Base de dados : LILACS
Pesquisa : D02.455.326.146.100.850.875 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 19 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 2 ir para página        

  1 / 19 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-951893
Autor: Chen, Zhonghua; Shen, Li; Yang, Changyong; Jiang, Jinghui; Liu, Xing.
Título: Metabolic analysis of the effect of rheum on a taurocholate-induced acute pancreatitis rat model
Fonte: Braz. J. Pharm. Sci. (Online);53(2):e15022, 2017. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT The effects of rheum on serum parameters in a taurocholate-induced acute pancreatitis (AP) rat model were investigated using pathological and biochemical tests, and a proton nuclear magnetic resonance (1H NMR)-based metabonomic strategy. Healthy rats and rats with AP were either treated with rheum (7.5% at a dose of 1.5 g/kg) or left untreated. Serum samples were collected from the AP and rheum-treated groups at 6, 12, and 24 h after treatment. The effect of rheum on pathological changes in the pancreatic was investigated to validate the AP model. We obtained 1H NMR spectra and analyzed the results using the partial least squares discriminant method. The results of the pathological and metabolic analyses revealed an amelioration of multiple metabolic abnormalities and an increase in the aerobic respiration ratio after treatment, compared with the AP groups. These results were attributed to improvements in energy supply and the elimination of metabolic products. The study also promoted NMR-based metabonomic analysis as a feasible method of assessing traditional Chinese drugs.
Descritores: Pancreatite/patologia
Rheum/efeitos adversos
Ácido Taurocólico/administração & dosagem
-Metabolômica
Espectroscopia de Prótons por Ressonância Magnética/instrumentação
Limites: Animais
Masculino
Ratos
Responsável: BR40.1 - DBD - Divisão de Biblioteca e Documentacão do Conjunto das Químicas


  2 / 19 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-732873
Autor: Poloni, Priscila Ferreira; Omodei, Michelle Sako; Nahas-Neto, Jorge; Uemura, Gilberto; Véspoli, Heloisa De Luca; Nahas, Eliana Aguiar Petri.
Título: Prevalência da baixa densidade mineral óssea em mulheres na pós-menopausa tratadas de câncer de mama / Prevalence of low bone mineral density in postmenopausal breast cancer survivors
Fonte: Rev. bras. ginecol. obstet;37(1):30-35, 01/2015. tab.
Idioma: pt.
Projeto: Fundação de Amparo da Pesquisa do Estado de São Paulo.
Resumo: OBJETIVO: Avaliar a prevalência da baixa densidade mineral óssea (DMO) em mulheres na pós-menopausa tratadas de câncer de mama. MÉTODOS: Estudo de corte transversal que incluiu 115 mulheres tratadas de câncer de mama atendidas em Hospital Universitário do Sudeste do Brasil. Foram incluídas mulheres com amenorreia há 12 meses ou mais e 45 anos ou mais de idade, tratadas de câncer de mama e livres de doença há pelo menos 5 anos. A DMO foi mensurada pelos raios-X de dupla energia em coluna lombar (L1 a L4) e colo de fêmur. Considerou-se baixa DMO quando valores de T-score de coluna total e/ou colo de fêmur <-1,0 Score de Delphi (DP) (osteopenia e osteoporose). Por meio de entrevista, foram avaliados fatores de risco para baixa DMO. Na análise estatística, empregaram-se os testes do χ2 ou Exato de Fisher. RESULTADOS: A média de idade das pacientes foi 61,6±10,1 anos e o tempo de menopausa, 14,2±5,6 anos, com tempo médio de seguimento de 10,1±3,9 anos. Considerando coluna e colo de fêmur, 60% das mulheres tratadas de câncer de mama apresentavam baixa DMO. Avaliando os fatores de risco para baixa DMO, foi encontrada diferença significativa na distribuição percentual quanto à idade (maior porcentagem de mulheres com mais de 50 anos e baixa DMO), história pessoal de fratura prévia (11,6% com baixa DMO e nenhuma com DMO normal) e índice de massa corpórea. Maior frequência de obesidade foi observada entre mulheres com DMO normal (63%) quando comparadas àquelas com baixa DMO (26,1%; p<0,05). CONCLUSÃO: Mulheres na pós-menopausa tratadas de câncer de mama apresentaram elevada prevalência de baixa DMO (osteopenia e/ou osteoporose). .

PURPOSE: To evaluate the prevalence of low bone mineral density (BMD) in postmenopausal breast cancer survivors. METHODS: In this cross-sectional study, 115 breast cancer survivors, seeking healthcare at a University Hospital in Brazil, were evaluated. Eligibility criteria included women with amenorrhea ≥12 months and age ≥45 years, treated for breast cancer and metastasis-free for at least five years. BMD was measured by DEXA at the lumbar spine (L1-L4) and femoral neck. Low BMD was considered when total-spine and/or femoral-neck T-score values were <-1.0 Delphi Score (DP) (osteopenia and osteoporosis). The risk factors for low BMD were assessed by interview. Data were analyzed statistically by the χ2 test and Fisher's exact test. RESULTS: The mean age of breast cancer survivors was 61.6±10.1 years and time since menopause was 14.2±5.6 years, with a mean follow-up of 10.1±3.9 years. Considering spine and femoral neck, 60% of breast cancer survivors had low BMD. By evaluating the risk factors for low BMD, a significant difference was found in the percent distribution for age (higher % of women >50 years with low BMD), personal history of previous fracture (11.6% with low BMD versus 0% with normal BMD) and BMI. A higher frequency of obesity was observed among women with normal BMD (63%) compared to those with low BMD (26.1%) (p<0.05). CONCLUSION: Postmenopausal breast cancer survivors had a high prevalence of osteopenia and osteoporosis. .
Descritores: Ácidos e Sais Biliares/metabolismo
Canalículos Biliares/metabolismo
Proteínas de Transporte/metabolismo
Hidroxiesteroide Desidrogenases
Glicoproteínas de Membrana
-Adenosina Trifosfatases/metabolismo
Transporte Biológico
Células COS
Antígeno Carcinoembrionário/biossíntese
Proteínas de Transporte/biossíntese
Primers do DNA
DNA Complementar
Íleo/metabolismo
Cinética
Mutagênese Sítio-Dirigida
Proteínas Recombinantes de Fusão/biossíntese
Proteínas Recombinantes de Fusão/metabolismo
Transfecção
Ácido Taurocólico/metabolismo
Limites: Animais
Ratos
Tipo de Publ: Research Support, U.S. Gov't, P.H.S.
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 19 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-646724
Autor: Penido, Artur; Coelho, Ana Maria Mendonça; Molan, Nilza Trindade; Silva, Fabiano Pinheiro da; D'Albuquerque, Luiz Augusto Carneiro; Machado, Marcel Cerqueira Cesar.
Título: Do opioid receptors play a role in the pathogenesis of the inflammatory response in acute pancreatitis? / Os receptores opioides desempenham papel na patogênese da resposta inflamatória na pancreatite aguda?
Fonte: Acta cir. bras;27(9):600-605, Sept. 2012. ilus.
Idioma: en.
Resumo: PURPOSE: To investigate the effect of the opioid blocker naltrexone in the inflammatory response in acute pancreatitis (AP). METHODS: Acute pancreatitis was induced in anesthetized male Wistar rats by retrograde injection of 2.5% sodium taurocholate diluted in 0.5ml saline into the main pancreatic duct. Animals were randomized to the following experimental groups: Control Group (n=9): animals received an intraperitoneal injection of saline solution (0.5ml), 15 minutes before the induction of AP. Naltrexone Group (n=9): animals received an intraperitoneal injection of naltrexone 0.5ml (15 mg/kg), 15 minutes before induction of AP. Peritoneal levels of TNF-α and serum levels of IL-6 and amylase were determined The volume of the ascitic fluid was also evaluated. Myeloperoxidase (MPO) activities were analyzed in homogenates of pulmonary tissue. RESULTS: There were no significant differences in the ascitic fluid volume, nor in TNF-a and IL-6 levels in the naltrexone group compared to controls. Treatment with naltrexone did not affect the lung MPO activity compared to control group. CONCLUSIONS: The opioid receptors don't play an important role in the pathogenesis of the inflammatory response in acute pancreatitis. If opioids affect leukocytes inflammatory signaling, there are no major implications in the pathogenesis of acute pancreatitis.

OBJETIVO: Investigar o efeito do bloqueador opióide naltrexone na resposta inflamatória da pancreatite aguda. METODOS: Pancreatite aguda foi induzida em ratos machos Wistar, através de injeção retrógada de solução de taurocolato de sódio a 2,5% nos ductos pancreáticos. Os animais foram alocados em dois grupos: Grupo controle (n=9) animais receberam 0,5 ml de solução salina intra-peritonial 15 minutos antes da indução da pancreatite aguda e Grupo naltrexone (n=9) animais receberam naltrexone (15mg/kg de peso), em 0,5 ml de volume final por via intraperitoneal, 15 minutos antes da indução da pancreatite aguda. Foram avaliados o volume de ascite, os níveis séricos de amilase e IL-6, assim como TNF-α peritoneal e a atividade da mieloperoxidase (MPO) no tecido pulmonar. RESULTADOS: Não foram encontradas diferenças significantes nos parâmetros analisados entre o grupo que recebeu solução salina e o que recebeu naltrexone . CONCLUSÕES: Os receptores opióides não desempenham papel importante na resposta inflamatória sistêmica associada à pancreatite aguda. Se os opioides alteram a sinalização inflamatória nos leucócitos está ação não se reflete na patogênese da pancreatite aguda.
Descritores: Naltrexona/farmacologia
Antagonistas de Entorpecentes/farmacologia
Pancreatite/etiologia
Receptores Opioides/fisiologia
-Doença Aguda
Amilases/sangue
Modelos Animais de Doenças
/sangue
INTERLEUKIN-ABDOMEN, ACUTE/sangue
Pancreatite/metabolismo
Peroxidase/análise
Distribuição Aleatória
Ratos Wistar
Receptores Opioides/antagonistas & inibidores
Ácido Taurocólico
Fator de Necrose Tumoral alfa/análise
Limites: Animais
Masculino
Ratos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 19 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Marroni, Norma Anair Possa
Texto completo
Id: lil-564252
Autor: Mossmann, Diego da Fonseca; Edelweiss, Maria Isabel Albano; Kulczynski, Jane Maria; Marroni, Norma Anair Possa; Kretzmann, Nélson Alexandre; Antunes, Catiele; Birkhan, Oscar Augusto; Osvaldt, Alessandro Bersch.
Título: Efeitos do cloreto de gadolínio na pancreatite induzida por tauracolato de sódio em ratos / Effects of gadolinium chloride on sodium taurocholate-induced pancreatitis in rats
Fonte: Rev. Col. Bras. Cir;37(4):288-294, jul.-ago. 2010. ilus, tab.
Idioma: pt.
Resumo: OBJETIVO: Avaliar os efeitos do uso de cloreto de gadolínio como pré-tratamento e tratamento em um modelo experimental de pancreatite em ratos induzida por tauracolato de sódio a 3 por cento. MÉTODOS: Ratos Wistar foram divididos em cinco grupos: grupo SF - controle com solução fisiológica intra-ductal e IV; grupo TS - controle com PA induzida por tauracolato de sódio a 3 por cento e solução fisiológica a 0,9 por cento IV; grupo GD - controle com SF intra-ductal e cloreto de gadolínio IV; grupo GDTS - pré-tratamento com GD (24h antes da indução da PA) e grupo TSGD - tratamento com GD (1h após a indução da PA). Foi realizado dosagem sérica de amilase, transaminases e TNF-á; determinação da atividade da MPO no tecido pulmonar; histologia pancreática e pulmonar. RESULTADOS: O número de animais mortos antes do término previsto do experimento foi significativamente maior no grupo TSGD (p=0,046). Os escores de pancreatite e de dano pulmonar foram mais elevados nos grupos que utilizaram tauracolato em comparação aos grupos com infusão intra-ductal de solução salina. Não houve diferenças nas demais variáveis estudadas na comparação entre os grupos TS; GDTS e TSGD. CONCLUSÃO: Não foram demonstrados benefícios com o uso de cloreto de gadolínio de forma profilática e terapêutica.

OBJECTIVE: To evaluate the effects of the use of gadolinium chloride before and after induction of acute pancreatitis with sodium taurocholate 3 percent in rats. METHODS: Wistar rats were divided into five groups: SF - control with saline intra-ductal and IV; GD control with saline intra-ductal and gadolinium chloride IV; TS - with AP control induced by sodium taurocholate 3 percent and saline IV; GDTS - pre-treatment with GD (24 hours before the induction of AP) and TSGD - treatment with GD (1 hour after the induction of AP). Analysis was made in serum amylase, transaminases and TNF-á; determination of the MPO activity in lung tissue, lung and pancreatic histology. RESULTS: The number of dead animals before the end of the experiment was significantly higher in TSGD (P = 0.046). The scores of pancreatitis and lung damage were higher in the groups that used sodium taurocholate compared to groups with intra-ductal infusion of saline solution. There were no differences in other variables studied when comparing TS, GDTS and TSGD groups. CONCLUSION: The benefits with the use of gadolinium chloride as a prophylactic and therapeutic drug were not demonstrated.
Descritores: Gadolínio/uso terapêutico
Pancreatite/tratamento farmacológico
-Meios de Contraste
Pancreatite/induzido quimicamente
Ratos Wistar
Ácido Taurocólico
Limites: Animais
Masculino
Ratos
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 19 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Ceneviva, Reginaldo
Texto completo
Id: lil-483117
Autor: Meirelles Júnior, Roberto Ferreira; Ceneviva, Reginaldo; Viaro, Fernanda; Baldo, Caroline Floreoto; Evora, Paulo Roberto Barbosa.
Título: Methylene blue improves hemodynamic shock but increases lipoperoxidation in severe acute pancreatitis pig model / Azul de metileno melhora as condições hemodinâmicas do choque circulatório, mas aumenta a peroxidação lipídica em um modelo suino de pancreatite aguda grave
Fonte: Acta cir. bras;23(supl.1):8-16, 2008. graf, tab.
Idioma: en.
Projeto: FAEPA.
Resumo: PURPOSE: Study hemodynamic pattern and lipoperoxidation during methylene blue (MB) treatment on taurocholate - enterokinase induced acute pancreatitis (AP). METHODS: Thirty pigs were equally divided in control group; MB group; AP group; MB previous AP group; and MB after 90 min of induced AP group. MB was given iv in a bolus dose (2mg.kg-1) followed by maintenance dose (2 mg.kg-1.h-1). Hemodynamic parameters were recorded continuously during 180 min by Swan-Ganz catheter. Blood samples were taken every 60 min to determine arterial and venous nitrate, malondialdehyde (MDA) and amylase. Pancreatic tissue was removed for histopathologic study. RESULTS: In AP group MBP and CO decreased over time 33 percent (p<0.05) and 52 percent (p<0.05), respectively. In MB previous induced-AP group, there was 70 minutes delay (p<0.05) to decrease MBP and CO. In MB group arterial and venous nitrite decreased (p<0.05) over time. MB infusion increased (p>0.05) serum MDA when associated to AP. After induced AP, MB did not reverse MBP and CO decrease. There was no difference in serum amylase and necro-hemorrhagic findings with MB treatment. CONCLUSIONS: In this taurocholate-induced AP model MB treatment delayed hemodynamic shock and decreases serum nitrate levels but increases serum MDA levels. No volemic replacement was done and it may have been a mitigated factor to a poor tissue perfusion and impairment microcirculation. Further investigations are needed to elucidate MB treatment role during AP treatment.

OBJETIVO: estudar o perfil hemodinâmico e a lipoperoxidação durante o tratamento com azul de metileno (AM) de pancreatite aguda (PA) induzida por taurocolato-enteroquinase. MÉTODOS: Trinta porcos foram igualmente divididos em: grupo controle, grupo AM; grupo PA; grupo AM prévio à PA; grupo AM após 90 minutos após a indução da PA. O AM foi administrado sob a forma de bolus EV (2mg.kg-1) seguido por dose de manutenção (2 mg.kg-1.h-1). Os parâmetros hemodinâmicos foram registrados continuamente durante 180 min com auxílio de cateter de Swan-Ganz. Amostras sanguíneas foram colhidas a cada 60 min para a determinação arterial e venosa de nitrato, malondialdeido (MDA) and amilase. Removeu-se tecido pancreático para estudo histopatológico. RESULTADOS: No grupo PA a pressão arterial media (PAM) e o débito cardíaco (DC) diminuíram respectivamente 33 por cento (p<0.05) e 52 por cento (p<0.05) no decorrer do tempo. No grupo AM prévio à indução da PA ocorreu 70 minutes de demora (p<0.05) para as diminuições da PAM e DC. No grupo AM houve diminuição temporal do nitrato arterial e venoso (p<0.05). A infusão de AM aumentou os valores de MDA sérico quando associado a PA (p>0.05). Após a indução da PA a infusão de AM não reverteu as quedas da PA e DC. Não houve diferenças nos níveis de amilase sérica e achados histológicos com o tratamento com o azul de metileno. CONCLUSÕES: No presente modelo de PA induzida por taurocolato o AM retardou o desenvolvimento do choque circulatório, diminuiu os níveis de nitrato mas aumentou os níveis de MDA. Não se realizou nenhum tipo de reposição volêmica que poderia melhorar a perfusão tecidual e melhora da microcirculação. Investigações adicionais são necessárias para elucidar o papel terapêutico do AM no tratamento da PA aguda.
Descritores: Inibidores Enzimáticos/uso terapêutico
Hemodinâmica/efeitos dos fármacos
Peroxidação de Lipídeos/efeitos dos fármacos
Azul de Metileno/uso terapêutico
Pancreatite/tratamento farmacológico
Choque Cardiogênico/tratamento farmacológico
-Doença Aguda
Biomarcadores/sangue
Colagogos e Coleréticos
Modelos Animais de Doenças
Avaliação Pré-Clínica de Medicamentos
Enteropeptidase
Malondialdeído/sangue
Nitratos/sangue
Pancreatite/induzido quimicamente
Pancreatite/fisiopatologia
Suínos
Choque Cardiogênico/fisiopatologia
Ácido Taurocólico
Fatores de Tempo
Limites: Animais
Masculino
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 19 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-463461
Autor: Goldenberg, Alberto; Romeo, Ana Celia Diniz Cabral Barbosa; Moreira, Márcia Bento; Apodaca, Franz Robert; Linhares, Marcelo Moura; Matone, Jacques.
Título: Experimental model of severe acute pancreatitis in rabbits
Fonte: Acta cir. bras;22(5):366-371, Sept.-Oct. 2007. ilus, graf, tab.
Idioma: en.
Resumo: PURPOSE: To develop an experimental model of severe acute pancreatitis in rabbits through a pancreatic ductal injection of sodium taurocholate. METHODS: Twenty-four albino rabbits of the New Zealand lineage were distributed into four groups of six animals (A, B, C and S). The rabbits of three experimental groups (A, B and C) were submitted to a laparatomy and received a pancreatic ductal injection of 1ml/kg sodium taurocholate 5 percent. Also, they were submitted to further laparatomies after 4h, 8h and 12h, respectively. The control group (S) was subdivided into two groups of three animals: in subgroup S1 only the pancreatic duct catheterization was performed whereas in subgroup S2 the pancreatic duct catheterization as well as an injection of 1ml/kg physiologic solution 0.9 percent were carried out. After 12 hours, the rabbits were evaluated. In the re-intervention, blood was collected to determine the amylasemia and a pancreatectomy was carried out to investigate interstitial infiltration, steatonecrosis and necrosis of the organ, using an optical microscope. RESULTS: There was an elevation of amylase in all groups thus proving the existence of acute pancreatitis. The size of the interlobular septum increased progressively with a greater variation between group S1 (0.13) and group C (0. 53) (p=0.035). While all the animals in group A exhibited focal cellular necrosis, it was more intense in the rabbits of group B and culminated with a high proportion of severe pancreatic necrosis in group C animals. The difference in the intensity of cellular necrosis showed statistic significance (p=0.001). CONCLUSION: The proposed experimental model demonstrated its reproducibility and effectiveness in producing severe acute pancreatitis in rabbits.

OBJETIVO: Desenvolver modelo experimental de pancreatite aguda grave em coelhos por meio da injeção de taurocolato de sódio no ducto pancreático. MÉTODOS: Vinte e quatro coelhos albinos da linhagem Nova Zelândia foram distribuídos em quatro grupos de seis animais (A, B, C e S). Os coelhos dos três grupos experimentais (A, B e C) foram submetidos a laparotomia e injetou-se taurocolato de sódio a 5 por cento, 1ml/Kg no ducto pancreático. Realizou-se nova laparotomia, respectivamente, após 4h, 8h e 12h. No grupo controle (S), subdividido em dois grupos de três animais, foi realizada no subgrupo S1 apenas cateterização do ducto pancreático e no subgrupo S2 cateterização do ducto pancreático e injeção de solução fisiológica 0,9 por cento, 1ml/Kg. Estes animais foram reavaliados após 12 horas. Na reintervenção coletou-se sangue para determinação da amilasemia e realizou-se pancreatectomia para análise histológica do infiltrado intersticial, da esteatonecrose e da necrose do órgão. RESULTADOS: Houve elevação da amilase em todos os grupos, demonstrando a presença da pancreatite aguda. O tamanho do septo interlobular aumentou progressivamente, observando-se maior diferença entre os grupos S1 (0,13) e C (0,53) (p=0,035). Todos os animais do grupo A apresentaram necrose celular focal que se tornou mais intensa nos coelhos do grupo B, culminando com o predomínio de necrose pancreática acentuada nos animais do grupo C. A diferença na intensidade da necrose celular apresentou significância estatística (p=0,001). CONCLUSÃO: O modelo experimental proposto se mostrou reprodutível e efetivo em provocar pancreatite aguda grave em coelhos.
Descritores: Colagogos e Coleréticos
Pancreatite/induzido quimicamente
Ácido Taurocólico
-Doença Aguda
Análise de Variância
Amilases/sangue
Injeções
Modelos Animais
Necrose/etiologia
Pancreatectomia
Pâncreas/enzimologia
Pâncreas/patologia
Pâncreas/cirurgia
Ductos Pancreáticos/cirurgia
Pancreatite/complicações
Projetos de Pesquisa
Limites: Animais
Feminino
Coelhos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 19 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-433357
Autor: Almeida, José Luiz Jesus de; Jukemura, José; Coelho, Ana Maria Mendonca; Patzina, Rosely Antunes; Machado, Marcel Cerqueira César; Cunha, José Eduardo Monteiro da.
Título: Inhibition of cyclooxygenase-2 in experimental severe acute pancreatitis
Fonte: Clinics;61(4):301-306, Aug. 2006. ilus, tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: INTRODUÇÃO: O tratamento padrão para a pancreatite aguda permanece baseado em medidas de suporte. A busca por uma droga que altere a história natural da doença ainda é um desafio para muitos pesquisadores. O objetivo deste estudo é avaliar o efeito de um inibidor da COX-2 na pancreatite aguda grave experimental (PA) em ratos. MÉTODO: Os animais foram divididos em dois Grupos: Grupo 1 (n=30) - animais com PA induzida por taurocolato e tratados com parecoxib (40mg/Kg). Grupo 2 (n=30) - animais com PA induzida por taurocolato que receberam solução salina. O inibidor de COX-2 (parecoxib) foi injetado imediatamente após a indução, através da veia dorsal do pênis. Os parâmetros avaliados foram histologia, níveis séricos de amilase, IL-6 e IL-10 e taxa de mortalidade. RESULTADOS: Os níveis séricos de IL-6 e IL-10 foram menores do que no grupo controle. Os níveis séricos de amilase e a taxa de mortalidade permaneceram inalteradas. A análise histológica também não mostraram alterações, exceto pela necrose gordurosa, que foi maior nos animais controle. CONCLUSÃO: A inibição da COX-2 pode reduzir a liberação sistêmica de pelo menos duas citocinas, mas tem pouco efeito na lesão pancreática direta causada pelo taurocolato.
Descritores: /farmacologia
CYCLOOXYGENASE TEMEFOS INHIBITORS/farmacologia
Isoxazóis/farmacologia
Pancreatite/tratamento farmacológico
-Doença Aguda
Amilases
Modelos Animais de Doenças
/sangue
INTERLEUKIN-ABDOMEN, ACUTE/sangue
/sangue
INTERLEUKIN-ABDUCENS NERVE/sangue
Pancreatite/enzimologia
Pancreatite/patologia
Ratos Wistar
Taxa de Sobrevida
Ácido Taurocólico
Limites: Animais
Masculino
Ratos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 19 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-403349
Autor: Barzaga Fernández, Pedro Gilberto; Vega Montalvo, Raiza; Tillán Capó, Juana; Paz Martín Viaña, Nilia de la; Carrillo Domínguez, Carmen; Guerra Sardiñas, Isbel.
Título: Actividad antiulcerosa y toxicidad aguda oral de celulosa microcristalina suspensión al 12 por ciento / Antiulcer activity and oral acute toxicity of microcrystalline cellulose suspension 12 por ciento
Fonte: Rev. cuba. farm;38(2), mayo.-ago. 2004. graf.
Idioma: es.
Resumo: La celulosa microcristalina ha sido usada recientemente en el tratamiento de la gastritis alcalina por reflujo biliar duodenogástrico. Se realizó un estudio toxicológico y se evaluó el efecto antiulceroso de celulosa microcristalina suspensión al 12 por ciento en ratas. La determinación de la toxicidad aguda oral se realizó mediante el ensayo de dosis límite, mediante la administración de una dosis de 2 000 mg/kg a animales de uno y otro sexos. El efecto protector sobre la mucosa gástrica se evaluó sobre lesiones inducidas por taurocolato de sodio y se ensayaron las dosis de 240, 360 y 540 mg/kg de la suspensión. Como resultado en el estudio toxicológico, no se produjo mortalidad para la dosis ensayada, por lo que se clasificó la sustancia como no tóxica. Mientras que las diferentes dosis empleadas para el efecto antiulceroso disminuyeron el número y la intensidad de las lesiones significativamente de manera dosis dependiente. La dosis efectiva media fue de 356,8 mg/kg. Tales hallazgos permiten sugerir que el efecto protector de celulosa microcristalina suspensión al 12 por ciento podría estar dado por una inactivación de los ácidos biliares o por una alteración en la cantidad o composición de la capa de moco que recubre la mucosa gástrica
Descritores: Ácido Taurocólico/efeitos adversos
Celulose
Modelos Animais de Doenças
Úlcera Gástrica/induzido quimicamente
Limites: Animais
Ratos
Responsável: CU1.1 - Biblioteca Médica Nacional


  9 / 19 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Alves Junior, Antonio
Id: lil-187383
Autor: Alves Júnior, Antônio; Coelho, Ana Maria M; Sampietre, Sandra Nassa; Kubrusly, Márcia S; Molan, Nilza Trindade; Machado, Marcel Cerqueira Cesar; Pinotti, Henrique Walter.
Título: Efeito protetor da reduçäo do conteúdo enzimático do pâncreas na lesäo pulmonar da pancreatite aguda / Protective effect of reduction of pancreatic enzyme content on the pancreas in acute pulmonary pancreatitis
Fonte: Arq. gastroenterol;33(3):136-44, jul.-set. 1996. ilus, graf.
Idioma: pt.
Projeto: FAPESP.
Resumo: A lesao pulmonar surge em até 50-70 por cento dos pacientes com pancreatite aguda. A infusao de ceruleína em doses fisiológicas reduz o conteúdo enzimático do pâncreas com diminuiçao da taxa de mortalidade da pancreatite. Com objetivo de avaliar o efeito da reduçao do conteúdo enzimático do pâncreas sobre a lesao pulmonar da pancreatite aguda, foi induzida pancreatite em ratos Wistar através da infusao, dentro do ducto biliar, de soluçao de taurocolato de sódio a 5 por cento: grupo I, ratos com pancreatite; grupo II, ratos nos quais pancreatite foi induzida somente após reduçao do conteúdo enzimático do pâncreas, e grupo III, controle. A lesao pulmonar foi avaliada através da utilizaçao do corante azul de Evans, sendo menor no grupo II comparativamente ao I (P O,05). Especula-se que a reduçao do conteúdo enzimático do pâncreas diminui a lesao pulmonar da pancreatite aguda pela reduçao da quantidade de enzimas que atinge a circulaçao sistêmica.
Descritores: Ceruletídeo/uso terapêutico
Pâncreas/efeitos dos fármacos
Pancreatite/enzimologia
Ácido Taurocólico/farmacologia
-Doença Aguda
Análise de Variância
Azul Evans
Pancreatite/induzido quimicamente
Pancreatite/tratamento farmacológico
Pancreatite/mortalidade
Ratos Wistar
Limites: Ratos
Animais
Masculino
Tipo de Publ: Ensaio Clínico Controlado
Estudo Comparativo
Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 19 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Chaib, Eleazar
Id: lil-175932
Autor: Chaib, Eleazar; Saldiva, Paulo Hilario Nascimento; Criado, Patricia Martins Pereira; Sakae, Regina Silvia; Machado, Marcel Cerqueira Cesar.
Título: Pulmonary function tests in acute pancreatitis: an experimental study in the rat
Fonte: ABCD arq. bras. cir. dig;9(3):62-6, jul.-set. 1994. ilus, tab.
Idioma: en.
Resumo: As complicacoes respiratorias da pancreatite aguda sao bem conhecidas e relacionadas a mau prognostico. Usando-se um modelo de pancreatite aguda por injecao de acido taurocolio a 2,5 por cento no ducto hepatico de ratos, estudaram-se as alteracoes das funcoes pulmonares por pletismografia de corpo inteiro apos a intubacao dos animais. Vinte e nove animais foram divididos em tres grupos: grupo controle - 10 ratos (laparotomia); grupo 2 horas apos a pancreatite aguda - 10 ratos; grupo 8 horas apos a pancreatite aguda - nove ratos. Os parametros pulmonares medidos foram: volume de reserva inspiratorio; volume de reserva expiratorio; capacidade vital forcada; volume expiratorio forcado 1/4 segundo; fluxo expiratorio forcado medio de 0 a 50 por cento da capacidade vital forcada; fluxo expiratorio forcado medio de 50 a 75 por cento da capacidade vital forcada; fluxo expiratorio forcado medio de 75 a 100 por cento da capacidade vital forcada...
Descritores: Pancreatite/complicações
Testes de Função Respiratória/efeitos adversos
-Ácido Taurocólico/efeitos adversos
Doença Aguda
Pancreatite/induzido quimicamente
Prognóstico
Testes de Função Respiratória/métodos
Limites: Animais
Ratos
Tipo de Publ: Estudo Multicêntrico
Responsável: BR66.1 - Divisão de Biblioteca e Documentação



página 1 de 2 ir para página        
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde