Base de dados : LILACS
Pesquisa : D03.383.066.600 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 30 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 3 ir para página          

  1 / 30 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-795826
Autor: Rf Lins, Lívia Cristina; Santos, Itamar Meireles Andrade; Melo, Mónica Santos de; Menezes, Paula Dos Passos; S Araújo, Adriano Antunes; Nunes, Rogéria De Souza; Dos Santos, Márcio Roberto Viana; Medeiros, Isac Almeida de; Ribeiro, Eurica Adélia Nogueira; Santos, José Ronaldo Dos; Marchioro, Murilo.
Título: The anticonvulsant effect of geraniol and inclusion complex geraniol: beta-cyclodextrin / El efecto anticonvulsivo de geraniol y la inclusión de geraniol complejo: beta-ciclodextrina
Fonte: Bol. latinoam. Caribe plantas med. aromát;13(6):557-565, nov.2014. ilus.
Idioma: en.
Resumo: Geraniol (GR) is an acyclic monoterpene alcohol present in essential oils of aromatic plant species used in Brazilian folk medicine for the treatment of epilepsy. The present study was designed to evaluate the anticonvulsant effect of GR and of the inclusion complex geraniol:beta-cyclodextrin (GR:beta-CD). Mice were treated with GR or with GR:beta-CD (50, 100 and 200 mg/kg) 30 min before pentylenetetrazole (PTZ) or strychnine (STN). GR at 200 mg/kg and GR:beta-CD at the doses of 100 and 200 mg/kg significantly increased the latency for the first PTZ-induced convulsion and reduced the percentage of animals that convulsed. The pretreatment of flumazenil did not revert the anticonvulsant effect of GR in the PTZ-induced convulsion model. In the STN-induced convulsion model, the effects of GR were investigated and no difference was found against control. The results demonstrated an anticonvulsant activity of GR in the PTZ-model, which was potentialized by the complexation with beta-CD...

Geraniol (GR) es un alcohol monoterpeno acíclico presentes en los aceites esenciales de las especies de plantas aromáticas utilizadas en la medicina popular brasileña para el tratamiento de la epilepsia. El presente estudio fue diseñado para evaluar el efecto anticonvulsivo del GR y de la inclusión de geraniol complejo: beta-ciclodextrina (GR:beta-CD). Los ratones fueron tratados con GR o con GR:beta- CD (50, 100 y 200 mg/kg) 30 minutos antes de pentylenotetrazole (PTZ) o strichinine (STN). GR a 200 mg/kg y GR:beta-CD en las dosis de 100 y 200 mg/kg aumentó significativamente la latencia para la primera convulsión inducida PTZ-y redujo la porcentaje de animales que convulsionó. El tratamiento previo de flumazenil no revirtió el efecto anticonvulsivo de GR en el modelo de convulsión inducida con PTZ. En el modelo de convulsión inducida com STN, los efectos de GR fueron investigados y no se encontró ninguna diferencia contra el control. Los resultados demostraron una actividad anticonvulsiva de geraniol en el modelo de PTZ, que fue potenciada por la formación de complejos con beta-CD...
Descritores: Óleos Voláteis/administração & dosagem
Anticonvulsivantes/administração & dosagem
Epilepsia/tratamento farmacológico
Terpenos/administração & dosagem
-Ciclodextrinas
Fármacos Neuroprotetores/administração & dosagem
Monoterpenos/administração & dosagem
Pentilenotetrazol/administração & dosagem
Limites: Animais
Camundongos
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  2 / 30 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-774523
Autor: Fleck, J; Temp, F R; Marafiga, J R; Jesse, A C; Milanesi, L H; Rambo, L M; Mello, C F.
Título: Montelukast reduces seizures in pentylenetetrazol-kindled mice
Fonte: Braz. j. med. biol. res = Rev. bras. pesqui. méd. biol;49(4):e5031, 2016. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: CNPq.
Resumo: Cysteinyl leukotrienes (CysLTs) have been implicated in seizures and kindling; however, the effect of CysLT receptor antagonists on seizure frequency in kindled animals and changes in CysLT receptor expression after pentylenetetrazol (PTZ)-induced kindling have not been investigated. In this study, we evaluated whether the CysLT1 inverse agonist montelukast, and a classical anticonvulsant, phenobarbital, were able to reduce seizures in PTZ-kindled mice and alter CysLT receptor expression. Montelukast (10 mg/kg, sc) and phenobarbital (20 mg/kg, sc) increased the latency to generalized seizures in kindled mice. Montelukast increased CysLT1 immunoreactivity only in non-kindled, PTZ-challenged mice. Interestingly, PTZ challenge decreased CysLT2 immunoreactivity only in kindled mice. CysLT1 antagonists appear to emerge as a promising adjunctive treatment for refractory seizures. Nevertheless, additional studies are necessary to evaluate the clinical implications of this research.
Descritores: Acetatos/farmacologia
Anticonvulsivantes/farmacologia
Antagonistas de Leucotrienos/farmacologia
Quinolinas/farmacologia
Convulsões/tratamento farmacológico
-Acetatos/uso terapêutico
Anticonvulsivantes/uso terapêutico
Western Blotting
Convulsivantes
Excitação Neurológica/efeitos dos fármacos
Antagonistas de Leucotrienos/uso terapêutico
Pentilenotetrazol
Fenobarbital/farmacologia
Fenobarbital/uso terapêutico
Quinolinas/uso terapêutico
Receptores de Leucotrienos/efeitos dos fármacos
Convulsões/induzido quimicamente
Fatores de Tempo
Resultado do Tratamento
Limites: Animais
Masculino
Camundongos
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Estudos de Avaliação
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 30 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-754447
Autor: Reis-Pinto, Fernanda Christina; Barbalho, Patrícia Gonçalves; Mangolin, Rafael Felipe Pires; Maurer-Morelli, Cláudia Vianna.
Título: Análise Temporal dos Transcritos dos Genes bdnf e ntrk2 em Cérebro de Zebrafish Induzido à Crise Epiléptica por Pentilenotetrazol / Temporal transcript profile of bdnf, ntrk2a and ntrk2b genes in zebrafish brain after Pentylenotetrazole (PTZ)-induced seizure
Fonte: J. epilepsy clin. neurophysiol;18(4), dec. 2012. tab, ilus.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: Investigar o perfil temporal de transcritos dos genes bdnf, ntrk2a e ntrk2b em cérebro de zebrafish após crise epiléptica induzida por Pentilenotetrazol (PTZ). Metodologia: Os animais foram divididos em Grupo PTZ (induzidos à crise epiléptica com PTZ 15mM) e Grupo Controle (animais sem crise epiléptica) e seus cérebros coletados nos tempos: 0h, 12h, 24h, 48h, 72h pós-crise. Reações de transcriptase reversa-PCR quantitativa foram realizadas com os controles endógenos 18s e ef1a usando-se o sistema TaqManTM (Applied Biosystems, Foster City). A quantificação relativa foi calculada pela equação QR=2–∆∆CT e a significância estatística dada pelo teste Kruskall-Wallis (p≤0,05). Resultados: No grupo PTZ houve um aumento significativo dos niveis de RNAm do gene bdnf no tempo 0h (p=0,017). O aumento de transcritos encontrado nos outros tempos não foi significante (p>0,05). Conclusão: Nossos resultados mostraram que a indução de crise epiléptica alterou o padrão de transcrito do gene bdnf no cérebro do zebrafish como visto em outros modelos animais e em humanos, porém em um padrão temporal diferente. Este é o primeiro estudo que descreve o perfil temporal de transcritos bdnf/ntrk2 em cérebro de zebrafish após crise epiléptica e contribui para a caracterização deste pequeno peixe como modelo de estudo em epilepsias.

Objective: The main aim of this study was to investigate the transcript profile of bdnf, ntrk2a and ntrk2b genes in adult zebrafish brain after Pentylenotetrazole (PTZ)-induced seizure. Methods: Zebrafish were separated in PTZ (seizure-induced) and Control (no seizure) groups. At 0h, 12h, 24h, 48h and 72h after seizure, animals were anesthetized and their brains were immediately collected for RNA extraction. Reverse transcriptase quantitativePCRs were carried out with 18S and ef1a as endogenous control using TaqManTM System (Applied Biosystems, Foster City). The relative quantification was calculated by the equation RQ=2–∆∆CT. Statistical analysis was performed by Kruskall-Wallis test (p≤0.05). Results: Comparisons between both groups showed an increase of bdnf mRNA levels in the PTZ group at 0h after seizure (p= 0.017). No statistical significance was found in other times investigated (p>0.05). Conclusions: Our results showed an up-regulation of the transcript levels of bdnf gene in zebrafish brain after seizure as seems in other models and humans, but in a different pattern. This is the first study investigating temporal pattern of bdnf, ntrk2a and ntrk2b genes in zebrafish brain after a seizure and contributes to characterize it as a model for epilepsy studies.
Descritores: Pentilenotetrazol
Peixe-Zebra
Fator Neurotrófico Derivado do Encéfalo
Epilepsia
Reação em Cadeia da Polimerase em Tempo Real
Tipo de Publ: Estudos de Avaliação
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 30 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-743354
Autor: Aragão, Gislei Frota.
Título: Efeitos dos triterpenos a- e ß-amirina e de seus derivados acetilados no sistema nervoso central [manuscrito] / Effects of a- and ß-amyrin triterpenes and its acetylated derivatives in the central nervous system [manuscript].
Fonte: Fortaleza; s.n; 2008.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Federal do Ceará para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: A mistura triterpênica de α- e β-amirina (AMI) é obtida da planta Protium heptaphyllum Aubl March (Família Burseraceae), comum em vários estados brasileiros e conhecida popularmente como breu branco, também é utilizada na prática da medicina popular para tratar várias enfermidades. O acetato de α- e β-amirina (AcAMI) é a forma acetilada desta mistura triterpênica. Vários estudos experimentais já foram feitos utilizando estes triterpenos, mas estudos da ação destes no Sistema Nervoso Central (SNC) ainda são escassos. O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito da administração destes compostos naturais em camundongos e verificar uma possível atividade sedativa, ansiolítica, antidepressiva e anticonvulsivante, procurando ainda esclarecer por que mecanismos estes compostos agem. A metodologia utilizada foi utilizando testes farmacológicos já descritos na literatura e estudos de doseamento de monoaminas e aminoácidos através de HPLC. Os resultados mostraram que tanto a AMI como o AcAMI mostraram-se bastante ativos farmacologicamente. No teste da Campo Aberto ambas misturas (AMI e AcAMI) administradas por via aguda e sub-crônica demonstraram efeitos sedativos, nas doses de 10, 25 50 mg/kg, após a constatação da diminuição do movimento exploratório dos animais e do número de grooming e de rearing, utilizando o diazepam como controle positivo. No Teste do Plus Maze também ambas as misturas demonstraram atividade ansiolítica aumentando o número de entradas e o tempo de permanência nos braços abertos...
Descritores: Antidepressivos
Burseraceae
Sistema Nervoso Central
GABAérgicos
Pentilenotetrazol
Proteína Quinase C
Triterpenos
Responsável: BR6.1 - BCS - Biblioteca de Ciências da Saúde


  5 / 30 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Cruz, Antonio Pedro de Mello
Texto completo
Id: lil-604503
Autor: Galvão, Bruno de Oliveira; Larrubia, Bruno Costa; Hommes, Wouter Jan; Cardenas, Luis Fernando; Cruz, Antonio Pedro de Mello; Landeira-Fernandez, Jesus.
Título: Effects of contextual fear conditioning and pentylenetetrazol on panic-like reactions induced by dorsal periaqueductal gray stimulation with N-methyl-D-aspartate
Fonte: Psychol. neurosci. (Impr.);3(1):67-72, Jan.-June 2010. ilus, tab.
Idioma: en.
Projeto: Brazilian National Research Council; . Universidad de los Andes. FAPA; . CNPq.
Resumo: Electrical or chemical stimulation of the dorsal periaqueductal gray (DPAG) has been accepted as an animal model of panic attacks. This study investigates the influence of anticipatory anxiety in the occurrence of panic-like behavior induced by N-methyl-D-aspartate (NMDA) microinjection into the DPAG of rats. Behavioral (i.e., contextual fear conditioning) and pharmacological (i.e., pentylenetetrazol) manipulations were employed as animal models of anticipatory anxiety. In the first experiment, animals exposed to contextual cues that had been previously associated with electric footshocks through contextual fear conditioning were less likely than non-conditioned control animals to display defensive reactions such as running and jumping in response to microinjection of NMDA (0.3 µl of 15.0 µg/µl) into the DPAG. In the second experiment, rats were injected intraperitoneally with the anxiogenic drug pentylenetetrazol (PTZ, 15 mg/kg) 5 minutes before receiving intra-DPAG microinfusion with the same dose of NMDA as in Experiment 1. Panic-related behaviors were registered in an experimental arena immediately after NMDA microinfusion. As compared with saline pre-treated animals, PTZ significantly attenuated NMDA-induced panic-like reactions. These results further demonstrate the usefulness of DPAG chemical stimulation as an animal model of panic attacks and suggest that behavioral and pharmacological activation of the brain mechanisms underlying anticipatory anxiety might exert an antipanic-like effect.
Descritores: Transtornos de Ansiedade
Condicionamento (Psicologia)
Medo
Transtorno de Pânico
Pentilenotetrazol
Substância Cinzenta Periaquedutal
Limites: Animais
Ratos
Responsável: BR85.1 - Biblioteca Dante Moreira Leite


  6 / 30 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-588097
Autor: Oliveira, L D B; Oliveira, R W D; Futuro Neto, H A; Nakamura-Palacios, E M.
Título: The role of magnesium sulfate in prevention of seizures induced by pentylenetetrazole in rats / O papel do sulfato de magnésio na prevenção de crises induzidas por pentilenotetrazol em ratos
Fonte: Arq. neuropsiquiatr;69(2b):349-355, 2011. ilus, tab.
Idioma: en.
Resumo: Magnesium sulfate (MgSO4) has been used to prevent seizures in eclampsia. This study examined the central effects of MgSO4 on different types of pentylenetetrazole (PTZ)-induced seizures. Male Wistar rats were submitted to intracerebroventricular (ICV) administration of MgSO4 at different doses followed by intraperitoneal administration of PTZ. The latency to the onset of the first seizure induced by PTZ was significantly increased by ICV administration of MgSO4 at a dose of 100 µg compared to the control treatment. In addition, the total period during which animals presented with seizures was significantly reduced at this dose of MgSO4. Furthermore, the latency to the onset of the first partial complex seizure was significantly increased by the lowest dose of MgSO4. However, a high dose of MgSO4 had no effect or even potentiated the effect of PTZ. These results suggest that, depending on the dose, MgSO4 may be important in prevention of epileptic seizures.

Sulfato de magnésio (MgSO4) é utilizado para prevenir crises epilépticas na eclampsia. Este estudo examina os efeitos do MgSO4 em diferentes tipos de crise induzidas por pentilenotetrazol (PTZ). Ratos Wistar foram submetidos à administração intracerebroventricular (ICV) de diferentes doses de MgSO4 seguida de administração intraperitoneal de PTZ. A latência para o início da primeira crise induzida por PTZ foi aumentada pela administração ICV de MgSO4 na dose de 100 µg quando comparada ao tratamento controle. Além disso, o período durante o qual os animais apresentaram crises foi reduzido com a mesma dose de MgSO4. A latência para o início da primeira crise parcial complexa também foi aumentada com a dose menor de MgSO4 (32 µg). No entanto, a maior dose (320 µg) de MgSO4 não foi efetiva ou até potencializou os efeitos do PTZ. Esses resultados sugerem que, dependendo da dose, o MgSO4 pode ser útil na prevenção de crises epilépticas.
Descritores: Anticonvulsivantes/uso terapêutico
Sulfato de Magnésio/uso terapêutico
Convulsões/prevenção & controle
-Anticonvulsivantes/administração & dosagem
Convulsivantes
Relação Dose-Resposta a Droga
Eletroencefalografia
Injeções Intraventriculares
Sulfato de Magnésio/administração & dosagem
Pentilenotetrazol
Ratos Wistar
Convulsões/induzido quimicamente
Limites: Animais
Masculino
Ratos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 30 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-492373
Autor: Baran, Brigitta; Bitter, István; Ungvári, Gábor S; Nagy, Zoltán; Gazdag, Gábor.
Título: O advento do tratamento psiquiátrico moderno: a terapia convulsiva de László Meduna / Lessons from an early account of convulsive therapy
Fonte: Rev. psiquiatr. clín. (São Paulo);35(4):165-169, 2008.
Idioma: pt.
Resumo: A terapia convulsiva (TC) constitui uma das principais contribuições européias ao tratamento psiquiátrico moderno e à psiquiatria biológica. A TC foi introduzida na psiquiatria em 1934 por László Meduna, neuropsiquiatra húngaro. As publicações subseqüentes sobre o primeiro paciente tratado com TC, Zoltán L (ZL), baseiam-se nos artigos e na autobiografia de Meduna. De acordo com essas referências, após quatro anos de estupor catatônico, ZL recebeu TC induzida por cânfora que resultou em plena remissão dos sintomas esquizofrênicos, culminando com alta da instituição. Este artigo reconstrói a história do caso de ZL a partir da recente recuperação de anotações - algumas escritas pelo próprio Meduna - dos Arquivos do Instituto Nacional de Psiquiatria e Neurologia (Hungria). Essas anotações mostram que ZL recebeu repetidas sessões de TC entre 1934 e 1937, primeiramente induzidas por cânfora e depois por cardiazol. A primeira série de TC resultou na suspensão do estupor catatônico e na remissão parcial da psicose. Entretanto, a remissão foi breve e, a despeito de repetidas sessões de TC, ZL nunca esteve inteiramente livre de sintomas, nunca teve alta hospitalar e veio a falecer no Instituto em 1945. Na discussão do caso de ZL, tentamos explicar as possíveis razões das discrepâncias entre o relato de Meduna e as notas originais do prontuário médico.

Convulsive therapy (COT) is a major European contribution to the psychiatric armamentarium and biological psychiatry. COT was introduced in psychiatry by László Meduna, a Hungarian neuropsychiatrist. All subsequent publications about the first patient treated with COT, Zoltán L (ZL), were based on Meduna's papers and autobiography. After 4 years of catatonic stupor, ZL received camphor-induced COT which resulted in full remission and discharge from the institution. The aim of this paper is to reconstruct ZL's case history from the original case notes-partly written by Meduna himself-which were recovered from the archives of the National Institute of Psychiatry and Neurology. The case notes show that ZL repeatedly received COT between 1934 and 1937, first with camphor and then with cardiazol induction. After the first course of COT the catatonic stupor was resolved and the psychotic symptoms subsided. However, the remission lasted for only a few months and was followed by a relapse. Despite repeated courses of COT, ZL never became symptom free again, was never discharged and died in the Institute in 1945. This historical case is discussed from both the diagnostic and therapeutic points of view, and an attempt is made to explain the possible reasons for the discrepancies found between Meduna's account and ZL's case notes.
Descritores: Cânfora/uso terapêutico
Convulsivantes/uso terapêutico
Convulsões/terapia
Pentilenotetrazol/uso terapêutico
Psiquiatria/história
Limites: Seres Humanos
Responsável: BR66.1 - Divisão de Biblioteca e Documentação


  8 / 30 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-456986
Autor: Quintans-Júnior, Lucindo J; Silva, Davi A; Siqueira, Jullyana S; Souza, Maria de Fátima V. de; Almeida, Reinaldo N; Silva-Júnior, René G. C.
Título: Anticonvulsant properties of the total alkaloid fraction of Rauvolfia ligustrina Roem. et Schult. in male mice
Fonte: Rev. bras. farmacogn = Braz. j. pharmacogn.;17(2):176-180, abr.-jun. 2007. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Rauvolfia ligustrina Roem et. Schult (Apocynaceae), commonly known as "paratudo" and "arrebenta-boi" is a small tree found in Brazilian Northeastern. Previous studies have demonstrated depressant and anticonvulsant properties of the ethanol extract of Rauvolfia ligustrina. The aim of the present study was the determination of the lethal dose 50 percent (LD50) and the effects of total alkaloid fraction (TAF) of the aerial parts of R. ligustrina in animal models of convulsion. It was found that the acute toxicity of TAF was 127.8 (112.5-145.2) mg/kg (i.p.) in mice. TAF (20 mg/kg, ip) significantly increased (p < 0.05) the latencies of clonic seizures induced by pentylenetetrazol (PTZ) and picrotoxin (PIC). However, TAF did not protect the animals in maximal electroshock (MES) induced seizures. These results suggest that TAF of R. ligustrina possesses anticonvulsant properties.

Rauvolfia ligustrina Roem. et Schult. (Apocynaceae) é uma planta amplamente distribuída no Nordeste Brasileiro, rica em alcalóides indólicos, conhecida popularmente como "paratudo" e "arrebenta-boi". O presente estudo buscou avaliar a dose letal 50 por cento (DL50) da fração de alcalóides totais (FAT) das partes aéreas da R. ligustrina e a sua possível atividade anticonvulsivantes em roedores. A FAT apresentou uma DL50, via intraperitoneal (i.p.), de 127,8 (112,5-145,2) mg/kg e foi efetiva, na dose de 20 mg/kg (i.p.), em proteger os animais das convulsões induzidas pelo pentilenotetrazol (PTZ) e picrotoxina (PIC) aumentando significativamente (p < 0,05) a latência para o aparecimento das convulsões, sendo um indicativo de um efeito anticonvulsivante.
Descritores: Anticonvulsivantes
Eletrochoque
Dose Letal Mediana
Pentilenotetrazol
Picrotoxina
Rauwolfia
Limites: Animais
Ratos
Responsável: BR8.1 - Biblioteca Central


  9 / 30 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-419530
Autor: Blanco, Miriam Marcela.
Título: Novas estratégias e abordagens terapêuticas para o estudo da epilepsia do lombo temporal em ratos / New strategies and therapies for the study of epilepsy temporal lobe in rats.
Fonte: São Paulo; s.n; 2005. [123] p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Federal de São Paulo. Escola Paulista de Medicina. Curso de Neurologia/Neurociências para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: As epilepsias do lobo temporal são altamente refratárias aos tratamentos farmacológicos. Não se sabe o porquê e como as epilepsias tornam-se resistentes as drogas - em 20-30 por cento dos pacientes, enquanto que, em outros pacientes com padrões semelhantes de crises, ocorre controle das crises com a medicação existente. Modelos animais de epilepsia permitindo a seleção de subgrupos dos animais fármaco-resistentes e fármaco-sensíveis são instrumentos valiosos para o estudo das epilepsias fármacoresitentes e podem permitir o desenvolvimento de estratégias mais eficazes de tratamento. Os dois capítulos da tese referem-se a: uma estratégia antiepileptogênica (impedir que um sistema nervoso normal torne-se "epiléptico"); e a caracterização de um modelo experimental de epilepsias fármaco-resistentes. No primeiro capítulo investigamos os efeitos neuroprotetor e modificador da doença do óleo essencial do Cymbopogun citratos (Ce) no modelo da pilocarpina em ratos. O tratamento com Cc antes ou depois da indução do SE por pilocarpina reduziu significativamente o dano neuronal no complexo hipocampal. O tratamento com doses repetidas do Cc durante 1 semana reduziu significativamente a expressão da Homer IA e o dano neuronal no hipocampo promovidos pela indução de SE, assim como diminuiu significativamente a freqüência de crises espontâneas e recorrentes. Nossos dados indicam que o Cc apresenta efeitos neuroprotetor e modificador da doença e assim há necessidade de investigar os compostos específicos subjacentes a estes efeitos. No segundo capítulo usamos animais epilépticos crônicos, submetidos à pilocarpina, e subseqüentemente a estimulação com eletrochoque máximo (EMC) e pentilenotetrazol (PTZ), na presença e ausência drogas antiepilépticas (DAE). Nossos resultados indicam que as DAE foram capazes de proteger das crises em animais epilépticos no teste de EMC mas não no teste de PTZ (ao contrário da resposta observada nos animais não previamente tratados com pilocarpina). A susceptibilidade nas respostas das DAE em ratos epilépticos efetivamente foi alterada no modelo de Pilo/PTZ, caracterizando assim um modelo de epilepsia fármaco-resistente. Em resumo, nossos resultados contribuem ao caracterizar produtos naturais com potencial relevância clínica e novos modelos para a investigação de quadros epilépticos de difícil tratamento
Descritores: Cymbopogon
Epilepsia do Lobo Temporal
Pentilenotetrazol
Responsável: BR1.2 - Biblioteca Central
BR1.2; 9207


  10 / 30 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-393364
Autor: Rigonatti, Sérgio Paulo.
Título: História dos tratamentos biológicos / Biologicals treatments's history
Fonte: Rev. psiquiatr. clín. (São Paulo);31(5):210-212, 2004.
Idioma: pt.
Resumo: Contexto: Trata-se de uma discussão de como surgiram os tratamentos biológicos no decorrer da história da psiquiatria.
Descritores: Convulsoterapia/história
Eletroconvulsoterapia/história
Terapia por Estimulação Elétrica/história
-Pentilenotetrazol/uso terapêutico
Limites: Seres Humanos
Responsável: BR66.1 - Divisão de Biblioteca e Documentação



página 1 de 3 ir para página          
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde