Base de dados : LILACS
Pesquisa : D02.455.426.559.389.657.239.132 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 10 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 10 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-771922
Autor: DEHGHANI, Seyed Mohsen; JAVAHERIZADEH, Hazhir; HAGHIGHAT, Mahmood; IMANIEH, Mohammad-Hadi; GHANBARI, Saeed.
Título: BOWEL PREPARATION BEFORE COLONOSCOPY FOR CHILDREN: comparison of efficacy of three different methods
Fonte: Arq. gastroenterol;52(4):311-314, Oct.-Dec. 2015. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Background - Colonoscopy is an important diagnostic and therapeutic procedure. Adequate bowel preparation is mandatory. Several regimens were discussed in the literature. Among the drugs which has recently used, polyethylene glycol is one of the most popular agents. Objectives - The aim of this study was to compare efficacy of three different methods for 1 day preparation before colonoscopy. Methods - This study included children with the range of ages (2-21) who had an indication of colonoscopy. Exclusion criteria were based on the history of previous surgery, parental disagreement, and patients who did not use preparation protocol. Three methods for bowel preparation were studied: 1- Polyethylene glycol only; 2- Polyethylene glycol and bisacodyl suppositories; 3- Polyethylene glycol plus normal saline enema. Boston Bowel Preparation Score was used for evaluation of preparation. SPSS version 16.0 (Chicago, IL, USA) were used for data analysis. Results - In this study 83 cases completed the bowel preparation completely. Acceptable bowel preparation was seen in 24 (85.71%), 36 (94.73%), and 14 (82.35%) of cases in PEG, PEG + bisacodyl, and PEG + normal saline enema groups respectively. PEG + bisacodyl suppositories was more effective than PEG + normal saline for the preparation of the first segment ( P=0.05). For second and third segment of colon, BPPS score was higher in PEG + bisacodyl suppositories compared to other regimens, but this difference was not statistically significant. Conclusion - There was no significant difference between 1 day colonoscopy regimens in terms of bowel preparation score. Lowest score was seen in PEG + enema group compared to other group.

Contexto - A colonoscopia é um procedimento diagnóstico e terapêutico importante. A preparação intestinal adequada é obrigatória. Vários esquemas são discutidos na literatura. Dentre as drogas que se têm usado recentemente, o polietilenoglicol é um dos agentes mais utilizados. Objetivo - O objetivo deste estudo foi comparar a eficácia de três métodos diferentes para a preparação feita 1 dia antes de colonoscopia. Métodos - Este estudo incluiu crianças com a gama de idades entre 2 e 21 anos, que tinham indicação de colonoscopia. Os critérios de exclusão foram baseados em história da cirurgia anterior, não aprovação dos pais e pacientes que não utilizaram o protocolo de preparação. Três métodos para a preparação do intestino foram estudados: 1-polietilenoglicol; 2 - polietilenoglicol e bisacodil supositórios; 3 - polietilenoglicol e enema de solução salina. O escore de Boston para preparação intestinal foi usado para a avaliação e os dados foram analisados pelo SPSS versão 16.0 (Chicago, Il, USA). Resultados - Um total de 83 pacientes concluiu completamente o preparo intestinal. Houve preparo aceitável em 24 (85,71%), 36 (94,73%) e 14 (82,35%) dos casos, nos grupos PEG, PEG + bisacodil e PEG + enema salino, respectivamente. PEG + bisacodil supositórios foi mais eficaz do que a PEG + solução salina para a preparação do primeiro segmento ( P=0,05). Para segundo e terceiro segmento do cólon, a pontuação de BPPS foi maior no grupo PEG + bisacodil supositórios em comparação com outros regimes, mas essa diferença não foi estatisticamente significativa. Conclusão - Não houve nenhuma diferença significativa entre os regimes de preparo para colonoscopia de um dia em termos de pontuação de preparação do intestino. A nota mais baixa foi vista no grupo PEG + enema em comparação com outros grupos.
Descritores: Bisacodil/administração & dosagem
Catárticos/administração & dosagem
Colonoscopia/métodos
Polietilenoglicóis/administração & dosagem
Cloreto de Sódio/administração & dosagem
-Cooperação do Paciente
Irrigação Terapêutica/métodos
Limites: Adolescente
Criança
Pré-Escolar
Feminino
Humanos
Masculino
Adulto Jovem
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 10 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-640178
Autor: Vieira, Manoel Carlos; Hashimoto, Claudio Lyoiti; Carrilho, Flair José.
Título: Bowel preparation for performing a colonoscopy: prospective randomized comparison study between a low-volume solution of polyethylene glycol and bisacodyl versus bisacodyl and a mannitol solution / Preparo de cólon para realização de colonoscopia: estudo prospectivo randomizado comparativo entre solução de polietilenoglicol baixo volume mais bisacodil versus solução de manitol mais bisacodil
Fonte: Arq. gastroenterol;49(2):162-168, Apr.-June 2012. ilus, tab.
Idioma: en.
Resumo: CONTEXT: Colonoscopy is currently the gold standard method to examine the colon, the rectum and the terminal ileum. In order to perform the colonoscopy, it is necessary to clean the bowel and use medications that are generally poorly tolerated by the patients. OBJECTIVE: Compare the tolerability, acceptability, safety and efficacy of two solutions used for intestinal preparation for a colonoscopy. METHODS: One hundred patients matched for sex and age were prospective randomized into two groups. Polyethylene glycol group received bisacodyl 10 mg plus 1 L of polyethylene glycol the night before and 1 L on the day of the exam. Mannitol group received bisacodyl 20 mg the day before and 1 L of a 10% mannitol solution on the day of the exam. The diet was the same for both groups. Tolerability and acceptability were measured using previously validated questionnaires. In terms of safety, variations in vital signs before and after the preparation were recorded, in addition to any complications. The quality of the preparation was graded based on the Boston and Ottawa scales. RESULTS: Ninety-six percent (96%) completed the study. As for tolerability, the mannitol preparation group exhibited a significantly higher frequency of nausea, vomiting, abdominal pain, and abdominal distension than polyethylene glycol group (P < 0.05). Acceptability was significantly better in polyethylene glycol group. The polyethylene glycol solution has also previously been shown to be safer than mannitol. No difference was observed in the quality of the preparation between the two preparation methods. CONCLUSIONS: The following conclusions can be made: polyethylene glycol solution had higher tolerability, acceptability, and safety than the mannitol and should be used instead of mannitol. Both preparation solutions have similar efficacy.

CONTEXTO: O exame de colonoscopia é atualmente o padrão-ouro para investigação do cólon e íleo terminal. Para sua realização há necessidade de limpeza do cólon com soluções que, em geral, são mal toleradas pelos pacientes. OBJETIVO: Comparar duas soluções de preparo intestinal para colonoscopia quanto à tolerabilidade, aceitabilidade, segurança e efetividade. MÉTODOS: Cem pacientes pareados por sexo e idade foram randomizados prospectivamente em dois grupos. O grupo polietilenoglicol recebeu bisacodil 10 mg + 1 litro de polietilenoglicol na véspera e 1 litro no dia do exame. O grupo manitol recebeu bisacodil 20 mg na véspera e 1 litro de manitol 10% no dia do exame. A dieta foi a mesma nos dois grupos. A tolerabilidade e aceitabilidade foram aferidas por questionários previamente validados. Quanto à segurança foram avaliados: variação de sinais vitais antes e após o preparo e complicações, além de quaisquer sinais de complicação. A qualidade do preparo foi graduada através das escalas de Boston e Ottawa. RESULTADOS: Noventa e seis pacientes (96%) completaram o estudo. Quanto à tolerabilidade o grupo manitol apresentou manifestação significativamente maior de náusea, vômito, dor abdominal e distensão abdominal do que o grupo polietilenoglicol (P<0,05). Aceitabilidade foi significativamente melhor com o grupo polietilenoglicol. O grupo polietilenoglicol também se mostrou mais seguro. Não se observou diferença na qualidade do preparo entre os métodos. CONCLUSÕES: A solução de polietilenoglicol apresentou melhor tolerabilidade, aceitabilidade e segurança e deve ser usada ao invés da solução de manitol. Ambas as soluções são semelhantes em eficácia.
Descritores: Bisacodil/administração & dosagem
Catárticos/administração & dosagem
Colonoscopia/métodos
Manitol/administração & dosagem
Polietilenoglicóis/administração & dosagem
-Bisacodil/efeitos adversos
Catárticos/efeitos adversos
Manitol/efeitos adversos
Estudos Prospectivos
Polietilenoglicóis/efeitos adversos
Limites: Adolescente
Adulto
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Humanos
Pessoa de Meia-Idade
Adulto Jovem
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Ensaio Clínico Controlado Aleatório
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 10 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-614117
Autor: Casais, Marcela N.
Título: Preparación colónica: prevención de complicaciones / Colonic preparation: prevention of complications
Fonte: Rev. Hosp. Ital. B. Aires (2004);30(2):85-88, dic. 2010. tab.
Idioma: es.
Descritores: Colonoscopia/efeitos adversos
Colonoscopia/métodos
Avaliação de Resultado de Ações Preventivas
Laxantes
Laxantes/efeitos adversos
Medição de Risco
Fatores de Risco
-Bisacodil/efeitos adversos
Fosfatos/efeitos adversos
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: AR2.1 - Biblioteca Central


  4 / 10 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-447884
Autor: Paris, Elisa; Fiss, Elie; Ghorayeb, Nabil; Brandão, dagoberto de Castro.
Título: Avaliação clínica da eficácia e segurança da associação de docusato sódico e bisacodil* comparado com bisacodil** no tratamento de constipações intestinais / The efficacy and safety of the association of docusate sodium compared to bisacodyl in the treatment of constipation
Fonte: RBM rev. bras. med;63(1/2):28-35, jan.-fev. 2006. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: O presente estudo comparou dois medicamentos, consagrados no mercado, utilizados no tratamento da constipação intestinal. São eles: docusato sódico + bisacodil (Humectol D) e bisacodil (Dulcolax). O número de pacientes avaliados foi de 91. A demografia da população do estudo foi dominantemente homogênea para os dois grupos de medicamentos, apesar de alguns dados, como idade e sexo, apresentarem uma distribuição distinta. Os resultados referentes à tolerabilidade foram de bons a excelentes em ambos os grupos de tratamento. Com relação à eficácia dos medicamentos, o docusato sódico + bisacodil (Humectol D) e o bisacodil (Dulcolax) demonstraram-se equivalentes no tratamento de constipações intestinais. Diante dos resultados obtidos nesse estudo clínico ficaram demonstradas a excelente eficácia e tolerabilidade do docusato sódico + bisacodil (Humectol D).
Descritores: Bisacodil
Constipação Intestinal
Ácido Dioctil Sulfossuccínico
Limites: Humanos
Responsável: BR12.1 - Biblioteca Setorial da Ciências da Saúde


  5 / 10 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-285933
Autor: Manzione, Carmen Ruth; Nadal, Sidney Roberto.
Título: Preparo domiciliar de cólon com bisacodil e soluçäo de lactulose a 10 por cento para colonoscopia ambulatorial / Oral bowel preparation with bisacodil and 10 per cent lactulose solution for elective colonoscopy
Fonte: Rev. bras. colo-proctol;20(2):91-4, abr. 2000. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Realizamos 2000 colonoscopias ambulatoriais de dezembro de 1994 a maio de 1998. Na véspera, o preparo consistiu de dieta sem resíduos e quatro comprimidos de bisacodil às 19 horas. Para a manhä do dia do exame, orientamos o paciente diluir 120ml de lactulose em água ou suco de laranja coado até obter um litro de soluçäo e ingerí-la em uma hora, seis horas antes do início do procedimento endoscópico. Além disso, deveriam beber água ou chá à vontade até o momento do mesmo. As principais indicaçöes foram de dor abdominal, diarréia, enterorragia, obstipaçäo e pesquisa de tumores. Consideramos o resultado como Bom em 84, 85 por cento dos casos, Regular em 9,2 por cento e Ruim em 5,9 por cento. Ocorreu intolerância ao esquema em 3,35 por cento, quando os pacientes referiram vômitos. Queixas de cólicas abdominais, em 9,75 por cento dos casos, ocorreram principalmente durante a noite, sendo creditadas ao bisacodil. Mesmo os doentes com estenose näo complicaram com obstruçäo. Concluímos que o preparo de cólon para colonoscopia com lactose é eficaz, podendo ser feito a nível domiciliar, com boa aceitaçäo e maior conforto para o paciente
Descritores: Bisacodil/farmacologia
Colonoscopia
Colo/efeitos dos fármacos
Lactulose/farmacologia
Limites: Humanos
Responsável: BR15.1 - Biblioteca de Ciências Biomédicas


  6 / 10 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-285653
Autor: Habr-Gama, Angelita; Kiss, Disidério Roberto; Araujo, Sergio Eduardo Alonso; Bringel, Robert William de Azevedo.
Título: Preparo intestinal para cirurgia colorretal eletiva: polietilenoglicol (PEG) X fostato de sódio (FS): Resultados de estudo prospectivo e randomizado / Bowel preparation for elective colorectal surgery: polyethilene glycol (PEG) X sodium phosphate (SP): A prospective randomized trial
Fonte: Rev. bras. colo-proctol;18(2):85-9, abr.-jun. 1998. tab.
Idioma: pt.
Resumo: A proposta deste estudo foi comparar duas soluçöes orais utilizadas no preparo intestinal mecânico de pacientes submetidos a cirurgia colorretal eletiva. Foram estudados 90 pacientes, prospectivamente randomizados para receber polietilenoglicol (PEG) ou fosfato de sódio (FS). Níveis séricos de hemoglobina, hematócrito, sódio e potássio foram obtidos em todos os pacientes, antes e depois de cada preparo. Todos os efeitos colaterais e complicaçöes pós-operatórias foram relatados. A qualidade do preparo foi avaliada por cirurgiäo "cego" à substância utilizada. As duas soluçöes foram equivalentes no que se refere à limpeza do cólon e à ocorrência de complicaçöes pós-operatórias. No entanto, o FS foi melhor tolerado
Descritores: Colo/cirurgia
Cuidados Pré-Operatórios/métodos
Fosfatos/administração & dosagem
Polietilenoglicóis/administração & dosagem
Reto/cirurgia
-Idoso de 80 Anos ou mais
Bisacodil/administração & dosagem
Metoclopramida/administração & dosagem
Tensoativos/administração & dosagem
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Tipo de Publ: Ensaio Clínico
Estudo Comparativo
Responsável: BR408.1 - Biblioteca da Faculdade de Medicina - BFM


  7 / 10 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-284068
Autor: Portorreal, Aurea; Kawakami, Elisabete.
Título: Preparo intestinal para colonoscopia com bisacodil oral e soluçäo fosfatada por via retal em crianças e adolescentes / Intestinal preparation for colonoscopy with oral bisacodyl and phosphate enema in children and adolecents
Fonte: GED gastroenterol. endosc. dig;20(1):11-4, jan.-fev. 2001.
Idioma: pt.
Resumo: Näo há um preparo intestinal uniforme para a realizaçäo da colonoscopia que seja recomendado para as diversas faixas etárias da criança, do lactente ao adolescente. Ao contrário do paciente adulto, o procedimento é geralmente realizado com anestesia geral ou sedaçäo profunda. Assim, o jejum oral necessário após a ingestäo do laxante retarda o início do exame. Os autores avaliaram a eficácia de preparo com bisacodil eenema fosfatado em estudo aberto e prospectivo em 17 crianças e adolescentes de ambos os sexos durante um período de 3 meses. A idade dos pacientes variou de 10 meses a 15 anos e 11 meses (mediana =5 anos e 2 meses), sendo 53 por sento do sexo masculino e 47 porcento do feminino. Foi utilizado bisacodil 5mg ou 10mg durante dois dias anteriores ao exame associado a 64ml ou 128ml de soluçäo fosfatada por via retal no diado exame em crianças menores e maiores de 5 anos, respectivamente. preparo excelente foi observado em 53 por cento, bom em 29 por cento e ruim em 18 por cento. Os dados sugerem que o preparo foi mais eficiente em crianças menores de 5 anos. os autores concluem que o preparo foi adequado em 82 por cento dos casos, podendo ser recomendado em crianças menores de 5 anos de idade
Descritores: Bisacodil/efeitos adversos
Colonoscopia
-Cetomacrogol
Enema/efeitos adversos
Limites: Criança
Adolescente
Responsável: BR9.1 - Biblioteca de Ciências da Saúde Profa. Susana Schimidt


  8 / 10 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Alves, Paulo Roberto Arruda
Id: lil-217188
Autor: Nahas, Sérgio Carlos; Alves, Paulo Roberto Arruda; Araujo, Sergio Eduardo Alonso; Sousa Junior, Afonso Henrique da Silva e; Sobrado Junior, Carlos Walter; Nahas, Caio Sergio R; Habr Gama, Angelita; Pinotti, Henrique Walter.
Título: Emprego da colonoscopia como metodo diagnóstico e terapeutica das doenças do intestino grosso: resultados observados em 1.715 exames / Colonoscopy as a diagnostic and therapeutic method in colorectal disease: results of 1715 exams
Fonte: Rev. Hosp. Clin. Fac. Med. Univ. Säo Paulo;53(3):117-21, jun. 1998. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Desde o primeiro exame de fibrocolonoscopia em 1969, o continuo aperfeiçoamento das técnicas para a sua execuçäo bem como a perspectiva terapeutica sobre inumeras doenças do intestino grosso foram os responsáveis pela propagaçäo e popularizaçäo do método. O presente trabalho objetiva avaliar retrospectivamente os resultados da aplicaçäo da fibrocolonoscopia na disciplina de Coloproctologia do HCFMUSP no periodo de 1984 a 1995. Foram realizados 1715 exames com emprego do fibrocolonoscopio. Mais de 50 por cento dos doentes tinham idade entre a quinta e sétima decadas. A indicaçäo do exame foi de 37 por cento para os doentes que apresentavam alteraçöes do hábito intestinal ou perda de sangue as evacuaçöes, de 16 por cento para o seguimento dos doentes operados por cancer do intestino grosso e de 18 por cento para a investigaçäo da doença inflamatoria. Os exames foram realizados em regime ambulatorial em 90 por cento dos doentes. O preparo intestinal do tipo manitol expresso foi utilizado com sucesso em 97 por cento dos doentes. O resultado do exame foi normal em 728 (42,5 por cento) doentes. Polipos foram encontrados em 248 (14,5 por cento) doentes resultando em 376 polipectomias endoscopicas. Em 202 (11,8 por cento) doentes o diagnóstico foi tumor do intestino grosso. A molestia diverticular foi diagnosticada em 216 (12,6 por cento) doentes. Sindromes polipoides constituiram o diagnóstico em 53 (3,1 por cento) doentes e a ectasia vascular em 18 (1,1 por cento). A colonoscopia foi incompleta em 68 (3,9 por cento) ocasiöes. Nesta casuistica nao houve complicaçöes do tipo perfuraçäo ou sangramento nem quanto a sedaçäo e analgesia empregadas. Os autores concluem que o exame colonoscopio constitui método eficaz para o diagnóstico das afecçöes colorretais. A realizaçäo da fibrocolonoscopia enquanto método de diagnóstico e terapeutica (polipectomia) resultou em morbidade nula
Descritores: Colonoscopia
Doenças do Colo/diagnóstico
Intestino Grosso/patologia
-Biópsia
Bisacodil
Colonoscopia/efeitos adversos
Doenças do Colo/terapia
Pólipos Intestinais/diagnóstico
Limites: Humanos
Responsável: BR66.1 - Divisão de Biblioteca e Documentação


  9 / 10 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-168818
Autor: Perez Sanchez, Irela; Iraizoz Colarte, Antonio; Almirall Diaz, Ivon; Jordan Martinez, Guillermo; Uribarri Hernandez, Evangelina.
Título: Influencia de la fuerza de compresion sobre la liberacion de bisacodilo microencapsulado en tabletas / Influence of squeeze force on the release of tablet microencapsulated bisacodyl
Fonte: Rev. cuba. farm;29(2):77-81, jul.-dic. 1995. tab.
Idioma: es.
Resumo: Se realiza el perfil de compresion de microcapsulas de bisacodilo obtenidas por el metodo de evaporacion del solvente volatil, las cuales se caracterizaron por poseer adecuada calidad tecnologica para la elaboracion de tabletas. Se determina la incidencia de la fuerza de compresion en la liberacion del farmaco en jugo gastrico artificial. Finalmente, se indica un rasgo de valores optimos de fuerza de compresion (1,33-8,06 KN), que permite obtener tabletas de buena calidad tecnologica acorde con los requisitos internacionales de entericidad
Descritores: Bisacodil/farmacologia
Cápsulas/análise
Cápsulas/farmacologia
Suco Gástrico
Comprimidos
Responsável: CU1 - INFOMED - Centro Nacional de Información de Ciencias Médicas


  10 / 10 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-102828
Autor: Bustos, D; Ogawa, Kumiko; Pons, Silvinia; Soriano, Elizabeth; Bandi, J. C; Bustos Fernández, L.
Título: Effect of loperamide and bisacodyl on intestinal transit time, fecal weight and short chain fatty acid excretion in the rat
Fonte: Acta gastroenterol. latinoam;21(1):3-9, jan.-mar. 1991. tab.
Idioma: en.
Resumo: En esta experiencia se estudió el efecto de drogas que modifican la motilidad colónica sobre el tiempo de tránsito intestinal (TTI), (medidos con marcadores radiopacos) el peso fecal (PF) y la concentración fecal de ácidos grasos de cadena corta (AGCC) (medidos por cromatografía gaseosa) en un grupo de 8 ratas durante 4 semanas mantenidad con una dieta convencional. Para acortar el TTI se usó bisacordyl y para alargar el TTI se usó loperamida. La primera y la tercera semana fueron períodos controles sin administración de drogas. El valor promedio de estos períodos fue, para el TTI: 28,9 ñ 1,9 h, para el PF: 9,2 ñ 1,2 g/24h, para la concentración fecal de AGCC: 60,6 ñ 17,9 mmoles/g. Durante la administración de loperamida (2da semana) se observó un incremento del TTI con respecto al período control: 40,4 ñ 8,0h una disminución en el PF: 4,8 ñ 3,6g/24h y en la concentración fecal de AGCC: 32,2 ñ 5,8 mmoles/g. Con la adminstración de Bisacodyl (4ta semana) se obtuvo una disminución en TTI: 24,8 ñ 2,5h un incremento en el PF: 27,5 ñ 3,7g/24h, y un incremento de la concentración fecal de AGCC: 108,2 ñ 39,9 mmoles/g. Se observó una correlación negativa entre el TTI y el PF (R=0,67 p < 0,01) y una correlación positiva entre la concentración de AGCC y el PF (R=0,71 p < 0,01). El análisis individual de los AGCC fecales muestra una correlación positiva del ácido acético, propiónico y butírico con el PF y una correlación negativa para el ácido isovalérico y caproico. Los resultados de este trabajo muestan que el PF y la concentración de AGCC fecales pueden ser influenciados por modificaciones del tránsito intestinal
Descritores: Ácidos Graxos Voláteis/metabolismo
Bisacodil/farmacologia
Fezes
Loperamida/farmacologia
Trânsito Gastrointestinal
-Dieta
Ingestão de Líquidos
Ratos Endogâmicos
Limites: Animais
Masculino
Ratos
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde