Base de dados : LILACS
Pesquisa : D02.886.778.370 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 57 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 6 ir para página                

  1 / 57 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-339433
Autor: Criado, Roberto Fachini Jardim; Mori, José Carlos.
Título: Tratamento da asma na criança / Treatment of asthma in child
Fonte: Pediatr. mod;36(5):255:262:264-257-262-264, maio 2000. tab.
Idioma: pt.
Descritores: Asma
Corticosteroides
Ipratrópio
Administração por Inalação
Agonistas Adrenérgicos beta/uso terapêutico
-Asma
Higiene
Fatores de Risco
Cetotifeno
Alérgenos
Cromolina Sódica/farmacologia
Cromolina Sódica/uso terapêutico
Esquema de Medicação
Limites: Humanos
Criança
Responsável: BR11.1 - Biblioteca


  2 / 57 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: lil-643013
Autor: Sayeed, Mohammed Aktar; Habib, Razibul; Rahman, Mominur; Banna, Hasan Al; Rana, Sohel.
Título: In vitro study on the interaction of ketotifen fumarate with anhydrous theophylline
Fonte: Braz. j. pharm. sci;48(2):211-216, Apr.-June 2012. graf, tab.
Idioma: en.
Resumo: The purpose of the present study was to investigate the interaction between ketotifen fumarate and anhydrous theophylline in aqueous media of various pH (1.2 and 6.8). Using Job's continuous-variation analysis and Ardon's spectrophotomeric measurement methods, the values of the stability constants of theophylline with ketotifen were determined at a fixed temperature (37 ºC) at various pH. The stability constants, ranging between 5.66 and 9.92, were derived from Ardon's plot, indicating that comparatively stable complexes had formed as a result of an interaction between the drugs. However, following the interaction of theophylline with ketotifen, stability constants were <1 at gastric pH (1.2) and intestinal pH (6.8). Concurrent administration of ketotifen and theophylline could result in the formation of a stable complex and this is likely to reduce the therapeutic activities of both drugs.

O objetivo do presente estudo foi investigar a interação entre o fumarato de cetotifeno e a teofilina anidra em meios aquosos com vários pH (1,2 e 6,8). Utilizando a análise da variação contínua de Job e os métodos de medida espectrofotométrica de Ardon, os valores das constantes de estabilidade da teofilina com o cetotifeno foram determinados em temperatura fixa (37 oC) em vários pH. As constantes de estabilidade, variando entre 5,66 e 9,92 derivaram-se a partir do delineamento de Ardon, indicando, comparativamente, que complexos estáveis se formaram como resultado da interação entre os fármacos. Entretanto, seguindo a interação da teofilina com o cetotifeno, as constantes de estabilidade foram <1, em pH gástrico (1,2) e intestinal (8,8). A administração concomitante de cetotifeno e teofilina poderia resultar na formação de complexo estável, o que reduz a atividade terapêutica de ambos os fármacos.
Descritores: Técnicas In Vitro/métodos
Cetotifeno/análise
-Reatividade-Estabilidade
Teofilina/análise
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 57 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-502163
Autor: Alvim, Marco Túlio de Paula; Silva, Luciana Diniz; Almeida, Cristiane Duarte de; Coelho, Luciano Ferreira; Faleiros, Paulo Antônio de Morais; Salum, Roberto Eduardo; Castro, Lúcia Porto Fonseca de; Gelape, Neibert da Mata.
Título: Gastroenterite eosinofílica com ascite e sem i-obstrução intestinal: relato de caso e revisão da literatura / Eosinophilic gastroenteritis with ascites and intestinal pseudo-obstruction: report of a case and literature review
Fonte: GED gastroenterol. endosc. dig;25(2):58-62, mar-abr. 2006. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: A gastroenterite eosinofílica (GE) é considerada uma doença pouco comum, com menos de 300 casos relatados na literatura. É caracterizada por infiltração eosinofílica das camadas da parede do tubo digestivo. A patogênese não é bem conhecida. Há algumas evidências da participação de fatores imunológicos ou alérgicos. Em geral, o prognóstico é favorável, embora a doença tenha caráter recorrente. Relata-se o caso de paciente, 21 anos, sexo masculino/ que apresentou quadro de dor abdominal, náusea, vômitos, emagrecimento e eliminação reduzida de flatos e fezes. Ao exame físico, foram observadas distensão abdominal, dor à palpação e ascite tensa. Os exames laboratoriais demonstraram eosinofilia no sangue periférico, variando de 15 a 60%. Exames parasitológicos de fezes seriados não mostraram ovos ou larvas. Ao estudo radiológico, identificaram-se espessamento da parede do intestino delgado e redução do lume. Infiltração eosinofílica da mucosa do cólon distal foi verificada pelo exame anatomopatológico. Com base nesses achados, o diagnóstico de GEfoi realizado e instituído o tratamento com prednisona, ocorrendo remissão da doença. Apesar de ser considerada doença rara e de causa ainda desconhecida, a GEdeve ser incluída no diagnóstico diferencial dos quadros de eosinofilia periférica com comprometimento do trato gastrintestinal (TGI).
Descritores: Ascite/sangue
Gastroenterite/tratamento farmacológico
Síndrome Hipereosinofílica
Pseudo-Obstrução Intestinal
-Biópsia
Colonoscopia
Cetotifeno/uso terapêutico
Ciclofosfamida/uso terapêutico
Ciclosporina/uso terapêutico
Corticosteroides/uso terapêutico
Exame Físico
Recidiva
Sinais e Sintomas
Tiabendazol/uso terapêutico
Limites: Humanos
Masculino
Adulto
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR9.1 - Biblioteca de Ciências da Saúde Profa. Susana Schimidt


  4 / 57 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-440423
Autor: Hida, Wilson Takashi; Nogueira, Daniel Cruz; Schaefer, Arthur; Dantas, Paulo Elias Correa; Dantas, Maria Cristina Nishiwaki.
Título: Comparação entre o uso tópico do fumarato de cetotifeno 0.025 por cento e do cloridrato de olopatadina 0.1 por cento no tratamento da ceratoconjuntivite primaveril / Comparative study between 0.025 percent ketotifen fumarate and 0.1 percent olopatadine hydrochloride in the treatment of vernal keratoconjunctivitis
Fonte: Arq. bras. oftalmol;69(6):851-856, nov.-dez. 2006. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: OBJETIVO: O objetivo desse estudo foi comparar as soluções oftálmicas de fumarato de cetotifeno 0,025 por cento e de cloridrato de olopatadina 0,1 por cento em pacientes portadores de ceratoconjuntivite primaveril. MÉTODOS: Avaliação realizada em um único centro, simples-cega, comparando-se paralelamente cetotifeno e olopatadina. As medicações foram avaliadas em 4 momentos (dias 1, 7, 14 e 21) por meio de tabelas de graduações padronizadas. A freqüência de eventos adversos foi a principal variável de segurança. RESULTADOS: Na avaliação da evolução do prurido ocular, ardor, lacrimejamento, hiperemia conjuntival, secreção e fotofobia observou-se que o uso tópico do cetotifeno proporcionou melhora significante deste sintoma em relação a olopatadina (p>0,05). Observou-se que a partir do 7° dia de tratamento os pacientes em uso da olopatadina tinham menos ardor, em relação aos que fizeram uso do cetotifeno, mas após o 21° dia essa relação inverteu. Na comparação da sensação de corpo estranho, papilas e pontos de Horner-Trantas evidenciou-se equivalência sem significância estatística. CONCLUSÃO: Concluímos que ambas são drogas equivalentes e atuaram de forma eficaz e segura na remissão dos sintomas relacionados à conjuntivite alérgica primaveril. Houve diferença a favor do cetotifeno (p<0,05) na melhora do prurido, lacrimejamento, hiperemia conjuntival, presença de secreção e fotofobia.

PURPOSE: To compare the topical use of 0.025 percent ketotifen fumarate and 0.1 percent olopatadine hydrochloride in the treatment of patients with vernal keratoconjunctivitis. METHODS: A study performed in one center, simple masked, parallel-group compared ketotifen and olopatadine. These patients were evaluated on four visits during the treatment (days 1, 7, 14 and 21), defined by ratings scores. Adverse events were the main variable of safety rating. RESULTS: On evaluating ocular itching, burning, tearing, conjunctival hyperemia, mucous discharge and photophobia, the ketotifen group showed a significant improvement of total signs and symptoms (p<0.05). Between the baseline and the 2nd visit, treatment with olopatadine resulted in decreased burning, but after the 4th visit, ketotifen was slightly better. Sand sensation, papillae and Horner-Trantas dots were not significantly different in both groups. CONCLUSION: Both drugs were efficient and safe relieving the main symptoms and signs of vernal keratoconjunctivitis. Between the same timepoints, there was a significant difference in favor of ketotifen-treated patients (p<0.05), showing improvement of itching, tearing, conjunctival hyperemia, mucous discharge and photophobia.
Descritores: Antialérgicos/efeitos adversos
Conjuntivite Alérgica/tratamento farmacológico
Dibenzoxepinas/efeitos adversos
Oftalmopatias/etiologia
Cetotifeno/efeitos adversos
-Administração Tópica
Antialérgicos/uso terapêutico
Distribuição de Qui-Quadrado
Dibenzoxepinas/uso terapêutico
Cetotifeno/uso terapêutico
Soluções Oftálmicas
Prurido/etiologia
Estações do Ano
Método Simples-Cego
Estatísticas não Paramétricas
Fatores de Tempo
Resultado do Tratamento
Lágrimas/efeitos dos fármacos
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Pré-Escolar
Criança
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 57 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-299969
Autor: Hofling-Lima, Ana Luisa; Andrade, Alfredo J. M; Marback, Patrícia M. F; Farah, Michel Eid; Mascaro, Vera.
Título: Comparaçäo do uso tópico de cetotifeno com a olopatadina no tratamento de conjuntivites alérgicas / Comparison between topical use of ketotifen and olopatadine in the treatment of allergic conjunctivitis
Fonte: Arq. bras. oftalmol;64(5):415-422, set.-out. 2001. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: Avaliar e comparar a eficácia e tolerância do uso tópico do fumarato de cetotifeno a 0,05 por cento e cloridrato de olopatadina a 0,1 por cento no tratamento de pacientes com conjuntivite alérgica. Método: Foi realizado estudo clínico mascarado, randomizado comparando a eficácia, segurança e os efeitos colaterais com o uso da soluçäo oftálmica de fumarato de cetotifeno a 0,05 por cento e cloridrato de olopatadina a 0,1 por cento no alívio dos sintomas e sinais em pacientes com conjuntivite alérgica. Trinta e quatro pacientes obedecendo aos critérios de inclusäo do protocolo receberam um frasco com a droga mascarada e instilaram uma gota duas vezes por dia em cada olho durante 30 dias. Os sintomas e sinais dos pacientes foram avaliados em uma visita pré-tratamento e cinco com tratamento (1º dia, 2º dia, 7º dia, 14º dia e 30º dia). Resultados: A gravidade da conjuntivite alérgica foi semelhante nos dois grupos do estudo. Tanto cetotifeno como a olopatadina foram equivalentes e eficazes na diminuiçäo dos sintomas de prurido, ardor e lacrimejamento. Quanto aos sinais, a hiperemia em conjuntiva bulbar foi atenuada nos dois grupos. Na avaliaçäo das reaçöes adversas observou-se ardor após a administraçäo de ambos colírios e a ocorrência de prurido no grupo do cetotifeno. Näo foi observada nenhuma reaçäo de hipersensibilidade das drogas estudadas. Conclusöes: Este estudo evidencia que a soluçäo oftálmica de fumarato de cetotifeno a 0,05 por cento e o cloridrato de olopatadina a 0,1 por cento quando instilados duas vezes ao dia durante 30 dias, säo eficazes e seguros no alívio dos principais sintomas das conjuntivites alérgicas.
Descritores: Antialérgicos/uso terapêutico
Conjuntivite Alérgica/tratamento farmacológico
Dibenzoxepinas
Cetotifeno
-Antialérgicos/administração & dosagem
Dibenzoxepinas
Cetotifeno
Soluções Oftálmicas
Resultado do Tratamento
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Pré-Escolar
Criança
Adolescente
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Tipo de Publ: Ensaio Clínico Controlado Aleatório
Estudo Comparativo
Responsável: BR1.2 - Biblioteca Central


  6 / 57 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-294590
Autor: Martín, A; Gagliardi, J; Gómez Demel, E; Berra, A; Gallino, N; Daraio, M. C; Copello, A; Urrets-Zavalía, J; Mariani, A; Urrets-Zavalía, E; Serra, H.
Título: Hacia un mejor diagnóstico de conjuntivitis alérgica / Towards the best diagnosis of allergic conjunctivitis
Fonte: Arch. alerg. inmunol. clin;32(1):16-25, ene.-mar. 2001. ilus, tab.
Idioma: es.
Resumo: Antecedentes: la conjuntivitis alérgica (CA) tiene una elevada incidencia en la población general y el diagnóstico es realizado por oftalmólogos a través de síntomas y signos oculares característicos. Objetivo: determinar la mejor manera de realizar un diagnóstico preciso de CA. Materiales y métodos: se estudiaron veintidós pacientes con síntomas de CA en el nivel clínico, alergológico e inmunológico antes y después del tratamiento con fumarato de ketoifeno 0,05 por ciento tópico. Resultados: el 83 por ciento de la población estudiada tenía antecedentes familiares de alergia y el 100 por ciento tuvo pruebas cutáneas positivas hacia diferentes alergenos. El 30 por ciento presentó niveles de IgA sérica elevados y el 60 por ciento en lágrimas. Todos los pacientes tuvieron niveles normales de IgA secretoria y lisozima A y valores no detectables de VCAM-1s. El estudio de las moléculas CD29 y HLA-DR sobre células epiteliales conjuntivales antes del tratamiento mostró un marcado incremento en el porcentaje de las mismas con respecto a valores normales. Encontramos correlación entre valores de IgE en lágrimas y eosinófilos (r=0,56; p=0,007); índice de síntomas y signos cardinales e índice de pruebas cutáneas (r=0,50; p=0,032); índice de pruebas cutáneas y eosinófilos conjuntivales (r=0,48; p=0,024); e índice de síntomas y signos cardinales y niveles de IgE sérica (r=0,45; p=0,018). El porcentaje de células CD29+ disminuyó significativamente como consecuencia del tratamiento (p=0,03) mientras que el porcentaje de células HLA-DR+ solo disminuyó en el 41 por ciento de pacientes. Conclusiones: en el diagnóstico de la CA son parámetros críticos los signos y síntomas cardinales, pruebas cutáneas, eosinófilos conjuntivales e IgE en lágrimas
Descritores: Conjuntivite Alérgica/diagnóstico
Cetotifeno/uso terapêutico
-Administração Tópica
Conjuntivite Alérgica/imunologia
Conjuntivite Alérgica/tratamento farmacológico
Cetotifeno/administração & dosagem
Resultado do Tratamento
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Pessoa de Meia-Idade
Responsável: AR144.1 - CIBCHACO - Centro de Información Biomedica del Chaco


  7 / 57 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-273913
Autor: Rocha Filho, Wilson; Duarte, Rebeca; Senna, Simone N.
Título: Eficácia clínica do cetotifeno e seu papel na hiperreatividade brônquica e fase tardia da asma infantil / Ketotifen in the late asthmatic response
Fonte: Rev. bras. alergia imunopatol;23(2):66-77, mar.-abr. 2000. ilus, tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: Avaliar o efeito do cetotifeno na fase tardia da asma e seu papel na hiperreatividade brônquica.Métodos: Estudo duplo-cego, randomizado, paralelo, comparativo entre três grupos, controlado por placebo. Foram estudadas 39 crianças, maiores de seis anos, com asma leve a moderada segundo os critérios da ATS, com episódios mensais nos últimos três meses. Todas eram alérgicas ao D. pteronyssinus e tinham teste de broncoprovocaçäo para D. pteronyssinus, com presença de fase tardia. As crianças foram randomizadas para receber durante seis meses cetotifeno (C) na dose de 1mg (12 em 12 horas), ou C na dose de 2mg (12 em 2 horas) (CDD)ou placebo (P). Resultados: Os três grupos eram homogêneos quanto à idade (p=0,805), ao sexo (p=0,209), ao peso (p=0,584), à estatura (p-0,506), ao intervalo entre as crises (p=0,825) e PD20 para metacolina (M;p=0,106) e antígeno (Ag;p=0,330). Näo houve diferença sigficativa entre os grupos em relaçäo aos dias assintomáticos (p=0,226) ao PD20 para M (p=0,705) e ao PD20 para Ag (p=0,928). Da mesma forma, os valores de funçäo pulmonar mantiveram-se estáveis durante o tempo de estudo. Conclusöes: O presente estudo näo demonstrou diferenças estatisticamente significativas em relaçäo à eficácia clínica do C e do P em crianças com asma brônquica moderada, independente da dose empregada, portanto, o C näo se mostrou eficaz na profilaxia da asma na faixa etária estudada
Descritores: Antialérgicos/uso terapêutico
Asma/tratamento farmacológico
Brônquios/efeitos dos fármacos
Eficácia
Cetotifeno/farmacologia
Cetotifeno/uso terapêutico
-Placebos
Limites: Humanos
Pré-Escolar
Criança
Responsável: BR408.3 - Biblioteca


  8 / 57 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-256599
Autor: Pérez Padilla, José Rogelio.
Título: El ketotifeno (Zaditen y K-asmal): medicamento con ventas desproporcionadas para su efectividad demostrada / Ketotifen (Zaditen and K-asthmal): Drug with sales out of proportion to its demonstrated effectiveness
Fonte: Gac. méd. Méx;135(2):165-70, mar.-abr. 1999.
Idioma: es.
Resumo: El ketotifeno (Zaditen y K-Asmal) es un antihistamínico sedante que se promueve intensamente con antiasmático. La revisión de los estudios controlados muestran resultados inconsistentes: algunos no lo encuentran mejor que el placebo o el cromoglicato. No se han publicado estudios controlados con grupos tratados con corticosteroides inhalados, la comparación más estricta y justa para conocer la eficacia real del ketotifeno. Por otro lado, el ketotifeno ha sido ineficiente para evitar el asma inducida por ejercicio y para disminuir la hiperreactividad bronquial. Son también inconvenientes para su recomendación la sedación que produce y el retraso en el efecto terapéutico. Debido a la información disponible, los lineamientos internacionales del tratamiento de asma no lo consideran un medicamento de primera línea. A pesar de ello, el ketotifeno representó 17 por ciento de la venta de antiasmáticos en México en 1996, cantidad claramente desproporcionada para la efectividad demostrada. El efecto antiasmático del ketotifeno puede ser sustituido con ventaja por otros medicamentos inhalados y como antihistamínico sedante resulta demasiado costoso. Con base en la evidencia cientifica disponible, es recomendable revalorar la publicidad autorizada al ketotifeno para tratamiento del asma
Descritores: Asma
Antagonistas dos Receptores Histamínicos H1/uso terapêutico
Cetotifeno/uso terapêutico
-Corticosteroides/uso terapêutico
Ensaios Clínicos Controlados como Assunto
Terapia Respiratória
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: MX1.1 - CENIDSP - Centro de Información para Decisiones en Salud Pública


  9 / 57 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-254857
Autor: Larralde de Luna, Margarita; Barrón, Ennio.
Título: Mastocitosis: una revisión con énfasis en la mastocitosis pediátrica / Mastocytosis: revision with emphasis on pediatric mastocytosis
Fonte: Dermatol. argent;5(5):375-88, oct.-nov. 1999. ilus.
Idioma: es.
Descritores: Mastocitose/diagnóstico
Mastocitose/tratamento farmacológico
Mastocitose/epidemiologia
Urticaria Pigmentosa/diagnóstico
-Epinefrina/administração & dosagem
Epinefrina/uso terapêutico
Antagonistas dos Receptores Histamínicos H1/uso terapêutico
Antagonistas dos Receptores Histamínicos H2/uso terapêutico
Hidroxizina/administração & dosagem
Hidroxizina/uso terapêutico
Cetotifeno/administração & dosagem
Cetotifeno/uso terapêutico
Fatores Desencadeantes
Limites: Humanos
Lactente
Pré-Escolar
Criança
Adolescente
Adulto
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: AR144.1 - CIBCHACO - Centro de Información Biomedica del Chaco


  10 / 57 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-254853
Autor: Aguilar, Alejandro J.
Título: Rol de los antihistamínicos tópicos en el tratamiento de la conjuntivitis alérgica / Topically applied antihistamines roll in the treatment of allergic conjuntivitis
Fonte: Arch. argent. alerg. inmunol. clín;30(4):18-20, 1999. ilus.
Idioma: es.
Descritores: Conjuntivite Alérgica/tratamento farmacológico
Antagonistas dos Receptores Histamínicos H1/uso terapêutico
Cetotifeno/uso terapêutico
-Conjuntivite Alérgica/fisiopatologia
Conjuntivite Alérgica/terapia
Antagonistas dos Receptores Histamínicos H1/administração & dosagem
Cetotifeno/administração & dosagem
Soluções Oftálmicas/uso terapêutico
Limites: Humanos
Responsável: AR144.1 - CIBCHACO - Centro de Información Biomedica del Chaco



página 1 de 6 ir para página                
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde