Base de dados : LILACS
Pesquisa : D03.383.725.050.805 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 5 [refinar]
Mostrando: 1 .. 5   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 5 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-493559
Autor: Caetano, Janeide Magrine.
Título: Estudo do envolvimento das vias histaminérgicas no controle da ingestão de água e sal em ratos / Study the involvement of the tracks histaminérgicas in controlling the intake of water and salt in rats.
Fonte: Salvador; s.n; 2007. 70 p. ilus.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Federal da Bahia. Centro de Pesquisas Gonçalo Moniz para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Os diferentes mecanismos cerebrais de controle do comportamneto de ingestão hídrica desencadeado pela sede, bem como o apetite específico por sódio têm sido objetos de investigação de diversos grupos de pesquisas. A participação das vias histaminérgicas centrais e de seus receptores no controle do equilíbrio hidrossalino do organismo ainda não está completamente esclarecida. Dados da literatura mostram que as vias histaminérgicas centrais através dos seus receptores dos tipos HI e H2 participam dos mecanismos de controle da ingestão hídrica em animais normhidratados e da ingestão de água pós-prandial. Decidiu-se então investigar o papel dos receptores histaminérgicos centrais dos tipos HI e H2 no controle da ingestão hídrica em diferentes situações de desafio homeostático - hiperosmolaridade e hipovolemia, além da verificação da possível interação entre as vias histaminérgicas e colinérgicas centrais no controle da ingestão hídrica. Investigou-se também a participação desses receptores histaminérgicos nos mecanismos de controle do apetite específico por sódio desencadeado em situações de depleção deste íon, privação de líquidos e estimulação angiotensinérgica central. Os resultados obtidos neste estudo mostram uma maior funcionalidade dos receptores histaminérgicos do tipo HI em situações fisiológicas que provocam modificações nas condições osmóticas dos compartimentos de líquidos corporais, além da existência de uma inter-relação das vias histaminérgicas através dos receptores do tipo HI e as vias colinérgicas centrais sobre o controle da ingestão hídrica. A participação dos receptores do tipo H2 está relacionada a alterações do volume dos líquidos corporais, bem como à resposta dipsogênica desencadeada pela angiotensina 11. Os resultados obtidos neste trabalho trazem importantes informações que contribuem para o entendimento da participação das vias histaminérgicas no controle do equilíbrio hidrossalin, evidenciando as interações destas vias com outras VIas neurotransmissoras centrais no controle da homeostasia hidrossalina do organismo.
Descritores: ANTIGENOS CDACHOLEPLASMA LAIDLAWII
Cimetidina
Ingestão de Alimentos
Histamina
Pirilamina
Terceiro Ventrículo
Água
Limites: Animais
Responsável: BR344.1 - Biblioteca de Ciências Biomédicas Eurydice Pires de SantAnna
BR344.1; 615.218:612.311, C127e


  2 / 5 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-447883
Autor: Paris, Elisa Guelere; Fiss, Elie; Brandão, Dagoberto de Castro.
Título: Avaliação clínica da eficácia e segurança da associação hidróxido de alumínio, ácido acetilsalicílico, maleato de mepiramina e cafeína* no tratamento sintomático de cefaléia, náuseas e fadiga/mialgia após o uso de bebidas alcoólicas / The efficacy and safety of the association of aluminium hydroxide, acetylsalicylic acid, mepyramine maleate and caffeine in the treatment of headache nausea and fatigue/myalgia after alcohol ingestion
Fonte: RBM rev. bras. med;63(1/2):23-27, jan.-fev. 2006. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: A associação hidróxido de alumínio, ácido acetilsalicílico, maleato de mepiramina e cafeína (ENGOV) foi avaliada quanto a eficácia e segurança no tratamento sintomático de cefaléia, náuseas e fadiga/mialgia após o uso de bebidas alcoólicas, sintomas denominado "ressaca". Foram avaliados 99 pacientes divididos em quatro grupos com idade entre 18 e 40 anos, de acordo com a posologia indicada: Grupo A: pacientes que utilizaram um comprimido no episódio de "ressaca" e depois de 60 minutos da ingestão, não tomaram mais comprimidos; Grupo Aa: pacientes que tomaram um comprimido no episódio de "ressaca" e 60 minutos depois, permanecendo os sintomas, tomaram mais um comprimido do medicamento; Grupo Ab: pacientes que tomaram um comprimido no episódio desses mesmos sintomas e 60 minutos depois, permanecendo os sintomas, tomaram mais dois comprimidos do medicamento; Grupo Ac: pacientes que tomaram um comprimido no episódio e 60 minutos depois, permanecendo os sintomas, tomaram mais três comprimidos do medicamento. Os resultados obtidos relacionados à segurança do uso da medicação demonstraram excelente tolerabilidade para todos os casos em todos os grupos de posologia. Não foram relatadas reações adversas. Diante do conjunto de informações obtidas neste estudo, ficou demonstrada a excelente eficácia e tolerabilidade da associação hidróxido de alumínio, ácido acetilsalicílico, maleato de mepiramina e cafeína no tratamento sintomático de cefaléia, náuseas e fadiga/mialgia após o uso de bebidas alcoólicas.
Descritores: Bebidas Alcoólicas
Hidróxido de Alumínio
Cafeína
Fadiga
Cefaleia
Pirilamina
Salicilatos
Limites: Seres Humanos
Responsável: BR12.1 - Biblioteca Setorial da Ciências da Saúde


  3 / 5 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-212591
Autor: Ruarte, M. B; Orofino, A. G; Alvarez, E. O.
Título: Hippocampal histamine receptors and conflictive exploration in the rat: studies using the elevated asymmetric plus-maze
Fonte: Braz. j. med. biol. res = Rev. bras. pesqui. méd. biol;30(12):1451-61, Dec. 1997. ilus, tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: The possible role of histamine receptors in the hippocampal formation on the exploratory motivation and emotionality of the rat was studied. An elevated asymmetric plus-maze composed of 4 different arms (no walls, single high wall, high and low walls and two high walls) arranged at 90 degrees angles was used. The exploration score, considered to be an index of exploratory motivation, and the permanency score, considered to be an index of emotionality (anxiety), were determined. Histamine was administered locally into the ventral hippocampus at three different doses (9,45 and 90 nmol). Another group of rats was also microinjected with 45 nmol of pyrilamine (a histamine H1 receptor antagonist) or ranitidine (a histamine H2 receptor antagonist) in addition to 9 nmol of histamine in order to identify the possible type of histamine receptor involved. Histamine administration significantly inhibited the exploration score and increased the permanency score at the doses of 9 and 45 nmol in two of four arms. These effects were completely blocked by the administration of eitheer histamine receptor antagonist. The present results suggest that in the hippocampal formation histamine inhibits exploratory motivation and decreases emotionality by activating both types of histamine receptors. Also, the elvated asymmetric plus-maze appears to be a suitable technique to quantify exploration and possibly "anxiety".
Descritores: Comportamento Exploratório/efeitos dos fármacos
Hipocampo/efeitos dos fármacos
Hipocampo/fisiologia
Histamina/farmacologia
Aprendizagem em Labirinto/efeitos dos fármacos
Pirilamina/farmacologia
Ranitidina/farmacologia
Receptores Histamínicos/fisiologia
-Ratos Sprague-Dawley
Limites: Ratos
Animais
Masculino
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 5 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-172299
Autor: Alvarez, Edgardo O; Banzan, Arturo M.
Título: Hippocampus and learning. Possible role of histamine receptors
Fonte: Medicina (B.Aires);56(2):155-60, 1996. tab.
Idioma: en.
Resumo: The effect of local adminstration of histamine and its receptor antagonists into the hippocampus on the learning process of an active avoidance response was studied. The task that the animals had to learn consisted in avoiding an electric shock on their feet after a conditioning ultrasonic 40 kHz tone was on. Latency time was defined as the time in serc rats took to avoid or escape the eletric shock: per cent CAR was defined as the cummulative positive responses during learning session. All rats were implanted into the ventral hippocampus with guide cannulae. On the day of the experiment, rats were microinjected through the guide cannulae with 1 mug of saline solution containing 67.5 nmol of ranitidine or pyrilamine alone or in combination with 45 nmol histamine. All groups were subjected to two sessions of learning. Results show that treatment with histamine was effective to block the adquisition of the response, since animals showed a learning curve significantly inferior to that of the controls. Ranitidine treatment was not able to block the histamine effect. Pyrilamine treatment, instead, was effective to block the inhibitory action of histamine on learning. Results suggest that histamine in hippocampus may be exerting a modulatory control on retrieval processes of memory.
Descritores: Potenciais Evocados Auditivos/efeitos dos fármacos
Hipocampo/fisiologia
Histamina/farmacologia
Aprendizagem/efeitos dos fármacos
Memória/efeitos dos fármacos
Pirilamina/farmacologia
Ranitidina/farmacologia
-Ratos Sprague-Dawley
Tempo de Reação
Limites: Animais
Ratos
Masculino
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 5 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-168104
Autor: Anesini, Claudia; Genaro, Ana; Cremaschi, Graciela; Zubillaga, Marcela; Boccio, Jose; Sterin Borda, Leonor; Borda, Enri.
Título: "In vivo" and "in vitro" antitumoral action of Larrea divaricata cav
Fonte: Acta physiol. pharmacol. ther. latinoam;46(1):33-40, 1996. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: University of Buenos Aires.
Resumo: We previously reported that aqueous extract of Larrea divaricata Cav had an antiproliferative activity upon tumoral lymphoid cells (BW 5147), without affecting normal immunity. To determine the probable mechanism of the inhibitory action of the extract upon cell growth, the participation of intracellular signals involved in the inhibition of cell proliferation, namely the activation of adenylate cyclase system was studied. The production of cyclic 3', 5 adenosine monophosphate (cAMP) in presence and absence of extract was analized. The extract increased the cAMP levels, but neither the cAMP production nor the inhibitory effect of the extract on proliferation were blocked by a beta adrenergic receptor antagonist (propranolol) or by histaminergic receptor antagonistis (cimetidine and mepyramine). So, we concluted that the antiproliferative activity of the extract of BW 5147 cells would be mediated by an increase in cAMP intracellular levels no related to the activation of the membrane receptors here studied. In parallel, the extract was administered to a pregnant rat with a spontaneous mammarian carcinoma and "in vivo"antitumoral activity was found.
Descritores: AMP Cíclico/metabolismo
Antineoplásicos Fitogênicos/farmacologia
Carcinoma
Divisão Celular
Linfoma de Células T
Neoplasias Mamárias Animais
Extratos Vegetais/farmacologia
Plantas Medicinais
-AMP Cíclico/análise
Análise de Variância
Antineoplásicos Fitogênicos/uso terapêutico
Carcinoma/tratamento farmacológico
Cimetidina/farmacologia
Histamina/farmacologia
Linfoma de Células T/tratamento farmacológico
Neoplasias Mamárias Animais/tratamento farmacológico
Extratos Vegetais/uso terapêutico
Propranolol/farmacologia
Pirilamina/farmacologia
Timidina/antagonistas & inibidores
Limites: Animais
Feminino
Gravidez
Ratos
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde