Base de dados : LILACS
Pesquisa : D03.383.725.822 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 3 [refinar]
Mostrando: 1 .. 3   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 3 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-997955
Autor: Herrera, Vania; Ticona, Juan Carlos; Udaeta, Enrique; Chuqui, Rogelio; Giménez, Alberto.
Título: Validación del método analítico para la cuantificación de alcaloides quinolínicos del extracto de Galipea longiflora Krause Kallunki / Validation of the analytical method for the quantification of quinoline alkaloids of Galipea longiflora extract Krause Kallunki
Fonte: Biofarbo;16:47-53, dic. 2008. tab.
Idioma: es.
Resumo: El presente artículo describe la validación de un método de cuali-cuantificación de alcaloides quinolínicos por espectrofotometría UV con máximos de absorción de 330-335nm de longitud de onda. Para su cuantificación el extracto de alcaloides es disuelto en ácido clorhídrico 1N, al 0,05 %p/v y se preparan 12 diluciones 1:2. El método cumple con los requerimientos de exactitud y precisión con límites de detección y cuantificación entre 0,567-7,81 µg/mL y 1,72-7,81 µg/mL para los alcaloides quinolínicos respectivamente. Se obtuvieron respuestas lineales entre 0,244­7,81 µg/mL con un coeficiente de determinación de 0,997. Se verificó la robustez del procedimiento aplicando tres variables, temperatura, luz UV y pH. (AU)
Descritores: Plantas Medicinais
Ácidos Quinolínicos
Extratos Vegetais
Leishmaniose
Alcaloides
-Espectrofotometria
Bolívia
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Estudo de Validação
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 3 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-565263
Autor: Corrêa, Ana Beatriz Guimarães.
Título: Efeitos de compostos quinolínicos sobre a infecção pelo HTLV-I, ex-vivo / Effects of compounds quinolínicos on infection with HTLV-I, ex-vivo.
Fonte: Salvador; s.n; 2007. 68 p. ilus, mapas, tab, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Centro de Pesquisas Gonçalo Moniz para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: No Brasil, a prevalência do HTLV-I é particularmente elevada em Salvador, onde cerca de 2 por cento da população encontra-se infectada. Uma das características imunológicas da infecção pelo HTLV-I é a presença de linfoproliferação espontânea dos linfócitos de indivíduos infectados. Este fenômeno pode ter papel importante no desenvolvimento das doenças associadas ao HTLV. Recentemente, compostos quinolínicos sintetizados a partir de molécula isolada da planta Galipea longiflora, foram descritos como capazes de diminuir a proliferação espontânea em linhagens celulares transformadas pelo HTLV-1. Neste estudo avaliamos a capacidade de 22 compostos quinolínicos sintéticos em inibir a proliferação espontânea em PBMC de indivíduos infectados pelo HTLV-1 e os efeitos destes sobre o perfil de secreção de citocinas, a carga proviral e a indução da apoptose. Identificamos 15 compostos não tóxicos. Destes, 4 compostos (BS74, MDS14, MDS22 e MHM22) inibiram acima de 80 por cento a proliferação espontânea em PBMC de indivíduos infectados pelo HTLV em presença de concentração modo-dependente dos compostos uinolínicos (100 a 0,8 /-lM). Em presença do composto MDS14, a proporção de células T CD4+ e T CD8+ produtoras de IL-10 foi superior em relação ao controle (p= 0,05 e p= 0,04, respectivamente). O composto MHM22 diminuiu na carga proviral em 40 por cento (p= 0,027). O composto BS74 foi capaz de induzir a apoptose em PBMC de indivíduos infectados pelo HTLV-1 (p= 0,01) Nossos resultados reforçam que alguns compostos quinolínicos diminuem a proliferação espontânea em PBMC de indivíduos infectados pelo HTLV-1. Além disso, estes compostos quinolínicos foram capazes de diminuir a carga proviral e induzir a apoptose de linfócitos. Entretanto, é necessário investigar mecanismos de ação destes compostos sobre os parâmetros avaliados.
Descritores: Ácidos Quinolínicos/imunologia
Ácidos Quinolínicos/toxicidade
Infecções por HTLV-I/imunologia
Infecções por HTLV-I/induzido quimicamente
Vírus Linfotrópico T Tipo 1 Humano
Vírus Linfotrópico T Tipo 1 Humano/imunologia
Vírus Linfotrópico T Tipo 1 Humano/patogenicidade
-Infecções por HTLV-I/diagnóstico
Infecções por HTLV-I/epidemiologia
Infecções por HTLV-I/terapia
Infecções por HTLV-I/transmissão
Proliferação de Células
Limites: Humanos
Responsável: BR526.1 - Biblioteca de Saúde Pública
BR526.1; R616.0797, C824e


  3 / 3 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-77832
Autor: Arango Jaramillo, Cesar; Ramos, Maria Eugenia G. de.
Título: Actividad In vitro de norfloxacina en 183 patogenos urinarios / In vitro activity of norfoxacin in 183 urinary pathogens
Fonte: Trib. méd. (Bogotá);71(1):33-5, ene. 1985. tab.
Idioma: es.
Resumo: Determinacion y comparacion de la actividad in vitro de la norfloxacina con otros antimicrobianos en bacterias obtenidas de urocultivos
Descritores: Técnicas In Vitro
Norfloxacino/uso terapêutico
-Ácidos Quinolínicos/uso terapêutico
Antibacterianos/uso terapêutico
Bactérias Gram-Negativas/efeitos dos fármacos
Testes de Sensibilidade Microbiana
Norfloxacino/metabolismo
Infecções Urinárias/tratamento farmacológico
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: CO47.1 - Centro de Documentación



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde