / 5 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-25304
Autor: Licea Mendoza, Jacinto; Valencia F., Guadalupe.
Título: Manejo de afecciones musculoesqueleticas en pacientes deportistas, con una nueva asociacion (naproxen + carisoprodol). Estudio abierto comparativo. / Management of muskleskeletal lesions in sportive patients, with a new association (naproxen + carisoprodol). Open comparative study
Fonte: Invest. med. int;11(3):180-5, 1984.
Idioma: es.
Resumo: En esta comunicacion se reportan los resultados de la experiencia con 25 pacientes deportistas, los cuales fueron separados al azar en dos grupos, bajo un diseno obierto comparativo: I) naproxen + carisoprodol (NC) y II) N-acetil-p aminofenol + metocarbamol (NAPAF).Los pacientes incluidos en el estudio presentaban fases agudas de diversos padecimientos del aparato musculoesqueletico. El tratamiento asignado a cada paciente se administro cada 6 horas durante tres dias, con evaluaciones periodicas de las mediciones usuales en este tipo de estudio. La asociacion NC demostro poseer mayor eficacia terapeutica en los indices evaluados en este estudio comparativo con la asociacion NAPAF
Descritores: Aminofenóis
Traumatismos em Atletas
Carisoprodol
Metocarbamol
Naproxeno
-Combinação de Medicamentos
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 5 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-6761
Autor: Nascimento, C. B; Coutinho Júnior, N; Livi, S. P; Arnoldi, E. G.
Título: Utilizacao de uma associacao de analgesico, miorrelaxante e vitaminas do complexo B em doencas degenerativas articulares, reumatismos extra-articulares e afeccoes traumaticas. / Use of an association of analgesics, muscle relaxant and vitamin B complex in degenerative joint diseases, extra-articular rheumatism and traumatic injuries
Fonte: Folha méd;83(3):361-3, 1981.
Idioma: pt.
Descritores: Doenças Ósseas
Combinação de Medicamentos
Doenças Musculares
-Carisoprodol
Dipirona
Complexo Vitamínico B
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde