Base de dados : LILACS
Pesquisa : D02.640.672.580 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 10 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 10 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-199959
Autor: Moreira, Manoel de Almeida; Santos, Fátima Diniz Bisi dos.
Título: A gardnerellose clínica / Clinical gardnerella infection
Fonte: Femina;22(11):559-62, nov. 1994. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Os autores estudaram um grupo de 492 mulheres adultas, näo grávidas, todas em clínica privada e que haviam se queixado, basicamente, de corrimento com odor fétido. A hipótese de contaminaçäo vaginal por Gardnerella foi levantada e confirmada através de colposcopia (fina colpite), colpocitologia e bacterioscopia do conteúdo vaginal. Do grupo em estudo, 117 pacientes receberam o mesmo tratamento com dose única de 2g de nimorazol VO (casal) e 10 comprimidos vaginais contendo nimorazol, cloranfenicol e nistatina. Um dos critérios de cura foi clínico, pela constataçäo do desaparecimento do sintoma maior: o odor fétido. No grupo tratado, obtivemos 63, 24 por cento de cura, sendo que 36, 75 por cento das pacientes do grupo de 117 foram tratadas mas näo voltaram para o diagnóstico citológico de cura. O presente estudo visa chamar a atençäo do médico para a gardnerellose como DST, valorizando a queixa de odor fétido nas secreçöes genitais, já que ela estava presente em 100 por cento das pacientes em estudo.
Descritores: Gardnerella vaginalis
Vaginose Bacteriana
-Cloranfenicol/administração & dosagem
Cloranfenicol/uso terapêutico
Nimorazol/administração & dosagem
Nimorazol/uso terapêutico
Nistatina/administração & dosagem
Nistatina/uso terapêutico
Vaginose Bacteriana/diagnóstico
Vaginose Bacteriana/tratamento farmacológico
Limites: Seres Humanos
Feminino
Adulto
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 10 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-197741
Autor: Moreira, Manoel de Almeida; Santos, Fátima Diniz Bisi dos.
Título: A gardnerellose clínica / The clinical gardnerellosis
Fonte: Rev. bras. ginecol. obstet;14(1):36-9, jan.-fev. 1992. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Os autores estudaram um grupo de 492 mulheres adultas näo-grávidas, todoas em clínicas privada e que haviam se queixado, basicamente, de corrimento com odor fétido. A hipótese de contaminaçäo vaginal por Gardnerella foi levantada e confirmada através de colposcopia (fina colpite), colpocitologia e bacteriosocpia do conteúdo vaginal. Do grupo em estudo, 117 pacientes receberam o mesmo tratamento com dose única de 2g de nimorazol DO (casal) e 10 comprimidos vaginais contendo nimorazol, cloranfenicol e nistatina. Um dos critérios de cura foi clínico, pela constataçäo do desaparecimento do sintoma maior, o odor fétido. No grupo tratado, obtivemos 63,24 por cento de cura, sendo que 36,75 por cento das pacientes do grupo de 117 foram tratadas mas näo voltaram para o diagnóstico citológico de cura. O presente estudo visa chamar a atençäo do médico para as gardnerellosoe como DST, valorizando a queixa de odor fétido nas secreçöes genitais, já que ela estava presente em 100 por cento das pacientes em estudo.
Descritores: Gardnerella vaginalis
Infecções Bacterianas/diagnóstico
-Cloranfenicol/uso terapêutico
Gardnerella vaginalis/efeitos dos fármacos
Infecções Bacterianas/tratamento farmacológico
Nimorazol/uso terapêutico
Nistatina/uso terapêutico
Limites: Seres Humanos
Feminino
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 10 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Costa, Carlos Alberto da
Mello, Rômulo Teixeira de
Id: lil-114957
Autor: Costa, Carlos Alberto da; Santos, Magda Vieira dos; Rocha, Miriam Oliveira e; Mello, Romulo Teixeira de; Bodan, Maria Milce Braga.
Título: Parasitoses intestinais em crianças da creche Leonor Franco ( SESIMINAS - Contagem, MG ) : diagnóstico e terapêutica / Intestinal parasites in children at the Leonor Franco crèche ( SESIMINAS - Contagem, MG ) : diagnosis and treatment
Fonte: Rev. farm. bioquim;9(1/2):7-13, 1988. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Foi realizado, através de exame parasitológico de fezes, um levantamento epidemiológico das parasitoses intestinais em 111 crianças da creche Leonor Franco, no primeiro semestre de 1988. A percentagem de exames positivos foi de 36,97%. Girdia lamblia foi o parasito mais prevalente (28,83%) ocorrendo com maior frequência entre crianças com mais de 15 meses de idade. Tanto o metronidazol como o nimorazol foram igualmente eficientes, no tratamento dos casos de giardíase.
Descritores: Creches
Giardíase/diagnóstico
Metronidazol/uso terapêutico
Nimorazol/uso terapêutico
-Brasil
Giardíase/tratamento farmacológico
Limites: Seres Humanos
Lactente
Pré-Escolar
Responsável: BR21.1 - Biblioteca J Baeta Vianna- Campus Saúde UFMG


  4 / 10 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-80597
Autor: Gonçalves, Nilva Maria Cabral.
Título: Avaliaçäo clínica e laboratorial de uma associaçäo nimorazol - clotrimazol - lisozima, em creme vaginal, em vulvovaginites por Gardnerella vaginalis / Clinical and laboratorial evaluation of a nimorazol - clotrimazol - lysozyme vaginal cream, on vulvovaginitis by Gardnerella vaginalis
Fonte: J. bras. ginecol;99(9):407-9, set. 1989. tab.
Idioma: pt.
Descritores: Clotrimazol/uso terapêutico
Infecções por Haemophilus
Muramidase/uso terapêutico
Nimorazol/uso terapêutico
Vulvovaginite/tratamento farmacológico
-Ensaios Clínicos como Assunto
Quimioterapia Combinada
Gardnerella vaginalis/efeitos dos fármacos
Limites: Adulto
Seres Humanos
Feminino
Responsável: BR14.1 - Biblioteca Central


  5 / 10 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-42303
Autor: Sakamoto, Luis Carlos.
Título: Tratamento das vulvovaginites por tricomoníase e candidíase com associaçäo nimorazol/clotrimazol/lisozima na forma de creme vaginal / Treatment of vulvovaginal trichomoniasis and candidiasis with a combination of nimorazole, clotrimazole, and lysozyme in the form of vaginal cream
Fonte: Arq. bras. med;61(3):213-6, maio-jun. 1987. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Estudou-se a atividade da associaçäo nimorazol/clotrimazol/lisozima na forma de creme vaginal, por seis noites consecutivas, em 36 pacientes portadoras de vulvovaginites causadas por Trichomonas vaginalis e/ou Candida albicans. Tratavam-se concomitantemente os parceiros de pacientes portadoras de tricomoníase com associaçäo nimorazol/lisozima em dose única por via oral. A eficácia foi em 100% nas vulvovaginites por tricomoníase e 95,8% naquelas por candidíase, com rápida melhora dos sintomas e sinais. Houve também desaparecimento de bactérias associadas, Gram-positivas e negativas, em grande número de casos. Näo houve relato de efeitos adversos no uso das medicaçöes acima citadas
Descritores: Clotrimazol/uso terapêutico
Muramidase/uso terapêutico
Nimorazol/uso terapêutico
Vulvovaginite/tratamento farmacológico
-Candida albicans/efeitos dos fármacos
Quimioterapia Combinada
Trichomonas vaginalis/efeitos dos fármacos
Cremes, Espumas e Géis Vaginais
Limites: Adolescente
Adulto
Meia-Idade
Seres Humanos
Feminino
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 10 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-35778
Autor: Gonçalves, Nilva Maria Cabral.
Título: Estudo clínico de uma associaçäo nimorazol-clotrimazol-lisozima, em creme vaginal, em vulvovaginites por Haemophylus vaginalis e outros microorganismos, por seis dias de tratamento / Clinical study of nimorazol-clotrimazol-lysozyme combinations, in vaginal cream, in vulvovaginitis by Haemopilus vaginal and other microorganisms, in a 6 day treatment
Fonte: Arq. bras. med;60(3):243-6, maio-jun. 1986. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Estudou-se um grupo de 30 pacientes de sexo feminino, com idades entre 19 e 43 anos, näo virgens, com vida sexual ativa ou näo, portadoras de vulvovaginites por Haemophylus vaginalis. Todos os casos apresentaram concomitantemente Trichomonas vaginalis e/ou Candida albicans. O tratamento foi feito em 6 dias, com creme vaginal contendo nimorazol, clotrimazol e lisozima. Os parceiros sexuais receberam comprimidos orais de nimorazol e lisozima. O tratamento foi eficaz em 100% dos casos de H. vaginalis e dos microorganismos associados, como demonstrado pelos exames laboratoriais. A evoluçäo do quadro clínico mostrou notável melhora, com regressäo total de sinais e sintomas. Näo foi relatado qualquer efeito adverso à medicaçäo, seja pelas pacientes ou por seus parceiros sexuais, os quais receberam a medicaçäo por via oral
Descritores: Clotrimazol/uso terapêutico
Muramidase/uso terapêutico
Nimorazol/uso terapêutico
Vulvovaginite/tratamento farmacológico
-Administração Tópica
Quimioterapia Combinada
Limites: Adulto
Seres Humanos
Feminino
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 10 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-35528
Autor: Santos, Antonio Batista dos.
Título: Tratamento da tricomoníase com associaçäo nimorazol/lisozima em dose única por via oral / Treatment of trichomoniasis with nimorazole/lysozyme combination in oral single dose
Fonte: J. bras. ginecol;96(8):431-4, ago. 1986. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Estudou-se a atividade da associaçäo nimorazol/lisozima, em dose única por via oral, em vulvovaginites exclusivamente por Trichomonas vaginalis. As pacientes foram 40, maiores de 18 anos. No global, o tratamento foi considerado eficaz em 100% dos casos, pela regressäo do quadro clínico, a melhora no exame colposcópico e a negativaçäo da bacterioscopia para o parasita. A tolerabilidade foi boa em 33 pacientes e regular em sete, pelas queixas gastrintestinais passageiras. Conclui-se ser possível usar a medicaçäo estudada como terapêutica única de tricomoníase, dado seu elevado índice de eficácia
Descritores: Muramidase/uso terapêutico
Nimorazol/uso terapêutico
Vaginite por Trichomonas/tratamento farmacológico
-Quimioterapia Combinada
Limites: Adulto
Meia-Idade
Seres Humanos
Feminino
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 10 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-12832
Autor: Jove, S; Fagundes Neto, Ulysses; Patricio, F. R; Wehba, J; Machado, N. L.
Título: Giardiase na infancia e seu papel sobre o intestino delgado. / Giardiasis in childhood and its role on the small intestine
Fonte: J. pediatr. (Rio J.);53(4):232-8, 1982.
Idioma: pt.
Descritores: Giardíase
Absorção Intestinal
Intestino Delgado
-Ácidos e Sais Biliares
Nimorazol
Limites: Lactente
Pré-Escolar
Seres Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 10 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-11234
Autor: Wladeck, W. G.
Título: Estudo comparativo entre o tinidazol e o nimorazol no tratamento da tricomoniase. / A comparative study with tinidazole and nimorazole in the treatment of trichomoniasis
Fonte: RBM rev. bras. med;38(7):439-42, 1981.
Idioma: pt.
Resumo: No presente trabalho o autor realizou um estudo aberto e comparativo com tinidazol 500 dose unica, nimorazol 500 dose unica e nimorazol 250 dose multipla, no tratamento da tricomoniase genital em 69 pacientes ambulatoriais. Os metodos utilizados para diagnostico e controle de cura foram o esfregaco vaginal e a cultura, alem da auto-avaliacao das pacientes nos primeiros dias. Os resultados mostraram nitida vantagem com os esquemas de dose unica, com respeito ao indice de cura e a praticidade de administracao, com respeito ao indice de doses multiplas. O numero de pacientes que se tornaram totalmente assintomaticas nas primeiras horas apos o tratamento, foi maior no grupo tratado com tinidazol 500.Os efeitos colaterais observados foram de menor incidencia nas pacientes tratadas com tinidazol 500
Descritores: Nimorazol
Tinidazol
Tricomoníase
Limites: Adolescente
Adulto
Meia-Idade
Seres Humanos
Feminino
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 10 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Trabulsi, L. R
Id: lil-6775
Autor: Farah, Carlos de Araújo; Matheus, E. D; Trabulsi, L. R.
Título: Frequencia de Haemophilus vaginalis em vaginites e seu tratamento com nimorazol / Frequency of Haemophilus vaginalis in vaginitis and its treatment with nimorazole
Fonte: Folha méd;83(4):441-2, 1981.
Idioma: pt.
Descritores: Gardnerella vaginalis
Nimorazol
Vulvovaginite
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde