Base de dados : LILACS
Pesquisa : D02.654 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 10 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 10 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Rêgo, Marco Antonio Vasconcelos
Texto completo
Id: lil-593628
Autor: Luz, Glaura Freaza; Porto, Lauro Antonio; Rego, Marco Antônio Vasconcelos.
Título: Fatores da dieta e tumores de cérebro / Dietary factors and brain tumors / Factores dietéticos y los tumores cerebrales
Fonte: Rev. baiana saúde pública;35(1), jan-mar.2011. tab.
Idioma: pt.
Resumo: As hipóteses sobre a associação entre fatores da dieta e tumores de cérebro relacionam-se aos compostos N-nitroso como favorecedores do desenvolvimento desses tumores e ao papel de antioxidantes dietéticos atuando como protetores, através da inibição da nitrosação dos precursores dos compostos N -nitroso. O objetivo deste artigo é identificar fatores da dieta associados aos tumores primários de cérebro em indivíduos adultos (??20 anos). Trata-se de um estudo caso-controle de base populacional, realizado na Região Metropolitana de Salvador, estado da Bahia, Brasil. Foram realizadas análises de regressão logística para a estimativa das razões de chances ajustadas e respectivos intervalos de confiança a 95 porcento. Os resultados apontam uma associação inversa para o maior consumo de laticínios (OR igual 0,32; 95 porcento IC: 0,13 ? 0,80) e vitamina C (OR igual 0,34; 95 porcento IC: 0,13 ? 0,88) para todos os tumores de cérebro agrupados. Para os tumores não-astrocíticos o maior consumo de refrigerantes (OR igual 0,20; 95 porcento IC: 0,06 ? 0,63) demonstrou efeito protetor. Conclui-se que os fatores da dieta podem atuar de forma diferente entre os tumores de cérebro; o efeito protetor das vitaminas antioxidantes, especialmente a vitamina C, sugere que o maior consumo de legumes e frutas pode diminuir o risco para o desenvolvimento desses tumores.

The hypotheses about the association between dietary factors and brain tumors are related to N-nitroso compounds as promoters of development of these tumors and the role of dietary antioxidants acting as guards, through the inhibition of nitrosation of precursors of N-nitroso compounds.The aim of this paper is to identify dietary factors associated with primary brain tumors in adults (??20 years). This is a population-based case-control study conducted in the metropolitan area of Salvador,Bahia, Brazil. Logistic regression estimated adjusted odds ratios and confidence intervals at 95percent. Theresults indicate an inverse association for the highest intake of dairy products (OR equal 0.32, 95 percent CI: 0.13 - 0.80) and vitamin C (OR equal 0.34, 95 percent CI: 0.13 to 0.88) for all grouped brain tumors. For nonastrocytic tumors, the highest consumption of soft drinks (OR equal 0.20, 95 percent CI: 0.06 to 0.63) demonstrated a protective effect. It was concluded that dietary factors may act differently among brain tumors; the protective effect of antioxidant vitamins, especially vitamin C, suggests that a higher consumption of vegetables and fruits can reduce the risk of developing these tumors.

Las hipótesis sobre la asociación entre factores dietéticos y los tumores cerebrales están relacionadas con los compuestos N-nitroso como promotores del desarrollo de estos tumores y el papel de los antioxidantes dietéticos en calidad de protectores, a través de la inhibición de la nitrosación de los precursores de compuestos N-nitroso. El objetivo de este artículo es identificar los factores de la dieta asociados a los tumores primarios de cerebro en individuos adultos (??20 años). Se trata de un estudio caso-control de base en la población, llevado a cabo en el área metropolitana de Salvador, Bahia, Brasil. Se analizaron análisis mediante regresión logística para estimar razones de posibilidades ajustadas y los respectivos intervalos de confianza al 95 por ciento. Los resultados indican una asociación inversa para el mayor consumo de productos lácteos (OR igual 0,32, IC 95 por ciento: 0,13 a 0,80) y vitamina C (OR igual 0,34, IC 95por ciento: 0,13 a 0,88) de todos los tumores cerebrales agrupados. Para los tumores no Astrocíticos, el mayor consumo de refrescos (OR igual 0,20, IC 95 por ciento: 0,06 a 0,63) demostró un efecto protector. Se concluyó que los factores dietéticos pueden actuar de forma diferente entre los tumores cerebrales; el efecto protector de las vitaminas antioxidantes, especialmente vitamina C, sugiere que um mayor consumo de legumbres y frutas puede disminuir el riesgo de desarrollar estos tumores.
Descritores: Antioxidantes
Neoplasias Encefálicas
Dieta
Compostos Nitrosos
Epidemiologia Nutricional
-Estudos de Casos e Controles
Coleta de Dados
Exposição Ambiental
Exposição Ocupacional
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR15.1 - Biblioteca de Ciências Biomédicas


  2 / 10 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-519577
Autor: Silverio, Sonia M; Mari, Renata de B; Clebis, Naianne K; Scoz, Juliana R; Germano, Ricardo de M; Major, José A. A; Bombonato, Pedro P; Stabille, Sandra R.
Título: Effects of ascorbic acid supplementation in ileum myenteric neurons of streptozotocin-induced diabetic rats / Efeitos da suplementação do ácido ascórbico nos neurônios mientéricos do íleo de ratos diabéticos induzidos por estreptozootocina
Fonte: Pesqui. vet. bras = Braz. j. vet. res;29(4):295-302, Apr. 2009. ilus, tab.
Idioma: en.
Resumo: The exacerbation of the oxidative stress and of the polyol pathway which impair damage myenteric plexus are metabolic characteristics of diabetes. The ascorbic acid (AA) is an antioxidant and an aldose reductase inhibitor, which may act as neuroprotector. The effects of AA supplementation on the density and cellular body profile area (CP) of myenteric neurons in STZ-induced diabetes in rats were assessed. Four groups with five animals each were formed: normoglycemic (C); diabetic (D); AA-treated diabetic (DS) and AA-treated normoglycemic (CS). Dosagen of 50mg of AA were given, three times a week, for each animal (group DS and CS). Ninety days later and after euthanasia, the ileum was collected and processed for the NADPH-diaphorase technique. There were no differences (P>0.05) in the neuronal density among the groups. The CP area was lower (P<0.05) in the DS and CS groups, with a higher incidence of neurons with a CP area exceeding 200µm² for groups C and D. The AA had no influence on the neuronal density in the ileum but had a neuroprotective effect, preventing the increase in the CP area and allowing a higher number of neurons with a CP area with less than 200µm².

A exacerbação do estresse oxidativo e da via do poliol que comprometem o plexo mioentérico são alterações metabólicas características do diabetes. O ácido ascórbico (AA) é antioxidante e inibidor da aldose redutase, podendo atuar como neuroprotetor. Verificaram-se os efeitos da suplementação com AA sobre o número e a área do perfil do corpo celular (PC) de neurônios mioentéricos em ratos diabéticos induzidos por estreptozootocina. Formaram-se quatro grupos com cinco animais cada: normoglicêmico (C); diabético (D); diabético tratado com AA (DS); e normoglicêmico tratado com AA (CS). Três vezes por semana administrou-se 50mg de AA para cada animal (grupos DS e CS). Após 90 dias e eutanásia com tiopental, o íleo foi coletado e processado para a técnica da NADPH-diaforase. Não se observaram diferenças (P>0,05) na densidade neuronal entre os grupos. A área do PC foi menor (P<0,05) para os grupos DS e CS, com incidência maior de neurônios com área do PC superior a 200µm² para os grupos C e D. Concluiu-se que o AA não influenciou a densidade neuronal do íleo, mas foi neuroprotetor prevenindo o aumento na área do PC e possibilitando maior incidência de neurônios com área de PC inferior a 200µm².
Descritores: Ácido Ascórbico/efeitos adversos
Antioxidantes/efeitos adversos
Íleo
Compostos Nitrosos
Ratos
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  3 / 10 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-519457
Autor: Lazzarini, I; Detmann, E; Sampaio, C. B; Paulino, M. F; Valadares Filho, S. C; Souza, M. A; Oliveira, F. A.
Título: Dinâmicas de trânsito e degradação da fibra em detergente neutro em bovinos alimentados com forragem tropical de baixa qualidade e compostos nitrogenados / Transit and degradation dynamics of neutral detergent fiber in cattle fed low-quality tropical forage and nitrogenous compounds
Fonte: Arq. bras. med. vet. zootec;61(3):635-647, jun. 2009. graf, tab.
Idioma: pt.
Resumo: Avaliaram-se as dinâmicas de trânsito e degradação da fibra em detergente neutro (FDN) em bovinos alimentados com forragem tropical de baixa qualidade e compostos nitrogenados. Foram utilizadas cinco novilhas Holandês x Zebu fistuladas no rúmen. A alimentação volumosa basal dos animais foi constituída por feno de capim-braquiária (Brachiaria decumbens Stapf.), com 5,08 por cento de proteína bruta (PB), com base na matéria seca (MS), fornecido ad libitum. Os cinco tratamentos avaliados foram definidos de acordo com o nível de suplementação proteica (0, 3, 5, 7 e 9 pontos percentuais acima do nível de PB da forragem). Como fonte de compostos nitrogenados, empregou-se mistura de ureia:sulfato de amônia:albumina (4,5:0,5:1,0). O experimento foi estruturado segundo delineamento em quadrado latino 5 x 5. Os níveis médios de PB nas dietas foram de 5,28; 8,08; 9,82; 11,87 e 13,63 por cento, com base na MS. Verificou-se elevação linear (P<0,05) da fração potencialmente degradável da FDN até o nível de 8,62 por cento de PB, com platô estimado de 47,92 por cento da FDN. Verificou-se efeito quadrático (P<0,05) sobre a taxa de degradação da fração potencialmente degradável da FDN em função dos níveis de PB da dieta, com máxima resposta estimada sobre 13,39 por cento de PB. O fluxo ruminal de partículas fibrosas apresentou relação linear-response-plateau em função do nível de PB na dieta (P<0,05), com ponto crítico para o início do platô sobre 7,59 por cento de PB.

Rumen transit and degradation dynamics of neutral detergent fiber (NDF) in cattle fed low-quality tropical forage and nitrogenous compounds were evaluated. Five crossbred heifers fitted with rumen cannulae were used. The animals were fed ad libitum with signal grass (Brachiaria decumbens Stapf.) hay, which had crude protein (CP) content of 5.08 percent in dry matter (DM). The five treatments were defined according to the level of CP in the diet (0, 3, 5, 7, and 9 percentile points above the CP level of the roughage). The supplement was a mixture of urea, ammonium sulfate, and albumin (4.5:0.5:1.0, respectively). The experiment was carried out according to a 5 x 5 Latin square design. The average CP levels in the diets were: 5.28, 8.08, 9.82, 11.87, and 13.63 percent in DM basis. The potentially degradable fraction of NDF was linearly increased (P<0.05) by CP levels in diet until 8.62 percent CP. From this point, there was stabilization of estimates (47.92 percent of NDF). The degradation rate of potentially degradable NDF showed a quadratic response (P<0.05) to CP levels, with maximal response at 13.39 percent of CP. The ruminal rate of passage of fibrous particles showed a linear-response-plateau (P<0.05) according to CP levels in the diet, with plateau beginning at 7.59 percent of CP.
Descritores: Fenômenos Fisiológicos da Nutrição Animal
Brachiaria/efeitos adversos
Bovinos
Compostos Nitrosos/efeitos adversos
Fibras na Dieta
Rúmen/metabolismo
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  4 / 10 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-505538
Autor: Andraus, Wellington.
Título: Estudo do efeito da S-nitroso-N-acetilcisteína na lesão de isquemia/reperfusão em fígado esteatótico de ratos / Study of S-nitroso-N-acetylcysteine effect on ischemia/reperfusion lesion in steatotic livers of rats.
Fonte: São Paulo; s.n; 2007. [87] p. ilus, tab.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: INTRODUÇÃO: A esteatose é a doença hepática crônica mais frequente na população. Seus efeitos lesivos hepáticos podem adicionar-se aos efeitos da isquemia e reperfusão (I/R) nos transplantes de fígado e cirurgias hepáticas. Em ambos, o estresse oxidativo e o dano na microcirculação são importantes fatores na gênese da lesão hepática. Vários antioxidantes já foram testados em modelos experimentais de esteatose e I/R e mostraram benefício, entre eles a N-acetilcisteína (NAC). O óxido nítrico (NO) tem efeito controverso sobre a lesão de I/R, entretanto em baixas doses pode ser benéfico à microcirculação hepática. A S-nitroso-Nacetilcisteína (SNAC) fornece a NAC e também NO. Esta droga foi testada mostrando benefício em modelos experimentais de esteatose e I/R de músculo esquelético. Contudo, ainda não foi testada na lesão de I/R em fígados esteatáticos. MÉTODOS: Foram estudados 34 ratos machos Wistar divididos em 4 grupos: grupo I (n=8) - sem esteatose tratados com solução salina; grupo II (n=8) - sem esteatose tratados com SNAC; grupo III (n=9) - com esteatose tratados com solução salina; grupo IV (n=9) - com esteatose tratados com SNAC. A indução da esteatose foi realizada com dieta aproteica. Os animais foram submetidos a isquemia hepática parcial (70%) por um período de 1 hora e um período de reperfusão de 4 horas. A droga foi administrada por via intraperitoneal. Foram avaliados histologia, respiração mitocondrial e estresse oxidativo (MDA) hepáticos, transaminases séricas e mieloperoxidase e extravasamento do corante azul de Evans pulmonares. RESULTADOS: Não houve diferença entre os grupos I e II em todas as variáveis avaliadas (histologia, função mitocondrial (RCR e ADP/O), transaminases (AST e ALT), azul de Evans e mieloperoxidase pulmonares), encontrando-se apenas uma tendência a menor estresse oxidativo (MDA) (p = 0,07) no fígado isquêmico do grupo tratado (grupo II)...

Steatosis is the most frequent chronic liver disease in general population. Steatosis can make ischemia/reperfusion (I/R) lesions worse in liver transplants and hepatic surgeries. Oxidative stress and hepatic microcirculatory damage are related to generation of steatosis and I/R lesions. Several antioxidant drugs, for example the N-acetylcysteine (NAC), have been already used in steatotic and I/R experimental models, and showed better outcome in treated groups. The nitric oxide (NO) has controversial effects on I/R, however, in low doses it can improve hepatic microcirculation. The S-nitroso-N-acetylcysteine (SNAC) releases NAC and NO. It ameliorated oxidative stress in experimental models of steatosis and skeletal muscle I/R. In contrast, this drug has never been used in steatotic liver I/R. METHODS: thirty four male Wistar rats were studied and divided in four groups: group I (n=8) - without steatosis and treated with saline solution; group II (n=8) - without steatosis and treated with SNAC; group III (n=9) - with steatosis and treated with saline solution; group IV (n=9) - with steatosis treated with SNAC. Aproteic diet was used for steatosis induction. The animals underwent a partial hepatic ischemia (70%) for 1 hour and reperfusion for 4 hours. The drug was administrated intraperitoneally. The parameters evaluated were hepatic histology, mitochondrial respiration and oxidative stress (MDA), seric transaminasis and pulmonary mieloperoxidasis and Evans blue extravasation. RESULTS: There were not any difference between groups I and II in all parameters evaluated (histology, mithocondrial function (RCR and ADP/O), transaminasis (AST and ALT), pulmonary Evans blue extravasation and mieloperoxidasis), and it showed only tendency of less oxidative stress (MDA) (p=0,07) in ischemic liver of treated group (group II). The comparison between groups III...
Descritores: Acetilcisteína
Fígado Gorduroso
Compostos Nitrosos
-Estresse Oxidativo
Ratos
Traumatismo por Reperfusão
Limites: Animais
Ratos
Responsável: BR66.1 - Divisão de Biblioteca e Documentação
BR66.1; W4.DB8, A572ee, FM-2. 2007


  5 / 10 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-347605
Autor: Pajecki, Denis; Zilberstein, Bruno; Santos, Manoel Armando Azevedo dos; Quintanilha, Alina Guimarães; Cecconello, Ivan; Gama-Rodrigues, Joaquim.
Título: Microbiota do megaesôfago e carcinogênese / Megaesophagus microbiota and carcinogenesis
Fonte: Arq. gastroenterol;40(1):16-19, Jan.-Mar. 2003. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: INTRODUÇAO: O risco de desenvolvimento de carcinoma esofágico em portadores de megaesôfago é 33 vezes superior ao da populaçäo em geral. Possível explicaçäo para este fenômeno poderia estar relacionada à produçäo de compostos N-nitrosos na luz do órgäo, a partir da transformaçäo de nitratos da dieta em nitritos, mediada por bactérias em suspensäo no líquido de estase e com o contato crônico destes carcinógenos com a mucosa esofágica. OBJETIVO: Analisar a microbiota esofágica em pacientes portadores de megaesôfago de etiologia chagásica, com especial atençäo para a presença de bactérias com capacidade de reduçäo de nitratos. CASUíSTICA: Foram estudados prospectivamente 15 pacientes portadores de megaesôfago chagásico com idades variando de 28 a 73 anos, sendo 9 do sexo feminino e 6 do sexo masculino, que foram divididos em 3 grupos iguais de 5, de acordo com o grau de dilataçäo do esôfago, segundo a classificaçäo de Rezende et al. (Grau I, Grau II e Grau III). MÉTODO: A coleta do líquido de estase para estudo microbiológico era realizada através de sonda de Levine nº 14, que era passada pela boca, por dentro de uma cânula de intubaçäo orotraqueal nº 7,5, mantendo-se sua extremidade escondida, a fim de evitar sua contaminaçäo. RESULTADOS: Foram obtidas 93,3 por cento de culturas positivas com grande variedade de microrganismos e predomínio de aeróbios Gram-positivos e anaeróbios. As concentrações de microrganismos foram tanto maiores, quanto maior o grau de dilataçäo do esôfago. Entre os microrganismos encontrados, o Staphylococcus sp, Corynebacterium sp, Peptostreptococcus sp e a Veillonella sp foram aqueles identificados como tendo a capacidade de reduçäo de nitratos a nitritos. CONCLUSÄO: No megaesôfago chagásico há bactérias na luz do órgäo com capacidade de reduçäo de nitratos da dieta, passo importante na produçäo de compostos N-nitrosos.
Descritores: Doença de Chagas/microbiologia
Acalasia Esofágica/microbiologia
Neoplasias Esofágicas/microbiologia
-Contagem de Colônia Microbiana
Doença de Chagas/complicações
Dilatação Patológica
Acalasia Esofágica/etiologia
Esôfago/microbiologia
Esôfago/patologia
Nitratos/metabolismo
Compostos Nitrosos/metabolismo
Estudos Prospectivos
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Meia-Idade
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 10 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-305463
Autor: Pereira, Rosângela Alves; Koifman, Sérgio.
Título: Associaçäo entre fatores da dieta e tumores de cérebro em adultos: uma revisäo da literatura / Association between dietary factors and brain tumors in adults: a review
Fonte: Cad. saúde pública = Rep. public health;17(6):1313-1334, nov.-dez. 2001. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Desenvolveu-se uma revisäo da literatura científica publicada entre 1986 e 1999, sobre a associaçäo entre fatores da dieta e os tumores de cérebro em adultos, com o objetivo de descrever as associaçöes observadas e discutir os aspectos metodológicos que possam influenciar os resultados observados. De um modo geral, os estudos revisados parecem apontar na direçäo de uma associaçäo moderada entre os fatores da dieta e os tumores de cérebro; há evidências de que o consumo de compostos N-nitroso possa favorecer o desenvolvimento desses tumores, e de que o consumo de vegetais e frutas pode ter papel na sua inibiçäo. A participaçäo dos respondentes substitutos nos estudos analisados, pode ter introduzido viés de memória nas informaçöes levantadas e contribuído para a inconsistência dos achados. As investigaçöes epidemiológicas sobre a associaçäo da dieta com estes tumores devem considerar a análise de outros fatores alimentares, além dos compostos N-nitroso. É necessário precisar os períodos de exposiçäo que devem ser investigados e contar com criteriosa metodologia, de modo a prevenir a ocorrência de tendenciosidades relacionadas com a seleçäo dos controles e minimizar os efeitos do viés de memória.
Descritores: Neoplasias Encefálicas
Dieta
Consumo de Alimentos
Reguladores de Proteínas de Ligação ao GTP
Fatores de Risco
-Neoplasias Encefálicas
Estudos de Casos e Controles
Compostos Nitrosos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR526.1 - Biblioteca de Saúde Pública


  7 / 10 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-276648
Autor: Pereira, Rosângela Alves.
Título: Dieta e fatores ambientais associados aos tumores de cérebro em adultos: um estudo caso-controle no Rio de Janeiro / Diet and environmental factors associated to the tumors of brain in adults.
Fonte: Rio de Janeiro; s.n; 2000. 247 p. tab.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Escola Nacional de Saúde Pública para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Os tumores do cérebro vêm ganhando importância devido ao aparente aumento da sua incidência e por sua alta letalidade. Nao está, ainda, esclarecido se a elevaçao das taxas de tumores cerebrais é reflexo da modificaçao do risco de desenvolver a doença, ou se é conseqüência da melhoria dos métodos de diagnóstico, porque, apesar dos avanços na pesquisa epidemiológica e de genética molecular, a etiologia dos tumores de cérebro permanece desconhecida. A investigaçao da associaçao entre fatores da dieta e tumores de cérebro tem considerado os compostos N-nitroso como favorecedores do desenvolvimento desses tumores e as vitaminas C e E atuando como protetores. Desenvolve-se na Regiao Metropolitana do Rio de Janeiro um estudo caso-controle de base hospitalar com o objetivo de determinar a magnitude da associaçao entre fatores de risco ambientais e os tumores de cérebro em adultos. Sao definidos como casos indivíduos de 30-65 anos, residentes na mesma regiao, internados em hospitais específicos com tumor primário de cérebro. Os controles sao indivíduos internados nas mesmas instituiçoes, pareados por sexo e freqüencia de idade, residentes na mesma área, excluídos os que tiverem diagnóstico de câncer ou de nosologias que tenham os componentes da dieta entre os seus fatores de risco. Para a obtençao dos dados utiliza-se um questionário com questoes referentes à exposiçao a fatores de risco diversos como campos eletromagnéticos, exposiçoes ocupacionais, radiaçao ionizante; defensivos agrícolas, contato com animais uso de tabaco, álcool e medicamentos, antecedents familiares de câncer, história de traumatismo craniano e os padroes de alimentaçao na adolescência e no ano anterior ao diagnóstico. Explora algumas questoes mais relevantes que emergem no estudo da epidemiologia dos tumores de cérebro, particularmente, os métodos empregados na avaliaçao do papel que os fatores da dieta exercem no desenvolvimento destes tumores.
Descritores: Neoplasias Encefálicas/etiologia
Dieta/efeitos adversos
Consumo de Alimentos
Fatores de Risco
-Neoplasias Encefálicas/epidemiologia
Estudos de Casos e Controles
Compostos Nitrosos
Responsável: BR526.1 - Biblioteca de Saúde Pública
BR526.1; R616.994, P436d


  8 / 10 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Trigueiro, Ivaldo N. S
Id: lil-190851
Autor: Trigueiro, Ivaldo N. S; Lima, Cleide Macêdo de; Costa, José Artur da.
Título: Teor de nitrito residual, e ocorrência de compostos n-nitrosos em produtos curados de carne comercializados em Recife PE / Nitrite level and presence of N-nitroso compounds in meat industrialized products in the supermarkets in Recife
Fonte: CCS;13(3):33-8, jul.-set. 1994. tab.
Idioma: pt.
Resumo: O nível de nitrito residual foi determinado em 17 produtos curados de carne obtidos em supermercados e indústrias de Recife-Pe. A determinaçäo do nível de nitrito residual nos produtos obtidos nos supermercados, mostraram que todos obedeciam os limites estipulados pela Legislaçäo Brasileira e Internacional (nível máximo de nitrito de sódio detectado 62,4 ppm). O nível de nitrito destes produtos também foram determinados durante 28 dias a 5oC. Neste período foi observada uma diminuiçäo geral nos níveis de nitrito acima de 90 por cento. Seis produtos foram analisados para verificar a presença de compostos N-nitrosos dos quais quatro apresentaram reaçäo positiva para estes compostos
Descritores: Conservação de Alimentos
Carne/análise
Nitritos/análise
Compostos Nitrosos/análise
-Brasil
Conservação de Alimentos/normas
Carne/normas
Responsável: BR8.1 - Biblioteca Central


  9 / 10 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Araújo, Adelia Cristina Pessoa
Midio, Antonio Flávio
Id: lil-96119
Autor: Araújo, Adelia Cristina Pessoa; Midio, Antonio Flavio.
Título: Nitratos, nitritos e compostos N-nitrosos em alimentos: onde está o problema? / Nitrates, nitrites and N-nitrosocompounds in foods: where is the problem?
Fonte: Ciênc. cult. (Säo Paulo);41(10):947-56, out. 1989. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: O objetivo deste artigo de revisäo é apresentar os problemas associados à presença de nitratos, nitritos e compostos. N-nitrosos em alimentos. Säo fornecidas informaçöes sobre as propriedades físico-químicas dos compostos, sua presença natural em vegetais e em alimentos processados, bem como os efeitos produzidos na exposiçäo humana: aspectos toxicológicos relacionados à ingestäo de nitratos e nitritos por adultos e crianças e á carcinogenicidade dos compostos N-nitrosos
Descritores: Alimentos
Nitratos
Nitritos
Compostos Nitrosos
-Metemoglobinemia/etiologia
Nitratos/efeitos adversos
Nitratos/metabolismo
Nitratos/toxicidade
Nitritos/efeitos adversos
Nitritos/metabolismo
Nitritos/toxicidade
Compostos Nitrosos/efeitos adversos
Compostos Nitrosos/metabolismo
Compostos Nitrosos/toxicidade
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 10 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-91510
Autor: García Roché, Miguel.
Título: La exposición exógena y endógena a los compuestos N-nitroso: necesidad de prevención en América Latina / Exogenous and endogenous exposure to N-nitroso compounds: need of its prevention in Latin America
Fonte: Rev. cuba. aliment. nutr;4(1):133-42, ene.-abr. 1990.
Idioma: es.
Resumo: Se discuten algunos resultados científicos actualizados y la posible significación de la exposición exógena y endógena a los compuestos N-nitroso; se analizan las limitaciones para la evaluación y el control de este problema, y se señala la necesidad de acometer algunas tareas relacionadas en los países de América Latina
Descritores: Exposição Ambiental
Contaminação de Alimentos
Compostos Nitrosos/toxicidade
Responsável: CU1 - INFOMED - Centro Nacional de Información de Ciencias Médicas



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde