Base de dados : LILACS
Pesquisa : D02.241.223.100.050.400.200.777 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 5 [refinar]
Mostrando: 1 .. 5   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 5 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-246753
Autor: Alle, Nevaldo.
Título: Estudo das propriedades antiinflamatória e antimitótica das drogas indometacina, butazona, clinoril, naprosin, beneflogin e inflaril: análise comparativa em ratos / Anti-inflammatory and antimototic properties study of drugs: indomethacin, phenyl-butazone, sulindac, naproxen, bensydamine and niflumic acid: comparative analysis in rats.
Fonte: Bauru; s.n; 1985. 172 p. ilus, tab, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de Säo Paulo. Faculdade de Odontologia de Bauru para obtenção do grau de Professor Livre Docente.
Resumo: A inflamaçäo é uma reaçäo do organismo caracterizada por reaçöes vasculares e teciduais, cuja magnitude depende da intensidade do agente agressor. Inevitavelmente os agentes flogógenos provocam agressöes que conduzem às alteraçöes periódicas da permeabilidade vascular desenvolvidas nas áreas da lesäo inflamatória, À expressividade dessas reaçöes estäo ligadas a maior atuaçäo do agente flogógeno no local. Tomam parte desse episódio tanto os capilares como as vênulas, que aumentam a permeabilidade vascular, surgindo no local extravasamento de proteína plasmática liberada ao nível tecidual configurando o edema. É sabido que através de modelos experimentais com a carregenina obtém-se o aumento da permeabilidade vascular em torno de uma hora (imediata) e o edema atinge uma configuraçäo máxima na 4ª hora. Conclui-se que a reaçäo inflamatória aguda (exsudativa) manifesta-se em duas fases distintas. Com a finalidade de observar os efeitos das drogas antiinflamatórias näo-esteróides nas fases imediata (1 hora) e tardia (3 horas) da inflamaçäo aguda, utilizou-se como agentes flogógenos (placa bacteriana dental) de estímulos fracos (0,07 mg) e médios (0,7 mg). Os estímulos fortes foram descartados para evitar uma rotura maciça dos vasos locais afetados...
Descritores: Anti-Inflamatórios não Esteroides/farmacologia
Inflamação/fisiopatologia
Placa Dentária/imunologia
-Antineoplásicos
Benzidamina
Contagem de Células/métodos
Granuloma de Células Gigantes/fisiopatologia
Indometacina
Leucócitos/imunologia
Macrófagos
Naproxeno
Ácido Niflúmico
Sulindaco
Limites: Animais
Masculino
Adulto
Ratos
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR28.1 - Serviço de Biblioteca e Documentação Professor Doutor Antônio Gabriel Atta
BR28.1


  2 / 5 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-92340
Autor: Brachat, A. M. Klemer; Iwamoto, E. L. Ishii; Brachat, A.
Título: Binding of the anti-inflammatory drug niflumic acid to bovine serum albumin
Fonte: Braz. j. med. biol. res = Rev. bras. pesqui. méd. biol;23(9):789-94, 1990. ilus, tab.
Idioma: en.
Conferência: Apresentado em: Annual meeting of the Federaçäo de Sociedades de Biologia Experimental, 5, Caxambu, Aug. 24-28, 1990.
Resumo: Binding of the anti-inflammatory drug niflumic acid to serum albumin was measured by equilibrium dialysis and the dissociation constants were determined. The maximal binding capacity was 36 mol niflumic acid per mol albumin. Most of the binding sites were of low affinity, only six having dissociation constants below 1 mM. At the plsma concentrations most frequently used in eperimental work, the high affinity sites account for more than 99% of the albumin-bound influmic acid
Descritores: Ácido Niflúmico/metabolismo
Diálise/métodos
Fígado/metabolismo
Soroalbumina Bovina/metabolismo
-Albuminas
Sítios de Ligação
Análise dos Mínimos Quadrados
Espectrofotometria
Limites: Animais
Ratos
Responsável: BR26.1 - Biblioteca Central


  3 / 5 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-80413
Autor: Alle, Nevaldo; Alle Filho, Nevaldo; Marchesano, Luiz Henrique.
Título: Determinaçäo dos efeitos das drogas antiinflamatórias näo esteróides (indometacina, butazona, clinoril, naprosin, benflogin e inflaril) nos leucogramas de ratos portadores de processo inflamatório crônico / Assessment of the effects of non-steroidal anti-inflammatory drugs (indomethacin, phenylbutazone, sulindac, naproxen, benzydamine and neflumic acid) on rat leucograms with chronic inflammatory process
Fonte: Rev. odontol. Univ. Säo Paulo;2(2):120-6, abr.-jun. 1988. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Neste trabalho procurou-se avaliar os efeitos dos antiinflamatórios näo esteróides: Indometacina (indocid), Butazona (Fenilbutazona), Clinoril (Sulindac), Naprosin (Naproxen), Benflogin (Cloridrato de Benzidamina) e Inflaril (Acido neflúmico) nos leucogramas de ratos portadores de um processo inflamatório crônico provocado pela introduçäo intradérmica de lamínulas de vidro nos períodos de 3, 12 e 18 dias. O sangue para a contagem total dos leucócitos, eletrônica e diferencial, esfregaço, foi obtido por punçäo intracardíaca (Burhoe). A Indometacina, o Clinoril e a Butazona indicaram diminuiçäo de linfócitos e eosinófilos e aumento de monócitos e neutrófilos em todos os períodos e observaçäo em todos os períodos; o Inflaril reduziu o número de linfócitos, neutrofilia e eosinopenia em todos os períodos; o Inflaril reduziu o número de linfócitos e eosinófilos de aumentou os monócitos, com exceçäo de 3§ período, e os neutrófilos nos três períodos; e o Benflogin elevou os linfócitos na 1ª e 3ª fases, e os monócitos nos três períodos, e reduziu os neutrófilos nos dois primeiros, e os eosinfófilos nos dois últimos períodos. Todas as drogas usadas provocaram reduçäo de leucócitos em todos os períodos de tratamento, exceçäo feita ao Naprosin no 3§, ao Benflogin no 2§ e ao Inflaril no 1§ e 2§ períodos
Descritores: Anti-Inflamatórios não Esteroides/sangue
-Ácido Niflúmico/administração & dosagem
Ácido Niflúmico/sangue
Benzidamina/administração & dosagem
Benzidamina/sangue
Indometacina/administração & dosagem
Indometacina/sangue
Naproxeno/administração & dosagem
Naproxeno/sangue
Fenilbutazona/administração & dosagem
Fenilbutazona/sangue
Sulindaco/administração & dosagem
Sulindaco/sangue
Limites: Ratos
Animais
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 5 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Bracht, Ana Maria Kelmer
Bracht, Adelar
Id: lil-29641
Autor: Bracht, Ana Maria Kelmer; Bracht, Adelar.
Título: Efeito do ácido niflúmico sobre o metabolismo do glicerol no fígado de rato perfundido isoladamente / Effect of niflumic acid on glycerol metabolism in the isolated perfused rat liver
Fonte: Rev. UNIMAR;7(1):123-32, out. 1985.
Idioma: pt.
Resumo: O ácido niflúmico, droga anti-inflamatória, tem amplo efeito sobre a metabolizaçäo do glicerol. Ele inibe a síntese de glucose a partir de glicerol (neoglicogênese, e ativa a produçäo de L-lactato. A respiraçäo , mesmo já estando ativada pelo glicerol, é adicionalmente ativada pelo ácido niflúmico. A causa parece estar ligada à afinidade das membranas mitocondriais pelo ácido niflúmico, o que causa desacoplamento da fosforilaçäo oxidativa. Com efeito, estudos cinéticos mostram que o fígado liga reversivelmente certa quantidade de ácido niflúmico. Há portanto, um complexo equilíbrio näo só entre a albumina circulante e o meio intracelular, mas também entre o meio intracelular e as membranas mitocondriais
Descritores: Fígado/metabolismo
Glicerol/metabolismo
Ácido Niflúmico/farmacologia
-Perfusão
Limites: Ratos
Animais
Masculino
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 5 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Bracht, Ana Maria Kelmer
Bracht, Adelar
Id: lil-29618
Autor: Bracht, Ana Maria Kelmer; Otani, Márcia M; Bracht, Adelar.
Título: Açäo do ácido niflúmico sobre alguns parâmetros metabólicos do fígado de rato perfundido isoladamente / The effect of niflumic acid on some metabolic parameters of the isolated perfused rat liver
Fonte: Rev. UNIMAR;7(1):71-84, out. 1985.
Idioma: pt.
Resumo: Foi estudado o efeito do ácido niflúmico sobre a metabolizaçäo do piruvato, da frutose e do glicogênio endógeno pelo fígado de rato perfundido isoladamente, tendo-se acompanhado também o consumo de oxigênio. Na faixa de concentraçäo entre 6 e 100 micron M, o ácido niflúmico ativou o consumo de oxigênio, chegando a duplicar a taxa respiratória em relaçäo ao controle, dependendo das condiçöes experimentais. Na mesma faixa de concentraçäo, o ácido niflúmico inibiu a gluconeogênese (a partir de piruvato e frutose), ativou a glicólise e a glicogenólise e aumentou a razäo L-lactato/piruvato. A frutólise foi ativada por concentraçöes até 30 micron M, tendo sido inibida por concentraçöes maiores. A respiraçäo inibida pelo cianeto näo foi mais ativada pelo ácido niflúmico; a respiraçäo sensível ao atractilosídeo, porém, foi ativada. Esses efeitos foram provavelmente devidos à açäo desacoplante do ácido niflúmico, conforme foi demonstrado previamente com mitocôndrias isoladas. Há, porém, dados que parecem indicar que, a nível de célula intata, a açäo do ácido niflúmico näo está restrita às mitocôndrias
Descritores: Fígado/metabolismo
Ácido Niflúmico/farmacologia
-Perfusão
Limites: Ratos
Animais
Masculino
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde