Base de dados : LILACS
Pesquisa : D02.886.952 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 4 [refinar]
Mostrando: 1 .. 4   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 4 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-867421
Autor: Tjioe, Kellen Cristine.
Título: Reposicionamento de fármacos no câncer de boca: Identificação de possíveis agentes / Drug repositioning for oral cancer: Identifying candidate therapeutic agents.
Fonte: Bauru; s.n; 2015. 133 p. ilus, tab, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Odontologia de Bauru para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Objetivos: O objetivo deste estudo foi o de identificar compostos seletivamente tóxicos ao carcinoma espinocelular de boca in vitro por meio do reposicionamento de fármacos. Material e Métodos: Por meio de um escaneamento baseado na viabilidade celular de 1.280 fármacos, nós selecionamos três princípios ativos (luteolin, metixene hydrochloride e nitazoxanide) letais às células de câncer de boca SCC-25 e pouco tóxicos às células de queratinócitos cutâneos imortalizados HaCaT. Os fármacos candidatos foram investigados quanto à sua dose- e tempo-resposta bem como comparados e combinados à agentes quimioterápicos padrão por meio do ensaio por colorimetria com brometo de tiazolil azul de tetrazolio (MTT). O impacto dos fármacos na motilidade do SCC-25 e do HaCaT foi verificado pelo ensaio de migração celular e seus mecanismos de ação também foram explorados por meio da verificação dos níveis das proteínas fosforiladas pelo western blotting. Todos os experimentos foram realizados em triplicata e, pelo menos, três vezes independentes. O teste t de student foi utilizado para confrontar as variáveis e nível de significância de 5% foi estabelecido para todos os testes. Resultados: O flavonoide natural luteolin exerceu citotoxicidade potente contra as células de câncer de boca in vitro, apresentando baixa toxicidade ao HaCaT e alta eficiência quando comparado a quimioterápicos como a cisplatina e o AG1478. Do ponto de vista molecular, a luteolin ativou a via de sinalização do dano do DNA e, combinada com um inibidor do Chk, apresentou efeitos potencializados. Além disso, nós demonstramos que a nitazoxanide e o metixene hydrochloride são capazes de destruir células SCC-25 porém não as HaCaT de maneira proporcional à dose e ao tempo de tratamento. As combinações entre os três fármacos hit e com a cisplatina ou o AG1478 potencializaram seus efeitos contra as células malignas. Conclusões: O presente estudo traz a luteolin, o metixene hydrochloride e a nitazoxanide como...

Objectives: Here we aimed at identifying and reposition approved drugs that could be selectively toxic towards oral squamous cell carcinoma cells. Materials and Methods: Through a cell-based drug screening of 1,280 chemical molecules, we selected 3 compounds (luteolin, metixene hydrochloride, and nitazoxanide) lethal to oral cancer SCC-25 cells, while sparing immortalized keratinocyte HaCaT cells. The drugs were then further challenged for their time- and dose-responses, as well as their comparison and combination to standard chemotherapeutic agents by colorimetric assay 1-(4,5-Dimethylthiazol-2-yl)-3,5-diphenylformazan, Thiazolyl blue formazan (MTT). The impact on SCC-25 and HaCaT motility as well as the mode of action of the drugs was then further explored by scratching assay and western blotting, respectively. All the experiments were performed in triplicated and, at least, three independent times. Students t test was performed to verify the differences among the variables and the level of significance was set at 5%. Results: The natural flavonoid luteolin was a potent cytotoxic agent against oral cancer cells in vitro, presenting low toxicity against HaCaT cells and high efficiency as compared to standard-of-care, such as cisplatin and AG1478. From a molecular standpoint, luteolin coopted the DNA-damage pathway and could be efficiently combined with Chk pharmacological inhibitor. Moreover, we demonstrated that nitazoxanide and metixene hydrochloride kill the SCC-25 but not the HaCaT cells in a dose- and time-dependent. The combinations among the three drugs hit and with cisplatin and AG1478 improved their effect against the malignant cells. Conclusions: Luteolin, metixene hydrochloride, and nitazoxanide emerge as strong cytotoxic and/or adjuvant therapy in oral cancer, as these compounds present higher efficiency and lower toxicity against oral cancer cells in vitro than conventional chemotherapeutic agents.
Descritores: Antineoplásicos/uso terapêutico
Carcinoma de Células Escamosas/tratamento farmacológico
Reposicionamento de Medicamentos
Luteolina/uso terapêutico
Neoplasias Bucais/tratamento farmacológico
Tiazóis/uso terapêutico
Tioxantenos/uso terapêutico
-Antineoplásicos/farmacologia
Western Blotting
Estudos de Viabilidade
Luteolina/farmacologia
Reprodutibilidade dos Testes
Sobrevivência Celular
Tiazóis/farmacologia
Tioxantenos/farmacologia
Limites: Seres Humanos
Masculino
Meia-Idade
Idoso
Tipo de Publ: Estudos de Avaliação
Responsável: BR28.1 - Serviço de Biblioteca e Documentação Professor Doutor Antônio Gabriel Atta


  2 / 4 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-794214
Autor: Tjioe, Kellen Cristine.
Título: Reposicionamento de fármacos no câncer de boca: Identificação de possíveis agentes / Drug repositioning for oral cancer: Identifying candidate therapeutic agents.
Fonte: Bauru; s.n; 2015. 133 p. ilus, tab, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Odontologia de Bauru para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: O objetivo deste estudo foi o de identificar compostos seletivamente tóxicos ao carcinoma espinocelular de boca in vitro por meio do reposicionamento de fármacos. Material e Métodos: Por meio de um escaneamento baseado na viabilidade celular de 1.280 fármacos, nós selecionamos três princípios ativos (luteolin, metixene hydrochloride e nitazoxanide) letais às células de câncer de boca SCC-25 e pouco tóxicos às células de queratinócitos cutâneos imortalizados HaCaT. Os fármacos candidatos foram investigados quanto à sua dose- e tempo-resposta bem como comparados e combinados à agentes quimioterápicos padrão por meio do ensaio por colorimetria com brometo de tiazolil azul de tetrazolio (MTT). O impacto dos fármacos na motilidade do SCC-25 e do HaCaT foi verificado pelo ensaio de migração celular e seus mecanismos de ação também foram explorados por meio da verificação dos níveis das proteínas fosforiladas pelo western blotting. Todos os experimentos foram realizados em triplicata e, pelo menos, três vezes independentes. O teste t de student foi utilizado para confrontar as variáveis e nível de significância de 5% foi estabelecido para todos os testes. Resultados: O flavonoide natural luteolin exerceu citotoxicidade potente contra as células de câncer de boca in vitro, apresentando baixa toxicidade ao HaCaT e alta eficiência quando comparado a quimioterápicos como a cisplatina e o AG1478. Do ponto de vista molecular, a luteolin ativou a via de sinalização do dano do DNA e, combinada com um inibidor do Chk, apresentou efeitos potencializados. Além disso, nós demonstramos que a nitazoxanide e o metixene hydrochloride são capazes de destruir células SCC-25 porém não as HaCaT de maneira proporcional à dose e ao tempo de tratamento. As combinações entre os três fármacos hit e com a cisplatina ou o AG1478 potencializaram seus efeitos contra as células malignas. Conclusões: O presente estudo traz a luteolin, o metixene hydrochloride e a nitazoxanide como...

Here we aimed at identifying and reposition approved drugs that could be selectively toxic towards oral squamous cell carcinoma cells. Materials and Methods: Through a cell-based drug screening of 1,280 chemical molecules, we selected 3 compounds (luteolin, metixene hydrochloride, and nitazoxanide) lethal to oral cancer SCC-25 cells, while sparing immortalized keratinocyte HaCaT cells. The drugs were then further challenged for their time- and dose-responses, as well as their comparison and combination to standard chemotherapeutic agents by colorimetric assay 1-(4,5-Dimethylthiazol-2-yl)-3,5-diphenylformazan, Thiazolyl blue formazan (MTT). The impact on SCC-25 and HaCaT motility as well as the mode of action of the drugs was then further explored by scratching assay and western blotting, respectively. All the experiments were performed in triplicated and, at least, three independent times. Students t test was performed to verify the differences among the variables and the level of significance was set at 5%. Results: The natural flavonoid luteolin was a potent cytotoxic agent against oral cancer cells in vitro, presenting low toxicity against HaCaT cells and high efficiency as compared to standard-of-care, such as cisplatin and AG1478. From a molecular standpoint, luteolin coopted the DNA-damage pathway and could be efficiently combined with Chk pharmacological inhibitor. Moreover, we demonstrated that nitazoxanide and metixene hydrochloride kill the SCC-25 but not the HaCaT cells in a dose- and time-dependent. The combinations among the three drugs hit and with cisplatin and AG1478 improved their effect against the malignant cells. Conclusions: Luteolin, metixene hydrochloride, and nitazoxanide emerge as strong cytotoxic and/or adjuvant therapy in oral cancer, as these compounds present higher efficiency and lower toxicity against oral cancer cells in vitro than conventional chemotherapeutic agents...
Descritores: Antineoplásicos/uso terapêutico
Carcinoma de Células Escamosas/tratamento farmacológico
Reposicionamento de Medicamentos
Luteolina/uso terapêutico
Neoplasias Bucais/tratamento farmacológico
Tiazóis/uso terapêutico
Tioxantenos/uso terapêutico
-Antineoplásicos/farmacologia
Western Blotting
Estudos de Viabilidade
Luteolina/farmacologia
Reprodutibilidade dos Testes
Sobrevivência Celular
Tiazóis/farmacologia
Tioxantenos/farmacologia
Limites: Seres Humanos
Masculino
Meia-Idade
Tipo de Publ: Estudos de Avaliação
Responsável: BR28.1 - Serviço de Biblioteca e Documentação Professor Doutor Antônio Gabriel Atta


  3 / 4 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-297978
Autor: Frota, Leopoldo Hugo.
Título: Cinqüenta anos de medicamentos antipsicóticos em psiquiatria: III. fenotiazinas piperidínicas / Fifty years of antipsychotic drugs in psychiatry: III. piperidine phenothiazines
Fonte: J. bras. psiquiatr;50(7/8):267-84, jul.-ago. 2001. ilus, tab.
Idioma: pt.
Resumo: Na iminência de uma nova era na terapêutica psiquiátrica com a redescoberta da clozapina e a introduçäo dos novos antipsicóticos atípicos, é tempo de um inventário das substâncias desenvolvidas nos últimos cinqüenta anos. É feito um breve histórico dos antecedentes dos antipsicóticos tradicionais na era que se encerra. As substâncias introduzidas até o presente poderiam ser reunidas nos grupos tradicionais - fenotiazinas (alifáticas, piperazínicas e piperidínicas), tioxantenos, butirofenonas, difenilbutilpiperidinas, benzaminas, indóis, dibenzoxazepinas - e nos grupos químicos mais recentes - diidroindolonas, dbenzodiazepinas, benzisoxazólicos -, além de compostos ainda em desenvolvimento. Neste artigo, o terceiro de uma série concebida com esta finalidade, säo examinados os derivados fenotiazínicos com cadeia lateral piperidínica que tenham demonstrado utilidade na prática clínica e ou guardem importância histórica: mepazina, mesoridazina, nortioridazina, piperacetazina, propericiazina, sulforidazina e toridazina. Com base em bibliografia básica específica, säo discutidos aspectos técnicos e revisado o conhecimento científico acumulado através da experimentaçäo e utilizaçäo clínica destes compostos, desde seu lançamento até a presente data, com informaçöes sistemáticas sobre fórmula estrutural, fórmula molecular, nomes químicos, nomes de fantasia e códigos de cada composto, além de dados sobre eventual comercializaçäo no país
Descritores: Antipsicóticos/farmacologia
Antipsicóticos/história
Butirofenonas/história
Butirofenonas/farmacologia
Clozapina/história
Clozapina/farmacologia
Indóis/farmacologia
Indóis/história
Mesoridazina/história
Mesoridazina/farmacologia
Fenotiazinas/história
Fenotiazinas/farmacologia
Tioridazina/história
Tioridazina/farmacologia
Tioxantenos/história
Tioxantenos/farmacologia
-Psiquiatria
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR14.1 - Biblioteca Central


  4 / 4 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-80888
Autor: Barreras Bardina, Nuria; Morón Rodríguez, Francisco; Achong, Ley Manuel; Cuesta Campos, Eduardo René; Peña Fleites, Caridad; Cruz Barrios, María Aida.
Título: Citoprotección gástrica por cromoglicato disódico y RS-7540 / Gastric cytoprotection by disodium chromoglycate and RS-7540
Fonte: Rev. cuba. invest. bioméd;7(2):64-75, mayo-ago. 1988. tab.
Idioma: es.
Resumo: Se estudió el efecto de la droga RS-7540 sobre la secreción gástrica en ratas sometidas a ligadura del piloro por una hora. Se comparó, con la utilización de dosis equimolares (2,0. 10 mol/kg) la acción del CGDS con li de la droga RS-7540 en el modelo de inducción de lesiones por etanol al 96% Se encontró que la droga RS-7540 no inhibió significativamente el volumen ni la acidez de la secreción gástrica y protegió la mucosa gástrica de las lesiones inducidas por etanol al 96%, por lo que tiene un efecto citoprotector. No existen diferencias significativas sobre el efecto citoprotector de la droga RS-7540 y del cromoglicato disódico. La administración simultánea de ambas drogas no aumenta la protección de la mucosa gástrica
Descritores: Cromolina Sódica/farmacologia
Suco Gástrico/efeitos dos fármacos
Mucosa Gástrica/efeitos dos fármacos
Tioxantenos/farmacologia
Limites: Ratos
Animais
Masculino
Feminino
Responsável: CU1 - INFOMED - Centro Nacional de Información de Ciencias Médicas



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde