Base de dados : LILACS
Pesquisa : D02.455.426.559.847.562.900.200 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 157 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 16 ir para página                         

  1 / 157 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-874946
Autor: Brasil. Ministério da Saúde. Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no SUS.
Título: Doxiciclina para tratamento da sífilis / Doxycycline for treatment of syphilis.
Fonte: Brasília; CONITEC; 2015.
Idioma: pt.
Resumo: CONTEXTO: A sífilis é uma doença sexualmente transmissível, causada pela bactéria Treponema Pallidum, infecciosa e sistêmica, a partir de sua manifestação. A OMS estima a ocorrência de 937.000 casos anuais de sífilis na população sexualmente ativa no Brasil. A penicilina é o tratamento de primeira escolha para a sífilis; entretando, alguns indivíduos apresentam reações alérgicas à penicilina e não podem utilizá-la. A doxiciclina, na forma farmacêutica comprimido e na concentração de 100mg, já é disponibilizada pelo SUS, para outra indicação terapêutica. TRATAMENTO RECOMENDADO: A primeira escolha para o tratamento da sífilis é a penicilina benzatina. No caso de pacientes com história comprovada de alergia à penicilina, o Ministério da Saúde recomenda dessensibilização desses pacientes ou tratamento com: eritromicina (na forma estearato ou estolato) 500 mg, via oral, de 6 em 6 horas, por 15 dias para sífilis recente e por 30 dias para sífilis tardia; ou com tetraciclina, na mesma dose; ou ainda doxiciclina 100mg, por via oral, de 12 em 12 horas, por 15 dias na sífilis recente e por 30 dias na sífilis tardia. A tetraciclina, a doxiciclina e o estolato de eritromicina são contraindicados na gestação. CONSIDERAÇÕES FINAIS: A doxiciclina é uma opção de tratamento para a sífilis em pacientes com alergia confirmada à penicilina. Na comparação de custos de tratamento da sífilis entre a doxiciclina 100mg e o estolato de eritromicina 500mg, o custo da doxiciclina foi 7,6 vezes inferior ao do estolato de eritromicina 500mg. Portanto, a escolha da doxiciclina, ao invés da eritromicina, geraria uma economia no orçamento do SUS. DELIBERAÇÃO FINAL: Os membros da CONITEC presentes na reunião do plenário do dia 02/04/2015 deliberaram, por unanimidade, recomendar a incorporação da doxiciclina 100mg, em comprimido, para tratamento da sífilis em pacientes com alergia confirmada à penicilina. DECISÃO: PORTARIA Nº 54, de 1 de outubro de 2015 - Torna pública a decisão de incorporar a doxiciclina 100mg comprimidos para tratamento de sífilis, conforme normas técnicas definidas pelo Ministério da Saúde, no âmbito do Sistema Único de Saúde - SUS.
Descritores: Sífilis/tratamento farmacológico
Doxiciclina/administração & dosagem
-Sistema Único de Saúde
Brasil
Doenças Sexualmente Transmissíveis
Análise Custo-Benefício/economia
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Relatório Técnico
Estudo de Avaliação
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 157 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-874947
Autor: Brasil. Ministério da Saúde. Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no SUS.
Título: Doxiciclina para tratamento da donovanose / Doxycycline for treatment of donovanose.
Fonte: Brasília; CONITEC; 2015.
Idioma: pt.
Resumo: CONTEXTO: A donovanose é uma doença progressiva e crônica, freqüentemente associada à transmissão sexual, provocada pela bactéria Klebsiella granulomatis e acomete principalmente a pele e as mucosas das regiões genitais, perianais e inguinais. É pouco frequente, com incidência de aproximadamente 5%, entre as DST. A doxiciclina é um dos medicamentos recomendados pelo Ministério da Saúda para tratamento da donovanose, mas o medicamento ainda não é disponibilizado no SUS para essa indicação. TRATAMENTO RECOMENDADO: O Ministério da Saúde recomenda, no Manual de Controle das DST (2006)2, os seguintes tratamentos para donovanose: -Doxiciclina 100mg, via oral, de 12 em 12 horas por, no mínimo, 3 semanas ou até a cura clínica; ou -Eritromicina (estearato) 500mg, via oral, de 6 em 6 horas por, no mínimo, 3 semanas ou até a cura clínica; ou -Sulfametoxazol+Trimetoprima (800+160mg), via oral, de 12 em 12 horas, por, no mínimo, 3 semanas ou até a cura clínica; ou -Tetraciclina 500mg, de 6 em 6 horas por, no mínimo, 3 semanas ou até a cura clínica; ou -Azitromicina 1g, via oral, em dose única, seguido por 500mg via oral por 3 semanas ou até cicatrizar as lesões. CONSIDERAÇÕES FINAIS: A doxiciclina é uma opção de tratamento para a donovanose. Na comparação entre o custo de tratamento com a doxiciclina 100mg e com os outros medicamentos recomendados pelo Ministério da Saúde e incorporados ao SUS (estolato de eritromicina 500mg, sulfametoxazol+trimetoprima 800+160mg, tetraciclina 500mg e azitromicina 500mg), o custo da doxiciclina foi o menor de todos. DELIBERAÇÃO FINAL: Os membros da CONITEC presentes na reunião do plenário do dia 02/04/2015 deliberaram, por unanimidade, recomendar a incorporação da doxiciclina 100mg, em comprimido, para tratamento da donovanose. DECISÃO: PORTARIA Nº 55, de 1 de outubro de 2015 - Torna pública a decisão de incorporar a doxiciclina 100mg comprimidos para tratamento de donovanose, conforme normas técnicas definidas pelo Ministério da Saúde, no âmbito do Sistema Único de Saúde - SUS.
Descritores: Doxiciclina/administração & dosagem
Granuloma Inguinal/tratamento farmacológico
-Sistema Único de Saúde
Brasil
Doenças Sexualmente Transmissíveis
Análise Custo-Benefício/economia
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Relatório Técnico
Estudo de Avaliação
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 157 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-874948
Autor: Brasil. Ministério da Saúde. Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no SUS.
Título: Doxiciclina para tratamento da doença inflamatória pélvica / Doxycycline for treatment of pelvic inflammatory disease.
Fonte: Brasília; CONITEC; 2015.
Idioma: pt.
Resumo: CONTEXTO: A Doença Inflamatória Pélvica (DIP) é uma síndrome clínica atribuída à ascensão dos microorganismos do trato genital inferior, com comprometimento do endométrio, trompas, anexos uterinos e/ou estruturas contíguas. Os microorganismos mais comumente envolvidos são Neisseria gonorrhoeae e Chlamydia trachomatis. A Organizaçao Mundial da Saúde (OMS) estima a ocorrência de 1.967.200 casos de clamídia e de 1.541.800 casos de gonorreia na população sexualmente ativa no Brasil, por ano. Dentre mulheres com infecções não tratadas por clamídia e/ou gonorreia, 10 a 40% desenvolvem doença inflamatória pélvica (DIP). A doxiciclina é um dos medicamentos recomendados pelo Ministério da Saúda para tratamento da DIP, mas ainda não é disponibilizado no SUS para essa indicação. TRATAMENTO RECOMENDADO: De acordo com o Manual de Controle das DST (2006)2, do Ministério da Saúde, os tratamentos recomendados para DIP leve, sem sinais de peritonismo ou febre (tratamento ambulatorial), deve ser realizado da seguinte forma: -Esquema 1: Ceftriaxona 250 mg, IM, dose única + Doxiciclina 100 mg, VO de 12/12 horas, por 14 dias + Metronidazol 500 mg, VO, de 12/12 horas, por 14 dias; -Esquema 2: Ofloxacina 400 mg, VO de 12/12 horas por 14 dias Ou Ciprofloxacina 500 mg 12/12horas por 14 dias + Doxiciclina 100 mg, VO de 12/12 horas por 14 dias + Metronidazol 500 mg, VO de 12/12 horas, por 14 dias. CONSIDERAÇÕES FINAIS: A doxiciclina é uma opção de tratamento para a doença inflamatória pélvica (DIP). As estimativas de impacto orçamentário anual resultante da ampliação de uso da doxiciclina no SUS, para tratamento da DIP provocada por clamídia e/ou gonorreia, variaram de R$274.528,36 até R$ 1.098.113,45. DELIBERAÇÃO FINAL: Os membros da CONITEC presentes na reunião do plenário do dia 11/06/2015 deliberaram, por unanimidade, recomendar a ampliação de uso da doxiciclina 100mg, em comprimido, para tratamento da doença inflamatória pélvica (DIP). DECISÃO: PORTARIA Nº 56, de 1 de outubro de 2015 - Torna pública a decisão de incorporar a doxiciclina 100mg comprimidos para tratamento da doença inflamatória pélvica (DIP), conforme normas técnicas definidas pelo Ministério da Saúde, no âmbito do Sistema Único de Saúde - SUS.
Descritores: Doença Inflamatória Pélvica/tratamento farmacológico
Doxiciclina/administração & dosagem
-Sistema Único de Saúde
Brasil
Análise Custo-Benefício/economia
Infecção Pélvica
Limites: Humanos
Feminino
Tipo de Publ: Relatório Técnico
Estudo de Avaliação
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 157 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Chile
Texto completo
Id: biblio-899707
Autor: Olivares, Roberto; Vidal, Pamela; Sotomayor, Camila; Norambuena, Mackarenna; Luppi, Mario; Silva, Francisco; Cifuentes, Marcela.
Título: Brucelosis en Chile: descripción de una serie de 13 casos / Brucellosis in Chile: description of a series of 13 cases
Fonte: Rev. chil. infectol;34(3):243-247, jun. 2017. tab.
Idioma: es.
Resumo: Introduction: Brucellosis is a zoonosis caused by Brucella spp. It may be acquired by consuming unpasteurized dairy products. Brucellosis has a low incidence in Chile, thus, we have a scarce data. Aim: To report and to characterize the first series of clinical cases of adult patients diagnosed with brucellosis in Chile. Methods: We describe a series of 13 clinical cases in patients diagnosed between 2000 and 2016 in three different centers in the Metropolitan Region, Chile. A retrospective analysis was performed on clinical presentation, laboratory, antibiotic treatment, morbidity and mortality. Results: The mean age was 50 years old. Eight cases had a record of consumption of unpasteurized dairy products. The most frequently reported complaints were fever. The most frequent focal point involved was the spine. Only one patient had a positive blood culture, while the diagnosis was made using serological techniques in the other part of the group. The most indicated antibiotic regimens were doxycycline-rifampicin and doxycycline-gentamicin. The hospital stay was 20 days approximately as an average. Clinical cure was achieved in all cases. Conclusions: Brucellosis is an infrequent zoonosis in Chile, and it produces a nonspecific clinical picture, so it is necessary to have high suspicion to make the diagnosis based in the antecedent of consumption of unpasteurized dairy or raw meat.

Introducción: La brucelosis es una zoonosis provocada por Brucella spp, cuyo principal mecanismo de transmisión es mediante el consumo de lácteos no pasteurizados. Es de baja ocurrencia en Chile, por lo que los datos locales son escasos. Objetivo: Reportar y caracterizar la primera serie de casos clínicos de pacientes adultos con diagnóstico de brucelosis en Chile. Material y Método: Se describe una serie de 13 casos clínicos en pacientes diagnosticados entre el año 2000 y el 2016 en tres centros de la Región Metropolitana, Chile. Se realizó un análisis retrospectivo acerca de la presentación clínica, laboratorio, tratamiento antimicrobiano y morbi-mortalidad. Resultados: El promedio de edad fue 50 años. Ocho casos tenían antecedente de consumo de lácteos no pasteurizados. El motivo de consulta más frecuente fue sensación febril. El compromiso focal más frecuente fue el de columna vertebral. Sólo en un paciente se encontró hemocultivo positivo; en el resto el diagnóstico se hizo mediante técnicas serológicas. Los esquemas antimicrobianos más indicados fueron doxiciclina-rifampicina y doxiciclina-gentamicina. La estadía hospitalaria fue en promedio de 20 días. En todos los casos se logró curación clínica. Conclusiones: La brucelosis es una zoonosis infrecuente en Chile, produce un cuadro clínico inespecífico, por lo que se debe tener una alta sospecha para realizar el diagnóstico, basada en el antecedente del consumo de productos lácteos no pasteurizados o de carne mal cocida.
Descritores: Brucelose/diagnóstico
-Rifampina/administração & dosagem
População Urbana
Brucelose/etiologia
Brucelose/tratamento farmacológico
Brucelose/epidemiologia
Gentamicinas/administração & dosagem
Chile/epidemiologia
Estudos Retrospectivos
Doxiciclina/administração & dosagem
Laticínios/microbiologia
Quimioterapia Combinada
Tempo de Internação
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Adulto Jovem
Tipo de Publ: Estudo Multicêntrico
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  5 / 157 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1131603
Autor: Costa, Alexandre Xavier da; Benchimol, Gabriel Lima; Reis, Tulio Frade.
Título: A warning against associating doxycycline with isotretinoin / Um alerta contra a associação de doxiciclina com isotretinoína
Fonte: Arq. bras. oftalmol;83(4):350-350, July-Aug. 2020.
Idioma: en.
Descritores: Isotretinoína
Doxiciclina
Rosácea
Olho
Antibacterianos
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 157 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1224067
Autor: Grando, Leisa Beatriz.
Título: Endometrite crônica e infertilidade / Chronic endometritis and infertility
Fonte: Femina;49(2):109-114, 20210228. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: A endometrite crônica (EC) é uma doença que, apesar de ainda pouco investigada, tem sido associada a resultados reprodutivos desfavoráveis. Estudos têm mostrado que a EC pode prejudicar a receptividade endometrial, levando a falhas de implantação e perdas gestacionais recorrentes. Os métodos padronizados para diagnóstico incluem histeroscopia, histologia para pesquisa de plasmócitos e cultura endometrial para identificação de agentes bacterianos. O tratamento com antibióticos para EC parece melhorar as taxas de gestação e nascidos vivos em pacientes com falhas de implantação e perdas gestacionais recorrentes sem causa conhecida. Esta publicação tem por objetivo fazer uma revisão da etiologia, fisiopatologia, diagnóstico e tratamento da EC, seu impacto no microambiente endometrial e sua associação com infertilidade. Esta revisão narrativa da literatura atualizada sintetiza os achados encontrados em bases de dados computadorizadas.(AU)

Chronic endometritis (CE) is a poorly investigated disease, which has been related to adverse reproductive outcomes. Published studies have shown that CE can impair endometrial receptivity, which is associated with implantation failure and recurrent pregnancy loss. The standard tools for diagnosis include hysteroscopy, histology to identification of plasma cells and endometrial culture for identification of bacterial pathogens. Effective antibiotic treatment for CE seems to improve the pregnancy and live birth rates in patients with implantation failure and unexplained recurrent pregnancy loss. This paper intends to provide an overview of etiology, pathophysiology, diagnosis and treatment of CE, its impact on endometrial microenvironment and its association with infertility. This narrative review of the current literature synthesizes the findings retrieved from searches in computerized databases.(AU)
Descritores: Endometrite/diagnóstico
Endometrite/etiologia
Endometrite/fisiopatologia
Endometrite/tratamento farmacológico
-Ceftriaxona/uso terapêutico
Ciprofloxacina/uso terapêutico
Histeroscopia
Doxiciclina/uso terapêutico
Azitromicina/uso terapêutico
Infertilidade Feminina/complicações
Metronidazol/uso terapêutico
Limites: Humanos
Feminino
Responsável: BR1365.1 - Biblioteca Biomédica A - CB/A


  7 / 157 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-480748
Autor: Lopardo, H. A; Ibáñez, J; Delgado, N.
Título: Infección urinaria y hematuria grave por corynebacterium urealyticum en un paciente transplantado de riñon / Urinary infection and serious hematuria for corynebacterium urealyticum in a kidney transplanted patient
Fonte: Med. infant;14(1):64-65, mar. 2007.
Idioma: es.
Descritores: Doxiciclina/uso terapêutico
Hematúria/diagnóstico
Infecções por Corynebacterium/diagnóstico
Infecções por Corynebacterium/terapia
Transplante de Rim
Limites: Adolescente
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: AR94.1 - Centro de Información Pediatrica


  8 / 157 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-785788
Autor: Lima, Joana Isabel da Silva; Canelas, Cátia Filipa Gomes; Veiga, Andreia Sofia de Sousa Botelho Trindade; Carvalho, Dina Maria Mota.
Título: Neurobrucellosis and venous sinus thrombosis: an uncommon association
Fonte: Rev. Soc. Bras. Med. Trop;49(3):383-385graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract: Brucellosis is a commonly diagnosed zoonosis and neurological involvement is rare. A 30-year-old woman presented with a pulsatile headache that was exacerbated by the Valsalva maneuver and refractory to analgesic therapy. The patient also had nausea, cough, and coryza that evolved over 7 days. The neurological examination was unremarkable. Thrombosis of the lateral and sigmoid sinus and ipsilateral internal jugular vein were diagnosed and anticoagulation therapy was started. Brucella spp was identified in a sample of cerebrospinal fluid (CSF); five months after treatment with rifampicin and doxycycline, CSF was sterile. Cerebral venous thrombosis is a very uncommon sign of brucellosis.
Descritores: Trombose dos Seios Intracranianos/microbiologia
Brucelose/complicações
-Rifampina/uso terapêutico
Trombose dos Seios Intracranianos/diagnóstico
Trombose dos Seios Intracranianos/tratamento farmacológico
Brucelose/diagnóstico
Brucelose/tratamento farmacológico
Doxiciclina/uso terapêutico
Antibacterianos/uso terapêutico
Limites: Humanos
Feminino
Adulto
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 157 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1013300
Autor: Blum-Domínguez, Selene; Sánchez-Montes, Sokani; Núñez-Oreza, Luis Alberto; Mendoza-Zamudio, José; Becker, Ingeborg; Berzunza-Cruz, Miriam; Tamay-Segovia, Paulino.
Título: First description of a clinical case of murine typhus in Campeche, Mexico
Fonte: Rev. Soc. Bras. Med. Trop;52:e20190009, 2019.
Idioma: en.
Projeto: Autonomous University of Campeche; . University of Mexico.
Resumo: Abstract Murine typhus is a flea-borne disease caused by Rickettsia typhi, which was first detected in Mexico in 1927. It was not until 1996 that the first systematized study involving this pathogen was conducted in two coastal states of Mexico. We now report the first confirmed case of murine typhus in the state of Campeche, which occurred in a male patient who exhibited fever, thrombocytopenia, hyperbilirubinemia, and a rash. Furthermore, the patient reported having had previous contact with Rickettsia reservoirs.
Descritores: Tifo Endêmico Transmitido por Pulgas/diagnóstico
-Rickettsia typhi
Trombocitopenia
Ceftriaxona/uso terapêutico
Tifo Endêmico Transmitido por Pulgas/tratamento farmacológico
Tifo Endêmico Transmitido por Pulgas/sangue
Reação em Cadeia da Polimerase
Doxiciclina/uso terapêutico
Exantema
Febre
México
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 157 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Chile
Texto completo
Id: biblio-950802
Autor: Yoon, Jung Mi; Koppula, Sushruta; Huh, Se Jong; Hur, Sun Jin; Kim, Chan Gil.
Título: Low concentrations of doxycycline attenuates FasL-induced apoptosis in HeLa cells
Fonte: Biol. Res;48:1-9, 2015. ilus, graf, tab.
Idioma: en.
Resumo: BACKGROUND: Doxycycline (DC) has been shown to possess non-antibiotic properties including Fas/Fas Ligand (FasL)-mediated apoptosis against several tumor types in the concentration range of 10-40 µg/mL. However, the effect of DC in apoptotic signaling at much low concentrations was not studied. METHODS: The present study investigated the attenuation effect of low dose of DC on FasL-induced apoptosis in HeLa cell by the methods of MTT assay, fluorescence microscopy, DNA fragmentation, flow cytometry analysis, and western blotting. RESULTS AND CONCLUSION: In the present findings we showed that low concentration of DC (<2.0 µg/mL) exhibited protective effects against FasL-induced apoptosis in HeLa cells. FasL treatment to HeLa cells resulted in a concentration-dependent induction of cell death, and treatment with low concentrations of DC (0.1-2 µg/mL) significantly (p < 0.001) attenuated the FasL-induced cell death as measured by 3-(4,5-Dimethylthiazol-2-yl)-2,5-diphenyltetrazo-lium bromide (MTT) assay. Further, the FasL-induced apoptotic features in HeLa cells, such as morphological changes, DNA fragmentation and cell cycle arrest was also inhibited by DC (0.5 µg/mL). Tetracycline and minocycline also showed similar anti-apoptotic effects but were not significant when compared to DC, tested at same concentrations. Further, DC (0.01-16 µg/mL) did not influence the hydrogen peroxide- or cisplatin-induced intrinsic apoptotic pathway in HeLa cells. Protein analysis using Western blotting confirmed that FasL-induced cleavage/activation of cas-pase-8 and caspase-3, were inhibited by DC treatment at low concentration (0.5 µg/mL). Considering the overall data, we report for the first time that DC exhibited anti-apoptotic effects at low concentrations in HeLa cells by inhibition of caspase activation via FasL-induced extrinsic pathway.
Descritores: Apoptose/efeitos dos fármacos
Doxiciclina/administração & dosagem
Caspases/efeitos dos fármacos
Proteína Ligante Fas/efeitos dos fármacos
-Células HeLa
Western Blotting
Doxiciclina/farmacologia
Células NIH 3T3
Relação Dose-Resposta a Droga
Ativação Enzimática
Citometria de Fluxo
Limites: Humanos
Animais
Camundongos
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central



página 1 de 16 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde