Base de dados : LILACS
Pesquisa : D03.383.129.539.100 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 2 [refinar]
Mostrando: 1 .. 2   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 2 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Laudanna, Antonio Atílio
Id: lil-106021
Autor: D'Albuquerque, Luiz Augusto Carneiro; Gama Rodrigues, Joaquim Jose; Laudanna, Antonio Atilio; Miranda, M.P; Genzini, T; Pinotti, Henrique Walter.
Título: Serum pepsinogen in gastric and duodenal ulcer patients before and after proximal gastric vagotomy
Fonte: ABCD arq. bras. cir. dig;5(1):3-7, jan.-fev. 1990. ilus, tab.
Idioma: en.
Resumo: O pepsinogenio serico em situacao basal e sob o estimulo betazolico foi avaliado em 69 pacientes: 14 normais, nove ulcerosos duodenais nao operados, 36 apos vagotomia gastrica proximal devido a ulcera duodenal e dez ulcerosos gastricos, antes e apos serem submetidos a vagotomia gastrica proximal. O seguimento medico foi de 38.7 meses para os pacientes operados por ulcera duodenal e de um ano para os dez ulcerosos gastricos. Dos 36 operados por ulcera duodenal, 22 nao apresentavam recidiva ulcerosa, enquanto 14 a apresentava. Tanto os niveis de pepsinogenio serico basal como estimulado foram estatisticamente elevados nos ulcerosos duodenais nao operados, quando comparados aos controles e aos pacientes submetidos a vagotomia gastrica proximal. O pepsinogenio serico nao mostrou sensibilidade para diferenciar os ulcerosos gastricos do grupo controle. O pepsinogenio serico diferenciou pacientes com e sem recidiva ulcerosa apos vagotomia gastrica proximal devido a ulcera duodenal, tanto em situacao basal, como apos estimulo betazolico. O pepsinogenio serico discrimina pacientes ulcerosos duodenais dos individuos normais e reduz-se significantemente apos vagotomia gastrica proximal, apesar de nao ser indicador sensivel de ulcera gastrica ou recidiva ulcerosa apos vagotomia gastrica proximal.
Descritores: Pepsinogênio A/biossíntese
Úlcera Duodenal/cirurgia
Úlcera Gástrica/cirurgia
Vagotomia Gástrica Proximal
-Betazol
Pepsinogênio A/metabolismo
Recidiva
Responsável: BR66.1 - Divisão de Biblioteca e Documentação


  2 / 2 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Borges, Durval Rosa
Id: lil-38090
Autor: Corrêa, A. R. L; Borges, Durval Rosa; Gammal, Sérgio Henrique; Vilela, Moacyr Pádua; Neves, Manuel M.
Título: Curva de gastrinemia: diferença de comportamento a estímulo alimentar entre portadores das formas hepatointestinal e hepatoesplênica da esquistossomose mansônica / Gastrinemia curve: difference of behavior to food stimulation in patients with hepatointestinal or hepatosplenic forms of schistosomiasis mansoni
Fonte: Rev. paul. med;104(4):180-4, jul.-ago. 1986. tab, ilus.
Idioma: pt.
Resumo: Avaliamos em 28 indivíduos [9 controles, 10 portadores da forma hepatointestinal (EHI) e 9 da forma hepatoesplênica (EHE) da esquistossomose mansônica] tanto a secreçäo ácida gástrica (basal e após estímulo pelo Histalog) como a gastrinemia basal e após estímulo alimentar. A secreçäo ácida basal nos pacientes dos 2 grupos de esquistossomóticos foi normal mas o valor médio do grupo EHE foi significativamente inferior ao do grupo EHI; näo houve diferença significativa entre as médias da secreçäo ácida após estímulo dos 2 grupos de esquistossomóticos, mas a análise individual mostrou que em 7 pacientes do grupo EHE a secreçäo ácida após estímulo foi menor do que a que ocorreu na maioria dos pacientes do grupo EHI. Quanto à gastrinemia, verificamos ausência de resposta significativa desta ao estímulo alimentar em 7 dos 10 pacientes EHI (e em apenas 2 do grupo EHE e em 1 do grupo controle). Por outro lado, em 5 dos 9 pacientes do grupo EHE (e em apenas 2 dos 10 do grupo EHI) ocorreu resposta aumentada da gastrinemia ao estímulo alimentar. Esses achados mostram, em esquistossomóticos, diferença de comportamento de resposta da gastrinemia a estímulo alimentar, isto é, resposta deficiente no grupo EHI e aumentada no grupo EHE
Descritores: Ingestão de Alimentos
Gastrinas/sangue
Esquistossomose mansoni/sangue
-Betazol/farmacologia
Ácido Gástrico/metabolismo
Esquistossomose mansoni/fisiopatologia
Limites: Adulto
Meia-Idade
Seres Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde