Base de dados : LILACS
Pesquisa : D02.705.400.550 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 3 [refinar]
Mostrando: 1 .. 3   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 3 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Spadotto, Cláudio A
Id: lil-306789
Autor: Spadotto, Cláudio A; Filizola, Heloisa; Gomes, Marco A. F.
Título: Avaliaçäo do potencial de lixiviaçäo de pesticidas em latossolo da regiäo de Guaíra, SP / Assessing leaching potential of pesticides in oxisol from Guaíra region, state of Säo Paulo, Brazil
Fonte: Pesticidas;11:127-136, jan.-dez. 2001. ilus, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Os potenciais de lixiviaçäo de dezenove pesticidas nos primeiros 60 cm de latossolo da regiäo de Guaíra, Estado de Säo Paulo, foram estimados mediante fator deatenuaçäo (AF). O modelo aplicado considerou propriedades do pesticida e do solo, assim como a taxa de recarga hídrica líquida. Os pesticidas com maior potencial de lixiviaçäo foram manocrotofós>carbofuranmetalaxil>aldicarb>metolactor>metamidofós. Para todos os pesticidas estudados naquele latossolo, o tratamento da lixiviaçäo devido à volatilizaçäo foi muito pequeno quando comparado com o retardamento devido à sorçäo:Todos os pesticidas que apresentaram os mais altos potenciais delixiviaçäo foram os mais solúveis em água, com valores do coeficiente de partiçäo (Koc) iguais ou menores que 200 mL/g. Além disso, a meia-vida da maioria destes pesticidas excedeu 30 dias. Os resultados obtidos permitiram estimar que 15,2 por cento do Monocrotofós, 5,7 por cento do Carbofuran e 2,5 por cento do Metalaxil que atinge a superfície do solo ultrapassariam os primeiros 60 cm do perfil do solo, sendo que cerca de 8 mg para cada 100g de Monocrotofós aplicados na superfície do solo passariam através dos primeiros 3m. Com base nos baixos valores de AF calculdados, o potencial de lixiviaçäo dos pesticidas que tem sido usados em áreas agrícolas de Guaíra (SP) sobre latossolos apresenta-se baixo, assim como o consequente risco de contaminaçäo da água subterrânea
Descritores: Meio Ambiente
Saúde Ambiental
Percolação
Praguicidas
-Aldicarb
Carbofurano
Poluição de Águas Subterrâneas
Monocrotofós
Responsável: BR16.1 - Biblioteca de Ciências da Saúde


  2 / 3 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-226500
Autor: Tagliari Calliari, Mara Regina.
Título: Monocrotofós e estresse: efeitos da exposiçäo pré-natal no desenvolvimento físico e comportamental da prole de ratas / Monocrotophos and stress: effect of prenatal exposure in rats offsring's behavioral and physical development.
Fonte: Säo Paulo; s.n; 1998. 143 p. ilus, tab, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de Säo Paulo. Faculdade de Ciências Farmacêuticas para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: O presente trabalho propôs-se a estudar os efeitos da exposiçäo pré-natal a dois fatores diversos: ao inseticida organofosforado monocrotofós e ao estresse por contençäo, durante o período organogênico, e evidenciar as possíveis alteraçöes no desenvolvimento físico e comportamental da prole de ratas observadas no período pós-natal. Foram utilizadas ratas Wistar prenhes subdivididas em dois grupos: estressado e näo estressado, que receberam, por gavage, do 6º ao 15º dias da gestaçäo, 1 mg/kg/dia do monocrotofós (tratado) ou água destilada (controle), e que após o parto tiveram suas ninhadas avaliadas quanto ao desenvolvimento físico e comportamental. Durante o período de tratamento as ratas dos grupos estressados (controle e tratado), apresentaram níveis plasmáticos de corticosterona, cerca de 3 vezes mais elevados do que o normal...
Descritores: Monocrotofós
Prole de Múltiplos Nascimentos
Compostos Organofosforados/toxicidade
Exposição a Praguicidas
Toxicologia
-Corticosterona/administração & dosagem
Imobilização
Inseticidas/toxicidade
Exposição Materna
Diagnóstico Pré-Natal
Ratos Wistar
Estresse Fisiológico
Limites: Animais
Ratos
Responsável: BR40.1 - DBD - Divisão de Biblioteca e Documentacão do Conjunto das Químicas
BR40.1; 615.9


  3 / 3 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Carvalho, Geraldo Andrade
Id: lil-186345
Autor: Mayrink, Júlio César; Carvalho, Geraldo Andrade; Netto, Arnaldo Junqueira.
Título: Controle da cigarrinha-verde (Empoasca kraemeri (Ross & Moore, 1957) (Hemiptera - Homoptera: cicadellidae)) no feijoeiro (Phaseolus vulgaris) / Control of cigarrinha-verde (Empoasca kraemeri (Ross & Moore, 1957) (Hemiptera - Homoptera: cicadellidae)) in the beans (Phaseolus vulgaris)
Fonte: Pesticidas;4(4):21-6, jan.-dez. 1994. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Estudou-se os efeitos tóxicos dos inseticidas esfenvalerato, fenitrotion, fenpropatrin e monocrotofos sobre as ninfas de E. kraemeri em cultura de feijoeiro. A pesquisa doi conduzida no município de Nepomuceno - MG, utilizando uma lavoura comerical de cultivar "Carioca". Os compostos foram diluídos em água nas doses recomendadas pelos fabricantes para o controle de pragas, sendo a aplicaçäo realizada através de um pulverizador costal, propiciando volume de aplicaçäo de 400 L/ha. Os resultados mostraram que todos os compostos controlaram a praga em questäo, porém o fenitrotion na dose de 750 g i.a./ha apresentou o maior nível médio de controle.
Descritores: Pragas da Agricultura
Fabaceae
Hemípteros
Controle de Insetos
Inseticidas/toxicidade
Insetos/efeitos dos fármacos
-Fenitrotion/toxicidade
Inseticidas/administração & dosagem
Monocrotofós/toxicidade
Ninfa/efeitos dos fármacos
Limites: Animais
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde