Base de dados : LILACS
Pesquisa : D03.383.725.942 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 13 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 2 ir para página        

  1 / 13 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-989391
Autor: Ventura, Bruna Vieira; Rabello, Laura Portela; Silvestre, Fernanda; Ventura, Marcelo Carvalho.
Título: Efficacy of preoperative nonsteroidal anti-inflammatory drug and the re-dilation technique in minimizing miosis after femtosecond laser in cataract surgery / Eficácia do AINE pré-operatório e da técnica de re-dilatação em minimizar a miose na cirurgia de catarata com laser de femtosegundo
Fonte: Arq. bras. oftalmol;82(2):111-118, Mar.-Apr. 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Purpose: To assess the efficacy of using a nonste­roidal anti-inflammatory drug preoperatively and of applying the re-dilation technique when necessary to minimize pupil size variation when comparing the degree of mydriasis before femtosecond laser pretreatment with that at the beginning of phacoemulsification. Methods: This retrospective study included patients who underwent cataract surgery using the LenSx (Alcon Laboratories, Inc., Fort Worth, TX). Our routine dilating regimen with flurbiprofen, tropicamide, and phenylephrine was used. The re-dilation technique was applied on eyes that manifested with a pupillary diameter that was smaller than the programmed capsulotomy diameter after laser pretreatment. The technique consists of overcoming pupillary contraction by instilling tropicamide and phenylephrine before phacoemulsification. Pupil size was assessed before femtosecond laser application and at the beginning of phacoemulsification. Results: Seventy-five eyes (70 patients) were included. Nine (12%) eyes underwent the re-dilation technique. There was no significant difference in mean pupillary diameter and mean pupillary area between the two studied surgical time points (p=0.412 and 0.437, respectively). The overall pupillary area constriction was 2.4 mm2. Immediately before opening the wounds for phacoemulsification, none of the eyes presented with a pupillary diameter <5 mm, and 61 (85.3%) eyes had a pupillary diameter >6 mm. Conclusion: Preoperative administration of nonsteroidal anti-inflammatory drug and the re-dilation technique resulted in no significant pupil size variation in eyes that were pretreated with the femtosecond laser, when comparing the measurements made before the laser application and at the beginning of phacoemulsification. This approach can avoid the need to proceed with cataract extraction with a constricted pupil.

RESUMO Objetivo: Avaliar a eficácia do uso de anti-inflamatório não-esteróide no pré-operatório e aplicação da técnica de re-dilatação quando necessária para minimizar a variação do tamanho pupilar ao comparar o grau de midríase antes do tra­tamento com laser de femtosegundo no início da facoemulsificação. Métodos: Esse estudo retrospectivo incluiu pacientes que foram submetidos à cirurgia de catarata usando o LenSx (Alcon Laboratories, Inc., Fort Worth, TX). Nosso regime de di­latação de rotina com flurbiprofeno, tropicamida e fenilefrina foi usado. A técnica de re-dilatação doi aplicada em olhos que se manifestaram com um diâmetro pupilar menor do que o diâmetro da capsulotomia programado após o pré-tratamento a laser. A técnica consiste em superar a contração pupilar pela instilação de tropicamida e fenilefrina antes da facoemulsificação. O tamanho pupilar foi avaliado antes da aplicação do laser de femtosegundo e no inicio da facoemulsificação. Resultados: Setenta e cinco olhos (70 pacientes) foram incluídos. Nove (12%) olhos foram submetidos à técnica de re-dilatação. Não houve diferença significativa no diâmetro pupilar médio e na área pupilar média entre os dois tempos cirúrgicos estudados (p=0,412 e 0,437, respectivamente). A constrição global da área pupilar foi de 2,4 mm2. Imediatamente antes de abrir as incisões para a facoemulsificação, nenhum dos olhos apresentava diâmetro pupilar <5 mm e 61 (85,3%) olhos apresentavam um diâmetro pupilar >6 mm. Conclusões: O administração pré-operatória de anti-inflamatório não-esteróide e da técnica de re-dilatação resultaram em uma variação significativa do tamanho pupilar em olhos que foram pré-tratados com laser de femtosegundo, comparando as medidas realizadas antes da aplicação do laser e no inicio da facoemulsificação. Essa abordagem pode evitar a necessidade de prosseguir com a extração da catarata com uma pupila contraída.
Descritores: Miose/prevenção & controle
Anti-Inflamatórios não Esteroides/uso terapêutico
Flurbiprofeno/uso terapêutico
Facoemulsificação/métodos
Lasers
Midriáticos/uso terapêutico
-Fenilefrina/uso terapêutico
Tropicamida/uso terapêutico
Miose/etiologia
Miose/patologia
Pupila/efeitos dos fármacos
Estudos Retrospectivos
Facoemulsificação/efeitos adversos
Terapia a Laser/métodos
Pressão Intraocular
Complicações Intraoperatórias/prevenção & controle
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Tipo de Publ: Estudo de Avaliação
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 13 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Cuba
Texto completo
Id: lil-575705
Autor: Zuñiga Dedorite, Georgy Armando; García Peña, Caridad Margarita; Botet García, Martha; Troche Concepción, Yenilen; Montes de Oca Porto, Yanet; Baró Romàn, Gerardo.
Título: Diseño de una formulación de fenilefrina 10 por ciento y tropicamida 1 por ciento colirio / Design of a 10 percent Phenylephrine and 1 percent Tropicamide formula: eyedrops
Fonte: Rev. cuba. farm;44(2), abr.-jun. 2010. ilus, tab.
Idioma: es.
Resumo: El colirio de fenilefrina 10 por ciento y tropicamida 1 por ciento se emplea en la pràctica médica como antihistamínico, analgésico, midriàticos y ciclopléjicos. El objetivo del presente trabajo consistió en desarrollar una formulación de fenilefrina 10 por ciento y tropicamida 1 por ciento que cumpliera con las especificaciones de calidad establecidas por el fabricante, que fuera estable física, química y microbiológicamente, para lo cual se realizó un diseño y los estudios de preformulación. Se estudió ademàs, las especificaciones de calidad de la formulación seleccionada, la estabilidad del producto y el tiempo de vigencia de este. Se desarrolló y validó un método analítico para el control de la calidad y el estudio de estabilidad del producto terminado por cromatografía líquida de alta resolución. Se realizaron los resultados analíticos del estudio de estabilidad acelerado y por vida de estante, para lo cual se emplearon 3 lotes del producto a escala piloto. El colirio resultó estable física, química y microbiológicamente envasado en frascos de polietileno de baja densidad, por un tiempo de 12 meses almacenados a temperatura ambiente.

The 10 percent Phenylephrine and 1 percent Tropicamide eyedrops is used in medical practice as antihistaminic, analgesic, mydiatric and cycloplegic. The aim of present paper was to develop a 10 percent Phenylephrine and 1 percent Tropicamide formula fulfilling the quality specifications established by manufacturer physically, chemically and microbiologically stable with the performing of a design and pre-formula studies. Also, we studied the quality specifications of selected formula, the product stability and its expiry time. An analytical method was developed and validated to quality control and stability study of the finished product by high-performance liquid chromatography. Analytical results of accelerated stability study and by shelf life using 3 batches of product at pilot scale. Eyedrops was physically, chemically and microbiologically stable when it was bottling in low density polyethylene flasks during 12 months of storage at room temperature.
Descritores: Estabilidade de Medicamentos
Fenilefrina/normas
Melhoria de Qualidade
Tropicamida/normas
Responsável: CU1.1 - Biblioteca Médica Nacional


  3 / 13 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-547634
Autor: Munhoz, Renato P; Moscovich, Mariana M; Filla, Luciane; Carneiro, Maria Cecília Beltrame.
Título: Topical tropicamide induced delirium and psychosis: case report / Delírio e psicose induzidos por tropicamida tópica: relato de caso
Fonte: J. bras. psiquiatr;59(1):74-76, 2010. tab.
Idioma: en.
Resumo: Acute psychosis and confusional states are known complications of treatment with anticholinergic agents in the elderly. We report an 87-year-old female patient presenting with acute neurobehavioral abnormalities requiring hospitalization immediately after starting treatment for openangle glaucoma with the topic cycloplegic muscarinic receptor blocker tropicamide. Case-effect relationship was confirmed. The authors make a review of the literature trying to identify the clinical manifestations and risk factors for this complication.

Tratamento com drogas anticolinérgicas é uma causa conhecida de alterações agudas do estado mental em idosos. Relata-se o caso de uma paciente de 87 anos de idade com alterações comportamentais agudas, que necessita de internamento imediatamente após início de terapia para glaucoma de ângulo aberto com tropicamida, um agente cicloplégico bloqueador de receptor muscarínico. A relação causa-efeito foi confirmada depois de a droga ter sido reiniciada durante o internamento. É apresentada uma revisão da literatura delineando as manifestações clínicas mais comuns e fatores de risco para essa complicação.
Descritores: Antagonistas Colinérgicos/uso terapêutico
Glaucoma de Ângulo Aberto/tratamento farmacológico
Alucinações
Transtornos Psicóticos/diagnóstico
Tropicamida/administração & dosagem
Tropicamida/efeitos adversos
-Brasil
Limites: Humanos
Feminino
Idoso de 80 Anos ou mais
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR14.1 - Biblioteca Central


  4 / 13 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-491899
Autor: Vaz, Rinalva Tenório; Silva, Patricia Capua Vieira da; Colombini, Giovanni Nicola Umberto Italiano.
Título: Goniossinéquia como complicação na esclerectomia profunda não penetrante por uso inadvertido de midriático: relato de caso / Goniosynechiae as a complication of non-penetrating deep sclerectomy by inappropriate use of mydriatic: case report
Fonte: Arq. bras. oftalmol;71(4):599-600, jul.-ago. 2008. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: A esclerectomia profunda não penetrante tem sido uma alternativa à trabeculectomia, pois tem como vantagem a redução da pressão intra-ocular (PIO), sem penetrar na câmara anterior. Desta forma, evitando descompressão brusca, câmara anterior rasa. Neste trabalho, descrevemos o caso de uma paciente, 53 anos, negra, com diagnóstico de glaucoma primário de ângulo aberto, com controle clínico insatisfatório e que foi submetida à esclerectomia profunda não penetrante. A paciente evoluiu com formação de goniossinéquia na região da esclerectomia, após uso inadvertido de colírio midriático no pós-operatório, levando ao aumento da PIO e conseqüente falência da cirurgia. O uso de colírio midriático no pós-operatório da esclerectomia profunda não está indicado, pois neste caso, ocasionou o insucesso da cirurgia.

Non-penetrating deep sclerectomy has been an alternative to trabeculectomy, because it has the advantage of reducing intraocular pressure (IOP), without penetrating the anterior chamber. Thus, it avoids a sudden decompression and a plain anterior chamber. In this paper, we described a case of a female patient, 53 years old, black, with diagnosis of open-angle primary glaucoma, with unsatisfactory clinical control and who was submitted to non-penetrating deep sclerectomy. The patient developed goniosynechiae at the site of the sclerectomy, after inappropriate use of mydriatic eye-drops during the postoperative period, leading to an increase of IOP and, therefore, failure of the surgery. The use of mydriatic eye-drops during the postoperative period of deep sclerectomy is not indicated, because in this case, it led to surgery failure.
Descritores: Câmara Anterior
Glaucoma de Ângulo Aberto/cirurgia
Midriáticos/efeitos adversos
Esclerostomia/efeitos adversos
Tropicamida/efeitos adversos
-Gonioscopia
Pressão Intraocular/efeitos dos fármacos
Midriáticos/administração & dosagem
Soluções Oftálmicas
Tropicamida/administração & dosagem
Limites: Feminino
Humanos
Pessoa de Meia-Idade
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 13 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-411077
Autor: Kanadani, Fábio Noshimura; Ribeiro, Breno Barreto; Suzuki Junior, Emílio Rintaro; Figueiredo, Carlos Rubens; Duarte, Wagner Batista.
Título: Influência do uso de Tropicamida a 1 por cento na espessura corneana central / Influence of the pupil dilating on the corneal pachymetry
Fonte: Rev. bras. oftalmol;63(9/10):481-484, set.-out. 2004. graf.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: Verificar se existe variação da espessura corneana com a midríase após instilação de Tropicamida a 1 por cento. Local: Clínica de Olhos da Santa Casa de Misericórdia de Belo Horizonte. Métodos: Medidas paquimétricas foram realizadas em 70 olhos de 36 pacientes antes e 30 minutos após a midríase com Tropicamida a 1 por cento. Em cada olho foram realizadas três medidas centrais utilizando o paquímetro ultra-sônico TopconP. G. H. Resultados: A média da espessura corneana encontrada antes da mídriase foi de 527,50mm no olho direito (OD) e 531,15mm no olho esquerdo (OE); após a midríase, 531,57mm e 531,71mm, respectivamente. Não houve diferenças estatisticamente significativas entre a espessura corneana antes a após a mídriase (p+0,083). Conclusão: A mídriase por tropicamida a 1por cento não interfere, estatisticamente, na medida paquimétrica corneana.
Descritores: Córnea/anatomia & histologia
Pressão Intraocular
Midríase/etiologia
Técnicas, Medidas, Equipamentos de Medição
Tropicamida/efeitos adversos
Testes Visuais
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Pessoa de Meia-Idade
Responsável: BR1.2 - Biblioteca Central


  6 / 13 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-365613
Autor: Chazarreta, Silvina Volta.
Título: Comparación del diámetro pupilar bajo los efectos de tropicamida 0.5 porciento y tropicamida 0.5 porciento - fenilefrina al 5 porciento / Comparition of pupilar diameter under tropicamide 0, 5 percent and tropicamide 0, 5 percent - phenilephrine 5 percent
Fonte: OSL, Oftalmol. St. Lucía;2(2):42-47, 2003. graf.
Idioma: es.
Descritores: Fenilefrina
Pupila
Tropicamida
Responsável: AR67.1 - Biblioteca


  7 / 13 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-348101
Autor: Santos, Regina Cândido Ribeiro dos; Santos, Procópio Miguel dos; Scarpi, Marinho jorge; Mello, Paulo Augusto de A.
Título: Avaliação do efeito da associação de colírios midriáticos e cicloplégicos no diâmetro pupilar / A study on the effects of the association of mydriatic and cycloplegic drugs on the pupillary diameter
Fonte: Rev. bras. oftalmol;56(9):657-663, set. 1997. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Foi estudado o efeito da associação de drogas midriáticas e ou cicloplégicas sobre o diâmetro pupilar de 20 pacientes portadores de GCS e 20 indivíduos sem glaucoma após 0:30 h, 1:00 h, 1:30 h, 2:00 h e 3:00 h da instilação das referidas drogas. As soluções testadas foram: tropicamida 1 por cento, tropicamida 1 por cento mais cloridrato de fenilefrina 10 por cento, tropicamida 1 por cento mais cloridrato de ciclopentolato 1 por cento. A associação de tropicamida 1 por cento mais cloridrato de fenilefrina 10 por cento provocou aumento do diâmetro pupilar, significantemente maior do que quando foi usado só tropicamida 1 por cento nos olhos portadores de GCS, em todas as fases do experimento. Não foi encontrada diferença significante no tamanho do diâmetro pupilar após o uso das três soluções empregadas para dilatar a pupila de indivíduos sem glaucoma.
Descritores: Midriáticos
Pupila
Tropicamida
-Dilatação
Glaucoma
Soluções Oftálmicas
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Responsável: BR734.1 - Biblioteca Central Cesar Lattes - BCCL


  8 / 13 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-287886
Autor: Pinheiro, Renato Klingelfus; Netto, Adamo Lui.
Título: Estudo comparativo da acomodaçäo residual após instilaçäo de colírios de tropicamida a 1 por cento, ciclopentolato a 1 por cento e associaçäo de tropicamida a 1 por cento + ciclopentolato a 1 por cento / Comparative study of residual accomodation after instillation of the eye drops with 1 per cent tropicamide, 1 per cent cyclopentolate, and association of 1 per cent tropicamide + 1 per cent cyclopentolate
Fonte: Arq. bras. oftalmol;63(6):475-9, nov.-dez. 2000. tab.
Idioma: pt.
Conferência: Apresentado em: Congresso Brasileiro de Oftalmologia, 30, Säo Paulo, 1999.
Resumo: Objetivo: Avaliar a acomodaçäo residual após a instilaçäo de duas drogas ciclopégicas, o ciclopentolato a 1 por cento e a tropicamida a 1 por cento e a associaçäo entre elas. Material e métodos: Selecionamos pacientes de 15 a 25 anos, com íris grau 4 e 5 pela classificaçäo de Seddon e sem nenhum tipo de doença ocular, que procuraram de maneira espontânea o ambulatório de Oftalmologia da Santa Casa de Säo Paulo no período de outubro de 1997 a setembro de 1998. Os 46 pacientes foram submetidos a três exames oftalmológicos completos, em que se testava o potencial de acomodaçäo monocularmente, após a instilaçäo de tropicamida a 1 por cento, com tempo de espera de 20 minutos, ciclopentolato a 1 por cento com tempo de espera de 40 minutos e tropicamida a 1 por cento + ciclopentolato a 1 por cento com intervalo entre as drogas de 5 minutos e com latência de 30 minutos. O intervalo entre os exames era de no mínimo sete dias. Resultados: Näo houve diferença entre os grupos dos emétropes, dos hipermétropes e dos míopes com nenhuma droga instilada (p>0,005). O ciclopentolato a 1 por cento e a associaçäo entre as drogas proporcionaram menor acomodaçäo residual estatisticamente significante, em comparaçäo com a tropicamida a 1 por cento no grupo dos hipermétropes e dos míopes. Conclusäo: O ciclopentolato a 1 por cento e a associaçäo entre as drogas säo seguras para o exame refratométrico estático em pacientes jovens, com íris escura e sem doença ocular, pois proporcionaram uma média da acomodaçäo residual em todos os grupos pesquisados de no máximo 1,21 + ou - 0,7 dioptrias esféricas (DE).
Descritores: Acomodação Ocular
Ciclopentolato/farmacologia
Midriáticos/farmacologia
Soluções Oftálmicas/farmacologia
Tropicamida/farmacologia
-Ciclopentolato/administração & dosagem
Quimioterapia Combinada
Midriáticos/administração & dosagem
Refração Ocular
Soluções Oftálmicas/administração & dosagem
Tropicamida/administração & dosagem
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Adulto
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 13 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-256675
Autor: López Gómez, E; Ruiz Esmenjaud, S; Cedillo Ley, M; Chantiri Zamudio, J; Olivera Rodríguez, R; Quiroz Mercado, H.
Título: Midriasis farmacológica en conejos inducida por antagonistas de histamina / Pharmacologic midriasis induced by histamine antagonist in rabits
Fonte: Rev. mex. oftalmol;73(1):17-22, ene.-feb. 1999. tab.
Idioma: es.
Resumo: El propósito de este trabajo es determinar el efecto de antagonistas de histamina sobre el esfínter pupilar y la superficie ocular en conejos pigmentados. Para ello se realizó un estudio experimental, longitudinal y comparativo. Se estudiaron 50 ojos de 25 conejos, divididos en 4 grupos: I cimetidina, II clorfenamina, III tropicamida al 1 por ciento y IV fenilefrina al 10 por ciento + ciclopentolato al 1 por ciento. Como resultado, se demostró que la combinación de cimetidina y tropicamida al 1 por ciento produce pérdida de reflejo pupilar a los 5 minutos, midriasisi máxima a los 15 minutos, delcinando a los 45 minutos de su aplicacion. Se concluye que la combinación de cimetidina y tropicamida al 1 por ciento en forma tópica, induce pérdida del reflejo pupilar y midriasis a corto plazo desapareciendo rápidamente el afecto
Descritores: Clorfeniramina/administração & dosagem
Clorfeniramina/farmacocinética
Cimetidina/administração & dosagem
Cimetidina/farmacocinética
Midríase/induzido quimicamente
Fenilefrina/administração & dosagem
Reflexo Pupilar/efeitos dos fármacos
Tropicamida/administração & dosagem
-Antagonistas dos Receptores Histamínicos/farmacologia
Tempo de Reação
Limites: Animais
Coelhos
Tipo de Publ: Ensaio Clínico
Estudo Comparativo
Responsável: MX1.1 - CENIDSP - Centro de Información para Decisiones en Salud Pública


  10 / 13 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Caramelli, Paulo
Alves, Carlos Alberto Rodrigues
Id: lil-225397
Autor: Caramelli, Christinae Baddini; Caramelli, Paulo; Nitrini, Ricardo; Batistella, Roberto; Alves, Carlos Alberto Rodrigues.
Título: Investigaçäo de teste simplificado de medida da reaçäo pupilar à tropicamida em portadores da doença de Alzheimer / Investigation of a simplified method of measurement of pupillary reaction to tropicamide in patients with Alzheimer's disease
Fonte: Arq. bras. oftalmol;61(4):399-402, jul.-ago. 1998. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Introduçäo: o diagnóstico definitivo da doença de Alzheimer (DA) só é possível mediante exame neuropatológico, sendo que os critérios para diagnóstico clínico se baseiam essencialmente na exclusäo de outras causas de demência. Em 1994, Scinto et al. observaram hipersensibilidade pupilar à tropicamida em pacientes com DA, dado compatível com a existência de reduçäo dos níveis de acetilcolina na doença. Entretanto, estudos posteriores näo confirmaram esses resultados. Objetivo: avaliar a hipótese de hipersensibilidade pupilar à tropicamida no diagnóstico de DA, utilizando para este fim metodologia de simples execuçäo. Material e métodos: dez pacientes com diagnóstico clínico de DA e dez indivíduos idosos controles completaram o protocolo
Descritores: Doença de Alzheimer/complicações
Reflexo Pupilar/efeitos dos fármacos
Técnicas de Pesquisa
Tropicamida/efeitos adversos
-Idoso de 80 Anos ou mais
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Idoso
Pessoa de Meia-Idade
Responsável: BR734.1 - Biblioteca Central Cesar Lattes - BCCL



página 1 de 2 ir para página        
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde