Base de dados : LILACS
Pesquisa : D02.355.291.705 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 4 [refinar]
Mostrando: 1 .. 4   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 4 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-542648
Autor: Vianna, Monica RM(org); Coutinho, Adriana(org); Izquierdo, Luciana(org); Izquierdo, Ivan(coord).
Título: Effects of intrahippocampal administration of the phosphatase inhibitor okadaic acid: dual effects on memory formation / Efeitos da administração intra-hipocampal do inibidor de fosfatases ácido okadaico: efeito duplo sobre a formação de memória
Fonte: Dement. neuropsychol;4(1), mar. 2010.
Idioma: pt.
Resumo: Protein phosphorylation mediated by serine-threonine kinases in the hippocampus is crucial to the synaptic modifications believed to underlie memory formation. The role of phosphatases has been the focus of comparatively little study. Objectives: Here we evaluate the contribution of the serine-threonine protein phosphatases 1 and 2A (PP1, PP2A) on memory consolidation. Methods: We used immediate post-training bilateral hippocampal infusions of okadaic acid (OA, 0.01 and 10 pmol/side), a potent inhibitor of PP1 and PP2A, and measured short- [3 h] and long-term memory [24 h] (STM, LTM) of step-down inhibitory avoidance. Results: At the lower dose, OA inhibited both STM and LTM whereas at the higher dose it instead enhanced LTM. Pre-test infusion of these two doses of OA had no effect on retrieval. Conclusions: These two doses of OA are known to selectively inhibit PP1 and PP2A respectively. These findings point to the importance of these enzymes in memory formation and also suggest a deleterious influence of endogenous hippocampal PP2A on LTM formation.

A fosforilação de proteínas mediada por serina-treonina quinases no hipocampo é crucial para as modificações sinápticas que se acredita sejam necessárias para a formação de memórias. O papel das fosfatases tem sido comparativamente pouco estudado. Objetivos: Aqui avaliamos a contribuição das fosfatases serina-treonina 1 e 2 (PP1, PP2A) sobre a consolidação da memória. Métodos: Usamos infusões imediatamente após o treino de ácido okadaico (OA, 0.01 e 10 pmol/lado), um potente inibidor de PP1 e medimos memória de curta [3 h] e longa duração [24 h] (STM, LTM) de esquiva inibitória de evitar descer de uma plataforma. Resultados: Na dose menor, OA inibiu tanto STM como LTM. Na dose maior, produziu, em vez disso, uma melhora da LTM. A infusão pré-teste de qualquer uma das duas doses de OA não teve efeito sobre a evocação. Conclusões: Estas duas doses de OA são conhecidas por inibir seletivamente PP1 a PP2 respectivamente. Estes resultados apontam à importância das duas enzimas na formação de memória e sugerem, adicionalmente, uma influência deletérea da PP2A endógena sobre a formação de LTM.
Descritores: Ácido Okadáico
Proteína Fosfatase 1
Proteína Fosfatase 2
Memória de Longo Prazo
Hipocampo
Memória de Curto Prazo
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Responsável: BR15.3 - Biblioteca Emília Bustamante


  2 / 4 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Chile
Texto completo
Id: lil-454066
Autor: Rivas, M; García, C; Liberona, J. L; Lagos, N.
Título: Biochemical characterization and inhibitory effects of dinophysistoxin-1, okadaic acid and microcystine 1-r on protein phosphatase 2a purified from the mussel Mytilus chilensis
Fonte: Biol. Res;33(3/4):197-206, 2000. graf, ilus.
Idioma: en.
Resumo: Protein phosphatases are involved in many cellular processes. One of the most abundant and best studied members of this class is protein phosphatase type-2A (PP2A). In this study, PP2A was purified from the mussel Mytilus chilensis. Using both SDS-PAGE and size exclusion gel filtration under denaturant conditions, it was confirmed that the PP2A fraction was essentially pure. The isolated enzyme is a heterodimer and the molecular estimated masses of the subunits are 62 and 28 kDa. The isolated PP2A fraction has a notably high p-NPP phosphatase activity, which is inhibited by NaCl. The hydrolytic p-NPP phosphatase activity is independent of the MgCl2 concentration. The time courses of the inhibition of the PP2A activity of p-NPP hydrolysis by increasing concentrations of three phycotoxins that are specific inhibitors of PP2A are shown. Inhibitions caused by Okadaic acid, dinophysistoxin-1 (DTX1, 35-methylokadiac acid) and Microcystine L-R are dose-dependent with inhibition constants (Ki) of 1.68, 0.40 and 0.27 nM respectively. Microcystine L-R, the most potent phycotoxin inhibitor of PP2A isolated from Mytilus chilensis with an IC50 = 0.25 ng/ml, showed the highest specific inhibition effect an the p-NPP hydrolisis. The calculated IC50 for DTX1 and OA was 0.75 ng/ml and 1.8 ng/ml respectively.
Descritores: Ácido Okadáico/farmacologia
Bivalves/enzimologia
Fosfoproteínas Fosfatases/antagonistas & inibidores
Inibidores Enzimáticos/farmacologia
Peptídeos Cíclicos/farmacologia
Piranos/farmacologia
-Cromatografia Líquida de Alta Pressão
Eletroforese em Gel de Poliacrilamida
Fosfoproteínas Fosfatases/química
Fosfoproteínas Fosfatases/isolamento & purificação
Microcistinas
Limites: Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 4 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Barros, Glênio Cavalcanti de
Id: lil-450945
Autor: Souza, Juliana Chiappori Rocha; Barros, Glênio Cavalcanti de; Silva, Pedro Paulo de Oliveira; Ferreira, Vanessa de Magalhães; Oliveira, Gesilene Mendonça.
Título: Primeira detecção de ácido ocadáico em ostras (Crassostrea rhizophorae), coletadas no canal de Santa Cruz, Itapissuma, Pernambuco / First detention of acid ocadaico in oysters (Crassostrea rhizophorae), collected in the Santa Cruz, Itapissuma, Pernambuco
Fonte: Hig. aliment;21(149):17-21, mar. 2007.
Idioma: pt.
Resumo: O ácido ocadáico (AO) é uma importante toxina, produzida por dinoflagelados, capaz de causar no homem o envenenamento diarréico por moluscos conhecido como Diarrhetic Shellfish Poisoning (DSP). Embora uma toxina fatal, esta ficotoxina está envolvida na inibição de certas proteínas e no aparecimento de neoplasias, que o torna uma toxina perigosa. Desta forma, considerando o risco do consumo de moluscos bivalves e a escassez de pesquisas para sua detecção e quantificação no Estado de Pernambuco, foram analisados extratos preparados a partir do hepatopâncreas de ostras (Crassostrea rhizophorae) coletadas no Canal de Santa Cruz localizado no Município de Itapissuma – PE, em quatro pontos distintos.O ácido ocadáico foi analisado através da Cromatografia Líquida de Alta Eficiência com Detecção Fluorimétrica. (...) Embora as concentrações do AO encontradas tenham sido baixas, estando as ostras aptas ao consumo humano segundo limites adotados (2000ng AO.g-1 hepatopâncreas de moluscos) por vários países, há uma tendência internacional de exigir a total ausência de toxinas diarréicas devido ao seu potencial efeito carcinogênico para consumidores regulares de moluscos. A presença inédita do AO no Canal de Santa Cruz é um alerta às autoridades sanitárias para que mais pesquisas sejam realizadas na região e em outras localizadas do Estado.
Descritores: Ácido Okadáico/toxicidade
Ostreidae
Frutos do Mar
Limites: Animais
Responsável: BR526.1 - Biblioteca de Saúde Pública


  4 / 4 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Aoyama, Hiroshi
Id: lil-412807
Autor: Silva, Telma Maria Araújo; Aoyama, Hiroshi; Haun, Marcela; Ferreira, Carmen Veríssima.
Título: Citotoxicidade do promotor de tumor e sua ação mitogênica sobre os linfócitos humanos / Cytotoxicity studies of okadaic acid on human lymphocytes and its mitogenic effect
Fonte: Rev. bras. anal. clin;36(4):237-239, 2004. ilus, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Proteínas fosfatases são moléculas sinalizadoras que agem juntamente com as proteínas quinases para regular uma variedade de processos celulares fundamentais, bem como, crescimento celular, mitogênese, metabolismo, transcrição de gene, ciclo celular e resposta ao estresse e imune. O ácido okadáico é um potente e específico inibidor de proteína serina/treonina fosfatase (PP1 e PP2A). O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito citotóxico do ácido okadáico na viabilidade de linfócitos humanos e sua ação mitogênica. Nos estudos de citotoxicidade avaliamos o efeito do ácido okadáico através dos seguintes parâmetros: redução do MTT (integridade mitocondrial), conteúdo total de proteínas (número de células) e atividade fosfatásica (metabolismo celular). O valor para redução do MTT e atividade fosfatase foram: 50nM e 100nM, respectivamente; não foi encontrado valor de IC50 para o conteúdo de proteína. A atividade fosfatásica não foi afetada pelo ácido okadáico (100nM) quando este composto foi adicionado no extrato celular. A proliferação de linfócitos foi estimulada em 25 porcento quando as células foram tratadas com o ácido okadáico durante o plaqueamento e na ausência da fitohemaglutinina (mitogêno). O estímulo máximo foi até 30 minutos. O ácido okadáico não foi citotóxico para os linfócitos. A ação mitogênica deste composto foi confirmada pelo conteúdo de proteína.
Descritores: Ácido Okadáico/toxicidade
Fosfoproteínas Fosfatases/metabolismo
Técnicas In Vitro
Linfócitos
-Calcineurina
Testes Imunológicos de Citotoxicidade
Limites: Humanos
Adolescente
Adulto
Responsável: BR408.1 - Biblioteca da Faculdade de Medicina - BFM



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde