Base de dados : LILACS
Pesquisa : D03.633.100.079.080.150 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 15 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 2 ir para página        

  1 / 15 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-940873
Autor: Alvarenga, Jussara Mendonça.
Título: Projeto Bambuí: percepção do uso de benzodiazepínicos pela população idosa da cidade de Bambuí.
Fonte: Belo Horizonte; s.n; 2014. XIII, 62 p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Centro de Pesquisas René Rachou para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: O presente volume constitui requisito parcial para a obtenção do grau de Doutor pelo Curso de Pós-Graduação em Ciências de Saúde, área de concentração Saúde Coletiva, do Centro de Pesquisa René Rachou da Fundação Oswaldo Cruz(FIOCRUZ). Ele é constituído por dois artigos que apresentam resultados relativos a dois estudos qualitativos sobre a percepção de idosos sobre os benzodiazepínicos.Os dois artigos inserem-se em um estudo mais amplo sobre envelhecimento e saúde, o Projeto Bambuí, desenvolvido na cidade de mesmo nome, no sudoeste de Minas Gerais. Os dados analisados para produção dos dois artigos foram coletados,por meio de entrevistas não estruturadas, junto a 22 idosos não institucionalizados,residentes na cidade. O primeiro artigo, intitulado, “Uso crônico de benzodizepínicos entre idosos: nervoso controlado, alívio garantido”, analisa as motivações apontadas pelos idosos para a utilização desta medicação,considerando questões ligadas ao processo de obtenção dessa medicação e o vínculo dos usuários com o medicamento. No segundo artigo, que intitula-se, “Uso de benzodiazepínicos entre idosos: o alívio de poder 'jogar água no fogo', não pensar e dormir”, o foco da investigação é a percepção do usuário quanto ao uso de benzodiazepínico, considerando questões ligadas ao risco de desenvolvimento de dependência física e psicológica, em um cenário de uso crônico.
Descritores: Idoso/psicologia
Ansiedade/tratamento farmacológico
Clordiazepóxido/efeitos adversos
Limites: Masculino
Feminino
Humanos
Responsável: BR1719.1 - Biblioteca do CPqRR
BR1719.1; 616.852 2, A473p, 2014


  2 / 15 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-760536
Autor: Alvarenga, Jussara Mendonça.
Título: Projeto Bambuí: percepção do uso de benzodiazepínicos pela população idosa da cidade de Bambuí / Bambuí Project: perception of benzodiazepine use by the elderly population of the study area.
Fonte: Belo Horizonte; s.n; 2014. XIII, 62 p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Centro de Pesquisas René Rachou para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: O presente volume constitui requisito parcial para a obtenção do grau de Doutor pelo Curso de Pós-Graduação em Ciências de Saúde, área de concentração Saúde Coletiva, do Centro de Pesquisa René Rachou da Fundação Oswaldo Cruz(FIOCRUZ). Ele é constituído por dois artigos que apresentam resultados relativos a dois estudos qualitativos sobre a percepção de idosos sobre os benzodiazepínicos.Os dois artigos inserem-se em um estudo mais amplo sobre envelhecimento e saúde, o Projeto Bambuí, desenvolvido na cidade de mesmo nome, no sudoeste de Minas Gerais. Os dados analisados para produção dos dois artigos foram coletados,por meio de entrevistas não estruturadas, junto a 22 idosos não institucionalizados,residentes na cidade. O primeiro artigo, intitulado, “Uso crônico de benzodizepínicos entre idosos: nervoso controlado, alívio garantido”, analisa as motivações apontadas pelos idosos para a utilização desta medicação,considerando questões ligadas ao processo de obtenção dessa medicação e o vínculo dos usuários com o medicamento. No segundo artigo, que intitula-se, “Uso de benzodiazepínicos entre idosos: o alívio de poder 'jogar água no fogo', não pensar e dormir”, o foco da investigação é a percepção do usuário quanto ao uso de benzodiazepínico, considerando questões ligadas ao risco de desenvolvimento de dependência física e psicológica, em um cenário de uso crônico...
Descritores: Ansiedade/tratamento farmacológico
Clordiazepóxido/efeitos adversos
Idoso/psicologia
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR1719.1 - Biblioteca do CPqRR


  3 / 15 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-723917
Autor: Topczewski, Abram.
Título: Attention deficit and hyperactivity disorder: a therapeutic option / Transtorno do déficit de atenção e hiperatividade: uma vertente terapêutica
Fonte: Einstein (Säo Paulo);12(3):310-313, Jul-Sep/2014.
Idioma: en.
Resumo: Objective To evaluate the use of a therapeutic regimen to treat attention deficit hyperactivity disorder patients. Methods A total of 140 patients initially underwent physical, neurological and laboratory evaluation. Thereafter, treatment was initiated with a compounding product consisting of a tricyclic antidepressant and an anxiolytic. Results The response was positive in 71.43% of patients in controlling hyperactivity and improving dispersion and attention deficit. Conclusion The therapeutic regimen utilized proved to be an effective therapeutic alternative, especially for patients who do not adapt to psychostimulant drugs. .

Objetivo Avaliar a aplicação de um esquema terapêutico para o tratamento do transtorno do déficit de atenção e hiperatividade. Métodos Os 140 pacientes foram submetidos inicialmente à avaliação clínico-neurológica e laboratorial. Posteriormente, foi iniciado um tratamento com medicamento formulado composto por um antidepressivo tricíclico e um ansiolítico. Resultados A resposta foi positiva em 71,43% dos pacientes no controle da hiperatividade e na melhoria do quadro de dispersão e desatenção. Conclusão O esquema terapêutico aplicado se mostrou uma alternativa terapêutica eficaz, especialmente para os pacientes que não se adaptam aos medicamentos psicoestimulantes. .
Descritores: Ansiolíticos/uso terapêutico
Antidepressivos Tricíclicos/uso terapêutico
Transtorno do Deficit de Atenção com Hiperatividade/tratamento farmacológico
Clordiazepóxido/uso terapêutico
Imipramina/uso terapêutico
-Quimioterapia Combinada/métodos
Estudos Retrospectivos
Resultado do Tratamento
Limites: Criança
Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 15 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Almeida, S. S
Texto completo
Id: lil-469972
Autor: Camargo, L. M. M; Nascimento, A. B; Almeida, S. S.
Título: Differential response to gepirone but not to chlordiazepoxide in malnourished rats subjected to learned helplessness
Fonte: Braz. j. med. biol. res = Rev. bras. pesqui. méd. biol;41(1):54-59, Jan. 2008. graf.
Idioma: en.
Projeto: FAPESP; . CNPq.
Resumo: The learned helplessness (LH) paradigm is characterized by learning deficits resulting from inescapable events. The aims of the present study were to determine if protein-calorie malnutrition (PCM) alters learning deficits induced by LH and if the neurochemical changes induced by malnutrition alter the reactivity to treatment with GABA-ergic and serotonergic drugs during LH. Well-nourished (W) and PCM Wistar rats (61 days old) were exposed or not to inescapable shocks (IS) and treated with gepirone (GEP, 0.0-7.5 mg/kg, intraperitoneally, N = 128) or chlordiazepoxide (0.0-7.5 mg/kg, intraperitoneally, N = 128) 72 h later, 30 min before the test session (30 trials of escape learning). The results showed that rats exposed to IS had higher escape latency than non-exposed rats (12.6 ± 2.2 vs 4.4 ± 0.8 s) and that malnutrition increased learning impairment produced by LH. GEP increased the escape latency of W animals exposed or non-exposed to IS, but did not affect the response of PCM animals, while chlordiazepoxide reduced the escape deficit of both W and PCM rats. The data suggest that PCM animals were more sensitive to the impairment produced by LH and that PCM led to neurochemical changes in the serotonergic system, resulting in hyporeactivity to the anxiogenic effects of GEP in the LH paradigm.
Descritores: Aprendizagem da Esquiva/efeitos dos fármacos
Moduladores GABAérgicos/farmacologia
Desamparo Aprendido
Desnutrição Proteico-Calórica/tratamento farmacológico
Pirimidinas/farmacologia
Agonistas do Receptor de Serotonina/farmacologia
-Análise de Variância
Peso Corporal
Comportamento Animal/efeitos dos fármacos
Comportamento Animal/fisiologia
Clordiazepóxido/farmacologia
Clordiazepóxido/uso terapêutico
Modelos Animais de Doenças
Reação de Fuga/efeitos dos fármacos
Reação de Fuga/fisiologia
Moduladores GABAérgicos/uso terapêutico
/etiologia
LEARNING DISORDERS/etiologia
Desnutrição Proteico-Calórica/fisiopatologia
Desnutrição Proteico-Calórica/psicologia
Pirimidinas/uso terapêutico
Ratos Wistar
Agonistas do Receptor de Serotonina/uso terapêutico
Limites: Animais
Masculino
Ratos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 15 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Andrade, Arthur Guerra de
Id: lil-438320
Autor: Andrade, Arthur Guerra de; Cruz, Marcelo Santos.
Título: Alcoolismo: recursos terapêuticos e agentes farmacológicos promissores / Alcoholism: therapeutic resources and promising pharmacological agents
Fonte: J. bras. psiquiatr;54(4):270-276, out.-dez. 2005.
Idioma: pt.
Resumo: O consumo do álcool e os problemas associados ao seu excesso vêm aumentando no Brasil. Na prática psiquiátrica, casos de difícil tratamento são freqüentes, tornando-se um desafio mesmo para os profissionais experientes. Neste artigo, após o relato de caso de uma paciente apresentando várias complicações associadas ao alcoolismo, os autores fazem comentários sobre a apresentação clínica e os recursos terapêuticos utilizados. São apresentados dados da literatura sobre a epidemiologia do consumo de álcool e dos problemas associados ao seu uso abusivo. Os autores discutem informações da literatura recente sobre as pesquisas genéticas, a interação entre a genética e o ambiente e as abordagens terapêuticas, incluindo os agentes farmacológicos promissores e as intervenções psicossociais recomendadas.
Descritores: Alcoolismo/tratamento farmacológico
Clordiazepóxido/uso terapêutico
Clorpromazina/uso terapêutico
Imipramina/uso terapêutico
Limites: Humanos
Masculino
Adulto
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR14.1 - Biblioteca Central


  6 / 15 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-366282
Autor: Pheula, Gabriel Ferreira; Banzato, Cláudio Eduardo Müller; Dalgalarrondo, Paulo.
Título: Mania e gravidez: implicações para o tratamento farmacológico e proposta de manejo / Mania and pregnancy: issues related to pharmacologic treatment and management proposal
Fonte: J. bras. psiquiatr;52(2):97-107, mar.-abr. 2003. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: O tratamento de doenças psiquiátricas na gravidez é complexo, implicando decisões clínicas difíceis, sem contar-se com dados da literatura que embasem aplamente estas decisões. O transtorno afetivo bipolar é comum em mulheres em idade fértil, e há alto risco de ocorrência de manifestações clínicas na gravidez e no período pós-parto. Os autores revisam o conhecimento atual sobre o uso de psicotrópicos para episódio maníaco na gravidez e o efeito no desenvolvimento fetal e da criança. Enfatizam que, hoje, o uso de psicotrópicos na gravidez é apropriado em muitas situações clínicas, mas nenhuma decisão é completamente isenta de risco. Também apresentam uma proposta de manejo da doença em relação ao uso de psicotrópicos na gravidez, para pacientes com transtorno bipolar, e para aquelas que desejam engravidar.
Descritores: Transtorno Bipolar
Complicações na Gravidez/psicologia
Complicações na Gravidez/tratamento farmacológico
-Ácido Valproico
Ácido Valproico/efeitos adversos
Alprazolam
Anticonvulsivantes
Carbamazepina
Clorpromazina
Clonazepam
Clordiazepóxido
Clordiazepóxido/efeitos adversos
Clozapina
Diazepam
Haloperidol
Levomepromazinum
Lítio
Lorazepam
Metotrimeprazina
Risperidona
Tioridazina
Trifluoperazina
Limites: Humanos
Gravidez
Responsável: BR14.1 - Biblioteca Central


  7 / 15 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-316920
Autor: Peres, Rossana Mizunski; Segal, Jair; Carvalho, Charles A; Moser, Carolina; Sanseverino, Maria Teresa V; Schuler-Faccini, Lavínia.
Título: Riscos para a saúde fetal associados com o uso de benzodiazepínicos na gestaçäo: uma revisäo / Fetal hazards associated with the use of benzodiazepines during pregnancy: a review
Fonte: J. bras. psiquiatr;51(3):145-151, jun. 2002. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Os benzodiazepínicos estäo entre os fármacos mais amplamente utilizados pela populaçäo, tanto de forma prescrita quanto por automedicaçäo. Como estima-se que cerca de 50 por cento das gestações näo sejam planejadas, é um evento comum para o médico deparar-se com uma gestante que fez uso de tais substâncias inadvertidamente durante os estágios iniciais de gravidez, na maior parte das vezes sem uma real indicaçäo. No sistema Nacional de Informações sobre Agentes Teratogênicos de Porto Alegre (Siat), pertencente ao Serviço de Genética Médica do Hospital de Clínicas de Porto Alegre, foram realizadas 3.107 consultas, sendo que 5,5 por cento se deviam ao uso de benzodiazepínicos, o que evidencia seu uso na populaçäo de gestantes como preocupante. Apesar de os primeiros estudos sobre a teratogenicidade dos benzodiazepínicos em seres humanos terem apontado para um aumento significativo na taxa de malformaçäo congênitas, estudos posteriores näo confirmaram este achado. Em relaçäo a efeitos nas crianças expostas intra-útero, apesar de um risco potencial demonstrado por estudos experimentais, näo há evidências, até o momento, de alterações neurocomportamentais nos estudos a longo prazo, nos quais instrumentos de mensuraçäo ainda säo limitados para a detecçäo de alterações tênues no desenvolvimento neuropsicomotor. Contudo os benzodiazepínicos, quando usados por um período prolongado durante a gravidez, podem afetar adversamente o neonato e, como outras substâncias com açäo sobre o sistema nervoso central, säo potenciais teratógenos neurocomportamentais. Assim, o seu uso deve ser evitado a restrito somente às raras situações nas quais o benefício terapêutico para a mäe sobrepõe-se ao seu potencial risco para o recém-nascido
Descritores: Anormalidades Induzidas por Medicamentos
Ansiolíticos
Ansiedade
Fenda Labial
Fissura Palatina
Diazepam
Feto
Gravidez
Complicações na Gravidez
-Alprazolam
Bromazepam
Clordiazepóxido
Clonazepam
Flunitrazepam
Lorazepam
Midazolam
Oxazepam
Limites: Humanos
Animais
Gravidez
Camundongos
Coelhos
Ratos
Responsável: BR14.1 - Biblioteca Central


  8 / 15 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-306841
Autor: Peres, Rossana Mizunski; Moreira, Roger Klein; Moser, Carolina; Berwanger, Carlos Guilherme Weissheimer; Sanseverino, Maria Teresa V; Schüler-Faccini, Lavínia.
Título: Riscos para a saúde fetal associados com o uso de benzodiazepínicos na gestaçäo: uma revisäo / Fetal hazards associated with use of benzodiazepines during the pregnancy: a review
Fonte: J. bras. psiquiatr;50(5/6):181-188, maio-jun. 2001. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Os benzodiazepínicos estäo entre os fármacos mais amplamente utilizados pela populaçäo, tanto sob forma de prescriçäo como através da automedicaçäo. Estima-se que cerca de 50 por cento das gestaçöes näo säo planejadas e, entre elas, é comum o uso de tais substâncias. No Sistema Nacional de Informaçäo sobre Agentes Teratogênicos de Porto Alegre (Siat), pertecente ao Serviço de Genética Médica do Hospital de Clínicas de Porto Alegre, foram atendidas 3.107 consultas, sendo que 5,5 por cento se deviam ao uso de benzodiazepínicos. Apesar de os primeiros estudos sobre a teratogenicidade dos benzodiazepínicos em seres humano terem apontado para um aumento significativo na taxa de malformaçöes congênitas, estudos posteriores näo confirmaram este achado. Em relaçäo aos efeitos a longo prazo em crianças expostas intra-útero, näo há evidências, até o momento, de alteraçöes neurocomportamentais nos estudos a longo prazo. Contudo, os benzodiazepínicos, quando usados durante um período prolongado na gravidez, podem afetar adversamente o neonato e, como outras substâncias com açäo sobre o sistema nervoso central, säo potenciais teratógenos. Assim, o seu uso deve ser evitado e restrito somente às raras situaçöes na qual o benefício terapêutico para a mäe sobrepöe o seu potencial risco para o recém-nascido
Descritores: Alprazolam
Ansiolíticos
Bromazepam
Clonazepam
Clordiazepóxido/efeitos adversos
Diazepam
Feto
Flunitrazepam
Lorazepam
Troca Materno-Fetal
Midazolam
Oxazepam
Síndrome de Abstinência a Substâncias/etiologia
Teratogênios
Limites: Recém-Nascido
Gravidez
Animais
Humanos
Feminino
Responsável: BR14.1 - Biblioteca Central


  9 / 15 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-106080
Autor: Fernández Ruíz, Eduardo; López Alvarez, Pedro Julio; Pérez Burnes, Luis; Martínez Mondejar, Rafael; Díaz Sampelayo, Juan M.
Título: Hemoperfusion como tratamiento depurador en intoxicaciones exógenas e insuficiencia hepática aguda / Hemoperfusion: a purifir therapy in exogenous intoxications and acute liver failure
Fonte: Medicentro;5(2):313-22, jul.-dic. 1989. tab.
Idioma: es.
Resumo: Se describen los resultados obtenidos en 12 pacientes ingresados en el Hospital Clínico Quirúrgico de Santa Clara desde julio de 1987 hasta diciembre de 1988, los cuales recibieron tratamiento con hemoperfusión. De ellos 10 correspondían a intoxicaciones exógenas agudas y 2 a comas hepáticos. Se analizan las causas que motivaron la hemoperfusiónm, fármacos más utilizados, criterios para su aplicación, complicaciones y resultados. Las complicaciones fueron pocas y de fácil correlación. Se concluye que la hemoabsorción es una técnica posible de aplicación a nuestro centro
Descritores: Amitriptilina/toxicidade
Clordiazepóxido/toxicidade
Formaldeído/toxicidade
Hemoperfusão
Hepatopatias/induzido quimicamente
Fenobarbital/toxicidade
Responsável: CU1 - INFOMED - Centro Nacional de Información de Ciencias Médicas


  10 / 15 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-67426
Autor: Bernik, Vladimir; Katz, Pedro D.
Título: Depressöes maiores: estudo comparativo da eficácia terapêutica entre o tratamento psicofarmacológico (associaçäo de 25 mg de imipramina e 10 mg de clordiazepóxido) e a psicoterapia / Major depressions: comparative study of the therapeutical efficacy bettween psychopharmacological treatment (combination of 25 mg imipramine and 10 mg choridiazepoxide) and psychotherapy
Fonte: RBM rev. bras. med;45(8):308-13, ago. 1988. tab.
Idioma: pt.
Resumo: O autor estuda 60 pacientes ambulatoriais, apresentando diagnóstico de depressäo maior, segundo critérios da DSM-III. Divide-os em dois grupos de 30 cada um: Para o primeiro é prescrita uma associaçäo medicamentosa de imipramina e clordiazepóxido, respectivamente, 100 e 40 mg/dia, e o segundo é colocado sob terapêutca psicológica. O grupo tratado com a medicaçäo apresentou melhora estatisticamente significante a partir da primeira semana, no que diz respeito à ansiedade correlata a estes casos, e - a partir da segunda semana - começou a apresentar a diminuiçäo da sintomatologia depressiva, avaliados ambos os parâmetros pelos testes de Hamilton de depressäo e de ansiedade (sintomas objetivos) e de Zung para depressäo e ansiedade, uma avaliaçäo feita pelos próprios pacientes, quanto aos seus sintomas subjetivos. A incidência de efeitos colaterais no grupo tratado foi pequena e houve somente dois casos refratários à terapêutica medicamentosa. O grupo tratado com psicoterapia somente foi obrigado, após o período de ensaio, a empreender uma terapêutica medicamentosa para alcançar o mesmo nível de sucesso obtido pelo grupo tratado com medicamento. Conclui-se pela importância do tratamento medicamentoso na depressäo maior, mas o esquema ideal preconizaria a concomitância do uso da medicaçäo e da psicoterapia
Descritores: Clordiazepóxido/uso terapêutico
Depressão/terapia
Imipramina/uso terapêutico
Psicoterapia
-Ensaios Clínicos como Assunto
Quimioterapia Combinada
Limites: Adolescente
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Humanos
Masculino
Feminino
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 2 ir para página        
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde