Base de dados : LILACS
Pesquisa : D03.383.129.308.521 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 6 [refinar]
Mostrando: 1 .. 6   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 6 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1128365
Autor: Araujo, G. R; Paula, T. A. R; Deco-Souza, T; Morato, R. G; Bergo, L. C. F; Silva, L. C; Jorge-Neto, P. N; Sampaio, B. F. B.
Título: Colheita farmacológica de sêmen de onças-pardas (Puma concolor: Mammalia: Carnivora: Felidae) / Pharmacological semen collection in cougars (Puma concolor: Mammalia: Carnivora: Felidae)
Fonte: Arq. bras. med. vet. zootec. (Online);72(2):437-442, Mar./Apr. 2020. tab.
Idioma: pt.
Projeto: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Brasil.
Resumo: Objetivou-se, por meio do presente estudo, avaliar o método de colheita farmacológica de sêmen com sondagem uretral, em machos de onças-pardas (Puma concolor) mantidos em cativeiro. A técnica proposta (Cat; N=3) foi comparada com a eletroejaculação (EE; N=4). Para a colheita farmacológica, utilizou-se medetomidina para induzir a liberação de sêmen na uretra e sonda uretral para gatos, sem janela lateral, para colheita do sêmen por capilaridade. O método foi eficaz em todos os animais usados. Por meio dessa técnica, colheram-se amostras com menor volume (106,7±30,5aµL) e maior concentração (524,1±54,3b x 106 espermatozoides/mL) em relação à EE (450,0±0,1bµL e 205,0±141,8a x 106 espermatozoides/mL). As avaliações de vigor, motilidade e patologia espermática demonstraram que a técnica não afeta a qualidade do sêmen em relação à EE (P>0,05). Dessa forma, o método proposto consiste em uma técnica mais prática e eficiente para a colheita de sêmen com boa qualidade, dispensando o eletroejaculador.(AU)

The aim of this study was to evaluate the pharmacological semen collection method with urethral catheterization (CT) in captive cougar (Puma concolor) males. The pharmacological method (CT; N= 3) was compared to the electroejaculation technique (EE; N= 4). For CT collection, medetomidine was administrated to induce semen release using a tomcat catheter inserted into the urethra to collect by capillarity. The proposed method was efficacious on all animals used. Through the CT method, semen collected yielded smaller volume (106,7±30,5aµL) and higher concentration (524,1±54,3b x 106sperm/mL) compared to EE (450,0±0,1bµL and 205,0±141,8a x 106 sperm /mL). Evaluations of vigor, motility and sperm pathology demonstrated that CT does not affect semen quality when compared to EE (P> 0.05). Thus, the proposed method consists of a more practical and efficient technique for semen collection with good quality, eliminating the need for eletroejaculation.(AU)
Descritores: Manejo de Espécimes/veterinária
Puma/anatomia & histologia
Análise do Sêmen/veterinária
-Motilidade Espermática
Espermatozoides
Medetomidina/administração & dosagem
Limites: Animais
Masculino
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  2 / 6 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-758551
Autor: Poleze, Evandro; Brunson, David; Giovanelli, Diogo Fernandes; De Conti, Juliano Bortolo; Wosiacki, Sheila Rezler; Belettini, Salviano Tramontin; Pachaly, Evandra Maria Voltarelli; Pachaly, José Ricardo.
Título: Medetomidine hydrochloride efficiency and safety in guinea pig (Cavia porcellus), IN doses estimated through allometric extrapolation / Eficiência e segurança do cloridrato de medetomidina no cobaio (Cavia porcellus), em doses calculadas por extrapolação alométrica / Eficiencia y seguridad del clorhidrato de medetomidina en cobayo (Cavia porcellus), en dosis calculadas por extrapolación alométrica
Fonte: Arq. ciênc. vet. zool. UNIPAR;17(2):81-89, abr.-jun.2014.
Idioma: en.
Resumo: In this study, medetomidine hydrochloride, an alfa2 adrenergic receptor agonist, was administered to five adult guinea pigs (three males and two females) to verify the efficiency and safety of using doses calculated by using an allometric scale. A surgical procedure was performed to insert a polyethylene cannula that advanced 2.0 to 2.5 cm into the left carotid artery until the aorta. A minimum recovery period of two days was observed before any other manipulation or pharmacological test were performed. The cannulas were washed every two days with heparinized saline flow and remained patent for two to three weeks after insertion. After surgery, each animal was placed in an open box measuring 45x25x20cm, in a quiet room with soft lighting. The “MS” group received exactly the allometrically calculated dose, while the “2MS” group received twice the allometric dose and the “½ MS” group received half the allometric dose. Parameters were measured and analyzed at 0, 5, 10, 20, 40, 60, 90 and 120 minutes after injection. Body mass was 709.6±169g, 742±172.87g and 710±160.2g for groups 1, 2 and 3, respectively. Body temperature was 101.68±0.19ºF; respiratory rate was 85.2±4.54 strokes per minute; heart rate was 297.13±3.46 beats per minute; PaO2 at 81.7±9.43mmHg; PaCO2 at 34.49±1.59mmHg; pH was measured at 7.41±0.07; hematocrit at 38.4±1.31%; total protein was 4.33±0.29g/dL, glucose was measured at 97.13±3.75mg/dL; systolic blood pressure was 85.53±2.50mmHg; diastolic pressure at 7.,40±3.74mmHg; and mean blood pressure was 78.73±1.13mmHg. Straightening postural reaction was lost at 7.20±2.05, 12.80±3.56 and 8.67±3.06 minutes for groups “2MS, MS and ½ MS”, respectively...

Neste estudo administrou-se cloridrato de medetomidina, um agonista de receptores adrenérgicos alfa2 , a cinco cobaios adultos (três machos e duas fêmeas) para verificar a eficiência e segurança do uso de doses calculadas por meio de extrapolação alométrica. Um procedimento cirúrgico foi realizado para inserir uma cânula de polietileno que avançou 2,0 a 2,5 cm no interior da artéria carótida esquerda, até a aorta. Um período mínimo de recuperação de dois dias foi respeitado antes de qualquer outra manipulação ou teste farmacológico. As cânulas eram lavadas a cada dois dias com fluxo de solução salina heparinizada e permaneceram patentes por duas a três semanas após sua inserção. Após a cirurgia, cada animal foi colocado em uma caixa aberta medindo 45x25x20cm, em uma sala silenciosa com iluminação suave. O grupo “MS” recebeu exatamente a dose alometricamente calculada, enquanto o grupo “2MS” recebeu o dobro da dose alométrica, e o grupo “½ MS” recebeu a metade da dose alométrica. Parâmetros foram mensurados e avaliados aos 0, 5, 10, 20, 40, 60, 90 e 120 minutos após a injeção. A massa corporal foi 709,6±169g, 742±172,87g e 710±160,2g para os grupos 1, 2 e 3 respectivamente, a temperatura corporal foi 101,68±0,19ºF, a frequência respiratória foi 85,2±4,54 movimentos por minuto, a frequência cardía ca foi 297,13±3,46 batimentos per minute, a PaO2 foi 81,7±9,43mmHg, a PaCO2 foi 34,49±1,59mmHg, o pH foi 7,41±0,07, o hematócrito foi 38,4±1,31%, a proteína total foi 4,33±0,29g/dL, a glucose foi 97,13±3,75mg/dL, a pressão sistólica foi 85,53±2,50mmHg, a pressão diastólica foi 71,40±3,74mmHg, e a pressão sanguínea média foi 78,73±1,13mmHg...

En esta investigación se ha administrado clorhidrato de medetomidina, un agonista de receptores adrenérgicos alfa2 , a cinco cobayos adultos (tres machos y dos hembras) para verificar la eficacia y seguridad del uso de dosis calculadas por extrapolación alométrica. Se realizó un procedimiento quirúrgico para introducir una cánula de polietileno penetrando 2,0 a 2,5 cm en la arteria carótida izquierda, hasta la aorta. Se ha respetado un período mínimo de recuperación de dos días antes de cualquier otra manipulación o teste farmacológico. Las cánulas eran lavadas a cada dos días con flujo de solución salina heparinizada, y permanecieron patentes por dos a tres semanas después de la inserción. Después de la cirugía, cada animal fue acomodado en una caja abierta con medida de 45x25x20cm, en una sala silenciosa con iluminación suave. El grupo “MS” recibió exactamente la dosis alométricamente calculada, mientras el grupo “2MS” recibió el doble de la dosis alométrica, y el grupo “½ MS” recibió la mitad de la dosis alométrica. Parámetros fueron mensurados y evaluados a los 0, 5, 10, 20, 40, 60, 90 y 120 minutos después de la inyección. El peso corporal fue 709,6±169g, 742±172,87g y 710±160,2g para los grupos 1, 2 y 3 respectivamente, la temperatura corporal fue 101,68±0,19ºF, la frecuencia respiratoria fue 85,2±4,54 movimientos por minuto, la frecuencia cardíaca fue 297,13±3,46 batimientos por minuto, la PaO2 fue 81,7±9,43mmHg, la PaCO2 fue 34,49±1,59mmHg, el pH fue 7,41±0,07, el hematocrito fue 38,4±1,31%, la proteína total fue 4,33±0,29g/dL, la glucosa fue 97,13±3,75mg/dL, la presión sistólica fue 85,53±2,50mmHg, la presión diastólica fue 71,40±3,74mmHg, y la presión sanguínea promedia fue 78,73±1,13mmHg. La reacción postural de enderezamiento fue perdida en 7.20±2,05, 12,80±3,56 y 8,67±3,06 minutos, para los grupos “2MS, MS y ½ MS”, respectivamente...
Descritores: Anestesia
Anestesia
Cobaias/anormalidades
Cobaias/imunologia
Medetomidina/análise
Medetomidina/efeitos adversos
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  3 / 6 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-591120
Autor: Lima, D. A. S. D; Souza, A. P; Santana, V. L; Araújo, A. L; Lima, W. C; Mendes, R. S; Nóbrega Neto, P. I.
Título: Anestesia epidural com associação medetomidina e lidocaína, em gatos pré-medicados com acepromazina e midazolam / Epidural anesthesia with lidocaine and association medetomidine in cats pre-medicated with acepromazine and midazolam
Fonte: Arq. bras. med. vet. zootec;63(2):308-316, abr. 2011. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Avaliaram-se os efeitos anestésicos promovidos pela associação medetomidina e lidocaína por via epidural, em gatos pré-tratados com acepromazina e midazolam. Foram utilizados 10 gatos adultos, machos e fêmeas, hígidos e com média de peso de 2,5±0,6kg, distribuídos em dois grupos (GM e GL) de igual número (n=5). Administraram-se, como medicação pré-anestésica, acepromazina, 0,2mg/kg, e midazolam, 0,5mg/kg, via intramuscular, e 20 minutos depois, nos animais do GM, por via epidural, lidocaína, 4,4mg/kg, associada à medetomidina, 0,02mg/kg. Os gatos do GL receberam lidocaína, 4,4mg/kg, associada à solução de NaCl a 0,9 por cento. As avaliações ocorreram antes da pré-anestesia (MPA), 20 minutos após a MPA e antes da anestesia epidural, e aos 10, 20, 30 e 40 minutos após a anestesia epidural, respectivamente, T-20, T0, T10, T20, T30 e T40. Foram avaliados: frequência cardíaca (FC) e respiratória (FR), temperatura do corpo, saturação de oxiemoglobina, analgesia, miorrelaxamento e período de recuperação. No GM, a FC diminuiu em T20, T30 e T40 em relação ao T-20 e T10 e foi mais baixa que a FC do GL em T20, T30 e T40, respectivamente, 86, 91 e 88 bat/min e 194, 205 e 177 bat/min. A FR variou entre o T-20 e os outros momentos de avaliação nos animais do GL. Nas variáveis eletrocardiográficas, houve diferenças entre T20, T30 e T40 e T-20 e T0, valores de 235, 238 e 240ms e 156 e 161ms, respectivamente, somente no GM. Este grupo diferiu do GL nas avaliações em T20, T30 e T40, valores de 147, 132 e 150ms para os gatos do GL. Oitenta por cento dos gatos tiveram analgesia intensa, e em todos os animais ocorreu relaxamento da mandíbula e da língua. O tempo de recuperação foi de 40 e 15min no GM e no GL, respectivamente. Concluiu-se que a associação lidocaína com medetomidina promoveu plano anestésico estável com grau de anestesia e recuperação anestésica de boa qualidade.

The anesthetic effects due to the association of medetomidine and epidural lidocaine in cats pretreated with acepromazine and midazolam were evaluated. Ten adult cats were used, male and female, healthy and weighing 2.5±0.6kg. They were divided into two groups (GM and GL) of equal numbers (n=5). Premedication with acepromazine, 0.2mg/kg, and midazolam, 0.5mg/kg, intramuscular was administered. Twenty minutes later, GM animals were given epidural lidocaine, 4.4mg/kg, associated with medetomidine, 0.02mg/kg. GL cats received lidocaine, 4.4mg/kg, associated with NaCl 0.9 percent. Assessments occurred before the pre-anesthesia (MPA), 20 minutes after premedication and before the epidural block, and 10, 20, 30 and 40 minutes after epidural anesthesia, respectively, T-20, T0, T10, T20, T30 and T40. Heart rate, respiratory rate, body temperature, oxyhemoglobin saturation, analgesia, muscle relaxation and recovery period were evaluated. In GM cats the heart rate decreased at T20, T30 and T40 as compared to T-20 and T10 and was lower than the heart rate in the GL cats at T20, T30 and T40, values being, respectively, 86, 91 and 88 beats/min and 194, 205 and 177 beats/min. The respiratory rate ranged from T-20 and the other time points in GL animals. Concerning electrocardiographic variables, in GM cats significant differences between T20, T30 and T40 and T0 and T-20, were observed, values being 235, 238 and 156 and 161ms and 240ms, respectively. GM animals differed from GL in T20, T30 and T40, values being 147, 132 and 150ms for GL cats. Eighty percent of the cats had severe pain and in all animals there was a relaxation of the jaw and tongue. The recovery time was 40 and 15 min at GM and GL, respectively. It was concluded that the association promoted lidocaine with medetomidine anesthesia with a stable level of anesthesia and anesthetic recovery of good quality.
Descritores: Anestesia Epidural
Eletrocardiografia
Gatos/classificação
-Acepromazina/farmacologia
Lidocaína/farmacologia
Midazolam
Medetomidina/farmacologia
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  4 / 6 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Massone, Flávio
Texto completo
Id: lil-540495
Autor: Silva, Fernando do Carmo; Hatschbach, Eduardo; Carvalho, Yuri Karaccas de; Minto, Bruno Watanabe; Massone, Flávio; Nascimento Junior, Paulo do.
Título: Hemodynamics and bispectral index (BIS) of dogs anesthetized with midazolam and ketamine associated with medetomidine or dexmedetomidine and submitted to ovariohysterectomy / Avaliação hemodinâmica e do índice bispectral (BIS) de cadelas anestesiadas com midazolam e cetamina associados à medetomidina ou dexmedetomidina e submetidas a ovário-salpingo-histerectomia
Fonte: Acta cir. bras;25(2):181-189, Mar.-Apr. 2010. graf, tab.
Idioma: en.
Resumo: Purpose: To evaluate hemodynamics and bispectral index (BIS) in bitches anesthetized with ketamine and midazolam in combination with dexmedetomidine or medetomidine and submitted to ovariohysterectomy. Methods: Twenty bitches pretreated with levomedetomidine and buprenorphine were anesthetized with 5 mg.kg-1 ketamine and 0.2 mg.kg-1 midazolam i.v. Continuous infusion of 0.4 mg.kg-1.h-1 midazolam and 20 mg.kg-1.h-1 ketamine was initiated in combination with DEX (n=10): 20 µg.kg-1.h-1 dexmedetomidine or MED (n=10): 30 µg.kg-1.h-1 medetomidine over 30 minutes. A pharmacokinetic study provided dexmedetomidine plasma concentration, set to be 3.0 ng.mL-1. Results: BIS decreased in both groups (P<0.05), but it was lower in DEX (P<0.05) as compared to MED. No differences were found in hemodynamic parameters (heart rate, systolic, diastolic and mean arterial pressure) between groups (P>0.05), but heart rate decreased in both groups, as compared to control values (P<0.05). Respiratory rate decreased (P<0.05) and expired end tidal CO2 increased progressively (P<0.05) and similarly in both groups. Anesthetic recovery period was similar between groups (P<0.05) with no adverse effects. Conclusion: Continuous administration of dexmedetomidine with calculated plasma concentration equal to 3 ng.mL-1 in combination with midazolam and ketamine provides suitable anesthesia for spay surgery in bitches, hemodynamic stability and calm awakening with no adverse effects.

Objetivo: Verificar o comportamento hemodinâmico e o índice bispectral de cadelas anestesiadas com cetamina e midazolam associados à dexmedetomidina ou medetomidina. Métodos: Vinte cadelas receberam pré-tratamento com levomepromazina e buprenorfina e foram anestesiadas com cetamina, 5 mg.kg-1 i.v., e midazolam, 0,2 mg.kg-1 i.v., seguidos da administração contínua de midazolam, 0,4 mg.kg-1.h-1, e cetamina, 20 mg.kg-1.h-1, associados, conforme o grupo, à: DEX (n=10): dexmedetomidina 20 µg.kg-1.h-1 ou MED (n=10): medetomidina 30 µg.kg-1.h-1, mantidos por 30 minutos. A dose de dexmedetomidina foi obtida por meio de estudo farmacocinético planejando-se concentração plasmática de 3,0 ng.mL-1. Resultados: Os valores do BIS diminuíram em ambos os grupos (P<0,05), mas foram menores no grupo DEX (P<0,05), em comparação com o grupo MED. Não houve diferença significativa nos atributos hemodinâmicos (frequência cardíaca, pressão arterial sistólica, diastólica e média) entre os grupos, mas a frequência cardíaca diminuiu em ambos os grupos em relação ao momento controle (P<0,05). A frequência respiratória diminuiu (P<0,05) e o CO2 expirado aumentou progressivamente em ambos os grupos (P<0,05). O tempo de recuperação anestésica foi semelhante entre os grupos (P>0,05), sem a presença de efeitos adversos. Conclusão: A administração contínua de dexmedetomidina em concentração plasmática calculada de 3 ng.mL-1, em combinação com midazolam e cetamina, resulta em plano anestésico adequado para castração de cadelas, estabilidade hemodinâmica e despertar tranquilo, sem efeitos adversos.
Descritores: Anestésicos Combinados/administração & dosagem
Hemodinâmica/efeitos dos fármacos
Hipnóticos e Sedativos/administração & dosagem
Histerectomia/veterinária
Ovariectomia/veterinária
-Anestésicos Combinados/efeitos adversos
Dexmedetomidina/administração & dosagem
Dexmedetomidina/sangue
Eletromiografia/veterinária
Hipnóticos e Sedativos/efeitos adversos
Histerectomia/métodos
Ketamina/administração & dosagem
Medetomidina/administração & dosagem
Midazolam/administração & dosagem
Monitorização Intraoperatória/veterinária
Ovariectomia/métodos
Limites: Animais
Cães
Feminino
Tipo de Publ: Ensaio Clínico
Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 6 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-508088
Autor: Dória, Renata Gebara Sampaio; Valadão, Carlos Augusto Araújo; Canola, Paulo Aléscio; Guirro, Érica Cristina Bueno do Prado; Mendes, Marina Ceccato; Escobar, André; Ribeiro, Gesiane; Natalini, Cláudio Côrrea.
Título: Anestesia por isofluorano em eqüinos submetidos à infusão contínua de medetomidina ou xilazina / Isoflurane anesthesia in horses during medetomidine or xilazine continuous infusion
Fonte: Ciênc. rural;39(2):447-452, mar.-abr. 2009. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Avaliaram-se oito eqüinos sob anestesia geral inalatória com isofluorano (1CAM) e infusão contínua de xilazina (0,35mg kg-1h-1) ou medetomidina (3,5µg kg-1h-1), em relação à freqüência cardíaca, ritmo cardíaco, freqüência respiratória, pressão arterial, hemogasometria arterial e temperatura, nos tempos T0 (imediatamente antes do início da infusão contínua) e T10 ao T60 (intervalos de 10 minutos, após início da infusão contínua). Houve redução da freqüência cardíaca e da temperatura e elevação da pressão arterial média. A paCO2 (no GM) elevou-se e a paO2 mostrou-se maior no GM que no GX. Conclui-se que a infusão contínua de doses equipotentes de xilazina e medetomidina, durante anestesia geral inalatória, com isofluorano, em eqüinos, promove alterações cardiocirculatórias, respiratórias, térmicas e hemogasométricas discretas e equivalentes.

Eight horses under inhalant general anesthesia with isoflurane (1MAC) and continuous infusion of xylazine (0.35mg kg-1h-1) or medetomidine (3.5µg kg-1h-1) were evaluated for heart rate and rhythm, respiratory rate, arterial blood pressure, arterial blood gas analysis and temperature immediately before the beginning of the continuous infusion (T0) and in intervals of 10 minutes after the beginning of the continuous infusion (T10 to T60). Heart rate and temperature decreased and mean arterial pressure increased. PaCO2 (in GM) increased and GM showed a higher paO2 than GX. We conclude that equipotent doses of continuous infusion of medetomidine and xylazine during inhalant general anesthesia with isoflurane in horses promote slight and equivalent cardiocirculatory, respiratory, thermic and arterial blood gases changes.
Descritores: Anestesia Geral/veterinária
Anestésicos Inalatórios/farmacologia
Medetomidina/farmacologia
Xilazina/farmacologia
Agonistas alfa-Adrenérgicos/farmacologia
-Cavalos
Limites: Animais
Responsável: BR409.1 - Biblioteca


  6 / 6 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Massone, Flávio
Texto completo
Id: lil-454610
Autor: Silva, Fernando do Carmo; Hatschbach, Eduardo; Lima, Alfredo Feio da Maia; Carvalho, Yuri Karaccas de; Massone, Flavio.
Título: Continuous infusion in adult females dogs submitted to ovariohysterectomy with midazolam-xylazine and/or medetomidine pre-treated with methotrimeprazine and buprenorphine
Fonte: Acta cir. bras;22(4):271-277, July-Aug. 2007. tab.
Idioma: en.
Resumo: PURPOSE: To compare, by continuous infusion of ketamine or medetomidine combined to methotrimeprazine and buprenorphine, ketamine and midazolam, the degree of hypnosis, myorelaxation, anesthetic quality and surgical feasibility through evaluation of possible parametric alterations and recovery quality. METHODS: 20 healthy adult females dogs, aged 3 to 5 years, body weight between 7 and 15 kg, were assigned randomly and homogenously to 2 groups of 10 animals each (n=10), group 1 (G1) and group 2 (G2), respectively. Animals of G1 were subjected to a pre-treatment with intravenous 1.0 mg/kg methotrimeprazine and or 3ì/kg. After 15 minutes, a 5.0 mg/kg ketamine and 0.2 mg/kg midazolam were intravenously injected. Immediately after induction, an anesthetic combination of 0.4 mg/kg/h midazolam, 20 mg/kg/h ketamine and 1.0 mg/kg/h xylazine, was continuously and intravenously administered for 30 minutes. The same techniques were used in G2 except for the substitution of xylazine for 30ìg/kg/h medetomidine. RESULTS: In G1 there was a 1st and 2nd degree atrioventricular heart block, a longer recovery period and lower quality. In G2 a 1st degree atrioventricular heart block occurred but isolated and ephemeral. CONCLUSIONS: The continuous infusion method, besides reducing drugs utilization, prevented collateral effects allowing a more tranquil recovery with no excitations, both protocols permitted the surgical procedure (ovary-hysterectomy) bringing about a reduction in hypnosis and an accentuated myorelaxation. Xylazine and medetomidine showed a similar pharmacodynamic behavior but with different clinical aspects. The electrocardiographic alterations observed in G2 and in a lower degree in G1 must be well studied. Describers: dogs, ketamine, methotrimeprazine, medetomidine, midazolam and xylazine.

OBJETIVO: Comparar através de infusão contínua de xilazina ou medetomidina associada à metotrimeprazina e buprenorfina, cetamina e midazolam, o grau de hipnose, miorrelaxamento e qualidade anestésica e a viabilidade cirúrgica, avaliando eventuais alterações paramétricas e qualidade de recuperação. MÉTODOS: Foram utilizados 20 cães fêmeas, adultas, hígidas (3 a 5 anos de idade) com peso corporal entre 7 e 15 quilos, escolhidas e distribuídas aleatoriamente de forma homogênea em 2 grupos de 10 animais cada, (n=10) sendo estes designados por Grupo 1 (G1), e Grupo 2 (G 2). Em G1, os animais foram submetidos a um pré-tratamento com metotrimeprazina na dose de 1,0 mg/kg e buprenorfina na dose de 0,003mg/kg ou 3 µg/kg intravenoso. Decorridos 15 minutos, administrou-se cetamina na dose de 5,0 mg/kg e midazolam na dose de 0,2 mg/kg intravenoso. Imediatamente após a indução iniciou-se administração contínua, por um período de 30 minutos, da associação anestésica de midazolam 0,4 mg/kg/h, cetamina 20mg/kg/h e xilazina 1,0 mg/kg/h IV. Em G 2 utilizou-se a mesma técnica empregada em G1 substituindo-se, a xilazina pela medetomidina na dose de 30µg/kg/h. RESULTADOS: Verificou-se em G1 bloqueio átrio-ventricular de primeiro e segundo grau, período de recuperação mais longo além de menor qualidade. Em G 2 observou-se bloqueio átrio-ventricular de primeiro grau isolado e de ação fugaz. CONCLUSÕES: Ao se aplicar o método de infusão contínua, além da redução dos fármacos aplicados, evitaram-se efeitos colaterais permitindo uma recuperação mais tranqüila e isenta de excitações, ambos os protocolos permitiram a realização do ato cirúrgico (ovário-salpingo-histerectomia), causando uma redução da hipnose e um miorrelaxamento acentuado. A xilazina e a medetomidina apresentam um comportamento farmacodinâmico semelhante, porém com aspectos clínicos diferentes, as alterações eletrocardiográficas observadas em G 2 e em menor grau em G1 devem ser melhor estudadas.
Descritores: Agonistas alfa-Adrenérgicos/administração & dosagem
Anestésicos Intravenosos/administração & dosagem
Hipnóticos e Sedativos/administração & dosagem
Histerectomia/métodos
Ovariectomia/métodos
-Analgésicos Opioides/administração & dosagem
Anestésicos Combinados/administração & dosagem
Buprenorfina/administração & dosagem
Avaliação Pré-Clínica de Medicamentos
Antagonistas de Dopamina/administração & dosagem
Histerectomia/normas
Bombas de Infusão
Modelos Animais
Medetomidina/administração & dosagem
Metotrimeprazina/administração & dosagem
Midazolam/administração & dosagem
Ovariectomia/normas
Distribuição Aleatória
Xilazina/administração & dosagem
Limites: Animais
Cães
Feminino
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde