Base de dados : LILACS
Pesquisa : D02.241.223.805.810.800 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 172 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 18 ir para página                         

  1 / 172 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Chile
Texto completo
Id: biblio-991355
Autor: Fernández-Lázaro, Diego; Fernández-Lázaro, César Ignacio; Caballero García, Alberto; Córdova Martínez, Alfredo.
Título: Agentes inmunomoduladores (IMiDs): herramientas para el tratamiento del mieloma múltiple / Immunomodulator drugs for the treatment of multiple myeloma
Fonte: Rev. méd. Chile;146(12):1444-1451, dic. 2018.
Idioma: es.
Resumo: Thalidomide changed the treatment of patients with multiple myeloma, however, its effectiveness has been compromised due to its side effects. New strategies are needed to specifically target the challenges of multiple myeloma through innovative, more effective, and less toxic therapy. The new immunomodulatory (IMiDs) compounds are structural and functional analogs of thalidomide, which were designed to improve the immunomodulatory and anticancer properties and tolerability profiles. We review the development of second generation IMiDs, lenalidomide and pomalidomide, their immunomodulatory and tumoricidal effects, their mechanisms of action, as well as the influence of dexamethasone on their effect and pharmacological resistance. In conclusion, lenalidomide and pomalidomide demonstrate a powerful activity and they are highly effective and well-tolerated treatment options for patients with myeloma, used alone or in combination with dexamethasone.
Descritores: Talidomida/análogos & derivados
Dexametasona/administração & dosagem
Imunomodulação
Lenalidomida/administração & dosagem
Fatores Imunológicos/administração & dosagem
Mieloma Múltiplo/tratamento farmacológico
-Talidomida/administração & dosagem
Protocolos de Quimioterapia Combinada Antineoplásica
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  2 / 172 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1039475
Autor: Paumgartten, Francisco José Roma.
Título: The tale of lenalidomide clinical superiority over thalidomide and regulatory and cost-effectiveness issues / A narrativa de que a lenalidomida é clinicamente superior à talidomida, e questões regulatórias e de custo-efetividade
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;24(10):3783-3792, Oct. 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract In April 2017, the National Sanitary Surveillance Agency (ANVISA-Brazil) approved lenalidomide (LEN) for multiple myeloma (MM) and myelodysplastic syndrome. ANVISA had rejected the first application in 2010, and denied a request for reconsideration in 2012. The reason for rejection was the lack of comparative effectiveness studies proving that LEN was more effective than thalidomide (THAL), a strictly controlled drug regulated by Federal law 10.651/2003 and dispensed to patients (at no costs) through public health system units and hospitals. ANVISA unexplained retreat on the LEN approval for marketing was an unquestionable triumph of the lobbying that ensued the denial, at the forefront of which were politicians, Congress members, patient organizations and medical societies. Two randomized (phase III) trials and three observational (case-control and population-based cohort) compared the effectiveness of THAL- versus LEN-based therapies in MM. Overall, these studies showed no difference in efficacy between LEN- and THAL-based therapies. LEN caused less neuropathy, and more severe hematologic adverse effects. It is much costlier than THAL, and substitution of THAL by LEN shall raise considerably public healthcare costs in Brazil.

Resumo A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) aprovou em abril de 2017 a lenalidomida (LEN) para o mieloma múltiplo (MM) e síndrome mielodisplásica. A ANVISA havia negado o registro em 2010, e indeferido um recurso apresentado em 2012. O motivo do indeferimento foi a falta de estudos comparativos de efetividade demonstrando que LEN era mais eficaz do que a talidomida (TAL), um medicamento rigorosamente controlado pela lei federal 10.651/2003 e dispensado gratuitamente a pacientes através de unidades de saúde e hospitais públicos. O recuo não explicado da ANVISA em relação ao registro da LEN foi um inquestionável triunfo do lobby que sucedeu a recusa inicial do registro, a frente do qual estavam políticos, membros do Congresso, associações de pacientes e sociedades médicas. Dois ensaios randomizados (fase III) e três estudos observacionais (caso-controle e coorte de base populacional) compararam a efetividade de terapias para o MM com TAL- e com LEN. Em conjunto, esses estudos mostraram que não havia diferenças quanto a eficácia de tratamentos com LEN- e aqueles com TAL. A LEN causou menos neuropatias, e efeitos adversos hematológicos mais graves. Ela é muito mais cara do que a TAL, e a substituição da TAL pela LEN aumentará muito os custos da assistência pública à saúde no Brasil.
Descritores: Talidomida/administração & dosagem
Inibidores da Angiogênese/administração & dosagem
Controle de Medicamentos e Entorpecentes
Lenalidomida/administração & dosagem
-Talidomida/economia
Talidomida/efeitos adversos
Síndromes Mielodisplásicas/economia
Síndromes Mielodisplásicas/tratamento farmacológico
Brasil
Ensaios Clínicos Controlados Aleatórios como Assunto
Resultado do Tratamento
Custos de Medicamentos
Análise Custo-Benefício
Inibidores da Angiogênese
Inibidores da Angiogênese/efeitos adversos
Lenalidomida/economia
Lenalidomida/efeitos adversos
Mieloma Múltiplo/economia
Mieloma Múltiplo/tratamento farmacológico
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 172 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1100288
Autor: Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos em Saúde.
Título: Informe diário de evidências COVID-19: busca realizada em 5 de junho de 2020 / COVID-19 daily evidence report: search conducted on June 5, 2020.
Fonte: Brasília; s.n; 5 jun. 2020.
Idioma: pt.
Resumo: O Informe Diário de Evidências é uma produção do Ministério da Saúde que tem como objetivo acompanhar diariamente as publicações científicas sobre tratamento farmacológico e vacinas para a COVID-19. Dessa forma, são realizadas buscas estruturadas em bases de dados biomédicas, referente ao dia anterior desse informe. Não são incluídos estudos pré-clínicos (in vitro, in vivo, in silico). A frequência dos estudos é demonstrada de acordo com a sua classificação metodológica (revisões sistemáticas, ensaios clínicos randomizados, coortes, entre outros). Para cada estudo é apresentado um resumo com avaliação da qualidade metodológica. Essa avaliação tem por finalidade identificar o grau de certeza/confiança ou o risco de viés de cada estudo. Para tal, são utilizadas ferramentas já validadas e consagradas na literatura científica, na área de saúde baseada em evidências. Cabe ressaltar que o documento tem caráter informativo e não representa uma recomendação oficial do Ministério da Saúde sobre a temática. Foram encontrados 11 artigos e 7 protocolos.
Descritores: Pneumonia Viral/tratamento farmacológico
Infecções por Coronavirus/tratamento farmacológico
Betacoronavirus/efeitos dos fármacos
-Ácido Ascórbico/uso terapêutico
Ribavirina/uso terapêutico
Avaliação da Tecnologia Biomédica
Talidomida/uso terapêutico
Ceftriaxona/uso terapêutico
Metilprednisolona/uso terapêutico
Cloroquina/uso terapêutico
Interferons/uso terapêutico
Enoxaparina/uso terapêutico
Azitromicina/uso terapêutico
Ritonavir/uso terapêutico
Bloqueadores do Receptor Tipo 1 de Angiotensina II/uso terapêutico
Lopinavir/uso terapêutico
Inibidores de Vasopeptidases/uso terapêutico
Hidroxicloroquina/uso terapêutico
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Metanálise
Estudo de Avaliação
Revisão Sistemática
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 172 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-665029
Autor: Salas, Claudia; Zapata, Lilia; De Amat, Ferdinand; Mostajo, Freddy; Vela, Marisol; Postigo, Mauricio.
Título: Dermatitis granulomatosa neutrofílica en empalizada asociada a uveítis refractaria, con buena respuesta a talidomida / Palisade neutrophilic and granulomatous dermatitis associated to refractory uveitis, whit good response to talidomide
Fonte: Folia dermatol. peru;22(2):85-90, mayo-ago. 2011. ilus.
Idioma: es.
Resumo: La dermatitis granulomatosa neutrofílica en empalizada (DGNP) presenta una clínica heterogénea. Su etiología aún se desconoce pero se postula que el depósito de complejos inmunes iniciaría el cuadro, y por ello su frecuente asociación con enfermedades sistémicas autoinmunes. Presentamos el caso de una paciente mujer de 49 años con DGNP asociada a uveítis autoinmune, quien desarrolla glaucoma secundario por lo cual no pudo recibir tratamiento con corticoides; el resto de tratamientos usados fue de poca utilidad. Ante el progreso del cuadro cutáneo y oftálmico se decide el uso de infliximab, con poca respuesta cutánea pero sí con mejoría de la uveítis; al no poder continuar con dicho tratamiento se intenta el uso de talidomida, dadas sus propiedades inmunomoduladoras, obteniéndose mejor respuesta tanto cutánea como oftálmica, la cual se mantiene hasta el momento del presente reporte. La talidomida es un fármaco que por mucho tiempo fue dejado de lado por las graves reacciones adversas que causo en Europa en los años 60. Actualmente se han encontrado nuevas utilidades para esta droga dentro del campo dermatológico, la dermatitis granulomatosa neutrofílica en empalizada podría ser un nuevo uso que se sumaría a los descritos hasta el momento.

Palisade neutrophilic and granulomatous (PNGD) dermatitis has an heterogeneous clinical presentation. Its etiology is still unknown but it has been postulated that deposition of immune complexes would be the triggering event and hence the frequent association with autoimmune systemic diseases. We report the case of a 49-year-old female patient with PNGD associated to autoimmune uveitis, who developed secondary glaucoma, and therefore could not receive treatment with corticosteroids; other given treatments were of little use. Given the progress of cutaneous and ophthalmic illness we decided to use infliximab, whit poor cutaneous response but with uveitis improvement; unable to continue with such treatment we decided to try talidomide given its immunomodulatory properties. We obtained better response in both cutaneous and ophthalmic illness until the time of this report. Talidomide is a drug that was long overlooked due to the serious adverse reactions caused in Europe in the 60´s. New uses for this drug have been currently found, mainly in dermatologic field; palisade neutrophilic and granulomatous dermatitis could be a new use of this drug in addition to those described so far.
Descritores: Dermatite
Síndrome de Churg-Strauss
Talidomida
Uveíte
Limites: Humanos
Feminino
Pessoa de Meia-Idade
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: PE1.1 - Oficina Universitária de Biblioteca


  5 / 172 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-568206
Autor: Sánchez-Saldaña, Leonardo.
Título: Test de educación médica continua: medicamentos antiguos y vigentes en dermatología / Test of continuing medical education: old drugs that are in use in dermatology
Fonte: Dermatol. peru;18(3):315-318, jul.-sept. 2008.
Idioma: es.
Descritores: Antimaláricos/uso terapêutico
Inquéritos e Questionários
Dapsona/uso terapêutico
Dermatologia
Metotrexato/uso terapêutico
Pentoxifilina/uso terapêutico
Talidomida/uso terapêutico
Limites: Humanos
Responsável: PE1.1 - Oficina Universitária de Biblioteca


  6 / 172 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-568198
Autor: Sánchez- Saldaña, Leonardo.
Título: Medicamentos antiguos y vigentes en dermatología / Old drugs that are in use in dermatology
Fonte: Dermatol. peru;18(3):229-261, jul.-sept. 2008. tab.
Idioma: es.
Descritores: Dermatologia
Preparações Farmacêuticas
Talidomida
Talidomida/história
Talidomida/uso terapêutico
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: PE1.1 - Oficina Universitária de Biblioteca


  7 / 172 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-332721
Autor: Borges, Larissa de Godoy; Fröehlich, Pedro Eduardo.
Título: Talidomida. Novas perspectivas para utilizaçäo como antiinflamatório, imunossupressor e antiangiogênico / Thalidomide. New perspectives for its use as antiinflammatory, immunossupressive and antiangiogenic drug
Fonte: Rev. Assoc. Med. Bras. (1992);49(1):96-102, jan.-mar. 2003. ilus, tab.
Idioma: pt.
Resumo: Esta revisäo tem como objetivo apresentar os novos usos da talidomida. O interesse por este fármaco é devido às suas propriedades antiinflamatórias, immunossupressoras, antiangiogênicas e até mesmo antivirais. Embora o seu mecanismo de açäo seja desconhecido, resultados demonstram com sucesso o emprego deste fármaco no eritema nodoso leproso, mieloma múltiplo, doença enxerto-versus-hospedeiro e também como inibidor do vírus HIV e tratamento dos sintomas da Aids. O trabalho também mostra que apesar dos benefícios, a talidomida exige um controle muito rigoroso no que diz respeito à sua utilizaçäo e sua dispensaçäo, devido às suas propriedades teratogênicas. Contudo, a talidomida constitui-se numa importante alternativa farmacêutica, sendo que o seu verdadeiro potencial ainda está sendo investigado
Descritores: Talidomida
Inibidores da Angiogênese
Eritema Nodoso
Imunossupressores
Anti-Inflamatórios
-Talidomida
Fármacos Anti-HIV
Mieloma Múltiplo
Síndrome de Imunodeficiência Adquirida/tratamento farmacológico
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 172 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-789330
Autor: Brito, Esther Oliveira Xavier de; Queen, Stella Maria Faco; Pires, Carla Andréa Avelar; Daxbacher, Egon Luiz Rodrigues.
Título: Trombose venosa profunda em um paciente com reação hansênica em uso de talidomida e corticóide: um raro efeito adverso? / Deep vein thrombosis in a patient with leprosy reaction in use of thalidomide and corticosteroids: a rare adverse effect?
Fonte: Hansen. int;35(1):53-56, 2010.
Idioma: pt.
Resumo: Após re-introdução no mercado, a Talidomida tornou-se a droga mais eficaz no tratamento do eritema nodoso hânsenico, além de opção terapêutica para diversas doenças, como mieloma múltiplo. Contudo, o crescente uso desta, associado a corticóides sistêmicos e quimioterápicos, resultou em aumento de efeitos adversos pouco reconhecidos, como trombose venosa profunda.

After being reintroduced in the market, thalidomide has become the most effective drug in the treatment of erythema nodosum leprosum and a therapeutic option for several diseases, such as multiple myeloma. However, its increasing use, combined with systemic steroids and chemotherapy has also increased little recognized adverse effects, such as deep vein thrombosis.
Descritores: Eritema Nodoso
Hanseníase Virchowiana
Hanseníase/complicações
Hanseníase/tratamento farmacológico
Trombose Venosa/etiologia
Veia Femoral
-Corticosteroides/efeitos adversos
Talidomida/efeitos adversos
Trombose Venosa/diagnóstico
Limites: Humanos
Masculino
Idoso
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR191.1 - Biblioteca e Centro de Documentação Luiza Keffer


  9 / 172 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-492491
Autor: Ura, Somei.
Título: Tratamento e controle das reações hansênicas / Treatment and control of reactions leprosy
Fonte: Hansen. int;32(1):67-70, 2007.
Idioma: pt.
Descritores: Edema/tratamento farmacológico
Hansenostáticos
Hanseníase/complicações
Neuritos/tratamento farmacológico
Prednisona/uso terapêutico
Talidomida/uso terapêutico
Úlcera Cutânea/tratamento farmacológico
-Pacientes
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Guia de Prática Clínica
Responsável: BR191.1 - Biblioteca e Centro de Documentação Luiza Keffer


  10 / 172 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-284180
Autor: Opromolla, Diltor Vladimir Araújo.
Título: A proibiçäo da talidomida no eritema nodoso hansênico / The prohibition of thalidomide for the erythema nodosum leprosum
Fonte: Hansen. int;25(2):111-2, jul.-dez. 2000.
Idioma: pt.
Descritores: Talidomida/administração & dosagem
Hanseníase Virchowiana/terapia
-Assistência à Saúde
Tipo de Publ: Editorial
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação



página 1 de 18 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde