Base de dados : LILACS
Pesquisa : D04.345.566.235.300 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 476 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 48 ir para página                         

  1 / 476 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Cuba
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1002576
Autor: Veitia Cabarrocas, Felisa; Montes de Oca González, Ana Mary.
Título: Agrandamiento gingival medicamentoso en paciente con trasplante renal tratado con ciclosporina A / Drug-induced gingival enlargement in a kidney transplant patient treated with cyclosporine A
Fonte: Medicentro (Villa Clara);23(2):145-150, abr.-jun. 2019. graf.
Idioma: es.
Resumo: Resumen El agrandamiento gingival medicamentoso se describe como un aumento de volumen anormal, exagerado y deformante de las encías, provocado por la ingesta de algunos medicamentos. Entre los más comunes se encuentran: fármacos anticonvulsivantes, antihipertensivos, particularmente los antagonistas del calcio e inmunosupresores. Se presentó el caso de un paciente del sexo masculino, de 44 años de edad, con antecedentes de hipertensión arterial e insuficiencia renal crónica, durante 10 y tres años respectivamente. Después de 22 meses de haber recibido un trasplante renal y tratamiento con ciclosporina, acude a consulta por aumento del volumen de las encías en ambos maxilares, clínicamente compatible con agrandamiento gingival medicamentoso generalizado y grave.

ABSTRACT Drug-induced gingival enlargement is described as an abnormal, exaggerated, and deforming growth of the gingiva caused by the ingestion of some medications. Anticonvulsants, antihypertensive calcium channel blockers and immunosuppressants are among the most common drugs. We present a 44-year-old male patient with a history of arterial hypertension and chronic renal failure, for 10 and three years, respectively. Twenty-two months after receiving a kidney transplant and treatment with cyclosporine, he visited the clinic due to an increase in the volume of the gums in both jaws, clinically compatible with a generalized and severe gingival enlargement.
Descritores: Ciclosporina/efeitos adversos
Crescimento Excessivo da Gengiva/induzido quimicamente
Responsável: CU425.1 - Centro Provincial de Información de Ciencias Médicas de Villa Clara


  2 / 476 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1141267
Autor: Urdaneta Machado, José; Baabel Zambrano, Nasser; Contreras Benítez, Alfi; Benítez, Betty; Rangel, Lisbeth.
Título: Anemia Aplásica y embarazo / Anemia Aplásica y embarazo
Fonte: Revista Digital de Postgrado;1(2):28-40, dic. 2012. ilus.
Idioma: es.
Resumo: Aunque rara vez se encuentra durante el embarazo, la anemia aplásica (AA) es una complicación grave que aumenta el riesgo de infección y hemorragia, aumentando la morbi-mortalidad materna; por tal motivo, se propone reportar un caso clínico de AA y embarazo. Caso Clínico: Se reporta el caso de una adolescente de 16 años, primigesta, con gestación intrauterina de 15 semanas por biometría fetal y diagnóstico de AA desde hace tres meses, tratada con ciclosporina A y prednisona; la cual ingresa por pancitopenia y cifras tensionales elevadas; conllevando a la decisión de interrumpir el embarazo debido al progresivo deterioro de la salud materna. Conclusión: Si bien la anemia en una de las principales complicaciones durante la gestación, la asociación de AA y embarazo es infrecuente(AU)

Although rarely the aplastic anemia (AA) is present during pregnancy, this is a serious complication that increases the risk of infection and hemorrhage, increased maternal morbidity and mortality; for this reason, we proposed to report a clinical case of AA and pregnancy. Case Report: To report a case of a 16-year-old adolescent, primigravida, with intrauterine gestation of 15 weeks by fetal biometry and diagnosis of AA for three months ago, treated with cyclosporine A and prednisone which is admits by pancytopenia and elevated blood pressure, leading to the decision to interrupt the pregnancy because of the progressive deterioration of maternal health. Conclusion: Although anemia in one of the major complications during pregnancy, the association of AA and pregnancy is uncommon(AU)
Descritores: Pancitopenia
Gravidez
Ciclosporina/uso terapêutico
Anemia Aplástica/patologia
-Gastroenterologia
Hemorragia
Infecções
Limites: Humanos
Feminino
Adolescente
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: VE1.1 - Biblioteca Humberto Garcia Arocha


  3 / 476 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-888123
Autor: Liendo, Vera Lucia; Vola, Maria Eugenia; Barreiro, Telma Pereira; Wakamatsu, Tais Hitomi; Gomes, José Álvaro Pereira; Santos, Myrna Serapião dos.
Título: Topical tacrolimus for the treatment of severe allergic keratoconjunctivitis in children / Tacrolimus tópico para o tratamento da ceratoconjuntivite alérgica severa em crianças
Fonte: Arq. bras. oftalmol;80(4):211-214, July-Aug. 2017. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Purpose: Administration of eye drops containing antihistamines or sodium cromoglycate and its derivatives for the treatment of allergic keratoconjunctivitis is often insufficient and usually requires the addition of corticosteroids. However, the risk of complications, such as glaucoma and cataract, limits the use of corticosteroids to short courses, resulting in inadequate long-term treatment response. Immunosuppressive drugs have been considered as a valid alternative to steroids for atopic keratoconjunctivitis and vernal keratoconjunctivitis. This study aimed to evaluate the use of topical tacrolimus (TCL) in improving the clinical signs of severe allergic keratoconjuctivitis in children. Methods: Patients with severe allergic keratoconjunctivitis associated with corneal epitheliopathy, gelatinous limbal infiltrates, and/or papillary reaction, along with a history of recurrences and resistance to conventional topical anti-allergy agents, were included in this open clinical trial. Patients were treated with 0.03% TCL ointment for ocular use. A severity score ranging from 0 to 9, with 9 being the highest and 0 being the lowest, was assigned based on signs observed on biomicroscopy prior to and following TCL treatment. Results: Analyses included 66 eyes of 33 patients. After a mean follow-up period of 13 months (range, 12-29 months), TCL treatment significantly decreased the mean symptom score severity for the right (from 5.56 ± 1.18 to 2.76 ± 1.5; p<0.001) and left (from 5.94 ± 1.16 to 2.86 ± 1.64; p<0.001). Conclusion: Topical TCL was effective and significantly improved the clinical signs of allergic keratoconjuctivitis in children. Thus, it is a potential new option for severe and challenging cases of ocular allergy.

RESUMO Objetivos: O tratamento da ceratoconjuntivite alérgica baseado em colírios que contenham anti-histamínicos ou cromoglicato de sódio e seus derivados geralmente são insuficientes. A adição de corticosteróides geralmente é mandatória. No entanto, o risco de complicações como glaucoma e catarata limita o uso dos corticosteróides em curtos períodos de tratamento resultando em respostas inadequadas a longo prazo. Drogas imunossupressoras vem sendo consideradas como uma opção terapêutica alternativa válida para as ceratoconjuntivite atópica (AKC) e ceratoconjuntivite vernal (VKC). Este trabalho tem como objetivo avaliar a melhora nos sinais clínicos durante o uso de tacrolimus (TCL) tópico em crianças com ceratoconjuntivites alérgicas. Métodos: Pacientes com ceratoconjuntivite alérgica severa associada a ceratites, infiltrados limbares gelatinosos e/ou papilas gigantes, com história de recorrências e resistência ao tratamento anti-alérgico tópico convencional foram incluídos neste estudo. Os pacientes foram tratados com TCL 0,03% pomada tópica para uso ocular. Um escore variando de 0 a 9 foi atribuído para os sinais observados na biomicroscopia antes e depois do tratamento. Quanto maiores os escores, mais severos eram os sinais. Resultados: Foram estudados 66 olhos de 33 pacientes. Antes do tratamento a média do escore para o olho direito foi 5,56 ± 1,18 e para o olho esquerdo 5,94 ± 1,16. Após o tratamento com TCL a média do escore para o olho direito foi 2,76 ± 1,5 e para o olho esquerdo 2,86 ± 1,64 (p<0.001 para os dois olhos). O tempo de seguimento médio foi de 13 meses (12-29 meses). Conclusão: O presente estudo sugere que o TCL tópico foi efetivo e demonstrou resultado satisfatório, com melhora nos sinais clínicos na ceratoconjuntivite alérgica em crianças, constituindo uma nova opção para o tratamento de casos severos de alergia ocular.
Descritores: Conjuntivite Alérgica/tratamento farmacológico
Tacrolimo/administração & dosagem
Imunossupressores/administração & dosagem
Ceratoconjuntivite/tratamento farmacológico
-Índice de Gravidade de Doença
Estudos Prospectivos
Seguimentos
Administração Tópica
Resultado do Tratamento
Ciclosporina/administração & dosagem
Microscopia/métodos
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Adolescente
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 476 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-517359
Autor: Labadet, Mario.
Título: Enfermeria en trasplante hepático / Nursing in liver transplantation
Fonte: Med. infant;9(2):182-188, jun. 2002. tab.
Idioma: es.
Descritores: Ciclosporina/administração & dosagem
Ciclosporina/efeitos adversos
Ciclosporina/uso terapêutico
Enfermagem de Centro Cirúrgico
Enfermagem Perioperatória
Transplante de Fígado
Responsável: AR94.1 - Centro de Información Pediatrica


  5 / 476 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-517358
Autor: Contreras, M. B; Pini, F. S. de; Bravo, S.
Título: Tratamiento convencional y avances terapéuticos en enfermedad inflamatoria intestinal crónica / Conventional treatment and therapeutic advances in chronic inflammatory bowel disease
Fonte: Med. infant;9(2):171-181, jun. 2002. tab.
Idioma: es.
Descritores: Antibacterianos/uso terapêutico
Anticorpos Monoclonais/uso terapêutico
Ciclosporina/uso terapêutico
Corticosteroides/uso terapêutico
Doenças Inflamatórias Intestinais/terapia
Terapia Nutricional
Limites: Criança
Responsável: AR94.1 - Centro de Información Pediatrica


  6 / 476 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-517346
Autor: Cuarterolo, M; Ciocca, M; López, S; Dávila, M. T. G de; Roy, A; Alvarez, F.
Título: Hepatitis autoinmune. Tratamiento con ciclosporina / Autoinmune hepatitis. Treatment with cyclosporin
Fonte: Med. infant;9(2):104-108, jun. 2002. tab, graf.
Idioma: es.
Resumo: La hepatitis autoinmune (HAI) es una enfermedad de origen desconocido que conduce a la destrucción progresiva del parénquima hepático. Predomina en el sexo femenino y se aompaña de la presencia en suero de autoanticuerpos e hipergamaglobulinemia. Generalmente responde al tratamiento inmusupresor con esteroides y azatioprina. Las dosis elevadas de prednisona requeridas para lograr la remisión de la enfermedad, son responsables de severos efectos adversos. El objetivo de este trabajo fue evaluar la efectividad de la ciclosporina (CYA) para obterner la remisión del proceso inflamatorio y de la combinación de bajas dosis de prednisona más azatioprina para mantener esta condición, los parámetros relacionados con la velocidad de respuesta; las complicaciones del tratamiento; la evolución a largo plazo. Material y Métodos: cuarenta y dos pacientes con HAI, atendidos en nuestro servicio durnte el período enero 1994 - marzo 2001, fueron incluidos. El diagnóstico se realizó de acuerdo a los criterios Internacionales publicados. La CyA se indicó como tratamiento inicial, a una dosis de 4 mg/Kg/día durante los primeros 6 meses. En los pacientes con trasaminasas que no superaban el doble de los valores normales, se agregó prednisona a una dosis de 0,5 o 0,3 mg/kg/día en niños que pesaban menos o más de 20 Kg respectivamente, y azatioprina a una dosis de 1,5-2 mg/Kg/día, descendiendo la CyA gradualmente durante 15 días hasta suspenderla. Posteriormente a la discontinuación de la CyA, la dosis de prednisona fue disminuída lentamente, manteniendo la azatioprina sin camibos. Resultados: se obtuvo la normalización de las trasaminasas en 39/42 pacientes; en un 64 por ciento de los mismos la remisión ocurrió durante los primeros 6 meses de tratamiento con CyA en el resto dentro del primer año, con excepción de un caso que remitió a los 14 meses. dos/43 abandonaron los controles antes de los 6 meses de seguimiento y 1/42 casos fue considerado fracaso de tratamiento.
Descritores: Ciclosporina/administração & dosagem
Ciclosporina/uso terapêutico
Hepatite Autoimune/terapia
-Análise Estatística
Estudos Prospectivos
Limites: Criança
Tipo de Publ: Estudo de Avaliação
Responsável: AR94.1 - Centro de Información Pediatrica


  7 / 476 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-973856
Autor: Bilgin, Burak; Karadag, Ayse Sevgi.
Título: Effects of combined oral doxycycline and topical cyclosporine treatment on ocular signs, symptoms, and tear film parameters in rosacea patients / Efeitos da doxiciclina oral combinada e tratamento tópico com ciclosporina nos sinais e sintomas oculares e em parâmetros do filme lacrimal em pacientes com rosácea ocular
Fonte: Arq. bras. oftalmol;81(6):466-470, Nov.-Dec. 2018. tab.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Purpose: This study reports the effects of combined use of oral doxycycline and topical cyclosporine on ocular signs, symptoms, and tear film parameters in rosacea patients. Methods: Fifty-four right eyes of 54 patients were included in this study. All patients underwent full ophthalmologic examination-including best corrected visual acuity measurement, slit-lamp anterior segment and fundus examination, tear film break-up time, and Schirmer test-before treatment and six months post-treatment. Patients were divided into two treatment groups. The first group was treated with oral doxycycline 100 mg twice daily for the first month and once daily for the following two months. The second group received topical 0.05% cyclosporine emulsion drops twice daily for six months in addition to the oral doxycycline treatment regimen. All patients received preservati ve-free artificial tear drops, warm compress, eyelash cleaning, and topical corticosteroid drops three times daily for one month. Results: A significant improvement in ocular signs and symptoms was recorded for all patients in groups 1 and 2 after treatment. There was not a significant difference in terms of itching, burning, meibomian gland inspissation, corneal neovascularization, and conjunctival hyperemia score changes between groups 1 and 2. The increases in Schirmer test and break-up time scores were significantly higher in group 2 than in group 1. Conclusions: Our results support the finding that topical cyclosporine in addition to the standard regimen improves tear function, as shown by Schirmer test and break-up time scores, in ocular rosacea patients.

RESUMO Objetivo: Este estudo relata os efeitos do uso combinado de doxiciclina oral e ciclosporina tópica sobre sinais e sintomas oculares e sobre parâmetros do filme lacrimal em pacientes com rosácea. Métodos: Cinquenta e quatro olhos direitos de 54 pacientes foram incluídos no estudo. Todos os pacientes foram submetidos a exame oftalmológico completo - incluindo a melhor medida da acuidade visual corrigida, segmento anterior em lâmpada de fenda e exame de fundo de olho, tempo de ruptura do filme lacrimal e teste de Schirmer - antes do tratamento e após seis meses de tratamento. O primeiro grupo foi tratado com doxiciclina oral 100 mg duas vezes ao dia no primeiro mês e uma vez ao dia nos dois meses seguintes. O segundo grupo recebeu gotas tópicas de emulsão de ciclosporina a 0,05% duas vezes ao dia por seis meses, além do tratamento com doxiciclina por via oral. Todos os pacientes receberam gotas de lágrima artificial sem conservantes, compressas mormas, limpeza de cílios e gotas de corticosteróide tópico três vezes ao dia durante um mês. Resultados: Uma melhora significativa nos sinais e sintomas oculares foi registrada para todos os pacientes do grupo 1 e 2 após o tratamento. Não houve diferença significativa em termos de prurido, queimação, inspeção da glândula meibomiana, neovascularização da cór nea e alterações na pontuação da hiperemia conjuntival entre os grupos 1 e 2. O teste de Schirmer e o aumento do tempo de ruptura no grupo 2 foram significativamente maiores do que no grupo 1. Conclusões: Os autores concluíram que os resultados apoiam a descoberta de que a ciclosporina tópica, além do tratamento padrão, melhora a função lacrimal como demonstrado pelo teste de Schirmer e o tempo de ruptura em pacientes com rosácea ocular.
Descritores: Ciclosporina/uso terapêutico
Doxiciclina/uso terapêutico
Rosácea/tratamento farmacológico
Imunossupressores/uso terapêutico
Antibacterianos/uso terapêutico
-Lágrimas/efeitos dos fármacos
Lágrimas/fisiologia
Administração Oral
Estudos Retrospectivos
Ciclosporina/administração & dosagem
Ciclosporina/farmacologia
Doxiciclina/administração & dosagem
Doxiciclina/farmacologia
Técnicas de Diagnóstico Oftalmológico
Quimioterapia Combinada
Administração Oftálmica
Antibacterianos/administração & dosagem
Antibacterianos/farmacologia
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 476 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1001314
Autor: Ventura-Abreu, Nestor; Fernández-Aceñero, Maria Jesus; Narváez-Palazón, Carlos; Romo-López, Angel.
Título: Brimonidine-induced unilateral ocular lichen planus: a case report / Líquen plano ocular unilateral induzido por brimonidina: relato de caso
Fonte: Arq. bras. oftalmol;82(3):236-238, May-June 2019. graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT This report was written to describe a case of unilateral brimonidine-induced conjunctival lichen planus. Because the ophthalmic examination indicated chronic conjunctivitis or drug-induced pseudopemphigoid, the patient underwent thorough ophthalmic and systemic examinations, as well as conjunctival biopsy and direct immunofluorescence studies. A 71-year-old woman with unilateral left eye findings of chronic conjunctivitis was referred to our Ophthalmology Department. The patient reported that chronic conjunctivitis began shortly after she initiated use of topical brimonidine. Ophthalmic examination revealed foreshortening of the inferior fornix and symblepharon. Conjunctival biopsy revealed submucous lymphocytes and shaggy distribution of fibrinogen on direct immunofluorescence; this was suggestive of ocular lichen planus. No other systemic lesions were found that were consistent with the presentation of lichen planus. A good response was observed to topical cyclosporine treatment. To our knowledge, this may be the first report of unilateral ocular lichen planus without systemic findings. The correlation with the initiation of topical brimonidine suggests that this might be the first case of biopsy-confirmed brimonidine-induced ocular lichen planus.

RESUMO Este relato é para descrever um caso de líquen plano conjuntival unilateral induzido por brimonidina. Como o exame oftalmológico indicava conjuntivite crônica ou pseudopenfigóide induzido por medicamento, o paciente foi submetido a exames oftalmológicos e sistémicos completos, além de biópsia conjuntival e estudos de imunofluorescência direta. Uma mulher de 71 anos de idade com achados unilaterais do olho esquerdo de conjuntivite crônica foi encaminhada ao nosso departamento de Oftalmologia. A paciente relatou que a conjuntivite crônica começou logo após o início do uso da brimonidina tópica. O exame oftalmológico revelou encurtamento do fórnice inferior e do symblepharon. A biópsia conjuntival revelou linfócitos submucosos e distribuição felpuda de fibrinogênio na imunofluorescência direta; isso era sugestivo de líquen plano ocular. Não foram encontradas outras lesões sistêmicas compatíveis com a apresentação do líquen plano. Uma boa resposta foi observada no tratamento tópico com ciclosporina. Pelo nosso conhecimento, este pode ser o primeiro relato de líquen plano ocular unilateral sem achados sistêmicos. A correlação com o início da brimonidina tópica sugere que este pode ser o primeiro caso de líquen plano ocular induzido por brimonidina confirmado por biópsia.
Descritores: Doenças da Túnica Conjuntiva/induzido quimicamente
Tartarato de Brimonidina/efeitos adversos
Líquen Plano/induzido quimicamente
Anti-Hipertensivos/efeitos adversos
-Biópsia
Ciclosporina/uso terapêutico
Túnica Conjuntiva/patologia
Doenças da Túnica Conjuntiva/patologia
Doenças da Túnica Conjuntiva/tratamento farmacológico
Imunossupressores/uso terapêutico
Líquen Plano/patologia
Líquen Plano/tratamento farmacológico
Limites: Humanos
Feminino
Idoso
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Carta
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 476 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1019421
Autor: Faria, Nubia Vanessa Lima de; Sampaio, Manuella O Borges de; Viapiana, Gabriela N; Seabra, Nathália M; Russ, Heloisa Helena; Montiani-Ferreira, Fabiano; Mello, Paulo Augusto Arruda.
Título: Effects of benzalkonium chloride and cyclosporine applied topically to rabbit conjunctiva: a histomorphometric study / Efeitos do uso tópico do conservante cloreto de benzalcônio e ciclosporina na conjuntiva de coelhos: estudo histomorfométrico
Fonte: Arq. bras. oftalmol;82(4):310-316, July-Aug. 2019. graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Purpose: Chronic instillation of benzalkonium chloride, a preservative, has inflammatory effects on the ocular surface. However, addition of the anti-inflammatory agent cyclosporine to a therapeutic protocol may mitigate these effects. This study compared the toxic effects of a 0.1% benzalkonium chloride solution and the possible protective effect of 0.05% cyclosporine when applied topically to the rabbit conjunctiva. Methods: Fifteen age- and weight-matched, female New Zealand white rabbits were categorized into three groups and treated for 30 consecutive days. Group 1, 2, and 3 - benzalkonium chloride received 0.1% every 24 h, 0.05% cyclosporine every 6 h, and both treatments, respectively. In each rabbit, the left eye was subjected to treatment and the right eye was a control. The rabbits were euthanized at after the experiment. Goblet cells and blood vessels were then enumerated in conjunctival tissues stained with periodic acid-Schiff and hematoxylin-eosin, respectively. Differences between treated and untreated eyes and between groups were compared using the t-test and analysis of variance. Results: Benzalkonium chloride treatment, with and without cyclosporine, significantly reduced (p≤0.05) in the number of goblet cells in treatment eyes compared with that in respective control eyes. Alternatively, adding cyclosporine to benzalkonium chloride did not prevent the loss of conjunctival goblet cells, and a significant reduction in the number of goblet cells was noted. Benzalkonium chloride-induced significant increase in the number of new blood vessels was mitigated significantly by the addition of cyclosporine. Conclusion: This study demonstrated the magnitude of conjunctival injury caused by chronic instillation of benzalkonium chloride. Although cyclosporine did not mitigate the effects on goblet cells, its addition minimized inflammatory angiogenesis induced by benzalkonium chloride.

RESUMO Objetivo: A instilação crônica de cloreto de benzal­cônio, um conservante, tem efeitos inflamatórios na superfície ocular. No entanto, a adição do agente anti-inflamatório ciclosporina a um protocolo terapêutico pode atenuar esses efeitos. Este estudo comparou os efeitos tóxicos de uma solução de cloreto de benzalcônio a 0,1% e o possível efeito protetor de ciclosporina a 0,05% quando aplicado topicamente à conjuntiva de coelho. Métodos: Quinze coelhos fêmeas brancos da raça Nova Zelândia, pareados por idade e peso, foram categorizados em três grupos e tratados por 30 dias consecutivos. Os grupos 1, 2 e 3 - receberam cloreto de benzalcônio 0,1% a cada 24h, ciclosporina a 0,005% a cada 6h e ambos os tratamentos, respectivamente. Em cada coelho, o olho esquerdo foi submetido a tratamento e o olho direito foi controle. Os coelhos foram submetidos à eutanásia após o experimento. Células caliciformes e vasos sanguíneos foram então enumerados em tecidos conjuntivais corados com ácido periódico-Schiff e hematoxilina-eosina, respectivamente. As diferenças entre os olhos tratados e não tratados e entre os grupos foram comparadas usando o teste t e análise de variância. Resultados: O tratamento com cloreto de benzalcônio, com e sem ciclosporina, reduziu significativamente (p£0,05) o número de células caliciformes nos olhos tratados em comparação com os olhos controle correspondentes. Alternativamente, a adição de ciclosporina ao cloreto de benzalcônio não impediu a perda de células caliciformes conjuntivais, e foi observada uma redução significativa no número de células caliciformes. O aumento significativo induzido pelo cloreto de benzalcônio no número de novos vasos sanguíneos foi significativamente mitigado pela adição da ciclosporina. Conclusão: Este estudo demonstrou a magnitude da lesão conjuntival resultante da instilação crônica de cloreto de benzalcônio. Embora a ciclosporina não tenha atenuado os efeitos nas células caliciformes, sua adição minimizou a angiogênese inflamatória induzida pelo cloreto de benzalcônio.
Descritores: Conservantes Farmacêuticos/efeitos adversos
Compostos de Benzalcônio/efeitos adversos
Ciclosporina/farmacologia
Túnica Conjuntiva/efeitos dos fármacos
Substâncias Protetoras/farmacologia
Anti-Inflamatórios/farmacologia
-Fatores de Tempo
Distribuição Aleatória
Reprodutibilidade dos Testes
Resultado do Tratamento
Túnica Conjuntiva/patologia
Células Caliciformes/efeitos dos fármacos
Indutores da Angiogênese/farmacologia
Limites: Animais
Feminino
Ratos
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Estudo de Avaliação
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 476 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1019436
Autor: Meneghim, Roberta Lilian Fernandes de Sousa; Satto, Larissa Horikawa; Natsuaki, Kryscia Leiko; Oliveira, Alessandro Carvalho de; Padovani, Carlos Roberto; Viveiros, Magda Massae Hata; Schellini, Silvana Artioli.
Título: Topical cyclosporine A 0. 05% before and after surgery to prevent pterygium recurrence / Ciclosporina A 0, 05% antes e após a cirurgia do pterígio para a prevenção da recorrência
Fonte: Arq. bras. oftalmol;82(5):372-376, Sept.-Oct. 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Purpose: We evaluated the role of the conjunctival flap rotation technique using 5-fluorouracil and adjuvant therapy with topical cyclosporine A at 0.05% during short pre- and postoperative periods for the prevention of primary pterygium recurrence. Methods: In this prospective study, 76 patients with primary pterygium (76 eyes) were categorized into two groups: the control group with 31 patients who did not receive cyclosporine treatment, and the cyclosporine group with 45 patients who received topical cyclosporine A (0.05%) twice a day, for 10 days before and 10 days after the pterygium excision operations. Patients were examined for disease recurrence, side effects, and complications at 10 and 21 days, and at 2 and 6 months after the operation. Data on demography, systemic diseases, and ophthalmologic histories were obtained from all patients, and these data were analyzed using descriptive statistics involving the absolute and relative percentages of frequency distribution. Goodman test was used for contrasts among multinomial populations to study the association between cyclosporine A and recurrence. Results: Most patients were between 30 and 60 years of age, and 67.1% were women. We confirmed a higher recurrence in patients with occupational sunlight exposure. The cyclosporine A used topically 10 days before and 10 days after the pterygium removal did not significantly reduce the recurrence of the pterygium. Conclusion: Topical 0.05% cyclosporine A when used for 10 days before and 10 days after the pterygium removal does not prevent or reduce the recurrence of primary pterygium.

RESUMO Objetivo: Avaliamos os resultados da técnica de rotação de retalho conjuntival com uso de 5-fluorouracil e terapia adjuvante com ciclosporina A tópica a 0,05%, usada no pré e pós-operatório por curto período, quanto à prevenção da recidiva do pterígio primário Métodos: Estudo prospectivo, com 76 pacientes portadores de pterígio primário (76 olhos), divididos em dois grupos: controle com 31 pacientes que não receberam tratamento com ciclosporina e grupo ciclosporina com 45 pacientes que receberam ciclosporina tópica A (0,05%) duas vezes ao dia, por 10 dias antes e 10 dias após a cirurgia de excisão do pterígio. Os pacientes foram avaliados quanto à recorrência, efeitos colaterais e complicações com 10, 21 dias, 2 e 6 meses de pós-operatório. Dados demográficos, doenças sistêmicas e histórico oftalmológico foram coletados de todos os pacientes e esses dados foram analisados por meio de estatística descritiva envolvendo o percentual absoluto e relativo de distribuição de frequência. O teste de Goodman para contrastes entre populações multinomiais foi utilizado para o estudo da associação entre a ciclosporina A e a recorrência Resultados: A maioria dos pacientes tinha entre 30 e 60 anos e 67,1% eram mulheres. Confirmamos uma maior recorrência em pacientes com exposição ocupacional ao sol. A ciclosporina A tópica utilizada 10 dias antes e 10 dias após a remoção do pterígio não reduziu significativamente a sua recorrência Conclusão: A ciclosporina A tópica a 0,05% quando utilizada por 10 dias no pré e 10 dias no pós-operatório, não previne ou reduz a recidiva do pterígio primário significativamente.
Descritores: Pterígio/prevenção & controle
Ciclosporina/administração & dosagem
Túnica Conjuntiva/anormalidades
Imunossupressores/administração & dosagem
-Soluções Oftálmicas/administração & dosagem
Cuidados Pós-Operatórios
Recidiva
Retalhos Cirúrgicos
Cuidados Pré-Operatórios
Pterígio/cirurgia
Pterígio/tratamento farmacológico
Estudos Prospectivos
Terapia Combinada
Túnica Conjuntiva/cirurgia
Doenças da Córnea/tratamento farmacológico
Fluoruracila/uso terapêutico
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Adulto Jovem
Tipo de Publ: Ensaio Clínico Controlado
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 48 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde