Base de dados : LILACS
Pesquisa : D03.633.100.079 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 19 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 2 ir para página        

  1 / 19 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Chile
Texto completo
Id: biblio-844524
Autor: Araujo Castro, Marta; Abad López, Ainhoa; Gutiérrez Sanz, Lourdes; Palacios García, Nuria.
Título: SIADH secundario a adenocarcinoma seroso de ovario tratado con tolvaptán / SIADH secondary to serous ovarian adenocarcinoma treated with tolvaptan
Fonte: Rev. chil. obstet. ginecol;81(6):507-510, dic. 2016. tab.
Idioma: es.
Resumo: La hiponatremia es la alteración electrolítica más frecuente en el medio hospitalario, y en un 30% de los casos se debe a un síndrome de secreción inapropiada de vasopresina (SIADH). El SIADH está descrito como cuadro paraneoplásico endocrinológico en múltiples tumores, entre los que excepcionalmente se encuentra el de ovario y las neoplasias ginecológicas en general. Presentamos un caso de SIADH paraneoplásico por un citoadenocarcinoma seroso de ovario de alto grado, estadio IV. Se trata del primer caso de SIADH crónico por cáncer de ovario tratado con Tolvaptán. En el presente caso el objetivo de eunatremia se alcanzó con una dosis baja de acuarético, lo que apoya la elevada sensibilidad, ya previamente documentada, de los SIADH tumorales al tratamiento con Tolvaptán.

Hyponatremia is the most common electrolyte disturbance in hospitals, and 30% of cases are due to syndrome of inappropriate secretion of antidiuretic hormone (SIADH). SIADH is described as an endocrine paraneoplastic syndrome in multiple tumors including, ovary and gynecological malignancies in general, although these are exceptional. We report a case of paraneoplastic SIADH for high-grade serous ovarian cystoadenocarcinoma stage IV. This is the first case of chronic SIADH for ovarian cancer treated with Tolvaptan. In this case the target of eunatremia was reached with a low dose of aquaretic, which supports the high sensitivity, as previously documented, of paraneoplasic SIADH to Tolvaptan.
Descritores: Benzazepinas/uso terapêutico
Hiponatremia/tratamento farmacológico
Síndrome de Secreção Inadequada de HAD/complicações
Síndrome de Secreção Inadequada de HAD/tratamento farmacológico
-Antagonistas de Receptores de Hormônios Antidiuréticos/uso terapêutico
Cistadenocarcinoma Seroso/complicações
Hiponatremia/etiologia
Neoplasias Ovarianas/complicações
Limites: Seres Humanos
Feminino
Adulto
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  2 / 19 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-837341
Autor: Brasil. Ministério da Saúde. Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no SUS.
Título: Ivabradina para o tratamento de insuficiência cardíaca crônica moderada a grave em indivíduos com frequência cardíaca ≥70 bpm e que toleram menos de 50% da dose alvo recomendada de agentes betabloqueadores / Ivabradine for the treatment of moderate to severe chronic heart failure in subjects with heart rate ≥70 bpm and tolerating less than 50% of the recommended target dose of beta-blocking agents.
Fonte: Brasília; CONITEC; maio 2016. tab, ilus, ilus.
Idioma: pt.
Resumo: Contexto: A insuficiência cardíaca crônica é uma síndrome sistêmica complexa e progressiva que se caracteriza por comprometimento da perfusão tecidual, com sintomas característicos de dispneia, fadiga, além de piora da qualidade de vida. A síndrome está relacionada a altas taxas de mortalidade e hospitalização. Ivabradina é um protótipo de medicamentos que agem na frequência cardíaca e que recentemente foi aprovada para tratamento de insuficiência cardíaca crônica associada a betabloqueadores em indivíduos em estágios mais avançados da doença e que mantêm a frequência cardíaca alta mesmo em tratamento com as doses mais altas toleradas desses medicamentos. Pergunta: A associação de ivabradina ao tratamento convencional com betabloqueadores é eficaz e segura no tratamento de pacientes com insuficiência cardíaca crônica, quando comparada ao tratamento com betabloqueadores? Evidências científicas: Foram avaliados 15 estudos, dentre os quais um ensaio clínico duplo-cego, randomizado e controlado por placebo no qual se incluíram 6.500 indivíduos com insuficiência cardíaca crônica em estágio funcional NYHA II a IV e frequência cardíaca ≥70 bpm. O tratamento com ivabradina em dose média de 6 mg duas vezes ao dia em associação a betabloqueadores por 23 meses diminuiu o risco de internação por piora no quadro de insuficiência cardíaca em 26%, ao que se associa um NNT de 20 (IC 95% 15 a 31). O medicamento não demonstrou efeito no desfecho primário mortalidade por causas cardiovasculares como também não se observou diminuição de risco de mortalidade por todas as causas. Observou-se uma diminuição no risco de mortalidade por insuficiência cardíaca, desfecho secundário, embora associada à imprecisão importante, em função das baixas taxas de eventos e do amplo intervalo de confiança (NNT 83, IC 95% 52 a 333). Por meio de outros estudos sugere-se que o medicamento tenha efeitos na reversão do remodelamento cardíaco associada à progressividade da doença, diminuição de biomarcadores relacionados à insuficiência cardíaca e na diminuição da pós-carga cardíaca, melhorando o funcionamento ventricular e acoplamento ventrículo arterial, sem, entretanto, interferir na função renal. Identificaram-se efeitos na diminuição da frequência cardíaca e da variação da frequência cardíaca. O uso do medicamento está associado a um NNH de 58 (no período de dois anos) em relação ao desfecho fibrilação atrial em indivíduos com frequência cardíaca maior que 70 bpm. Discussão: O principal benefício do medicamento, cujo efeito foi avaliado por meio de evidência de alta qualidade, é evitar internações por piora no quadro de insuficiência cardíaca. O efeito relativo é de uma diminuição de 26% quando se compara ao uso isolado de betabloqueadores. Entretanto, mesmo para o desfecho de maior benefício, o efeito absoluto ainda é muito baixo, atingindo uma diminuição de 4,9% apenas. Para outros desfechos de hospitalização, o efeito absoluto é ainda mais baixo e mais impreciso. Não houve efeito na mortalidade de forma que o uso do medicamento não obteve efeito nos desfechos mortalidade por todas as causas e por causas cardiovasculares. O efeito estatisticamente significativo observado para diminuição em mortalidade por insuficiência cardíaca partiu de uma medida de baixa qualidade e, portanto, um efeito de baixa confiabilidade e bastante passível de modificação por trabalhos futuros. O medicamento aumenta o risco de fibrilação atrial, como um NNH de 83. Os resultados da análise econômica são frágeis e partem de informações imprecisas, principalmente sobre a estimativa, em termos quantitativos, da população elegível ao tratamento com ivabradina. Decisão: Não incorporar a ivabradina para o tratamento de insuficiência cardíaca crônica moderada a grave em indivíduos com frequência cardíaca ≥ 70 bpm e que toleram menos de 50% da dose alvo recomendada de agentes betabloqueadores, no âmbito do Sistema Único de Saúde - SUS. Foi publicada a Portaria Nº 19, de 24 de maio de 2016.
Descritores: Antagonistas Adrenérgicos beta/administração & dosagem
Benzazepinas/uso terapêutico
Insuficiência Cardíaca/tratamento farmacológico
Frequência Cardíaca/efeitos dos fármacos
-Brasil
Análise Custo-Benefício/economia
Avaliação da Tecnologia Biomédica
Sistema Único de Saúde
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Relatório Técnico
Estudos de Avaliação
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 19 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-779167
Autor: Bello Silva, Sergio.
Título: Terapia de cesación farmacológica / Pharmacological therapy cessation
Fonte: Bol. Hosp. Viña del Mar;71(2):76-81, abr.2015.
Idioma: es.
Descritores: Agonistas Nicotínicos/uso terapêutico
Benzazepinas/uso terapêutico
Bupropiona/uso terapêutico
Abandono do Uso de Tabaco/métodos
Fumar/tratamento farmacológico
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: CL41.1 - Biblioteca Médica


  4 / 19 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-769538
Autor: Gismondi, Ronaldo Altenburg; Bedirian, Ricardo; Pozzobon, Cesar Romaro; Ladeira, Márcia Cristina; Oigman, Wille; Neves, Mário Fritsch.
Título: Renin-Angiotensin System Blockade Associated with Statin Improves Endothelial Function in Diabetics / Bloqueio do Sistema Renina-Angiotensina Associado a Estatina Melhora a Função Endotelial em Diabéticos
Fonte: Arq. bras. cardiol;105(6):597-605, Dec. 2015. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Abstract Background: Studies suggest that statins have pleiotropic effects, such as reduction in blood pressure, and improvement in endothelial function and vascular stiffness. Objective: To analyze if prior statin use influences the effect of renin-angiotensin-aldosterone system inhibitors on blood pressure, endothelial function, and vascular stiffness. Methods: Patients with diabetes and hypertension with office systolic blood pressure ≥ 130 mmHg and/or diastolic blood pressure ≥ 80 mmHg had their antihypertensive medications replaced by amlodipine during 6 weeks. They were then randomized to either benazepril or losartan for 12 additional weeks while continuing on amlodipine. Blood pressure (assessed with ambulatory blood pressure monitoring), endothelial function (brachial artery flow-mediated dilation), and vascular stiffness (pulse wave velocity) were evaluated before and after the combined treatment. In this study, a post hoc analysis was performed to compare patients who were or were not on statins (SU and NSU groups, respectively). Results: The SU group presented a greater reduction in the 24-hour systolic blood pressure (from 134 to 122 mmHg, p = 0.007), and in the brachial artery flow-mediated dilation (from 6.5 to 10.9%, p = 0.003) when compared with the NSU group (from 137 to 128 mmHg, p = 0.362, and from 7.5 to 8.3%, p = 0.820). There was no statistically significant difference in pulse wave velocity (SU group: from 9.95 to 9.90 m/s, p = 0.650; NSU group: from 10.65 to 11.05 m/s, p = 0.586). Conclusion: Combined use of statins, amlodipine, and renin-angiotensin-aldosterone system inhibitors improves the antihypertensive response and endothelial function in patients with hypertension and diabetes.

Resumo Fundamentos: Estudos sugerem que as estatinas possuem efeitos pleotrópicos, como melhora da função endotelial, da rigidez vascular e redução da pressão arterial. Objetivo: Analisar se o uso prévio de estatina influenciou o efeito sobre a pressão arterial, a função endotelial e a rigidez vascular de drogas inibidoras do sistema renina-angiotensina-aldosterona. Métodos: Pacientes hipertensos e diabéticos com pressão arterial de consultório sistólica ≥ 130 mmHg e/ou diastólica ≥ 80 mmHg tiveram suas medicações anti-hipertensivas substituídas por anlodipino durante 6 semanas. Em seguida, foram randomizados para associação de benazepril ou losartana por mais 12 semanas. Pressão arterial (através da monitorização ambulatorial da pressão arterial), função endotelial (dilatação mediada por fluxo da artéria braquial) e rigidez vascular (velocidade da onda de pulso) foram avaliados antes e após o tratamento combinado. Neste trabalho, uma análise post-hoc foi realizada para comparar pacientes que vinham (grupo CE) ou não (grupo SE) em uso de estatina. Resultados: O grupo CE apresentou maior redução na pressão arterial sistólica nas 24 horas (134 para 122 mmHg, p = 0,007) e na dilatação mediada por fluxo da artéria braquial (6,5 para 10,9%, p = 0,003) quando comparado com o grupo SE (137 para 128 mmHg, p = 0,362, e 7,5 para 8,3%, p = 0,820). Não houve diferença estatisticamente significante na velocidade de onda de pulso (grupo CE 9,95 para 9,90 m/s, p = 0,650 e grupo SE 10,65 para 11,05 m/s, p = 0,586). Conclusão: O uso combinado de estatinas, anlodipino e inibidores do sistema renina-angiotensina-aldosterona melhora a resposta anti-hipertensiva e a função endotelial em pacientes hipertensos e diabéticos.
Descritores: Aminoácidos/farmacologia
Inibidores da Enzima Conversora de Angiotensina/farmacologia
Anti-Hipertensivos/farmacologia
/tratamento farmacológico
DIABETES MELLITUS, TYPE TEMEFOS/tratamento farmacológico
Endotélio Vascular/efeitos dos fármacos
Hipertensão/tratamento farmacológico
Sistema Renina-Angiotensina/efeitos dos fármacos
-Aminoácidos/uso terapêutico
Anlodipino/farmacologia
Anlodipino/uso terapêutico
Inibidores da Enzima Conversora de Angiotensina/uso terapêutico
Anti-Hipertensivos/uso terapêutico
Monitorização Ambulatorial da Pressão Arterial
Benzazepinas/farmacologia
Benzazepinas/uso terapêutico
Pressão Sanguínea/efeitos dos fármacos
Artéria Braquial/efeitos dos fármacos
Endotélio Vascular/fisiologia
Losartan/farmacologia
Losartan/uso terapêutico
Análise de Onda de Pulso
Estatísticas não Paramétricas
Fatores de Tempo
Resultado do Tratamento
Rigidez Vascular/efeitos dos fármacos
Limites: Feminino
Seres Humanos
Masculino
Meia-Idade
Tipo de Publ: Ensaio Clínico Controlado Aleatório
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 19 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-725316
Autor: Kurtoglu, Ertugrul; Balta, Sevket; Karakus, Yasin; Yasar, Erdogan; Cuglan, Bilal; Kaplan, Ozgur; Gozubuyuk, Gokhan.
Título: Ivabradine Improves Heart Rate Variability in Patients with Nonischemic Dilated Cardiomyopathy / Ivabradina Melhora a Variabilidade da Frequência Cardíaca em Pacientes com Cardiomiopatia Dilatada Não Isquêmica
Fonte: Arq. bras. cardiol;103(4):308-314, 10/2014. tab.
Idioma: en.
Resumo: Background: Ivabradine is a novel specific heart rate (HR)-lowering agent that improves event-free survival in patients with heart failure (HF). Objectives: We aimed to evaluate the effect of ivabradine on time domain indices of heart rate variability (HRV) in patients with HF. Methods: Forty-eight patients with compensated HF of nonischemic origin were included. Ivabradine treatment was initiated according to the latest HF guidelines. For HRV analysis, 24-h Holter recording was obtained from each patient before and after 8 weeks of treatment with ivabradine. Results: The mean RR interval, standard deviation of all normal to normal RR intervals (SDNN), the standard deviation of 5-min mean RR intervals (SDANN), the mean of the standard deviation of all normal-to-normal RR intervals for all 5-min segments (SDNN index), the percentage of successive normal RR intervals exceeding 50 ms (pNN50), and the square root of the mean of the squares of the differences between successive normal to normal RR intervals (RMSSD) were low at baseline before treatment with ivabradine. After 8 weeks of treatment with ivabradine, the mean HR (83.6 ± 8.0 and 64.6 ± 5.8, p < 0.0001), mean RR interval (713 ± 74 and 943 ± 101 ms, p < 0.0001), SDNN (56.2 ± 15.7 and 87.9 ± 19.4 ms, p < 0.0001), SDANN (49.5 ± 14.7 and 76.4 ± 19.5 ms, p < 0.0001), SDNN index (24.7 ± 8.8 and 38.3 ± 13.1 ms, p < 0.0001), pNN50 (2.4 ± 1.6 and 3.2 ± 2.2 %, p < 0.0001), and RMSSD (13.5 ± 4.6 and 17.8 ± 5.4 ms, p < 0.0001) substantially improved, which sustained during both when awake and while asleep. Conclusion: Our findings suggest that treatment with ivabradine improves HRV in nonischemic patients with HF. .

Fundamento: A ivabradina é um novo agente redutor específico da frequência cardíaca (FC) que melhora a sobrevida livre de eventos de pacientes com insuficiência cardíaca (IC). Objetivo: Avaliar o efeito da ivabradina nos índices temporais da variabilidade da frequência cardíaca (VFC) em pacientes com IC. Métodos: Quarenta e oito pacientes com IC compensada de etiologia não-isquêmica foram incluídos no estudo. O tratamento com ivabradina foi iniciado de acordo com as recomendações mais recentes para a IC. O Holter de 24 horas foi utilizado para analisar os índices da VFC em cada paciente antes e após 8 semanas de tratamento com ivabradina. Resultados: Todos os índices da VFC, o intervalo RR médio, o desvio padrão de todos os intervalos RR normais (DPNN), o desvio padrão de intervalos RR médios de 5 minutos (DPNNM), a média do desvio padrão de todos os intervalos RR normais para todos os segmentos de 5 minutos (índice DPNN), porcentagem de intervalos RR normais sucessivos superiores a 50 milissegundos (pNN50), e a raiz quadrada da média dos quadrados das diferenças entre intervalos RR sucessivos (RMQQD) apresentaram redução no ínicio do estudo, antes do tratamento com ivabradina. Após 8 semanas de tratamento com ivabradina, as médias das FC (83,6 ± 8,0 e 64,6 ± 5,8, p < 0,0001) e todos os índices da VFC, médias dos intervalos RR (713 ± 74 e 943 ± 101 ms, p < 0,0001), DPNN (56,2 ± 15,7 e 87,9 ± 19,4 ms, p < 0,0001), DPNNM (49,5 ± 14,7 e 76,4 ± 19,5 ms, p < 0,0001), índice DPNN (24,7 ± 8,8 e 38,3 ± 13,1 ms, p < 0,0001), pNN50 (2,4 ± 1,6 e 3,2 ± 2,2%, p < 0,0001) e RMQQD (13,5 ± 4,6 e 17,8 ± 5,4 ms , p < 0,0001), foram substancialmente melhorados, e permaneceram nestas ...
Descritores: Benzazepinas/uso terapêutico
Cardiomiopatia Dilatada/tratamento farmacológico
Cardiotônicos/uso terapêutico
Frequência Cardíaca/efeitos dos fármacos
-Benzazepinas/farmacologia
Cardiomiopatia Dilatada/fisiopatologia
Cardiotônicos/farmacologia
Eletrocardiografia Ambulatorial
Insuficiência Cardíaca/tratamento farmacológico
Insuficiência Cardíaca/fisiopatologia
Frequência Cardíaca/fisiologia
Estatísticas não Paramétricas
Fatores de Tempo
Resultado do Tratamento
Limites: Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Feminino
Seres Humanos
Masculino
Meia-Idade
Tipo de Publ: Estudos de Avaliação
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 19 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-697326
Autor: Zaparoli, Jucara Xavier; Galduroz, Jose Carlos Fernandes.
Título: Varenicline: the risks of over-the-counter sales in Brazil
Fonte: Rev. bras. psiquiatr;35(4):442-443, Oct-Dec/2013.
Idioma: en.
Descritores: Benzazepinas/efeitos adversos
Agonistas Nicotínicos/efeitos adversos
Quinoxalinas/efeitos adversos
Abandono do Hábito de Fumar
Fumar/tratamento farmacológico
-Brasil
Medicamentos sem Prescrição
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Carta
Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 19 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Chile
Texto completo
Id: lil-677343
Autor: Peña, Pedro; Zagolin, Mónica; Acuña, Mónica; Navarrete, Sandra; Bustamante, Pilar; Suárez, Claudio; Cavada, Gabriel; Bertoglia, M. Paz.
Título: Resultados de un programa multidisciplinario para el control del hábito tabáquico / Results of a multidisciplinary program to quit smoking
Fonte: Rev. méd. Chile;141(3):345-352, mar. 2013. ilus.
Idioma: es.
Resumo: Background: Therapies to quit smoking are based on counseling, psychological therapy (PT), nicotine replacement therapy, bupropion or varenidine. Aim: To report the results of a multidisciplinary program to quit smoking Material and Methods: Patients agedl8years or more, motivated to quit smoking were admitted in a program based in counseling and PT, with or without pharmacological therapy. They were assessed by telephone during one year offollow up. Patients with unstable psychiatric diseases were excluded. Results were considered as "successful" when patients maintained abstinence during the year offollow up. A logistic regression analysis was done to identify factors associated with treatment success. Results: Between 2005 and 2011, 198 patients aged 45 ± 11 years (56% males), who smoked 31.5 ± 20.6 packages/year, were treated. Ofthese, 155 (78%) were treated with varenidine, 26 (13%) with bupropion and 17 (9%>) did not receive pharmacological therapy. One hundred sixty eightpatients completed the year offollow up. In 82 (49%>), treatment was successful and was negatively associated with a history of depression (odds ratio = 4 (95% confidence intervals 1.23-38.33). The main side effeets associated to varenidine and bupropion were nausea in 37 and 23%o, sleep disorders in 20 and 19%o and headache in 12 and 0%>, respectively Conclusions: A multidisciplinary program to quit smoking achieved a 49%> of abstinence during a year offollow up.
Descritores: Benzazepinas/uso terapêutico
Bupropiona/uso terapêutico
Terapia Cognitiva
Agonistas Nicotínicos/uso terapêutico
Equipe de Assistência ao Paciente
Quinoxalinas/uso terapêutico
Abandono do Hábito de Fumar/métodos
Fumar/terapia
-Benzazepinas/efeitos adversos
Bupropiona/efeitos adversos
Estudos Transversais
Terapia Combinada/métodos
Agonistas Nicotínicos/efeitos adversos
Avaliação de Programas e Projetos de Saúde
Quinoxalinas/efeitos adversos
Fatores Socioeconômicos
Resultado do Tratamento
Limites: Adolescente
Adulto
Idoso
Feminino
Seres Humanos
Masculino
Meia-Idade
Adulto Jovem
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  8 / 19 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Uruguai
Texto completo
Id: lil-665282
Autor: Sandoya Olivera, Edgardo A; Zabert, Gustavo; Bianco Fosalia, Eduardo; Jiménez Ruíz, Carlos.
Título: Efectos cardiovasculares de la vareniclina: revisión sistemática y metaanálisis / Cardiovascular effects of varenicline: a systematic review and metaanalysis
Fonte: Rev. urug. cardiol;26(3):244-249, dic. 2011. ilus.
Idioma: es.
Resumo: La vareniclina es un medicamento efectivo para dejar de fumar, pero recientemente se ha planteado que su empleo se asociaría a un aumento de eventos cardiovasculares graves. Con la finalidad de verificar este aspecto se realizó una revisión sistemática y metaanálisis del impacto de la vareniclina sobre la muerte de causa cardiovascular, el infarto agudo de miocardio y el accidente cerebrovascular. Se realizó una búsqueda en Medline y en otras dos bases de datos, incluyéndose en el análisis a todos los ensayos clínicos randomizados que compararon vareniclina con placebo, los que fueron realizados en pacientes con enfermedad cardiovascular estable y en pacientes sin enfermedad cardiovascular. Hubo 0,3% (18/5.200) eventos cardiovasculares graves con vareniclina y 0,2% (8/3.656) con placebo, no siendo esta diferencia estadísticamente significativa: odds ratio 1,91 IC 95% 0,84-0,94. En conclusión, la vareniclina es un fármaco efectivo para la cesación de tabaquismo y su administración podría estar asociada con un leve aumento en el riesgo de eventos cardiovasculares graves, pero aún ante esta eventualidad mantendría un adecuado perfil de riesgo-beneficio
Descritores: Agonistas Nicotínicos/efeitos adversos
Abandono do Uso de Tabaco/métodos
Produtos para o Abandono do Uso de Tabaco
-Benzazepinas
Quinoxalinas/efeitos adversos
Tabagismo/tratamento farmacológico
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Metanálise
Responsável: UY1.1 - BINAME - Biblioteca Nacional de Medicina


  9 / 19 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-620361
Autor: Giménez de Salazar, Xiomara; Fermín, Roberto; Dávila, Lorena; Martínez, Juan Carlos; Saglimbeni, María; Montaña, Cecilia; Otero, Roberto; Rueda, Romelia; Garriga, Erika; Rojas, Tabatha; Brando, Flor; Suniaga, Joanest; Guzmán, Fidel; Caballero, Myrna; Guerra, Joaquina; Zabala, Zorelia; Parra, Yajaira; Iturriza, Nylam.
Título: Participación del odontólogo en una experiencia clínica utilizando Vareniclina para tratamiento de cesación tabáquica / Dentist´s participation in a clinical experience using Varenicline for the treatment of tobacco cessation
Fonte: Rev. Fundac. Juan Jose Carraro;16(33):4-17, abr.-mayo 2011. tab, graf.
Idioma: es.
Resumo: El uso del tabaco es un factor de riesgo para padecer cáncer bucal, lesiones de la mucosa, enfermedad periodontal y problemas de cicatrización después de tratamientos periodontal, cirugía e implantes, además de recesión gingival, caries coronal y radicular. La evidencia disponible sugiere que el riesgo de enfermedad oral se incrementa en pacientes fumadores y su cesación resulta en disminución del riesgo, pudiendo resolverse algunas lesiones de la mucosa oral. La AAP indica incluir cesación tabáquica en la terapia periodontal inicial. Se presenta una experiencia clínica cuyo objetivo era determinar el porcentaje de éxito, reducción o fracaso de los pacientes tratados con Vareniclina(Champix®). Fueron atendidos 75 pacientes fumadores por 10 periodoncistas y 8 cirujanos bucales a los cuales se les presentó una entrevista motivacional explicándoles la fisiopatología de la adicción, los daños y beneficios de dejar de fumar, así mismo, se les realizó historia clínica y Test de Fagerstron para evaluar dependencia a la nicotina y se trataron con terapia cognitiva conductual y farmacológica utilizando tratamiento con Vareniclina por 12 semanas, en dosis de 0,5mgs y 1 mg las primeras 2 semanas y 2 mgs por 10 semanas, se establecieron criterios de inclusión y exclusión, se firmó consentimiento informado, se hicieron consultas de seguimiento por 16 semanas, con un programa de soporte y apoyo conductual creado por Pfizer Venezuela. Los resultados muestran 90 por ciento de éxito, 5 por ciento reducción y 5 por ciento fracaso, siendo los efectos adversos más frecuentes: náuseas y cefaleas. Con bajos síntomas de abstinencia a la nicotina. La intervención del odontólogo en la cesación tabáquica con terapia conductual y vareniclina, resulta exitosa y contribuye con la salud bucal y sistémica de los pacientes.
Descritores: Benzazepinas/farmacologia
Benzazepinas/uso terapêutico
Abandono do Uso de Tabaco/métodos
-Nicotina/efeitos adversos
Fatores de Risco
Síndrome de Abstinência a Substâncias
Tabagismo/epidemiologia
Venezuela
Limites: Seres Humanos
Masculino
Adolescente
Adulto
Feminino
Meia-Idade
Responsável: AR29.1 - Biblioteca


  10 / 19 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-560786
Autor: Tavares, Almir Ribeiro; Volpe, Fernando Madalena.
Título: Electroconvulsive therapy (ECT) effective for psychotic recrudescence and suicidality after varenicline adjunctive therapy for smoking cessation in a schizoaffective patient / Eletroconvulsoterapia efetiva para recrudescimento psicótico e suicidalidade após terapia adjuntiva com vareniclina para cessação de tabagismo em paciente esquizoafetivo
Fonte: Rev. bras. psiquiatr;32(3):315-316, Sept. 2010. tab.
Idioma: en.
Descritores: Benzazepinas/uso terapêutico
Eletroconvulsoterapia
Agonistas Nicotínicos/uso terapêutico
Quinoxalinas/uso terapêutico
Ideação Suicida
Esquizofrenia/terapia
Abandono do Hábito de Fumar/psicologia
Limites: Feminino
Seres Humanos
Meia-Idade
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Carta
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 2 ir para página        
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde