Base de dados : LILACS
Pesquisa : D02.241.081.337.864 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 12 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 2 ir para página        

  1 / 12 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Chile
Texto completo
Id: lil-734615
Autor: Eyduran, Sadiye Peral; Akin, Meleksen; Ercisli, Sezai; Eyduran, Ecevit; Maghradze, David.
Título: Sugars, organic acids, and phenolic compounds of ancient grape cultivars (Vitis vinifera L.) from Igdir province of Eastern Turkey
Fonte: Biol. Res;48:1-8, 2015. tab.
Idioma: en.
Resumo: BACKGROUND: The Eurasian grapevine (Vitis vinifera L.) is the most widely cultivated and economically important horticultural crop in the world. As a one of the origin area, Anatolia played an important role in the diversification and spread of the cultivated form V. vinifera ssp. vinifera cultivars and also the wild form V. vinifera ssp. sylvestris ecotypes. Although several biodiversity studies have been conducted with local cultivars in different regions of Anatolia, no information has been reported so far on the biochemical (organic acids, sugars, phenolic acids, vitamin C) and antioxidant diversity of local historical table V. vinifera cultivars grown in Igdir province. In this work, we studied these traits in nine local table grape cultivars viz. 'Beyaz Kismis' (synonym name of Sultanina or Thompson seedless), 'Askeri', 'El Hakki', 'Kirmizi Kismis', 'Inek Emcegi', 'Hacabas', 'Kerim Gandi', 'Yazen Dayi', and 'Miskali' spread in the Igdir province of Eastern part of Turkey. RESULTS: Variability of all studied parameters is strongly influenced by cultivars (P < 0.01). Among the cultivars investigated, 'Miskali' showed the highest citric acid content (0.959 g/l) while 'Kirmizi Kismis' produced predominant contents in tartaric acid (12.71 g/l). The highest glucose (16.47 g/100 g) and fructose (15.55 g/100 g) contents were provided with 'Beyaz Kismis'. 'Kirmizi Kismis' cultivar had also the highest quercetin (0.55 mg/l), o-coumaric acid (1.90 mg/l), and caffeic acid (2.73 mg/l) content. The highest ferulic acid (0.94 mg/l), and syringic acid (2.00 mg/l) contents were observed with 'Beyaz Kismis' cultivar. The highest antioxidant capacity was obtained as 9.09 μmol TE g-1 from 'Inek Emcegi' in TEAC (Trolox equivalent Antioxidant Capacity) assay. 'Hacabas' cultivar had the highest vitamin C content of 35.74 mg/100 g. CONCLUSIONS: Present results illustrated that the historical table grape cultivars grown in Igdir province of Eastern part of Turkey contained diverse and valuable sugars, organic acids, phenolic acids, Vitamin C values and demonstrated important antioxidant capacity for human health benefits. Further preservation and use of this gene pool will be helpful to avoid genetic erosion and to promote continued agriculture in the region.
Descritores: Ácido Cítrico/análise
Carboidratos da Dieta/análise
Frutas/química
Polifenóis/análise
Vitis/química
-Ácidos/análise
Antioxidantes/análise
Ácido Ascórbico/análise
Ácidos Cafeicos/análise
Ácidos Cumáricos/análise
Produtos Agrícolas/química
Produtos Agrícolas/classificação
Ácido Gálico/análise
Ácido Gálico/análogos & derivados
Hidroxibenzoatos/análise
Turquia
Tartaratos/análise
Vitis/classificação
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  2 / 12 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-732354
Autor: Fernandes, Lilian A. Y.; Caromano, Fátima A.; Assis, Silvana M. B.; Hukuda, Michele E.; Voos, Mariana C.; Carvalho, Eduardo V..
Título: Relationship between the climbing up and climbing down stairs domain scores on the FES-DMD, the score on the Vignos Scale, age and timed performance of functional activities in boys with Duchenne muscular dystrophy / Relação entre escore FES-DMD-subir e descer escada com escore Escala Vignos, idade e tempo de realização das atividades em meninos com Distrofia Muscular de Duchenne
Fonte: Braz. j. phys. ther. (Impr.) = Rev. bras. fisioter;18(6):513-520, 09/01/2015. graf.
Idioma: en.
Resumo: BACKGROUND: Knowing the potential for and limitations of information generated using different evaluation instruments favors the development of more accurate functional diagnoses and therapeutic decision-making. OBJECTIVE: To investigate the relationship between the number of compensatory movements when climbing up and going down stairs, age, functional classification and time taken to perform a tested activity (TA) of going up and down stairs in boys with Duchenne muscular dystrophy (DMD). METHOD: A bank of movies featuring 30 boys with DMD performing functional activities was evaluated. Compensatory movements were assessed using the climbing up and going down stairs domain of the Functional Evaluation Scale for Duchenne Muscular Dystrophy (FES-DMD); age in years; functional classification using the Vignos Scale (VS), and TA using a timer. Statistical analyses were performed using the Spearman correlation test. RESULTS: There is a moderate relationship between the climbing up stairs domain of the FES-DMD and age (r=0.53, p=0.004) and strong relationships with VS (r=0.72, p=0.001) and TA for this task (r=0.83, p<0.001). There were weak relationships between the going down stairs domain of the FES-DMD-going down stairs with age (r=0.40, p=0.032), VS (r=0.65, p=0.002) and TA for this task (r=0.40, p=0.034). CONCLUSION: These findings indicate that the evaluation of compensatory movements used when climbing up stairs can provide more relevant information about the evolution of the disease, although the activity of going down stairs should be investigated, with the aim of enriching guidance and strengthening accident prevention. Data from the FES-DMD, age, VS and TA can be used in a complementary way to formulate functional diagnoses. Longitudinal studies and with broader age groups may supplement this information. .

CONTEXTUALIZAÇÃO: Conhecer as potencialidades e limitações das informações geradas por diferentes instrumentos de avaliação favorece o desenvolvimento mais preciso do diagnóstico funcional e da tomada de decisão terapêutica. OBJETIVO : Investigar a relação entre o número de movimentos compensatórios ao subir e descer escadas, idade, classificação funcional e tempo de realização de atividade (TA) em meninos com Distrofia Muscular de Duchenne (DMD). MÉTODO : Foi utilizado banco de filmes de 30 meninos com DMD realizando atividades funcionais. Os movimentos compensatórios foram avaliados pela Escala de Avaliação Funcional para Distrofia Muscular de Duchenne (FES-DMD), domínio subir e descer escada; a idade, mensurada em anos; a classificação funcional foi pesquisada pela Escala de Vignos (EV), e o TA foi cronometrado. Foi utilizado o teste de correlação de Spearman. RESULTADOS : Existe moderada relação entre a FES-DMD-subir escada e a idade (r=0,53, p=0,004) e forte relação com a EV (r=0,72, p=0,001) e TA dessa tarefa (r=0,83, p<0,001). Houve fraca relação entre a FES-DMD-descer escada e a idade (r=0,40, p=0,032), EV (r=0,65, p=0,002) e o TA dessa tarefa (r=0,40, p=0,034). CONCLUSÃO : Esses achados indicam que a avaliação da tarefa de subir escada pode trazer informações mais relevantes sobre a evolução da doença, embora a atividade de descer escada deva ser pesquisada visando à orientação e prevenção de acidentes. A utilização conjunta de dados provenientes da FES-DMD, da idade e do TA pode se complementar para formulação do diagnóstico funcional. Estudos longitudinais e com outras faixas etárias mais amplas podem complementar tal informação. .
Descritores: Hiperplasia Prostática/metabolismo
Receptores Androgênicos/metabolismo
-Ligação Competitiva
Tampões (Química)
Carvão Vegetal
Citosol/metabolismo
Dextranos
Di-Hidrotestosterona/metabolismo
Eletroforese em Gel de Ágar
Ativação Enzimática/efeitos dos fármacos
Estrenos/metabolismo
Metribolona
Molibdênio/farmacologia
Progesterona/metabolismo
Inibidores de Proteases/farmacologia
Temperatura Ambiente
Tartaratos/farmacologia
Congêneres da Testosterona/metabolismo
Limites: Seres Humanos
Masculino
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 12 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: lil-704110
Autor: Satpute, Mangesh Machhindranath; Tour, Nagesh Shivaji.
Título: Formulation and in vitro evaluation of fast dissolving tablets of metoprolol tartrate
Fonte: Braz. j. pharm. sci;49(4):783-792, Oct.-Dec. 2013. ilus, tab.
Idioma: en.
Resumo: The demand for fast dissolving tablets has been growing during the last decade, especially for elderly and children who have swallowing difficulties. In the present work, fast dissolving tablets of metoprolol tartrate, were prepared using sodium starch glycolate, sodium croscarmellose and crospovidone as superdisintegrants, by the direct compression method. The tablets prepared were evaluated for various parameters including weight variation, hardness, friability, in vitro dispersion time, drug-polymer interaction, drug content water absorption ratio, wetting time, in vitro drug release, FTIR and DSC studies. The tablets prepared by the direct compression method had a weight variation in the range of 145 mg to 152 mg, which is below ± 7.5%, a hardness of 3.6 kg/cm² to 4.5 kg/cm², percentage friability of 0.46% to 0.73%, in vitro dispersion time of 18 s to 125 s, drug content uniformity of between 98.12% and 100.03%, a water absorption ratio of 67% to 87%, wetting time of 32 sec. to 64 sec., and an in vitro drug release of 53.92% - 98.82% within 15 min. The IR spectral analysis and DSC study showed no drug interaction with formulation additives of the tablet, and the formulations indicated no significant changes in hardness, friability, drug content or in vitro drug release. Fast dissolving tablets of metoprolol tartrate have enhanced dissolution and will lead to improved bioavailability and more effective therapy.

A exigência por comprimidos de dissolução rápida aumentou durante a última década, especialmente para idosos e crianças, com dificuldades de deglutição . No presente trabalho prepararam-se, pelo método de compressão direta, comprimidos de tartarato de metoprolol de rápida dissolução, utilizando glicolato sódico de amido, croscarmellose sódica e crospovidona como superdisintegrantes. Os comprimidos preparados foram avaliados em relação a diferentes parâmetros, como variação de peso, dureza, friabilidade, tempo de dispersão in vitro, interação fármaco-polímero, taxa de absorção de água pelo fármaco, tempo de umedecimento, liberação do fármaco in vitro,, FTIR e estudos de DSC. Os comprimidos preparados por compressão direta apresentaram variação de peso de 145 mg a 152 mg, abaixo de ±7,5%, dureza de 3,6 kg/cm² a 4,5 kg/cm² , porcentagem de friabilidade de 0,46% a 0,73%, tempo de dispersão in vitro de 18 s a 125 s, uniformidade de conteúdo de fármaco entre 98,12% e 100,03%, taxa de absorção de água de 67% a 87%, tempo de umidificaçãode 32 s a 64 s liberação do fármaco in vitro entre 53,92% e 98,82%, em 15 min. A análise no IV e de DSC mostrou que não houve interação de fármacos com os aditivos de formulação do comprimido e as formulações indicaram que não houve mudança significativa na dureza, friabilidade, s uniformidade de conteúdo de fármaco e na liberação do fármaco in vitro. Os comprimidos de liberação rápida apresentaram aumento na dissolução de tartarato metoprolol e conduzem à melhoria dabiodisponibilidade e à terapia eficaz.
Descritores: Dissolução/classificação
Técnicas In Vitro/classificação
Comprimidos/análise
Tartaratos/farmacocinética
-Deglutição
Glicolatos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 12 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-599623
Autor: Sousa, C; Abreu, H; Viegas, C; Azevedo, J; Reis, R; Gomes, M; Dias, I.
Título: Serum total and bone alkaline phosphatase and tartrate-resistant acid phosphatase activities for the assessment of bone fracture healing in dogs / Fosfatase alcalina total, isoenzima óssea da fosfatase alcalina e fosfatase ácida resistente ao tartarato na monitorização da cicatrização de fraturas ósseas
Fonte: Arq. bras. med. vet. zootec;63(4):1007-1011, ago. 2011.
Idioma: en.
Resumo: O objetivo deste trabalho foi estudar o padrão de variação da atividade sérica da fosfatase alcalina total (tALP), da isoenzima óssea da fosfatase alcalina (BALP) e da fosfatase ácida resistente ao tartarato (TRAP), assim como a variação da concentração dos minerais séricos durante o processo de cicatrização de fraturas ósseas no cão. A variação sérica destes marcadores do metabolismo ósseo foi avaliada em nove cães com fraturas diafisárias fechadas de ossos longos, submetidas a tratamento cirúrgico para osteosíntese. Durante o período pós-operatório, sete animais evoluíram no sentido de uma normal união óssea, sendo que dois deles desenvolveram um processo de não união óssea. Foram observados, relativamente à BALP, valores de actividade sérica mais elevados e com diferença estatística (P<0,05) no grupo de animais que evoluiu no sentido de uma normal união óssea, comparativamente ao grupo de animais que evoluiu no sentido do processo de não união. No grupo de animais que evoluiu para a completa união óssea foram, adicionalmente, observados valores diminuidos (P<0,05) da atividade sérica da TRAP, até ao dia 60 do período pós-operatório seguido de uma elevação estatisticamente significativa após este período. Em conclusão, os biomarcadores do metabolismo ósseo poderão vir a constituir um método auxiliar de diagnóstico na monitorização do processo de cicatrização de fracturas ósseas, possibilitando, a detecção precoce de complicações pós-operatórias.
Descritores: Fosfatase Ácida
Fosfatase Alcalina
Cães
Fraturas Ósseas/veterinária
Tartaratos
-Fixação Interna de Fraturas
Consolidação da Fratura
Osso e Ossos/metabolismo
Período Pós-Operatório
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  5 / 12 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Id: lil-559064
Autor: Jaegger, Karin Fernandes.
Título: Efeitos da brimonidina 0.2% em pacientes com glaucoma e hipertensos oculares / Effects of brimonidine 0.2% in patients with glaucoma and ocular hypertensive.
Fonte: Niterói; UFF; 2001. 32 p. tab.
Idioma: pt.
Resumo: O objetivo deste estudo foi avaliar a eficácia e os efeitos colaterais do tartarato de brimonidina 0,2% na terapia do glaucoma ou hipertensão ocular, em uma amostra de etnia variada, característica da população brasileira, e compará-los aos resultados da literatura...
Descritores: Glaucoma
Hipertensão Ocular
Tartaratos
Responsável: BR408.1 - Biblioteca da Faculdade de Medicina - BFM
BR408.1 M 617.741 J22 2001


  6 / 12 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-502414
Autor: Rodríguez, Rosario; Vassallo, Miguel; Nicita, Graciela.
Título: Niveles séricos de fosfatasa alcalina total y fosfatasa ácida tartrato resistente, en mujeres pre y postmenopausicas naturales y ooforectomizadas / Serium levels of total alkaline phosphatase and acid phosphatase resistant tartrate in women pre and postmenopausic natrural and ooforectomizadas
Fonte: Salus;1(1):3-8, nov. 1997. tab.
Idioma: es.
Resumo: Una de las causas más frecuentes de desequilibrio entre los procesos de formación y resorción ósea, es la disminución de la producción de estrógenos que se presenta en la menopausia. Con el objeto de comparar los niveles séricos de Fosfatasa Alcalina total (FAt), marcador de formación ósea, y de Fosfatasa Acida Tartrato-Resistente (FATR), marcador de resorción, se evaluaron 33 mujeres premenopáusicas (Grupo A), 33 postmenopáusicas naturales (Grupo B) y 33 con ooforectomia bilateral (Grupo C), de 43.54 +/-7.51, 57.6+/-8.06 y 49.73+/-9.02 (años +/- D.E), respectivamente. Los valores promedios de FAt fueron 109.52 UI/L +/-31.61 D.E., 159,61 UI/L +/-52.35 D.E. y 143.38 UI/L +/-43.31 D.E. para los grupos A, B y C, respectivamente. En la determinación de la FATR se obtuvieron: grupo A: 7.15 UI/L +/- 2.35 D.E., grupo B: 10.02 UI/L +/-1.75 D.E., y grupo C: 8.56 UI/l +/-1.81 D.E. Mediante análisis de varianza se observó que las diferencias de los valores medios de FAt y FATR entre los tres grupos estudiados fueron significativas (p<0.001). Se concluye que la FAt y la FATR son marcadores bioquímicos útiles y de fácil aplicación en el estudio no invasivo del metabolismo óseo
Descritores: Fosfatase Ácida
Fosfatase Alcalina
Menopausa
Osteoporose
Ovariectomia
Tartaratos
-Ginecologia
Venezuela
Limites: Seres Humanos
Feminino
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: VE1.1 - Biblioteca Humberto Garcia Arocha


  7 / 12 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-276148
Autor: Vals, Nelson Rafael Matta.
Título: Desenvolvimento e avaliaçäo ®in vitro¼ de comprimidos de liberação controlada de tartarato de metoprolol / Development and evaluation ®in vitro¼ of controlled release tablets of metoprolol tartrate.
Fonte: São Paulo; s.n; 2000. 170 p. ilus, tab, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Ciências Farmacêuticas para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: O objetivo do trabalho foi obter comprimidos de liberação controlada não desintegráveis contendo o bloqueador ßi-adrenéergico, tartarato de metoprolol, empregando-se carboximetilcelulose 1-5000cps (CMC), hidroxipropilmetilcelulose 100.000cps (Methocel© K100), polímeros metacrilatos (Eudragit© NE30D e RS30D), etilcelulose (Ethocel© 10 e 100cps) e ácido esteárico como modificadores da liberação. Os comprimidos foram submetidos a testes de dissolução em meio gástrico e intestinal, simulado sem enzimas, conforme a Farmacopéia Americana 24 ed. (aparelho 2), e por variação de pH para avaliação dos perfis e cinéticas de dissolução. Os comprimidos produzidos com polímeros hidrofílicos (CMC, Methocel©) hidrataram-se rapidamente com a liberação do fármaco, sendo controlado pela difusão através da matriz intumescida e gelificada...
Descritores: Angina Instável/metabolismo
Estômago
Hipertensão/metabolismo
Técnicas In Vitro
Intestinos/efeitos dos fármacos
Preparações Farmacêuticas
Tartaratos/farmacocinética
-Disponibilidade Biológica
Biofarmácia
Estabilidade de Medicamentos
Qualidade dos Medicamentos Homeopáticos
Responsável: BR40.1 - DBD - Divisão de Biblioteca e Documentacão do Conjunto das Químicas
BR40.1; T615.4b


  8 / 12 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-228222
Autor: Grignaschi, Victor J; Aixala, Monica; Calcagno, Maria de Lujan.
Título: Fosfatasa acida leucocitaria tartrato resistentecomo marcador de la transformacion del monocito en macrofago / Leucocyte tartrate-resistant acid phosphatase as marker for the transition of monocyte to macrophage
Fonte: Medicina (B.Aires);58(6):713-6, 1998. ilus, tab.
Idioma: es.
Resumo: Se investigó la presencia de la 5 isoenzima de la fosfatasa ácida leucocitaria tartrato resistente (FATRE) en los monocitos de sangre periférica humana en 32 muestras: 26 normales, 4 plaquetopenias, 1 anemia y 1 tricoleucemia. Se empleó el separador celular Cobe Spectra Versión 4 en 3 muestras y en las demás se obtuvo la concentración celular por centrifugación sin y con partículas de látex, para estudiar monocitos y macrófagos, respectivamente. Empleando el Kit Sigma para las dos reacciones de fosfatasa ácida total y de FATRE, se demostró la presencia de dos poblaciones de monocitos, una minoritaria para FATRE y otra negativa. Con la adición de látex los monocitos se transformaron en macrófagos haciéndose fuertemente positivos para FATRE. En consecuencia se concluye que la FATRE debe desempeñar un papel principal en la función macrofágica y por ende en la inmunidad celular humana.
Descritores: Fosfatase Ácida/fisiologia
Imunidade Celular/fisiologia
Leucócitos/enzimologia
Macrófagos/enzimologia
Monócitos/enzimologia
Tartaratos/metabolismo
-Fosfatase Ácida/metabolismo
Separação Celular
Látex
Limites: Seres Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 12 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-180462
Autor: Carranza Cortes, José Luis; Rivera Dinorin, Miguel Angel.
Título: Tartrato de butorfanol como suplemento de la anestesia general balanceada / Butorfanol as a suplement of general anesthesia
Fonte: Rev. mex. anestesiol;19(1):24-7, ene.-mar. 1996. tab.
Idioma: es.
Resumo: Se presenta un estudio prospectivo en 40 pacientes (N=40), los cuales fueron evaluados en la fase transoperatoria, administrándose Anestesia General Balanceada, teniendo como base el Halotano siendo dividido éste estudio en dos grupos de 20 pacientes cada uno (N=20). El grupo 1, correspondió a los pacientes cada uno (N=20). El grupo 1, correspondió a los pacientes a los cuales se les administró Butorfanol a dosis de 3.71 ñ 0.54 mg, con una edad de 33.95 ñ 13.15 años y un peso de 61.07 ñ 8.55 kg. El grupo 2, correspondió a los pacientes a los cuales se les administró Nalbufina a razón de 19.2 ñ 4.18 mg, con una edad de 35.35 ñ 12.83 años, y un peso de 61.85 ñ 9.32 kg. El comportamiento hemodinámico fue analizado mediante t de Student con P< 0.05, encontrándose diferencia significativa para la tensión arterial sistólica transoperatoria (95 ñ 10.82, y 110.5 ñ 6.86 Hg respectivamente). La concentración alveolar mínima del Halotano fue analizado por t de Student con P< 0.01, encontrándose diferencia significativa (1.24 ñ 0.24, y 1.54 ñ 0.27 respectivamente). No se presentaron complicaciones en ambos grupos. Concluimos que el Tartrato de Butorfanol puede ser un recurso en las técnicas de Anestesia General Balanceada
Descritores: Anestesia Geral
Butorfanol/administração & dosagem
Butorfanol/uso terapêutico
Monitoramento de Medicamentos
Halotano/administração & dosagem
Hemodinâmica
Monitorização Intraoperatória
Nalbufina/administração & dosagem
Tartaratos/administração & dosagem
Limites: Seres Humanos
Adulto
Tipo de Publ: Ensaio Clínico Controlado Aleatório
Estudo Comparativo
Responsável: MX1.1 - CENIDSP - Centro de Información para Decisiones en Salud Pública


  10 / 12 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-16438
Autor: Gaitan, J. R; Aldaba, S; Arenas, M; Rivera Damm, R.
Título: Uso de tartrato de butorfanol como analgesico en salpingoclasia con anestesia local. / Use of butorphamol tartrate as analgesic in salpingography with local anesthesia
Fonte: Ginecol. obstet. Méx;51(309):19-23, 1983.
Idioma: es.
Resumo: Este estudio fue disenado para determinar la utilidad del tartrato de butorfanol como analgesico en los precedimientos de esterilizacion femenina con anestesia local.Un grupo de mujeres aleatoriamente distribuidas fueron esterilizadas bajo anestesia peridural o local. En los casos de anestesia local una dosis de 4 mg de tartrato de butorfanol fue usada como analgesico. Los procedimientos empleados fueron laparoscopia y minilaparotomia, usando anestesia local y analgesia en 34 sujetos y bloqueo peridural en 31. Cuarenta casos fueron de intervalo y 25 postparto. La presencia de dolor severo en el transoperatorio se observo en ocho de los 34 casos operados con anestesia local y en dos de los 31 operados con anestesia peridural. En ningun caso la presencia de dolor impidio o dificulto el procedimiento
Descritores: Anestesia Local
Histerossalpingografia
Infertilidade Feminina
Morfinanos
Tartaratos
Limites: Seres Humanos
Feminino
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 2 ir para página        
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde