Base de dados : LILACS
Pesquisa : D02.886.489.534 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 19 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 2 ir para página        

  1 / 19 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1097387
Autor: Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos em Saúde.
Título: Informe diário de evidências COVID-19: busca realizada em 21 de maio de 2020 / COVID-19 daily evidence report: search conducted on May 21, 2020.
Fonte: Brasília; s.n; 21 maio 2020.
Idioma: pt.
Resumo: O Informe Diário de Evidências é uma produção do Ministério da Saúde que tem como objetivo acompanhar diariamente as publicações científicas sobre tratamento farmacológico e vacinas para a COVID-19. Dessa forma, são realizadas buscas estruturadas em bases de dados biomédicas, referente ao dia anterior desse informe. Não são incluídos estudos pré-clínicos (in vitro, in vivo, in silico). A frequência dos estudos é demonstrada de acordo com a sua classificação metodológica (revisões sistemáticas, ensaios clínicos randomizados, coortes, entre outros). Para cada estudo é apresentado um resumo com avaliação da qualidade metodológica. Essa avaliação tem por finalidade identificar o grau de certeza/confiança ou o risco de viés de cada estudo. Para tal, são utilizadas ferramentas já validadas e consagradas na literatura científica, na área de saúde baseada em evidências. Cabe ressaltar que o documento tem caráter informativo e não representa uma recomendação oficial do Ministério da Saúde sobre a temática. Foram encontrados 21 artigos.
Descritores: Pneumonia Viral/tratamento farmacológico
Infecções por Coronavirus/tratamento farmacológico
Progressão da Doença
Betacoronavirus/efeitos dos fármacos
-Azatioprina/uso terapêutico
Zinco/uso terapêutico
Metilprednisolona/uso terapêutico
Metotrexato/uso terapêutico
Corticosteroides/uso terapêutico
Azitromicina/uso terapêutico
Heparina de Baixo Peso Molecular/uso terapêutico
Ritonavir/uso terapêutico
Combinação de Medicamentos
Oseltamivir/uso terapêutico
Lopinavir/uso terapêutico
Inibidores do Fator de Necrose Tumoral/uso terapêutico
Hidroxicloroquina/uso terapêutico
Mercaptopurina/uso terapêutico
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Revisão Sistemática
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 19 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-943284
Autor: Gomes-Carneiro, Maria Regina.
Título: Estudo dos efeitos da co-exposição aos antineoplásicos hidroxiuréia e 6-mercaptopurina sobre o desenvolvimento embriofetal de ratos / [Study of the effects of co-exposure to hydroxyurea and 6- antineoplastic agents mercaptopurine on the embryo-fetal development of rats].
Fonte: Rio de Janeiro; s.n; 2016. ilus.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Os antineoplásicos hidroxiureia (HU) e 6-mercaptopurina (6MP) inibem a síntese do DNA. A HU inibe a enzima ribonucleotideo redutase (RR) que converte ribonucleotídeos em desoxirribonucleotídeos, resultando em bloqueio da síntese de DNA. A 6MP é ativada pela via HGPRT que origina nucleotídeos de 6-tioguanina, incorporados erroneamente ao DNA. HU e 6MP são teratógenos potentes em roedores e afetam o desenvolvimento da prole das mães expostas. Estudos indicam que os efeitos da co-administração desses fármacos não são explicados pela mera adição dos efeitos isolados, entretanto, o modo pelo qual eles interagem não está claro.Na primeira parte deste trabalho investigamos as relações dose-efeito embriotóxico da HU e 6-MP; na segunda, analisamos os efeitos das exposições sequenciais ou concomitantes aos dois fármacos sobre o desenvolvimento pré-natal. Avaliamos embrioletalidade, retardo do crescimento e indução de anomalias externas e esqueléticas fetais. Os experimentos envolveram: cruzamento dos animais; tratamento das ratas grávidas (DG11) com HU ou 6-MP; cesariana e retirada do útero (DG21); fixação dos fetos, diafanização e coloração do esqueleto; avaliação dos esqueletos. Na segunda parte deste estudo, selecionamos a dose máxima não teratogênica de HU (250 mg/kg ip) e uma dose embriotóxica de 6MP (24 mg/kg sc) e testamos os efeitos combinados desses fármacos, injetados concomitantemente, ou com intervalos de 2 ou 4 horas, em quatro grupos de ratas grávidas: Não tratadas; Tratadas com HU e veículo; Tratadas com veículo e 6MP; Tratadas com HU e 6MP. Os resultados mostraram que a administração concomitante de HU atenuou vários efeitos da 6MP, como as proporções de fetos mortos e malformados, a redução dos pesos fetal e placentário, e o aumento da incidência de anomalias externas e ósseas...

The cytotoxic chemotherapeutics hydroxyurea (HU) and 6-ercaptopurine (6MP) inhibit DNA synthesis. HU inhibits the enzyme ribonucleotide reductase (RR) which converts ribonucleotides into deoxyribonucleotide leading to blockage of DNA synthesis. 6MP is activated by HGPRT and undergoes kinase reactions forming 6-thioguanine nucleotides which are erroneously incorporated into DNA. HU and 6MP are potent teratogens in rodents and affect the development of the offspring ofexposed mothers. Some studies suggest that responses resulting from the combined administration of these drugs cannot be explained by the sum of individual effects however the way they interact is unclear. In the first part of this work we investigated the dose-embryotoxic response of HU and 6MP; in the second, we analyzed the effects of sequential and concurrent exposure to both drugs on prenatal development. Embryolethality, growth retardation and induction of fetal external and skeletalabnormalities were evaluated. All the experiments included: mating of males and females; treatment of pregnant females (GD11) with HU or 6MP; cesarean section and removal of gravid uterus (GD21); clearing and staining fetuses for skeleton evaluation. In the second part of this study, the maximumnon teratogenic dose of HU (250 mg/kg ip) and a clear embryotoxic dose of 6MP (24 mg/kg sc) were selected to be injected in the dams at intervals of 2 or 4 hours, or concurrently. Four experimental groups of pregnant females were constituted: Untreated; Treated with HU and vehicle; Treated with vehicle and 6MP; Treated with HU and 6MP. Concomitant administration of HU attenuated various effects of 6MP, such as the proportion of dead and malformed fetuses, the reduction of fetal and placental weights and the increase in incidence of external/skeletal abnormalities...
Descritores: Antineoplásicos
Interações Medicamentosas
Efeitos Colaterais e Reações Adversas Relacionados a Medicamentos
Hidroxiureia
Mercaptopurina
Limites: Animais
Ratos
Tipo de Publ: Estudo de Avaliação
Responsável: BR440.1 - Biblioteca Geraldo Matos de Sá . Hospital do Câncer I
BR440.1


  3 / 19 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: lil-741342
Autor: Somasekhar, Vanita.
Título: Optimization and validation of an RP-HPLC method for the estimation of 6-mercaptopurine in bulk and pharmaceutical formulations
Fonte: Braz. j. pharm. sci;50(4):793-797, Oct-Dec/2014. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: A reverse phase HPLC method is described for the determination of 6-mercaptopurine in bulk and tablets. Chromatography was carried on a C18 column using a mixture of acetonitrile and 0.05 mol/L sodium acetate buffer (10:90 v/v) as the mobile phase at a flow rate of 1 mL/min-1 with detection at 324 nm. The retention time of the drug was 3.25 min. The detector response was linear in the concentration of 0.01-5 μg/mL. The limit of detection and limit of quantification were 17 and 52 ng/mL respectively. The method was validated by determining its sensitivity, linearity, accuracy and precision. The proposed method is simple, economical, fast, accurate and precise and hence can be applied for routine quality control of mercaptopurine in bulk and tablets.

Descreve-se método de CLAE em fase reversa para a determinação de mercaptopurina a granel e em comprimidos. A cromatografia foi realizada em coluna C18, utilizando mistura de acetonitrila em tampão acetato de sódio 0,05 mol/L (10:90 v/v) como fase móvel, com fluxo de 1 mL/min e detecção a 324 nm. O tempo de retenção do fármaco foi de 3,25 min. A resposta do detector foi linear na concentração de 0,01-5 μg/mL. O limite de detecção e o limite de quantificação foram de 17e 52 ng/mL, respectivamente. O método foi validado pela determinação de sua sensibilidade, linearidade, acurácia e precisão. O método proposto é simples, econômico, rápido, acurado e preciso e, então, pode ser aplicado para controle de qualidade de rotina da mercaptopurina em batelada e em comprimidos.
Descritores: Mercaptopurina/análise
Química Farmacêutica/classificação
Cromatografia Líquida de Alta Pressão/métodos
-Cromatografia de Fase Reversa
Controle de Qualidade
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 19 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-480235
Autor: Alves, José Galvão; Melo, Cintia Bracarense; Figueiredto, Gislaine Pinho de.
Título: Curso Terapêutica em Gastroenterologia: retocolite ulcerativa / Gastroenterology Therapeutics Course: ulcerative rectocolitis
Fonte: J. bras. med;90(6):49-52, jun. 2006. tab.
Idioma: pt.
Resumo: A retocolite ulcerativa é uma doença intestinal inflamatória de causa desconhecida e patogênege complexa. A apresentação clínica depende da extensão e da gravidade da doença, podendo ocorrer diarréia, cólica abdominal, sangramento retal e urgência fecal. Em cerca de 20 por cento - 30 por cento dos casos, além das queixas intestinais, há manifestações dita extra-intestinais. A terapia farmacológica também varia de acordo com características da doença como extensão da inflamação colônica e gravidade do quadro.
Descritores: Adjuvantes Imunológicos/efeitos adversos
Adjuvantes Imunológicos/uso terapêutico
Corticosteroides
Colite Ulcerativa
-Mercaptopurina
Azatioprina
Budesonida
Ciclosporina
Responsável: BR1365.1 - Biblioteca Biomédica A - CB/A


  5 / 19 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Romanha, A. J
Texto completo
Id: lil-357554
Autor: Oliveira, B. M; Romanha, A. J; Alves, T. M. A; Viana, M. B; Zani, C. L.
Título: An improved HPLC method for the quantitation of 6-mercaptopurine and its metabolites in red blood cells
Fonte: Braz. j. med. biol. res = Rev. bras. pesqui. méd. biol;37(5):649-658, May 2004. ilus, tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: A procedure is described for the rapid determination of the intra-erythrocyte concentration of 6-mercaptopurine (6-MP) and its metabolites, 6-thioguanine nucleotides (6-TGN) and 6-methylmercaptopurine (6-MMP). Erythrocytes (8 x 10(8) cells) in 350 æl Hanks solution containing 7.5 mg dithiothreitol were treated with 50 æl 70 percent perchloric acid. The precipitate was removed by centrifugation (13,000 g) and the supernatant hydrolyzed at 100§C for 45 min. After cooling, 100 æl was analyzed directly by HPLC using a Radialpack Resolve C18 column eluted with methanol-water (7.5:92.5, v/v) containing 100 mM triethylamine. 6-TG, 6-MP and the hydrolysis product of 6-MMP, 4-amino-5-(methylthio)carbonyl imidazole, were monitored at 342, 322 and 303 nm using a Shimadzu SPD-M10A diode array UV detector. The analytes eluted at 5.3, 6.0 and 10.2 min, respectively. The calibration curves were linear (rý > 0.998), and the analytical recoveries were 73.2 percent for 6-TG, 119.1 percent for 6-MP and 97.4 percent for 6-MMP. The intra- and inter-assay variations were highest for 6-MP (9.6 and 14.3 percent, respectively). The lowest detectable concentrations were 3, 3 and 25 pmol/8 x 10(8) erythrocytes for 6-TG, 6-MP and 6-MMP, respectively. The quantification limits (coefficients of variation <15 percent) were 8, 10 and 70 pmol/8 x 10(8) erythrocytes for 6-TG, 6-MP and 6-MMP, respectively. The method was applied to the analysis of 183 samples from 36 children under chemotherapy for acute lymphoblastic leukemia. The concentrations of the metabolites in the red cells of the patients ranged from 0 to 1934 pmol/8 x 10(8) erythrocytes for 6-TGN, and from 0 to 105.8 and 0 to 45.9 nmol/8 x 10(8) erythrocytes for 6-MP and 6-MMP, respectively. The procedure gave results that were in agreement with those obtained with other methods designed to detect cases of non-compliance with treatment, including patient interviews and medical evaluation, among others, demonstrating its applicability to monitoring the treatment of leukemic children.
Descritores: Mercaptopurina
Cromatografia Líquida de Alta Pressão
Eritrócitos
Leucemia-Linfoma Linfoblástico de Células Precursoras
-Biomarcadores
Ditiotreitol
Tioguanina
Limites: Humanos
Criança
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 19 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-340182
Autor: Valera M., Manuel; Poniachik T., Jaime; Valenzuela Escobar, Jorge.
Título: Enfermedad de Crohn: enfoque terapéutico / Crohnïs disease
Fonte: Gastroenterol. latinoam;13(4):270-280, sept. 2002. tab.
Idioma: es.
Resumo: La enfermedad de Crohn es una enfermedad inflamatoria intestinal. Aún no se conoce su causa, pero existe una respuesta anormal a agentes ambientales como la flora bacteriana colónica en individuos susceptibles genéticamente. Su carácter crónico combina períodos sintomáticos de intensidad variable con períodos de remisión clínica. Útimamente existen avances en su tratamiento, basados en el mejor conocimiento de su patología y nuevos agentes dirigidos a eventos específicos en la fisiopatología de la enfermedad, incluyendo corticoides, inmunosupresores e inmunomoduladores. En este artículo se discuten guías en el tratamiento de la enfermedad de Crohn y agentes farmacológicos emergentes
Descritores: Doença de Crohn
-Mercaptopurina
Corticosteroides
Antibacterianos/administração & dosagem
Azatioprina
Budesonida
Ciclosporina
Interleucinas
Mesalamina
Metotrexato
Probióticos/administração & dosagem
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  7 / 19 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-322000
Autor: Loiola, Alessandro; Rosetti, Eduardo; Sperandio, Martha Cruz.
Título: Doença de Crohn: estado atual da abordagem terapêutica clínica / Crohn's disease: actual state of clinical therapeutic approach
Fonte: J. bras. med;83(3):15-22, set. 2002.
Idioma: pt.
Resumo: A doença de Crohn (DC) é uma enteropatia recorrente, espontânea, debilitante e de etiologia desconhecida. Sua farmacoterapia permaneceu relativamente inalterada nos últimos 20 anos, firmando-se no uso de medicamentos à base de ácido 5-aminossalicílico (5-ASA), corticosteróides, antibióticos e imunossupressores. Investigações recentes sobre a sua fisiopatologia têm produzido novas drogas e tratamentos. Esta revisäo aborda os agentes atualmente em uso e oferece um panorama das terapias em surgimento
Descritores: Mercaptopurina
Ácidos Aminossalicílicos/uso terapêutico
Corticosteroides
Terapia Combinada
Ciclosporina
Doença de Crohn/fisiopatologia
Doença de Crohn/terapia
Apoio Nutricional
-Terapia Combinada
Mesalamina
Receptores Imunológicos/uso terapêutico
Sulfassalazina
Limites: Humanos
Responsável: BR1365.1 - Biblioteca Biomédica A - CB/A


  8 / 19 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-279845
Autor: Herra Sánchez, Sergio A.
Título: Drogas inmunosupresoras utilizadas en trasplant. Primera parte / Inmunosuppressive drugs in transplantation. Part firts
Fonte: Rev. méd. Costa Rica Centroam;67(553):167-72, oct.-dic. 2000.
Idioma: es.
Resumo: This is a bibliografic review about inmunosuppressive drugs in transplantation. We compare diverses drugs with Ciclosporine (Sandimmun Neoural*va una figura* gold standard for this drugs at world level
Descritores: Imunossupressores/administração & dosagem
Imunossupressores/farmacologia
Imunossupressores/uso terapêutico
Preparações Farmacêuticas
Transplantes
-Mercaptopurina/administração & dosagem
Ácido Micofenólico/administração & dosagem
Azatioprina/administração & dosagem
Clorambucila/administração & dosagem
Costa Rica
Ciclosporina
Sirolimo/administração & dosagem
Esteroides/administração & dosagem
Tacrolimo/administração & dosagem
Responsável: CR1.1 - BINASSS - Biblioteca Nacional de Salud y Seguridad Social


  9 / 19 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Rodrigues, Maraci
Texto completo
Id: lil-262051
Autor: Assumpçäo, Izaura Ramos; Rodrigues, Maraci; Barbieri, Dorina.
Título: Tratamento da retocolite ulcerativa inespecífica em crianças com enemas contendo butirato: relato de caso / Treatment of ulcerative colitis in child with enemas containing butyrate. Case report
Fonte: Arq. gastroenterol;36(4):238-43, out.-dez. 1999.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo - Chamar a atenção para uma promissora alternativa terapêutica no tratamento de retocolite ulcerativa inespecífica em criança. Método - É descrito o caso de uma criança com diagnóstico de retocolite ulcerativa inespecífica, com forma evolutiva crônica contínua, refratária ao tratamento convencional e que foi tratada com enemas contendo butirato. Revisão de literatura pertinente ao caso foi realizada. Resultados - Paciente de 4 anos, feminina, parda, com diagnóstico de retocolite ulcerativa inespecífica desde 1 ano de idade e evolução refratária ao tratamento com corticóide (via oral e retal) e imunossupressor (6-mercaptopurina). Respondeu de modo satisfatório com melhora do quadro clínico, laboratorial, endoscópico e histológico, após o uso de enemas com butirato semelhante às descrições da literatura internacional. Conclusão - Embora sem estar esclarecido o mecanismo de ação do butirato na retocolite ulcerativa inespecífica, melhora significante foi observada neste caso, acenando como possibilidade terapêutica segura nos casos de retocolite ulcerativa inespecífica confinados a segmentos distais.
Descritores: Butiratos/uso terapêutico
Colite Ulcerativa/tratamento farmacológico
Enema/métodos
-Mercaptopurina/administração & dosagem
Mercaptopurina/uso terapêutico
Administração Oral
Administração Retal
Butiratos/administração & dosagem
Imunossupressores/administração & dosagem
Imunossupressores/uso terapêutico
Limites: Humanos
Feminino
Pré-Escolar
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 19 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-262047
Autor: Steinwurz, Flavio.
Título: Estudo evolutivo de fístulas na doença de crohn / Follow-up study of fistula in Crohn's disease
Fonte: Arq. gastroenterol;36(4):207-9, out.-dez. 1999.
Idioma: pt.
Resumo: Foram estudados 16 pacientes portadores de doença de Crohn com fístulas. A evolução de 29 fístulas, nestes casos, 10 tratadas por cirurgia e 19 através de medicamentos, foi acompanhada quanto à cicatrizaçãoe e melhora do processo.
Descritores: Doença de Crohn/terapia
Fístula Retal/terapia
-Mercaptopurina/uso terapêutico
Doença de Crohn/complicações
Seguimentos
Imunossupressores/uso terapêutico
Fístula Retal/tratamento farmacológico
Fístula Retal/etiologia
Fístula Retal/cirurgia
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 2 ir para página        
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde