Base de dados : LILACS
Pesquisa : D02.241.223.100.050.400.200.249 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 6 [refinar]
Mostrando: 1 .. 6   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 6 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-672999
Autor: Orbak, Z; Yildirim, ZK; Sepetci, O; Karakelleoglu, C; Alp, H.
Título: Adverse reaction of topical etofenamate: petechial eruption / Reacción adversa del etofenamato tópico: erupción petequial
Fonte: West Indian med. j;61(7):767-769, Oct. 2012. ilus.
Idioma: en.
Resumo: Etofenamate is a non-steroidal anti-inflammatory drug (NSAID). Clinical findings caused by etofenamate are uncommon. Allergic contact dermatitis is the most common cutaneous reaction reported. But petechial eruption due to etofenamate had not been reported yet. This report concerns an 11-year old male with petechial eruption after application of topical etofenamate. Physicians need to be aware that patients can develop an asymptomatic purpuric eruption when etofenamate is ordered.

El etofenamato es un antiinflamatorio no esteroideo (AINE). Los hallazgos clínicos sobre los efectos del etofenamato son poco comunes. La dermatitis alérgica por contacto es la reacción cutánea más comúnmente reportada. En cambio, la erupción petequial a causa del etofenamato no se había reportado hasta ahora. Este reporte trata de un varón de 11 años de edad con erupción petequial tras la aplicación del etofenamato tópico. Es necesario que los médicos tomen conciencia de que los pacientes pueden desarrollar una erupción púrpura asintomática, a la hora de prescribir el etofenamato.
Descritores: Anti-Inflamatórios não Esteroides/efeitos adversos
Ácido Flufenâmico/análogos & derivados
Púrpura/induzido quimicamente
-Administração Cutânea
Ácido Flufenâmico/efeitos adversos
Limites: Criança
Humanos
Masculino
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 6 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-540065
Autor: Kanahan, Sharif; Sivira, Nelson; Agrella, María; Velásquez, Jesús; Barrile, Angelo; Kathiusca, Angel.
Título: Uso del etofenamato en el manejo del dolor postoperatorio en comparación con ketoprofeno: Hospital Universitario "Dr. Angel Larralde" Valencia estado Carabobo / Using etofenamato in postoperative pain management compared with ketoprofen: Hospital Universitario Dr. Angel Larralde Valencia state Carabobo
Fonte: Rev. venez. cir;59(4):143-147, dic. 2006. tab.
Idioma: es.
Resumo: El etofenamato es un compuesto derivado del  cido flufenámico, sus características fisicoquímicas y farmacológicas proporcionan analgesia prolongada. Nos planteamos realizar un estudio comparativo donde se evalúen las características analgésicas y tiempo de inicio de la dosis de analgésico en el dolor postoperatorio, utilizando etofenamato intramuscular o ketoprofeno endovenoso previo acto quirúrgico. Previa aprobación por el comité de ética, se realizó un estudio prospectivo, comparativo, al azar con cien pacientes de 18 y 60 años, ASA I-II, intervenidos quirúrgicamente (cirugía abdominal, urológica, ortopédica). Se dividieron en dos grupos: grupo K (n=50) ketoprofeno 100 mg endovenoso 60 minutos antes de la intervención, grupo E (n=50) etofenamato intramuscular 60 minutos previo a la intervención. El dolor postoperatorio fue evaluado con: Escala visual análogo del dolor; Escala verbal análogo del dolor: Escala de bienestar, a la hora, 2,4, 6,8,10,12,18 y 24 horas. A las 2 horas el grupo K reportó EVA 9 (74 porciento), el grupo E reportó un EVA 3 (84 porciento) (P<0,001), el tiempo de dosis adicional fue: grupo K 74 por ciento a los 125,5 + 6,9 min, el grupo E 68 por ciento 841,6 + 10,1 min (P<0,001). La escala de bienestar reportó a las 24 horas: el grupo E 60 por ciento sentirse bien, el grupo K 36 por ciento reportó sentirse mal (P<0,001). El etofenamato proporciona analgesia postoperatoria eficaz y segura por mayor tiempo, en comparación con el ketoprofeno.
Descritores: Anti-Inflamatórios não Esteroides
Ácido Flufenâmico/administração & dosagem
Cetoprofeno/administração & dosagem
Dor Pós-Operatória/fisiopatologia
Dor Pós-Operatória/terapia
Fenamatos/administração & dosagem
-Ácido Flufenâmico/farmacologia
Cetoprofeno/farmacologia
Fenamatos/farmacologia
Limites: Humanos
Masculino
Adolescente
Adulto
Feminino
Pessoa de Meia-Idade
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: VE1.1 - Biblioteca Humberto Garcia Arocha


  3 / 6 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-326897
Autor: herrera Gómez, Luis; Guevara López, Uriah; Torres G.R., Arturo.
Título: Etofenamato: características farmacológicas y clínicas de la formulación intramuscular / Etophenamate. Pharmacological and clinical characteristics and of the intramuscular formulation
Fonte: Rev. mex. anestesiol;1(4):232-244, oct.-dic. 2001. tab, graf.
Idioma: es.
Resumo: El etofenamato es un compuesto derivado del ácido flufenámico, que pertenece a los compuestos derivados del ácido antranílico. Éste se utilizó originalmente, como formulación para administración vía oral y, posteriormente, como crema o gel para administración tópica. Sin embargo, las características farmacológicas fueron mejoradas al hacer una combinación con triglicéridos de cadena media, generando un compuesto de administración intramuscular que mejoró el perfil terapéutico de este anti inflamatorio no esteroideo; destaca no sólo por inhibir la vía de las ciclooxigenasa sino que, en forma paralela, inhibe también la vía de la lipooxigenasa. Las características fisico-quirnicas, farmacológicas y clínicas son revisadas en este artículo.
Descritores: Ácido Flufenâmico/efeitos adversos
Ácido Flufenâmico/farmacocinética
Ácido Flufenâmico/farmacologia
Dor
-Anti-Inflamatórios não Esteroides
Injeções Intramusculares
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: MX1.1 - CENIDSP - Centro de Información para Decisiones en Salud Pública


  4 / 6 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Chile
Texto completo
Id: lil-323344
Autor: Simon, Felipe; Varela, Diego; Riveros, Ana; Eguiguren, Ana Luisa; Stutzin, Andres.
Título: Non-selective cation channels and oxidative stress-induced cell swelling
Fonte: Biol. Res;35(2):215-222, 2002. graf.
Idioma: en.
Projeto: FONDECYT; . FONDAP.
Resumo: Necrosis is considered as a non-specific form of cell death that induces tissue inflammation and is preceded by cell swelling. This increase in cell volume has been ascribed mainly to defective outward pumping of Na+ caused by metabolic depletion and/or to increased Na+ influx via membrane transporters. A specific mechanism of swelling and necrosis driven by the influx of Na+ through nonselective cation channels has been recently proposed (Barros et al., 2001a). We have characterized further the properties of the nonselective cation channel (NSCC) in HTC cells. The NSCC shows a conductance of approximately 18 pS, is equally permeable to Na+ and K+, impermeant to Ca2+, requires high intracellular Ca2+ as well as low intracellular ATP for activation and is inhibited by flufenamic acid. Hydrogen peroxide induced a significant increase in cell volume that was dependent on external Na+. We propose that the NSCC, which is ubiquitous though largely inactive in healthy cells, becomes activated under severe oxidative stress. The ensuing Na+ influx initiates via positive feedback a series of metabolic and electrolytic disturbances, resulting in cell death by necrosis
Descritores: Carcinoma Hepatocelular
Canais Iônicos
Neoplasias Hepáticas
Estresse Oxidativo
-Trifosfato de Adenosina
Anti-Inflamatórios não Esteroides
Morte Celular
Tamanho Celular
Ácido Flufenâmico
Peróxido de Hidrogênio
Canais Iônicos
Oxidantes
Sódio
Células Tumorais Cultivadas
Limites: Animais
Ratos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 6 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-30641
Autor: Lederman, Rubem; Chahade, William Habib.
Título: Reduçäo da dose de antiinflamátorios näo hormonais orais pela administraçäo percutânea do etofenamato gel em pacientes com afecçöes reumáticas: estudo bicêntrico, resultados preliminares / Reduction of dose of non-hormonal oral anti-infammatory agents by percutaneous administration of etofenamate gel in patients with rheumatic disorders: bicenter study preliminary results
Fonte: Folha méd;90(6):353-8, jun. 1985. tab, ilus.
Idioma: pt.
Resumo: Em estudo aberto, näo controlado e näo comparativo, foram estudados 60 pacientes portadores de distintas afecçöes reumáticas localizadas, que utilizavam antiinflamatórios näo hormonais, em dose de manutençäo por mais de 30 dias, procurando-se avaliar a possibilidade da diminuiçäo ou da retirada gradativa destes fármacos, através do uso percutâneo (quatro doses diárias) do etofenamato gel, empregado associadamente. Dois centros participaram desta investigaçäo clínica, cujos resultados preliminares, obtidos através de metodologia simplificada, mostraram respostas favoráveis: diminuiçäo do consumo de antiinflamatórios näo-hormonais orais de 21,5% na primeira semana, 52,4% na segunda semana e 61,1% no final da terceira semana (o período de estudo foi de três semanas). Os melhores resultados foram observados em pacientes com afecçöes extra-articulares ou de partes moles e, em apenas um caso, apareceram efeitos adversos locais (hipersensibilidade cutânea) correlacionados com o etofenamato gel, durante a terceira semana de tratamento; um paciente piorou de suas manifestaçöes clínicas durante o estudo, obrigando a interrupçäo da terapêutica. Apenas nestes dois casos, näo foi conseguida a reduçäo da medicaçäo oral, concluindo-se pela ineficácia desta modalidade de tratamento. Deste modo, observou-se que, ao lado da boa aceitaçäo do etofenamato gel pelos pacientes, é possível associar este medicamento a outros fármacos antiinflamatórios orais, ao se procurar minimizar os freqüentes efeitos indesejáveis que estas substâncias apresentam, principalmente do ponto de vista gastrintestinal. No entanto, acreditam os autores, torna-se necessário novos e controlados estudos, para propiciarem dados mais conclusivos
Descritores: Anti-Inflamatórios/uso terapêutico
Ácido Flufenâmico/uso terapêutico
Doenças Reumáticas/tratamento farmacológico
-Administração Tópica
Anti-Inflamatórios/efeitos adversos
Ácido Flufenâmico/administração & dosagem
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 6 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-30228
Autor: Blumberger, W; Tepe, H. J.
Título: Reduçäo do uso de anti-reumáticas orais pelo uso tópico de Etofenamato gel / Saving of oral antirheumatics agents by local use of Etofenamate gel
Fonte: Folha méd;90(1/2):77-81, jan.-fev. 1985. tab, ilus.
Idioma: pt.
Resumo: Um estudo multicêntrico com 3.584 pacientes foi realizado por clínicos gerais, especialistas em medicina interna e ortopedistas. Esse estudo tinha como objetivo responder a seguinte questäo: o tratamento combinado com aplicaçöes cutâneas de Etofenamato (Bayro Gel*) tornaria possível a reduçäo de doses orais de agentes anti-reumáticos? Entre as principais patologias estavam processos articulares como artrite reumatóide, doença de Bechterew, artrose e espondilartrose, especialmente aqueles com comprometimento dos tecidos periarticulares (um terço dos casos foi de afecçöes das partes moles). As doenças - a maioria das quais tinham uma evoluçäo bastante constante - foram tratadas com agentes anti-reumáticos orais livremente escolhidos por cada médico e mantidos através de todo o estudo sem serem combinados com outros agentes terapêuticos básicos e/ou fisioterapia. Durante o primeiro período de teste de 1-2 semanas de duraçäo, o tratamento anti-reumático oral foi mantido com uma dosagem constante. Durante o subseqüente período de teste de, novamente, 1-2 semanas de duraçäo, os pacientes receberam, concomitantemente, Bayro Gel quatro vezes ao dia. Ao mesmo tempo, a dosagem do anti-reumático oral foi reduzida gradualmente até o mínimo possível. Em média, foi possível reduzir a medicaçäo oral em aproximadamente 40% quando se aplica a Bayro Gel em doenças reumáticas inflamatórias, em 50% nas condiçöes degenerativas, e em até mais nas afecçöes de partes moles. A taxa de efeitos colaterais foi significativamente reduzida e as queixas além de diminuírem, em muitos casos, deixaram de ser referidas. Torna-se evidente com os resultados desse estudo, que é possível reduzir os antiinflamatórios orais e minimizar seus efeitos colaterais, ao se associar Bayro Gel aos antiinflamatórios orais nas indicaçöes acima mencionadas
Descritores: Anti-Inflamatórios/uso terapêutico
Ácido Flufenâmico/análogos & derivados
Doenças Reumáticas/tratamento farmacológico
-Anti-Inflamatórios/efeitos adversos
Limites: Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde