Base de dados : LILACS
Pesquisa : D05.750.078.739.249 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 67 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 7 ir para página                  

  1 / 67 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1017295
Autor: Silva-Santos, Diego Junior da.
Título: Efetividade do controle da dor no tratamento ortodôntico: ensaio clínico controlado e randomizado / Effectiveness of orthodontic treatment pain control: a randomized and controlled trial.
Fonte: Rio de janeiro; s.n; 2019. 101 p. ilus.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Faculdade de Odontologia para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Objetivo geral consistiu em comparar a efetividade analgésica de ibuprofeno, acetaminofeno e goma de mascar na redução da dor ortodôntica. O objetivo secundário consistiu em avaliar se o uso de goma de mascar poderia ser uma alternativa não farmacológica de controle da dor após inserção do primeiro arco ortodôntico. Cento e seis pacientes foram consecutivamente selecionados, assinaram Termo de Consentimento Livre e Pós Informado e randomicamente distribuídos na proporção de 1:1:1:1 em um dos quatro grupos amostrais: a) ibuprofeno; b) acetaminofeno; c) goma de mascar; d) controle. Os pacientes alocados no grupo ibuprofeno e acetaminofeno foram orientados a ingerirem respectivamente 400 mg e 500 mg dos medicamentos imediatamente após a inserção do arco ortodôntico inicial, e de 6/6 horas por uma semana caso a dor persistisse. O grupo goma de mascar foi orientado a mascar um tablete de goma de mascar por cinco minutos após a inserção do arco ortodôntico inicial e de 6/6 horas por cinco minutos durante uma semana em caso de dor. Os pacientes do grupo controle não receberam nenhum método de controle da dor, mas também não foram proibidos de fazerem uso de analgésicos. Eles receberam orientação de informar caso algum medicamento fosse utilizado durante a pesquisa. A experiência de dor dos pacientes foi registrada em escalas visuais analógicas de 100 mm de comprimento (EVAs), que partiam de um ponto denominado "sem dor" e terminavam em "dor exagerada", nos seguintes intervalos de tempo: T1-2 horas, T2-24 horas, T3-2 dias, T4-3 dias, T5-7 dias e T6-21 dias após a consulta de colagem de bráquetes e tubos de slots 0,022"x0,028" na arcada superior até primeiros molares, prescrição edgewise Roth e inserção fio metálico de liga de níquel-titânio de calibre 0,014". O registro das experiências de dor, em cada intervalo de tempo, foi realizado em dois momentos: dor espontânea e em dor durante o apertamento, quando os dentes posteriores inferiores iam de encontro aos antagonistas. Os questionários foram recolhidos e as EVAs mensuradas por um único avaliador previamente calibrado (Sx=1,38%). Teste estatístico de Kruskall Wallis foi aplicado para análise intra grupos e teste de Mann Whitney U post hoc para análise entre os grupos, considerando-se intervalo de confiança de 95%, nível de significância de 5% e penalização de Bonferroni. Assim pôde-se concluir que ibuprofeno, acetaminofeno e controle não apresentaram entre si diferenças estatisticamente significantes no alívio da dor ortodôntica em nenhum intervalo de tempo; observou-se também que os pacientes que utilizaram goma de mascar apresentaram menor experiência de dor quando comparados com os pacientes do grupo controle que não fizeram uso de métodos de controle da dor ortodôntica.

The main objective of the present study was to evaluate the analgesic effectiveness of ibuprofen, actemaninophen and chewing gum on orthodontic pain reduction. The secondary objective was to assess the use of chewing gum as a non-pharmacological alternative for pain control after initial archwire placement. One hundred and six patients were consecutively selected, signed the Free and Post-Informed Term of Consent, and randomly allocated in a ratio of 1:1:1: 1 at four sample groups: a) ibuprofen; b) acetaminophen; c) chewing gum; d) control group. Patients on the ibuprofen and acetaminophen group were instructed to ingest 400 mg and 500 mg respectively of the drugs immediately after the initial archwire placement and every 6 hours for one week if the pain persisted. The subjects on the chewing gum group were instructed to chew a tablet of gum (Trident®-Mondelez, Bauru-SP, Brazil) for five minutes after the initial archwire placement and five minutes every 6 hours for one week if the pain persisted. The control group subjects received no method of pain control. They were required to report the use of any analgesic throughout the trial period. The patients registered their experienced pain while at mandible rest position (spontaneous pain) and at maximum intercuspation (pain at mastication) in 100mm Visual Analogic Scales (VAS), starting at "no pain" and ending at "unbearable pain", at T1-2 hours, T2-24 hours, T3-2 days, T4-3 days, T5-7 days, and T6-21 days after bonding of tubes and brackets 0.022"x0.028", edgewise Roth prescription from 1.6 to 2.6 and nickel-titanium 0.014"achwire placement. VAS data were collected by one previously calibrated evaluator (Sx= 1.38%). Kruskal Wallis test was applied for intragroup analysis and Mann Whitney U post hoc for between groups analysis, with a 95% interval of confidence and 5% of significance level and Bon Ferroni penalizations. Thus, there were no statistically significant differences at pain relief among subjects from ibuprofen, acetaminophen and control groups. But subjects in the chewing gum group experienced statistically significant pain relief when compared to the control group.
Descritores: Medição da Dor
Goma de Mascar
Ibuprofeno
Acetaminofen
-Anti-Inflamatórios não Esteroides
Ensaio Clínico Controlado Aleatório
Estatísticas não Paramétricas
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Adolescente
Adulto
Meia-Idade
Adulto Jovem
Tipo de Publ: Manuais de Laboratório
Responsável: BR1366.1 - Biblioteca Biomédica B - CB/B (Odontologia e Enfermagem)
BR1366.1; 616.314, S237, TO848


  2 / 67 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-912893
Autor: Pereira, Juliana Vianna; Maciel, Rubens Pereira; Monteiro, Marcílio Jorge Fernandes; Conde, Nikeila Chacon de Oliveira; Vieira, Janete Maria Rebelo; Rebelo, Maria Augusta Bessa.
Título: Effect of Chewing Gum Containing CPP-ACP on Salivary Flow and Buffer Capacity: An in vivo Study
Fonte: Pesqui. bras. odontopediatria clín. integr;16(1):425-431, jan.-dez. 2016. tab.
Idioma: en.
Resumo: Objective: To evaluate salivary flow and buffer capacity by means of mechanical and chemical-mechanical stimuli, through the use of chewing gums. Material and Methods: The study was a cross-sectional study with 12 volunteers, divided into three groups, in three phases: Group A: paraffin gum; Group B: Chewing gum without sucrose, flavored (Trident®); Group C: Flavored chewing gum, without sucrose and amorphous calcium casein-phosphate phosphopeptide (Trident Total®). The stimulated total saliva was collected after 5 minutes of mastication of one of the products and the volume was expressed in mL / min. The same sample was submitted to pH measurement with the use of a digital potentiometer, where the results were classified in normal buffer capacity (final pH between 5.0 and 7.0) or low (final pH <4.0). The results were evaluated regarding the normality of the sample distribution (Shapiro-Wilk test), Analysis of Variance (ANOVA) and Tukey's test. Results: Chewing gums increased the salivary flow of the volunteers, when compared to the control group (paraffin) (1.53 mL / min), differing statistically from the group, although there was no difference between Trident® (2.09 mL / Min) and Trident Total® (2.06mL / min). Regarding the buffer capacity, the values obtained were 6.94 (paraffin), 6.99 (Trident®) and 6.93 (Trident Total®), with no difference between groups (p = 0.713). Conclusion: It was concluded that chewing gums, with and without CPP-ACP, increased the salivary flow in relation to the control group. In relation to buffer capacity the values obtained for chewing gums with and without CPP-ACP, are shown to be within the normal range.
Descritores: Goma de Mascar
Cárie Dentária
Salivação
Saliva/microbiologia
-Análise de Variância
Brasil
Estudos Transversais/métodos
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR1822.9 - Associação de Apoio à Pesquisa em Saúde Bucal


  3 / 67 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Buzalaf, Marilia Afonso Rabelo
Machado, Maria Aparecida de Andrade Moreira
Texto completo
Id: biblio-893623
Autor: ALENCAR, Catarina Ribeiro Barros de; OLIVEIRA, Gabriela Cristina de; MAGALHÃES, Ana Carolina; BUZALAF, Marília Afonso Rabelo; MACHADO, Maria Aparecida de Andrade Moreira; HONÓRIO, Heitor Marques; RIOS, Daniela.
Título: In situ effect of CPP-ACP chewing gum upon erosive enamel loss
Fonte: J. appl. oral sci;25(3):258-264, May-June 2017. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: São Paulo Research Foundation.
Resumo: Abstract Casein phosphopeptide-amorphous calcium phosphate (CPP-ACP) is able to increase salivary calcium and phosphate levels at an acidic pH. Previous studies demonstrated that a CPP-ACP chewing gum was able to enhance the re-hardening of erosion lesions, but could not diminish enamel hardness loss. Therefore, there is no consensus regarding the effectiveness of CPP-ACP on dental erosion. Objective This in situ study investigated the ability of a CPP-ACP chewing gum in preventing erosive enamel loss. Material and Methods: During three experimental crossover phases (one phase per group) of seven days each, eight volunteers wore palatal devices with human enamel blocks. The groups were: GI - Sugar free chewing gum with CPP-ACP; GII - Conventional sugar free chewing gum; and GIII - No chewing gum (control). Erosive challenge was extraorally performed by immersion of the enamel blocks in cola drink (5 min, 4x/day). After each challenge, in groups CPP and No CPP, volunteers chewed one unit of the corresponding chewing gum for 30 minutes. Quantitative analysis of enamel loss was performed by profilometry (µm). Data were analyzed by Repeated-Measures ANOVA and Tukey's test (p<0.05). Results The use of chewing gum (CPP and No CPP) resulted in lower erosive enamel loss compared with the control group (p<0.05). CPP-ACP chewing gum (CPP) did not improve the protection against erosive enamel loss compared with conventional chewing gum (No CPP) (p>0.05). Conclusion The CPP-ACP chewing gum was not able to enhance the anti-erosive effect of conventional chewing gum against enamel loss.
Descritores: Caseínas/uso terapêutico
Goma de Mascar
Esmalte Dentário/efeitos dos fármacos
Substâncias Protetoras/uso terapêutico
Erosão Dentária/prevenção & controle
-Análise de Variância
Cariostáticos/farmacologia
Cariostáticos/uso terapêutico
Caseínas/farmacologia
Estudos Cross-Over
Testes de Dureza
Substâncias Protetoras/farmacologia
Reprodutibilidade dos Testes
Saliva/metabolismo
Estatísticas não Paramétricas
Remineralização Dentária
Resultado do Tratamento
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Adulto Jovem
Tipo de Publ: Ensaio Clínico Controlado Aleatório
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 67 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Buzalaf, Marilia Afonso Rabelo
Id: biblio-872536
Autor: Buzalaf, Marília Afonso Rabelo; Granjeiro, José Mauro; Hirota, Luciane; Serrano, André Sakima; Ornelas, Flávia de; Costa, Milena Souza Gomes da.
Título: Effect of sucrose or fructooligosaccharide gum chewing and fluoridated dentifrice on in situ remineralization of artificial carious lesions / Efeito da goma de mascar contendo sacarose ou frutooligossacarídeo e do dentifrício fluoretado na remineralização in situ de lesões de cáries artificiais
Fonte: Rev. Fac. Odontol. Bauru;9(3/4):131-7, jul.-dez. 2001. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Muitos estudos têm demonstrado que o uso de gomas de mascar estimula o fluxo salivar, deste modo potencializando a capacidade remineralizante da saliva. Os frutooligossacarídeos (FOS) são usados em alguns países como substitutos da sacarose, mas o seu potencial cariogênico ainda não foi completamente elucidado. O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito de gomas de mascar contendo sacarose ou FOS (Meiji Seika, Japão) e do dentifrício fluoretado (1500 ppm, MFP) na remineralização in situ de lesões de cárie artificiais. Dentifrício não fluoretado foi usado como controle. Este estudo foi cruzado, contando com a participação de 8 voluntários, em 4 estágios de 14 dias. Os voluntários usaram um dispositivo de resina acrílica intra-oral mandibular contendo 2 blocos de esmalte bovino com lesão de cárie artificial. Após cada estágio, era medida a microdureza superficial dos blocos de esmalte (Vickers, carga de 200 g). Os resultados mostraram que em todos os grupos houve remineralização. O percentual de reminaralização (DP, n) foi 60,9 (7,6, n=6), 93,0 (18,2, n=16), 77,2 (11,6, n=10) e 93,7 (17,4, n=16) para os grupos controle, dentifrício, sacarose e FOS, respectivamente. A ANOVA e o teste de Tukey (p < 0,05) revelaram diferenças significantes entre os grupos do dentifrício e goma de mascar contendo FOS em relação ao grupo controle e o da goma de mascar contendo sacarose. Assim, os resultados mostraram que a goma de mascar contendo FOS é tão efetiva quanto o dentifrício fluoretado na remineralização in situ de lesões de cárie artificiais. Uma vez que os FOS também são benéficos para a saúde geral, sua adição a gomas de mascar, em substituição à sacarose, deveria ser considerada
Descritores: Dentifrícios/efeitos adversos
Sacarose/efeitos adversos
Remineralização Dentária
-Cárie Dentária/patologia
Goma de Mascar/efeitos adversos
Flúor/efeitos adversos
Limites: Seres Humanos
Adolescente
Adulto
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR28.1 - Serviço de Biblioteca e Documentação Professor Doutor Antônio Gabriel Atta


  5 / 67 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Vianna, Roberto Braga de Carvalho
Id: biblio-872284
Autor: Panzeri, Heitor; Vianna, Roberto Braga de Carvalho.
Título: Chiclete amigo / The chummy chewing-gum
Fonte: Rev. ABO nac;7(5):265-7, out.-nov. 1999. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: ABO concede primeiro selo de qualidade a uma goma de mascar sem açúcar
Descritores: Goma de Mascar
-Cárie Dentária/prevenção & controle
Responsável: BR97.1 - Serviço de Documentação Odontológica


  6 / 67 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Buischi, Yvonne A. de Paiva
Id: biblio-872263
Autor: Axelsson, Peter; Buischi, Yvonne A. de Paiva.
Título: Prevenção à sueca / Swedish prevention
Fonte: Rev. ABO nac;7(2):76-8, abr.-maio 1999. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: O Per Axelsson Oral Health Promotion Center irá divulgar experiência sueca no Brasil e incentivar a pesquisa na área de Promoção de Saúde Bucal. O prevencionista Axelsson fala com exclusividade à Revista ABO Nacional sobre pesquisas desenvolvidas em conjunto por brasileiros e suecos
Descritores: Cárie Dentária/prevenção & controle
Saúde Bucal
Higiene Bucal
-Goma de Mascar
Clorexidina
Responsável: BR97.1 - Serviço de Documentação Odontológica


  7 / 67 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Cardoso, Antonio Carlos
Cardoso, Antonio Carlos
Id: biblio-871924
Autor: Cardoso, Antônio Carlos; Tavares, Rui.
Título: Disfunção musculoarticular do sistema estomatognático / Musclearticular disorder of the stomatognathic system
Fonte: In: Cardoso, Antonio Carlos. Oclusäo: para você e para mim. Säo Paulo, antos, 2003. p.166-87, ilus.
Idioma: pt.
Descritores: Sistema Estomatognático/patologia
-Articulação Temporomandibular/anatomia & histologia
Goma de Mascar/efeitos adversos
Diagnóstico por Imagem/métodos
Músculos da Mastigação/anatomia & histologia
Hábito de Roer Unhas
Sistema Estomatognático/anatomia & histologia
Transtornos da Articulação Temporomandibular/diagnóstico
Transtornos da Articulação Temporomandibular/etiologia
Transtornos da Articulação Temporomandibular/patologia
Transtornos da Articulação Temporomandibular/terapia
Responsável: BR28.1 - Serviço de Biblioteca e Documentação Professor Doutor Antônio Gabriel Atta
BR28.1; D131, C179o


  8 / 67 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-867440
Autor: Alencar, Catarina Ribeiro Barros de.
Título: Efeito in situ da utilização de uma goma de mascar com caseína fosfopeptídea fosfato de cálcio amorfo (CPP-ACP) previamente ao desafio erosivo inicial / Effect of CPP-ACP chewing gum previously to erosive demineralization.
Fonte: Bauru; s.n; 2015. 113 p. ilus, tab.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Odontologia de Bauru para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: O efeito protetor da caseína fosfopeptídea fosfato de cálcio amorfo (CPP-ACP) contra a erosão dentária é controverso. Este estudo in situ teve como objetivo investigar a capacidade de uma goma de mascar com CPP-ACP em prevenir uma única desmineralização erosiva. Blocos de esmalte bovino (120) selecionados pela dureza superficial inicial foram divididos aleatoriamente entre os grupos: GI - goma de mascar com CPP-ACP, GII - goma de mascar sem CPP-ACP e GIII - controle negativo para avaliação do efeito protetor sem estimulação salivar (sem goma de mascar). Dezenove voluntários participaram do estudo durante três fases cruzadas de 2 h cada. Nas fases de GI e GII os voluntários usaram dispositivos intrabucais palatinos contendo 2 blocos de esmalte, durante 120 minutos e mascaram uma unidade da goma de mascar correspondente ao grupo nos últimos 30 minutos. No grupo controle os voluntários usaram o dispositivo intrabucal por 2h, sem uso de goma de mascar. Em cada fase, imediatamente após a utilização, os dispositivos intrabucais foram imersos em refrigerante tipo cola durante 5 minutos para promover a desmineralização erosiva. A dureza superficial final foi mensurada e os valores foram utilizados para o cálculo do percentual de perda de dureza. Os dados foram analisados por ANOVA de medidas repetidas e teste Tukey (α = 5%). Menor perda de dureza do esmalte foi encontrada após a utilização de goma de mascar com (GI - 32,7%) e sem (GII - 33,5%) CPP-ACP relação ao efeito salivar sem estimulação (GIII - 39,8%) (p <0,05). Não houve diferença entre GI e GII (p> 0,05). Os resultados sugerem que a utilização de goma de mascar imediatamente antes de uma desmineralização erosiva é capaz de diminuir a perda de dureza do esmalte. No entanto, a presença de CPP-ACP na goma de mascar não foi capaz de melhorar este efeito.

The erosion-protective effect of CPP-ACP is controversial. This in situ study aimed to investigate the ability of CPP-ACP chewing gum to prevent a single event of erosive demineralization. Bovine enamel blocks (120), after selection (initial surface hardness) were randomly assigned to groups: GI-chewing gum with CPP-ACP, GIIchewing gum without CPP-ACP and Control group-salivary effect without stimulation (no gum). Nineteen volunteers participated on this study during 3 crossover phases of 2 h. On GI and GII, the volunteers wore intraoral palatal devices for 120 min and chewed a unit of the corresponding chewing gum on the last 30 min. On Control group the volunteer wore the appliance for 2 h, without chewing gum. On each phase immediately after the intraoral use, devices were extra orally immersed in cola drink for 5 minutes to promote erosive demineralization. The percentage of surface hardness loss was calculated. The data were analyzed by Repeated Measures ANOVA and Turkeys test. Less enamel hardness loss was found after the use of chewing gum with (GI-32.7 %) and without (GII-33.5%) CPP-ACP when compared to salivary effect without stimulation (control- 39.8%) (p<0.05). There was no difference between GI and GII (p>0.05). The results suggest that the use of chewing gum immediately before an erosive demineralization is able to diminish the enamel hardness loss. However, the presence of CPP-ACP in the chewing gum cannot enhance this protective effect.
Descritores: Goma de Mascar
Caseínas/química
Erosão Dentária/prevenção & controle
Esmalte Dentário
Fosfatos de Cálcio/química
-Análise de Variância
Testes de Dureza
Método Simples-Cego
Propriedades de Superfície
Fatores de Tempo
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Adulto Jovem
Adulto
Tipo de Publ: Ensaio Clínico Controlado Aleatório
Responsável: BR28.1 - Serviço de Biblioteca e Documentação Professor Doutor Antônio Gabriel Atta


  9 / 67 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: biblio-855169
Autor: Vieira, Angela Maria Fernandes; Paiva, Helson José de.
Título: Efeitos das gomas de mascar na oclusão e prevenção: efeitos do seu uso sobre cárie dentária, a placa bacteriana e o sistema mastigatório / Effects of chewing gum on occlusion and prevention: effects of its use on dental caries, plaque and the masticating apparatus
Fonte: RGO (Porto Alegre);44(4):206-210, jul.-ago. 1996.
Idioma: pt.
Resumo: O presente estudo sobre prevenção em Oclusão buscou, através de cuidadosa revisão da literatura, avaliar os efeitos do uso das gomas de mascar sobre o sistema estomatognático, no que concerne aos aspectos relacionados à cárie dentária e doença periodontal e à atividade funcional dos músculos da mastigação e acessórios e às articulações temporomandibulares. Com base nos aspectos revisados e discutidos chegou-se às seguintes conclusões: (1) as gomas de mascar sem açúcar, ou com adoçantes alternativos, possuem alguns efeitos benéficos na prevenção da cárie dentária; (2) a efetividade preventiva das gomas que possuem na sua constituição substâncias anticárie e antiplaca não foi comprovada; (3) a hiperatividade mastigatória, decorrente do uso dos chicletes é fator potencial na etiologia e no agravamento dos sintomas de disfunções musculares e das articulações temporomandibulares
Descritores: Goma de Mascar/efeitos adversos
Oclusão Dentária
Odontologia Preventiva
Sistema Estomatognático
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR541.1 - Biblioteca


  10 / 67 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: biblio-855129
Autor: Gonçalves, Vera Aparecida; Naressi, Wilson Galvão.
Título: Ação preventiva da goma de mascar: seu efeito na produção de saliva e a proteção contra a cárie. Uma boa alternativa / Preventive action of chewing-gum: its effect on saliva production and the protection against caries. A good alternative
Fonte: RGO (Porto Alegre);44(1):13-4, jan.-fev. 1996.
Idioma: pt.
Resumo: Os autores revisaram trabalhos de goma de mascar e seu efeito benéfico no fluxo salivar, elevando o pH, e resultando em menor cariogenicidade
Descritores: Goma de Mascar/efeitos adversos
Salivação
Remineralização Dentária
-Cárie Dentária/prevenção & controle
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR541.1 - Biblioteca



página 1 de 7 ir para página                  
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde