Base de dados : LILACS
Pesquisa : D02.948 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 388 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 39 ir para página                         

  1 / 388 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1148295
Autor: Colla, Itaruã Machri; Oliveira Filho, Olavo Bilac Quaresma de; Freitas, Janyeli Dorini Silva de; Bertéli, Míria Benetati Delgado; Linde, Giani Andrea; Valle, Juliana Silveira do; Colauto, Nelson Barros.
Título: Mycelial biomass cultivation of Lentinus crinitus / Crescimento micelial de Lentinus crinitus
Fonte: Biosci. j. (Online);36(6):2238-2246, 01-11-2020. graf.
Idioma: en.
Resumo: Lentinus crinitus is a medicinal basidiomycete, little studied regarding the basic cultivation conditions, which is used in bioremediation and consumed by native Indians from the Brazilian Amazon. Also, it produces a fungal secondary metabolite panepoxydone that has been described as an essential regulator of the inflammatory and immune response. This study aimed to evaluate basic conditions of temperature, pH, and nitrogen concentration and source in the cultivation of L. crinitus mycelial biomass. In order to evaluate fungal growth temperature, 2% malt extract agar (MEA) medium, pH 5.5, was utilized from 19 to 40 °C. For pH, MEA had pH adjusted from 2 to 11 and cultivated at 28 °C. Urea or soybean meal was added to MEA to obtain final concentration from 0.5 and 16 g/L of nitrogen, pH of 5.5, cultivated at 28 °C. The best temperature growth varies from 31 to 34 ºC and the optimal one is 32.7º C, and the best pH ranges from 4.5 to 6.5 and the optimal one is 6.1. Protein or non-protein nitrogen concentration is inversely proportional to the mycelial biomass growth. Nitrogen concentrations of 2.0 g/L soybean meal and urea inhibit mycelial biomass growth in 11% and 12%, respectively, but high concentrations of 16.0 g/L nitrogen inhibit the growth in 46% and 95%, respectively. The fungus is robust and grows under extreme conditions of temperature and pH, but smaller adaptation with increasing nitrogen concentrations in the cultivation medium, mainly non-protein nitrogen.

Lentinus crinitus é um basidiomiceto medicinal consumido por índios nativos da Amazônia brasileira. Este fungo tem sido estudado quanto ao potencial de biorremediação de metais, mas ainda carece de estudos sobre às condições básicas de crescimento. L. crinitus produz panepoxidona - um metabólito secundário fúngico - descrito como regulador da resposta inflamatória e imune em células animais. Este trabalho teve como objetivo avaliar as condições básicas de temperatura, pH e concentração e fonte de nitrogênio para o crescimento micelial de L. crinitus. O fungo foi crescido em meio agar extrato de malte a 2% (MEA), pH 5,5 e mantido entre 19 e 40 °C. Para a avaliação de pH o MEA teve o pH ajustado de 2 a 11 e o crescimento foi realizado a 28 °C. As fontes de nitrogênio estudadas foram a uréia e o farelo de soja adicionado ao MEA para obter entre 0,5 a 16 g/L de nitrogênio, pH de 5,5, cultivado a 28 ° C. A melhor faixa temperatura para o crescimento micelial foi de 31 a 34 ºC com ótimo a 32,7 º C; a melhor faixa de pH de 4,5 a 6,5 e com ótimo de 6,1. A concentração de nitrogênio proteico ou não proteico é inversamente proporcional ao crescimento do fungo. Concentrações de nitrogênio de 2,0 g/L reduzem o crescimento da biomassa micelial em 11% e 12%, respectivamente e meios com nitrogênio de 16,0 g/L reduzem o crescimento em 46% e 95%, respectivamente. O fungo é robusto e cresce sob condições extremas de temperatura e pH, mas menor adaptação em meios com alta concentração de nitrogênio, principalmente não proteico.
Descritores: Biomassa
Lentinula
Cultura Axênica
Micelas
-Ureia
Responsável: BR396.1 - Biblioteca Central


  2 / 388 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1147795
Autor: Dias, Marcelo Alves da Rocha; Lana, Regina Maria Quintão; Silva, José Geraldo Mageste da; Marques, Odair José; Silva, Adriane de Andrade; Lemes, Ernane Miranda; Silva, Daniel Martins da; Alves, Jéssica Mieko Ota.
Título: Mineral and organomineral sources of nitrogen to maize agronomic performance / Fontes minerais e organominerais de nitrogênio para aumentar o desempenho agronômico do milho
Fonte: Biosci. j. (Online);36(5):1528-1534, 01-09-2020. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Nitrogen (N) is one of the nutrients absorbed in great quantity by maize crop. Also, N fertilizers are of high costs and subject to large losses into the agricultural environment. There are various categories of fertilizers known as fertilizers of improved efficiency that can minimize such N losses. The objective of this study was to evaluate the effect of different sources and doses of N in maize agronomic performance. The experiment was installed in randomized blocks, with four replications, designed as a factorial 5 x 5 + 1, constituted by five N sources (urea, urea polymerized, urea with NBPT, organomineral with and without NBPT), five N doses (40, 80, 120, 160, 200 kg ha-1) plus a control (no N supply). The chlorophyll contents and grain yield were evaluated. The results showed no differences for the different N sources, indicating that the organomineral sources are as efficient as the mineral sources. The addition of N fertilizers in increasing doses, regardless of the source tested, has increased the levels of chlorophylls and grain yiled.

O nitrogênio (N) é um dos nutrientes absorvidos em grande quantidade pela cultura do milho. Além disso, os fertilizantes nitrogenados são de alto custo e sujeitos a grandes perdas no ambiente agrícola. Existem várias categorias de fertilizantes, conhecidas como fertilizantes de maior eficiência, que podem minimizar essas perdas de N. O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito de diferentes fontes e doses de N no desempenho agronômico do milho. O experimento foi instalado em blocos casualizados, com quatro repetições, delineadas como fatorial 5 x 5 + 1, constituído por cinco fontes de N (uréia, uréia polimerizada, uréia com NBPT, organomineral com e sem NBPT), cinco doses de N (40, 80, 120, 160, 200 kg ha-1) mais um controle (sem fornecimento de N). O conteúdo de clorofila e o rendimento de grãos foram avaliados. Os resultados não mostraram diferenças para as diferentes fontes de N, indicando que as fontes organomineral são tão eficientes quanto as fontes minerais. A adição de fertilizantes N em doses crescentes, independentemente da fonte testada, aumentou os níveis de clorofilas e rendimento de grãos
Descritores: Ureia
Zea mays
Fertilizantes
Responsável: BR396.1 - Biblioteca Central


  3 / 388 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1151755
Autor: Dusse, Luci Maria Sant'Ana; Rios, Danyelle Romana Alves; Sousa, Letícia Parreiras Nunes; Moraes, Rívia Mara Morais e Silva; Domingueti, Caroline Pereira; Gomes, Karina Braga Gomes.
Título: Biomarcadores da função renal: do que dispomos atualmente? / Biomarkers of renal function: what is currently available?
Fonte: Rev. bras. anal. clin;49(1):41-51, jun.16, 2017.
Idioma: pt.
Resumo: A avaliação da função renal é de extrema importância na prática clínica, tanto para o diagnóstico quanto para e prognóstico e monitoração das doenças renais. Neste contexto, aparticipação do laboratório é de grande importância, uma vez que a maior parte das doenças renais só se manifesta clinicamente quando mais de 50% a 75% da função renal estácomprometida. O desenvolvimento de novos biomarcadores para diagnóstico precoce, estratificação de risco, prognóstico de lesão renal tem sido um dos principais alvos das pesquisas envolvendo o sistema renal. Dessa forma, diversos novos biomarcadores, tais como lipocalina associada à gelatinase de neutrófilos (NGAL), cistatina C, molécula-1 de lesão renal (KIM-1), interleucina-18 (IL-18), enzimas urinárias tubulares e proteínas de baixo peso molecular, dentre outros, têm sido propostos para diagnosticar /monitorar as doenças renais agudas e crônicas. Este estudo visa discutir aspectos associados aos principais biomarcadores utilizados na rotina laboratorial para diagnóstico, prognóstico e acompanhamento do paciente com disfunção renal, bem como apresentar novos marcadores que se destacam na literatura recente e que podem ser promissores na prática clínica

The assessment of renal function is very important in clinical practice, both for diagnosis and for prognosis and monitoring of renal diseases. In this context, the role of the laboratory is of great importance, since most of the kidney disease manifests itself clinically only when more than 50 to 75% of kidney function is compromised. The development of new biomarkers for early diagnosis, risk stratification, prognosis of renal injury has been a major focus of research involving the renal system. Thus, several new biomarkers, such as neutrophil gelatinase-associated lipocalin (NGAL), kidney injury molecule-1 (KIM-1), interleukin-18 (IL18) and low-molecular weight proteins and enzymes, and others, have been proposed to diagnose/monitoring acute and chronic renal diseases. The aim of this study is to discuss aspects related to the main biomarkers used in routine laboratory tests for diagnosis, prognosis and monitoring of patients with renal dysfunction, as well as provide new markers that stand out in the recent literature, and that may be promising in clinical practice
Descritores: Técnicas de Laboratório Clínico
Insuficiência Renal
Testes Laboratoriais
Lesão Renal Aguda
Falência Renal Crônica
-Proteinúria
Ureia
Biomarcadores
Quelantes de Ferro
Gelatinases
Interleucina-18
Creatinina
Albuminúria
Lipocalinas
Cistatina C
Inulina
Testes de Função Renal
Responsável: BR408.1 - Biblioteca da Faculdade de Medicina - BFM


  4 / 388 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-737659
Autor: Araújo, Emily Quintana Xavier de; Silva, Juliana Bastoni da; Carmona, Elenice Valentim; Araújo, Eliana Pereira de; Lima, Maria Helena de Melo.
Título: Papaína-ureia como agente desbridante: revisão de literatura / Papína-urea como agente del desbridamiento: revisión de la literatura / Papain-urea a debriding agent: literature review
Fonte: Rev. baiana saúde pública;38(3), jul.-set. 2014. tab.
Idioma: pt.
Resumo: A remoção do tecido inviável da ferida é um passo importante para o processo de cicatrização. O desbridamento enzimático é um dos métodos utilizados pela equipe de enfermagem para tal fim, consistindo na aplicação de enzimas exógenas no leito da ferida, a fim de obter a degradação do tecido necrosado, sem prejuízo do viável. Dentre os produtos disponíveis para tal desbridamento, a associação papaína-ureia apresenta resultados satisfatórios. Entretanto, ainda é pouco utilizada no Brasil. Assim, o presente estudo é uma revisão de literatura, cujo objetivo foi identificar artigos científicos sobre o uso da papaína-ureia como agente desbridante em feridas. A busca se deu nas seguintes bases de dados: PubMed, Scopus, Web of Science, Cochrane, LILACS e SciELO. O período considerado foi de 2000 a 2012, utilizando os descritores: desbridamento, papaína-ureia, papaína, ureia e suas respectivas versões em inglês. De acordo com a literatura, o uso de papaína-ureia promove dissolução do tecido não viável e melhora a aparência da lesão: ocorre redução de edema, eritema, odor e exsudato. Favorece, assim, o processo de granulação e epitelização. Entretanto, as evidências científicas ainda são poucas e mais estudos precisam ser realizados.

The removal of infeasible tissue from a wound is an important step to the healing process. Enzymatic debridement is one of the methods used by nursing staff for this, what consisits in the application of exogenous enzymes on wound in order to obtain necrotic tissue degradation without prejudice to feasible tissues. Among the available products for such debridement, the association of papain and urea produces satisfactory results. However, it is not widely used in Brazil. Therefore, this literature review aimed to identify papers on using papain-urea as debriding agent for wounds. The search took place in the following databases: PubMed, Scopus, Web of Science, Cochrane, LILACS and SciELO. The considered period was from 2000 to 2012, using the following keywords in Portuguese and English: debridement, papain-urea, papain, and urea. According to literature, the use of papain-urea causes dissolution of non-viable tissue and improves the appearance of lesions: it decreases edema, erythema, odor, and exudate. Thus, it favors granulation and tissue epithelialization. However, there are few scientific evidences regarding this issue and more studies must be conducted.Keywords: Debridement. Papain. Urea. Wound healing. Nursing care..

La eliminación de tejido no viable de la herida es un paso importante en el proceso de cicatrización. Desbridamiento enzimático es uno de los métodos utilizados por el personal de enfermería, que consiste en la aplicación de las enzimas exógenas en la herida con el fin de obtener la degradación de tejido necrótico, sin daño para viables. Entre los productos disponibles para tal desbridamiento, la asociación de la papaína y urea produce resultados satisfactorios. Sin embargo, no se utiliza ampliamente en Brasil. Por lo tanto, este estudio es una revisión de la literatura que tuvo como objetivo identificar artículos sobre el uso de papaína-urea como agente de desbridamiento para las heridas. La búsqueda se realizó en las siguientes bases de datos: PubMed, Scopus, Web of Science, Cochrane, LILACS y SciELO. El período considerado fue 2000-2012, utilizando las palabras clave en Portugués y Inglés: desbridamiento, papaína-urea, papaína y urea. Según la literatura, aplicación de la papaína-urea promueve disolución del tejido no viable, así como mejora la aparencia de la lesión: produce reducción de edema, eritema, olor y exudado. Por lo tanto favorece el proceso de granulación y epitelización. Pero, las evidencias científicas son aún pocas y más estudios necesitan ser realizados.
Descritores: Ureia
Cicatrização
Papaína
Desbridamento
Cuidados de Enfermagem
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR15.1 - Biblioteca de Ciências Biomédicas


  5 / 388 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1147328
Autor: Morais, Leonardo Fiusa de; Almeida, João Carlos de Carvalho; Nepomuceno, Delci de Deus; Freitas, Rafaela Scalise Xavier de; Melo, Bárbara Maria Gomes de; Silva, Joice Fátima Moreira.
Título: Nutritive value of elephant grass hay ammoniated by urea / Valor nutritivo do feno de capim elefante amonizado por uréia
Fonte: Biosci. j. (Online);36(5):1498-1506, 01-09-2020. tab.
Idioma: en.
Resumo: The aim of this study was to evaluate the effect of ammoniation by urea on the nutritional value of elephant grass hay harvested after flowering. A completely randomized design, in double factorial designs with an additional treatment: 4 urea doses (2, 4, 6 and 8%) x 2 treatment periods (30 and 45 days) + 1 (Control) with four replicates each, was employed. Dry matter, ash, ether extract, neutral detergent fiber, acid detergent fiber, cellulose, lignin, neutral detergent fiber corrected for the ash and the protein, total nitrogen, acid detergent insoluble nitrogen, neutral detergent insoluble nitrogen, non-protein nitrogen, in vitro gas production and carbohydrates fractionation were analyzed. The treatments influenced the contents of DM, EE, NDF, ADF, lignin, cellulose, NDFap, fraction A + B1, fraction B2, fraction C, TN, NPN, ADIN, NDIN, L and Vf2. There was a positive linear effect of urea dose for NDF, ADIN, NDIN and L, positive linear effect on fraction A + B1, NT and NPN, and positive quadratic effect for Vf2, with absolute maximum point of 4.5%. Elephant grass hay harvested after flowering has its nutritional value improved, with a minimum dose of 4.5% urea on a dry matter basis.(AU)

Objetivou-se avaliar o efeito da amonização com ureia sobre o valor nutritivo do feno de capim elefante colheitado após florescimento. O estudo foi delineado, em esquema fatorial duplo com um tratamento adicional: 4 doses de ureia (2, 4, 6 e 8%) x 2 período de tratamento (30 e 45 dias) + 1 tratamento controle, com 4 repetições cada. As variáveis analisadas foram: matéria seca (MS), cinzas, extrato etéreo (EE), fibra em detergente neutro (FDN) e ácido (FDA), FDN corrigida para cinzas e proteínas (FDNcp), celulose, lignina, nitrogênio total (NT), nitrogênio insolúvel em detergente ácido (NIDA) e neutro (NIDN), nitrogênio não proteico (NNP). Produção de gases in vitro proveniente dos carboidratos não fibrosos (Vf1) e fibrosos (Vf2), taxa de fermentação dos carboidratos não fibrosos (k1) e fibrosos (k2) e tempo de colonização bacteriana do substrato (L), além do fracionamento de carboidratos. Os tratamentos influenciaram os teores de MS, EE, FDN, FDA, lignina, celulose, FDNcp, fração A + B1, fração B2, fração C dos carboidratos, NT, NNP, NIDA, NIDN, L e Vf2. Houve efeito linear decrescente de dose de ureia para FDNcp, NIDA, NIDN e L, crescente para fração A+B1, NT e NNP, e, quadrático crescente de dose de ureia para Vf2, com ponto máximo absoluto de 4,5% de ureia obtido após derivar a equação de regressão aos 45 dias de tratamento do feno. Concluindo que feno de capim elefante colheitado após florescimento tem seu valor nutricional melhorado, com dose mínima de 4,5% de ureia em base da matéria seca.(AU)
Descritores: Ureia
Pennisetum
Valor Nutritivo
-Técnicas In Vitro
Carboidratos
Gases
Nitrogênio
Responsável: BR396.1 - Biblioteca Central


  6 / 388 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1146270
Autor: Bueno, Daiane de Souza; Lima, Sebastião Ferreira de; Blanco, Matildes; Coradi, Paulo Carteri.
Título: Management of nitrogen fertilization on agronomic and nutritional characteristics in second crop corn / Manejo da fertilização nitrogenada nas características agronômicas e nutricionais do milho safrinha
Fonte: Biosci. j. (Online);36(2):439-448, 01-03-2020. tab.
Idioma: en.
Resumo: Fertilization management, mainly nitrogen, is one of the factors that most directly affect corn grain yield. Nitrogen dynamics in the soil is quite complex and its main source currently used in corn production, the urea, undergo intense losses in its conventional form, mainly by volatilization and leaching. Thus, the aim of this study was to assess the effect of forms, sources, and times of nitrogen application on the second crop corn. The experiment was conducted in 2016 in the Fundação Chapadão, Chapadão do Sul, MS, Brazil. The sources conventional urea, polymer-coated urea, and foliar N (8 treatments) were used as follows: control (without N addition), conventional urea (single in V3 and split in V3 and V6), polymer-coated urea (single in V3 and split in V3 and V6), conventional urea + foliar N (conventional urea in V6 and foliar in pre-flowering), polymer-coated urea + foliar N (polymer-coated urea in V6 and foliar in pre-flowering), and foliar N (split in V6 and pre-flowering). The variables stem diameter, ear index, ear length, number of grains per row, number of rows per ear, plant height, first ear height, leaf chlorophyll index, leaf N index, leaf values of Ca, Mg, Fe, Zn, Mn, and Cu, 100-grain weight, and grain yield were assessed. Nitrogen application in the form of conventional urea, polymer-coated urea, and foliar N (single or split) for second crop corn does not result in distinct benefits for the crop. Thus, attention should be paid to the commercialization of the product, which has prices established according to nitrogen forms, but without result, for example, in grain yield, which in fact will compose the producer income. The applied nitrogen form and mode of application were positive only to increase the contents of Ca, Mg, Zn, and Mn in the leaves of second crop corn. Ca was favored by the use of conventional urea and split conventional urea, Mg and Mn were only benefited by foliar N application, and Zn was benefited by the use of conventional urea, split conventional urea, conventional urea + foliar N, and polymer-coated urea+foliar N.

O manejo da adubação, principalmente a nitrogenada, é um dos fatores que afetam mais diretamente a produtividade de grãos de milho. A dinâmica do nitrogênio no solo é bastante complexa e a principal fonte atualmente utilizada na produção do milho, a ureia, em sua forma convencional, sofre perdas intensas, principalmente por volatilização e lixiviação. Assim, o objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito de formas, fontes e épocas de aplicação de nitrogênio na cultura do milho segunda safra. O experimento foi conduzido no ano de 2016 na Fundação Chapadão, no município de Chapadão do Sul, MS, Brasil. Foram utilizadas as fontes ureia convencional, ureia revestida com polímero e N foliar (8 tratamentos), sendo eles: testemunha (sem adição de N); ureia convencional (todo aplicado no estádio V3) e (parcelada em V3 e V6); ureia com polímero (todo em V3) e (parcelada em V3 e V6); Ureia convencional + N foliar (ureia convencional em V6 e foliar em pré-florada); Ureia com polímero + N foliar (ureia com polímero em V6 e foliar em pré-florada) e N foliar (parcelado em V6 e pré-florada). Foram avaliados o diâmetro de colmo, índice de espiga, comprimento de espiga, número de grãos por fileira, número de fileiras por espiga, altura de plantas, altura de inserção da primeira espiga, índice de clorofila foliar, índice de N foliar, valores foliares de Ca, Mg, Fe, Zn, Mn e Cu, massa de 100 grãos e produtividade de grãos. A aplicação do nitrogênio na forma de ureia convencional, ureia com polímeros e foliar, de forma única ou parcelada, para o milho segunda safra, não resulta em benefícios distintos para a cultura. Assim, deve-se ficar atento a comercialização do produto, que tem preços estabelecidos de acordo com as formas do nitrogênio, mas sem resultado, por exemplo, na produtividade de grãos, que irá de fato compor a renda do produtor. A forma do nitrogênio aplicado e o modo de aplicação foram positivos apenas para aumentar os teores de Ca, Mg, Zn e Mn nas folhas do milho segunda safra. O Ca foi favorecido pelo uso da ureia convencional e convencional parcelada, o Mg e o Mn foram beneficiados apenas pela aplicação de N foliar, enquanto o Zn foi beneficiado pelo uso da ureia convencional, convencionalparcelada, convencional + N foliar e ureia com polímero + N foliar.
Descritores: Zea mays
Fertilização
Nitrogênio
-Ureia
Responsável: BR396.1 - Biblioteca Central


  7 / 388 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1128170
Autor: Gisbert, Javier P.
Título: Prueba del aliento con 13C-urea para el diagnóstico de la infección por H. pylori mediante espectrometría de masa y espectrofotometría de infrarrojos / Breath test with 13C-urea for H. pylori infection diagnosis by means of mass spectrometry and infrared spectrophotometry
Fonte: Salud(i)ciencia (Impresa) = Salud(i)ciencia (En linea);15(1):461-463, nov. 2006.
Idioma: es.
Resumo: La prueba del aliento con urea (PAU) se basa en la capacidad de la ureasa producida por H. pylori para hidrolizar una solución de urea previamente marcada con el isótopo 13C o 14C. La utilización de 13C comporta indudables ventajas, ya que se trata de un isótopo natural estable y no radiactivo. La PAU es considerada actualmente como la técnica de elección para confirmar la erradicación de H. pylori (cuando no es precisa la gastroscopia), lo que deberá comprobarse al menos cuatro semanas después de haber finalizado el tratamiento antibiótico. La exactitud diagnóstica de la PAU es muy elevada, superior al 90%, probablemente debido a que valora la totalidad de la mucosa gástrica, a diferencia de los métodos diagnósticos basados en el análisis de la muestra obtenida por biopsia. Para la realización de la PAU se emplea tradicionalmente un espectrómetro de masas de relaciones isotópicas (isotope ratio mass spectrometer [IRMS]). Más recientemente se desarrollaron otras técnicas, entre las que destaca la espectrofotometría de infrarrojos (NDIRS). Ambos equipos poseen una similar y elevada exactitud diagnóstica. La utilización del IRMS podría ser más apropiada en hospitales donde se realicen numerosas pruebas del aliento o en aquellos sitios que actúen como centros de referencia para la recepción de muestras procedentes de otros lugares. El NDIRS, por su parte, constituye una atractiva alternativa para los laboratorios que procesan un reducido número de muestras o para el uso en la propia consulta.
Descritores: Espectrometria de Massas
Ureia
Urease
Helicobacter pylori
Diagnóstico
Tipo de Publ: Relatório Técnico
Responsável: AR392.1 - Biblioteca


  8 / 388 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1124025
Autor: Benozzi, Silvia Fabiana; Unger, Gisela; Milano, Pablo Gustavo; Campion, Amparo; Pennacchiotti, Graciela Laura.
Título: Tomar mate previo a la flebotomía no interfiere en las pruebas bioquímicas de rutina / Drinking mate prior to phlebotomy does not interfere with routine biochemical tests
Fonte: Acta bioquím. clín. latinoam;53(4):477-486, dic. 2019. graf, tab.
Idioma: es.
Resumo: En este estudio se evaluó el efecto de tomar mate en las pruebas bioquímicas de rutina. Se extrajo sangre a 32 mujeres voluntarias luego de 12 horas de ayuno y a la hora (T1), dos horas (T2) y tres horas (T3) posteriores a la toma de 5 mates. Se estudiaron parámetros hematológicos y analitos de química clínica. Los resultados se analizaron empleando pruebas estadísticas para muestras relacionadas. Se calculó la diferencia porcentual media (DM%) de cada analito en cada hora respecto del valor basal y se comparó con el valor de referencia del cambio (VRC). Una DM% mayor que el VRC se consideró clínicamente significativa. En T1, T2 y T3 los recuentos de neutrófilos, eosinófilos y linfocitos fueron más bajos que en T0, también los niveles de glucosa, urea, creatinina y cistatina C fueron más bajos que en T0, mientras que los valores de proteínas totales, colesterol transportado por lipoproteínas de baja densidad y la actividad enzimática de lactato deshidrogenasa fueron más altos que en T0. En todos los casos los cambios fueron estadísticamente significativos, aunque no lo fueron desde el punto de vista clínico. Tomar 5 mates antes de la flebotomía no interfiere en los resultados de las pruebas bioquímicas de rutina.

In the present study the effect of drinking mate in routine biochemical tests was evaluated. Blood was collected from 32 female volunteers after a 12 h fasting period. In addition, 1 hour (T1), 2 hours (T2), and 3 hours (T3) after drinking 5 mates, blood was collected again. Hematological parameters and clinical chemistry analytes were studied. The results were analyzed using statistical tests for related samples. Mean difference % (MD%) was calculated for each analyte and was further compared with reference change value (RCV). The MDs% higher than RCV were considered clinically significant. At T1, T2, and T3 the count neutrophils, eosinophils and lymphocytes were lower than at T0. Also glucose, urea, creatinine, and cystatin C values were lower than at T0 whereas total proteins, LDL-C, and LD enzymatic activity values were higher than at T0. In all cases, variability was statistically significant but not clinically significant. Drinking 5 mates prior to phlebotomy does not interfere with the results of routine biochemical tests.

Neste trabalho, o efeito de beber chimarrão foi avaliado em testes bioquímicos de rotina. O sangue foi extraído de 32 mulheres voluntárias após 12 horas de jejum, e uma hora (T1), duas horas (T2) e três horas (T3) após a tomada de 5 chimarrões. Parâmetros hematológicos e analitos de química clínica foram estudados. Os resultados foram analisados utilizando testes estatísticos para amostras relacionadas. A diferença percentual média% (DM%) de cada analito em cada hora foi calculada em relação ao valor basal e comparada com o valor de referência da modificação (VRM). Uma DM% maior que o VRM foi considerada clinicamente significativa. Em T1, T2 e T3 as contagens de neutrófilos, eosinófilos e linfócitos foram mais baixas que em T0, Também os níveis de glicose, ureia, creatinina e cistatina C foram mais baixos que em T0, ao passo que os valores de proteínas totais, colesterol transportado por lipoproteínas de baixa densidade e a atividade enzimática de lactato desidrogenase foram mais altos que em T0. Em todos os casos as alterações foram estatisticamente significativas, embora do ponto de vista clínico não o tenham sido. Tomar 5 chimarrões antes da flebotomia não interfere nos resultados dos testes bioquímicos de rotina.
Descritores: Ureia
Sangue
Linfócitos
Química Clínica
Jejum
Flebotomia
Creatinina
Ingestão de Líquidos
Cistatina C
Fase Pré-Analítica/métodos
Glucose
Lipoproteínas LDL
-Encaminhamento e Consulta
Rutina
Tri-Iodotironina
Mulheres
Colesterol
Coleta de Dados
Eosinófilos
Parâmetros
Fase Pré-Analítica/estatística & dados numéricos
L-Lactato Desidrogenase
Neutrófilos
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Responsável: AR144.1 - CIBCHACO - Centro de Información Biomedica del Chaco


  9 / 388 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1129486
Autor: Rezende, R. S; Eurides, D; Alves, E. G. L; Venturini, G. C; Alves, R. N; Felipe, R. L.
Título: Análise ultraestrutural do colágeno de feridas cutâneas de coelhos tratadas com plasma rico em plaquetas de equino / Ultrastructural analysis of the collagen of rabbit skin wounds treated with platelet-rich equine plasma
Fonte: Arq. bras. med. vet. zootec. (Online);72(3):827-835, May-June, 2020. ilus, tab.
Idioma: pt.
Resumo: O colágeno é sintetizado e segregado no espaço extracelular e organizados em fibrilas estriadas de acordo com o tipo de tecido. Utilizaram-se 24 coelhos brancos da raça Nova Zelândia, com idade de 12 meses e com 3,0kg de peso corporal, para avaliar a porcentagem de colágeno das feridas cutâneas tratadas com plasma rico em plaquetas de equino e pomada contendo gentamicina, sulfanilamida, sulfadiazina, ureia e vitamina A. Os animais foram separados em quatro grupos de igual número e submetidos à remoção de pele na região das linhas médias dorsal torácica (feridas tratadas) e lombar (feridas controle). As feridas torácicas foram tratadas com plasma rico em plaqueta de equino e pomada contendo gentamicina, sulfanilamida, sulfadiazina, ureia e vitamina A, e as do grupo controle somente com a pomada. Dos animais do grupo I, foi coletado tecido cutâneo, para a avaliação histológica e a ultraestrutural, com três dias de pós-operatório; dos animais do grupo II, com sete dias; do grupo III, com 14 dias; e do grupo IV, com 21 dias. Decorrido o período de avaliação de cada grupo, foi coletado fragmento de pele para avaliação da porcentagem de colágeno, bem como do diâmetro e da densidade da fibrila de colágeno por microscopia eletrônica de transmissão. O tratamento com PRP de equino associado à aplicação tópica da pomada mostrou-se eficaz na maturação das fibrilas colágenas e na antecipação do processo cicatricial.(AU)

Collagen is synthesized and secreted into the extracellular space and organized into striated fibrils according to the tissue type. This study evaluated the concentration of collagen in rabbit skin wounds treated with equine platelet-rich plasma (PRP) and ointment containing gentamicin, sulfanilamide, sulfadiazine, urea, and vitamin A. Twenty-four New Zealand white rabbits aged 2 to 12 months and weighing 3.0kg were included. The animals were allocated equally into four groups and the skin was removed from the thoracic dorsal midline (treated wound) and lumbar (control wound) regions. The thoracic wounds were treated with equine PRP and ointment containing gentamicin, sulfanilamide, sulfadiazine, urea, and vitamin A, and the control group was treated with the ointment alone. For histological and ultrastructural assessment, cutaneous tissue was collected on postoperative days 3 (group I), 7 (group II), 14 (group III), and 21 (group IV). After the evaluation period, in each group, a skin fragment was collected for analysis of the collagen concentration, as well as the collagen fibril diameter and density by transmission electron microscopy. The results indicated that treatment with equine PRP combined with topical application of the ointment was effective in facilitating the maturation of collagen fibrils and the wound healing process.(AU)
Descritores: Cicatrização/fisiologia
Ferimentos e Lesões/reabilitação
Ferimentos e Lesões/veterinária
Colágeno/ultraestrutura
Plasma Rico em Plaquetas
-Sulfadiazina/administração & dosagem
Sulfanilamidas/administração & dosagem
Ureia/administração & dosagem
Vitamina A/administração & dosagem
Gentamicinas/administração & dosagem
Cavalos
Limites: Animais
Coelhos
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  10 / 388 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-873542
Autor: Schutzemberger, Mônica Erthal; Souza, Regina Teixeira; Petrucci, Romina Eulálio; Machado, Mariângela Naval; Papalexiou, Vula; Brancher, João Armando.
Título: Análise bioquímica do fluido salivar de indivíduos portadores de doença periodontal / Biochemical analysis of saliva of subjects with periodontal disease
Fonte: RSBO (Impr.);4(1):46-52, maio 2007. ilus, tab.
Idioma: pt.
Resumo: A doença periodontal está associada a acúmulo local de biofilme. É uma infecção de origem microbiana que, além da destruição de tecidos periodontais, formação de cálculo dentário e perda de dentes, provoca doenças sistêmicas. A saliva é um fluido de origem glandular que recobre as superfícies bucais e possui propriedades físico-químicas extremamente variadas. O objetivo deste estudo foi avaliar se a doença periodontal é capaz de induzir alterações na composição do fluido salivar. Participaram da pesquisa 40 indivíduos, divididos em dois grupos de 20 pessoas: grupo-controle (GC n=20) e grupo teste (GT n=20); neste as pessoas eram portadoras de doença periodontal. Avaliaram-se os seguintes parâmetros salivares: capacidade de tamponamento salivar, velocidade do fluxo salivar, pH, concentrações de cálcio, uréia e proteínas totais. Os valores médios e o desvio-padrão obtidos foram....
Descritores: Doenças Periodontais
Saliva
Ureia
Responsável: BR39.2 - Biblioteca Professora Maria Dilma de Oliveira Gonçalves



página 1 de 39 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde