Base de dados : LILACS
Pesquisa : D06.472.334.968 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 26 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 3 ir para página          

  1 / 26 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-770828
Autor: Gass, Hugo; Luthy, Isabel; Pérez Piñero, Cecilia; Woscoboinik, Rosa.
Título: Aporte de los dosajes de inhibina B y hormona antimulleriana al conocimiento de la función ovárica en mujeres jóvenes con cáncer de mama posterior a la quimio y hormonoterapia / Dosages contribution of inhibin B and AMH knowledge of ovarian function in young women with breast cancer back to chemo and hormone therapy
Fonte: Rev. argent. cancerol;43(1):27-29, 2015. graf.
Idioma: es.
Resumo: Los estudios de hormona antimulleriana (HAM) e inhibina B tienen una implicancia importante en la fertilidad y salud sexual (su ausencia impide el embarazo) y en la salud ósea. Las investigaciones al respecto se realizaron en especial en endocrinología y reproducción desde 2000. Recientemente, ha llamado nuestra atención su estudio en diferentes centros mundiales en pacientes premenopáusicas con cáncer de mama temprano, posterior a la quimio y hormonoterapia, ya que su evaluación es un marcador, junto con la amenorrea, de la inactividad del ovario.
Descritores: Neoplasias da Mama
Tratamento Farmacológico
Hormônios
Inibinas
Responsável: AR423.1 - Biblioteca


  2 / 26 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Caramelli, Paulo
Texto completo
Id: lil-741204
Autor: Gomes, Gisele de Cássia; Teixeira-Salmela, Luci Fuscaldi; Fonseca, Bruna Espeschit; Freitas, Flávia Alexandra Silveira de; Fonseca, Maria Luísa Morais; Pacheco, Bruna Débora; Gonçalves, Marisa Rocha; Caramelli, Paulo.
Título: Age and education influence the performance of elderly women on the dual-task Timed Up and Go test / Idade e educação influenciam o desempenho de mulheres idosas no teste Timed Up and Go com dupla tarefa
Fonte: Arq. neuropsiquiatr;73(3):187-193, 03/2015. tab.
Idioma: en.
Resumo: Gait variability is related to functional decline in the elderly. The dual-task Timed Up and Go Test (TUG-DT) reflects the performance in daily activities. Objective To evaluate the differences in time to perform the TUG with and without DT in elderly women with different ages and levels of education and physical activity. Method Ninety-two elderly women perfomed the TUG at usual and fast speeds, with and without motor and cognitive DT. Results Increases in the time to perform the TUG-DT were observed at older ages and lower educational levels, but not at different levels of physical activity. More educated women performed the test faster with and without DT at both speeds. When age was considered, significant differences were found only for the TUG-DT at both speeds. Conclusion Younger women with higher education levels demonstrated better performances on the TUG-DT. .

Alterações da marcha são indícios de declínio funcional em idosos. O TUG com dupla tarefa (TUG-DT) reflete o desempenho das atividades do cotidiano. Objetivo Avaliar as diferenças no tempo de execução do TUG com e sem DT em idosas com diferentes faixas etárias, e níveis de escolaridade e atividade física. Método Noventa e duas idosas foram avaliadas pelo TUG nas velocidades usual e máxima, sem e com DT cognitiva e motora. Resultados Houve aumento no tempo de execução do TUG-DT em idosas com maior faixa etária e menor escolaridade, mas não para diferentes níveis de atividade física. Aquelas com maior escolaridade realizaram o teste mais rápido com e sem DT nas duas velocidades. Com relação à faixa etária, foram obervadas diferenças apenas nos testes com DT nas duas velocidades. Conclusão Idosas mais jovens com maior escolaridade demonstraram um melhor desempenho no TUG com DT. .
Descritores: Azoospermia/diagnóstico
Hormônio Foliculoestimulante/sangue
Inibinas/sangue
Espermatogênese
Testículo/fisiologia
-Azoospermia/sangue
Infertilidade Masculina/sangue
Infertilidade Masculina/diagnóstico
Oligospermia
Limites: Adolescente
Adulto
Humanos
Masculino
Pessoa de Meia-Idade
Adulto Jovem
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 26 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Amaral, Waldemar Naves do
Id: lil-648079
Autor: Castro, Eduardo Camelo de; Amaral, Waldemar Naves do.
Título: Avaliação da reserva ovariana / Assessment of ovarian reserve
Fonte: Reprod. clim;24(3):92-99, 2009.
Idioma: pt.
Resumo: A diminuição da reserva ovariana é um processo de declínio da fecundidade associado tanto à depleção folicular dos ovários quanto à piora da qualidade oocitária que ocorre com o avanço da idade feminina. Na tentativa de avaliar a reserva ovariana, são realizados testes, como a medida do volume ovariano, a contagem dos folículos antrais do ovário, a dosagem basal do hormônio folículo-estimulante, a dosagem de inibina-B, do hormônio anti-mülleriano e o teste do clomifeno. A contagem folicular antral associada ao hormônio folículo-estimulante basal parece ser a abordagem de menor custo na avaliação do casal infértil, mas a contagem folicular antral associada aos níveis séricos de anti-mülleriano tem o maior poder preditivo de sucesso no tratamento de reprodução assistida.

The ovarian reserve diminution is a fecundity decrease process associated both to the follicular depletion of the ovaries as well as to the decline of the oocyte quality that happens due to female ageing. Tests like the ovarian volume measurement, the ovarian basal antral follicle counting, the basal follicle-stimulating hormone level, the dosage of the inhibin B and of the anti-Müllerian hormone, and the clomiphene citrate challenge test are made trying to evaluate the ovarian reserve. The basal antral follicle count associated to the basal follicle-stimulating hormone dosage seems to be the lowest cost approach in the evaluation of the infertile couple, but the basal antral follicle count associated to the serum anti-Müllerian levels has higher success predictive power in the assisted reproduction treatment.
Descritores: Hormônio Antimülleriano
Fertilização In Vitro
Hormônio Foliculoestimulante
Infertilidade
Inibinas
Ovário/fisiologia
-Ultrassonografia/métodos
Limites: Humanos
Feminino
Responsável: BR33.1 - Divisão Técnica de Biblioteca e Documentação


  4 / 26 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-613323
Autor: Rocha, Ana Luiza Lunardi; Ferreira, Márcia Cristina França.
Título: Endometriose: papel da superfamília do fator transformador de crescimento beta / Endometriosis: the role of transforming growth factor β superfamily
Fonte: Femina;39(7):351-356, jul. 2011.
Idioma: pt.
Resumo: A endometriose é uma condição ginecológica, que atinge mulheres em idade reprodutiva e pode ser causa de dor e infertilidade. A patogênese da doença é multifatorial e envolve a perda da capacidade de diferenciação das células endometrióticas, moléculas de adesão celular para adesão do endométrio ao peritônio, neoangiogênese, características do fluido peritoneal e alterações do sistema imune. A superfamília do fator transformador de crescimento β (TGF-β) parece exercer papéis importantes na implantação e manutenção do tecido ectópico na endometriose. Ativinas, inibinas, folistatina, hormônio anti-mülleriano e as proteínas morfogenéticas ósseas são membros da superfamília do TGF-β. Estas moléculas são expressas no endométrio humano e apresentam ações importantes na proliferação celular, diferenciação celular, função imune, regulação da apoptose e remodelamento dos tecidos, apresentando, por conseguinte, um importante papel no ciclo menstrual, decidualização do endométrio e no início da gestação. Este artigo objetiva rever os achados sobre tais proteínas no endométrio e seus possíveis papéis na gênese e fisiopatologia da endometriose

Endometriosis is a gynecological pathological entity typical of women in reproductive age, associated with pelvic pain and infertility. The pathogenesis of the disease is multifactorial and it involves loss of the endometriotic cell differentiation, cell adhesion, neo-angiogenesis, peritoneal fluid characteristics, and changes in the immune system. The transforming growth factor β (TGF-β) superfamily seems to play important roles in the implementation and maintenance of ectopic tissue in endometriosis. Activin, inhibin, follistatin, anti-Mullerian hormone, and bone morphogenetic proteins are members of the superfamily of TGF-β. The TGF-β and family members are expressed by human endometrium and act on cell proliferation, differentiation, immune function, apoptosis and tissue remodeling, playing a role in menstrual cycle, decidualization, and early pregnancy. The aim of this study is to review the findings about these molecules in the endometrium and their possible roles in the genesis and pathophysiology of endometriosis
Descritores: Ativinas/farmacologia
Ativinas/genética
Endométrio/metabolismo
Endometriose/fisiopatologia
Endometriose/metabolismo
Fator de Crescimento Transformador beta/fisiologia
Inibinas/farmacologia
Inibinas/genética
-Diferenciação Celular
Ciclo Menstrual/metabolismo
Infertilidade Feminina/etiologia
Proliferação de Células
Limites: Humanos
Feminino
Responsável: BR1365.1 - Biblioteca Biomédica A - CB/A


  5 / 26 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Reis, Fernando Marcos dos
Texto completo
Id: lil-536742
Autor: Reis, Fernando Marcos dos.
Título: Aplicações das dosagens de inibinas em Ginecologia e Obstetrícia / Clinical usefulness of inhibin assays in Gynecology and Obstetrics
Fonte: Rev. bras. ginecol. obstet;31(12):621-625, dez. 2009. ilus, tab.
Idioma: pt.
Resumo: Na mulher, a principal fonte de inibina B são as células da granulosa de folículos em crescimento, enquanto a inibina A é secretada principalmente pelo corpo lúteo e pela placenta. Em mulheres inférteis submetidas a terapias de reprodução assistida, a inibina B se mostrou útil para predizer má resposta ovulatória, embora não tenha superado o desempenho de outros marcadores. No rastreamento pré-natal da síndrome de Down, a utilidade da inibina A foi repetidamente confirmada no segundo trimestre e começa a ser considerada também na bateria de testes do primeiro trimestre. Além das duas aplicações acima, a dosagem de inibina total pode contribuir para a identificação de casos de insuficiência ovariana autoimune. A inibina total também pode ser um marcador auxiliar no diagnóstico de tumores epiteliais do ovário, enquanto a dosagem de inibina B auxilia no diagnóstico de tumores de células da granulosa. O uso da inibina A pode se estender à avaliação de gestantes com ameaça de abortamento, com história de abortamento de repetição, com risco aumentado de pré-eclâmpsia, ou ainda nos primeiros dias de seguimento pós-esvaziamento de mola hidatiforme. Todas essas aplicações continuam em estudo, mas com possibilidade real de virem a ampliar o espectro diagnóstico das dosagens de inibinas em Ginecologia e Obstetrícia.

The main source of inhibin B in women is the growing follicle granulosa cells, while inhibin A is mainly produced by the corpus luteum and the placenta. In infertile women submitted to therapies of assisted reproduction, inhibin B has shown to be useful to predict a poor ovulatory response, though it has not yet overcome the performance of other markers. In the pre-natal screening of the Down syndrome, inhibin A has been repeatedly confirmed as useful in the second trimester and has also started to be considered in the first trimester test battery. Besides the two applications above, the dosage of total inhibin may contribute to the identification of cases of autoimmune ovarian insufficiency. Total inhibin may also be an auxiliary marker in the diagnosis of ovarian epithelial tumors, while the amount of inhibin B helps in the diagnosis of granulosa cells tumors. The use of inhibin A may be extended to the evaluation of pregnant women with risk of abortion, with a history of repeated abortion, with increased risk of pre-eclampsia, or even in the first days of follow-up of hydatiform mole post-emptying. All those applications are still under study, but with a real possibility of helping to extend the diagnostic spectrum of inhibin dosage in Gynecology and Obstetrics.
Descritores: Doenças dos Genitais Femininos/sangue
Doenças dos Genitais Femininos/diagnóstico
Inibinas/sangue
Complicações na Gravidez/sangue
Complicações na Gravidez/diagnóstico
Limites: Feminino
Humanos
Gravidez
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 26 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-528252
Autor: Suehiro, Ricardo Maisse.
Título: Avaliação da função das células de Sertoli testiculares em pacientes do sexo masculino com lúpus eritematoso sistêmico / Testicular Sertoli cell function evaluation in male systemic lupus erytemathosus patients.
Fonte: São Paulo; s.n; 2008. [51] p. tab.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina. Departamento de Clínica Médica para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Objetivo: Avaliar a função das células testiculares de Sertoli em homens com lúpus eritematoso sistêmico (LES). Métodos: Trinta e quatro pacientes consecutivos foram prospectivamente selecionados para avaliar a função das células testiculares de Sertoli pelos níveis séricos da inibina B. Características clínicas, tratamento, análises dos espermatozóides, avaliação urológica, ultrasonografia testicular, hormônios e anticorpos anti-espermatozóides foram avaliados. Resultados: Os pacientes foram subdivididos em dois grupos: níveis séricos reduzidos (Grupo 1, n=8) e níveis séricos normais (Grupo 2, n=26) de inibina B. As medianas da concentração média de espermatozóides (p=0,024), da contagem total de espermatozóides (p=0,023) e da contagem total de espermatozóides móveis (p=0,025) foram menores no Grupo 1. Os níveis de inibina B foram positivamente correlacionados com a concentração de espermatozóides (r=0,343) e contagem total de espermatozóides móveis (r=0,357), e negativamente correlacionados com FSH (r=0,699) e LH (r=0,397). A mediana de inibina B sérica foi menor nos pacientes com LES tratados com pulsoterapia com ciclofosfamida endovenosa (CICIV) comparada aos não tratados com este medicamento (p=0,031). Avaliação dos 26 pacientes com LES e níveis normais de inibina B e FSH revelou que a mediana da relação inibina B/FSH foi menor nos pacientes lúpicos com oligozoospermia comparada aos pacientes com normozoospermia (p=0,004). Esta relação também foi menor nos pacientes com LES tratados com CICIV do que naqueles sem esta terapia (p=0,04). Conclusão: Este é o primeiro estudo que identificou uma alta freqüência de disfunção das células testiculares de Sertoli em homens com LES associada a anormalidades dos espermatozóides. Outros estudos prospectivos são necessários para determinar se os níveis séricos de inibina e a relação inibina B/FSH serão um marcador útil e precoce de toxicidade pela CICIV neste pacientes

Objective: To assess the testicular Sertoli cell function in male SLE patients. Methods: 34 consecutive patients were prospectively selected to evaluate the testicular Sertoli cell function by serum inhibin B levels. Clinical features, treatment, semen analysis, urologic evaluation, testicular ultrasound, hormones, and antisperm antibodies were determined. Results: Patients were subdivided into two Groups: low serum inhibin B (Group 1, n=8) and normal levels (Group 2, n=26). The medians of sperm concentration (p=0.024), total sperm count (p=0.023) and total motile sperm count (p=0.025) were lower in Group 1. Inhibin B levels were positively correlated with sperm concentration (r=0.343), total motile sperm count (r=0.357), and negatively correlated with FSH (r=0.699) and LH (r=0.397). The median serum inhibin B was lower in SLE patients treated with intravenous cyclophosphamide pulsetherapy (IVCYC) compared to those without this therapy (p=0.031). Further evaluation of the 26 SLE patients with normal inhibin B and FSH levels revealed that medians of inhibin B/FSH ratio were lower in SLE patients with oligozoospermia compared to normozoospermia (p=0.004). This ratio was also lower in SLE patients treated with IVCYC than those without this therapy (p=0.04). Conclusions: This is the first study to identify a high frequency of testicular Sertoli cell dysfunction in male SLE associated with sperm abnormalities. Further prospective studies are necessary to determine if inhibin levels and inhibin B/FSH ratio will be an earlier and useful marker of IVCYC toxicity in these patients
Descritores: Hormônios
Inibinas
Lúpus Eritematoso Sistêmico
Homens
Células de Sertoli
Espermatozoides
Limites: Humanos
Masculino
Adolescente
Adulto
Responsável: BR66.1 - Divisão de Biblioteca e Documentação
BR66.1; W4.DB8, S941av, FM-2, 2008


  7 / 26 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-458514
Autor: Lopes, Laudelino Marques; Sá, Renato Augusto Moreira de; Peixoto Filho, Fernando Maia; Carvalho, Paulo Roberto Nassar de; Azevedo, Gustavo Lobato de.
Título: Rastreamento bioquímico da síndrome de down / Biochemical screening for down's syndrome
Fonte: Femina;33(9):705-708, sept. 2005.
Idioma: pt.
Resumo: A Síndrome de Down é a anormalidade cromossômica viável mais comum ao nascimento. Sua incidência na América do Sul é de 14,6 por 10.000 nascidos vivos. Neste artigo revemos as principais estratégias para o rastreamento bioquímico da Síndrome de Down, considerando o desempenho dos testes e sua aplicabilidade na prática clínica
Descritores: alfa-Fetoproteínas
Estriol
Gonadotropina Coriônica Humana Subunidade beta/sangue
Inibinas
Revisão
Biomarcadores/sangue
Primeiro Trimestre da Gravidez
Proteína Plasmática A Associada à Gravidez
Síndrome de Down/diagnóstico
Síndrome de Down/epidemiologia
Limites: Humanos
Feminino
Gravidez
Responsável: BR1365.1 - Biblioteca Biomédica A - CB/A


  8 / 26 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-457806
Autor: Scheffer, Juliano Brum; Lozano, Daniel Méndez; Frydman, René; Fanchin, Renato.
Título: Relação entre os níveis séricos do hormônio anti-Mulleriano, inibina B, estradiol e hormônio folículo estimulante no terceiro dia e o status folicular ovariano / Relationship of serum anti-Müllerian hormone, inhibin B, estradiol and FSH on day 3 with ovarian follicular status
Fonte: Rev. bras. ginecol. obstet;29(4):186-191, abr. 2007. tab.
Idioma: pt.
Resumo: OBJETIVO: examinar a hipótese de que o nível sérico do hormônio anti-Mülleriano (HAM) reflete o status folicular ovariano. MÉTODOS: Desenho: estudo prospectivo. Pacientes: foram incluídas 101 candidatas à FIV-TE submetidas à estimulação ovariana controlada com agonista de GnRH e FSH. Depois de atingir a supressão da hipófise e antes da administração de FSH (dia basal), os níveis séricos de HAM, inibina B e FSH foram avaliados. O número de folículos antrais foi determinado pela ultra-sonografia (dia basal) (folículo antral precoce; 3-10 mm). RESULTADOS: as médias do nível sérico de HAM, inhibina B, E2, P4 e FSH (dia basal) foram 3,4±0,14 ng/mL, 89±4,8 pg/mL, 34±2,7 pg/mL, 0,22±0,23 ng/mL e 6,6±0,1 mUI/mL, respectivamente, e a média do número de folículos antrais precoces foi 17±0,39. O nível sérico do HAM foi negativamente correlacionado com a idade (r= -0,19, p<0,04) e positivamente correlacionado com o número de folículos antrais precoces (r=0,65, p<0,0001), mas isto não se aplicou aos níveis séricos de inibina B, E2 e FSH. CONCLUSÕES: esse dado demonstra a associação do HAM com a quantidade de folículo antral, sendo aquele, portanto, um provável biomarcador do status folicular ovariano.

PURPOSE: to examine the hypothesis that serum anti-Müllerian hormone (AMH) levels reflect the ovarian follicular status. METHODS: Design: prospective study. Patients: we studied 101 IVF-ET candidates undergoing controlled ovarian hyperstimulation with GnRH agonist and FSH. After the achievement of pituitary suppression and before FSH administration (baseline), serum AMH, inhibin B, and FSH levels were measured. The number of antral follicles was determined by ultrasound at baseline (early antral follicles; 3-10 mm). RESULTS: at baseline, median serum levels of AMH, inhibin B, E2, P4 and FSH were 3.42±0.14 ng/mL, 89±4.8 pg/mL, 34±2.7 pg/mL, 0.22±0.23 ng/mL and 6.6±0.1 mIU/mL, respectively, and the mean number of early antral follicles was 17±0.39. Serum levels of AMH were negatively correlated with age (r=-0.19, p<0.04), and positively correlated with number of antral follicles (r=0.65, p<0.0001), but this did not apply to serum levels of either inhibin B, E2 or FSH. CONCLUSION: the data demonstrate an association between AMH and antral follicular counts. Therefore, AMH is probable a biomarker of ovarian follicular status.
Descritores: Estradiol/análise
Hormônio Foliculoestimulante
Hormônios Testiculares/análise
Inibinas/análise
Folículo Ovariano
Limites: Humanos
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Responsável: BR26.1 - Biblioteca Central


  9 / 26 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-441530
Autor: Lew, B. J; Meidan, R; Wolfenson, D.
Título: Concentrações hormonais e desenvolvimento folicular de vacas leiteiras em hipertermia sazonal e aguda / Hormone concentration and follicular development in dairy cows under seasonal and acute hyperthermia
Fonte: Arq. bras. med. vet. zootec;58(5):816-822, out. 2006. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Avaliaram-se as concentrações hormonais e os parâmetros de desenvolvimento folicular de vacas leiteiras expostas ao calor sazonal e agudo. Dividiram-se os animais em quatro grupos: verão (n=5), outono (n=5), inverno com hipertermia aguda (grupo câmara climática, (CC), n=5) e inverno (n=9). Os animais foram abatidos no sétimo dia após a ovulação, e os parâmetros de desenvolvimento folicular avaliados. O líquido folicular do maior folículo foi aspirado e armazenado para posterior análise de hormônios esteróides e inibina. O número de células da granulosa vivas no verão e no outono foi 40 e 45 por cento respectivamente, menor que no inverno (P<0,05). A concentração de estradiol (E2) no inverno foi 62 por cento maior que no outono (P<0,05) e 34 por cento superior ao grupo verão (P<0,06). Houve um aumento na quantidade de androstenediona no verão em relação aos grupos inverno (P<0,08) e outono (P<0,05). A concentração de inibina foi maior no inverno do que no verão e CC (P<0,05). A exposição ao calor sazonal e agudo modificou os parâmetros de desenvolvimento do folículo e as concentrações hormonais no líquido folicular, podendo explicar em parte a queda nas taxas de concepção no verão.

The present study evaluated the seasonal and acute heat stress on follicular development and steroid and inhibin concentrations in follicular fluid, in bovine dominant follicle. Cows were distributed into four treatments: summer (n=5), autumn (n=5), animals heat stressed during the winter (n=5) and winter (n=9). On day 7 of the estrous cycle, animals were slaughtered and parameters related to follicle development were evaluated. The follicular fluid (FF) was aspirated and stored for further hormonal analysis. During the summer, the number of viable granulosa cells was 40 percent lower than during the winter, and there was a 45 percent decrease in this parameter during the autumn (P<0.05). In the winter, estradiol concentration was 62 percent higher than during the autumn (P<0.05) and 42 percent higher than during the summer (P<0.06). There was an increase in androstenedione concentration in summer group, when compared to winter (P<0.08) and autumn (P<0.05) groups. Inhibin concentration was higher in winter groups than summer and winter heat stressed groups (P<0.05). Seasonal and acute heat stress altered developmental parameters in dominant follicle and hormonal concentration in follicular fluid, those effects can partially explain the decrease in conception rates during summer.
Descritores: Androstenodiona/análise
Androstenodiona/efeitos adversos
Bovinos
Estradiol/análise
Estradiol/efeitos adversos
Folículo Ovariano/crescimento & desenvolvimento
Hipertermia Induzida/efeitos adversos
Inibinas/análise
Inibinas/efeitos adversos
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  10 / 26 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-352344
Autor: Fernandes, C. A. C; Oba, E; Ferreira, A. M; Uribe-Velaquez, L. F; Viana, J. H. M.
Título: Taxa de ovulaçäo e concentraçäo plasmática de progesterona em fêmeas bovinas imunizadas com líquido folicular suíno / Number of ovulations and progesterone profile in bovine females immunized against swine follicular fluid
Fonte: Arq. bras. med. vet. zootec;54(6):595-601, dez. 2002. ilus, graf.
Idioma: pt.
Resumo: O presente estudo objetivou avaliar os efeitos da imunizaçäo ativa contra proteínas do líquido folicular suíno sobre a taxa de ovulaçäo, duraçäo do ciclo estral e concentraçäo plasmática de progesterona em vacas e novilhas da raça Limousin. Realizaram-se duas imunizaçöes com 15 dias de intervalo, aplicando-se um imunógeno composto do conteúdo protéico de 25ml de fluido folicular suíno adicionados de 1ml de gel de hidróxido de alumínio, via subcutânea. O número de ovulaçöes foi mensurado por palpaçäo retal e ultra-sonografia sete a nove dias após cada período de estro. Após a última imunizaçäo, os animais apresentaram maior incidência de ovulaçöes duplas (41,7 por cento). As médias de ovulaçöes pré e pós-imunizaçäo foram 1,00+0,00 e 1,40+0,31 ovulaçöes/ciclo, respectivamente (P<0,01;chi2). A imunizaçäo foi efetiva em aumentar o número de ovulaçöes. Näo foram observadas diferenças na duraçäo do ciclo estral e na concentraçäo de progesterona nos diferentes dias do ciclo. A manipulaçäo das açöes fisiológicas da inibina pode ser utilizada como alternativa para induçäo de ovulaçöes múltiplas em bovinos
Descritores: Bovinos
Líquido Folicular
Inibinas
Ovulação
Limites: Animais
Feminino
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice



página 1 de 3 ir para página          
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde