Base de dados : LILACS
Pesquisa : D04.210.500.054.040.581 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 9 [refinar]
Mostrando: 1 .. 9   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 9 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1040375
Autor: Péret, Leonardo Amédée; Vidal, Heloisa Malaquias; Gomes, Gabriela Alves Cardoso; Oliveira, Gabriel Victor Borba; Aguiar, Lainara Magalhães.
Título: Oxandrolona no tratamento da lipodermatoesclerose: relato de caso / Oxandrolone for treatment of lipodermatosclerosis: case report
Fonte: J. vasc. bras;18:e20190031, 2019. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: A lipodermatoesclerose é uma paniculite que se caracteriza por endurecimento e hiperpigmentação da pele envolvendo as panturrilhas, com a aparência de "garrafa de champanhe invertida". Muitas abordagens terapêuticas têm sido recomendadas, mas o uso de oxandrolona para essa finalidade foi pouco estudado até o momento. Relatamos um caso de lipodermatoesclerose aguda em uma mulher de 61 anos, com história prévia de tratamento cirúrgico para insuficiência venosa de membros inferiores. A paciente apresentava edema e lesões dolorosas e eritematosas com infiltração difusa, que acometiam principalmente a face posterior da panturrilha esquerda. Foi tratada inicialmente com estanozolol e pentoxifilina, com boa resposta. Devido à indisponibilidade do estanozolol, iniciou-se o uso de oxandrolona. Esse tratamento foi bem tolerado, resultando em redução significativa do edema, do eritema e da infiltração presentes nos membros inferiores, além de alívio da dor. A oxandrolona pode representar uma opção útil e segura no tratamento da lipodermatoesclerose aguda

Lipodermatosclerosis is a panniculitis characterized by hardening and hyperpigmentation of the skin involving the calves with an "inverted champagne bottle" appearance. Many therapeutic approaches have been recommended, but the use of oxandrolone for this purpose has been studied very little to date. We report a case of acute lipodermatosclerosis in a 61-year-old woman with a previous history of surgical treatment for venous insufficiency of the lower limbs. The patient presented with edema and painful, erythematous lesions with diffuse infiltration, mainly affecting the posterior aspect of the left calf. She was initially treated with stanozolol and pentoxifylline, with good response. Due to unavailability of stanozolol, she was put on oxandrolone. This treatment was well tolerated, reduced the intensity of edema, erythema, and infiltration in the lower limbs, effectively leading to pain relief. Oxandrolone may be a useful and safe treatment for patients with acute lipodermatosclerosis
Descritores: Oxandrolona/uso terapêutico
Paniculite
-Pentoxifilina
Estanozolol
Insuficiência Venosa/terapia
Extremidade Inferior
Responsável: BR44.1 - Serviço de Biblioteca, Documentação Científica e Didática Prof. Dr. Luiz Venere Décourt


  2 / 9 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-726252
Autor: Real, Daniel Sundfeld Spiga; Reis, Rodrigo Pacheco; Piccolo, Monica Sarto; Okamoto, Regina H.; Gragnani, Alfredo; Ferreira, Lydia M..
Título: Oxandrolone use in adult burn patients. Systematic review and meta-analysis
Fonte: Acta cir. bras;29(supl.3):68-76, 2014. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: PURPOSE: This study is a systematic literature review and meta-analysis concerning the use of a testosterone synthetic analog, oxandrolone, and its use in severe adult burns. METHODS: Randomized prospective clinical studies, in English, Portuguese or Spanish, were sought on the following databases: MEDLINE, COCHRANE, EMBASE and LILACS. There was no restriction in relation to the publication date. RESULTS: This search produced 24 studies on MEDLINE and twelve articles were presented on the COCHRANE database .Sixteen were excluded due to the title not being related to this search or by including children. Of the eigth residual studies, after adaptation to the inclusion criteria, only four were selected. After analyzing the results, two were discarded since they did not present adequate patient characterization and the facts on these articles were analyzed differently from the others, hindering the meta-analysis. CONCLUSION: The analysis of the available data demonstrated significant benefits (p<0.05) considering lesser loss of corporal mass, lesser nitrogen loss, and shorter donor area healing time, when Oxandrolone was used, comparatively with the control group (placebo or not). .
Descritores: Queimaduras/tratamento farmacológico
Oxandrolona/uso terapêutico
-Índice de Massa Corporal
Tempo de Internação
Nitrogênio/fisiologia
Ensaios Clínicos Controlados Aleatórios como Assunto
Fatores de Tempo
Cicatrização/efeitos dos fármacos
Limites: Adulto
Humanos
Tipo de Publ: Metanálise
Revisão
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 9 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-604161
Autor: Fonteles, Ana Vládia Ramos; Dondoni, Roberta Savaris; Boguszewski, Margaret Cristina da Silva; Nesi-França, Suzana; Marques-Pereira, Rosana; Sandrini Neto, Romolo; Lacerda Filho, Luiz de.
Título: Estatura final (EF) em síndrome de Turner (ST): experiência de 76 casos acompanhados na Unidade de Endocrinologia Pediátrica do Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná / Final height (FH) in Turner syndrome (TS): experience of 76 cases followed at the Pediatric Endocrinology Unit, Hospital de Clinicas, Federal University of Paraná
Fonte: Arq. bras. endocrinol. metab;55(5):318-325, June 2011. ilus, tab.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: Relatar estatura final (EF) em 76 pacientes com síndrome de Turner (ST). Materiais e métodos: Revisão de prontuários e avaliação dos escores z: da estatura alvo (EA) e EF segundo o NCHS/CDC/2000 e da EF segundo Lyon e cols. Resultados: Pacientes foram classificados em três grupos: A (n = 16), tratamento com estrogênios e progestágenos; B (n = 21), tratamento com oxandrolona; C (n = 39), tratamento com hormônio de crescimento (GH) e oxandrolona. Não houve diferença no escore z da EA entre os grupos e no escore z da EF entre A e B. O escore z da EF do grupo C foi maior que o dos outros grupos, maior que 2 DP segundo Lyon e no percentil 3 da curva NCHS/CDC. Análise de regressão múltipla mostrou tipo de tratamento (p < 0,001) e estatura materna (p = 0,02) como fatores que mais influenciaram a EF. Conclusão: GH mais OX e estatura materna contribuíram significativamente para aumento da EF na ST.

Objective: To report the final height (FH) of 76 patients with Turner syndrome (TS). Materials and methods: Review of the files and calculation of z scores: of target height (TH), and FH according to NCHS/CDC/2000 and FH according to Lyon and cols. Results: Patients were classified in three groups: A (n = 16), treatment with estrogens and progestogens; B (n = 21), treatment with oxandrolone (OX); C (n = 39), growth hormone (GH) plus OX. The z score of TH was not different among the groups and z score of FH was not different between A e B. Z score of FH of group C was greater than the other groups, > 2SDS of Lyon's curve and fitted on the 3rd percentile of NCHS/CDC. Multiple regression analysis showed type of treatment (p < 0.001) and maternal height (p = 0.02) as most influencing factors on FH. Conclusion: GH plus OX and maternal height contributed significantly to enhance FH of TS patients.
Descritores: Androgênios/uso terapêutico
Estatura/efeitos dos fármacos
Estrogênios/uso terapêutico
Hormônio do Crescimento Humano/uso terapêutico
Progestinas/uso terapêutico
Síndrome de Turner/tratamento farmacológico
-Determinação da Idade pelo Esqueleto
Seguimentos
Oxandrolona/uso terapêutico
Puberdade/fisiologia
Análise de Regressão
Resultado do Tratamento
Síndrome de Turner/diagnóstico
Limites: Adolescente
Criança
Pré-Escolar
Feminino
Humanos
Tipo de Publ: Ensaio Clínico
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 9 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Silva, Ivani Novato
Texto completo
Id: lil-481045
Autor: Ramos, Adauto Versiani; Silva, Ivani Novato; Goulart, Eugênio Marcos Andrade.
Título: Turner syndrome: searching for better outcomes
Fonte: Clinics;63(2):173-178, 2008. ilus, tab.
Idioma: en.
Resumo: OBJECTIVES: To assess the results of growth hormone on the growth of girls with Turner Syndrome and identify relevant parameters to improve outcomes. METHODS: Growth velocity and final height were studied in a historical cohort of 41 girls, regularly followed up for hormone distribution at three referral centers. The influence of oxandrolone and of estrogens on the final height was analyzed. The girls (initial chronological age=8.9±3.4years; initial bone age=7.0±3.1years) used 0.19 mg/kg/week of growth hormone for 4.0 ± 2.0 years. RESULTS: In the first year, growth velocity increased by 71.5 percent in 41 girls and 103.4 percent in those who reached final height (11 girls). The whole group had a gain in the height SDS of 0.8 ± 0.7 (p<0.01) and for those who reached a final height of 1.0 ± 0.8 (p<0.01). Final height (143.6 ±6.3 cm) was 3.9 ± 5.3 cm higher than the predicted height, and the height gain occurred before estrogen therapy. Oxandrolone had no significant influence on height gain. The significant variables contributing to the final height were the duration of growth hormone used and its use prior to starting estrogens, the initial height SDS, and the growth velocity during the first year of treatment. CONCLUSIONS: We concluded that the use of growth hormone significantly increased the final height, which remained lower than the target. Results point to a need for starting growth hormone use as early as possible and to maximize treatment before estrogen replacement. It has been observed that even moderate doses of growth hormone may significantly increase early growth velocity.
Descritores: Estatura/efeitos dos fármacos
Terapia de Reposição de Estrogênios
Transtornos do Crescimento/tratamento farmacológico
Hormônio do Crescimento/uso terapêutico
Oxandrolona/uso terapêutico
Síndrome de Turner/complicações
-Anabolizantes/uso terapêutico
Estudos de Coortes
Seguimentos
Transtornos do Crescimento/etiologia
Hormônio do Crescimento/administração & dosagem
Oxandrolona/administração & dosagem
Análise de Regressão
Fatores de Tempo
Resultado do Tratamento
Limites: Criança
Feminino
Humanos
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 9 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Vasconcelos, Dewton de Moraes
Texto completo
Id: lil-384465
Autor: Chagas, Kélem de Nardi; Arruk, Viviana Galimbert; Andrade, Maria Elisa Bertocco; Vasconcelos, Dewton de Moraes; Kirschfink, Michael; Duarte, Alberto José da Silva; Grumach, Anete Sevciovic.
Título: Angioedema hereditário: considerações sobre terapia / Therapeutic approach of hereditary angioedema
Fonte: Rev. Assoc. Med. Bras. (1992);50(3):314-319, jul.-set. 2004. ilus, tab.
Idioma: pt.
Resumo: OBJETIVOS: A primeira descrição clínica completa do angioedema hereditário (HAE) foi relatada por William Osler, em 1888. As formas de angioedema com deficiência de C1-INH são divididas em hereditárias e adquiridas. A terapêutica pode ser direcionada aos ataques agudos ou profilaxia de novos episódios. O tratamento de escolha é feito através de hormônios masculinizantes, podendo também ser indicado os inibidores da ativação do cininogênio e do plasminogênio como o ácido tranexâmico ou o ácido e-aminocapróico e a reposição de concentrado de C1-INH. O presente estudo relata a evolução de 10 pacientes (quatro famílias) acometidos por HAE e as peculiaridades do tratamento utilizado em cada caso. MÉTODOS: Dez pacientes (1-38 anos) com HAE foram diagnosticados através de história clínica e exames laboratoriais. Os testes realizados para avaliação do sistema complemento foram: dosagem sérica de C1-INH, C4 e C3 e ensaio hemolítico (CH50 e APH50) para as vias clássica e alternativa. O tratamento foi indicado de acordo com a gravidade dos sintomas, idade, sexo e resposta terapêutica. RESULTADOS: A avaliação clínica evidenciou 4/10 pacientes com edema subcutâneo recorrente; 3/10 pacientes com edema de laringe prévio e 3/10 pacientes com sintomas esporádicos. Sintomas de gravidade diferentes foram evidenciados na mesma família. A avaliação laboratorial (dosagem sérica) demonstrou: níveis de C1-INH diminuídos em 10/10; níveis diminuídos de C4 8/10; níveis indetectáveis de CH50 em 3/10 e diminuídos em 6/10; níveis diminuídos de APH50 em 2/10. 6/10 pacientes não receberam tratamento específico, sendo que dois deles apresentam alto risco para asfixia; uma adolescente tem sido controlada com ácido e-aminocapróico, uma criança que fazia uso de danazol passou a receber ácido tranexâmico, uma paciente de 30 anos recebe oxandrolona e um homem de 38 anos está em tratamento com danazol. CONCLUSAO: Apesar do HAE ser causado pelo mesmo defeito e acometer membros da mesma família, diferentes critérios têm sido estabelecidos para o tratamento desses pacientes. Foram indicados diferentes esquemas terapêuticos para HAE e alguns dos pacientes puderam ser seguidos sem terapia medicamentosa.
Descritores: Angioedema
Proteínas Inativadoras do Complemento 1
-Fatores Etários
Angioedema
/uso terapêutico
ABDOMEN, ACUTE-AMINOCAPROIC ACID/uso terapêutico
Androgênios/uso terapêutico
Antifibrinolíticos/uso terapêutico
Proteínas Inativadoras do Complemento 1
Relação Dose-Resposta a Droga
Danazol/uso terapêutico
Antagonistas de Estrogênios/uso terapêutico
Oxandrolona/uso terapêutico
Índice de Gravidade de Doença
Fatores Sexuais
Ácido Tranexâmico/uso terapêutico
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Pré-Escolar
Criança
Adolescente
Adulto
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 9 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-244005
Autor: Cordero M., Jaime; Burgueño A., Medardo; Muzzo B., Santiago.
Título: Características del crecimiento en pacientes con síndrome de Turner y sus posibilidades terapéuticas actuales / Growth characteristics in patients with Turner's syndrome and therapeutic possibilities
Fonte: Rev. chil. pediatr;70(1):16-23, ene.-feb. 1999. tab, graf.
Idioma: es.
Projeto: Gyn.
Resumo: Se describen las características del crecimiento estatural de pacientes con síndrome de Turner, señalando las variaciones en la velocidad de crecimiento que se producen a diferentes edades y las alteraciones hormonales que podrían estar condicionando el retraso estatural. Se analizan los resultados de estudios que han probado diferentes combinaciones de hormonas, entre ellas la hormona de crecimiento, oxandrolona y estrógenos con la finalidad de mejorar la talla final de estos pacientes
Descritores: Insuficiência de Crescimento/etiologia
Síndrome de Turner/complicações
-Insuficiência de Crescimento/tratamento farmacológico
Terapia de Reposição Hormonal
Hormônio do Crescimento Humano/uso terapêutico
Oxandrolona/uso terapêutico
Prognóstico
Síndrome de Turner/etiologia
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Lactente
Pré-Escolar
Adolescente
Adulto
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  7 / 9 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-243442
Autor: Fideleff, Hugo.
Título: Cómo se trata el retraso de crecimiento en el síndrome de Turner? / How treats delay of growth in the Turner's Syndrome?
Fonte: Rev. Soc. Argent. Ginecol. Infanto Juvenil;6(1):26, 1999.
Idioma: es.
Descritores: Hormônio do Crescimento Humano/uso terapêutico
Oxandrolona/uso terapêutico
Síndrome de Turner/tratamento farmacológico
-Terapia de Reposição de Estrogênios
Transtornos do Crescimento/tratamento farmacológico
Transtornos do Crescimento/etiologia
Hormônio do Crescimento Humano/administração & dosagem
Oxandrolona/administração & dosagem
Síndrome de Turner/complicações
Limites: Humanos
Feminino
Responsável: AR144.1 - CIBCHACO - Centro de Información Biomedica del Chaco


  8 / 9 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-137682
Autor: Fonseca, Maria do Perpétuo Socorro Souza; Oliveira, Helena Pimentel de.
Título: Síndrome de Tunner: atualizaçäo terapêutica / Tunner's syndrome: therapeutic atual
Fonte: Arq. bras. med;65(4):365-71, jul.-ago 1991. tab.
Idioma: pt.
Resumo: O presente trabalho enfoca a síndrome de Turner, que é uma patologia cuja principal alteraçäo clínica é a baixa estatura, além de outras anomálias ligadas à disfunçäo ovariana. Dentro de um longo período, que vai desde a descoberta de Turner até a época atual, muitos estudos vêm sendo realizados no sentido de evidenciar a fisipatologia e, assim, adquirir-se mais opçöes de tratamento. Nesta revisäo bibliográfica enfocamos principalmente as inovaçöes terapêuticas no sentido de melhorar a perspectiva de vida dentro da sociedade da paciente portadora dessa síndrome
Descritores: Estatura/genética
Disgenesia Gonadal/etiologia
Hormônio do Crescimento/uso terapêutico
Oxandrolona/uso terapêutico
-Técnicas de Laboratório Clínico
Hormônios/uso terapêutico
Hipogonadismo/genética
Aberrações dos Cromossomos Sexuais/genética
Síndrome de Turner/complicações
Síndrome de Turner/diagnóstico
Limites: Humanos
Feminino
Recém-Nascido
Lactente
Pré-Escolar
Criança
Adolescente
Responsável: BR11.1 - Biblioteca


  9 / 9 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-27904
Autor: Bayardo, Francisco; Carnevale, Alessandra; Castillo, Victoria del; Valdés, Carlos Robles.
Título: Síndrome de Turner: aspectos clínicos y citogenéticos de 50 pacientes estudiados en el Instituto Nacional de Pediatría / Turner's syndrome: clinical and cytogenetical aspects of 50 patients studied at the Instituto Nacional de Pediatría
Fonte: Acta pediátr. Méx;6(1):8-13, ene.-mar. ilus, tab.
Idioma: es.
Resumo: Se estudiaron 50 pacientes con síndrome de Turner diagnosticadas en el Instituto Nacional de Pediatría. Los hallazgos citogenéticos mostraron que el cariotipo más frecuente (78%), fue la monosomía X. El motivo de consulta más común fue la talla baja y le siguió la asociación de baja talla con amenorrea primaria. Las manifestaciones clínicas fueron similares a las descritas en otros estudios y en el 50% se encontró un coeficiente intelectual menor de 82. Tratamiento. En 4 se administró oxandrolona antes de iniciar el tratamiento con estrógenos y se observó un mayor crecimiento
Descritores: Síndrome de Turner/genética
-Aberrações Cromossômicas
Cariotipagem
Oxandrolona/uso terapêutico
Síndrome de Turner/tratamento farmacológico
Limites: Pré-Escolar
Criança
Adolescente
Humanos
Feminino
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde