Base de dados : LILACS
Pesquisa : D02.455.426.559.389.703.280 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 12 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 2 ir para página        

  1 / 12 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-720618
Autor: Araújo, Ana Paula de.
Título: Análise da resistência a inseticidas químicos em populações de Aedes aegypti (Diptera: Culicidae), de Municípios do Estado de Pernambuco / Analysis of resistance to chemical insecticides in populations of Aedes aegypti (Diptera: Culicidae) in municipalities of Pernambuco State.
Fonte: Recife; s.n; 2013. 121 p. ilus, tab, mapas.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Fundação Oswaldo Cruz. Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: A resistência de populações de Aedes aegypti a inseticidas químicos tem representado um desafio nos programas para seu controle. Este projeto teve como objetivos caracterizar o perfil de susceptibilidade de populações de A. aegypti de Pernambuco, relacionando-o ao histórico local de uso de tais compostos e aos mecanismos que podem estar associados à resistência. Amostras de A. aegypti de 17 municípios foram analisadas através de bioensaios com o temephos (larvicida) e diflubenzuron (regulador de crescimento) e um adulticida, a cipermetrina. Testes bioquímicos foram realizados para quantificar a atividade das enzimas acetilcolinesterase (ACE), glutationa S-transferase (GST), esterases (Alfa, Beta e PNPA) e oxidases de função mista (MFO). Também foram investigadas mutações no gene do canal de sódio: sítios 982, 1011, 1014, e 1016. Os resultados demonstraram que todas as populações estavam resistentes ao temephos, exceto a de Fernando de Noronha. A razão de resistência (RR) foi moderada apenas na população Recife, enquanto RR 100 vezes foram observadas em 10 populações. Houve uma correlação entre o consumo e a RR a este produto. Para o diflubenzuron foi construída uma linha de base dose resposta e as RR foram correlacionadas positivamente com as observadas para o temephos...

Resistance to chemical insecticides represents a challenge for Aedes aegypticontrol programs. This project aimed to characterize the susceptibility status ofA. aegypti populations fromPernambuco state, associating it to the local use history...
Descritores: Aedes/enzimologia
Suscetibilidade a Doenças
Resistência a Inseticidas
-Diflubenzuron
Inseticidas
Larvicidas
Temefós
Limites: Animais
Responsável: BR305.1 - Biblioteca do CPqAM
BR305.1; (043.2)"2013", A663a


  2 / 12 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-667570
Autor: Tfouni, S A V; Furlani, R P Z; Carreiro, L B; Loredo, I S D; Gomes, A G; Alves, L A; Mata, R S S; Fonseca, A M D; Rocha, R M S.
Título: Determination of diflubenzuron residues in milk and cattle tissues / Determinação de resíduos de diflubenzuron em leite e tecidos bovinos
Fonte: Arq. bras. med. vet. zootec;65(1):301-307, fev. 2013. tab.
Idioma: en.
Resumo: Diflubenzuron (DFB) is used to control ectoparasitic infestation by inhibiting larvae development in the manure and feces of treated animals. It is also currently been used to control tick infestations. In this study, milk and tissues from cattle treated orally with DFB for a 77-120 day period with a commercial product containing the compound were analyzed for the presence of residues. DFB residues were determined by using extraction with acetonitrile, cleanup with C18 SPE and chromatographic analysis by HPLC with UV detection (254nm). DFB was not detected in any of the analysed samples (<0.006mg kg-1 for fat, <0.014mg kg-1 for muscle, <0.015mg kg-1 for kidney, <0.016mg kg-1 for liver and <0.0006mg kg-1 for milk). In this manner, the use of this compound, according to the manufacturer's suggested doses may result in cattle milk, liver, kidneys, fat and muscles being considered safe regarding the presence of DFB residues.

O diflubenzuron (DFB) é um inibidor de desenvolvimento de insetos que inibe a síntese de quitina com atividade ovicida e larvicida e está sendo utilizado na pecuária para o controle do carrapato. Leite e tecidos provenientes de bovinos tratados por um período de 77 a 120 dias com um produto comercial contendo DFB foram analisados quanto à presença de resíduos. Os resíduos de DFB foram determinados utilizando-se extração com acetonitrila, limpeza por SPE C18 e cromatografia líquida de alta eficiência com detecção por UV (254nm). DFB não foi detectado em nenhuma das amostras analisadas (<0.006mg kg-1 para gordura, <0,014mg kg-1 para músculo, <0,015mg kg-1 para rim, <0,016mg kg-1 para fígado e <0.0006mg kg-1 para leite). Dessa forma, a utilização do princípio ativo conforme recomendado pelo fabricante e em níveis suficientes para se obter o efeito larvicida desejado deve resultar em leite, fígado, rins, gordura e músculos que podem ser considerados seguros para o consumo em termos da presença DFB.
Descritores: Diflubenzuron/administração & dosagem
Diflubenzuron/química
Diflubenzuron/síntese química
-Epiderme/anormalidades
Epiderme
Insetos/citologia
Insetos/química
Limites: Animais
Bovinos
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  3 / 12 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Silva, Heloisa Helena Garcia da
Silva, Ionizete Garcia da
Texto completo
Id: lil-653353
Autor: Borges, Rosana Alves; Arruda, Walquíria; Oliveira, Ellen Synthia Fernandes de; Cavasin, Gláucia Maria; Silva, Heloisa Helena Garcia da; Silva, Ionizete Garcia da.
Título: Mecanismos da ação larvivida do diflubenzuron sobre Aedes aegypti evidenciados pelas alterações ultraestruturais / Mechanisms of the larvicidal effect of diflubenzuron on Aedes aegypti larvae, as evidenced by ultrastructural changes
Fonte: Rev. patol. trop;41(2):222-232, abr.-jun. 2012. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: O dengue é uma doença viral transmitida por Aedes aegypti em mais de 100 países na faixa intertropical do mundo e, até o momento, as principais formas de controle são as ações antivetoriais. Neste trabalho, são apresentadas as alterações ultraestruturais provocadas pelo diflubenzuron (DFB) nas larvas de Ae. aegypti. Os experimentos foram realizados com larvas de terceiro estádio de Ae. aegypti com DFB nas concentrações de 0,1 e de 1miug/mL. Após 24 horas de exposição, as larvasforam coletadas, fixadas, desidratadas, emblocadas, cortadas, contrastadas com acetato de uranila a 3por cento e citrato de chumbo e analisadas em microscópio eletrônico. As alterações ultraestruturaisforam observadas na cutícula e no mesêntero dessas larvas. Por meio de microscopia de varredura, observou-se o aumento do número das cerdas, que se apresentaram mais delgadas e mais longas do que o controle e exibiram um padrão de enrolamento nos sulcos intersegmentares. As análises nomicroscópio eletrônico de transmissão revelaram que as epicutículas antigas se desprenderam quase que totalmente da nova epicutícula e não possuíam pontos de reforço comumente encontrados no controle. As células do mesêntero de larvas expostas ao DFB apresentaram um arcabouço esponjosoe nas secções ultrafinas se apresentaram danificadas e vacuolizadas, mas com a presença de vesículas de secreção e integridade mitocondrial. Este estudo mostrou que o DFB interfere no processo da ecdise e impede a liberação da cutícula velha que se acumula nos espaços intersegmentares estrangulando as porções segmentares num processo sucessivo e acumulativo, também bloqueia a muda e provoca a morte da larva. Este é o mecanismo de ação larvicida do DFB sobre Ae. aegypti,entretanto o produto age também no mesêntero destruindo as células.
Descritores: Aedes/ultraestrutura
Dengue
Diflubenzuron
Controle Biológico de Vetores
Responsável: BR15.1 - Biblioteca de Ciências Biomédicas


  4 / 12 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Moraes, Flávio Ruas de
Texto completo
Id: lil-606766
Autor: Schalch, Sergio Henrique Canello; Moraes, Flávio Ruas de; Soares, Vando Edésio.
Título: Praziquantel, levamisol e diflubenzuron no controle de Dolops carvalhoi (Crustacea: Branchiura) e Anacanthorus penilabiatus (Monogenea: Dactylogyridae) em Piaractus mesopotamicus Holmberg, 1887 (Osteichthyes: Characidae) / Praziquantel, levamisole and diflubenzuron in the control of Dolops carvalhoi (Crustacea: Branchiura) and Anacanthorus penilabiatus (Monogenea: Dactylogyridae) in Piaractus mesopotamicus Holmberg, 1887 (Osteichthyes: Characidae)
Fonte: Rev. bras. parasitol. vet;18(1):53-59, Mar. 2009. graf, tab.
Idioma: pt.
Resumo: Neste trabalho, avaliou-se a eficácia antiparasitária do praziquantel, levamisol e diflubenzuron administrados via oral, adicionados à ração, para pacus (Piaractus mesopotamicus) infectados por Anacanthorus penilabiatus e Dolops carvalhoi. Foram utilizadas 19 caixas d'água de 300 L de capacidade, comportando 28 peixes cada. Os tratamentos foram feitos misturando os princípios ativos nas dietas. A intensidade parasitária e eficácia foram avaliadas 1 dia antes e 3, 7 e 15 dias após o início da alimentação com ração contendo diflubenzuron, levamisol e praziquantel isolados ou associados em diferentes concentrações por 7 dias. Os resultados da eficácia terapêutica sugerem que, isoladamente ou associado com levamisol e praziquantel, o diflubenzuron é eficiente contra o crustáceo D. carvalhoi, demonstrando que a eficácia dos tratamentos nos dias 3, 7 e 15 variou de 96,2 a 100 por cento. Contra os monogenóides, as drogas não apresentaram eficácia satisfatória. Os resultados sugerem o uso do diflubenzuron para o controle de D. cavalhoi em peixes de cativeiro e em condições de quarentenário.

This assay evaluated the control efficacy of diflubenzuron, praziquantel and levamisole added to the diet of pacu (Piaractus mesoptamicus) infected with Anacanthorus penilabiatus and Dolops carvalhoi. 19 water tanks of 300 L capacity were utilized with 28 fish in each one. The treatments were made by mixing the active principles in the diet. The experiment was evaluated in four harvests done 1 day before and 3, 7 and 15 days after the treatment. The medicated feeding was applied for 7 days. The results of efficacy suggest that the diflubenzuron alone or associated with levamisole and praziquantel was efficient against the crustacean D. carvalhoi and the efficacy in the 3, 7 and 15 days evaluations ranged from 96,2 to 100 percent. Against the monogenean the drugs did not present efficacy. The results suggest the use of diflubenzuron for the control of D. carvalhoi in captive fishes in special conditions.
Descritores: Anti-Helmínticos/farmacologia
Antinematódeos/farmacologia
Arguloida/efeitos dos fármacos
Controle de Doenças Transmissíveis
Diflubenzuron/farmacologia
Peixes/parasitologia
Helmintos/efeitos dos fármacos
Levamisol/farmacologia
Praziquantel/farmacologia
Limites: Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 12 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-532019
Autor: Domingues, L. N; Mendes, J.
Título: Susceptibilidade do besouro rola-bosta africano a reguladores de crescimento de insetos / Susceptibility of African dung beetle to insect growth regulators
Fonte: Arq. bras. med. vet. zootec;61(5):1077-1084, out. 2009. tab, ilus.
Idioma: pt.
Resumo: Verificou-se a ação dos reguladores de crescimento de insetos (IGR), diflubenzuron e methoprene, sobre o besouro rola-bosta africano, Digitonthophagus gazella (Fabricius), um inimigo natural da mosca-dos-chifres, Haematobia irritans irritans (Linnaeus). Casais de besouros foram colocados em baldes contendo terra úmida e alimentados com fezes bovinas contendo 1, 0,5 ou 0,2ppm de diflubenzuron e 0,2ppm de methoprene. Os insetos e sua prole foram recuperados com o auxílio de armadilhas pitfall. Diflubenzuron e methoprene não afetaram a sobrevivência dos adultos inicialmente expostos, mas interferiram na produção de descendentes. Diflubenzuron, nas concentrações de 1 e 0,5ppm, também afetou a duração do ciclo de vida dos besouros. Nenhum dos IGRs alterou a razão sexual dos descendentes obtidos. As concentrações testadas de diflubenzuron mostraram-se moderadamente nocivas ao besouro enquanto methoprene a 0,2ppm mostrou ser pouco nocivo, segundo os critérios da International Organization for Biological Control.

The effects of insect growth regulators (IGR), diflubenzuron and methoprene, on African dung beetle, Digitonthophagus gazella (Fabricius), a natural enemy of the horn fly, Haematobia irritans irritans (Linnaeus), was studied. Beetles were placed in buckets partially filled with humid soil and were fed bovine feces containing 1, 0.5, or 0.2ppm diflubenzuron and 0.2ppm methoprene. Insects and their progenies were recovered by pitfall traps. Diflubenzuron and methoprene did not affect the survival of the adults but reduced their progenies. Diflubenzuron 1 and 0.5ppm also affected the life cicle of the beetles. None of the IGR modified the gender ratio of the progenies. According to the IOBC criteria, diflubenzuron tested concentrations showed to be moderately harmful to the beetles, whereas methoprene 0.2ppm was slightly harmful.
Descritores: Coleópteros/metabolismo
Diflubenzuron/análise
Metoprene/análise
-Diflubenzuron/efeitos adversos
Diflubenzuron/toxicidade
Estágios do Ciclo de Vida
Metoprene/efeitos adversos
Metoprene/toxicidade
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  6 / 12 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Mendes, Júlio
Texto completo
Id: lil-471337
Autor: Silva, Juliana Junqueira da; Mendes, Júlio.
Título: Susceptibility of Aedes aegypti (L) to the insect growth regulators diflubenzuron and methoprene in Uberlândia, State of Minas Gerais
Fonte: Rev. Soc. Bras. Med. Trop;40(6):612-616, nov.-dez. 2007. graf, tab.
Idioma: en.
Resumo: Aedes aegypti (L) (Diptera: Culicidae) was reared in several concentrations of diflubenzuron and methoprene under laboratory conditions in Uberlândia, State of Minas Gerais, southeastern Brazil. Characteristics such as LC50 and LC95, the susceptibility of immature stages of different ages to these insect growth regulators and their residual effects were studied. The LC50 and LC95 of diflubenzuron and methoprene were 5.19 and 12.24 ppb; 19.95 and 72.08 ppb, respectively. While diflubenzuron caused great mortality in all larval instars, methoprene was more effective when the mosquito was exposed from the start of the fourth larval instar onwards. Commercial concentrations of these two insect growth regulators close to LC95 presented greater residual activity than did their respective technical formulations. The parameters were compared with those obtained elsewhere. The characteristics investigated here indicate that these insect growth regulators are effective alternatives for controlling the dengue vector in the Uberlândia region.

Aedes aegypti (L) (Diptera: Culicidae) foi criado em várias concentrações de diflubenzuron e methoprene sob condições de laboratório em Uberlândia, Minas Gerais, sudeste do Brasil. Foram estudados aspectos tais como, CL50 e CL95, suscetibilidade de estágios imaturos de diferentes idades a estes insect growth regulators e seu efeito residual. As CL50 e CL95 de diflubenzuron e methoprene foram: 5,19 e 12,24ppb; 19,95 e 72,08ppb, respectivamente. Enquanto diflubenzuron causou grande mortalidade em todos os estádios larvais, methoprene causou maior mortalidade quando o mosquito foi exposto a partir do início do quarto estádio larval. As concentrações comerciais dos dois insect growth regulators próximas às CL95 mostraram maior atividade residual que suas respectivas formulações técnicas. Os parâmetros são comparados com aqueles obtidos em outros locais. Os aspectos aqui investigados indicam estes insect growth regulators como alternativas efetivas para o controle do vetor da dengue na região de Uberlândia.
Descritores: Aedes/efeitos dos fármacos
Diflubenzuron/farmacologia
Hormônios Juvenis/farmacologia
Metoprene/farmacologia
-Aedes/crescimento & desenvolvimento
Brasil
Relação Dose-Resposta a Droga
Limites: Animais
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 12 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Silva, Ionizete Garcia da
Silva, Heloisa Helena Garcia da
Id: lil-412847
Autor: Borges, Rosana, Alves; Cavasin, Gláucia Maria; Silva, Ionizete Garcia da; Arruda, Walquíria; Oliveira, Ellen Synthia Fernandes de; Silva, Heloísa Helena Garcia da; Martins, Flávia.
Título: Mortalidade e alterações morfológicas provocadas pela ação inibidora do diflubenzuron na ecdise de larvas de Aedes aegypti (Diptera, Culicidae) / Mortality and morphological alterations of Aedes aegypti larvae exposed to diflubenzuron
Fonte: Rev. patol. trop;33(1):91-104, jan.-jun. 2004. ilus, tab.
Idioma: pt.
Resumo: A mortalidade e as alterações morfológicas ocorridas em larvas de terceiro estádio de Aedes aegypti foram estudadas sob o efeito do inibidor da ecdise, o diflubenzuron, nas concentrações de 0,1 e 1 ppm, com a finalidade de mostrar os seus mecanismos letais. As principais alterações com o uso da microscopia de luz incluíram a presença de vacúolos citoplasmáticos e grande quantidade de secreção na superfície apical das células do mesêntero, além do espessamento da cutícula eintensa atividade celular. Observaram-se alterações no corpo gorduroso da larva, além da presença de várias cutículas. Embora estas se soltassem, às vezes, da região cefálica, a muda não era finalizada, levando a larva à morte. Vários aspectos da ecdise foram evidenciados, dentre eles, o início da muda com espaço subcuticular bem definido e a presença da epicutícula e exocutícula e a formação da nova cutícula. As larvas morreram presas a essas camadas, em períodos de 6,8 +- 0,59 e de 6,5 +- 0,99 dias, respectivamente, às soluções de 0,1 e 1 ppm. Em condições de campo, apenas a dose de 1 ppm causou 100 por cento de mortalidade, sendo que a morte não ocorre rapidamente como na intoxicação direta com inseticidas neurotóxicos.
Descritores: Aedes/crescimento & desenvolvimento
Diflubenzuron/antagonistas & inibidores
Limites: Seres Humanos
Responsável: BR584.1 - Biblioteca Central BSCAN


  8 / 12 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Silva, Ionizete Garcia da
Texto completo
Id: lil-357450
Autor: Martins, Flávia; Silva, Ionizete Garcia da.
Título: Avaliação da atividade inibidora do diflubenzuron na ecdise das larvas de Aedes aegypti (Linnaeus, 1762) (Diptera, Culicidae) / Evaluation of the inhibiting activity of the diflubenzuron on the ecdysis of larvae of Aedes aegypti (Linnaeus, 1762) (Diptera, Culicidae)
Fonte: Rev. Soc. Bras. Med. Trop;37(2):135-138, mar. 2004. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Foi avaliada a atividade inibidora do diflubenzuron na ecdise de larvas do Aedes aegypti, visando à utilização desse produto no controle desse mosquito. Além disso, conhecer a interação do produto com o tipo de criadouro e a suscetibilidade do mosquito. Os bioensaios foram realizados em um fundo de quintal de residência, em sete tipos potenciais de criadouros artificiais: pneu, vidro, cimento-amianto, cimento, lata, plástico e cerâmica. Para cada tipo de criadouro colocaram-se 20 larvas de cada estádio do Aedes aegypti. O mesmo número de larvas foi utilizado para o controle. Foram feitas nove réplicas e as leituras de mortalidade foram em intervalos de 24 horas, após o início dos experimentos, até atingir o índice de 100 por cento. Isto foi obtido a 1 ppm. Não houve diferença significativa entre os períodos médios de sobrevivência das larvas e nem entre os diferentes tipos de criadouros. Houve diferenças significativas entre os estádios, sendo o 3º o mais tolerante. Constatou-se também que as concentrações não interagiram com os estádios e tipos de criadouros, ao nível de 5 por cento.
Descritores: Aedes
Diflubenzuron
Muda
-Bioensaio
Estudos de Avaliação
Limites: Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 12 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Cuba
Texto completo
Id: lil-327179
Autor: Aguilera, Lucecita; Marquetti, María del C; Navarro, Agustín.
Título: Actividad biológica del diflubenzuron sobre Blattella germanica (Dictyoptera: Blattellidae) / Biological activity of diflubenzuron on Blattella germanica (Dictyoptera: Blattellidae)
Fonte: Rev. cuba. med. trop;53(1):48-52, ene.-abr. 2001. ilus, tab, graf.
Idioma: es.
Resumo: Se realizó un estudio con la cepa Ameijeiras de Blattella germanica (Dictyoptera: Blattellidae), mantenida en el laboratorio desde el año 1994 y susceptible a los insecticidas propoxur, malation y cipermetrina. Esta cepa fue tratada con 4 concentraciones diferentes de diflubenzuron (Dimilin, OMS 1804), suministradas a través del alimento a ninfas de primer estadio de desarrollo, con el objetivo de determinar su efecto sobre la supervivencia, el fenotipo y el período de desarrollo ninfal de esta especie. Se determinó la línea de regresión dosis-mortalidad y se obtuvieron los valores de CE50 = 0,042 porciento y CE95 = 0,357 porciento. Se observaron efectos subletales en las ninfas tratadas con las 4 concentraciones probadas, mientras que los efectos morfogenéticos en los adultos solo aparecieron en los que fueron expuestos a las concentraciones más altas (0,25 y 0,4 porciento). El período de desarrollo ninfal mostró un incremento altamente significativo al aumentar la concentración del inhibidor (F = 11,64; p < 0,001)
Descritores: Baratas
Diflubenzuron
Responsável: CU1.1 - Biblioteca Médica Nacional


  10 / 12 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Mendes, Júlio
Texto completo
Id: lil-321210
Autor: Silva, Juliana Junqueira da; Mendes, Júlio.
Título: Effect of diflubenzuron on immature stages of Heamatobia irritans (L. ) (Diptera: Muscidae) in Uberlândia, state of Minas Gerais, Brazil
Fonte: Mem. Inst. Oswaldo Cruz;97(5):679-682, July 2002. tab.
Idioma: en.
Resumo: Horn fly immatures were raised in media containing different concentrations of diflubenzuron in order to verify their susceptibility to this insect growth regulator (IGR). The 50 percent and 95 percent lethal concentrations of diflubenzuron for the population (LC50, LC95) were determined as well as the effect of this IGR on the different immature horn fly stages. The tests were performed using the progeny of adults collected in the field. The immatures were maintained in a growth chamber at 25.0 ± 0.5ºC and 12-12 h photoperiod. IGR concentrations of 300 ppb, 100 ppb and 50 ppb were lethal for 100 percent of the sample. Pupae malformation occurred in the breeding media containing different diflubenzuron concentrations. Values for LC50 , LC95 (± 95 percent fiducial limits) and the slope of the regression line were respectively, 25.521 ± 1.981 ppb, 34.650 ± 2.001 ppb and 12.720 ± 1.096. The third larval instar was more sensitive to the sub-lethal concentration of the product than the first and second ones were. The results indicate that this IGR can be an important tool for controlling horn fly populations as well as for managing horn fly resistance to conventional insecticides against Haematobia irritans in Uberlândia, State of Minas Gerais
Descritores: Diflubenzuron
Estágios do Ciclo de Vida
Muscidae
-Brasil
Hormônios Juvenis
Larva
Dose Letal Mediana
Muscidae
Limites: Animais
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 2 ir para página        
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde