Base de dados : LILACS
Pesquisa : D02.355.417 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 4 [refinar]
Mostrando: 1 .. 4   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 4 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-251422
Autor: Brito, Marcus Vinicius Henriques; Rocha, Ricardo Pinheiro; Silva, Vitormauro Araújo da; Ep[aminondas, Wellington Alves.
Título: Propriedades da anestesia inalatória com éter sulfúrico em ratos / Properties of the inhalatory anesthesia with sulfuric ether in rats
Fonte: Rev. para. med = Rev. Para. Med. (Impr.);13(2):29-35, maio-ago. 1999. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: O éter etílico em cirurgia experimental, continua a ser utilizado, principalmente por apresentar baixo custo e fácil manuseio. No entanto, o controle rigoroso de sua comercializaçäo pela Polícia Federal, dificultou sosbremaneira sua aquisição. Desta maneira, o objetivo do presente é estudar as propriedades da anestesia inalatória com éter sulfúrico em ratos. Foram utilizados 20 Ratus norvegicus albinus, machos, adultos, pesando em média 278,6g. Distribuídos em dois grupos: Grupo Éter Sulfúrico (GS7)(n=10) e Grupo Éter Sulfúrico (GS14)(n=10), cujos animais receberam éter sulfúrico inalatório, por 45 minutos diários, durante 7 e 14 dias consecutivos, respectivamente. A anestesia inalatória foi dividida em três períodos: indução, manutenção e recuperação pós-anestésica. Durante a anestesia foram monitorados a frequência respiratória, volume total de éter consumido, tempo de recuperação e presença de intercorrências. A freqüência respiratória e o tempo de recuperação não sofreram modificação estatisticamente significante da 1ª para 2ª semana do experimento, enquanto que o volume total de éter consumido foi significamente maior na 2ª em relação a 1ª semana do estudo. Houve um aumento da dificuldade de manutenção anestésica e uma diminuição da secreção traqueo-brônquica, significantes, da 1ª para 2ª semana. A anestesia inalatória com éter sulfúrico manteve a FR no limiar de 100 ipm, não causou óbito, demonstrou segurança a facilidade de manuseio da droga e um possível mecanismo de tolerância, induzindo pelo uso prolongado do éter sulfúrico por via inalatória, em ratos
Descritores: Anestesia por Inalação/veterinária
Etil-Éteres/farmacologia
Ratos
-Instrumentos Cirúrgicos
Limites: Animais
Adulto
Ratos
Responsável: BR3.1 - Biblioteca Central


  2 / 4 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Torres, Orlando Jorge Martins
Texto completo
Id: lil-230478
Autor: Torres, Orlando Jorge Martins; Valadäo, José Aparecido; Silva, Ailton José Rodrigues; Macau, Rosane Penha; Cintra, Jean Carlos Antunes; Dietz, Ulrich Andreas; Nassif, Paulo Afonso Nunes.
Título: Efeito de cálculos biliares humanos na cavidade peritoneal de ratos / Effects of human gallstones on the peritoneal cavity of rats
Fonte: Acta cir. bras;13(4):227-30, out.-dez. 1998.
Idioma: pt.
Resumo: Este estudo tem por objetivo analisar experimentalmente as características macroscópicas e microscópicas de cálculos biliares humanos na cavidade peritoneal de ratos. Foram utilizados 32 ratos Wistar, machos, pesando entre 205 e 268 g. Estes animais foram distribuídos em dois grupos e o procedimento cirúrgico foi realizado em cada grupo: no grupo A (n=16), os animais foram submetidos a manipulaçao intestinal; no grupo B (n=16), cálculos biliares humanos foram colocados na cavidade peritoneal. Os ratos foram avaliados no 21º e 42º dias do período pós-operatório. Os resultados mostraram que a simples manipulaçao causou aderências no animais (n=10). As aderências foram notadas em 11 cálculos no grupo B. Histologicamente nao houve fibrose intensa em torno do cálculo, principalmente no 42º dia do período pós-operatório. Nao foram observados macro ou micro abscessos e nao houve evidências de fluído livre intra-peritoneal. Este estudo demonstra que apesar da baixa incidência de complicaçoes, todas as tentativas devem ser feitas para recuperar cálculos perdidos durante colecistectomia.
Descritores: Colecistectomia Laparoscópica
Colelitíase
Cavidade Peritoneal
-Etil-Éteres/administração & dosagem
Ratos Wistar
Limites: Animais
Ratos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 4 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Carvalho, Reinaldo de Amorim
Id: lil-220091
Autor: Brito, Marcus Vinicius Henriques; Carvalho, Reinaldo de Amorim; Zouein, Ibrahim Joseph; Cavaco, Artur Abel Tavares Fernandes; Rocha, Ricardo Pinheiro; Acácio, Glayse June Sasaki.
Título: Alteraçöes histopatológicas em ratos anestesiados com éter sulfúrico / Hystopathological alterations in rats anesthetized with sulfuric ether
Fonte: Rev. para. med = Rev. Para. Med. (Impr.);12(1):23-7, jan.-abr. 1998. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: O rato é o animal preferencialmente utilizado, tanto no âmbito anestésico como no cirúrgico experimental. Neste animal várias drogas e técnicas anestésicas têm sido utilizadas, dentre elas o éter por via inalatória, com uso de câmaras de induçäo e de vaporizadores de fluxo contínuo. Desta forma, o objetivo deste trabalho foi estudar a estrutura histológica de órgäos de ratos anestesiados com éter sulfúrico por via inalatória. Foram utilizados 24 Rattus norvegicus albinus, machos, adultos, pesando 285 (+/-20) gramas, com 120 a 150 dias de vida, distribuídos em dois grupos: Grupo A (n=12), no qual foi utilizado éter sulfúrico como agente anestésico inalatório, e Grupo C, grupo controle (n=12), em cujos animais näo foi realizado nenhum anestésico, sendo submetidos à eutanásia com injeçäo de 5 ml de cloreto de potássio a 10 por cento por via intra-peritonial. O grupo A foi dividido em 3 subgrupos: A1 (n=4), A7 (n=4) e A15 (n=4), cujos animais receberam anestesia por 30 minutos diários durante, um, sete e quinze dias consecutivos. Completado o ciclo anestésico de cada subgrupo, os animais foram submetidos à eutanásia com dose inalatória letal de éter sulfúrico, sendo retiradas vísceras (cérebro, fígado, pulmäo, rim e traquéia), para análise macroscópica e estudo histopatológico. Dentre os resultados observados, fígado e encéfalo mostraram-se normais em ambos os grupos...
Descritores: Anestesia por Inalação
Etil-Éteres/administração & dosagem
Histologia
Ratos
-Eutanásia
Limites: Animais
Ratos
Responsável: BR3.1 - Biblioteca Central


  4 / 4 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-40155
Autor: Mercado, Rubén; Contador, Jaime; Cisternas, Héctor; Quilodrán, Iris.
Título: Ventajas del etil acetato frente al eter etílico en el procesamiento del examen parasitológico de depocisiones mediante el método de Telemann modificado (MTM) / Advantages of ethyl acetate in face of ethyl eter in the procesing of parasitological examination of feces through the modified Telemann's method
Fonte: Parasitol. día;10(2):58-9, abr.-jun. 1986. tab.
Idioma: es.
Resumo: Em 62 muestras de deposiciones, se practicó el método de Telemann Modificado (MTM) usando etil acetado como solvente orgánico. Se comparó su rendimiento con el MTM tradicional procesado con éter etílico en la pesquisa de parásitos intestinales. No se obtuvo diferencias en la morfología, capacidad tintorial frente a la tinción de MIF, ni en la frecuencia de hallazgos de quistes de E. histolytica, E. coli, E. nana y G. lamblia. Puesto que el etil acetato presenta ventajas prácticas sobre el eter etílico tales como su menor grado de inflamabilidad y otros, podría reemplazarlo en el procesamiento del MTM
Descritores: Acetatos
Etil-Éteres
Contagem de Ovos de Parasitas/métodos
-Enteropatias/diagnóstico
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde