Base de dados : LILACS
Pesquisa : D04.210.500.668.651.568.291 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 57 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 6 ir para página                

  1 / 57 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-310396
Autor: Ferreira, Ana C. P; Montes, Marlise B. A; Franceschini, Silvio A; Toloi, Maria R. T.
Título: Efeitos do contraceptivo oral contendo 20ug de etinilestradiol e 150ug de desogestrel sobre os sistemas de coagulaçäo e fibrinóllise / Effects of the oral contendo 20ug of etinilestradiol e 150 ug of desogestral on the coagulation and fibrinolise systems
Fonte: Rev. bras. hematol. hemoter;22(2):77-87, maio-ago. 2000. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: O uso de contraceptivos orais está associado a um risco aumentado de doenças tromboembólicas, o que pode ser explicado pelos seus efeitos sobre o sistema hemostático. Tem sido descrito que o uso de contraceptivos orais promovem alteraçöes pró-coagulantes, e que essas alteraçöes säo acompanhadas dos aumentos da atividade fibrinolítica e dos inibidores naturais da coagulaçäo, o que causaria um restabelecimento do equilíbrio hemostático. O objetivo deste estudo foi avaliar os efeitos do contraceptivo oral contendo 20 ug de etinilestradiol e 150 ug de desogestrelsobre os sistemas de coagulaçäo e fibrinólise. Participaram do estudo 11 voluntárias que foram avaliadas antes e após seis meses de uso do contraceptivo oral. Os parâmetros analisados foram: atividades dos fatores VII, VIII, IX, X e XII (plasmas deficientes em fatores com detecçäo foto-óptica do coágulo), atividades da antitrombina, plasminogênio e a2-antiplasmina (ensaios cromogênicos), quantificaçäo dos antígenos t-PA, produtos de degradaçäo da fibrina e proteínas C e S(ELISA), TP, TTPA e concentraçäo plasmática de fibrinogênico (detecçäo fotoóptica do coágulo). Observamos as seguintes alteraçöes estatisticamente significantes (nível de significância de p<0,05): aumento das atividades dos fatores VIII, IX, X e XII, reduçäo do TTPA, aumento da atividade do plasminogênio, aumento de proteína C e diminuiçäo de proteína S. Com esses resultados sugerimos que o uso do contraceptivo oral testado promove um estado pró-coagulante. Entretanto, os mecanismos de restabelecimento do equilíbrio hemostático näo podem ser garantidos, já que näo observamos alteraçöes suficientes que indiquem isso. Näo observamos aumento nos níveis dos produtos de degradaçäo da fibrina, o que indica que näo ocorreram alteraçöes na gênese e degradaçäo da fibrina. Portanto, sugerimos que o uso do contraceptivo oral pode aumentar o risco de doenças tromboembólicas, principalmente em associaçäo com outros fatores de riscos genéticos e/ou adquiridos.
Descritores: Desogestrel
Anticoncepcionais Orais
Etinilestradiol
Fibrinólise
-Anticoncepcionais Orais Sintéticos
Limites: Humanos
Feminino
Adolescente
Adulto
Responsável: BR408.3 - Biblioteca


  2 / 57 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Corrente, José Eduardo
Texto completo
Id: biblio-1040356
Autor: Rizzo, Anapaula da Conceição Bisi; Goldberg, Tamara Beres Lederer; Biason, Talita Poli; Kurokawa, Cilmery Suemi; Silva, Carla Cristiane da; Corrente, José Eduardo; Nunes, Helio Rubens Carvalho.
Título: One-year adolescent bone mineral density and bone formation marker changes through the use or lack of use of combined hormonal contraceptives / Alterações na densidade mineral óssea e nos marcadores de formação óssea em adolescentes usuárias ou não de contraceptivos hormonais orais combinados por período de um ano
Fonte: J. pediatr. (Rio J.);95(5):567-574, Sept.-Oct. 2019. tab.
Idioma: en.
Projeto: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo.
Resumo: Abstract Objective: The objective of this study was to evaluate the effects of two low-dose combined oral contraceptives on bone metabolism in adolescents for one year. Methods: This was a quasi-experimental study. The adolescents were divided into three groups: oral contraceptives 1 (n = 42) (20 µg EE/150 µg desogestrel), oral contraceptives 2 (n = 66) (30 µg EE/3 mg drospirenone), and a control group (n = 70). Adolescents underwent anthropometric assessment and densitometry (dual-energy X-ray). Bone age and bone formation markers (osteocalcin and bone alkaline phosphatase) were evaluated. The oral contraceptives users were evaluated again after 12 months. Linear regression analysis was used to indirectly study the effect of each additional year of chronological age on anthropometric and densitometric variables as well as on bone markers in the control group. Results: At study entry, no significant differences were observed between the oral contraceptives 1, oral contraceptives 2, and controls in the analyzed variables. Linear regression analysis showed an increase in bone mineral density and bone mineral content for each additional year. There was a significant reduction in bone alkaline phosphatase levels; no significant difference was observed for osteocalcin in control individuals. Comparison of dual-energy X-ray variables at baseline and after one year showed no significant differences in the oral contraceptives 1 or oral contraceptives 2 groups. A significant reduction in bone alkaline phosphatase and osteocalcin levels was observed in both the oral contraceptives 1 and oral contraceptives 2 groups. Conclusion: Adolescent women gain peak bone mass during this phase of life. Two low-dose combined oral hormonal contraceptives were associated with lower bone gain and lower bone formation markers than in untreated controls.

Resumo: Objetivo: O objetivo deste estudo foi avaliar os efeitos de dois contraceptivos orais combinados de baixa dosagem por um ano sobre o metabolismo ósseo em adolescentes. Métodos: Este foi um estudo quase experimental. As adolescentes foram divididas em três grupos: contraceptivos orais 1 (n = 42) (20 µg de EE/150 µg de desogestrel), contraceptivos orais 2 (n = 66) (30 µg EE/3 mg de drospirenona) e grupo controle (n = 70). As adolescentes foram submetidas à avaliação antropométrica e densitometria (raio-X de dupla energia). Foram avaliados a idade óssea e os marcadores de formação óssea (osteocalcina e fosfatase alcalina óssea). As usuárias de contraceptivos orais foram novamente avaliadas após 12 meses. A análise de regressão linear foi utilizada para estudar, indiretamente, o efeito de cada ano adicional da idade cronológica sobre as variáveis antropométricas e densitométricas e sobre os marcadores ósseos no grupo de controle. Resultados: No início do estudo, não foram observadas diferenças significativas nas variáveis analisadas entre as usuárias de contraceptivos orais 1, contraceptivos orais 2 e o grupo controle. A análise de regressão linear mostrou um aumento na densidade mineral óssea e no conteúdo mineral ósseo para cada ano adicional. Houve uma redução significativa nos níveis de fosfatase alcalina óssea e não foi observada diferença significativa para osteocalcina nos indivíduos controles. A comparação das variáveis do raio-X de dupla energia no início e após um ano não mostrou diferença significativa no grupo de contraceptivos orais 1 ou contraceptivos orais 2. Foi observada uma redução significativa nos níveis de fosfatase alcalina óssea e osteocalcina nos dois grupos contraceptivos orais 1 e contraceptivos orais 2. Conclusão: As adolescentes atingiram o pico de massa óssea durante essa fase da vida. Duas formulações de contraceptivos hormonais orais de baixa dosagem, após um ano de uso, se associaram a menor incremento na densidade mineral óssea e menor concentração de marcadores de formação óssea quando confrontados com resultados de adolescentes não usuárias de contraceptivos.
Descritores: Osteogênese/efeitos dos fármacos
Densidade Óssea/efeitos dos fármacos
Desogestrel/administração & dosagem
Anticoncepcionais Orais Hormonais/administração & dosagem
Etinilestradiol/administração & dosagem
Androstenos/administração & dosagem
-Osteogênese/fisiologia
Valores de Referência
Fatores de Tempo
Densidade Óssea/fisiologia
Modelos Lineares
Osteocalcina/análise
Antropometria
Análise de Variância
Estatísticas não Paramétricas
Fosfatase Alcalina/análise
Ensaios Clínicos Controlados não Aleatórios como Assunto
Limites: Humanos
Feminino
Criança
Adolescente
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 57 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1025547
Autor: Santos, Geovane Ribeiro dos; Lazarini, Talita Aparecida; Ferreira, Jessyca Cristina Ramos; Prudente, Raphael Cruz Seabra; Cunha, Marcelo Rodrigues da; Pinto, Clóvis Antônio Lopes.
Título: Análise histomorfométrica da artéria aorta de ratas submetidas à administração repetida da associação de etinilestradiol e gestodeno / Histomorphometric analysis of the aorta of rats submitted to repeated administration of association of ethinylestradiol and gestodene
Fonte: Clin. biomed. res;38(2):141-150, 2018.
Idioma: pt.
Resumo: Introdução: Os anticoncepcionais orais vêm sofrendo alterações em suas concentrações de estrogênio e progestogênio, baseando-se no fato de que doses mais baixas estão associadas a menor incidência de alterações metabólicas e de efeitos adversos, como o comprometimento da morfologia e função da artéria aorta. O objetivo deste estudo é avaliar a influência dos anticoncepcionais nas propriedades morfofuncionais da artéria aorta, através do método histoquímico, demonstrando sua utilidade nas análises histopatológicas. Métodos: Para tanto, foram utilizadas 15 ratas divididas em 3 grupos; Grupo controle (GC), cujos animais não receberam tratamento hormonal; Grupo 2 (G2), onde os animais receberam tratamento diário de 15 µg de etinilestradiol + 60 µg de gestodeno; e Grupo 3 (G3), que recebeu 30 µg de etinilestradiol + 75 µg de gestodeno. Após o tratamento, os animais foram eutanasiados e as artérias retiradas para análise histológica. Resultados: Os valores encontrados com a técnica de coloração histológica de hematoxilina e eosina (HE), bem como na coloração específica em histoquímica com Alcian Blue, demonstram que no G3, tratados com uma dosagem superior de hormônio, 8% das ratas tem aumento relevante da espessura de suas artérias, ou seja, superior ao G2, que recebeu dosagem menor de hormônio, e GC, o qual não recebeu nenhum tipo de tratamento. Conclusão: Este estudo demonstra que existem relações entre o espessamento das artérias, de ratas submetidas a dosagens de etinilestradiol e gestodeno, com a grande quantidade de mucopolissacarídeos depositados entre as túnicas das artérias. (AU)

Introduction: Pharmacological development of hormonal contraceptives has been undergoing changes in estrogen and progesterone doses, based on the fact that lower doses are associated with a lower incidence of metabolic changes and adverse effects, such as impairment of morphology and function of the aortic artery. The aim of this study is to evaluate the influence of contraceptives on the morphofunctional properties of the aortic artery, using the histochemical method, demonstrating its usefulness in histopathological analyzes. Methods: For this purpose, 15 rats were divided into 3 groups; Control group (GC), whose animals did not receive hormonal treatment; Group 2 (G2), where the animals received a daily treatment of 15 µg of ethinylestradiol + 60 µg of gestodene; and Group 3 (G3), whose animals received 30 µg of ethinylestradiol + 75 µg of gestodene. After treatment, the animals were sacrificed and the arteries removed for histologic analysis. Results: The values found, with HE measurements and Alcian Blue histochemical staining, showed that in G3, treated with a higher hormone dosage, there are 8% of the rats with a relevant increase in the thickness of their arteries, that is, higher than that of G2, which received lower dosage of hormone and that of GC, which received no treatment. Conclusion: This study demonstrates that there are relations between the thickening of the arteries of rats submitted to dosages of ethinylestradiol and gestodene with the great amount of mucopolysaccharides deposited between the tunics of the arteries. (AU)
Descritores: Aorta/efeitos dos fármacos
Aorta/fisiopatologia
Etinilestradiol/efeitos adversos
Etinilestradiol/farmacologia
-Ratos
Anticoncepcionais Orais/efeitos adversos
Modelos Animais de Doenças
Limites: Animais
Feminino
Ratos
Tipo de Publ: Ensaio Clínico Controlado
Responsável: BR18.1 - Biblioteca FAMED/HCPA


  4 / 57 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-949795
Autor: Ferreira, Aldo P.
Título: Distribución de esteroides estrogénicos en plantas de tratamiento de aguas residuales municipales / Distribution of estrogenic steroids in municipal wastewater treatment plants
Fonte: Acta toxicol. argent;25(3):80-90, dic. 2017. ilus, tab.
Idioma: es.
Resumo: En la actualidad, existe una preocupación creciente por la presencia de estrógenos en el medio acuático, donde pueden ser introducidos a partir de aguas residuales después de su eliminación incompleta en las plantas de tratamiento. Las aguas residuales sistemáticamente reciben estrógenos naturales y sintéticos, y por lo tanto una comprensión más profunda de la suerte de ellos en el medio ambiente es necesaria. Se evaluaron los niveles de estrógenos en los efluentes de las Plantas de Tratamiento de Aguas Residuales (PTARs) Penha e Ilha do Governador, ambos de tipo convencional de flujo continuo de lodo activado con aireación prolongada. Fue utilizado como el parámetro de determinación de algunos compuestos de interés como estrógenos naturales [estrona (E1), 17β-estradiol (E2), estriol (E3)) y sintéticos (17α-etinilestradiol (EE2)]. Las muestras individuales se recogieron posteriormente al tratamiento de cada PTAR y después de los procedimientos de laboratorio se realizó la determinación de estrógenos basado en la extracción en fase sólida (SPE) y la cromatografía líquida de alta resolución con detector de arreglo de diodos (HPLC-DAD). Las concentraciones fueron de: 0,7 a 5,2 μg/l y de 0,5 a 5,6 de E1; 0,9 a 7,7 y 1,2 a 9,2 μg/l para E2; 2,01 a 6,09 y 1,07 a 4,08 μg/l para EE2 en PTAR Penha y PTAR Ilha do Governador, respectivamente. La capacidad de eliminación de estrógenos fue eficaz, pero denota que la eliminación sistemática de la población es en la actualidad alta. Se recomienda instalar mecanismos para mitigar el consumo exagerado de estas sustancias o implementar una eliminación completa más eficaz.

Currently, there is a growing concern over the presence of estrogens in the aquatic environment, where they can be introduced from wastewater after their incomplete elimination in the treatment plants. Wastewater systematically receives natural and synthetic estrogens, and thus a deeper understanding of the fate of them in the environment is extremely necessary. It was evaluated estrogen levels in the effluent from the Sludge Wastewater Treatment Plants (SWTPs) Penha and Ilha do Governador, both of type conventional continuous-flow activated sludge with extended aeration. The determination of some target compounds as natural estrogens was used as the evaluation parameter [estrone (E1), 17β-estradiol (E2), estriol (E3) and synthetic (17α-ethinylestradiol (EE2)]. Individual samples were collected posterior treatment of each SWTP, and after laboratory procedures, the determination of estrogens was performed by a method based on solid phase extraction (SPE) and high performance liquid chromatography-diode array detector (HPLC-DAD). Concentrations ranged from 0.7 to 5.2 μg/l and from 0.5 to 5.6 for E1; 0.9 to 7.7 and 1.2 to 9.2 μg/l for E2; 2.1 to 6.9 and 1.7 to 4.8 μg/l for EE2 at SWTPs Penha and Ilha do Governador, respectively. The removal capacity of estrogens despite its effectiveness denotes that the systematic elimination by the population is high nowadays and urging mechanisms to mitigate the exaggerated consumption or to implement most effective complete removal.
Descritores: Esgotos/análise
Brasil/epidemiologia
Estações de Tratamento de Águas Residuárias/análise
Meio Ambiente
Estradiol/efeitos adversos
Estriol/efeitos adversos
Estrogênios/efeitos adversos
Estrona/efeitos adversos
Etinilestradiol/efeitos adversos
-Tratamento de Águas Residuárias/análise
Responsável: AR658.1 - Biblioteca Central "Leopoldo Marechal"


  5 / 57 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-779781
Autor: Santos, B. D.; Silva, M. C. G.; Santos, T. P.; Silva, S. C. B. L.; Cadena, M. R. S.; Cadena, P. G..
Título: Efeitos de hormônios esteroides de contraceptivos orais combinados sobre os parâmetros comportamentais de Betta splendens (Regan, 1909) / Effects of steroid hormones from combined oral contraceptives on the behavioral and physiological parameters of Betta splendens (Regan, 1909)
Fonte: Arq. bras. med. vet. zootec;68(2):387-396, mar.-abr. 2016. tab, graf.
Idioma: pt.
Projeto: CNPq.
Resumo: Os hormônios esteroides presentes em várias gerações de contraceptivos orais combinados (COC) podem se apresentar como disruptores endócrinos, produzindo alterações no comportamento e na fisiologia de peixes. Diante disso, o objetivo deste trabalho foi avaliar os efeitos de hormônios esteroides presentes em COC sobre os parâmetros comportamentais de Betta splendens, um peixe ornamental usado na aquariofilia e bastante agressivo. Machos adultos foram observados pelo método ad libitum para confecção do etograma e divididos em cinco grupos, controle e expostos aos hormônios: 17β-estradiol (E2); levonorgestrel e etinilestradiol (LEA - segunda geração de COC); gestodeno e etinilestradiol (GEA - terceira geração de COC); e drospirenona e etinilestradiol (DEA - quarta geração de COC). Os peixes foram expostos por 30 dias à concentração final de 10ng/L. Foram avaliados os comportamentos pelos métodos de varredura instantânea e animal-focal, bem como o consumo de ração. No método varredura, o comportamento descansar apresentou o maior valor (54,4±10,1%) no grupo E2 (P<0,05). Os comportamentos agressivos de carga (16,1±3,6%) e recuar e carga (16,4±5,1%) apresentaram os maiores valores no grupo controle em relação aos demais grupos (P<0,05). Os animais do grupo E2 apresentaram maior frequência de comportamentos inativos (76,1%) comparados aos de outros grupos. O comportamento atípico natação errática não foi observado no grupo controle, mas foi observado nos grupos experimentais. Os grupos E2, LEA, GEA e DEA apresentaram redução nos comportamentos agressivos (10%) quando comparados ao grupo controle pelo método animal-focal. Não foram observadas diferenças na exibição desses comportamentos ao se compararem os animais expostos às diferentes gerações de contraceptivos e no consumo de ração. Pode-se concluir que 17β-estradiol causou mais efeitos aos peixes e que diferentes gerações de COC apresentaram efeitos tóxicos semelhantes em relação aos comportamentos observados.

The steroid hormones present in many generations of combined oral contraceptives (COC) can act as endocrine disruptors inducing changes in the behavior and physiology of fish. In this context, the aim of this work was to evaluate the effects of steroid hormones present in COC on behavioral parameters of Betta splendes, an aggressive ornamental fish used in the aquariophily. Adult males were observed with the ad libitum method to develop an ethogram and were divided into five groups, Control and exposed to hormones: 17β-estradiol (E2), levonorgestrel and ethinylestradiol (LEA - 2nd COC generation), gestodene and ethinylestradiol (GEA - 3rd COC generation) and drospirenone and ethinylestradiol (DEA - 4th COC Generation). Fish were exposed for 30 days to a final concentration of 10ng/L. The behavior was evaluated by scan sampling and animal-focal methods, and feed intake. In the scan sampling method, the Resting behavior showed the highest value (54.4±10.1%) in E2 group (P<0.05). The aggressive behavior Rush (16.1±3.6%) and Back and Rush (16.4±5.1%) showed the highest values in the control group, compared to the other groups (P<0.05). Animals in the E2 group showed higher frequency of inactive behaviors (76.1%) compared to other groups. Furthermore, the atypical behavior Erratic swimming was not observed in the control group, but it was observed in the experimental groups. The E2, LEA, GEA and DEA groups showed reduction in aggressive behavior (10%) compared to the control group by the animal-focal method. Moreover, no difference was observed in the exhibition of these behaviors and feed intake comparing animals exposed to the different generations of contraceptives. It can be concluded that 17β-estradiol has caused more effects on fish and different generations of COC showed similar toxic effects in the observed behaviors.
Descritores: Anticoncepcionais Orais Combinados/efeitos adversos
Hormônios Esteroides Gonadais/administração & dosagem
Peixes/fisiologia
-Comportamento Animal/fisiologia
Estradiol/efeitos adversos
Estradiol/toxicidade
Etinilestradiol/efeitos adversos
Etinilestradiol/toxicidade
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  6 / 57 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: lil-777613
Autor: Cunha, Danieli Lima da; Silva, Samuel Muylaert Camargo da; Bila, Daniele Maia; Oliveira, Jaime Lopes da Mota; Sarcinelli, Paula de Novaes; Larentis, Ariane Leites.
Título: Regulamentação do estrogênio sintético 17-etinilestradiol em matrizes aquáticas na Europa, Estados Unidos e Brasil / Regulación del estrógeno sintético 17-etinilestradiol en matrices acuáticas en Europa, Estados Unidos y Brasil / Regulation of the synthetic estrogen 17-ethinylestradiol in water bodies in Europe, the United States, and Brazil
Fonte: Cad. saúde pública = Rep. public health;32(3):e00056715, 2016. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: O estrogênio sintético 17α-etinilestradiol, principal componente utilizado em formulações de contraceptivos orais, tem sido apontado como um dos principais compostos responsáveis por provocar efeitos adversos no sistema endócrino de várias espécies. O objetivo deste estudo foi analisar o estado da arte dos dispositivos legais e normativos referentes ao controle desse estrogênio sintético nas águas da Europa e dos Estados Unidos, e traçar um paralelo com a realidade brasileira. No geral, os países têm buscado ampliar a regulamentação e monitoramento de alguns micropoluentes emergentes que antes não eram objeto de atenção por parte dos dispositivos legais. A Europa está mais avançada no que tange à qualidade dos corpos hídricos, enquanto que nos Estados Unidos esta substância é alvo de regulamentação apenas para a água destinada ao consumo humano. No Brasil, ainda não há nenhum dispositivo legal ou normativo que aborde esse estrogênio, o que pode ser associado a uma baixa maturidade do sistema brasileiro quanto ao controle de poluentes hídricos.

El estrógeno sintético 17α-etinilestradiol, principal componente utilizado en fórmulas de contraceptivos orales, ha sido apuntado como uno de los principales compuestos responsables por provocar efectos adversos en el sistema endócrino de varias especies. El objetivo de este estudio fue analizar el estado de la cuestión de los dispositivos legales y normativos referentes al control de este estrógeno sintético en las aguas de Europa y de los Estados Unidos, y trazar un paralelo con la realidad brasileña. En general, los países han buscado ampliar la regulación y el monitoreo de algunos microcontaminantes emergentes que antes no eran objeto de atención por parte de los dispositivos legales. Europa está más avanzada en lo que se refiere a la calidad de los cuerpos hídricos, mientras que en los Estados Unidos esta substancia es objeto de regulación solamente para el agua destinada al consumo humano. En Brasil todavía no existe ningún dispositivo legal o normativo que aborde este estrógeno, lo que puede ser asociado a una inmadurez del sistema brasileño respecto al control de contaminantes hídricos.

The synthetic estrogen 17α-ethinylestradiol, the principal component of oral contraceptives, has been identified as one of the main compounds accounting for adverse effects on the endocrine system in various species. This study aimed to analyze the state-of-the-art in legislation and guidelines for the control of this synthetic estrogen in water bodies in Europe and the United States and to draw a parallel with the Brazilian reality. Countries have generally attempted to expand the regulation and monitoring of certain emerging micropollutants not previously covered by legislation. Europe is more advanced in terms of water quality, while in the United States this estrogen is only regulated in water for human consumption. Brazil still lacks legal provisions or standards for this estrogen, which can be explained by the relatively limited maturity of the country's system for controlling water pollutants.
Descritores: Congêneres do Estradiol/efeitos adversos
Congêneres do Estradiol/análise
Etinilestradiol/efeitos adversos
Etinilestradiol/análise
Poluentes Químicos da Água/efeitos adversos
Poluentes Químicos da Água/análise
Poluição da Água/legislação & jurisprudência
-Brasil
Disruptores Endócrinos/efeitos adversos
Disruptores Endócrinos/análise
Estrogênios
Europa (Continente)
Água Doce/análise
Água Doce/química
Estados Unidos
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 57 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-719655
Autor: Cunha, Danieli Lima da.
Título: Avaliação do padrão de consumo do 17α – etinilestradiol no município de Santa Maria Madalena, RJ / Evaluation of the pattern of consumption of the 17α - ethinylestradiol in the city of Santa Maria Maddalena, RJ.
Fonte: Rio de Janeiro; s.n; 2014. 86 p. ilus, mapas, tab, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Fundação Oswaldo Cruz. Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: A presença no meio hídrico de contaminantes orgânicos com atividade estrogênica é um tema que tem gerado crescente preocupação na comunidade científica, uma vez que tais contaminantes são capazes de desencadear efeitos adversos no sistema endócrino de várias espécies. O estrogênio sintético 17α-etinilestradiol (principal componente utilizado em formulações de contraceptivos orais) tem sido apontado como um dos principais compostos responsáveis por provocar tais alterações. O principal objetivo deste estudo foi investigar, através de um questionário, o padrão de consumo do 17α-etinilestradiol presente em contraceptivos orais e medicamentos utilizados na TRH feminina, e estimar o aporte deste estrogênio nos corpos hídricos da área urbana do 1° distrito do município de Santa Maria Madalena. Para o desenvolvimento deste trabalho utilizou-se como metodologia um estudo do tipo inquérito realizado com 325 mulheres de 15 a 59 anos de idade, residentes na área de estudo, no período de setembro a dezembro do ano de 2013. Das 325 mulheres entrevistadas, constatou-se que 95 fazem o uso de contraceptivo oral, sendo que destas, 91 fazem uso de formulações que contêm o 17α-etinilestradiol. Tomando a amostra (...) como estatisticamente representativa da área de estudo, pôde-se extrapolar o valor de consumo do 17 α-etinilestradiol para a população total de mulheres (...) na faixa etária estabelecida. Com base nas informações obtidas a partir da elaboração do presente estudo foi possível estimar que há um considerável aporte desta substância nos corpos hídricos da área urbana do 1° distrito do município de Santa Maria Madalena (16 mg/dia), o que sugere a possibilidade de efeitos adversos à biota aquática local. Uma vez que o presente estudo não encerra a discussão sobre o assunto, ao fim desta dissertação há uma proposição para um trabalho futuro no sentido de se avançar neste tema.

The presence of organic contaminants with estrogenic activity in aquatic environment is a topic with growing concern in scientific community, since those contaminants are capable or triggering adverse effects to the endocrine system of many species. The synthetic estrogen 17α-ethinylestradiol (main compound of formulation of oral contraceptives) is being pointed as one of the main compounds responsible for these effects. The main objective of this study was to investigate, using a survey questionnaire, the consumption pattern of 17α-ethinylestradiol, which is found in oral contraceptives and hormone replacement therapies (HRT), and estimate the input of this estrogen in the water bodies of the 1st district of the city of Santa Maria Madalena, Brazil. In this work, an inquiry method was used at 325 women, ranging from 15 to 59 years old, all residents of the study area, from September to December of 2013. It was noticed that, from that sample, 91 women use formulations which contain 17α-ethinylestradiol. Taking the sample (...) as representative of the study area, an extrapolation could be made to the total of resident women (...) in the same age group. Using the information gathered during the course of this study, it was possible to estimate that there is a considerable input of this substance in the water bodies of the urban area of the 1st district of the city of Santa Maria Madalena (16 mg/day), suggesting the possibility of adverse effects to the local aquatic life. Since this study doesn't put an end to the discussion of this topic, a proposition for future works is made at the final part of this dissertation, aiming for further progress in this subject.
Descritores: Anticoncepcionais Orais
Ecotoxicologia
Etinilestradiol/efeitos adversos
Limites: Humanos
Feminino
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR526.1 - Biblioteca de Saúde Pública
BR526.1; T628.16, C972a


  8 / 57 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-718813
Autor: Ramirez, C. M; Nobrega, A. W.
Título: Determinação simultânea de resíduos de etinilestradiol e gestodeno em superfícies de equipamentos de produção / Simultaneous determination of ethynylestradiol and gestodene residues on manufacturing equipment surfaces
Fonte: Rev. ciênc. farm. básica apl;35(1), mar. 2014.
Idioma: pt.
Resumo: Um método de validação de limpeza foi desenvolvido e validado, baseado na amostragem por swab e na determinação cromatográfica simultânea de resíduos de gestodeno e etinilestradiol. O método apresenta limite de quantificação de 0,036µg/mL de etinilestradiol e 0,009µg/mL de gestodeno. Este foi considerado seletivo, preciso, exato e robusto de acordo com as normas da ANVISA. O fator de recuperação para etinilestradiol foi 90,45% e para gestodeno foi 83,52% em superfície de inox e 87,31% para etinilestradiol e 81,21% para gestodeno em superfície emborrachada. O método foi aplicado com sucesso no teste de amostragem por swab de todos os pontos de superfície dos equipamentos. O método de limpeza foi considerado validado...

A cleaning technique validation method was developed and validated, based on swab sampling and simultaneous chromatographic determination of gestodene and ethynyl estradiol residues. The method exhibited limits of quantitation (LOQs) of 0.036µg/mL for ethynyl estradiol and 0.009µg/mL for gestodene. It was considered selective, precise, accurate and robust, according to the standards set by ANVISA, the Brazilian regulatory agency. Mean swab recovery factors were 90.45% for ethynyl estradiol and 83.52 % for gestodene on an inox surface and 87.31% for ethynyl estradiol and 81.21 % for gestodene on a rubberized surface. The method was successfully applied to the assay of actual swab samples collected from all points on equipment surfaces. The cleaning method was validated...
Descritores: Estrogênios
Etinilestradiol/normas
Vigilância Sanitária
Preparações Farmacêuticas
Responsável: BR33.1 - Divisão Técnica de Biblioteca e Documentação


  9 / 57 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-708369
Autor: Poli, Marcelino Espírito Hofmeister.
Título: A Importância do uso da pílula de emergência na prevenção da gravidez indesejada / The importance of using the emergency pill in preventing unwanted pregnancy
Fonte: Femina;40(6):295-300, Nov.-Dez. 2012.
Idioma: pt.
Descritores: Anticoncepcionais Pós-Coito/administração & dosagem
Gravidez não Desejada
-Anticoncepcionais Sintéticos Pós-Coito/administração & dosagem
Etinilestradiol/administração & dosagem
Levanogestrel/administração & dosagem
Levanogestrel/farmacologia
Limites: Humanos
Feminino
Gravidez
Tipo de Publ: Editorial
Responsável: BR1365.1 - Biblioteca Biomédica A - CB/A


  10 / 57 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: lil-689905
Autor: Silva, Viviane Benevenuti; Galdos, Angel Arturo Gaona; Mothe, Cintia Maria Alves; Pallastrelli, Michele Bacchi; Prado, Maria Segunda Aurora; Singh, Anil Kumar; Kedor-Hackmann, Erika Rosa Maria; Santoro, Maria Inês Rocha Miritello.
Título: Simultaneous determination of ethinyl estradiol and drospirenone in oral contraceptive by high performance liquid chromatography
Fonte: Braz. j. pharm. sci;49(3):521-528, July-Sept. 2013. ilus, tab.
Idioma: en.
Resumo: A simple, rapid, economical and reliable high performance liquid chromatographic method has been developed and successfully applied in simultaneous determination of ethinyl estradiol and drospirenone in coated tablets. The HPLC method was performed on a LiChroCART® 100RP column (125x4 mm i.d., 5 µm) with acetonitrile:water 50:50 (v/v) as mobile phase, pumped at a flow rate of 1.0 mL.min-1. The fluorescence detection for ethinyl estradiol was made at λex= 280 nm and λem= 310 nm and a UV detection for drospirenone was made at 200 nm. The elution time for ethinyl estradiol and drospirenone were 4.0 and 5.7 min, respectively. The method was validated in accordance to USP 34 guidelines. The proposed HPLC method presented advantages over reported methods and is suitable for quality control assays of ethinyl estradiol and drospirenone in coated tablets.

Um método simples, rápido, econômico e confiável foi desenvolvido empregando a cromatografia líquida de alta eficiência para a determinação simultânea de etinilestradiol e drospirenona em comprimidos revestidos. O método foi realizado utilizando coluna LiChroCART® 100RP (125 x 4 mm d.i., 5 µm), a fase móvel constituída de acetonitrila:água, 50:50 (v/v) com vazão de 1,0 mL.min-1. A detecção foi realizada empregando fluorescência em λex= 280 nm e λem= 310 nm para o etinilestradiol e na região de UV em 200 nm para a drospirenona. O etinilestradiol e a drospirenona tiveram tempo de retenção de 4,0 e 5,7 min, respectivamente. O método foi validado de acordo com as diretrizes da USP 34. O método proposto apresentou vantagens sobre os relatados na literatura e pode ser considerado adequado para o controle de qualidade do etinilestradiol e da drospirenona em comprimidos revestidos.
Descritores: Cromatografia Líquida de Alta Pressão
Anticoncepcionais Orais/análise
Etinilestradiol/farmacocinética
-Fluorescência
Comprimidos com Revestimento Entérico
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 6 ir para página                
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde