Base de dados : LILACS
Pesquisa : D02.654.442.200 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 25 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 3 ir para página          

  1 / 25 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1001489
Autor: Dar, K K; Ali, S; Ejaz, M; Nasreen, S; Ashraf, N; Gillani, S F; Shafi, N; Safeer, S; Khan, M A; Andleeb, S; Mughal, T A.
Título: In vivo induction of hepatocellular carcinoma by diethylnitrosoamine and pharmacological intervention in Balb C mice using Bergenia ciliata extracts / Indução in vivo de carcinoma hepatocelular por dietilnitrosoamina e intervenção farmacológica em camundongos balb c usando extratos de Bergenia ciliata
Fonte: Braz. j. biol;79(4):629-638, Nov. 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Background Hepatocellular carcinoma is the most frequent primary malignancy of liver and accounts for as many as one million deaths worldwide in a year. Objectives The aim of the present study was to evaluate the anti-cancerous efficiency of Bergenia ciliata rhizome against diethylnitrosoamine induced hepatocarcinogenesis in Balb C mice. Methods One percent diethylnitrosoamine was prepared by using 99 ml of normal saline NaCl (0.9 percent) solution to which was added 1 ml of concentrated diethylnitrosoamine (DEN) solution (0.01 μg/μl). Extract of Bergenia ciliata was prepared by maceration technique. Mice were classified into four groups as follows: Group 1 a control group (N=7) received saline solution (3.5 μl/mg), group 2 (N=14) received diethylnitrosoamine (3.5 μl/mg) intraperitoneally once in a week for eight consecutive weeks, group 3 (N=7) received plant extract (150 mg/kg (Body weight)) once in a week, while group 4 (N=7) was given combination of diethylnitrosoamine (3.5 μl/mg) and plant extract (150 mg/kg (Body weight)). After eight weeks of DEN induction group 2 mice were divided into two subgroups containing seven mice each, subgroup 1 was sacrificed while subgroup 2 was treated with plant extract (150 mg/kg (Body weight)) once in a week for eight consecutive weeks. Results The model of DEN injected hepatocellular carcinomic (HCC) mice elicited significant decline in levels of albumin with concomitant significant elevations in tumor markers aspartate aminotransferase, alanine aminotransferase (ALT), lactate dehydrogenase (LDH), alpha feto protein (AFP), gamma glutamyl transferase (Y-GT), 5 nucleotidase (5NT), glucose-6-phosphate dehydrogenase (G6PDH) and bilirubin. The intraperitoneal administration of B. ciliata as a protective agent, produced significant increase in albumin levels with significant decrease in the levels of tumor markers aspartate aminotransferase (AST), alanine aminotransferase (ALT), lactate dehydrogenase (LDH), alpha feto protein (AFP), gamma glutamyl transferase (Y-GT), 5 nucleotidase (5NT), glucose-6-phosphate dehydrogenase (G6PDH) and bilirubin. Conclusion Bergenia ciliata has potent antioxidant activity, radical scavenging capacity and anticancerous properties. Bergenia ciliata extracts may provide a basis for development of anti-cancerous drug.

Resumo Antecedentes O carcinoma hepatocelular é a neoplasia primária mais frequente do fígado e é responsável por até um milhão de mortes em todo o mundo em um ano. Objetivos O objetivo do presente estudo foi avaliar a eficiência anticancerígena do rizoma de Bergenia ciliata contra a hepatocarcinogênese induzida por dietilnitrosoamina em camundongos balb c. Métodos Um por cento de dietilnitrosoamina foi preparado usando 99 ml de solução salina normal (0,9 por cento) à qual foi adicionado 1 ml de solução concentrada de dietilnitrosoamina (DEN) (0,01 μg / μl). O extrato de Bergenia ciliata foi preparado pela técnica de maceração. Os ratos foram classificados em quatro grupos: Grupo 1 grupo controle (N = 7) recebeu solução salina (3,5 mL / mg), grupo 2 (N = 14) recebeu dietilnitrosoamina (3,5 mL / mg) por via intraperitoneal uma vez por semana para oito semanas consecutivas, o grupo 3 (N = 7) recebeu extrato vegetal (150 mg / kg (peso corporal)) uma vez por semana, enquanto o grupo 4 (N = 7) recebeu combinação de dietilnitrosoamina (3,5 μl / mg) e extrato (150 mg / kg (peso corporal). Após oito semanas do grupo de indução DEN 2 ratos foram divididos em dois subgrupos contendo sete ratos cada, subgrupo 1 foi sacrificado enquanto subgrupo 2 foi tratado com extrato vegetal (150 mg / kg)) uma vez por semana durante oito semanas consecutivas. Resultados O modelo de camundongos hepatocelulares carcinômicos (CHC) injetados com DEN provocou declínio significativo nos níveis de albumina com elevações significativas concomitantes nos marcadores tumorais: aspartato aminotransferase, alanina aminotransferase (ALT), lactato desidrogenase (LDH), proteína alfa feto (AFP), gama glutamiltransferase (Y-GT), 5 nucleotidase (5NT), glicose-6-fosfato ehidrogenase (G6PDH) e bilirrubina. A administração intraperitoneal de B. ciliata como agente protetor produziu um aumento significativo nos níveis de albumina com uma diminuição significativa nos níveis dos marcadores tumorais: aspartato aminotransferase, alanina aminotransferase (ALT), lactato desidrogenase (LDH), proteína alfa feto (AFP), gama glutamiltransferase (Y-GT), 5 nucleotidase (5NT), glicose-6-fosfato desidrogenase (G6PDH) e bilirrubina. Conclusão Bergenia ciliata possui atividade antioxidante potente, capacidade de eliminação de radicais livres e propriedades anticancerígenas. Extratos de Bergenia ciliata podem fornecer uma base para o desenvolvimento de drogas anti-cancerígenas.
Descritores: Carcinoma Hepatocelular/induzido quimicamente
Carcinoma Hepatocelular/patologia
Dietilnitrosamina/farmacologia
Neoplasias Hepáticas/induzido quimicamente
Neoplasias Hepáticas/patologia
Neoplasias Experimentais/induzido quimicamente
-Extratos Vegetais/farmacologia
Saxifragaceae
Alquilantes/farmacologia
Camundongos Endogâmicos BALB C
Limites: Animais
Masculino
Ratos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 25 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-726428
Autor: Castro, Vânia Darc de; Gualtieri, Karina de Almeida; Saito, Alexandre Yukio; Tatakihara, Roberto Iemitsu; Oda, Julie Massayo Maeda; Custodio, Luiz Antonio; Dionizio Filho, Pedro Sebastião Raimundo; Tonon, Jair; Fujita, Thiago Cezar; Lopes, Leandra Fiori; Amarante, Marla Karine.
Título: Análise dos efeitos da epigalocatequina-3-galato (EGCG) de Camelliasinensis (chá verde) em modelo de hepatotoxicidade químicaexperimental induzida pela Dietilnitrosamina (DEN) / Analysis of the effects of epigallocatechin-3-gallate (EGCG) of Camellia sinensis (green tea) in experimental chemical model of hepatotoxicity induced by Diethylnitrosamine (DEN)
Fonte: Semina cienc. biol. saude;34(2):215-228, jul.-dez. 2013. graf.
Idioma: pt.
Resumo: A Dietilnitrosamina (DEN), uma substância reconhecidamente hepatotóxica e carcinogênica, foiutilizada na indução da necrose hepática centrolobular em ratos isogênicos Lewis divididos em 5 grupos de 5 animais. O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito quimiopreventivo da epigalocatequina-3-galato (EGCG), de Camellia sinensis (chá verde) no tratamento da hepatotoxicidade celular induzida pela DEN. Foi mensurada a concentração sérica da alanina aminotransferase (ALT) e aspartato aminotransferase(AST) dos diferentes grupos experimentais. No ensaio bioquímico para AST e ALT, houve diferença significativa entre os valores médios do grupo controle (163±70,32) comparado ao grupo DEN (1631±1039,44), sugerindo que a DEN influencia na função hepática. Entretanto, não houve diferença significativa entre o grupo DEN e o tratado com epigalocatequina. A lactato desidrogenase (LDH) éconsiderada um marcador bioquímico comum para avaliação da progressão tumoral, e em relação ao LDH, as amostras não apresentaram diferenças significativas entre o grupo DEN (1385,5±43,13) e DEN + EGCG 150mg ou DEN + EGCG 200mg 1537,5±1010,45). Neste trabalho foi demonstrado que a epigalocatequina nas concentrações de 150 e 200 mg/Kg não induziram alterações hepáticas e também não foi possível verificar nenhuma quimioproteção pela EGCG em animais inicialmente tratados comDEN durante 24 horas. Sendo assim, novos experimentos com diferentes concentrações de EGCG sãonecessários para comprovar seu possível efeito quimioprotetor.

Diethylnitrosamine (DEN), a known hepatotoxic and carcinogenic substance, was used in the induction of centrilobular hepatic necrosis in isogenic Lewis rats divided into 5 groups with 5 animals. The aim of this study was to evaluate the chemopreventive effect of epigallocatechin-3-gallate (EGCG)from Camellia sinensis (green tea) in the treatment of cellular hepatotoxicity induced by DEN. It was measured the serum concentration of alanine aminotransferase (ALT) and aspartate aminotransferase (AST) of the different experimental groups. In the biochemistry assay for AST and ALT, there was significant difference between median values of control group (163±70.32) compared to DEN group(1631±1039.44), suggesting that DEN influences on hepatic function. However, there was no significant difference between DEN group to that treated with epigallocatechin. Lactate dehydrogenase (LDH) is considered a common biochemical marker for evaluation of tumor progression, and regarding LDH,the samples presented no significant differences between the DEN group (1385.5±43.13) and DEN + EGCG 150mg or DEN + EGCG 200mg (1537.5± 1010.45). In this work it was demonstrated that epigallocatechin concentrations of 150 and 200 mg/kg did not induce liver alterations and though was not verified any chemoprotective effect by EGCG in animals initially treated with DEN for 24 hours. Moreover, new experiments with different concentrations of EGCG are needed to verify its possiblechemoprotector effect.
Descritores: Dietilnitrosamina
L-Lactato Desidrogenase
Ratos Endogâmicos Lew
Limites: Animais
Ratos
Responsável: BR512.1 - Biblioteca Setorial do Centro de Ciências da Saúde


  3 / 25 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-682607
Autor: Faria, Alessandra Frasnelli.
Título: Efeito do ácido ascórbico durante a hepatocarcinogênese quimicamente induzida em ratos / Effect of ascorbic acid in the chemically-induced hepatocarcinogenesis in rats.
Fonte: Niterói; s.n; 2008. 100 p. ilus, tab, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Federal Fluminense. Mestrado em Patologia Investigativa para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: Estudos em modelos animais sugerem que vitaminas que atuam como antioxidantes teriam efeito protetor na carcinogênese: o ácido ascórbico parece ser um dos mais efetivos sobre uma ampla variedade de neoplasias induzidas experimentalmente. A presente pesquisa verificou o efeito do ácido ascórbico na hepatocarcinogênese em ratos...Microscopicamente, todos os grupos apresentavam focos e nódulos fenotipicamente alterados, sendo frequentes e com prevalência de nódulos em DENA. O volume nuclear dos hepatócitos dos focos e nódulos foi similar entre os grupos. Nos grupos DENA+AA e DENA, o número e a área de focos e nódulos glutationa S transferase placentária positivos foi significativamente superior ao grupo AA, contudo o grupo DENA+AA foi significativamente inferior ao grupo DENA. A incidência dos tumores foi maior no grupo DENA. O ácido ascórbico tem efeito protetor da hepatocarcinogênese induzida em ratos.
Descritores: Ácido Ascórbico
Dietilnitrosamina
gama-Glutamiltransferase
Glutationa S-Transferase pi
Ratos Wistar
Limites: Animais
Ratos
Responsável: BR408.1 - Biblioteca da Faculdade de Medicina - BFM
BR408.1; T574.1926, F224, 2008


  4 / 25 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Cecchini, Rubens
Texto completo
Id: lil-678682
Autor: Schmitz, Wanderlei Onofre; Estevão, Dirceu; Cecchini, Rubens; Saito, Alexandre; Saridakis, Halha Ostrensky.
Título: Ação quimioprotetora do chá verde em ratos tratados com Dietilnitrosamina / Green tea chemoprotection in rats treated with Diethylnitrosamine
Fonte: Semina cienc. biol. saude;32(2):223-234, jul.-dez. 2011.
Idioma: pt.
Resumo: O chá verde (Camellia sinensis) e seus principais componentes, as catequinas, apresentam várias atividades biológicas, dentre elas a ação antioxidante e quimioprotetora contra agentes hepatotóxicos, como a dietilnitrosamina (DEN), um conhecido agente citotóxico. Este trabalho tem como objetivo avaliar e compreender os mecanismos da ação do extrato do chá verde (ECV), como agente antioxidante e quimioprotetor. Foram realizados testes in vivo com ratos Wistar machos utilizando o ECV a 2% (2mg/100mL) via oral, como única fonte de água, durante 35 dias. Para verificar a capacidade antioxidante e quimioprotetora do ECV utilizou-se a DEN (200mg/kg) como agente lesivo. Os resultados indicam que o chá verde, nas doses próximas as que são ingeridas pela população, não é capaz de inibir significativamente a lesão causada pela alta dose da DEN, mas os resultados indicaram uma tendência à quimioproteção, sugerindo que o chá verde pode agir como substância preventiva mesmo em baixas doses, frente a um agente hepatotóxico classicamente conhecido.

Green tea (Camellia sinensis) and its main components, the catechins present several biological activities such as: antioxidant and chemoprotective action against hepatotoxic agent as diethylnitrosamine (DEN), a known cytotoxic substance. This work has the objective to evaluate and understand the green tea extract (GTE) mechanisms of action as a chemoprotector agent. Therefore, tests in vivo with Wistarrats using GTE 2% (2mg/100mL) was taken orally as the only source of water for 35 days. To verify the antioxidant and chemoprotective capacity of GTE, DEN (200mg/kg) was used as a lesion agent. The results indicate that green tea if the dosage close to the ones taken by the population is not able to expressively inhibit the lesion caused for the high dose of DEN, but the results indicated a tendency to chemoprotection, suggesting to green tea may act as a prevention substance even in low dosage in presence of a classically known hepatotoxic agent.
Descritores: Antioxidantes
Camellia sinensis
Dietilnitrosamina
Tratamento Farmacológico
Responsável: BR512.1 - Biblioteca Setorial do Centro de Ciências da Saúde


  5 / 25 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-579199
Autor: Silva, Paula Regina Pereira.
Título: Avaliação do potencial genotóxico e cancerígeno do lodo de estação de tratamento de esgoto (LETE) em sistemas experimentais in vivo / In vivo evaluation of the carcinogenic potential of sewage sludge from a urban wastewater treatment plant in experimental systems.
Fonte: São Paulo; s.n; 2009. [103] p. ilus.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: A rápida oxidação da matéria orgânica dos solos tropicais é mais uma evidência da grande vantagem do uso de biossólidos como condicionadores, capazes de melhorar as características físicas, químicas e biológicas do solo com grandes reflexos na produtividade agrícola. Portanto, o presente projeto objetivou averiguar o potencial genotóxico e cancerígeno dos lotes do Lodo de Estação de Tratamento de Esgoto (LETE) gerado em uma ETE prédefinida na região da bacia hidrográfica Piracicaba, Capivari e Jundiaí (PCJ1). Estes dados poderão fornecer subsídios para a avaliação do risco das populações humanas e o meio ambiente expostas ao LETE. Foram utilizados 140 ratos Wistar machos com 8 semanas de idade, expostos, via ração, a concentrações de 10.000 e 50.000ppm de LETE, durante 6 e 8 semanas, com os iniciadores DEN (N-dietilnitrosamina) e DMH (1,2- dimetilhidrazina), conforme citado nos respectivos protocolos (Figuras 4 e 5). A avaliação toxicológica do lodo de esgoto desenvolvida pelo Núcleo de Avaliação do Impacto Ambiental Sobre a Saúde Humana (TOXICAM), enfocou os parâmetros toxicológicos, como seu potencial genotóxico, pelos testes do cometa e micronúcleo em sangue periférico e medula óssea e carcinogenicidade pelos ensaios de FCA e FHA. Os dois ensaios foram divididos em 4 grupos (FCA- GI=Controle Negativo, GII=Controle Positivo/DMH III=10.000ppmLETE e GIV=50.000ppmLETE); (FHAGI= Controle Negativo, GII=Controle Positivo/DEN, GIII=10.000ppmLETE e GIV=50.000ppmLETE). Entretanto, na 3ª semana foi realizada hepatectomia parcial em todos os animais dos respectivos grupos do ensaio de FHA. No teste do cometa foram utilizados 10 animais como controle positivo (controle interno - MNU-N-metil-N-nitrosourea), e 10 animais como controle negativo nos respectivos ensaios (FCA e FHA). Os testes em questão indicaram que o LETE não promove aumento do número de criptas...

Fast oxidation of organic matter on tropical soils is another evidence of the great advantage of using biosolids as conditioners once they are able to improve biological, chemical and physical characteristics of the soil with remarkable consequences on agricultural productivity. Therefore, the present project aimed at verifying genotoxic and carcinogenic potential plots of sludge from sewage treatment plants in a pre-defined watershed region at Piracicaba, Capivari and Jundiaí (PCJ1). These data may provide support to evaluate risks on human populations and the environment exposed to sludge from sewage treatment plants. In the study, 140 Wistar male rats, 8 weekold, were used. They were exposed, via chow, to a 10.000 and 50.000 ppm concentration of sludge from sewage treatment plants during 6 to 8 weeks with DEN initiators (diethylnitrosamine) and DMH (1,2-dimethylhydrazine) as mentioned in protocols (Figures 4 and 5). Toxicological evaluation of LETE developed by Center of Evaluation of Environmental Impact on Human Health (TOXICAM) focused toxicological parameters with its genotoxic potential by comet and micronucleus assays on peripheral blood and bone marrow in Wistar rats and carcinogenicity using ACF and AHF assays. Both assays were divided into 4 groups (ACF- GI=Negative Control, GII=Positive Control/DMH III=10.000ppmLETE and GIV=50.000ppmLETE); (AHF-GI=Negative Control, GII=Positive Positive/DEN, GIII=10.000ppmLETE and GIV=50.000ppmLETE). Therefore, on the 3rd week partial hepatectomy was performed in every animal from AHF assays respective groups. assays and to FCA comet test, using MNU (N-methyl-N-nitrosourea) as positive control. The tests in question indicated that the SS not promote increased number of aberrant crypts in the colon, number and area of foci of altered hepatocytes in the liver, lesions in DNA (comet), and also, significantly increased the frequency of micronucleus in...
Descritores: 1,TEMEFOS-DIMETILIDRAZINA
Águas Residuárias
Testes de Carcinogenicidade
Dietilnitrosamina
Metilnitrosoureia
Camundongos
Testes de Mutagenicidade
Ratos Wistar
Responsável: BR66.1 - Divisão de Biblioteca e Documentação
BR66.1; W4.DB8, S582av, FM-2, 2009


  6 / 25 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-567803
Autor: Rainho, Claudia R. de; Kaezer, Andréa; Aiub, Claudia A. F; Felzenszwalb, Israel.
Título: Ability of Allium cepa L. root tips and Tradescantia pallida var. purpurea in N-nitrosodiethylamine genotoxicity and mutagenicity evaluation
Fonte: An. acad. bras. ciênc;82(4):925-932, Dec. 2010. ilus, tab.
Idioma: en.
Resumo: N-nitroso compounds, such as N-nitrosodiethylamine (NDEA), can be formed by the reaction of secundary amines with nitrosating agents, and are suspected to be involved in tumors in humans. NDEA has been considered a weak carcinogen in genotoxic assays probably due to the inefficient nitrosamine activation system that is used and/or to the efficient repair system. In this work, we evaluated the sensibility of Allium cepa L. root tips and Tradescantia stamen hair mutation assay (Trad-SH) using Tradescantia pallida var. purpurea for NDEA (0.1; 0.5; 5 and 25mM) genotoxicity and mutagenicity induction. Allium cepa L. was treated with different NDEA concentrations for 3h, for 3 consecutive days, including negative control (distilled water) and positive control maleic hydrazide (MH 30mg/mL). After treatment, the roots were hydrolyzed, squashed, and the mitotic index (MI) and cytological abnormalities were scored. The results revealed a cytostatic effect of NDEA (0.5 and 5mM), showing a significant reduction in the MI. Chromosome stickiness suggests a NDEA toxic effect. T. pallida purpurea did not respond to mutagens with a dose-dependent pattern. In conclusion, our study indicates that the root tips of Allium cepa L. have sensibility to detect NDEA genotoxicity, but not for Trad-SH test.

Nitrocompostos, como N-nitrosodietilamina (NDEA), podem ser formados pela reação entre uma amina secundária e agentes nitrosantes e são suspeitos de estarem envolvidos na formação de tumores em humanos. NDEA é considerada um carcinógeno fraco e ensaios genotóxicos provavelente pela utilização de um sistema de ativação ineficiente e/ou pela utilização de um eficiente sistema de reparo. Neste trabalho, nós avaliamos a sensibilidade de ensaios com Alliu cepa L. e Tradescantia pallida var. purpurea (Trad-SH) à genotoxicidade e mutagenicidade induzidas por diferentes concentrações de NDEA (0,1; 0,5; 5 e 25mM) por 3h, por 3 dias consecutivos, incluindo controle negativo (água destilada) e controle positivo, hidrazida maleica (MH 30mg/mL). Depois do tratamento, as raízes foram hidrolizadas, esmagadas e o índice mitótico (IM) e anormalidades citológicas foram contadas. Os resultados revelaram um efeito citostático de NDEA (0,5 e 5mM), pela significante redução do IM. Chromosome stickiness sugere um efeito citotóxico de NDEA. T pallida purpurea não respondeu ao mutágeno com um padrão dose dependente. Em conclusão, nossos estudos indicaram que raízes de Allium cepa L. possue sensibilidade na detecção genotóxica de NDEA, mas não para o ensaio Trad-SH.
Descritores: Aberrações Cromossômicas/induzido quimicamente
Dietilnitrosamina/toxicidade
Cebolas/efeitos dos fármacos
Raízes de Plantas/efeitos dos fármacos
Tradescantia/efeitos dos fármacos
-Cromossomos de Plantas/efeitos dos fármacos
Cromossomos de Plantas/genética
Testes de Mutagenicidade
Cebolas/genética
Raízes de Plantas/genética
Tradescantia/genética
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 25 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-566823
Autor: Visoni, Sílvia Beatriz Coutinho.
Título: O papel das enzimas CYP2A na susceptibilidade ao câncer do esôfago e sua regulação / The role of CYP2A enzymes in susceptibility to esophageal cancer and its regulation.
Fonte: Rio de Janeiro; s.n; 2009. 125 p. ilus.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Instituto de Biologia Roberto Alcantara Gomes para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: As nitrosaminas são pré-carcinógenos presentes no cigarro e em alguns alimentos e são os únicos compostos capazes de induzir tumores no esôfago de animais experimentais. Uma vez que as nitrosaminas somente se tornam cancerígenos após serem metabolizadas por enzimas CYP, a presença de um CYP capaz de ativá-las é fundamental para a susceptibilidade tecidual à indução de tumores por estes carcinógenos. A indução de tumores esofágicos pelas nitrosaminas varia entre os animais experimentais, sendo o rato a espécie mais susceptível. Em 2001, nosso grupo identificou o CYP2A3 como sendo a principal enzima responsável pela ativação da NDEA no esôfago de ratos. Por outro lado, nenhuma das nitrosaminas testadas até o momento induz tumores esofágicos no hamster, sendo o fígado o principal órgão-alvo. Com o objetivo de achar uma explicação mecanística para a resistência do esôfago do hamster às nitrosaminas, neste trabalho nós caracterizamos a expressão de enzima CYP2A no esôfago deste animal e comparamos o metabolismo da NDEA entre esôfago e fígado. Mostramos que tanto o esôfago quanto o fígado expressam os mRNAs dos CYP2A8, CYP2A9 e CYP2A16. A expressão protéica, no entanto, é diferente entre os tecidos. Os resultados de Western blotting mostram que, apesar do esôfago e fígado expressarem uma isoforma em comum, o esôfago expressa uma segunda isoforma que não é presente no fígado, enquanto o fígado expressa uma proteína que não é detectada no esôfago. Surpreendentemente, também detectamos uma alta ativação da NDEA pelos microssomos esofágicos. Porém, a eficiência catalítica desta reação foi cerca de 40 vezes menor do que a detectada nos microssomos hepáticos. Um anticorpo anti-CYP2A6 humano foi capaz de inibir o metabolismo da NDEA em microssomos esofágicos, mas não hepáticos. A diferença na eficiência catalítica da reação de NDEA entre esôfago e fígado pode explicar porque as nitrosaminas nunca induzem tumores esofágicos em hamsters. Devido ao papel dos CYP2A...

Nitrosamines are pre-carcinogens found in food and cigarette smoke and are the only compounds known to induce esophageal tumors in experimental animals. Nitrosamines become active carcinogens tumors only after being metabolized by CYP enzymes. Therefore, CYP expression is essential for tissue-specific tumor induction by nitrosamines. Esophageal tumor induction by nitrosamines varies amongst experimental animals, with the rat being the most sensitive species. We have previously shown that CYP2A3 is expressed in the rat esophagus and that CYP2A3 is responsible for NDEA activation in this tissue. On the other hand, none of the nitrosamines tested so far induces esophageal tumors in hamsters, with the liver being the main target-organ for nitrosamine induced tumors. In order to find a mechanistic explanation for its esophageal resistance to nitrosamines, we have characterized CYP2A expression in hamster esophagus and liver and compared NDEA metabolism between these tissues. Hamster esophagus and liver express CYP2A8, CYP2A9 and CYP2A16 mRNAs. However, protein expression is different between the tissues, and our Western blotting results showed that, whereas both the esophagus and liver express two CYP2A isoforms each, only one of the isoforms is similar in both tissues. Surprisingly, we have detected a high NDEA activation in the esophageal microsomes. However, the catalytic efficiency for this reaction was about 40-fold lower than the one detected for hepatic microsomes. An antibody against human CYP26 was able to inhibit NDEA in hamster esophageal, but not liver microsomes. The difference in the catalytic efficiency towards NDEA metabolism between esophagus and liver could help to explain hamster esophageal resistance to nitrosamines. CYP2A inhibition could be a promising approach in chemoprevention, leading to a reduction of the diseases associated with tobacco smoking. There are few data about CYP2A inhibition in experimental animals...
Descritores: Dietilnitrosamina
Indução Enzimática
Neoplasias Esofágicas/enzimologia
Neoplasias Esofágicas/induzido quimicamente
Nitrosaminas/antagonistas & inibidores
Nitrosaminas/metabolismo
/genética
SISTEMA ENZIMATICO DO CITOCROMO P-ALDEHYDES/genética
-Esôfago/patologia
Ratos
Limites: Animais
Ratos
Responsável: BR1365.1 - Biblioteca Biomédica A - CB/A
BR1365.1


  8 / 25 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-550075
Autor: Castro Junior, Miguel Angelo Martins de; Kruel, Cleber Dario Pinto; Meurer, Luise; Castro, Angela Potter de.
Título: Expressão imunohistoquímica de P53 e Ki-67 na carcinogênese esofágica induzida pela dietilnitrosamina: modelo experimental / Immunohistochemical expression of P53 and Ki-67 in diethylnitrosamine-induced carcinomas esophageal: experimental model
Fonte: Rev. Col. Bras. Cir;37(2):128-134, mar.-abr. 2010. graf, tab.
Idioma: pt.
Resumo: OBJETIVO: Avaliar a expressão imunohistoquímica de p53 e ki-67 na carcinogênese esofágica induzida quimicamente através do uso de dietilnitrosamina, em um grupo de 100 camundongos fêmeas. MÉTODOS: O estudo experimental foi realizado com quatro grupos de animais, onde os grupos I e II foram considerados controles, sendo diferenciados por gavagem esofágica, uma vez semana, com água fria (temperatura ambiente) ou quente (60º-70ºC). E os grupos III e IV foram considerados estudos, os quais receberam dietilnitrosamina por três dias consecutivos semanalmente, também sendo diferenciados por gavagem, uma vez por semana, com água fria ou quente. O estudo apresentou datas progressivas de sacrifícios com coleta de peças esofágicas, que iniciava aos 30 dias de experimento e terminava aos 150 dias. Demonstrou-se que não houve diferença na incidência tumoral quando foi acrescida a variável temperatura da água; provavelmente devido ao episódio único semanal que era adicionado ao animal em experimentação. RESULTADOS: A análise imunohistoquímica do p53 não evidenciou diferença estatística durante a evolução da carcinogênese até 150 dias, porém quando analisado a relação com alterações patológicas demonstra-se que apresenta significância em relação à patologia baixo grau de displasia, alto grau e carcinoma. CONCLUSÃO: A análise imunohistoquímica do ki-67 demonstrou diferença estatística durante a evolução da carcinogênese a partir do dia 120 de experimento e quando analisada a relação com alterações patológicas demonstrou-se que apresenta significância também em relação à lesão intraepitelial de alto grau e carcinoma.

OBJECTIVE:To evaluate the expression of P53 and Ki-67 during esophageal diethylnitrosamine (DEN)-induced carcinogenesis in 100 mice by immunohistochemistry. METHODS: The animals were assigned to 4 groups, receiving water and food ad libitum. Control groups I and II received weekly esophageal gavage with cold (room temperature) or hot (60-70ºC) water, respectively. Experimental groups III and IV were treated with DEN for 3 consecutive days during the week, and one weekly gavage as above. The mice were sacrificed in different periods from day 30 to day 150 after the beginning of the experiment, for collection of esophageal samples which were then submitted to microscopic and immunohistochemical analyses. The temperature of the water administered by gavage was not related to the frequency of esophageal tumors. RESULTS:The expression of Ki-67 was significantly higher in high-grade intraepithelial lesion (I.L.), and the expression of P53 was also higher in low-grade I.L. CONCLUSION:The results emphasize the direct relationship of the carcinogenic process with early cell alterations detected by immunohistochemistry.
Descritores: Carcinoma de Células Escamosas/imunologia
Neoplasias Esofágicas/imunologia
/biossíntese
KI-ABDOMEN, ACUTEABDOMINAL INJURIES ANTIGEN/biossíntese
/biossíntese
TUMOR SUPPRESSOR PROTEIN PDIPETALONEMA INFECTIONS/biossíntese
-Carcinoma de Células Escamosas/induzido quimicamente
Dietilnitrosamina/administração & dosagem
Neoplasias Esofágicas/induzido quimicamente
Imuno-Histoquímica
Limites: Animais
Feminino
Camundongos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 25 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Chile
Texto completo
Id: lil-548035
Autor: Pradeep, Kannampalli; Raj Mohan, Chandrasekaran Victor; Gobianand, Kupannan; Karthikeyan, Sivanesan.
Título: Protective effect of Cassia fistula Linn. on diethylnitrosamine induced hepatocellular damage and oxidative stress in ethanol pretreated rats
Fonte: Biol. Res;43(1):113-125, 2010. ilus, graf.
Idioma: en.
Projeto: UGC. UWPFE.
Resumo: Diethylnitrosamine (DEN), found in many commonly consumed foods, is widely reported to induce cancer in animals and humans. The aim of the present study was to investigate the hepatoprotective and antioxidant activities of the leaf extract of the medicinal plant Cassia fistula Linn. against diethylnitrosamine induced liver injury in ethanol pretreated rats. Albino Wistar rats, pretreated with ethanol for 15 days, were administered a single dose of DEN. Thirty days after DEN administration, hepatotocellular damage was observed histologically, along with elevated levels of serum AST, ALT, ALP, LDH, γ-GT and bilirubin and a simultaneous fall in the levels of the marker enzymes in the liver tissue. Liver oxidative stress was confirmed by elevated levels of lipid peroxidation (LPO) and a decrease in enzymic and non-enzymic antioxidants activities. Oral administration of the ethanolic leaf extract (ELE) of Cassia fistula for 30 days to ethanol + DEN treated rats significantly improved the above alterations in the markers of hepatotoxicity and oxidative stress, resulting in the reversal of most of the parameters studied and were comparable to the standard hepatoprotective drug silymarin.
Descritores: Cassia/química
Dietilnitrosamina/toxicidade
Doença Hepática Induzida por Substâncias e Drogas/tratamento farmacológico
Extratos Vegetais/uso terapêutico
-Antioxidantes
Doença Hepática Induzida por Substâncias e Drogas/enzimologia
Doença Hepática Induzida por Substâncias e Drogas/etiologia
Doença Hepática Induzida por Substâncias e Drogas/patologia
Etanol/toxicidade
Peroxidação de Lipídeos/efeitos dos fármacos
Estresse Oxidativo/efeitos dos fármacos
Extratos Vegetais/farmacologia
Ratos Wistar
Limites: Animais
Masculino
Ratos
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 25 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-546839
Autor: Kruel, Cleber Rosito Pinto; Pinto, Luis Felipe Ribeiro; Blanco, Tania Cristina Moita; Barja-Fidalgo, Theresa Christina; Melo, Levi Lourenzo; Kruel, Cleber Dario Pinto.
Título: Evaluation of the heme oxygenase-1 expression in esophagitis and esophageal cancer induced by different reflux experimental models and diethylnitrosamine / Avaliação da expressão da Heme Oxigenase-1 em esofagite e câncer de esôfago induzidos por diferentes modelos experimentais de refluxo e diethilnitrosamina
Fonte: Acta cir. bras;25(3):304-310, May-June 2010. ilus, tab.
Idioma: en.
Resumo: PURPOSE: To study the expression of heme-oxygenase-1 (HO-1), an enzyme induced by oxidative stress, in specimens obtained from an experimental model in rats that evaluated the role of gastric and duodenal reflux in esophageal carcinogenesis. METHODS: Esophageal specimens embedded in paraffin obtained from different experimental groups of rats were used for immunohistochemistry analysis of HO-1 expression. The rats had been divided into the following groups and were killed after 22 weeks: (1) cardioplasty to induce acid reflux; (2) esophagoduodenal anastomosis to induce duodenal reflux; (3) no treatment; (4) cardioplasty + diethylnitrosamine (DEN); (5) esophagoduodenal anastomosis + DEN; and (6) DEN. The study sample comprised 3 specimens from each group with the most severe histopathological lesions found on each study branch. RESULTS: The expression of HO-1 was seen only in rat specimens submitted to esophagoduodenal anastomosis (Groups 2 and 5), and the analysis of mean fluorescence intensity revealed a significant increase of HO-1 expression (4.8 and 4.6 fold, respectively) when compared with the control group (Group 3) (p<0.05). The main target for HO-1 induction was the inflammatory cells inside the tumor or in subepithelial areas. Rats exposed to gastric reflux had no HO-1 expression. CONCLUSION: Reflux esophagitis induced by reflux of duodenal contents, which provoked considerable oxidative stress, may play an important role in esophageal carcinogenesis. Acid reflux did not induce oxidative stress in this experimental model.

OBJETIVO: Estudar a expressão da HO-1 (enzima induzida pelo estresse) em diferentes peças esofágicas obtidas de um estudo experimental em ratos que avaliou o papel do refluxo gastroesofágico e duodeno esofágico na carcinogênese experimental. MÉTODOS: Blocos de parafina contendo peças de esôfago provenientes de um estudo experimental com ratos foram utilizados para verificar a expressão imunohistoquímica da HO-1. Os ratos haviam sido divididos nos seguintes grupos: (1) Cardioplastia com o objetivo de promover refluxo ácido, (2) Anastomose esofagoduodenal para indução de refluxo misto (ácido e biliar), (3) sem tratamento (controles), (4) cardioplastia + dietil-nitrosamina (DEN), (5) Anastomose esofagoduodenal + DEN, (6) DEN. Amostras contendo três peças de cada grupo com as lesões histopatológicas mais graves encontradas em cada braço do estudo foram escolhidas para avaliação da expressão imunoistoquímica da HO-1. RESULTADOS: A expressão da HO-1 foi observada somente nas peças de esôfago de ratos submetidos à anastomose esofagoduodenal (Grupos 2 e 5) e analise da intensidade média da fluorescência demonstrou uma diferença significativa na expressão da HO-1 nesses grupos quando comparada com o grupo controle (4,8 e 4,6 vezes respectivamente) (p<0,05). As células inflamatórias localizadas dentro dos tumores e nas regiões adjacentes ao epitélio foram as que mais intensamente expressaram a HO-1. Ratos expostos ao refluxo ácido (gástrico) apresentaram pouca ou nenhuma atividade da HO-1. CONCLUSÃO: Esofagite de refluxo induzida pelo refluxo com conteúdo duodenal provocou considerável estresse oxidativo, que parece exercer um papel importante na carcinogênese esofágica. O refluxo puramente ácido não foi capaz de induzir estresse oxidativo nesse modelo experimental
Descritores: Carcinoma/induzido quimicamente
Neoplasias Esofágicas/induzido quimicamente
Esofagite/induzido quimicamente
Refluxo Gastroesofágico/complicações
Heme Oxigenase-1/análise
-Biomarcadores/análise
Carcinógenos
Dietilnitrosamina
Modelos Animais de Doenças
Esôfago/enzimologia
Estresse Oxidativo
Ratos Wistar
Limites: Animais
Ratos
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 3 ir para página          
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde